Você está na página 1de 49

Curso de Gestão Público Legislativa

Disciplina: Gestão de Pessoas

Profª. Drª. Meire Cachioni


TEMA 1

COMPORTAMENTO HUMANO E O MUNDO


DO TRABALHO

A complexidade do comportamento humano:


diferenças individuais e história de vida
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Estudo da psicologia  busca de formas mais


saudáveis de vida para o ser humano.

• Psicologia  ciência que procura


compreender os processos comportamentais
e mentais e usar essa compreensão a serviço
do bem-
bem-estar humano (Bernstein, et al,
2000,, p.3).
2000
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• A partir da psicanálise  tentativa de explicar


melhor as reações humanas

Chegar o mais próximo possível dos reais


“porquês” da conduta humana.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• A intenção de cada pessoa é de ser produtiva e


de estabelecer relacionamentos interpessoais
significativos..
significativos

Toda pessoa-
pessoa-problema para nós é antes de tudo um
problema para si mesma.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Existem sempre boas razões pessoais


para determinadas condutas que
qualificamos como indesejáveis.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Estudo de Caso
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Conceitos relativos ao Caso:

• Eficiência  fazer certo, bem feito, aquilo que se


propõe..
propõe
• Eficácia  fazer a coisa certa, apropriada, aquilo
que deve ser feito.
feito. Estabelece de metas e estratégias
adequadas..
adequadas
• Gerente reativo  faz o que já existe, não cria.
cria.
• Gerente pró
pró--ativo  olha para o futuro.
futuro.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Necessariamente, a maneira visível de


comportar--se tem uma ligação com os fatos
comportar
que compõem a história de cada um.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Todo efeito comportamental possui


uma causa contida na
história de vida das pessoas.

Em Psicologia
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

“Gerentes que não conseguem administrar com êxito


a diversidade, invariavelmente caem em uma dentre
duas armadilhas.
armadilhas. Por um lado, podem ter a
tendência constante de supor que todas as pessoas
são basicamente semelhantes.
semelhantes. Essa crença de que o
mundo inteiro é exatamente como eu, foi chamada
de falácia da imagem do espelho;
espelho; é atraente porque
faz o mundo parecer ser muito mais fácil de
compreender”..
compreender”
(Wagner III & Hollenbeck, 2000, p. 30)
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Inúmeros são os aspectos que determinam


as diferenças comportamentais.
comportamentais.
Cada uma das pessoas tem uma bagagem inata
e experiências vividas ímpares que determinam
um número infinito de variações entre os tipos
e estilos de personalidade
personalidade..
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Personalidade  definições:

Personalidade é a organização dinâmica e interna dos sistemas


psicofísicos que determinam o comportamento e o pensamento
característicos do indivíduo e seus ajustamentos ao ambiente.
(Allport, 1973)

Conjunto de disposições características que determinam os


estilos emocionais, interpessoais, experienciais,
atitudinais e motivacionais.
(McCrae, 2002)
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Modelo de Traços
Modelo Evolutivo
Modelo Contextual

As principais tradições em pesquisa da personalidade


podem ser reunidas em três grupos.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Modelo de Traços
Concentra--se em traços ou atributos mentais,
Concentra
emocionais, temperamentais e comportamentais.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Pessoas altamente neuróticas são nervosas,


medrosas, irritadiças e sensíveis a críticas.
críticas. Podem
sentir--se tristes, desesperançosas, solitárias e
sentir
sem valor.
valor.

• (1) neuroticismo – refere-


refere-se ao nível crônico de
ajustamento emocional e instabilidade.
instabilidade.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Os extrovertidos são sociáveis e gostam de


atenção.. Mantêm-
atenção Mantêm-se ocupados e ativos;
ativos; estão
sempre em busca de excitação e apreciam a vida.
vida.

