Você está na página 1de 52

ANTROPOLOGIA DA

ALIMENTAÇÃO
Prof.(a) Ms.(a). Jaqueline Nascimento Moreira
E-mail: jaquemoreira@unar.edu.br

ARARAS/SP
AGOSTO/2020
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

“COMER: nada mais vital, nada tão íntimo (...). Alimentação é o


domínio do apetite e do desejo, do prazer, mas também da
desconfiança, da incerteza e da ansiedade.” Fischler, citado por
Maciel (2001)
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑DEFINIÇÃO:

✓ A antropologia é a ciência que tem como objeto o estudo sobre o ser humano e a
humanidade.

✓ Já antropologia da alimentação é uma área de pesquisa dentro da antropologia


que estuda alimentação.

✓ A alimentação só passou a ser tema da pesquisa das ciências sociais a partir do


século passado.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑ CLÁSSICOS DA ANTROPOLOGIA:

▪ Destaca-se Claude Lévi-Strauss que, em "O Cru e o Cozido",


fundamentou as pesquisas sobre o simbolismo do processo
de cozimento como manifestação arquetípica da passagem
da natureza para a cultura.

▪ Na América Latina, destacam-se os estudos de história da


alimentação mexicana e argentina
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑ CLÁSSICOS DA ANTROPOLOGIA:

▪ No Brasil, destacam-se os cientistas:

✓ Luís Câmara Cascudo e seus estudos inaugurais sobre pratos típicos


brasileiros e;

✓ Gilberto Freire e seus estudos sobre o açúcar na culinária e na economia


nacionais.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑ CLÁSSICOS DA ANTROPOLOGIA:

▪ Antropologia da alimentação inclui os seguintes temas principais:

✓ SIMBOLISMO DA ALIMENTAÇÃO: Comidas sagradas, tabus religiosos


envolvidos na alimentação, comidas e cultura popular, mitos alimentares;

✓ ALIMENTAÇÃO E PROCESSOS DE INTERAÇÃO SOCIAL: Hábitos alimentares


e classes sociais, transformações da alimentação e modernidade, alimentação e
etnicidade;
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑ CLÁSSICOS DA ANTROPOLOGIA:

▪ Antropologia da alimentação inclui os seguintes temas principais:

✓ ALIMENTAÇÃO E SAÚDE FÍSICA: Dieta e exercícios, engenharia nutricional,


transgênicos e seu impacto na alimentação hodierna.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ A alimentação está diretamente ligada à humanidade desde a pré-


história (Surgimento do homem até 4000 a.C);
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA SOCIEDADE PRIMITIVA

✓ Sobreviviam da caça, pesca e colheita natural, ou seja, do que pescavam,


caçavam e das raízes e frutos que colhiam naturalmente.

✓ Este representa um nível de subsistência dependente do que a natureza oferece,


e é capaz de sustentar somente uma sociedade bem pequena.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE ANTIGA (4000 a.C até 476 d.C)

✓ Surgem as primeiras civilizações: Egito, Palestina, Mesopotâmia, Irã e Fenícia.


✓ Abrange, também, as chamadas civilizações clássicas: Os gregos e os romanos.
✓ Comércio envolvendo plantas comestíveis, azeite de oliva e importação de
especiarias no Extremo Oriente em 1000 a.C.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE ANTIGA (4000 a.C até 476 d.C)

✓ Grécia: Comiam pão, frutas, verduras, vagens e pescados, e temperavam os


alimentos basicamente com azeite. O vinho era a bebida mais consumida e
raramente se comia carne. Como não conheciam o açúcar, os gregos adoçavam
sua comida com mel.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE ANTIGA (4000 a.C até 476 d.C)

✓ Roma: Gostavam de alho, cebola, nabo, figo, romãs, laranjas, peras, maçãs e uvas.
O prato típico era mingau de água com cevada. Uma versão mais sofisticada levava
vinho e miolos de animais. Somente ricos comiam carne, geralmente carneiro, burro,
porco, ganso, pato ou pombo.

