Você está na página 1de 36

Política de Ética

e Conduta

1
Caro colega,
O nosso maior patrimônio está na relação de confiança que estabelecemos
com diversos públicos de interesse - nossos clientes, acionistas, corretores,
funcionários, prestadores e a comunidade em geral. Portanto, é nosso
compromisso preservá-lo e retribuir a credibilidade que nos é depositada.

Em nossos relacionamentos refletimos os valores individuais e, para que


possamos estar alinhados aos valores da Corporação Porto Seguro, fez-se
necessária a construção de uma Política de Ética e Conduta que constitui um
guia para a realização de qualquer ação, um texto de referência para as decisões
que tomamos, desde as mais corriqueiras até as mais estratégicas.

A Política de Ética e Conduta está fundamentada em nossa Missão, Filosofia e


Visão de futuro e traz um conjunto de diretrizes e comportamentos esperados
que apontam um horizonte para o qual queremos caminhar juntos. A Política
define rumos e qualifica as práticas desejadas e mais adequadas, considerando
a nossa vocação.

Nossas decisões e ações produzem efeitos sobre todos aqueles que mantêm
relações conosco. Por este motivo, quero ressaltar o nosso compromisso com
as definições contidas na Política e reforçar a disponibilidade da sua liderança e
de toda a diretoria para debater o conteúdo e esclarecer suas dúvidas.

Boa leitura!

Fabio Luchetti
Vice-presidente Executivo

3
índice
Política de Ética e Conduta
Corporação Porto Seguro
Objetivo.......................................................................................................................................6
Abrangência.................................................................................................................................6
Política.........................................................................................................................................6
Missão..........................................................................................................................................6
Filosofia Empresarial...................................................................................................................7
Diretrizes.....................................................................................................................................9
Política de Ética e Conduta.........................................................................................................9
Atividades Comerciais, Políticas e Religiosas..........................................................................14
Liberalidades..............................................................................................................................14
Proteção das Informações e Confidencialidade.......................................................................15
Informações Privilegiadas.........................................................................................................15
Relação no Ambiente de Trabalho...........................................................................................16
Responsabilidade Social............................................................................................................17
Comunicações Recebidas e seu Tratamento............................................................................18
Comitê de Ética e Conduta......................................................................................................18
Violações....................................................................................................................................19
Disposições Gerais....................................................................................................................19

Código de Conduta
Portopar Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.
Introdução.................................................................................................................................23
Diretrizes de Comportamento.................................................................................................24
Normas de Conduta.................................................................................................................27
Comunicação............................................................................................................................33

5
Objetivo
Esta política objetiva formalizar os padrões
éticos adotados e trazer orientações
gerais de conduta a todos os funcionários,
dirigentes, estagiários, temporários, jovens
aprendizes e prestadores de serviços
internos da Corporação Porto Seguro.

Abrangência
Funcionários, dirigentes, estagiários,
temporários, jovens aprendizes
e prestadores de serviços internos
da Corporação Porto Seguro.

Política
A Política de Ética e Conduta é orientada e
está fundamentada na Missão e na Filosofia
Empresarial da Corporação Porto Seguro.

Missão
Assumir riscos e prestar serviços, garantindo
agilidade, por meio de um atendimento
familiar que supere expectativas a custos
competitivos.

6
Filosofia Empresarial
A Porto Seguro é o conjunto de pessoas
formado por seus funcionários, dirigentes,
acionistas, corretores e prestadores
de serviços, que se orienta e se
responsabiliza pelos seguintes valores,
exemplos e compromissos:
• cooperação, trabalho, sinceridade
e justiça são nossos valores
fundamentais;
• funcionários, dirigentes, acionistas,
corretores e prestadores de serviços são
interdependentes, devendo lutar uns
pelos outros;
• a concórdia interna e externa deve ser
alcançada por meio de princípios éticos;
• o diálogo e a participação têm como
objetivo estimular ideias e não atingir
pessoas;
• todos têm o direito e o dever de expor
sua opinião como contribuição, dentro
de uma conduta igualitária e ética;
• a busca da perfeição exige humildade,
determinação e paciência;
• erros acontecem e devem ser
corrigidos de imediato, com o sentido
de oportunidade para melhoria e
crescimento;

7
• o trabalho deve ser visto como carreira
e não como ocupação;
• a dedicação de cada um não deve
restringir-se às tarefas de sua função;
• postura de simplicidade, sem
personalismo;
• é nossa a responsabilidade pela
manutenção de uma administração
simples, informal, flexível, ágil e
integrada;
• não se beneficiar da função para
vantagens pessoais;
• criar oportunidades de trabalho
produtivo e preparar sucessores
capazes;
• buscar o desenvolvimento e a
realização dos funcionários, corretores e
prestadores de serviços.