• (2) extroversão – refere-


refere-se à quantidade e à
intensidade das relações interpessoais preferidas,
nível de atividade, necessidade de estimulação e
capacidade de alegrar-
alegrar-se .
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Possuem vívida imaginação e fortes sentimentos.


sentimentos.
Apreciam a beleza e as artes e questionam valores
tradicionais..
tradicionais

• (3) abertura para experiências – refere-


refere-se aos
comportamentos exploratórios e reconhecimento da
importância de ter novas experiências.
experiências.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• (4) realização – este fator representa o grau de


organização, persistência, controle e motivação para
alcançar um objetivo.
objetivo.

• (5) socialização – é considerada uma dimensão


interpessoal que indica quão empáticas, interessadas
e prestativas as pessoas tendem a ser com as
demais..
demais
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Modelo Evolutivo  duas tendências teóricas importantes


em relação às mudanças qualitativas ligadas
ao desenvolvimento:

a) a que considera as mudanças evolutivas distribuídas


em estágios ou fases;
b) a que trata o desenvolvimento como um processo contínuo
em torno de alguns temas básicos ao longo da vida.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Modelo Contextual  A trajetória das mudanças da


personalidade é mapeada através de extensos intervalos de
tempos, e fatores históricos situações e contextos
socioculturais são considerados importantes para a vida
das pessoas.

• Diferenças de personalidade influenciam o modo como


as pessoas respondem aos eventos de vida.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

“É fácil e rápido tentar somar o conjunto das


características de personalidade de alguém, utilizando
termos vagos como extraordinária e horrível.
O assunto personalidade é complexo demais para uma
descrição tão simplista, pois os seres humanos são
demasiadamente complexos e mudam em situações
diferentes e com pessoas também diferentes. [...] por
esse motivo os psicólogos vêm-se esforçando
consideravelmente para elaborar recursos que avaliem
a personalidade”

(Schultz & Schultz, 2002, p.4).


A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Devido a essa complexidade, não seria apenas uma


única explicação sobre personalidade que esgotaria
toda a riqueza que ela encerra.
encerra.

As escolas psicológicas são o testemunho do esforço


científico rumo a uma forma mais sistemática de
explicar o comportamento humano.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Abordagens que merecem especial atenção e


representam, na atualidade, importantes correntes em
psicologia que têm norteado as principais formas de
pensar quando o objetivo é conhecer o homem.
homem.

TEORIA PSICANALÍTICA

TEORIA BEHAVIORISTA
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• A Teoria Psicanalítica teve como fundador


Sigmund Freud (1856-1856-1939)
1939). Seu interesse
inicial foi o estudo dos distúrbios mentais, sua
compreensão e seu tratamento.
tratamento.

• Freud desenvolveu a teoria geral da dinâmica da


personalidade, o estudo da natureza humana no
decorrer das várias faixas de idade e a teoria do
impacto da sociedade, da cultura e da religião
sobre a personalidade.
personalidade.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Teoria do Aparelho Psíquico:


Psíquico:

Subdivisões da Personalidade:
Personalidade:

ID
EGO
SUPEREGO

Qualidades Mentais:
Mentais:

CONSCIÊNCIA
PRÉ--CONSCIENTE
PRÉ
INCONSCIENTE
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Subdivisões da personalidade:

ID EGO SUPEREGO
Limita-se à
Limita- Parte organizada, Representa a
procura da de proteção e de moralidade, reflete
satisfação dos direção da os padrões da
desejos. Ignora a personalidade. sociedade em que
realidade objetiva; Mediador. a criança é
sua realidade é educada.
subjetiva e O superego luta
autística. Não pela perfeição.
possui valores,
ética ou moral.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Qualidades mentais:

CONSCIENTE PRÉ-
PRÉ-CONSCIENTE INCONSCIENTE
É a qualidade Fatos armazenados Refúgio de todas as
momentânea que cuja evocação ocorrências
caracteriza as exigiria um esforço traumáticas que a
percepções introspectivo maior pessoa não
externas e internas já que não consegue recordar,
do conjunto dos conservaria a porque as
fenômenos mesma nitidez que esqueceu, como
psíquicos. aqueles fatos forma de defesa
contidos no nível da contra o sofrimento
consciência. que a sua
lembrança impõe.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Behaviorismo,
Behaviorismo, também denominado
comportamentalismo, é a antítese da
abordagem psicanalítica.
psicanalítica. Visa o estudo do
comportamento como fenômeno observável e
explicável..
explicável

