Você está na página 1de 14

EREM PROFESSOR VICENTE MONTEIRO

PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO INTEGRAL


COMPONENTE CURRICULAR: FILOSOFIA
PROFESSOR: JONAS SANTOS

RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS DO LIVRO DIDÁTICO


SISTEMATIZANDO O CONHECIMENTO - Página 28-29
1. Que características conferem à esfera terrestre o formato de um geoide?
Um leve achatamento nos polos: com diâmetro equatorial cerca de 42 quilômetros maior que o diâmetro polar.
Também, por conta do relevo e suas irregularidades, acarretando numa distribuição desigual da massa da Terra
e da força da gravidade exercida diferentemente em sua superfície.

2. Defina:
a ) paralelos; Paralelos são circunferências imaginárias dispostas perpendicularmente ao eixo de rotação
da Terra, a partir da linha do equador. A linha do equador é o paralelo que divide o planeta no
hemisfério Norte e hemisfério Sul.

b ) latitude; Latitude é a distância, medida em graus, de cada paralelo em relação à linha do equador,
cuja medida pode variar de 0º (zero) grau na linha do equador até 90º Norte no polo Norte e 90º Sul no
polo Sul.
c ) meridianos; Meridianos são semicircunferências imaginárias traçadas de um polo a outro da Terra,
no sentido norte-sul. O Meridiano de Greenwich divide o planeta em hemisférios Leste ou Oriental e
Oeste ou Ocidental.
d ) longitude. Longitude é a distância, medida em graus, de cada meridiano, a partir de Greenwich. A
longitude varia de 0º (meridiano de Greenwich) até 180º leste e 180º oeste.

3. Quando nos deslocamos de oeste para leste, passando de um fuso para outro, as horas aumentam ou
diminuem? Explique por que isso ocorre.
As horas são determinadas pela incidência de raios solares em uma região. Entretanto, para que os
horários fossem estabelecidos de forma correta, foi proposto um sistema de fusos horários na
Conferência Internacional do Meridiano, em 1884.
De acordo com esta conferência, estabeleceu-se o meridiano de Greenwich como o fuso zero, tendo,
então, doze fusos a leste e doze a oeste. A cada 15 graus que o planeta rotaciona, o que equivale a um
fuso, uma hora se passa, seja pra mais ou menos.
Desta forma, as regiões ao leste do meridiano de Greenwich terão horas adicionadas em relação a este,
enquanto as regiões a oeste terão horas subtraídas.

4. Observe novamente o mapa de coordenadas geográficas, na página 16 , e escreva a coordenada geográfica


aproximada das cidades indicadas a seguir.
Veja o exemplo: Nova York: 40º N - 75º O.
a) Santiago: 33° S - 70° O.
b) Cairo: 30° N - 31° L.
c) Moscou: 55° N - 37° L.
d) Los Angeles: 34° N - 118° O.

5. Por que os limites práticos dos fusos não coincidem com os limites teóricos que estabelecem as 24 faixas
horárias na superfície terrestre?
Os limites teóricos e práticos não coincidem para que, por exemplo, regiões muito povoadas e com
intensas relações econômicas não sejam divididas por dois fusos ou que países de pequenas extensões
territoriais possuam mais de um horário. Assim, há a tentativa de unificar as horas em todo o país ou
de acordo com os limites internos de estados, províncias etc. Alguns países também adotam horas
fracionadas, a exemplo do Irã e da Índia, que adotam fusos de +3 h e 30 min e de +5 h e 30 min,
respectivamente, em relação a Greenwich.
6. Qual é o principal fator que define e diferencia as quatro estações do ano no planeta Terra? Explique.
O principal fator é a desigualdade na incidência dos raios solares na Terra devido à inclinação no seu
eixo de rotação, o que ocasiona o aquecimento desigual da superfície terrestre. Devido ao formato
arredondado da Terra, as regiões localizadas próximas ao equador são atingidas pela energia solar de
maneira perpendicular. No entanto, conforme nos distanciamos da região equatorial, a mesma
quantidade de raios solares passa a incidir de maneira mais inclinada em áreas cada vez maiores da
superfície terrestre, acarretando menor aquecimento dessas superfícies.

