Você está na página 1de 14

PRODUÇÃO TEXTUAL

INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL –PTI
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINARCSTemServiçosJurídicos Cartorários e Notariais
INDIVIDUAL – PTI
ADQUIRA ESTE TRABALHO CONOSCO –
TEMOS A PRONTA ENTREGA
WHATSAPP: (91)988309316
E-MAIL: portfoliouniversitario@gmail.com

Curso Superior de Tecnologia em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais

Curso: CST em Serviços Semestre: 3º/2º


Jurídicos Cartorários e
Notariais
• Direito Civil: negócio jurídico;
• Registro Civil de Pessoas Naturais e Jurídicas;
• Direito Civil: família;
• Direito do Estado;
Disciplinas:
• Direito civil: sucessões.

• Cláudio César Machado Moreno;

• Luana da Costa Leão;

• Janaína Carla da Silva Vargas Testa;


Professores:
• Cláudio César Machado Moreno;

• Luana da Costa Leão.

Competências: Desenvolver articulação interdisciplinar, a partir de


situações-problema hipotéticas, que reúnam os saberes
teóricos das disciplinas componentes do semestre.

Habilidades: • Fornecer sólida formação humanística e visão global que


habilite o acadêmico a compreender os meios social,
político, cultural e econômico.

• Promover formação teórico-prática possibilitando a


vivência concreta nas organizações, estimulando uma
postura investigativa e de análise crítico-reflexiva.

• Formar profissionais com visão integral, capacidade de


adaptação e flexibilidade, que atuem de forma interdisciplinar.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais

• Capacitar para que os indivíduos possam tomar decisões


complexas com ética e responsabilidade.

• Permitir que os indivíduos consigam ampliar sua visão de


forma competitiva, promovendo melhorias nas organizações.

• Favorecer a aprendizagem.

• Estimular a corresponsabilidade do aluno pelo


aprendizado eficiente e eficaz.

• Promover o estudo dirigido a distância.


Objetivos da
Aprendizagem: • Desenvolver os estudos independentes, sistemáticos e o
auto aprendizado.

• Oferecer diferentes ambientes de aprendizagem.

• Auxiliar no desenvolvimento das competências requeridas


pelo Catálogo Nacional de Cursos Superiores em
Tecnologia do Ministério da Educação.

• Promover a aplicação da teoria e conceitos para a solução


de problemas práticos relativos à profissão.

• Direcionar o estudante para a busca do raciocínio crítico e


a emancipação intelectual.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


Prezado (a) aluno (a),

Seja bem-vindo (a) a este semestre!

A proposta de Produção Textual Interdisciplinar Individual (PTI) tem como


temática ―A vida e morte de Perez Carbenet‖. A temática consiste na narração de
fatos relevantes para o direito ocorridos em vida e após a morte de Perez Carbenet. A
intenção foi a de criar uma situação geradora de aprendizagem interdisciplinar,
possibilitando a apreensão dos conteúdos desenvolvidos nas disciplinas do semestre.

ORIENTAÇÕES DA PRODUÇÃO TEXTUAL

A produção textual é um trabalho original e, portanto, não poderá haver


trabalhos idênticos aos de outros alunos.
O trabalho deve ser postado na pasta específica (na pasta atividades
interdisciplinares) obedecendo ao prazo limite, conforme disposto no
cronograma do curso. Não existe prorrogação para a postagem da atividade.
É importante que você leia os materiais disponíveis das disciplinas do semestre.
Além da pesquisa nos materiais indicados, lembre-se de que a Biblioteca
Digital tem excelentes obras que tratam dos temas propostos. (A pesquisa é
fundamental para o bom desenvolvimento do trabalho).

A Produção Textual deverá ser desenvolvida inteiramente dentro das Normas


da ABNT (Capa, Folha de rosto, Sumário, Introdução, Desenvolvimento,
Conclusão, Referências, etc). Favor verificar orientações mais específicas no
item ―NORMAS PARA ELABORAÇÃO E ENTREGA DA PRODUÇÃO TEXTUAL‖.