• Principais teóricos
teóricos:: Pavlov, Skinner, Watson.
Watson.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

“a orientação comportamentalista considera o


homem um organismo passivo, governado por
estímulos fornecidos pelo ambiente externo.
O homem pode ser manipulado, isto é, seu
comportamento pode ser controlado, através de
adequado controle de estímulos ambientais”.

(Bergamini, 2008, p. 72)


A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Psicologia Estímulo
Estímulo--Resposta (Watson)

“Dai-me uma dúzia de crianças sadias, bem formadas e


um ambiente de acordo com minhas especificações e
garanto que poderei tomar qualquer uma ao acaso e
treiná-la para que se torne qualquer tipo de especialista –
médico, advogado, artista, comerciante, executivo,
mendigo, ou mesmo ladrão, independente de suas
inclinações, tendências, talentos, habilidades, vocações e
da raça de seus ancestrais”.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

Os behavioristas distinguem duas


classes de COMPORTAMENTO:
o RESPONDENTE (reflexo)
o OPERANTE (voluntário).
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Comportamento respondente (depende do sistema nervoso


autônomo)  é a resposta que o organismo dá a um estímulo
específico..
específico
• Condicionamento (processo de aprendizagem
aprendizagem))
respondente ou clássico  processo estímulo ocorre de
maneira constante e persistente.
persistente.
• Os princípios do condicionamento clássico foram desenvolvidos
pelo fisiologista russo Ivan Pavlov (1849
1849--1936
1936)).

Criou experimentos em que os cães


aprendiam a salivar quando ouviam uma
sineta que tocava na hora da alimentação.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• Comportamento operante  reação ao meio externo, sem


que se possam identificar os estímulos que provocaram a
resposta emitida.
emitida.
• Condicionamento operante  é a resposta que o organismo
dá a um estímulo que foi aprendido.
aprendido.
• Os princípios do condicionamento operante foram desenvolvidos
pelo psicólogo norte
norte--americano B. F. Skinner (1904-
1904-1990)
1990).

Gratificar uma criança quando pronuncia


uma palavra nova.
Um organismo terá a tendência de repetir
uma resposta que foi reforçada e irá
suprimir uma resposta que foi punida.
A complexidade do comportamento humano:
diferenças individuais e história de vida

• A personalidade é um repertório de comportamento


partilhado por um conjunto organizado de
contingências..
contingências

O comportamento que um jovem adquire no seio de sua


família compõe um eu eu;; o comportamento que adquire no
serviço militar compõe outro eu, e os dois eus podem
coexistir na mesma pele sem conflitos pelo menos até as
contingências conflitarem – o que pode ocorrer.
ocorrer.
COMPORTAMENTO HUMANO E O MUNDO
DO TRABALHO

Relação entre organização da personalidade


e organização do trabalho
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Teoria Psicanalítica  âmbito organizacional pressupõe


a compreensão do que sejam, desejos e necessidades.
necessidades.

• A empresa cria necessidades, padroniza-


padroniza-as e tenta
satisfazê--la no nível do simbólico, explora as carências
satisfazê
sociais e emocionais do trabalhador.
trabalhador.

•Técnicas de gerência participativa  programas de incentivo:


festas de confraternização, viagens para hotéis cinco estrelas (pseudo-
status)
Acesso momentâneo a uma posição de igualdade na estrutura do
poder e nas relações sociais na empresa, que na realidade não
existem e nem se pretende que existam.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Necessidades individuais são padronizadas no


mundo do trabalho  facilita o controle das
organizações, mas diminui e impede o
desenvolvimento mental, o desenvolvimento
da consciência crítica e a responsabilidade do
indivíduo com ele próprio, com a sociedade e
com o seu trabalho na organização.
organização.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

- Psicopatologia do Trabalho -

• Dejours  psicanalista freudiano

Teoria da Psicodinâmica do Trabalho

A relação homem x trabalho é de sofrimento e doença,


embora o trabalho possa também ser fonte de prazer
e saúde.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Dejours  indagação

...como os trabalhadores, em sua maioria, conseguem,


apesar dos constrangimentos, preservar o equilíbrio
psíquico e manter-
manter-se na normalidade.

