Você está na página 1de 16

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS

CÂMPUS ITABERAÍ
CURSO DE PEDAGOGIA

Larissa Florambel Rodrigues


Lúcia Beatriz da Silva

VALOR: 4,0
NOTA: 3,0

PROJETO DE PESQUISA

ITABERAÍ
2017
Larissa Florambel Rodrigues
Lúcia Beatriz da Silva

PROJETO DE PESQUISA

Projeto de pesquisa da disciplina, Métodos de Produção do Trabalho


Científico,com a finalidade de composição de nota N2 no 6° período de
pedagogia da Universidade Estadual de Goiás, campus Itaberaí. Sob a
orientação do professor Sidney Silva.

ITABERAÍ
2017
“Brincar desenvolve as habilidades da criança de forma natural, pois
brincando aprende a socializar-se com outras crianças, desenvolve a
motricidade, a mente, a criatividade, sem cobrança ou medo, mas sim com
prazer”.
Nylse Helena da Silva Cunha
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.........................................................................................4

1PROBLEMÁTICA.................................................................................6

2 HIPÓTESES..........................................................................................7

3 OBJETIVOS..........................................................................................8
3.1 Objetivo Geral.......................................................................................8

3.2 Objetivos Específicos..........................................................................8

4 JUSTIFICATIVA...................................................................................9

5 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA...................................................... 10

6METODOLOGIA......................................................................12

REFEÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS.....................................................13
4

INTRODUÇÃO

O projeto referente ao tema o lúdico no processo de socialização, surgiu a


partir da convivência e observação no estágio supervisionado em educação infantil.
A partir de observações percebemos a importância do brincar na escola e o quanto é
importante a ludicidade no processo de socialização das crianças.
Quando a criança brinca ela socializa com outras de alguma forma é
importante que o brincar seja interpretado e utilizado como uma ferramenta para o
desenvolvimento da criança e não apenas como um entretenimento.
Através deste projeto mostraremos como lúdico contribui e facilitam à
socialização das crianças, identificando como a brincadeira faz a criança
desenvolver suas percepções e habilidades de uma forma lúdica, elas conseguem
uma melhor comunicação e interação social.
Será analisada qual a melhor maneira de inserir brincadeiras em sala de aula,
proporcionando assim um aprendizado e desenvolvimento na socialização entre as
crianças. Com essa análise demonstraremos o papel mediador entre o professor e a
brincadeira com a intenção alcançar os objetivos.
Esse trabalho vem esclarecer como a influência do brincar desenvolve a
criança durante a infância, estimulando a escola a resgatar brincadeiras que possam
desenvolver a coordenação motora, o raciocínio, a criatividade e imaginação dos
alunos, trabalho em equipe e consequentemente a socialização.Santos afirma que:

[...] na escola, a criança precisa continuar brincando para que seu


desenvolvimento e crescimento físico, intelectual, afetivo e social possam
evoluir e se associar á construção do conhecimento de si mesma, do outro e
do mundo; enfim, do campo de possibilidade que a vida lhe reserva.
(SANTOS, 2014 p.12)

Este trabalho também abordará assuntos sobre o lúdico na formação de


professores, como trabalhar a ludicidade de uma forma contribuinte no
desenvolvimento da criança fugindo da ideia de que o brincar e jogar é apenas um
entretenimento.
5

É importante a mediação do professor para que seja possível desenvolver a


ludicidade na sala de aula, fazendo com que as crianças aprendam interajam e
socializam-se de uma forma prazerosa.
6

1 PROBLEMÁTICA

Apesar da importância do lúdico na educação infantil, sabemos que muitos


agrupamentos deixam a desejar a representação de jogos e brincadeiras nessa fase
de aprendizagem, ou utilizam a ludicidade apenas para entreter as crianças, Sendo
assim, surge- se uma problemática com o seguinte questionamento: Qual a
importância do brincar na educação infantil? E como deve ser trabalhado o lúdico
para que não seja usada apenas como entretenimento?
7