8
- divulgar aos liderados o seu
Diretrizes conteúdo, evitando que seja
A aplicação desta Política não cometida violação por falta de
distingue área, nível hierárquico informações.
ou tipo de relação com a
- identificar as possíveis ocorrências
empresa e objetiva estabelecer
do descumprimento da Política e
os princípios éticos e de conduta
escalar ao seu superior hierárquico;
que devem orientar as relações
internas e externas. - tratar as situações de violações
da Política observando a filosofia
Condutas e regras aplicáveis a
empresarial e preservando os
determinados ramos de atuação
negócios da Corporação. Se
das empresas da Corporação
necessário, levá-las ao Comitê de
integram documentos específicos
Ética e Conduta.
e de abrangência direcionada.

A Integridade profissional,
pessoal e ética
Política de
Não colocar em risco a segurança
Ética e Conduta e a integridade do grupo abrangido
por esta Política ou da Corporação.
Responsabilidade dos líderes É fundamental que as atitudes
Os líderes, especialmente pela e comportamentos reflitam a
dedicação do seu tempo, de sua integridade pessoal e profissional.
presença, pela sua experiência Não ser omisso, nem conivente
e, sobretudo, pelo seu exemplo, com atitudes reprováveis. Em caso
têm o dever de contribuir para de dúvidas quanto à conduta a
que seus liderados cumpram ser observada ou adotada, buscar
integralmente esta Política, orientação com seu superior
devendo: hierárquico, a Diretoria ou a
Ouvidoria.

• Relação com investidores


9
Relação com os clientes
O cliente satisfeito é um dos fundamentos
da Corporação Porto Seguro. Portanto,
é princípio de atuação empresarial servir
o cliente, com ênfase na qualidade,
na produtividade e na inovação de produtos
e serviços, com responsabilidade social,
comunitária e ambiental.
Os clientes devem ser atendidos com
genuino interesse e eficácia, sendo-lhes
oferecidas soluções claras, precisas
e transparentes.
Os clientes devem obter respostas, ainda
que negativas, às suas solicitações
de forma adequada e no prazo esperado.

Relação com os concorrentes


A Porto Seguro respeita seus concorrentes
e trabalha pela proteção e desenvolvimento
dos mercados em que atua.
Assim, não devem ser feitas declarações
verbais ou escritas que possam afetar
a imagem dos concorrentes, pois eles
devem ser tratados com o respeito
com que esperamos ser tratados.
É expressamente proibido fornecer a
quaisquer terceiros informações estratégicas
da Corporação, confidenciais ou, sob
qualquer outra forma, prejudiciais aos
negócios.

10
Relação com os
prestadores de serviços

A Corporação respeita seus prestadores de serviços e trabalha em parceria


pelo desenvolvimento dos mercados nos quais atuam.
Assim, não devem ser feitas declarações verbais ou escritas que possam
afetar a imagem dos prestadores de serviços ou a eles causar danos
financeiros, operacionais ou de outras ordens.

Relação com os
investidores
A Corporação respeita todos os seus investidores, independentemente
de porte e origem, e adota as melhores práticas de Governança
Corporativa, prezando a transparência e equidade no fornecimento
de informações aos investidores.
Os funcionários devem zelar para que os interesses dos acionistas
sejam respeitados. Em especial, não podem obter vantagens pelo uso de
informações privilegiadas nas negociações de compra e venda de ações.

Conformidade
Conduzir as atividades profissionais de acordo com as leis, regulamentos,
políticas e normativas internas e externas aplicáveis às empresas
da Corporação.
A conformidade com as leis se estende aos direitos autorais, não sendo
permitido utilizar cópias ilegais ou publicações de qualquer gênero para uso
pessoal ou profissional na Corporação.
Buscar proteger a Corporação de ser vítima ou envolvida em atos
antiéticos ou ilícitos de qualquer natureza, cooperando na comunicação
de suspeitas ao superior imediato, à Diretoria ou à Ouvidoria.