7. O que são solstícios e equinócios?


Solstícios são os períodos em que os raios solares atingem perpendicularmente o Trópico de Câncer,
entre os dias 21 e 23 de junho, e o Trópico de Capricórnio, entre os dias 21 e 23 de dezembro.
Quando os raios solares atingem perpendicularmente o Trópico de Câncer, temos o início do verão no
hemisfério Norte (solstício de verão) e do inverno no hemisfério Sul (solstício de inverno). Quando os
raios solares atingem perpendicularmente o Trópico de Capricórnio, ocorre o início do verão no
hemisfério Sul (solstício de verão) e do inverno no hemisfério Norte (solstício de inverno).
Equinócios são períodos em que os raios solares incidem perpendicularmente sobre a linha do equador,
iluminando por igual os hemisférios Norte e Sul. Ocorrem entre os dias 20 e 21 de março (denominados
equinócios de primavera no hemisfério Norte e de outono no hemisfério Sul) e entre os dias 22 e 23 de
setembro (denominados equinócios de outono no hemisfério Norte e de primavera no hemisfério Sul).

8. Por que as estações do ano ocorrem de maneira invertida entre os hemisférios Norte e Sul da Terra?
As estações do ano ocorrem de maneira invertida nos dois hemisférios devido às diferenças na incidência
da radiação solar, que ora é mais intensa no hemisfério Norte ou no Sul, conforme o movimento de
translação. Quando os raios solares incidem perpendicularmente sobre o Trópico de Capricórnio, por
exemplo, inicia-se o verão no hemisfério Sul e, com os raios solares incidindo obliquamente no
hemisfério Norte, tem início o inverno.

Expandindo o conteúdo

Leia o texto, analise a imagem e realize uma produção de texto.


Embora em épocas passadas chegou-se a acreditar que a superfície terrestre fosse plana, algumas situações
vividas no dia a dia mostravam outra realidade, ou seja, evidenciavam que o planeta possuía o formato
esférico. A figura a seguir mostra um desses indícios, que Aristóteles, em 322 a.C., utilizava para argumentar
que a Terra tinha formato esférico. Explique esse argumento com base na figura.

FONTE: Ilustração produzida com base em: MATSUURA, Oscar T. Atlas do universo. São Paulo: Scipione, 1996. p. 10. CRÉDITO: Leonardo Mari
Há mais de 2 mil anos, Aristóteles afirmava o seguinte "Novamente, nossas observações das estrelas
tornam evidente que não só a Terra é circular, como também se trata de um círculo não muito grande.
Uma pequena mudança de posição para o sul ou para o norte provoca uma alteração nítida no
horizonte", ou seja, para ele era muito claro, através da observação das estrelas que a terra era redonda.
À medida que se distancia no horizonte, gradativamente a parte inferior do barco vai desaparecendo,
até o ponto em que é possível visualizar somente a parte mais alta. Conforme a distância aumenta, o
barco desaparece e não fica mais visível na linha do horizonte, evidenciando a esfericidade terrestre.

10. Leia o texto e responda às questões.


[...]
Em poucas décadas a partir de 1280, o mundo viu um crescimento extraordinário do comércio e, com ele,
maior prosperidade para potências marítimas como Veneza, Espanha e Grã-Bretanha. Uma única invenção -
a bússola magnética - tornou isso possível. A bússola foi o primeiro instrumento a permitir a navegadores no
mar, em terra e - muito mais tarde - no ar determinar sua direção de modo rápido e preciso a qualquer hora do
dia e da noite e sob praticamente quaisquer condições. Isso permitiu que mercadorias fossem transportadas de
maneira eficiente e confiável através dos mares e abriu o mundo para a exploração marítima. A Terra nunca
mais poderia ser vista da mesma maneira.
[...]
ACZEL, Amir D. Bússola: a invenção que mudou o mundo. Tradução Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002. p. 7.

a) Como funciona uma bússola?