“Dize-me o que comes e te direi quem és”


O tipo de alimentação situava cada um na
sociedade.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE MÉDIA (476 d.C até 1453)

✓ Modo de produção feudal em algumas regiões da Europa;


✓ Disseminação do uso de diferentes tipos de alimentos entre os continentes
(mudanças de hábito alimentar no continente europeu):
• Séculos XV e XVI: Portugal, Espanha e Veneza financiavam viagens marítimas
visando descobrir centros produtores de esperciarias;
• Descoberta de novos alimentos e especiarias (domínio econômico dos países);
• O alimento era um importante indicador do “estatus” social.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA (1453 - 1789)

✓ Expedições Portugueses e Espanholas: descoberta de novos continentes;


✓ Movimento do Renascimento (Mudança no modo de se alimentar);

o Descoberta oficial da América:

• Vários produtos foram levados do Brasil para a Ásia: milho, agrião, mandioca,
batata doce, repolho, pimentão, abacaxi, goiaba, caju, caju, maracujá, mamão e
tabaco.
• Da Ásia vieram cana-de-açúcar, arroz, laranja, manga, tangerina, chás;
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO NA IDADE MODERNA (1453 - 1789)

o Descoberta oficial da América:

• Para os europeus a América mandou batata, feijão, abóbora, amendoim,


pimentão, cacau, baunilha e abacate.
• A Europa, por sua vez, forneceu para a América o gado bovino e ovino, para
iniciar a pecuária e sustentar uma população em crescimento.

Esse intercâmbio de produtos alimentícios provocou uma verdadeira


mudança nos hábitos alimentares na Europa e América.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO: IDADE CONTEMPORÂNEA (1789 aos dias atuais)

✓ Renovação de técnicas agrícolas e industriais;


✓ Descobertas sobre fermentação;
• Produção do vinho, da cerveja e do queijo em escala industrial e o beneficiamento
do leite;
• Avanços na genética permitiram sua aplicação no cultivo de plantas e criação de
animais;
• Mecanização agrícola;
• Desenvolvimento dos processos técnicos para conservação de alimentos.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIA DA CULTURA NA ALIMENTAÇÃO

✓ A ligação entre a alimentação e a religião está presente na Bíblia e começa pela


história de Adão e Eva.

✓ A religião dos israelitas permitia o consumo de gafanhotos e estes ainda são


saboreados em toda a África do Norte.

✓ Um prato de gafanhotos assados, bem como larvas, ratos e lagartos, vale para a
população tanto quanto uma salada de camarões para um ocidental.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIA DA CULTURA NA ALIMENTAÇÃO

✓ As religiões africanas proíbem o consumo de certos alimentos, mas também torna


outros sagrados. Assim, nenhum orixá pode existir sem suas comidas privativas, a
exemplo de Ogun com a galinha d’angola.

✓ Há mais de 2000 anos o pão se tornou o alimento típico dos mais diferentes
povos. Significa o sustento, alimentação cotidiana, clássica. Pão de cada dia.
Ganhar o pão com o suor do rosto. “Eu sou o pão da vida” declarava Jesus Cristo.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIA DA CULTURA NA ALIMENTAÇÃO

✓ A carne de porco foi proibida por muitos líderes religiosos e era abominada no
Egito.

✓ Já o africano adorava o porco assado como refeição tanto quanto o romano, que
o indicava para fortalecer os atletas.

✓ Os hindus não comem carne de gado porque acreditam que ela é sagrada. Muitos
deles morrem de fome, mas respeitam esses animais, que pastam e dormem no
meio das ruas.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

❑ A CULTURA ALIMENTAR BRASILEIRA:

✓ A cultura alimentar brasileira traz em si um “mix” de diferentes culturas em sua formação,


tais como a africana, a portuguesa, a europeia e a indígena.

✓ Mas há variações, desde os ingredientes a nomes e combinações.

✓ Por exemplo: No caso do cozido, que em Portugal é riquíssimo em derivados de porco e,


no Brasil, farto em legumes e carne de vaca.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


ÍNDIGENEA

✓ O primeiro depoimento sobre a alimentação indígena é a carta de Pero Vaz de


Caminha, deram-lhes ali de comer: pão e peixe cozido, mel. Não quiseram comer
quase nada daquilo; se alguma coisa provaram, logo a lançavam fora”.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


ÍNDIGENEA

✓ Os índios viviam às custas da natureza, comiam plantas, animais da terra, do mar


ou dos rios.

✓ A alimentação vegetariana teve, um enorme papel e foi da coleta de frutos que


alguns índios, passaram à arboricultura e, mais tarde, a uma agricultura
rudimentar.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


ÍNDIGENEA

✓ Mas os índios não viviam apenas de vegetal. A caça e a pesca eram importantes
atividades de subsistência.

