Você está na página 1de 4

Aluno: Eloi da Fontoura Bastos Junior

RA: 1802150091

Trabalho complementar Direitos Reais 2021/01

1)Levando em consideração os argumentos expostos podemos dizer que as


pessoas envolvidas lá um União dos  Palmares são possuidores de boa ou má
fé? Explique e fundamente sua resposta.  

Resposta: Mesmo que em um primeiro momento houvesse uma confusão


entre os ocupantes pois segundo a declaração dada por um deles a área havia
sido prometida aos mesmos há 5 anos esta suposta boa-fé é inexistente pois
era sabido dos mesmos que a área em questão era de uma das partes
envolvidas na matéria portanto a posse é de ma-fé apartir do momento em que
os mesmos invadiram o suposto loteamento e com isso ignoraram que
possuíam indevidamente o imóvel. Seguindo os argumentos expostos os
ocupantes são possuidores de de ma-fé como explica o Art.1200 do CC que da
como justa a posse que não for violenta, clandestina ou precária.

2) Vamos considerar que após 6 meses no local sem solução para o conflito o
homem do vídeo e que foi comentado  na reportagem terá posse de boa ou má
fé? Explique e fundamente.  
Resposta: O Homem do vídeo seguira tendo posse de ma-fé pois apesar de
politizar uma invasão tentando fazer-la parecer legitima ele sabia dos vícios
existentes e resolveu ignorar-los por completo, reindivicação não é fator
decisivo para que ele clame para si e para seus companheiros uma área de
loteamento já em construção. O Art.1202 do CC - A posse de boa-fé só perde
este caráter no caso e desde o momento em que as circunstâncias façam
presumir que o possuidor não ignora que possui indevidamente.

3) Vamos supor que um capataz do dono do imóvel more com sua família no
local pois em suas atividades segundo  contrato é justamente de asseio e
cuidado com a fazenda. Se por acaso tivesse entrado em conflito com os 
invasores, podemos dizer que o ato feito por este empregado contra os
invasores é ato de defesa da posse?  Explique e fundamente.  

Resposta: Conforme Art. 1.198 do código civil, o Capataz ou caseiro é


detentor poi detentor segundo o nosso ordenamento é aquele que, achando-se
em relação de dependência para com outro, conserva a posse em nome deste
e em cumprimento de ordens ou instruções suas. O capataz tem apenas a
detenção do referido imóvel, achando-se em relação de dependência para com
dono, pois é seu vassalo, conserva a posse em nome deste e em cumprimento
de ordens ou instruções suas.
O detentor (fâmulo, servidor da posse) é aquele que possui relação com a
coisa em nome do dono ou do verdadeiro possuidor.
O Capataz, que juridicamente é denominado Fâmulo da posse, é aquele que,
em virtude de sua situação de dependência econômica ou de um vínculo de
subordinação em relação a uma outra pessoa (possuidor direito), exerce
sobre o bem, não uma posse própria.
Em outras palavras, o fâmulo é aquele que conserva a posse em nome do
proprietário de verdade, em cumprimento de suas instruções.
A detenção não gera efeitos jurídicos, de modo que o detentor jamais poderá
ser autor ou réu de uma ação possessória, pois falta-lhe a posse.
O único efeito jurídico atribuído ao detentor é a possibilidade de fazer uso da
defesa direta para proteger a posse. Assim, por exemplo, o caseiro teria no
caso acima o direito de expulsar com as próprias mãos os intrusos que
pretendem invadir o imóvel de seu patrão.

4)Vamos supor que a Polícia de Alagoas foi chamada para garantir a


reintegração da posse ao local. Amarante  vizinho da fazenda ocupada deixou
que a PM utilizasse 450 m² do local para guarda dos equipamentos e todo 
contingente. Podemos dizer que a PM possui a posse do local enquanto utilizar
o imóvel de Amarante? Explique  e fundamente sua resposta.  

Resposta: Não a Policia não possuiria a posse como muito bem exemplificado
no seguinte Art. 1.208. Não induzem posse os atos de mera permissão ou
tolerância assim como não autorizam a sua aquisição os atos violentos, ou
clandestinos, senão depois de cessar a violência ou a clandestinidade .

5) Neste meio tempo entre a invasão e uma possível reintegração deu tempo
de plantação no local. Podemos  dizer que é legal a plantação de milho
realizadas pelos ocupantes mesmo sabendo o proprietário será  reintegrado
em poucos dias? Fundamente sua resposta Art.1216 do Código Civil.  
Resposta: Segundo o Art.1255 do CC. Aquele que semeia, planta ou edifica
em terreno alheio perde, em proveito do proprietário, as sementes plantas e
construções; se acaso tivesse procedido de boa fé teria direito a indenização
sobre estas ações. Ou seja a plantação tal qual se da seria ilegal.

6)Vamos supor que os invasores compraram maquinários e estes estão por


chegar. Podemos dizer que estes  maquinários já fazem parte do patrimônio
dessas pessoas? Explique e fundamente sua resposta. 

Resposta: Se o maquinário chegar até a data da evicção poderia ser tomado


como benfeitoria necessária, neste caso devera ser seguido o Art.1220 que
da o direito de restituição ao possuidor de ma fé pelas benfeitorias necessárias,
porem ser for somente algo considerado somente útil não haverá o direito de
restituição. Sendo ainda mais especifico podemos nos utilizar do Art.1267 que
cita e especifica a responsabilidade objetiva: A propriedade das coisas não se
transfere pelos negócios jurídicos antes da tradição.
Parágrafo único. Subentende-se a tradição quando o transmitente continua a
possuir pelo constituto possessório; quando cede ao adquirente o direito à
restituição da coisa, que se encontra em poder de terceiro; ou quando o
adquirente já está na posse da coisa, por ocasião do negócio jurídico.

7)A partir de quando os proprietários da fazenda perderam a posse do local?


Apenas fundamente sua resposta.  Art. 1223 do Código Civil.  
Resposta: Os proprietários seguindos os pressupostos dos Art.1196, 1200 e
1223 perderam a posse no momento da dada invasão do mesmo!

8)Pelo que consta do imóvel em questão e se de fato as informações forem


verdadeiras e se por ventura o Sr  Zé Alfredo leve dois meses para reaver o
imóvel, neste meio tempo de quem será a posse do imóvel. Explique  e
fundamente  

Resposta:Seguira sendo dos invasores e seguira sendo injusta ,pois foi


adquirida na clandestinidade e de forma precária como regem os Arts.1200 e
1201.

9) Renan Filho e Areski mantém algum tipo de relação com o imóvel –


Posse/detenção/Propriedade. Explique.  
Resposta:Se hipoteticamente confirmarmos que os fatos narrados eram
verídicos eles mantem a posse do terreno, de forma injusta, pois estariam
enquadrados dentro do Artg. 1200 sendo que os invasores seriam apenas
detentores da posse .

10) Considerando o tempo descrito na pergunta 8 e se existisse frutos naturais


nos imóveis a quem  pertenceriam? Explique e fundamente sua resposta. 

Resposta: Como já citado anteriormente todos os frutos neste caso


perteceriam ao proprietário legal do imóvel, conforme os já retro citados
Artigos: 1215, 1216 e 1232.
1 de 1