Conclusão...
o equilíbrio, a estabilidade e a normalidade são, antes de
tudo, uma luta do indivíduo contra a doença mental.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

A normalidade conservada à força é permeada pelo


sofrimento.
O sofrimento é, então, espaço de luta entre a sanidade e
a loucura (bouder
(bouder line).
line).
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

Quando surge a loucura, o sujeito é acometido de delírio,


depressão, fobia, inibição, excitação, que se originam na
organização da personalidade, da história e do passado
de cada indivíduo (predisposição).
A situação de trabalho é a desencadeadora da doença.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Em sua relação com a organização do trabalho, para


preservar a saúde mental e aliviar o sofrimento, o
homem lança mão do funcionamento psíquico 
estratégias defensivas:
defensivas:

1. Defesas coletivas e as ideologias defensivas de


profissão, que são construídas pelo coletivo
coletivo;;

2. Defesas individuais, nas quais, para defender-


defender-se da
doença mental provocada pelas pressões
organizacionais, o aparelho psíquico produz doenças
sintomas que são jogados para o corpo  doenças
psicossomáticas (úlcera, gastrite, dermatite, etc).
etc).
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Emergência do sofrimento  choque entre uma


história individual portadora de projetos, de
esperança e de desejos, e uma organização do
trabalho que os ignora.
ignora.

O sofrimento, de natureza mental, começa quando o


homem no trabalho, já não pode fazer nenhuma
modificação em sua tarefa no sentido de torná-la
mais adequada a suas necessidades e seus desejos.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Embora o homem não goste do sofrimento, este o


desafia e ele está sempre buscando possibilidades de
jogar com o sofrimento e descobrir formas criativas e
úteis de lhe dar significado.
significado.

A cada sofrimento enfrentado e suplantado, o indivíduo se


reconstrói, se reestrutura.
Quando o homem busca o trabalho desafiador (sofrimento)
e o supera (prazer), adquire reconhecimento e identidade
e, dá sentido à existência.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• Teoria Behaviorista  nas organizações, muitos


dirigentes se apropriam de conceitos como
reforçamento, extinção e punição com objetivo de
controlar e manipular os membros para o cumprimento
dos objetivos da organização.
organização.

A ausência de aumento salarial é uma punição sobre os


funcionários, porém, pode contribuir apenas para criar uma
situação de tensão, mal-estar e irritação entre os colaboradores e
a organização, com conseqüente diminuição da produtividade
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

• A natureza dos estímulos e reforços são questionáveis,


pois para cada indivíduo pode existir um significado
diferente, conforme a sua história pessoal.
pessoal.

Ex.: Aumento salarial  reconhecimento de um bom


desempenho; tentativa de enquadrar as pessoas nas
normas e nos padrões da organização; meio de
tornar os indivíduos passivos e obedientes; tentativa
de suborno e manipulação.
Relação entre organização da personalidade
e organização do trabalho

“O condicionamento de seres humanos pela padronização de


comportamentos organizacionais limita a liberdade e a
criatividade humana, nega a autodeterminação e o livre-
livre-
arbítrio do sujeito, bem como a sua liberdade.
liberdade. Em
conseqüência, limita e muitas vezes impede a sua
consciência crítica, sua competência reflexiva, sua
autonomia como sujeito, inibindo o desenvolvimento da
própria organização e sua participação no
desenvolvimento da sociedade mais ampla, com reflexos
na vida política e democrática”
democrática”..
(Aguiar, 2005,
2005, p. 216)
216)
Obrigada!