Você está na página 1de 4

Roteiro de estudo: Introdução ao conceito de função

1) Analise atentamente cada uma das definições a seguir e produza anotações


a respeito das convergências e complementaridade entre elas:

Definição1. Uma função f, definida num conjunto A e com valores num


conjunto B, pode ser entendida como uma regra que associa cada elemento x
de A um único elemento de B, também designado por y ou f (x). O conjunto A
chamamos de domínio de f e o conjunto B, onde a função f toma valores,
chamamos de contradomínio. Logo, O conjunto imagem (Im) é subconjunto do
contradomínio B. As variáveis x e f (x) são, respectivamente, as variáveis
independente e dependente.
Definição 2: Dados dois conjuntos não vazios A e B, uma função f : A→ B (Lê-
se função f de A em B) é uma regra (ou conjunto de instruções) que diz como
associar cada elemento x∈A a um único elemento y = f (x)∈B (Lê-se f de x).
: → →
Denotamos por ou ou : → , = ( ),
↦ ( ) ↦ ( )
Definiçao 3: Dados os conjuntos A e B, a sentença aberta y = f(x) expressa a
lei mediante a qual, dado x∈A, determina-se y∈B tal que (x, y) ∈ f, então f =
{(x,y) | x∈A, y∈B e y=f(x)}. Para indicar a função f, definida em A com imagens
em B segundo a lei de correspondência y=f(x), usaremos as notações que
: → →
seguem: ou
↦ ( ) ↦ ( )
Definição 4: Dados dois conjuntos A e B, não vazios, uma relação f de A em B
recebe o nome de aplicação de A em B ou função definida em A com imagens
em B se, e somente se, para todo x∈A existe um só y∈B tal que (x, y) ∈f. Daí
escrevemos que

Definiçao 5: Uma função f de X em Y é uma regra que associa a cada x∈X um


único y∈Y.
Definição 6: Dados dois conjuntos não vazios X e Y, uma relação f de X em Y
é uma função se a seguinte condição for satisfeita: ∀ x∈X, existe único y∈Y ;
xfy.

2) Aproveite o espaço do fórum de teoria aberto para apresentar suas


considerações e debater com os demais alunos de Fundamentos 2 o conceito
de função. Neste mesmo espaço do fórum, ilustre seu entendimento com um
exemplo prático (do dia a dia) que caracterize uma função.

3) Agora vamos compreender o significado de funções iguais.

Definição: Duas funções, f de A em B e g de C em D são iguais se, e somente


se, A=C, B=D e f(x) = g(x) para todo x∈A.

4) Observe que, dadas as definições acima, outros elementos carecem de


definições. São eles:

Domínio: Chama-se domínio o conjunto D (ou Df) dos elementos x∈A para os
quais existe y∈B tal que (x,y)∈ f. Este conjunto também é conhecido como
conjunto de partida.

Imagem: Chama-se imagem o conjunto Im dos elementos y∈B para os quais


existe x∈A tal que (x,y) ∈ f. Imagem de f é subconjunto de B e também é
chamado de conjunto de chegada.

Exemplos:

IEZZI; MURAKAMI(1977, p.81)


Observação 1: O domínio é obtido ao observar o conjunto das abscissas dos pontos
tais que as retas verticais conduzidas por esses pontos interceptam o gráfico de f. Em
outras palavras, é o conjunto formado por todas as abscissas dos pontos do gráfico de
f.

Observaçao 2: O conjunto imagem é obtido por todas as ordenadas dos pontos do


gráfico de f. Isto é, Im é o conjunto das ordenadas dos pontos tais que as retas
horizontais conduzidas por esses pontos interceptam o gráfico de f.

5) Por falar nisso, o que é gráfico?

Definição: “Seja f : A→ B uma função real de variável real. Definimos o gráfico


de f, denotamos por G( f ) , como sendo o conjunto de todos os pares
ordenados (x, y), do plano cartesiano, tais que y∈B é a imagem de x∈ A, pela
função f. Assim, G( f ) = {(x, y) | x∈ A e y = f (x)∈B}”.

(COSTA; LIMA; VERAS, 2017, p. 42)

Exemplo:

Domínio e imagem a partir do gráfico de f

Fonte: Costa, Lima e Veras (2017)


Vamos construir o gráfico dos dois exemplos a seguir. Agora é com vocês!

Exemplo 1: Considere a função f : A→ IR , em que A = {1,2,3,4,5 } tal que f (x)


= x −1.

Exemplo 2: Considere a função g :ℝ→ℝ , tal que g(x) = 2x +1.


Obs.: Basta construir a tabela com todos os pontos do domínio de f, pois A é
conjunto finito e uma tabela com alguns pontos do domínio de g (por exemplo, -
2, -1, 0, 1 e 2). Feito isso, insira no plano cartesiano os pares ordenados (x,
f(x)) correspondentes e construa o gráfico se possível. Observe que, enquanto
g possui um gráfico com pontos formando uma linha continua, f possui apenas
pontos, mais precisamente cinco. É isso mesmo, o número de pontos de um
gráfico é exatamente igual o número de elementos do domínio da função.

6) Vamos praticar. Das relações de R em R a seguir, quais delas é função?


Justifique.

IEZZI; MURAKAMI(1977, p.81)

7) Agora vamos estudar três tipos especiais de funções que decorrem da


função afim, além da própria função afim e suas características básicas: Para
dar continuidade ao conteúdo (função identidade, constante, função linear,
função afim), vá ao material “Segundo material - Função afim”.