11
Fraudes
Serão tratadas, com rigor, fraudes praticadas no âmbito da Corporação.

Conflito de Interesses
Os conflitos de interesses ocorrem quando um integrante da Corporação
influencia ou pode influenciar uma decisão que resulte ou possa resultar
em ganho pessoal, direto ou indireto, para si, membros de sua família ou
quaisquer terceiros.
Na condução dos negócios, existem relações com potencial de gerar
conflitos de interesses entre prestadores de serviços e corretores
de seguros e diretores, funcionários, estagiários, temporários
e jovens aprendizes, tais como as relações de parentesco.

Essas relações deverão ser declaradas antes da contratação


do funcionário ou prestador de serviços e submetidas à avaliação
da Área de Controles Internos. Esses funcionários deverão atualizar, por
meio de formulário corporativo de declaração, as relações iniciadas depois
de sua contratação.
Constatada a existência de potencial conflito de interesses
e visando preservar os interesses da Corporação, a Área de Controles
Internos estabelecerá, com os envolvidos na relação direta, comercial ou
operacional, o ajuste mais adequado para a situação.

12
São exemplos de conduta esperada:
• abster-se de usar a posição hierárquica, os
recursos, as informações ou a reputação da
Corporação para obter vantagens pessoais ou
para terceiros, direta ou indiretamente;
• não realizar atividades, nem permitir
influências externas que entrem em conflito
ou prejudiquem o desempenho das atividades
profissionais ou o alcance dos objetivos da
Corporação;
• tomar decisões imparcialmente,
sem se influenciar por interesses
ou preferências pessoais;
• abster-se de influenciar ou opinar
em casos nos quais não seja possível
isenção, evitando assim situações
conflitantes;
• quando constatados relacionamentos com
potencial para gerar conflito de interesses, os
líderes devem avaliar a situação e efetuar os
ajustes necessários.

13
Atividades
deverão agir sempre em caráter
Comerciais, Políticas pessoal e de forma a não
e Religiosas interferir nas atividades e nos
relacionamentos profissionais.
Os funcionários, dirigentes, Não é permitido, no ambiente
estagiários, temporários, jovens de trabalho, atividades
aprendizes e prestadores de político-partidárias, religiosas
serviços internos não devem ou de associações de classe,
exercer atividades ou se engajar bem como qualquer propaganda em
em organizações que comprometam instalações, veículos e publicações
sua dedicação ou dos demais internas da Corporação.
funcionários ao trabalho, nem
adotar comportamento que gere
conflito de interesses com suas
Liberalidades
responsabilidades e atribuições. Presentes, brindes e gratificações
acima de R$ 100,00, recebidos por
Não devem, também, atuar em
funcionários em decorrência da
qualquer outro segmento cujas
função ou cargo ocupado, devem
atribuições possam, de alguma
ser sorteados entre os funcionários
forma, comprometer a integridade,
da equipe - coordenação, gerência
a confidencialidade e a segurança
ou diretoria - que o recebeu.
da Corporação.
A Corporação não faz restrições
às atividades político-partidárias,
religiosas ou de associações de
classe. No entanto, os envolvidos

14
Proteção das Informações
Informações Privilegiadas
e Confidencialidade É vedada a utilização de
informações privilegiadas em
Informação é um dos principais
benefício próprio ou de terceiros.
ativos da Corporação.
Cada integrante da Corporação Todos aqueles que acessem,
é responsável por assegurar que portem, leiam e aprovem
as informações sejam completas, documentos com informações
exatas e confidenciais quando não privilegiadas devem manter
autorizadas para divulgação. o mais alto nível de zelo e
confidencialidade em relação aos
Manter rigorosa confidencialidade
conteúdos.
de informações sobre a
Corporação, os clientes e os Não deixar essas informações
demais integrantes sejam estas expostas e guardá-las de forma
relacionadas a negócios, registros, adequada e discreta.
operações ou notícias.
São vedadas quaisquer
declarações externas sem
expressa autorização da Diretoria.
Informações à mídia serão feitas
por intermédio da empresa de
comunicação contratada para esse
fim.
A conduta e os procedimentos
aplicáveis ao item “Proteção das
Informações e Confidencialidade”
estão descritos no “Termo de
Responsabilidade e Compromisso
sobre Informações e Uso de
Recursos Computacionais”.

