Você está na página 1de 11

Exercícios CODJERJ e Regimento

Interno TJ/RJ
Recomenda-se que o estudante não leia todo PDF de uma única vez. Tente estabelecer a meta
diária de 10 questões.

Ao ler a legislação identifique os verbos. Isso será de grande ajuda. Outra dica, para realizar
seus estudos por aqui, é estudar em números ímpares ou pares. Experimente em um dia
estudar por números ímpares e no dia seguinte por números pares.

CODJERJ
1. De acordo com o CODJERJ, a desinstalação ou extinção de vara única é
permitida?

R: Não. (Art. 1, parágrafo único, CODJERJ).

2. A criação de varas, juízos e fóruns regionais será feita de que modo?

R: Através de Especialização, Desdobramento, Descentralização e


Transformação. (Art. 10, CODJERJ)

3. Na criação ou elevação de comarcas, que critérios deverão ser


observados para o TJRJ elaborar o respectivo projeto de lei ?

R: Movimento forense, arrecadação tributária e a respectiva população.


(Art. 12, CODJERJ).
4.Quem designa juízes de direito para função de diretor de fórum?

R: O Presidente do TJRJ. (Art. 17, III, f, CODJERJ).

5. Quem tem a incumbência de prover e declarar vagas as funções de


confiança, com exceção daquelas vinculadas à Corregedoria Geral de
Justiça?

R: Presidente do TJRJ. (Art. 17, CODJERJ).

6. A quem compete a distribuição de feitos recursais cíveis?

R: 1° Vice-Presidente. (art. 18, CODJERJ)

7. A quem compete as decisões sobre distribuições de feitos e juízo de


admissibilidade sobre recursos ordinários?

R: 2° Vice-Presidente (art. 19, CODJERJ)

8. A quem compete as funções de fiscalização, disciplina e correição dos


juízes de primeira instância?

R: Corregedor-Geral de Justiça. (art. 22, CODJERJ)

9. Promover, de ofício ou mediante representação, investigação preliminar


em face de magistrado de primeiro grau, determinando o seu arquivamento
quando não configurada infração disciplinar ou ilícito penal, é competência
de quem?

R: Corregedor-Geral de Justiça. (art. 22, CODJERJ)

10. Quem aplica a penalidade de perda de delegação aos servidores


notários e registradores?

R: Presidente do TJRJ.

11. A quem compete eleger 5 desembargadores para compor o Conselho da


Magistratura.

R: Tribunal Pleno. (art. 24, CODJERJ)

12. As eleições dos membros da Administração Superior do TJ/RJ e outras


previstas do CODJERJ e Regimento Interno poderão ser feitas mediante
processo eletrônico?

R: SIM. (art. 24, p. 7, CODJERJ)

13. Quais são os órgãos julgadores de segundo grau do TJRJ?

R: As Câmaras, Seções Especializadas e Órgão Especial. (Art. 26,


CODJERJ)
14. A eleição dos desembargadores suplentes para o Órgão Especial será
feita de forma conjunta as dos desembargadores titulares?

R: Errado. Será feita de forma autônoma. (art. 27, p. 4, CODJERJ).

15. O acesso dos Juízes de Direito de Entrância Especial será decidida pelo
Órgão Especial?

R: Sim. (art. 27, p.7, CODJERJ)

16. A quem compete tomadas de decisões administrativas no âmbito


recursal do TJRJ em matérias de recurso especial e extraordinário?

R: 3° Vice-Presidente. (art. 20, CODJERJ).

17. Responder às reclamações a que se referem os artigos 102, I, alínea “l”,


e 105, inciso I, alínea “f”, da Constituição Federal nos processos em
tramitação no TJ/RJ incumbe a quem ?

R: 3° Vice-Presidente (art. 20, CODJERJ)

18. Os desembargadores integrantes do Conselho da Magistratura poderão


exercer funções judicantes ?

R: SIM. (art. 29, CODJERJ)


19. Julgar os recursos administrativos contra atos do Presidente do TJRJ e
Corregedor-Geral compete a quem?

R: Conselho da Magistratura. (Art. 28, CODJERJ)

20. O numero de câmaras de julgamento no TJRJ não poderá exceder a 35,


e cada câmara poderá ter no máximo 3 desembargadores.

R: Errado. O TJRJ terá no mínimo 35 câmaras, sendo cada uma delas


composta por no mínimo 3 desembargadores.

21. A substituição, nos casos de impedimento, suspeição e faltas


ocasionais, far-se-á conforme tabela organizada pela Presidência do
Tribunal de Justiça?

R: SIM. (art. 36, p. único , CODJERJ)

22. Os juízes de direito da Região Judiciária Especial exercerão as funções


de substituição e auxílio nas Comarcas de Entrância Comum, conforme
designação do Corregedor-Geral de Justiça. 

R: Errado. Exercerão funções de substituição e auxílio nas comarcas de


Entrância Especial, conforme designação do Presidente do TJRJ. (Art.
37, CODJERJ).

23. Os colaboradores voluntários dos juízos da infância e da juventude


serão designados por quem?

R: Corregedor-Geral de Justiça. (Art. 51, p. único, CODJERJ).


24. Como órgão de segunda instância da Justiça Militar estadual
funcionará o Tribunal de Justiça, ao qual caberá também decidir sobre a
perda do posto e da patente de oficiais.

R: Certo. (Art. 57, CODJERJ).

25. Os Juízes de Direito integrantes das turmas recursais e seus suplentes


serão escolhidos pelo Presidente do TJRJ, vedada a recondução.

