Você está na página 1de 23

DISCIPLINA:

ICI 114 – DOCUMENTAÇÃO II

Raquel do Rosário Santos


Apresentação de citações em
documentos - NBR 10520
• A citação é a menção, no texto, de uma informação
extraída de uma outra fonte escrita ou oral.

• Exemplo do caso de citação de fonte oral:


- No texto:
Nononononononononononononononononono
nononononononononononononono.
(Informação verbal).3
- No rodapé:
______________________
3 Informação verbal obtida através da palestra “nononononononono”, proferida por
Nononononononon, no dia 18 de nov. de 2009, durante o Seminário Interno de Pesquisa
da UFBA, no Salão Nobre da Reitoria.
Apresentação de citações em
documentos - NBR 10520
• OBJETIVO: esclarecer, reforçar, comprovar dados, confrontar pontos
de vista, auxiliar na fundamentação do assunto em discussão.
• TIPOS:
- CITAÇÃO DIRETA (ou citação textual)
• Reproduz fielmente as próprias palavras do texto citado, colocando-
as entre aspas.

- CITAÇÃO INDIRETA (ou citação livre)


• Reproduz as ideias e informações do documento, sem transcrever as
próprias palavras do seu autor.

- CITAÇÃO DE CITAÇÃO
• Reproduz as palavras ou as ideias de um texto através de uma fonte
intermediária. (ao citar um texto não lido, citado por uma fonte lida)
SISTEMAS DE CHAMADA

• No texto, as fontes das quais foram retiradas as citações


devem ser indicadas por um sistema de chamada que pode
ser numérico ou autor-data.

• Aquele que for adotado deverá ser mantido por todo o


trabalho.
SISTEMAS DE CHAMADA
• SISTEMA NUMÉRICO
• No sistema numérico a identificação da fonte da qual foi extraída
a citação é feita através de algarismos arábicos, inseridos no final
da citação, correspondendo ao respectivo item na lista de
referências.
• Não deve ser utilizado quando são utilizadas notas de rodapé.

• no texto:
Deve-se destacar que “[...] o trabalho é o ponto onde o animalesco se
transforma no humano, e, portanto, o ponto de nascimento do homem.”10

• na lista de referência:

• 10 KOSÍK, Karel. Dialética do concreto. Tradução de Célia Neves e


Alderico Toribio. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976. 248p.
SISTEMAS DE CHAMADA
SISTEMA AUTOR-DATA
• No sistema de chamada autor-data a indicação da fonte citada é
feita, entre parênteses, no interior do próprio texto.

“Não há cultura sem cérebro humano [...], mas não há


mente [...], isto é, capacidade de consciência e pensamento,
sem cultura.” (MORIN, 2000, p. 52).

• Quando o nome do autor estiver incorporado ao seu texto,


menciona-se entre parênteses apenas a data e a página. Neste
caso, somente a primeira letra do nome é maiúscula.

ex.: Conforme Marques (1997, p.13) “[...] escrever é [...] iniciar


uma conversa com interlocutores invisíveis, imprevisíveis, virtuais
apenas [...]”
SISTEMAS DE CHAMADA
• Quando ocorrer coincidências entre autores com o mesmo
sobrenome e data de publicação, acrescentam-se as
primeiras letras dos prenomes.

ex.: (PRADO, C., 1998, p. 35)


(PRADO, H., 1998, p. 65)

• Quando ocorrer coincidências entre autores, datas e


também entre as iniciais, coloca-se o prenome completo.

Ex.: (SCHULTZ, Daniel, 1999, p. 73)


(SCHULTZ, David, 1999, p. 98)
SISTEMAS DE CHAMADA
• Quando vários documentos de um mesmo autor são citados,
com datas de publicação coincidentes, devem ser
acrescentadas letras minúsculas após a data, sem
espacejamento, tanto no texto quanto na lista de
referências.

ex.: (BAKHTIN, 1997a, p.122)


(BAKHTIN, 1997b, p.78)
SISTEMAS DE CHAMADA
• Em citações livres de vários trabalhos de diferentes autores
sobre uma mesma ideia, faz-se a indicação das fontes
separando-as por ponto e vírgula.

• ex.: (METZ, 1986; PAIVA, 1992; TELLES, 2001)

• Vários trabalhos de um mesmo autor

• ex.: (MORIN, 1998, 1999, 2000)


NOTAS DE RODAPÉ

• Pode-se indicar as fontes citadas em notas de rodapé através


de algarismos arábicos.

• Esse tipo de nota é utilizada para livro, haja vista os


trabalhos de conclusão de curso devem ter listas de
referência

• Na primeira citação deve-se indicar a fonte em rodapé


através da sua referência completa e nas citações
subsequentes abrevia-se a indicação da fonte através da
adoção de expressões latinas.
NOTAS DE RODAPÉ
• Na indicação da fonte citada no sistema autor-data é
autorizado o uso da expressão apud.
- apud = citado por, conforme, segundo
Sistema autor-data:
• “Nossos conhecimentos são apenas aproximação da
plenitude da realidade [...]” (LUKÁCS, 1987 apud MINAYO,
2000, p. 228).
Indicação no rodapé:
• 1 POPPER, Karl. Conjectures and refutations. London:
Routledge, 1969. Apud ECO, Umberto. Kant e o ornitorrinco.
Rio de Janeiro: Record, 1998. 431p. p. 379.
Sistema numérico:
na lista de referências:
• 5 LUKÁCS, G. Existencialismo ou marxismo? São Paulo:
Senzala, 1967. Apud MINAYO, 2000.
Demais expressões utilizadas apenas
em Notas
- ibidem ou ibid. = na mesma obra imediatamente
anterior
1 HAGUETTE, Teresa M. F. Metodologias qualitativas
na sociologia. Petrópolis: Vozes, 1967. 224p., p.35.
2 Ibid., p.70.