15
Relações no Ambiente
de Trabalho
As relações no ambiente de
trabalho devem pautar-se pela
conduta compatível com os valores
da Corporação, a busca por
resultados, a cortesia, o respeito, a
honestidade, a imparcialidade e a
igualdade no relacionamento com
clientes, concorrentes, fornecedores
e público em geral.
Assegurar o direito e o dever
de exposição de opinião como
contribuição, não sendo aceitas
condutas restritivas bem como
privilégios ou preconceitos de
qualquer tipo.
É fundamental reconhecer o
mérito de cada um e propiciar
igualdade de acesso às
oportunidades de desenvolvimento
profissional existentes, segundo as
características, competências
e contribuições de cada funcionário.
Não é admitida nenhuma
decisão que afete a carreira ou o
desenvolvimento profissional
de pessoas baseada apenas
em preferências pessoais.

16
Responsabilidade Social
A responsabilidade social deve ser Buscar oportunidades para
praticada em consonância com os participar de atividades de interesse
valores pessoais, não podendo se da comunidade em que atua e,
confundir com as responsabilidades se possível, exercer um papel de
na Corporação ou nelas interferir. liderança.

17
Comunicações Comitê de Ética
Recebidas e seu e Conduta
Tratamento A Corporação manterá um Comitê
de Ética e Conduta que deliberará
Situações anormais, atos suspeitos sobre o esclarecimento de dúvidas
ou transgressões comunicadas com relação ao texto da presente
serão avaliados cuidadosamente, Política e, quando acionado, definirá
mesmo que não causem prejuízos se há ou não violação das diretrizes.
tangíveis à Corporação. Serão
tratados de forma pontual e, O Comitê de Ética e Conduta
de acordo com a sua gravidade, será composto por, no mínimo,
poderão ser aplicadas medidas quatro integrantes que ocupem
corretivas. cargos de diretoria ou gerência:
o responsável corporativo de
Não serão aceitas retaliações pessoas, o responsável jurídico, o
às pessoas que, de boa-fé, responsável pela Auditoria Interna e
comunicarem atos suspeitos. o responsável pela Ouvidoria.

18
Violações
Os funcionários, dirigentes, estagiários, temporários, jovens aprendizes
e prestadores de serviços internos que violarem a Política de Ética
e Conduta ou a sua essência ficarão sujeitos a ações disciplinares
aplicáveis, conforme disposto em normas internas, na legislação civil,
penal e trabalhista.

Disposições Gerais
A presente Política de Ética e Conduta vigorará por tempo indeterminado,
cabendo ao Comitê de Ética e Conduta zelar pela sua divulgação e sua
atualização, nunca superior ao período de dois anos.
As diretrizes e orientações contidas nesta Política serão levadas ao
conhecimento de todos os funcionários, dirigentes, estagiários, temporários,
jovens aprendizes e prestadores de serviços internos da Corporação Porto
Seguro e estarão disponíveis, de forma permanente, na Intranet.

19
20
Código de Conduta

21
22
Introdução
Observadas as diretrizes que regem a Política de Ética e Conduta
da Corporação Porto Seguro, o presente documento vem complementá-lo
no que tange às atividades da Portopar Distribuidora de Títulos e Valores
Mobiliários Ltda., em razão das particularidades inerentes ao mercado
financeiro onde atua.

Essas regras se aplicam a todos os funcionários da Portopar no exercício


de suas funções ou atividades, em caráter temporário ou permanente,
bem como a terceiros nessas condições.

A preservação da confiança, fundamental para estabelecer relações


de longo prazo, compõe, ao lado da geração de valor perante os clientes
e da gestão de riscos, a base que sustenta o nosso modelo de negócio.

O exercício constante da transparência, lealdade e idoneidade reforça


a confiança conquistada e necessária para a permanência nesse negócio.

