Você está na página 1de 3

Conforto Ambiental - (AOL 3)

Pergunta 1 - A norma ABNT NBR 15220:2005 Desempenho térmico de edificações, faz a análise
do conforto de várias das cidades brasileiras e estabelece critérios para proporcionar maior
conforto nas edificações habitacionais. Com relação as recomendações, a norma prioriza o uso de
técnicas passivas de controle ambiental na formulação das diretrizes construtivas.
Nesse contexto, a norma considera os parâmetros:  
A. Proteções solares nas aberturas, alta tecnologia construtiva; vãos maiores e estratégias
ativas de controle ambiental.
B. Estratégias de condicionamento térmico passivo; pé direito alto e alta tecnologia
construtiva.
C. Tamanho das aberturas para ventilação; tipo de cobertura com saída de ar e materiais
aplicados nas fachadas.
D. Altura da edificação; tipo de cobertura com telhas de barro e materiais aplicados nas
fachadas.
E. Tamanho das aberturas para ventilação; Proteção das aberturas; Vedações externas (tipo
de parede externa e tipo de cobertura); Estratégias de condicionamento térmico passivo.

Pergunta 2 - É importante também da edificação com relação a radiação solar infravermelha


incidente. A cor é compreender o comportamento um fator relevante nesse caso e está relacionada
as propriedades óticas dos materiais. Cada cor tem um coeficiente diferente de absortividade da
radiação solar incidente.
A respeito dos termos utilizados no estudo das propriedades óticas dos materiais, assinale a
afirmativa verdadeira:
A. O coeficiente de transmissão é a energia refletida pelos vidros reflexivos ou espelhados.
B. O coeficiente de transmissão é fração da radiação solar incidente que é transmitida pela
superfície por meio de fechamentos transparentes ou translúcidos (vidros ou plásticos).
C. O coeficiente de absorção é a fração da radiação incidente que é refletida pela superfície.
D. O coeficiente de absorção é a fração da radiação solar incidente que é transmitida pela
superfície por meio de fechamentos transparentes.
E. O coeficiente de reflexão é fração da radiação solar incidente que é absorvida pela
superfície.

Pergunta 3 - As cartas solares são projeções no plano horizontal das trajetórias aparentes do Sol
durante todo o ano. Essas cartas variam conforme as latitudes, ou seja, a localização da cidade em
estudo. Sobre a Carta solar e o estudo das linhas, assinale a afirmativa verdadeira:
A. A fachada leste receberá insolação no período da tarde e a fachada oeste receberá
insolação no período da manhã.
B. A carta solar para as regiões dos polos demonstra que há um período curto de horas de sol
no verão e a maior parte do tempo não há incidência de sol.
C. Os arcos verticais na carta solar representam as datas dos solstícios e equinócios.
D. Quando as curvas estão voltadas para o Norte, significa que a latitude da cidade em
estudo fica no hemisfério Sul, e como consequência terá mais tempo de insolação na
fachada Norte.
E. Os solstícios de verão e inverno coincidem na mesma linha curva do desenho, já os
equinócios são localizados nas extremidades da carta solar.

Pergunta 4 - A oferta de energia no Brasil tem origem em diversas fontes, tais como: hidráulica,
gás, carvão, óleo combustível, petróleo e óleo diesel, por exemplo. Segundo Lambert, em consulta
a EPE (Empresa de Pesquisa em Energia Elétrica), em 2011 mais de 80% da produção de energia
no Brasil veio de geração de hidrelétrica. Visando a sustentabilidade, o papel do arquiteto é
fundamental, visto que as soluções de projeto, quando bem elaboradas, podem reduzir os impactos
sobre o meio ambiente.
Em busca de uma arquitetura sustentável, o arquiteto precisa considerar:
A. As variáveis arquitetônicas são o principal foco da arquitetura sustentável, a qual se
resolve nas etapas de detalhamento da edificação.
B. A arquitetura contemporânea opera com o aspecto estético preponderante, o fundamental
é utilizar o conceito BIM em todos os projetos.
C. Escolha de materiais de alto padrão tecnológico, uso do aço e vidro Low-E.      
D. A questão da sustentabilidade é um problema grave, na qual o papel do arquiteto é
conceber projetos com uso exclusivo de materiais orgânicos.
E. O arquiteto precisa considerar os aspectos climáticos, humanos e construtivos a fim de
propor uma arquitetura com conforto ambiental e eficiência energética.

Pergunta 5 - Os materiais diferem entre si no comportamento térmico. A norma ABNT NBR 15.220-2
exemplifica os cálculos de resistência térmica de materiais homogêneos, heterogêneos, capacidade térmica,
transmitância térmica, fator solar e atraso térmico. A massa específica, calor específico, a condutividade e
a resistência térmica são algumas das propriedades dos materiais importantes de serem conhecidas. Quanto
ao conceito desses termos, assinale a alternativa correta:

A. A massa específica é a massa do material por unidade de volume; calor específico:


quantidade de energia térmica necessária para elevar a temperatura em 1ºC a temperatura
de 1kg do material.
B. A condutividade térmica está diretamente relacionada a espessura do material e
inversamente proporcional a condutividade.
C. Resistência térmica é a quantidade de energia térmica transmitida através de um corpo
homogêneo de 1m de comprimento, por unidade de área.
D. Calor específico está diretamente relacionada a cor do material e inversamente
proporcional ao peso.
E. Resistencia Térmica é a massa específica do material por unidade de volume
Pergunta 6 - As estratégias de controle ambiental para cada cidade podem ser encontradas tanto
pelo diagrama de Givoni como através do uso de programas de computador ou mesmo em
consulta a norma ABNT NBR 15220:2005. Tais estratégias representam maneiras de lidar com a
situação, ou seja, formas de intervenção no objetivo de obter condição de conforto ambiental.
Com relação as estratégias de controle e as zonas bioclimáticas brasileiras definidas pela norma,
assinale a alternativa verdadeira:
A. A norma define 130 zonas bioclimáticas e cada uma com 8 estratégias recomedadas.
B. A cidade de Florianópolis pertence a zona 8, onde a norma recomenda como diretrizes
construtivas o mesmo que a zona 7, incluindo paredes externas leves e refletoras a
radiação solar.
C. A zona G + H, corresponde a Zona de massa térmica de refrigeração, onde a norma
recomenda o recurso da inércia térmica.
D. Na zona B, Zona de aquecimento solar da edificação, a norma recomenda paredes
espessas que contribuem para armazenar o calor internamente durante um período mais
longo e cores claras nas fachadas.
E. A cidade do Rio de Janeiro pertence a zona 8, onde a norma recomenda-se como
diretrizes construtivas o uso de aberturas grandes e totalmente sombreadas.

Pergunta 7 - A análise do clima de uma cidade e suas respectivas estratégias recomendadas,


podem ser feitas através várias maneiras, como: consulta de gráficos, normas, tabelas, programas
de informática. O objetivo principal é identificar as exigências relativas ao conforto higrotérmico
em cada localidade e definir as melhores estratégias. A Planilha de Mahoney, a Carta Bioclimática
de Givoni e o Ano Climático de Referência (Test Reference Year, TRY). Analysis BIO e o Sol-Ar
são alguns dos métodos existentes.
Com relação a esses métodos, podemos afirmar que:
A. A Planilha de Mahoney e a Carta Bioclimática de Givoni são métodos muito bons, porém
caros, trabalham com programas de computador e são vendidos pela internet.
B. A Carta de Givoni é o método mais utilizado para construções com técnicas ativas de
controle ambiental.
C. Analysis BIO e o Sol-Ar são métodos manuais complexos, pois exigem cálculos e uso de
fórmulas físicas.
D. O Ano Climático de Referência (Test Reference Year, TRY). Analysis BIO e o Sol-Ar
são métodos antigos e raramente utilizados pelo arquiteto.
E. O ano climático de referência (TRY) é usado em programas de simulação computacional
tanto para cálculo de consumo de energia como na definição das estratégias bioclimática
indicada para a cidade escolhida.

Pergunta 8 - A escolha dos materiais é uma importante etapa de projeto, na qual o arquiteto precisa ter
conhecimento a respeito do comportamento térmico dos materiais e algumas propriedades físicas. Em
edificações sem climatização artificial, visando a economia de energia elétrica, recomenda-se:

A. Aumentar a umidade e promover o movimento de ar.


B. Definir um projeto de iluminação artificial independente da presença da luz natural.
C. Incorporar as paredes no edifício com uso de cores escuras na face externa e com
materiais de alta transmitância térmica.
D. Ventilar quando a temperatura externa for superior a temperatura interna.
E. Controlar os ganhos de calor, minimizando a radiação solar que entra pelas aberturas.

Pergunta 9 - A análise gráfica da carta solar auxilia o estudo da penetração do sol em um


ambiente interno para dias e horários específicos. Essa análise é útil quando se quer dimensionar
uma marquise ou quebra-sol, por exemplo. Quanto a penetração e os dispositivos de
sombreamento, assinale a afirmativa correta:

A. Em relação às trajetórias solares para garantir a eficiência desejada, as proteções solares


móveis exigem um projeto muito mais criterioso do que as proteções fixas.
B. A vantagem desses estudos nas cartas solares está na possibilidade de medir o
comportamento térmico dos dispositivos de controle solar.
C. Nesta análise pode-se fazer o desenho da penetração do sol no cômodo nos dias e horários
desejados e escolher dias e horários críticos para criar elementos de sombreamento.
D. São estudos desnecessários quando se faz uso do ar-condicionado.
E. Essa análise só pode ser feita com programas de computador, pois os métodos gráficos
são falhos.
 
Pergunta 10 - Tendo em vista que as estratégias de controle ambiental são distintas para edifícios
com e sem uso de climatização artificial, assinale a alternativa que representa uma recomendação
indicada para edificações com climatização artificial:
A. Incrementar a ventilação e umidade natural do ar.
B. Incrementar ao máximo as trocas térmicas com o exterior.
C. Utilizar materiais de alta condutividade térmica na envoltória: fachadas e cobertura.
D. A envoltória do ambiente climatizado deve ter uma difusividade pequena, ou seja, usar
materiais isolantes e grande resistência térmica.
E. Utilizar fachadas com vidros duplos ou triplos.

Você também pode gostar