A bússola é um instrumento simples, formado por uma agulha imantada que, suspensa em uma caixa,
pode girar livremente sempre apontando para a direção do polo norte magnético do planeta.

b) Explique a afirmação do texto que diz que a bússola "abriu o mundo para a exploração marítima".
A bússola foi o primeiro instrumento a permitir aos exploradores, tanto no mar quanto em terra,
determinar sua direção de modo rápido e preciso a qualquer hora do dia e da noite, sob praticamente
quaisquer condições. Isso abriu caminho para o comércio e a exploração marítima rumo a terras até
então inexploradas.

c) O texto deixa entender que a bússola foi inventada somente por volta do século XIII. Pesquise dados que
confirmem, ou não, essa informação e registre suas conclusões.
Resposta pessoal. Os registros históricos apontam que as bússolas mais antigas surgiram provavelmente
na China, por volta do século I a.C.

11. Analise a imagem e responda à questão.

Considerando que I está localizado sobre o Meridiano de Greenwich, imagine que você está na cidade A e
precisa conversar, por videoconferência, com outras três pessoas. Uma delas está na cidade B, outra, na cidade
C, e a terceira, na cidade D. O horário combinado para a conversa é 14 horas, no horário de Greenwich. Qual
será a hora local da videoconferência para cada um dos participantes?
Cidade A = 15 horas; cidade B = 18 horas; cidade C = 12 horas; cidade D = 9 horas.
12. Leia os textos e responda às questões.

a) O que é o horário de verão? Qual é o objetivo do governo ao adotá-lo?


O horário de verão consiste em adiantar os relógios em uma hora, normalmente, durante os meses de
verão. O objetivo do governo em adotá-lo é promover a economia de energia elétrica por meio do
máximo aproveitamento da luz solar.

b) Quais vantagens ou desvantagens sobre o horário de verão as manchetes comentam?


A vantagem é que evita o acionamento das usinas termelétricas, que lançam poluentes na atmosfera
resultantes da queima de combustíveis fósseis. Já a desvantagem é a adaptação do corpo humano ao
horário, o que no início pode gerar mal-estar, além de mudanças nos hábitos do cotidiano.

c) Em sua opinião, o horário de verão é uma medida interessante? Justifique sua resposta.
Resposta pessoal.

13. Realize a pesquisa a seguir.


Atualmente, o GPS possui diversas aplicações desenvolvidas pelo ser humano. Pesquise algumas dessas
utilidades, escolha uma delas e redija um texto-resumo, explicando como esse sistema é aplicado em uma
determinada atividade. O texto também deve conter as possíveis vantagens ou melhorias proporcionadas pelo
GPS a essa atividade.
Resposta pessoal. Resposta possível: atualmente, esse sistema possui diversas aplicações, por exemplo,
na elaboração de mapas e cartas topográficas mais precisas; na agricultura, tanto para a delimitação
das propriedades quanto na pulverização das áreas de lavouras; uso nos automóveis na indicação do
endereço e dos trajetos para se chegar ao local desejado; no planejamento de rotas e no rastreamento
de veículos, garantindo maior segurança ao transporte; controle do tráfego aéreo e marítimo, entre
outras.

QUESTÕES DO ENEM E VESTIBULAR P. 32-35


1. B
2. A
3. A
4. 2, 4, 8, 16 = 30
5. D
6. E
7. D
8. C
9. A
10. E
11. A
12. B
13. B
14. E
15. E
16. D
SISTEMATIZANDO O CONHECIMENTO - Página 52-53

1. Qual é o principal objetivo das convenções cartográficas? Cite dois exemplos dessas convenções.
O principal objetivo das convenções cartográficas é facilitar a leitura e a compreensão do fenômeno
representado em uma carta ou mapa. Exemplos: utilização da cor azul para representar rios, lagos,
mares e oceanos; quando a legenda estiver em gradiente de cores, utilizar as mais fortes/escuras para
representar maior quantidade/ intensidade do fenômeno.

2. Explique a convenção de cores utilizada na representação das altitudes do relevo terrestre.


As tonalidades de cores frias (verde e amarelo, por exemplo) são utilizadas para representar as altitudes
mais baixas; já as tonalidades de cores quentes (laranja, vermelho e marrom), para indicar as altitudes
mais elevadas.

3. O que é mapa temático? Dê exemplos.


O mapa temático representa algum tema específico, tal como os mapas agrícolas, climáticos, geológicos,
econômicos, populacionais etc. Com base nas informações representadas, os mapas temáticos podem
ser agrupados em humanos, físicos, econômicos e históricos.