23
Diretrizes
de Comportamento
Os desafios inerentes às atividades da Portopar nos levam à busca
incessante das melhores práticas, alinhadas às diretrizes que devem
orientar nossas ações como:

• observar e agir de acordo com a legislação vigente e as políticas internas


da Portopar e da Corporação Porto Seguro, visando garantir segurança
nas operações e reforço da credibilidade perante nossos clientes
e órgãos reguladores;

• realizar operações dentro dos parâmetros aceitos pelo mercado financeiro,


pela legislação vigente, pelos princípios de autorregulação da ANBID
e pelas normas internas de conduta;

• realizar as atividades e cumprir suas funções de acordo com os limites


estabelecidos, não assumindo riscos sem autorização ou desconhecidos;

• em caso de dúvidas que possam gerar prejuizos à Portopar, seus


acionistas, clientes e parceiros, recorrer sempre ao superior imediato;
24
• respeitar a autonomia e as responsabilidades
do cargo para recomendação de investimentos
aos clientes e parceiros, questões de ordem
estratégica e visão oficial de mercado da
Corporação, não oferecendo declarações para
as quais não estiver autorizado;
• zelar pela aplicação de medidas preventivas
e de mitigação de riscos, incluindo as ações
contra fraudes e lavagem de dinheiro;
• zelar pela equidade da informação:
- não estabelecer privilégios de acessos
a apenas parte de um grupo de clientes
ou investidores;
- observar a confidencialidade
de informações sensíveis,
mantendo-as restritas ao ambiente
de trabalho da Portopar. O sigilo de
informações é condição fundamental para
a permanência no negócio;
- informar aos clientes, de forma correta,
compreensível, completa, fundamentada
e tempestiva, as condições e os riscos
envolvidos na gestão de recursos, com
subsídios suficientes para a tomada
de decisões com liberdade e segurança;
- orientar de forma consultiva a divulgação
das informações da atividade de gestão
para clientes e áreas relacionadas,
de forma a preservar a imagem destes
e atender aos critérios dos órgãos
reguladores;

25
• evitar ficar inadimplente
em negócios pessoais, como
em operações de crédito
ou emissão de cheques sem
provisão de fundos por
exemplo, visando a
• abster-se de qualquer tipo de preservação da própria
negociação com base em imagem bem como
boatos e rumores relacionados da empresa;
ao mercado financeiro nacional
e internacional, sob pena de • possuir graduação
danos à imagem da Portopar e certificação consideradas
perante clientes e órgãos essenciais para a execução
reguladores; das atividades no mercado
financeiro e de capitais;

• não realizar ou participar


de operações no mercado • estabelecer parcerias
financeiro utilizando informações estratégicas com instituições
privilegiadas ou que atentem de reconhecida idoneidade
contra as posições e interesses e reputação, visando preservar
da Corporação; a imagem da Corporação
e a observância da legislação;

• reconhecer os erros e falhas


decorrentes das atividades
de trabalho, de forma proativa
e positiva, transformando-os
em oportunidades de melhoria.
Nenhum tipo de erro ou falha
deve ser ocultado ou omitido.

26
Normas de Conduta
As normas de conduta objetivam • atos e fatos relevantes a que
definir, com maior precisão, as os funcionários tiveram acesso;
condições de execução ou vedação • atividades praticadas no
de atividades e atitudes. Elas mercado pelas empresas
são procedimentos específicos da Corporação Porto Seguro;
aderentes às orientações de • aplicativos, tecnologias
comportamento já descritas. e metodologias desenvolvidas
Tais normas devem ser estritamente ou em uso na Corporação.
cumpridas por todos os funcionários
da Portopar, bem como por terceiros Não obstante o tratamento
que estejam prestando serviços nas de informações de propriedade
dependências dela. da Portopar, os funcionários
devem atentar para o sigilo
Acesso e fluxo das informações e assim:
de informações
Por representarem vantagens • não usar informações
competitivas, todas as informações confidenciais e privilegiadas em
internas que não são de domínio benefício próprio ou de terceiros,
público constituem informações de forma a não gerar conflito
confidenciais e, portanto, de interesses;
de propriedade da Portopar. • guardar sigilo sobre
informações, fatos e operações
Dentre elas destacam-se: de clientes, de carteiras por eles
administradas ou de carteiras
• informações de clientes
administradas pela Portopar;
(cadastros e base de dados em
geral); • não transferir, nem
• informações financeiras, técnicas, transmitir, informações
administrativas e mercadológicas; confidenciais e privilegiadas
• planos e estratégias de negócios; a outros funcionários ou
• modelos financeiros e produtos; terceiros, por qualquer meio físico
ou digital;