- idem ou id. = igual ao anterior (do mesmo autor,


imediatamente anterior, mas de obra diferente)
1 MATURANA, Humberto. A ontologia da realidade.
Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001. p.180.
2 Id. Biologia da cognição. São Paulo: Psy II, 1993.
p.98.
NOTAS DE RODAPÉ
opus citatum ou op. cit. = obra citada na mesma página,
mas intercalada por outra(s) citação(ões).

3 VIRILIO, Paul. O espaço crítico. Rio de Janeiro: Editora34, 1993,


p.91.
4 CHARTIER, Roger. Os desenhos da escrita. São Paulo: Editora
UNESp, 2002, p.115.
5 MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o

pensamento. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000, p. 89.


6 VIRILIO, op. cit., p. 195.
NOTAS DE RODAPÉ
- passim = aqui e ali, em vários trechos da obra o autor aborda um
determinado aspecto do seu problema de pesquisa.
7DEBRAY, Régis. Transmitir: o segredo e a força das ideias. Petrópolis:
Vozes, 2000. passim.
7DEBRAY, Régis. Transmitir: o segredo e a força das ideias. Petrópolis:
Vozes, 2000. p. 77 - 110 passim.

- sequentia ou et seq. = seguinte ou que se segue. (usada quando não é


possível indicar todas as páginas)
Indica-se a primeira página, na qual o autor começou a abordar o tema,
seguida da expressão et seq.
8 DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 3. ed. Campinas: Autores

Associados, 1998, p. 49 et seq.


NOTAS DE RODAPÉ
- loc. cit. = no lugar citado (usada para indicar a mesma página
já citada de uma obra)
9 HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos

filosóficos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990, p.135.


10 HABERMAS, loc. cit.

ou
9 HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos

filosóficos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990, p.135.


10 Loc. cit.
NOTAS DE RODAPÉ
As expressões a seguir já não são utilizadas para indicar as fontes
citadas e sim para trazer outros tipos de informações a respeito da
citação e, portanto, podem ser utilizadas em qualquer tipo de
sistema de chamada (numérico e autor data) ou quando trazemos as
referências em rodapé.

sic = assim mesmo, tal qual


(usada no caso da transcrição de palavras que
apresentam erros, alertando o leitor de que estava
registrado da mesma forma no original).

ex.:
“[...] a interdiciplinaridade [sic] demanda uma atitude
aberta às diversas áreas do conhecimento, admitindo-se
a complexidade dos fenômenos.” (SALTER, 1998, p.154).
Outras expressões latinas empregadas no texto

• Expressões latinas empregadas no texto sem vinculação


direta com a indicação das fontes citadas

circa ou ca. = aproximadamente (usada para indicar que a data


da publicação é aproximada)

ex.: (BORGES, ca. 1970, p.21).

- et alii ou et al. = e outros (usada na referência para indicar


que a fonte foi produzida por mais de três autores)
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA
• Indicar as supressões, interpolações, comentários, ênfases
ou destaques no interior da citação da seguinte forma:

- supressões e interpolações: “[...] nonono [...] nonono [...]”

- comentários: “Ele [o aluno] costuma sempre buscar


esclarecimentos fora do ambiente da aula.”
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA

- texto citado traduzido pelo autor:

“A modernidade teve uma concepção ingênua do processo


cognitivo em geral e da percepção [...]” (NAJMANOVICH, 2001,
p. 84, tradução nossa).

ou

“A modernidade teve uma concepção ingênua do processo


cognitivo em geral e da percepção [...]” (NAJMANOVICH, 2001,
p. 84, tradução livre).

OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA
- ênfase ou destaque com grifo, negrito ou itálico.

quando o grifo já existia no texto original


(KANT, 1978, p.215, grifo do autor).

caso o grifo tenha sido colocado por quem citou


(KANT, 1988, p. 96, grifo nosso).
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA
Quando a citação direta ocupar até três linhas
fica inserida no parágrafo do próprio texto entre aspas.

Quando a citação direta tiver mais de três linhas


deve estar em parágrafo distinto, sem aspas,
a 4cm (margem esquerda).

As entrelinhas, dentro da citação longa,


devem ser colocadas em espaço simples (espaço 1)
e a fonte reduzida (sugestão: tamanho 10).
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA

Texto Nonononononononononononononono
nononononononononononononononononon
nono. Conforme Bosi (2001, p. 25),

citação [...] nonononononononononononono


+3linhas nonononononononononononononon
nonononononononononononononon
nonononononononononononononon
nonononononononononononononon
nonononononononononononon [...]

Texto nononononononononononononononononno
nononononononononononononononno.
OUTRAS INFORMAÇÕES SOBRE CITAÇÃO DA
LITERATURA

• Quando na citação direta há algum trecho do texto original


entre aspas, estas devem ser substituídas por aspas simples.

ex.:
Conforme Eco (1998, p. 111), “Quando a tradição
fenomenológica fala de ‘significado perceptivo’ compreende
algo que [...] precede a constituição do significado [...]”