4. Qual é a diferença entre escala numérica e escala gráfica?


A escala numérica é representada na forma de fração (exemplo: 1/10 000 se lê um sobre dez mil) ou na
forma de razão (1:10 000 lê-se um para dez mil). Já a escala gráfica é representada por meio de uma
reta graduada em segmentos iguais que expressa as medidas reais correspondentes a cada centímetro
da representação.

5. Ao consultar um mapa rodoviário você verifica que a distância entre duas cidades, medida no mapa em
linha reta, é de 12 centímetros. Sabendo que a escala do mapa é de 1: 300 000, calcule a distância real
aproximada entre essas duas cidades.
D=dxE
D = 12 x 300 000
D = 3 600 000
Simplificando temos: D = 36 km.

6. Sabendo que a distância real entre duas cidades é de 180 km, e que essas cidades aparecem em certo mapa
distantes 20 centímetros uma da outra, descubra a escala aproximada desse mapa.
180 km = 18 000 000 cm
E=D÷d
E = 18 000 000 cm ÷ 20 cm
E = 900 000
E = 1: 900 000

7. Dê exemplos de escalas em que a representação apresente:

a ) menor riqueza de detalhes; 1:100 000 000, 1:150 000 000, 1:250 000 000.

b ) maior riqueza de detalhes. 1:5 000, 1:10 000, 1:20 000

8. Com base no que você estudou, explique esta afirmação: A escala não determina apenas o tamanho da área
representada em um mapa, mas a riqueza de detalhes existentes na representação.
Quanto maior a escala (menor o número), maior a riqueza de detalhes na representação. Do contrário,
quanto menor a escala (maior o número), menor a riqueza de detalhes na representação.
9. Com base nos textos estudados e nas representações cartográficas apresentadas, escreva um texto sobre a
utilização das representações cartográficas como instrumentos políticos e ideológicos, e explique por que a
projeção de Mercator é conhecida por transmitir uma visão eurocêntrica do mundo.
A projeção de Mercator é conhecida por passar uma visão eurocêntrica do mundo porque o continente
europeu é representado na parte superior do mapa (como se fosse o centro do mundo) e com dimensão
exageradamente maior do que seu tamanho real.

Expandindo o conteúdo

10. Observe abaixo o mapa de altitudes e responda às questões.

FONTE: ATLAS geográfico escolar. 6ª ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.


p. 88. 1 atlas. Escalas variam. CRÉDITO: E. Cavalcante

a ) Em que faixa de altitude está localizada a nascente do rio Jequitinhonha? E o Tietê?


A nascente do rio Jequitinhonha está na faixa mais escura, ou seja, mais elevada do mapa, a cerca de 1
200 metros de altitude. Já a nascente do rio Tietê está localizada a aproximadamente 500 metros de
altitude.

b ) De que maneira os pontos mais elevados da área foram representados?


Os pontos mais elevados da área foram representados por meio de picos com figuras/símbolos.

c ) Quais porções da área representada apresentam terrenos mais íngremes?


As porções mais íngremes situam-se nas áreas de serra, como a Serra do Mar, da Mantiqueira, do
Espinhaço e da Canastra.

d ) Como é possível identificar a declividade em uma carta topográfica?


A identificação da declividade é feita a partir da análise das distâncias entre as curvas de nível, ou seja,
se elas estiverem mais próximas umas das outras, significa que a declividade do terreno é maior e,
portanto, mais íngreme é o relevo. Se as curvas de nível estiverem mais distantes umas das outras,
significa que a declividade do terreno é menor e, portanto, mais plano e suave é o relevo.