✓ O índio não conhecia a cana de açúcar, que só veio com a colonização, mas
usava o mel de abelhas, que existia em abundância em nossas matas.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


ÍNDIGENEA

✓ O sal era retirado da vegetação e não da água do mar. Os índios queimavam os


troncos das palmeiras até se transformarem em cinzas, que eram fervidas para
obter o sal.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


ÍNDIGENEA

✓ Os alimentos mais importantes para os índios eram raízes, folhas, legumes e


frutos.

✓ São citados o abacaxi, jabuticaba, caju, cajá, araçá, goiaba, maracujá, mamão,
laranja, limão, castanhas, milho, mandioca, cará, favas, amendoim. Alimentos
consumidos em nosso pais até a atual data.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ EXEMPLOS DA CONTRIBUIÇÃO ÍNDIGENEA

✓ A contribuição dos costumes indígenas na alimentação atual é, sem dúvida,


imensa. Citamos alguns exemplos:

▪ O uso da polpa do buriti no preparo de refrescos e outros alimentos.


▪ O uso da mandioca e do refresco de guaraná
▪ A paçoca, alimento preparado com carne assada e farinha de mandioca
esmagados numa espécie de pilão.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ EXEMPLOS DA CONTRIBUIÇÃO ÍNDIGENEA

✓ O caruru, um prato à base de vegetais como o quiabo, mostarda ou taioba, que


acompanha os mais diferentes tipos de carne, como peixe, cozidos, charque,
galinha, siri etc.

✓ Mingau, pirão, beiju, pimenta (amarela e vermelha), chimarrão.


ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ Dá para imaginar um Brasil sem mangueira, sem jaqueira, sem fruta-do-conde?


Os portugueses é que trouxeram esses produtos para plantar.

✓ Quem primeiro comeu comida brasileira foram os tripulantes da frota de Pedro


Álvares Cabral. Eles comeram produtos como palmito, inhame e camarão. Apesar
de se adaptarem ao hábitos indígenas os portugueses trouxeram o gado, cereais,
trigo, aves, couve, alface, pepino, abóbora, lentilha etc.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ As primeiras hortas lusitanas foram plantadas pelos portugueses em terras


indígenas cultivando o alho, cebola, cominho, coentro e gengibre.

✓ O sarapatel, alimento preparado com sangue e vísceras de porco e carneiro, o


português aprendeu na Índia e trouxe para o Brasil.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ A panelada e a buchada, preparadas com vísceras assadas em grelhas, devido a


isso os indígenas que nem conheciam o consumo de carne bovina começaram a
ingeri-la.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ O português também trouxe as festas tradicionais – Páscoa, São João, Natal, com
seus cantos, danças e comidas típicas.

✓ Trouxe o pão, feito com quase todos os cereais: cevada, centeio, aveia e
principalmente trigo.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ Vieram ainda com os portugueses, novas frutas: uva, figo, maçã, marmelo,
pêssego, romã, cidra, tâmaras, melão, melancia. Foi o português que plantou o
coqueiro, semeou o arroz, trouxe o pepino, a mostarda e diversos condimentos e
ervas.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ Introduziram hábitos que valorizaram o uso do sal e revelaram o açúcar aos


africanos e índios do Brasil. A partir daí, nossa cozinha adotou os doces de ovos e
das mais diversas frutas. Surgiram a goiabada, a marmelada, a cajuada.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ A impressão popular instintiva reconheceu o poder maléfico do sal. Demoraram a


tolerar o presunto, o chouriço e as salsichas com sal e pimenta. O açúcar foi
imediatamente conquistado. Comia-se até farinha de mandioca com açúcar
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


PORTUGUESA

✓ Os nativos e os africanos não usavam óleos vegetais e muito menos gorduras


animais para preparar os alimentos. Não conheciam a fritura. Outra revelação
portuguesa. Com a indústria do açúcar, surgiu a fabricação do álcool, ou melhor,
da cachaça, conquistando indígenas e africanos.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

✓ Da África vieram a manga, a jaca, o arroz, a cana de açúcar.

✓ Em troca, os africanos levaram mandioca, caju, abacaxis, mamão, abacate,


batatas, cajá, goiaba e araçá. O coqueiro e o leite de coco, aparentemente tão
brasileiros, também vieram do continente africano, bem como o azeite de dendê.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

✓ A palmeira foi cultivada em Salvador onde tinha maior concentração dos negros, o
azeite-de-dendê acompanhou o negro, seja nas frituras de peixe, ensopados, ou
nos refogados.