Leitura e interpretação da SGA


Para atingir os objetivos desta produção textual, você deverá seguir as instruções
voltadas à elaboração do trabalho disponibilizadas ao longo do semestre, sob a orientação
do Tutor a Distância, considerando as disciplinas norteadoras. A participação na
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


consecução da proposta é fundamental para que haja o pleno desenvolvimento de
competências e habilidades requeridas em sua atuação profissional. Nessa
produção textual deverá então ser considerado o caso hipotético disposto na
situação geradora de aprendizagem.

Situação Geradora de Aprendizagem (SGA)

Vida e Morte de Perez Carbenet

A vida de Perez Carbenet nem sempre foi fácil. O terceiro filho de uma família
de cinco crianças criadas apenas pela mãe. As dificuldades financeiras e
emocionais, todavia, não impediram que Perez se formasse e constituísse família.
Aos 25 anos, já era casado e servidor público, investido no cargo de técnico
judiciário e lotado na 1ª Vara Judicial de Jubaba.

Perez Carbenet casou-se com sua primeira e única namorada – Anne Merlot, assim
que atingiu a maioridade civil. Durante o processo de habilitação para o casamento, Perez e
Anne optaram por formalizar um pacto antenupcial, estabelecendo a comunhão total como
regime de bens do casal. O pacto previa ainda que a administração dos bens a serem
adquiridos na constância do casamento e a educação dos filhos seriam de competência
exclusiva de Perez, sob o fundamento de que Anne não teria competência para isso.

Após o processo de habilitação, o casamento foi celebrado numa linda


chácara, conduzido por um juiz de paz e por um escrivão de um cartório situado no
município de Jubaba.

Antes de se casarem, apenas Anne possuía um bem particular: um imóvel de


70m² herdado do pai e gravado com a cláusula de inalienabilidade (que implica
impenhorabilidade e incomunicabilidade), já que o pai de Anne tinha a intenção de
manter o imóvel na ―linhagem da família‖. Após alguns anos de matrimônio, Anne e
Perez adquiriram, mediante financiamento, um imóvel próprio (casa), local em que
passaram a residir, a conviver e a constituir a sua família.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


O salário de técnico judiciário e ganhos obtidos em cursos ministrados sobre prática
serventuária renderam uma boa remuneração a Perez. Após adquirir casa própria, durante a
constância da sociedade conjugal e ser pai pela primeira vez, Perez passou a viajar
constantemente para ministrar cursos. Durante uma dessas viagens, conheceu Carmelita
Carmenére, pessoa com quem passou a manter uma relação extraconjugal. Para facilitar o
encontro com a concubina, Perez adquiriu um apartamento que foi registrado em seu nome.

Apaixonado por Carmelita, Perez passou a tratar a esposa com desprezo, tornando o
casamento quase insuportável. A ausência de atenção, zelo e cuidado com Anne
transformou-se em sessões rotineiras de tortura e maus-tratos. Perez começou a agredir
fisicamente a esposa, permanecendo inclusive preso por um período. Aliás, dotado de uma
personalidade extremamente machista, Perez não entendia por que não podia ―dar umas
lições à esposa‖. Afinal, para ele, o Estado não deveria interferir nas relações conjugais e
familiares: ―o que acontece dentro de casa é problema nosso‖, disse uma vez ao policial.

Perez não sabia, no entanto, que o Estado tem o dever de proteger as famílias,
inclusive por meio da criação de mecanismos para coibir a violência no âmbito das
relações domésticas. Afinal, só é possível ter, de fato, um Estado Democrático de
Direito com fundamento na dignidade da pessoa humana, se houver políticas
públicas, programas sociais e iniciativas legislativas nesse sentido.

