Você está na página 1de 8

Cidadania e Direitos Humanos

Painel

Meus cursos

Cidadania e Direitos Humanos

Módulo 1 - Direitos Humanos

Exercício Avaliativo 1

Iniciado em sexta, 30 abr 2021, 21:18

Estado Finalizada

Concluída em sexta, 30 abr 2021, 21:22

Tempo empregado 3 minutos 50 segundos

Avaliar 20,00 de um máximo de 20,00(100%)

Questão 1

Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Não marcadaMarcar questão

Texto da questão

A criação do Conselho de Direitos Humanos abriu espaço para uma abordagem mais focada em
termos temáticos e de tratamento específico de situações delicadas. Para o Brasil, o apoio a este
tipo de inovação veio acompanhado por maior engajamento no Sistema ONU e pela necessidade de
definições mais precisas de suas posições em contextos de violação de DDHH. Ampliou-se ao mesmo
tempo a necessidade de diálogo entre o Itamaraty, a Secretária de Direitos Humanos e as
organizações não governamentais (ONGs) brasileiras, muitas das quais se destacam por suas conexões
com redes globais. Este tipo de vinculação se tornou propício para expandir e diversificar a atuação
brasileira neste campo, como se observou na sua presença na criação da Comissão de Observação na
Síria. Vale ainda mencionar que, neste contexto, o posicionamento do Brasil na agenda global de
direitos humanos tornou-se no país um tema de crescente preocupação para as organizações civis e a
comunidade epistêmica local.

(HIRST, Monica. O Brasil emergente e os desafios da governança global: a paz liberal em questão. Brasília;
Rio de Janeiro: IPEA, 2014, p.26-27. Texto para discussão n. 1986)
GLOSSÁRIO

CONSELHO DE DIREITOS HUMANOS:

Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, criado em 2006.

DDHH:

Sigla para “direitos humanos”

ITAMARATY:

Expressão usada para representar o Ministério das Relações Exteriores, sediado no Palácio do Itamaraty.

ONU:

Sigla para “Organização das Nações Unidas”

Por que, no tema de direitos humanos, é importante que o Ministério das Relações Exteriores dialogue
também com organizações não governamentais?

Escolha uma opção:


a. porque as ONGs integram o Conselho de Direitos Humanos da ONU

b. porque as ONGs assinaram a Declaração Universal dos Direitos Humanos

c. porque proteger os direitos humanos é dever de todo mundo. Correto! Não é uma responsabilidade
só dos governos.

d. porque as ONGs podem denunciar o país na Corte Interamericana de Direitos Humanos

e. porque os direitos humanos valem apenas para as ONGs

Feedback

Sua resposta está correta.

Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.

Questão 2

Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Não marcadaMarcar questão

Texto da questão

(ANASTASIA, Fátima; OLIVEIRA, Luciana Las Casas. Instituições políticas, capacidades estatais e
cooperação internacional: África do Sul, Brasil e China. Brasília; Rio de Janeiro: IPEA, 2015, p.64. Texto
para discussão n. 2118)
Com base no que estudamos, por que a cooperação internacional em direitos humanos é tão
importante?

Escolha uma opção:

a. porque a promoção dos direitos humanos é responsabilidade de todos os países. Muito bem! Por isso
é importante agir de forma coordenada.

b. porque não há um organismo internacional preocupado com o tema.

c. porque cada país só é responsável pelos seus cidadãos e cidadãs.

d. porque os governos nacionais não possuem responsabilidade sobre o tema.

e. porque é importante regular a compra e venda de direitos humanos no âmbito internacional.

Feedback

Sua resposta está correta.

Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.

Questão 3

Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Não marcadaMarcar questão

Texto da questão

Atribuiu-se uma dimensão política ao problema da opressão feminina, da forma como propunha o
feminismo nos anos 1960 e 1970: “o pessoal é político”. Este foi um dos slogans mais importantes do
movimento de mulheres na segunda metade do século passado, por representar a relativização do
caráter privado da sexualidade.