✓ A população negra plantou quiabo, inhame, erva-doce, gengibre, açafrão,


gergelim, amendoim, melancia, e até a pimenta chamada de malagueta.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

✓ O escravo dos engenhos de açúcar se alimentava de mel com farinha, bebiam


caldo de cana, cachaça, mel com água, sucos e café. EXEMPLOS DE PRATOS
BRASILEIROS DE ORIGEM AFRICANA:

• Abará ou abalá: bolo de feijão fradinho cozido com sal, pimenta, azeite de dendê
e camarão seco. É enrolado em folhas de bananeira e cozido no vapor.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

• Aberém: massa de milho cozida em banho-maria, sem levar tempero. Acompanha


vatapá, caruru.

• Acarajé: massa de feijão fradinho, com condimentos. Forma uma espécie de


bolinho e é frito no azeite de dendê. Serve-se com camarão, pimenta etc.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

• Bobó: massa que pode ser de feijão mulatinho, inhame, aipim. É cozida e
temperada com azeite de dendê, camarão e condimentos.

• Cuscuz: massa de milho pilada, cozida e umedecida com leite de coco.


ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA

• Quibebe: sopa de abóbora com leite de vaca ou coco. Há variações com carne
seca, toucinho, quiabo, maxixe etc.

• Vatapá: um tipo de caldo grosso feito de pão dormido, farinha de trigo e


camarões, servido com peixe, bacalhau ou galinha, acrescido de pimenta, azeite
de dendê, leite de coco e condimentos.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ INFLUÊNCIAS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – CONTRIBUIÇÃO


AFRICANA
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – PECULIARIDADES REGIONAIS

• Mistura de hábitos de várias regiões do mundo;


• Muda significativamente de acordo com a região;
• Porém, existem alimentos comuns em todo país.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – PECULIARIDADES REGIONAIS


• Norte:
✓ Milho, Angu, Fubá, Canjica, Cuscuz;
✓ Carne de porco e peixes.

• Nordeste:
✓ Mandioca;
✓ Peixe: Moqueca;
✓ Pirão;
✓ Tapioca/Mingau
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA – PECULIARIDADES REGIONAIS

• Centro - Oeste:
✓ À base de peixes (de água doce);
✓ Carne de porco;
✓ Charque (feijão tropeiro e arroz de carreteiro).

• Sudeste e Sul:
✓ Salada com folhosos;
✓ Assados;
✓ Chimarrão.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ AS INFLUÊNCIAS ATUAIS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

✓ A orientação e educação alimentar, através dos modernos meios de comunicação,


aliadas à preservação dos bons hábitos alimentares e de salários compatíveis
com o direito de alimentar, são fundamentais para se vence DIVERSOS NOMES
PARA UM MESMO ALIMENTO.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ AS INFLUÊNCIAS ATUAIS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

✓ O Brasil é um pais continental e a diferença de nomes e/ou nomenclaturas vai de


região para região, tem – se alguns exemplos:

• Abacaxi: ananás
• Abóbora: jirimum, jerimum, abóbora-amarela, abóbora-moranga, abóbora rainha,
abóbora-guiné, abóbora-turbante etc.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ AS INFLUÊNCIAS ATUAIS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

✓ Mandioca: aipim, macaxeira.


✓ Alho-porró: alho-macho.
✓ Amendoim: mandubi, mendobi, manduí.
✓ Banana da terra: banana-pacova.
✓ Batata inglesa: batatinha, etc
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ AS INFLUÊNCIAS ATUAIS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

✓ Nas últimas três décadas, ocorreram importantes mudanças nos hábitos


alimentares dos brasileiros: redução no consumo do arroz, feijão e farinha de
trigo;
✓ Maior consumo de carnes em geral, ovos, laticínios e açúcar;
✓ Substituição da gordura animal por óleos vegetais, manteiga por margarina e
aumento nos gastos com alimentos industrializados.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

▪ AS INFLUÊNCIAS ATUAIS NA ALIMENTAÇÃO BRASILEIRA

✓ Começam a surgir alternativas nas indústrias de alimentos e dos serviços de


alimentação, alimentos congelados e pré-cozidos, drive-thru, fast-food, delivery,
e self-service traduzem a importação do novo estilo do padrão alimentar
brasileiro.

✓ Neste sentido houve perdas importantes dos nossos hábitos alimentares


culturais devido à “globalização”.
ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO

DICA:

https://www.youtube.com/watch?v=gd
SBYMh5s_g