27
• conhecer obrigatoriamente as - documentos com informações
Áreas com as quais trocará sigilosas fiquem em arquivos
informações; trancados;
• solicitar autorização prévia - papéis e documentos
de seu superior imediato para descartáveis sejam totalmente
qualquer atividade que não fizer destruídos;
parte de suas atribuições, como: • proteger o acesso às
- carregar para fora das dependências da Portopar:
dependências da empresa - observar com rigor as restrições
qualquer material que contenha de acesso às dependências
informações de clientes da Portopar;
ou operações;
- não utilizar o acesso para
- copiar ou reproduzir qualquer permitir a entrada de pessoas
tipo de arquivo que diga respeito não autorizadas às dependências
aos clientes ou atividades da Portopar, mesmo que
da Portopar; funcionários de outras empresas
- transferir ou transmitir para ou Áreas;
quaisquer outras pessoas - comunicar ao superior imediato
informações de clientes a presença de pessoas não
ou operações da Portopar por autorizadas nas dependências
qualquer meio de comunicação. da Portopar;
• responsabilizar-se pela guarda - não ceder a terceiros, em
dos documentos relativos a sua nenhuma hipótese, o crachá
atividade e certificar-se de que: funcional de acesso às
- documentos de qualquer dependências da Corporação;
espécie não sejam deixados - comunicar imediatamente
sobre mesas, aparelhos a perda ou extravio do seu crachá
de fax ou copiadoras, ou de de acesso;
qualquer forma expostos a
- responsabilizar-se pelos
outros funcionários ou terceiros
visitantes cuja entrada na
em trânsito pela empresa,
Portopar vierem a autorizar;
durante ou ao final do
expediente;
28
• as disposições relativas à confidencialidade de informações que os
colaboradores, direta ou indiretamente, vierem a ter acesso, permanecem
em vigor mesmo com a extinção do seu relacionamento trabalhista ou
comercial com a Portopar.

Uso de equipamentos

Quanto ao uso de equipamentos de propriedade da Portopar e da estrutura


física, é importante ressaltar:

• os equipamentos de informática e acesso às informações de mercado


se destinam a suportar a atuação profissional na Portopar, não devendo
ser utilizados para operações de caráter pessoal;

• todas as ligações telefônicas, geradas ou recebidas, são passíveis


de gravação e podem, caso seja necessário, ser utilizadas, por exemplo,
para confirmação de informações, preservando os interesses dos clientes,
contrapartes e da própria Portopar. As informações contidas nas
gravações serão utilizadas exclusivamente para fins profissionais;

• a utilização de telefones móveis (celulares, rádio, etc.) é vedada nas


dependências da Portopar. Casos excepcionais deverão ser comunicados
ao superior imediato, que avaliará a pertinência da liberação em caráter
de exceção e temporariamente;

• é proibida a utilização ou divulgação de senhas de qualquer espécie


entre funcionários ou terceiros.

29
Operações financeiras de caráter pessoal

Com o objetivo de preservar a reputação da Portopar e os interesses dos clientes, os


profissionais envolvidos nas operações devem observar normas específicas para operar
no mercado financeiro.

Títulos e valores mobiliários

Serão permitidas operações com fundos de investimentos classificados como renda fixa,
renda variável e multimercados na forma de condomínio aberto disponíveis para qualquer
investidor.

Operações com ações negociadas em bolsa de valores ou mercado de balcão serão


permitidas, desde que observadas as orientações do presente Código de Conduta.

Execução de ordens

Todas as negociações de ativos e valores mobiliários devem ser realizadas por meio
da gerência de investimentos, no dia subsequente à comunicação formal, ao preço de mercado
corrente e em corretora previamente designada.

Os funcionários não devem operar por meio de outras corretoras ou canais de acesso sem
o conhecimento da Gerência de Investimentos da Portopar.

30
Prazo de permanência

Investimentos em valores mobiliários não devem ter caráter especulativo. Assim, é


recomendável que a permanência mínima em carteira seja de 30 (trinta) dias (holding period ).
Prazos de permanência inferiores a 30 dias precisam ser comunicados à Gerência
de Investimentos antes da realização da operação.

