Você está na página 1de 31

4.

HIDRAULICO

Contém informações e segredos comerciais confidenciais da CNH Industrial. Qualquer uso deste trabalho, sem o consentimento expresso por escrito é estritamente proibido
Contaminação do Sistema Hidráulico

ÁGUA, ÁCIDO

REBARBAS DE
METAL e LASCAS

PÓ, AREIA e TINTA

FIAPOS e FIBRAS
Conceito
 HIDRAÚLICA: é uma palavra que vem do Grego e é a união de hydra = água,
e aulos = condução/tubo é, portanto, uma parte da física que se dedica a estudar o
comportamento dos fluidos em movimento e em repouso.

 POTÊNCIA: é a medida de uma força que se move por uma determinada distância
a uma dada velocidade.

 ENERGIA: Uma força que pode causar o movimento de um corpo é energia.

 FORÇA: Força é qualquer influência capaz de produzir uma alteração no


movimento de um corpo. Temos como unidade de medida de força o NEWTON (N).

 PRESSÃO: é uma quantidade de força aplicada numa unidade de área, ( P=F/A )


P= é a Pressão / F= é a força normal a superfície / A= é a área total onde a força é
aplicada.

 VAZÃO: é o volume de determinado fluido que passa por uma determinada seção
de um conduto livre ou forçado, por uma unidade de tempo.

 RESISTÊNCIA: A força que pode parar ou retardar o movimento de um corpo é


uma resistência.
Simbologia Hidráulicos

Bomba Hidráulica Linha com Restrição Fixa


Deslocamento fixo

Bomba Hidráulica Três Posições


Deslocamento Variável Quatro Conexões

Elemento de Filtro Válvula de Alívio de Pressão

Tanque Cilindro
Reservatório Ventilado Ação Simples
Equipamentos de Teste Hidráulicos

Medidor
Medidor de
de Fluxo
Fluxo Medidor de Pressão Diferencial Manômetro Digital

Medidor de Fluxo

Teste Válvula de Alívio


Tipos de Bombas

Bomba Hidráulica
Deslocamento fixo

Bomba Hidráulica
Deslocamento Variável
Esquema Hidráulico
Bomba de carga de resfriamento/ Filtragem / Auxiliar

Válvula de Variação Térmica

Bomba Hidráulica Refrigerador


Bomba Hidráulica Deslocamento Variável
Deslocamento Fixo

Filtro
Válvula By Pass

Filtro
Malha Válvula de Alivio

Filtro
Válvula By Pass

Reservatório
Descrição Dinâmica das Bombas do Sistema Magnum

• O trator utiliza três bombas hidráulicas que são acionadas através da caixa de
transmissão do lado direito da faixa de transmissão.
• As engrenagens da caixa de transmissão da bomba são movidos pela linha de
transmissão da tomada de força e todas as bombas transformar em
aproximadamente 1:41 vezes a velocidade do motor.

• Uma bomba de pistão de PFC (pressão


e de compensação de fluxo) é anexada
à parte frontal da caixa de acionamento
da bomba, enquanto que as bombas de
engrenagens em tandem está ligado à
parte posterior da caixa de
acionamento da bomba.
Descrição Dinâmica das Bombas do Sistema Magnum

• Lubrificação Bomba Principal / Carga, a seção traseira da bomba tandem é


principalmente a bomba de lubrificação, no entanto uma vez que a demanda por
petróleo lubrificação for atendida o excesso é adicionado ao sistema de carga
PFC. As bombas aspira óleo a partir da caixa de transmissão por meio de um
crivo de aspiração de 100 malhas.

• O excesso de lubrificante é retornado


para o lado de entrada da bomba dupla
neste alojamento do crivo. A vazão da
bomba é direcionado através do
conjunto de filtro principal para
fornecer carga limpo e óleo de
lubrificação.
Bombas de carga e lubrificação
As bombas de engrenagens se
encarrega da lubrificação e de dar a
pressão de carga para a bomba de alta
pressão.
As bombas giram a 2820 RPM, quando
com o motor á 2000 RPM.
A bomba traseira 187 l/min (49 US
gpm), manda o óleo diretamente ao
circuito de carga-lubrificação enquanto
que a bomba dianteira 105 l/min (27.5
US gpm) envia o óleo a válvula
termostática e para radiador depois
volta ao circuito de carga-lubrificação.

Nota: A pressão de carga-lubrificação deve ser de no mínimo 3.5 e máximo 7.5 bar a
2000 RPM do motor.
Isto pode ser comprovado na parte superior dos cilindros do hidráulico de três pontos
ou na tomada da linha de retorno na base do filtro.
PFC e Sistema CCLS

• Há dois sistemas disponíveis de CCLS.


 Bomba standard de 225 l/min.
 Sistema Mega Flow de 290 l/min com dois
circuitos CCLS separados.
• Pressão máxima de ambas bombas de 210 bar.
• A bomba traseira tem um circuito separado que
somente fornece óleo ás EHR numero 3, 4 e 5 se
instaladas.
• A bomba dianteira alimenta a direção, e todos os
sistemas de pressão regulada, mais controle
remoto e hidráulico três pontos elevador.
Termostato e válvula de By-pass

• A Válvula termostática permite um


rápido aquecimento do óleo
quando este esta frio e uma
máxima refrigeração quando esta
quente.

• Quando o óleo esta frio, se dirige


diretamente na base do filtro.