Como se não bastasse o mencionado comportamento totalmente reprovável,


Perez Carbenet ainda resolveu doar o apartamento a sua concubina, contudo
celebrou um contrato de compra e venda com Carmelita, sendo que, de fato,
Carmelita não pagou pelo apartamento.

Em síntese, essa, então, foi a vida de Perez Carbenet: técnico judiciário,


casado, um filho (fruto do casamento) e uma amante (desconhecida pela esposa).

A vida ora estabilizada deu uma certa reviravolta quando Perez soube que sofria de
uma doença terminal. Dono de uma personalidade materialista, passou a se preocupar com
a herança. Assim, resolveu elaborar um testamento público, no qual deixava 50% do seu
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


patrimônio para o filho e 50% do patrimônio para sua concubina. A intenção era
deixar Anne – a esposa – fora do rol de herdeiros e sem direito à meação.

O patrimônio era constituído pela residência do casal – Anne e Perez – e por


uma aplicação financeira de R$ 100.000,00 - cem mil reais, já que o apartamento
havia sido ―doado‖ a Carmelita.

Alguns meses após a elaboração e registro do citado testamento, Perez faleceu.

Agora, é com você!

A partir da situação geradora de aprendizagem (SGA), que envolve uma série


de fatos, o seu desafio é apresentar soluções aos problemas decorrentes desta
situação, considerando os aspectos pertinentes às disciplinas: Direito Civil: família;
Registro Civil de Pessoas Naturais e Jurídicas; Direito do Estado; Direito Civil:
negócio jurídico; Direito Civil: sucessões.

Passo 1 - Direito Civil: família (600 pontos)

Perez Carbenet e Anne Merlot celebraram um pacto antenupcial


estabelecendo, dentre outras regras, as seguintes cláusulas:
o regime de comunhão total de bens;
a administração dos bens, a serem adquiridos na constância do
casamento, como atribuição exclusiva de Perez;
a educação dos filhos como atribuição exclusiva de Perez.
Você aprendeu que o pacto antenupcial é um documento por meio do qual os
nubentes manifestam sua vontade acerca do regime de bens a ser aplicado à sociedade
conjugal. Ele é elaborado por meio de escritura pública, sob pena de nulidade, e perde sua
eficácia se o casamento não vier a se concretizar. É possível estabelecer cláusulas de
natureza existencial (não apenas de ordem patrimonial) no pacto antenupcial, desde que tais
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


cláusulas não violem disposições legais e constitucionais, as quais serão
consideradas nulas de pleno direito.

Diante do contexto narrado acima, responda, fundamentadamente, aos seguintes


questionamentos:
(A) Se o casal não tivesse celebrado o pacto antenupcial, qual regime de bens seria
aplicado ao casamento? Justifique sua resposta.
(B) As demais cláusulas estabelecidas no pacto (administração dos bens e
educação dos filhos) são válidas? Justifique sua resposta, indicando princípios e
disposições legais e constitucionais.

Passo 2 – Registro Civil de Pessoas Naturais e Jurídicas (600 pontos)

Diante do contexto narrado, responda, de maneira fundamentada aos seguintes


questionamentos:
(A) Vimos que o casamento de Perez Cabernet e Ane Merlot se realizou em uma linda
chácara. Nossa legislação permite a realização civil fora das dependências de um
Cartório de Registro Civil? Em caso afirmativo, quais as exigências para este ato?
(B) O que é e quais são as exigências para o procedimento de habilitação do casamento?

Passo 3 – Direito do Estado (600 pontos)

Diante da SGA apresentada responda as seguintes indagações:


1) Consta da nossa SGA que o Estado tem o dever de proteger as famílias. Neste sentido,
como o Estado pode ser definido pelas acepções filosófica, jurídica e sociológica?
2) Como estudado na disciplina de Direito do Estado, existe uma tripartição de poderes
que compreende o Poder Judiciário, o Poder Executivo e o Poder Legislativo. Neste
contexto como cada um destes poderes deve atuar no sentido de proteger a família?
3) Por outro lado, o poder soberano do Estado, em proteger a família, fica restrito ao
seu território. Neste contexto explique o que é território.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


4) A tripartição de poderes, idealizada por Montesquieu, é uma das bases do Estado
Democrático de Direito, neste sentido explique o que é Estado Democrático de Direito.