Ações da Porto Seguro S.A.

Em adição às regras estipuladas acima para valores mobiliários, os funcionários devem


observar restrições adicionais para as ações da Porto Seguro S.A.
As operações com essas ações devem respeitar o “período de silêncio”, ou seja, não podem
ser compradas ou vendidas 15 dias antes da divulgação de resultados, conforme calendário
divulgado pela Gerência de Investimentos. Tais títulos não podem ser comprados ou vendidos
em concomitância com operações de recompra realizadas pela própria Portopar.
Nessas circunstâncias, as ordens dos funcionários ficarão suspensas até determinação
em contrário.

Vedações

Ficam vedadas aos funcionários da Portopar as operações com títulos e valores


mobiliários que:
• sejam realizadas em conjunto com clientes visando a benefício próprio ou de terceiros;
• sejam realizadas - em benefício próprio ou de terceiros - prévia ou simultaneamente àquelas
de clientes ou empresas da Corporação, quando se tiver a informação privilegiada de que
estes têm interesse em tais transações;
• apresentem potencial conflito de interesses entre as transações em nome próprio e o
exercício de funções;
• tomem como vantagem as modificações no mercado decorrentes de negociações
realizadas para clientes em carteira da própria instituição ou conglomerado de que se tenha
conhecimento;
• envolvam companhias constantes da lista de recomendações do Comitê de Investimentos;
• que tomem como vantagem as modificações no mercado decorrentes de negociações
realizadas para clientes ou em carteira da própria instituição ou conglomerado de que tenham
conhecimento;
31
• sejam referentes a Futuros, Opções, transações a Temo, ADRs
(American Depositary Receips / Certificados de depósitos de títulos e
valores imobiliários), opções sobre ações, debêntures conversíveis ou
não em ações e day-trades em qualquer ativo ou mercado.

Condicionadas à aprovação

• Ações: podem ser negociadas quaisquer ações, inclusive da


Porto Seguro S.A., desde que obtida aprovação prévia da Gerência
de Investimentos.
• Títulos privados (exceto CDBs): podem ser operados quaisquer
títulos privados desde que mediante aprovação prévia da Gerência de
Investimentos.
• Outros ativos ou mercados: quaisquer outros ativos, operações ou
mercados (inclusive internacional) não indicados nos itens anteriores
poderão ser operados em nome próprio desde que mediante
aprovação prévia da Gerência de Investimentos.

32
Comunicação
Erros devem ser sempre reportados,
com intuito de preservar os interesses
dos clientes, parceiros e acionistas.
A comunicação de possíveis desvios
referentes ao observado nesse código
deverá ser feita diretamente à Gerência
de Investimentos ou à Área de Controles
Internos.

A comunicação poderá ser feita,


a princípio, verbalmente e, caso seja
necessário, deverá ser registrada a
ocorrência. Situações não previstas
nesse Código devem ser reportadas
ao superior imediato, de forma a sanar
dúvidas.

Todos os funcionários têm o dever


de informar desvios identificados
na sua atuação ou nas dos colegas,
superiores ou subordinados.
Nenhum funcionário tem o direito
de se omitir com relação a tais desvios,
advindos de sua atividade ou não.

Todas as informações serão tratadas


com o cuidado necessário, de forma
a preservar o funcionário que a transmitir.
Não serão admitidas, em nenhuma
hipótese, represálias ou retaliações.

Tais comunicações serão encaradas


como oportunidades de melhoria
de processos operacionais ou de gestão. 33
34
Política de Ética e Conduta

Declaro que recebi, nesta data, um exemplar


da Política de Ética e Conduta da Corporação
Porto Seguro.

Comprometo-me a conhecer o seu teor


e segui-lo integralmente.

Esta política tem como objetivo formalizar os padrões


éticos adotados e trazer orientações gerais de conduta a
todos os funcionários, dirigentes, estagiários, temporários,
jovens aprendizes e prestadores de serviços internos.

Nome:________________________________________

RG:_ _________________________________________

CPF:_ ________________________________________

Assinatura_____________________________________

Data__________________________________________

35
www.portoseguro.com.br

36

Você também pode gostar