• Quando o óleo quente e enviado ao


radiador e depois volta á base do
filtro.
Termostato e válvula de By-pass
Componentes Hidráulico Bomba do pistão de compensação de
pressão e fluxo (PFC)

Suporte
Bomba de carga do filtro
e lubrificação

Bomba ao by-pass
e termostato que
também contribui
na lubrificação e de
carga

Desde o Radiador
Acionamento
Termostato Ao Radiador
das bombas
e By-pass
Válvula de prioridade de pressão regulada

A pressão regulada se tomará da bomba de fluxo variável de alta pressão


PFC.

Válvula de prioridade e pressão regulada


é a primeira válvula a da saída da bomba
de fluxo variável.

A prioridade é do circuito de direção e ao


circuito de freio do trailer.

Uma vez satisfeito esta necessidade, o


óleo se dirige ao seguinte carretel para
válvula auxiliares remotas, a válvula do
engate de três pontos e a parte de
pressão regulada e ao circuito de alta
pressão.
Válvula de prioridade de pressão regulada

Ainda que a bomba dianteira está


instalada no mesmo local, não necessita
manter a pressão regulada pelo que há
um ganho de potencia.

A bomba dianteira só necessita manter a


pressão de carga e lubrificação.
Pressão regulada

• A pressão regulada e monitorada


pelo Modulo de Controle Universal
(UCM) que monitora a pressão
através do transdutor que se
encontra no coletor das válvulas de
velocidade C1/C3/C5/RÉ e ajuste a
corrente do solenoide que por sua vez
controlada a tensão da mola do
carretel da pressão regulada a 22.4 –
24.4 bar.
Válvula de prioridade/pressão regulada
Para circuito de baixa (regulada) Para o circuito de alta pressão

Para a direção

Sinal da
direção (LS)

Carretel da pressão regulada

Carretel prioridade direção Da bomba de alta Para o Tanque


Sistema de pressão regulada (baixa pressão)

O sistema de pressão regulada consiste em:

• Todos as embreagens da transmissão


• Embreagem da TDF
• Bloqueio do diferencial
• Freio de serviço
• Pressão piloto para os controles remotos
• Hidráulico três pontos
• Freio de estacionamento (desconexão)
• Tração dianteira (desconexão)
Válvula de TDF e bloqueio do diferencial

• A Eletro válvula da TDF é a


traseira

• Este solenoide e do tipo PCC

• O bloqueio diferencial ( solenoide


dianteiro) é on/off

A válvula atua também como coletor


para a pressão de pilotagem do
elevador de três pontos e dos eletro
distribuidores do controles remotos.

• Lubrificação TDF

• Lubrificação pinhão-coroa
Válvula de TDF e bloqueio do diferencial
TDF – Tomada de força

Acionamento

• A partida é de forma progressiva sem tranco,


permite iniciar a movimentação do implemento de
maneira suave.

• O sistema funciona por meio de embreagem com


múltiplos discos sintetizados e de aço, modulados
por comando eletrônico, por meio de eletroválvula
(1) PWM:

• Protege o trator e os implementos contra


trancos/torções;

• Sistema de freio automático ao desligar a TDF;


PWM (Pulse Width Modulation)

Eletro
Passo Sinal Pressão
válvula

O módulo de controle é capaz de limitar o movimento da válvula. O fluxo


hidráulico que sai da válvula é proporcional ao sinal aplicado.
Válvulas Auxiliares

Válvulas
Auxiliares
Technord CAN
Válvulas Auxiliares

Novas secções das válvulas auxiliares - 4 válvulas standard

• Verificação de bloqueio standard


tanto nas seções de levante como
descida

• Sensor eletrônico de posição do


carretel
• Controle de vazão mais preciso
• Melhor repetibilidade
Controle remoto
• A operação com os controles remotos
permitem suplemento de óleo hidráulico para
mais variadas operações agrícolas, até 130
litros por unidade remota, totalizando a
somatória em 225 litros.

• As mangueiras devem ser ligadas/acopladas


na posição horizontal;

• Os engates devem estar limpos para evitar a


contaminação do óleo hidráulico;

Atenção:

• Certificar-se que ao baixar o implemento até o solo o mesmo


esteja estabilizado;
• Sempre jogar a alavanca do remoto na posição de flutuação,
assim elimina possíveis pressões internas, contida dentro das
mangueiras;
• O operador deve tomar cuidado com óleo quente, e pressões
residuais ao desacoplas as mangueiras, para que não atinja
seu rosto, os olhos a pele.
Controle remoto e Comandos/ajustes

1. O operador deve acoplar a (s) mangueira (s) na


unidade remota correspondente, identificada com
um numero;

2. Calibrar a vazão/fluxo de óleo necessário para a


velocidade de levantamento do implemento:

3. Calibrar o tempo (temporizador) em segundos que o


controle remoto mantém o sistema pressurizado, até
que execute a tarefa, por exemplo a subida de um
equipamento para manobra;
Tela de Status da válvulas remotas
Controle Remoto – Ajustes através do seletor

Ajustes

• Observar a tela de funções do controle remoto no


painel do operador;

• Gire o seletor (A) e selecione na tela que


aparecerá no monitor inferior, qual remoto necessita
ser configurado;

• Pressione o próprio seletor (A) para entrar na tela


(ao lado) onde através do seletor (A) pode-se
ajustar o fluxo (1), o temporizador (2) e
bloquear/ativar a válvula remota (3) e o
temporizador (4).
Sistema Power Beyond (Suplementação de potência hidráulica)

Este sistema tem como objetivo a ligação


direta entre a bomba hidráulica de pistões
(PFC) e o implemento que demandam
fluxo e pressão hidráulica variável durante
a aplicação.
S
D

A. Alimentação direto da PFC;

R. Retorno a tanque;
A R
S. Linha de Sinal;

D. Dreno (máx. 19l/min).

Você também pode gostar