Você está na página 1de 4

Química Básica-PMA

Prof. Aline Nicolau

Soluções

Silva

Moura

Oliveira

Bismute

Porto Alegre

20 de Junho de 2015
1. Objetivos

Preparar soluções aquosas de diferentes sais e determinar as suas


concentrações em mol/L.

2. Parte Experimental

2.1 Materiais
-Iodeto de potássio (KI)
-Nitrato de chumbo (Pb (NO3)2)
-Água destilada

2.2 Vidrarias
- Balãovolumétrico de 50 mL
- Bastão de vidro
- Béquer de 50 mL
- Balão volumétrico
- Pipeta
- Funil analítico

2.3 Procedimentos

Diferentes quantidades de KI e NaCl foram pesadas em uma balança


analítica.Cada um dos sais foi transferido para um copo de béquer de 50 mL e
solubilizado com um pequeno volume de água destilada. Posteriormente, a
solução foi transferida para um balão volumétrico de 100 mL com o auxílio de
um funil analítico. O volume do balão volumétrico foi completado até a marca
com água destilada. A solução obtida foi homogeneizada e adequadamente
rotulada.

3. Resultados e Discussão

A molaridade é igual à razão entre o número de mols do soluto e o


volume, em litros, da solução [2]. Desta forma, a molaridade indica quantos
mols de soluto existem em cada litro de uma determinada solução. Para
calcular a molaridade foi utilizada a equação (1):
M=  (1)

onde M = molaridade; m= massa do soluto em gramas; Pm = massa molar do


soluto e V= volume da solução em litros.

A Tabela 1 apresenta as massas pesadas para cada um dos sais, assim


como as suas respectivas massas molares.

Tabela 1: Massa dos sais (em gramas)e massa molar (em g/mol)
Soluto Massa pesada (g) Massa molar
(g/mol)
KI 0,4140 166
Pb (NO3)2 0,827 331

Segue abaixo os cálculos da concentração, em mol/L, de cada um dos sais:

KI  M =    M=   M  0,04 mol. L-1

Pb(NO3)2 M =    M=   M  0,04 mol.L-1

Nas concentrações mostradas acima, as soluções não apresentaram


nenhum tipo de precipitado ou turvação, indicando que nessas contrações o
iodeto de potássio e o nitrato de chumbo são perfeitamente solúveis em água
(Fig. 1). Portanto, as soluções obtidas podem ser classificadas como
insaturadas [3].

Fig. 1: Solução de iodeto de potássio

4. Conclusão
A partir das massasdos sais iodeto de potássio e nitrato de chumbo,
pesadas com o auxílio de uma balança analítica, foram possíveis determinar
asconcentrações de soluções aquosas desses sais. Na concentração de 0,04
mol/L as soluções de iodeto de potássio e nitrato de chumbo parecem estar
abaixo do seu ponto de saturação. A prática mostrou que o preparo de
soluções requer o conhecimento de técnicas analíticas e de manipulação de
vidrarias.

5. Referências bibliográficas
1- Atkins, P.W.; Loretta, J. Princípios de química: questionando a vida
moderna e o meio ambiente. 5 a Edição. Porto Alegre: Bookmam, 2012.
380p

Observação: esta é uma referência de livro


SOBRENOME, PRENOME abreviado. Título: subtítulo (se houver).
Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da
obra. Nº de páginas ou volume. (Coleção ou série)

2- Chang, R. Química geral:  conceitos essenciais. 4a Edição. Porto Alegre:


Mc GrawHil, 2012. 270p

3- Luz, L.M. Soluções. Disponível em:


http://www.infoescola.com/quimica/solucoes/. Acesso em 15 de set.
2015.

Observação: esta é uma referência de página da internet

Você também pode gostar