11. Leia o texto a seguir, observe o mapa e responda às questões.


Comente com os alunos que no primeiro parágrafo do texto o autor se refere à linha do equador e não ao país
localizado na América Latina.
[...]
Tradicionalmente, a cartografia oferece uma imagem do planeta focalizada no Equador e centrada na Europa
e África. Essa imagem, reproduzida à exaustão nos planisférios, tende a perpetuar determinadas noções
simplistas ou mesmo enganosas. Esses mapas "marginalizam" especialmente as molduras continentais e
insulares do oceano Pacífico [...]. Elas também criam a falsa impressão de que a América do Norte e a Ásia
estão muito distantes entre si.
A geopolítica opera com mapas e projeções cartográficas menos usuais, capazes de revelar determinadas
realidades pouco enfatizadas. Uma delas é a extraordinária proximidade entre as superpotências nucleares (os
Estados Unidos e a Rússia, herdeira militar da União Soviética) e a importância estratégica do Polo Norte e
das terras geladas que o circundam. O simples uso de uma projeção polar-norte mostra os motivos que
determinam a instalação de uma série de bases militares na parte setentrional da Rússia, no Canadá, Alasca e
Groenlândia. [...] SCALZARETTO, Reinaldo; MAGNOLI, Demétrio. Atlas geopolítica. São Paulo: Scipione, 1996. p. 7.

a) Como o texto caracteriza as representações tradicionais


da Cartografia?
As representações tradicionais da Cartografia são
caracterizadas por perpetuar noções simplistas ou
mesmo enganosas, marginalizando a representação de
algumas regiões do globo em detrimento de outras.

b) O mapa acima foi confeccionado com base em qual


projeção?
Na projeção polar-norte.

c) Em qual porção esse tipo de projeção apresenta maiores


distorções e em qual apresenta menores distorções?
As maiores distorções estão localizadas nas áreas mais
afastadas do centro da projeção e as menores distorções encontram-se no centro da projeção.

d) Com base na escala do mapa, calcule a distância aproximada, em linha reta, entre Moscou (Rússia) e Boston
(EUA).
Aproximadamente 9 600 km.

e) Cite possíveis vantagens na visualização de alguns fenômenos representados em mapas elaborados com
base em projeções menos usuais.
Resposta pessoal. Os alunos podem citar a possível visualização da proximidade territorial entre duas
superpotências nucleares (EUA e Rússia) por meio de uma projeção polar.

QUESTÕES DO ENEM E VESTIBULAR P. 56-59


1. D
2. E
3. C
4. C
5. E
6. B
7. C
8. B
9. A
10. E
11. B
12. E
13. E
14. C
15. C
16. D
17. C
SISTEMATIZANDO O CONHECIMENTO - Página 100-101

1. Os primeiros ancestrais do ser humano surgiram no planeta Terra entre 1 e 4 milhões de anos atrás. Por que
é correto afirmar que o tempo de sua história é insignificante em comparação ao tempo da história do planeta?
Considerando a idade de 4,6 bilhões de anos do planeta Terra, o tempo de 1 a 4 milhões de anos
representa uma parcela muito pequena da história da Terra. Assim, em termos de idade, a história da
vida humana é considerada como insignificante em relação ao tempo geológico.

2. No caderno, escreva o nome das eras geológicas nas quais ocorreram os seguintes fenômenos:

I - surgimento dos dinossauros; Era Paleozoica;

II - surgimento dos seres humanos. Era Cenozoica.

3. Caracterize as partes que compõem a estrutura interna da Terra.


As partes que compõem a estrutura da Terra são: o núcleo, o manto e a crosta terrestre. O núcleo
divide-se em duas partes: núcleo externo, com espessura média de 2255 km e temperaturas que chegam
aos 3000 °C, e núcleo interno, com cerca de 1 220 km de raio e temperaturas em torno de 5 000 °C,
encontra-se em estado sólido devido à grande pressão. O manto é a camada intermediária entre o núcleo
e a crosta, com cerca de 2 870 km de espessura e temperaturas que chegam a 2 000 °C. A crosta terrestre
tem profundidade média de 30 a 70 km, sendo mais espessa nos continentes e mais fina sob o assoalho
oceânico.

4. A perfuração mais profunda na crosta atingiu quantos quilômetros abaixo da superfície?


Até hoje, a perfuração mais profunda já realizada pelo ser humano atingiu 12 km abaixo da superfície.
O conhecimento dos cientistas acerca do interior do planeta provém de investigações indiretas, que se
baseiam, principalmente, no monitoramento das ondas sísmicas resultantes dos terremotos.