2 HIPÓTESES

Hipótese 1: Introduzir ao contexto escolar conhecimentos sobre a importância


do lúdico;
Hipótese 2: Formar professores capacitados para trabalhar o lúdico como
contribuinte para a socialização das crianças;
Hipótese 3: Através de orientações inserir a ludicidade nas salas de aula de
uma forma construtiva, fugindo da ideia de utiliza-lo apenas para entretenimento;
8

3 OBJETIVOS

3.1 Objetivo Geral:

Possibilitar o uso do lúdico para contribuição do processo de socialização da


criança. Valorizando a importância da ludicidade para a interação, desenvolvimento
e aprendizado dela.

3.2 Objetivos Específicos:

 Melhorar a socialização entre as crianças a partir do brincar;


 Oportuniza a reflexão dos educadores sobre a importância do lúdico no
processo de socialização;
 Enfatizar contribuição do lúdico na vida da criança;
 Desenvolver a interação entre as crianças estimulando-as a
socializarem através da ludicidade;
 Questionar, interagir, comunicar com os outros e ser parte de uma
experiência social;
9

4 JUSTIFICATIVA

Este projeto tem como finalidade apresentar o lúdico como contribuinte para o
processo de socialização. Pois a partir do brincar as crianças socializam-se, é
importante que o lúdico seja utilizado na educação infantil como um método para
quebrar as barreiras que dificultam a interação entre as crianças destacando a
importância do brincar. 
A criança socializa-se com mais facilidade por meio da ludicidade, a criança
desenvolvea criatividade, a possibilidade de tomar decisões e ajuda no
desenvolvimento motor dela,estimulando o trabalho em equipe, a desenvoltura, além
de possibilitar um leque de oportunidades, de o professor desenvolver diversos
conteúdos. Santos (2014, P.15) afirma que“Atualmente, não há mais dúvida de que
o brincar deve ser incorporado á educação como algo que pode desencadear um
processo permanente de educar [..]”.
À medida que a criança cresce, os desenvolvimentos de novas capacidades
aumentam, fazendo com que ela atue de maneira cada vez mais independente
sobre o mundo à sua volta, porém enquanto criança, o professor deve mediar a
socialização para que quando adulto tenha um bom convívio social.
Segundo Vygotsky (1984, p.84) “As crianças formam estruturas mentais pelo
uso de instrumentos e sinais. A brincadeira, a criação de situações imaginárias
surge da tensão do indivíduo e a sociedade. O lúdico liberta a criança das amarras
da realidade”.
Portanto é de fundamental importância o ato do lúdico na infância, para tornar
mais fácil a aprendizagem e a socialização na vida da criança.
Surge-se algumas hipóteses para que seja possível trabalhar o lúdico na sala
de aula da melhor forma:
10

5FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

No presente trabalho iremos trabalhar a importância do lúdico como um fator


importante e indispensável no processo de socialização da Criança, pois o brincar
aguça o Imaginário da criança e promove a interação. Porque quando a criança
brinca, ela se comunica ese expressa fazendo novas descoberta do mundo a sua
volta.
Portanto Vygotsky (1989, p.106) afirma que “O brinquedo possibilita o
exercício da imaginação, a criança na idade pré-escola envolve-se num mundo
imaginário onde os desejos não realizados podem ser realizados, e esse mundo é o
que chamamos de brinquedo [...]”.
Quando falamos da importância do brincar no processo de aprendizagem e
socialização não podemos deixar de citar Piaget, filósofo que há muito tempo já
defendia a teoria da ludicidade como uma forma construtiva para o desenvolvimento
da criança. Jean Piaget afirmaque:

O jogo é, portanto as suas duas formas essenciais de exercício sensório-


motor e de simbolismo, uma assimilação da real atividade própria,
fornecendo a está seu alimento necessário, e transformando o real em
função das necessidades múltiplas do “eu”. Por isso os métodos ativos de
educação das crianças, exige a todos que forneça as crianças um material
conveniente, a fim de que, jogando elas cheguem a assimilar as realidades
intelectuais que sem isso, permanecem exteriores à inteligência infantil.
(PIAGET, 1976, p. 106,).