R: Errado. A recondução é sim vedada, mas a escolha cabe ao Conselho da


Magistratura.

26. A impugnação à regularidade processual, a arguição de impedimentos


ou de quaisquer incidentes ou controvérsias relativos à habilitação para o
casamento serão decididos pelo juiz de paz.

R: Errado. Serão decididas pelo Juiz competente em matéria Registro Civil.


(Art. 64, p. único, CODJERJ)

27. Compete ao Órgão Especial a regulamentação e funcionamento da


justiça de paz do RJ.

R: Errado. Compete ao Conselho da Magistratura. (Art. 65, CODJERJ).


28. Por motivo de ordem pública, o Presidente do Tribunal de Justiça
poderá decretar o fechamento de fórum ou de qualquer dependência do
serviço judiciário, bem como encerrar o expediente respectivo antes da
hora legal.

R: Certo. (Art. 67, CODJERJ).

29. Quem concede férias e licenças para os servidores lotados no 1° grau de


jurisdição?

R: Corregedor-Geral de Justiça. (Art. 22, IX, CODJERJ).

30. Aplicar penas de advertência, repreensão, multa e suspensão aos


servidores lotados no primeiro grau de jurisdição e julgar os recursos das
decisões dos chefes de serventias e dos Juízes de Direito incumbe a quem?

R: Corregedor-Geral de Justiça (Art. 22, XII, CODJERJ).

Regimento Interno
31. O julgamento de mandados de segurança e habeas data, quando
impetrados contra atos do Corregedor-Geral da Justiça compete a quem ?

R: Órgão Especial (Art.3, I, e, Reg. Int)


32. Os conflitos de competência entre órgãos de segunda instância compete
ao Conselho da Magistratura ?

R: Errado. Compete ao Órgão Especial. (Art. 3, I, f).

33. O Órgão Especial é competente para julgar os membros do Ministério


Público nos crimes de responsabilidade?

R: Sim. (Art.3, I, c).

34. O Tribunal Pleno é competente para processar e julgar os embargos aos


acórdãos do Órgão Especial ?

R: Errado. O Órgão Especial processa e julga os embargos propostos contra


seus próprios acórdãos. (Art. 3, I, i)

35. Os recursos contra decisões do Conselho da Magistratura compete ao


próprio Conselho julgar ?

R: Errado. Compete ao Órgão Especial. (Art. 3, II, e).

36. Cabe ao Conselho da Magistratura se manifestar nas promoções,


remoções e permutas de juízes ?

R: Certo. (Art. 9, IX)


37. Quem regulamenta os concursos para provimento de servidores
técnicos e analistas do TJ/RJ ?

R: Conselho da Magistratura. (Art.9, XIV).

38. Compete ao Órgão Especial conceder licença aos juízes de primeiro


grau?

R: Errado. O Órgão Especial concede férias e licença aos


Desembargadores. (Art. 9, XXI).

39. Dar posse ao Desembargador incumbe ao Órgão Especial?

R: Certo. (Art. 3, IX).

40. O Conselho da Magistratura pode determinar por maioria simples o


afastamento do cargo de magistrado contra quem se haja recebido denúncia
ou queixa sem prejuízo das vantagens ?

R: Errado. A maioria é absoluta e quem pode determinar é o Órgão


Especial. (Art. 3, XVI)

41. A Secretaria do Conselho da Magistratura funcionará como Secretaria


do Tribunal Pleno, sempre que se reunir, em sessão ordinária ou
extraordinária ?

R: Errado. Quem irá funcionar como Secretaria do Tribunal Pleno nessa


hipótese é a Secretária do Órgão Especial. (Art. 4)
42. Incumbe ao Órgão Especial organizar, anualmente, a lista de
antiguidade dos Magistrados ?

R: Errado. Incumbe ao Conselho da Magistratura. (Art. 9, VIII).

43. Dar posse ao Corregedor-Geral da Justiça e Diretor da Escola da


Magistratura compete ao Órgão Especial.

R: Errado. Compete ao Tribunal Pleno. (Art. 2)

44. Quantos Desembargadores compõe o Tribunal Pleno ?

R: 180. (Art. 2)

45. Compete ao Órgão Especial processar e julgar ações relativas aos


dissídios coletivos e estado de greve ?

R: Certo. (Art. 3, I, o)

46. O processamento das arguições de impedimento e suspeições de juízes


de primeiro grau compete ao Órgão Especial?

R: Errado. O Órgão Especial processa as arguições de impedimento e


suspeição dos juízes de segundo grau. (Art. 3 , I, m).
47. Compete ao Órgão Especial processar e julgar os habeas corpus
quando o coator for Governador de Estado ?

R: Certo. (Art.3, I, d)

48. Compete ao Órgão Especial supervisionar e avaliar o primeiro biênio


dos juízes de primeiro grau, opinando sobre a aquisição ou não de
vitaliciedade ?

R: Errado. Compete ao Conselho da Magistratura exercer essa fiscalização,


e o incumbe ao Órgão Especial decidir sobre o vitaliciamento ou não do
magistrado. (Art. 9, XXIII).

49. Compete ao Conselho da Magistratura instaurar processo disciplinar


contra magistrados de primeiro grau ?

R: Certo. (Art. 9, XVI).

50. Compete ao Órgão Especial declarar pelo voto da maioria absoluta de


seus membros, a inconstitucionalidade de lei ou ato do Poder Público ?

R: Certo (Art. 3, IV).

Você também pode gostar