5. Quanto ao processo de formação, como as rochas podem ser classificadas? Caracterize os três tipos de
rochas que resultam dessa classificação.
As rochas podem ser classificadas em magmáticas ou ígneas, sedimentares e metamórficas. As
magmáticas ou ígneas são as rochas mais abundantes da crosta terrestre e são formadas pela
solidificação do magma proveniente do manto, podendo ser intrusivas (formadas no interior da crosta
terrestre) ou extrusivas (formadas no exterior da crosta terrestre). As rochas sedimentares são rochas
formadas por sedimentos e detritos de rochas preexistentes, que se depositam, normalmente, nas partes
mais baixas do relevo, formando camadas que são compactadas com o decorrer dos anos. Tanto as
rochas magmáticas quanto as sedimentares podem ser submetidas a condições de intensa temperatura
e pressão, diferentes daquelas nas quais se formaram. Nessas condições, essas rochas podem sofrer
alterações em suas propriedades físico-químicas originais (cor, textura, estrutura, composição
mineralógica etc.) e dar origem a uma nova rocha, chamada de metamórfica.

6. Em quais evidências geográficas e geológicas Alfred Wegener se apoiou para defender a teoria da Deriva
Continental? Por que, apesar das evidências encontradas por ele, sua teoria não foi aceita pela maioria dos
cientistas de sua época?
As evidências foram: o encaixe quase perfeito da costa leste da América do Sul e da costa oeste da África,
a existência de fósseis de animais e de plantas semelhantes nesses continentes, a ocorrência de certos
tipos de rochas, depósitos minerais e formações geológicas semelhantes em certas regiões da América
do Sul e da África e a evidência de que uma glaciação, ocorrida há cerca de 300 milhões de anos, teria
atingido o sudeste do Brasil, o sul da África, a Índia, a Antártida e o oeste da Austrália.
A teoria de Wegener não foi aceita na época, por grande parte dos cientistas, porque ela não explicava
quais eram as forças ou mecanismos que moviam os continentes. Isso seria explicado somente em 1960
com a Teoria da Tectônica de Placas.

7. O Brasil está localizado em qual placa tectônica? Sabendo que o Brasil está localizado no centro dessa
placa, explique por que não há ocorrências de vulcões e terremotos intensos em nosso território.
O Brasil está localizado no interior da placa Sul-Americana. O fato de estar localizado distante das
zonas de falha explica a inexistência de terremotos intensos ou vulcões em atividade em nosso país.

8. A formação das grandes cadeias montanhosas do mundo, também chamadas dobramentos modernos, como
os Andes (América do Sul), os Alpes (Europa) e o Himalaia (Ásia), está associada a quais movimentos
tectônicos? Explique.
A formação das grandes cadeias de montanhas do mundo está associada aos movimentos convergentes
das placas tectônicas. Nesses casos, as correntes de convecção realizam movimentos convergentes e as
placas tectônicas colidem uma com a outra. Ao se chocarem, a placa mais fina mergulha em direção ao
manto, onde se funde devido às altas temperaturas. Já a outra placa, por sua vez mais espessa, é
pressionada para cima, formando grandes dobramentos orogênicos (montanhas) na crosta.

9. Caracterize intemperismo e erosão.


O intemperismo corresponde ao conjunto de processos físicos, químicos e biológicos que atuam na
desagregação e decomposição das rochas expostas na superfície da Terra. A erosão consiste nas forças
que atuam no transporte dos materiais intemperizados (água das chuvas, rios, oceanos, ventos, geleiras
etc.).
RESPOSTAS DOS EXERCÍCIOS – GOOGLE SALA DE AULA
Exercício Online de Geografia - I Unidade

1. (UEAL/AL) Cada uma das 24 partes iguais em que foi dividido o globo terrestre, segundo os meridianos,
é denominada fuso horário. Teoricamente, cada fuso Horário. tem uma distância longitudinal correspondente
a:
a) 10º
b) 15º
c) 24º
d) 25º
e) 30º

2. (PUC/RS) ) Considerando que na cidade de Torres, litoral do Rio Grande do Sul, o sol nasce, pela manhã,
em média, 30 minutos antes que na cidade de Uruguaiana, situada na margem esquerda do rio Uruguai, no
mesmo estado, é correto afirmar que
a) a cidade de Uruguaiana está situada a leste de Torres, na região da Depressão Periférica.
b) a cidade de Torres está situada numa longitude a leste da cidade de Uruguaiana, com uma distância
longitudinal inferior a 15°.
c) a cidade de Torres está situada ao sul da cidade de Uruguaiana, numa distância latitudinal superior a 15°,
portanto em outro fuso horário.
d) a cidade de Torres encontra-se na mesma longitude que a cidade de Uruguaiana, porém em latitude
diferente.
e) ambas estão situadas na mesma latitude, porém devem estar separadas por uma distância de 15° de
longitude.