Portanto ele retrata a importância do brincar para a assimilação, e descoberta


do “eu”, que sem essa ludicidade pode-se reprimir a inteligência infantil.
As brincadeiras na educação infantil tem um papel riquíssimo quando nos
referimos à evolução da criança no processo de socialização com o outro e com o
mundo a sua volta. Segundo Santos (2011, p.12) “A ludicidade é uma necessidade
do ser humano em qualquer idade e não pode ser vista apenas como diversão. O
desenvolvimento do aspecto lúdico facilita a aprendizagem, o desenvolvimento
pessoal, social e cultural [...]”.
11

Enfim são varias as contribuições positivas e reais significativas que a


ludicidade trás para o desenvolvimento infantil, em todo o processo de socialização
e aprendizagem.
12

6 METODOLOGIA

A metodologia utilizada no desenvolvimento desse projeto iniciará apartir de


leituras que contribua na investigação sobre o tema O Lúdico no Processo de
Socialização.
Os todos os livros e conteúdos estudados tratarão sobre assuntos
relacionadosà ludicidade, a criança e o desenvolvimento no processo de
socialização.
Será investigado como é trabalhado o lúdico nas escolas e se os educadores
estão preparados e orientados a respeito da importância do lúdico no
desenvolvimento da criança.
No final da pesquisa deixaremos orientações sobre o quanto é importante a
ludicidade na vida da criança, deixando claro que o lúdico é um instrumento
importantíssimo que pode ser usado a favor do professor para socializarem as
crianças de uma forma espontâneas.
13

REFEÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

CUNHA, Nylse Helena da Silva. Brinquedo, desafio e descoberta para utilização


e confecção de brinquedos. Rio de Janeiro: FAE, 1988.

KISHIMOTO, Tizuco M. (Org.) Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. 5ª


Edição.São Paulo: Cortez, 2001. Disponível em:
http://portal.mec.gov.br/docman/dezembro-2010-pdf/7155-2-3-brinquedos-
brincadeiras-tizuko-morchida/fileAcesso em 6 Nov, 2017.

Ludoteca como facilitadora do processo de socialização e ensino/


aprendizagem das crianças. Disponível em
<https://www.zemoleza.com.br/trabalho-academico/sociais-aplicadas/pedagogia/o-
ludico-noprocesso-de-socializacao/>Acesso em: 06/11/2017.

OLIVEIRA & GALDINO. Adriana Maia de; Magali. O Lúdico como agente
socializador na Educação Infantil. Disponível em
<http://revistaunar.com.br/cientifica/documentos/vol7_n2_2013/8_ludico.pdf>Acesso
em: 06 /11/2017.

PIAGET, J.; INHELDER, B. De la Logiques de L Enfant à Logique de L


Adolescent. Paris: PUF, 1955. Da lógica da criança à lógica do adolescente.
São Paulo: Pioneira, 1976.

SANTOS, Santa Marli dos. O brincar na escola: Metodologia Lúdico-vivencial,


coletânea de jogos, brinquedos e dinâmicas. 3. Ed.- Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.
- (Coleção Brinquedoteca)

_______, Santa Marli dos. O lúdico na formação do educador/ Santa Marli Pires
dos Santos, organizadora. 9. Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

VYGOTSKY. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.


Disponível em <http://livros01.livrosgratis.com.br/me4685.pdf> Acesso em: 29 nov.
2017

__________, L. S. Linguagem desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo


Ícone/Edusp, 1989.
14

FALTARAM OS ITENS CRONOGRAMA E RECURSOS (MATERIAL E


HUMANO).