A partir de então, diversos tratados e convenções passaram a ser aprovados pelas entidades
internacionais de direitos, o que se deu no processo de internacionalização dos direitos humanos.
A ratificação dessas novas normas pelos Estados e a caracterização da violência contra as mulheres
como violação dos direitos humanos permitiram que esses direitos fossem definidos como universais e,
logo, exigíveis tanto na arena internacional, como no contexto interno dos países. Assim, os Estados
nacionais passaram a poder ser responsabilizados por ações e omissões de desrespeito aos direitos
humanos das mulheres.

(MARTINS, Ana Paula Antunes; CERQUEIRA, Daniel; MATOS, Mariana Vieira Martins. A institucionalização
das políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres no Brasil: versão preliminar.
Brasília: IPEA, 2015. Nota técnica DIEST n. 13)

Com base no que vimos, se a violência contra as mulheres é considerada uma violação de direitos
humanos, quem deve ser responsável por evitá-la?

Escolha uma opção:

a. a polícia, apenas.

b. o governo , apenas.

c. a Organização das Nações Unidas, apenas.

d. a família, apenas.

e. quaisquer das instâncias acima. Muito bem! Direitos humanos são responsabilidade de todos e todas.

Feedback

Sua resposta está correta.

Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.


Questão 4

Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Não marcadaMarcar questão

Texto da questão

As liberdades humanas têm a propriedade de poderem se entrelaçar, formando espécies de cadeias


causais, passíveis de registro empírico. Por um lado, a possibilidade de se interconectarem,
complementarem-se mutuamente e se autorreforçarem faz com que as liberdades possam atuar em
verdadeiros círculos virtuosos. Por exemplo, um indivíduo que tenha atingido um excelente estado
educacional tem mais probabilidade de cuidar melhor de sua saúde e, por conseguinte, de atingir
igualmente um excelente padrão de saúde. Por outro, a falta de certas liberdades pode ocasionar um
círculo vicioso de privações de liberdades. Por exemplo, uma pessoa por longo tempo sem ocupação
pode perder também parte de seus vínculos sociais e de sua qualificação para novos trabalhos, o que
tende a agravar o seu estado de desocupação. Ora, em razão dos encadeamentos das liberdades
humanas, como os exemplificados, as instituições e as políticas públicas responsáveis pela defesa e pelo
fomento destas liberdades – inclusive instituições e políticas de desenvolvimento e de direitos humanos
– devem articular-se mutuamente, trabalhando de modo harmônico.

(PINHEIRO, Maurício Mota Saboya; SANTOS, Alexandre Hamilton Oliveira. Políticas públicas em direitos
humanos e desenvolvimento no Brasil. Boletim de análise político-institucional, n.5, IPEA, Brasília-DF,
maio 2014, p.77-81.)

De acordo com o que vimos, esse trecho está mais relacionado com qual característica dos direitos
humanos?

Escolha uma opção:

a. Universalidade

b. Indivisibilidade Muito bem! Se são direitos integrados, devem ser tratados de forma integrada
c. Vedação ao retrocesso

d. Historicidade

e. Opcionalidade

Feedback

Sua resposta está correta.

Se interessou pelo texto? Pode ler depois a versão integral aqui.

Questão 5

Correto

Atingiu 4,00 de 4,00

Não marcadaMarcar questão

Texto da questão

(IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. SIPS – Sistema de indicadores de percepção social:
tolerância social à violência contra as mulheres. Versão corrigida com errata de 4 abr. 2014. Brasília; Rio
de Janeiro: IPEA, 2014, p.23.)

Com base nessa pesquisa, como se caracteriza uma cultura de discriminação (não de direitos humanos)?
Escolha uma opção:

a. quando homens e mulheres têm direitos iguais.

b. quando seu direito não depende da roupa que está usando.

c. quando uma espécie se afirma como superior a outra.

d. quando o grupo discriminado recebe a culpa pela própria violência que sofre. Muito bem! Como
vimos, esse é um argumento muito usado para justificar atos de discriminação.

e. quando as mulheres não aprendem como se comportar em público.

Feedback

Sua resposta está correta.

Se interessou pelo texto? Pode ler a versão integral aqui.

Terminar revisão