3. (UFRN/08) Faça uma leitura do mapa seguinte.

Em relação aos pontos destacados no mapa, é correto afirmar:

a) 1, 3 e 6 localizam-se no hemisfério ocidental, mas estão em latitudes distintas.


b) 3, 4 e 5 estão localizados nas altas latitudes do hemisfério meridional.
c) 2, 4 e 5 localizam-se no hemisfério oriental e encontram-se nas mesmas latitudes.
d) 2, 3 e 6 estão localizados em baixas latitudes do hemisfério setentrional.
4. (UFG-GO) Para atingir o objetivo de ler e interpretar mapas, o leitor necessita identificar e analisar os
elementos de representação cartográfica. dentre esses, a escala cumpre um papel importante, visto que é a
partir dela que se tem:
a) a localização de um fenômeno na superfície terrestre.
b) a apresentação da superfície esférica no plano.
c) os diferentes fusos horários no globo.
d) a identificação dos diferentes hemisférios terrestres.
e) o nível de detalhe das informações representadas.

5. (UCS-RS) Os mapas representam as superfícies terrestres. A fim de que se possa visualizá-las numa folha
de papel ou na tela de um computador, usamos escalas. Uma escala constitui a relação de redução entre as
dimensões apresentadas no mapa e seus valores reais correspondentes no terreno representado. Considere que,
em uma planta urbana, a distância entre dois bairros é representada por 20 cm. Sabe-se que a distância real
em linha reta entre eles é de 4 km. Com base nessas informações, pode-se deduzir que a escala neste caso
corresponde a:
a) 1:5
b) 1:80
c) 1:2000
d) 1:20000
e) 1:8000000

Exercício sobre Cartografia - PDF – Mural do Google Sala de Aula – 23/04/2020

1. Veja os mapas a seguir:

As diferentes representações cartográficas, como as apresentadas acima, são definidas a partir de:
a) Um momento histórico-geográfico
b) Uma orientação técnico-científica
c) Uma visão mercantil-capitalista
d) Uma opção político-ideológica
e) Um arranjo espacial-temporal
2. (PUC-SP)

No mapa estão assinaladas as posições dos quatro pontos cardeais: Tramontana (Norte); Ostro (Sul); Levante
(Leste); Poente (Oeste). Observando as técnicas de construção cartográfica pode ser dito que
a) O ponto de vista do navegante que abordava a costa brasileira foi utilizado como orientação desse
mapa do Brasil.
b) O mapa possui controle matemático das reduções da superfície terrestre realizadas, o que é denominado
escala cartográfica.
c) A ausência de maior conhecimento do terreno interior não impedia a precisão geométrica do mapa, que era
obtida pelo uso de coordenadas geográficas.
d) A linguagem cartográfica empregada, a despeito de muitos elementos representados serem imaginados, é
ainda bem recomendada para os mapas modernos.
e) A orientação do mapa, apesar de sua antiguidade, já era a mesma utilizada nos mapas contemporâneos.

3. Sobre a técnica de criação e projeção de mapas, assinale o que for incorreto:


a) As projeções cartográficas são técnicas de representação do globo esférico da superfície terrestre em um
plano, por isso, sempre haverá distorções.
b) Mapas temáticos são mapas especializados em um determinado tema, como áreas industriais, relevo,
hipsometria, clima, dentre outros.
c) Os símbolos cartográficos podem variar entre zonais, lineares e pontuais.
d) Legenda é a parte de um mapa responsável por apontar a proporção entre a superfície real e a
representação gráfica dessa superfície.
e) Os SIG’s (Sistemas de Informações Geográficas) são resultado da união entre as técnicas milenares da
Cartografia e as inovações gráficas e tecnológicas.

4. (UNICAMP) Abaixo é reproduzido um mapa-múndi na projeção de Mercator.

Adaptado de http://www.geog.ubc.ca/courses/geob370/notes/georeferencing/Rect_CoordsLect.html.)

É possível afirmar que, nesta projeção,


a) Os meridianos e paralelos não se cruzam formando ângulos de 90°, o que promove um aumento das massas
continentais em latitudes elevadas.
b) Os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos de 90°, o que distorce mais as porções
terrestres próximas aos polos e menos as porções próximas ao equador.
c) Não há distorções nas massas continentais e oceanos em nenhuma latitude, possibilitando o uso deste mapa
para a navegação marítima até os dias atuais.
d) Os meridianos e paralelos se cruzam formando ângulos perfeitos de 90°, o que possibilita a representação
da Terra sem deformações.
5. (PUC-RJ) Levando-se em consideração a posição do planeta Terra apresentada no cartograma abaixo,
conclui-se que as populações localizadas na faixa latitudinal 450 N estão sob a seguinte estação do ano:

a) Verão.
b) Outono.
c) Inverno.
d) Primavera.
e) Em transição

6. O Brasil sediará a Copa do Mundo em 2014 e, na cidade do Rio de Janeiro, serão disputados importantes
jogos. Um torcedor que decidir permanecer na cidade do Rio de Janeiro visando a assistir aos jogos precisará
de uma representação cartográfica que lhe permita localizar as principais vias de acesso ao estádio, como ruas
e avenidas. Para atingir este objetivo, terá à sua disposição os dois tipos de representação cartográfica com
escalas diferentes, mostrados a seguir:

FERRREIRA, Graça Maria Lemos. Moderno atlas geográfico. 4 ed. São Paulo: Moderna, 2003.[Adaptado]

Para que o torcedor possa se locomover na cidade com mais facilidade, o tipo de representação cartográfica
que melhor o orientará é o apresentado na
a) Figura 1, porque tem uma escala pequena, expressando uma área maior, com menor número de detalhes.
b) Figura 1, que possui uma escala grande, representando uma área menor, com maior grau de
detalhamento.
c) Figura 2, que possui uma escala grande, representando uma área maior, com menor grau de detalhamento.
d) Figura 2, porque tem uma escala pequena, expressando uma área menor, com maior número de detalhes.
e) Figura 1, porque apesar de possuir a maior escala, apresenta menor nível de detalhamento, com maior área
abrangida.

7. (UECE) Rochas, relevo e solos são temas respectivos dos seguintes mapas:
a) pedológico, geomorfológico e geológico.
b) litológico, pedológico e geomorfológico.
c) geomorfológico, topográfico e fitoecológico.
d) geológico, geomorfológico e pedológico.
8. (UERJ)

Na tirinha, Calvin e o tigre Haroldo usam um globo terrestre para orientar sua viagem da Califórnia, nos
Estados Unidos, para o território do Yukon, no extremo norte do Canadá.
Considerando as áreas de origem e destino da viagem pretendida, nota-se que o tigre comete um erro de
interpretação no último quadrinho. Esse erro mostra que Haroldo não sabe que o globo terrestre é elaborado
com base no seguinte elemento da linguagem cartográfica:
a) Escala pequena
b) Projeção azimutal
c) Técnica de anamorfose
d) Convenção equidistante

9. O mapa a seguir não apresenta informação de escala. Entretanto, sabe-se que a distância em linha reta, entre
as sedes dos municípios de Contagem e Belo Horizonte, é de 10 km. Essa distância está representada no mapa
em 2 cm.

Com base nas informações obtidas, pode-se dizer que o mapa


foi elaborado na seguinte escala numérica:
a) 1:5.000.000
b) 1:500.000
c) 1:1.000.000
d) 1:250.000

10. (USF-SP) Anamorfose é um mapa temático especial,


que leva em consideração o tamanho dos países ou estados
em relação ao que eles representam. Observe a anamorfose
a seguir.

Assinale a alternativa que representa o título possível para


essa anamorfose.
a) População
b) Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)
c) Produto Interno Bruto (PIB)
d) Mortalidade Infantil
e) Analfabetismo

Você também pode gostar