Passo 4 – Direito Civil: negócio jurídico (600 pontos)

Como informado na SGA, Perez Carbenet resolveu doar o apartamento a sua


concubina, contudo celebrou um contrato de compra e venda com Carmelita, sendo
que, de fato, Carmelita não pagou pelo apartamento.

Neste sentido, o negócio jurídico realizado pelas partes (contrato de compra e venda)
é valido? Existe algum tipo de defeito do negócio jurídico? Que tipo e qual
modalidade? Explique.

Passo 5 – Direito civil: sucessões (600 pontos)

Diante do contexto narrado, responda, de maneira fundamentada aos seguintes


questionamentos:
(A) Anne Merlot, cônjuge de Perez Cabernet, é considerada uma herdeira necessária
deste? Através do testamento público Perez Cabernet poderia excluir Ane Merlot da
sucessão? Justifique sua resposta.
(B) Carmelita Carmenère poderia ser herdeira testamentária de Perez Cabernet? O
testamento público confeccionado por Perez Cabernet pode ser considerado nulo?

Passo 6 - Exemplificando boas práticas vivenciadas na atuação profissional (300


pontos)

Sabe-se que a união estável atualmente é reconhecida como entidade familiar, e que
a união homoafetiva foi equiparada à união estável. Serventias extrajudiciais (cartórios)
estão autorizados a registrarem o contrato de convivência e a celebrarem o casamento
dessas uniões. Em sua região, essa é uma prática frequente? Você acredita que a proteção
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


jurídica a essas relações promove dignidade e respeito à pluralidade familiar?
Justifique sua resposta.
NORMAS PARA ELABORAÇÃO E ENTREGA DA PRODUÇÃO TEXTUAL (200
PONTOS)

1. Redação:

1.1 É importante que o seu trabalho seja redigido com clareza, objetividade e
impessoalidade que a linguagem acadêmica exige utilizando a 3º pessoa, como:
observa-se, destaca-se, o estudo aponta etc.;
1.2 O seu trabalho deve ter coerência textual. Para tanto, crie uma linha de pensamento
lógico com entrelaçamento de ideias e organização das informações apresentadas.
1.3 É essencial que a resposta apresentada esteja contextualizada com a situação
geradora de aprendizagem.

2. Estrutura do trabalho:

A produção de texto deve ter, no mínimo, os seguintes elementos:

Capa
Sumário
Folha de rosto
Introdução
Conteúdo
Conclusão
Referências

ATENÇÃO: O modelo do trabalho estruturado com estes elementos pode ser acessado
em Biblioteca Digital, clique em ―Padronização‖ e escolha as opções ―Trabalhos
acadêmicos – Apresentação‖ e ―Modelo para elaboração de Trabalho Acadêmico‖.

2.1 Capa:

A capa do trabalho deverá apresentar as seguintes informações:

Nome do curso
Nome do autor/autores em ordem
alfabética Título do trabalho
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


Local e ano

2.2 Folha de rosto:

A folha de rosto do trabalho deverá apresentar as seguintes informações:

Nome do autor/autores em ordem


alfabética Título do trabalho
Identificação da natureza do trabalho

2.3 Sumário:

O sumário é a enumeração das divisões, seções, capítulos e outras partes do seu


trabalho, na ordem em que são apresentados ao longo da produção de texto.

2.4 Introdução:

Esta etapa deve conter parágrafos que falem sobre a importância do tema
escolhido, sua relevância e aplicabilidade.

2.5 Conteúdo (desenvolvimento):

O conteúdo do trabalho deverá ser apresentado em tópicos (passos de 1 a 6).


Assim, para melhor identificação, será importante que cada passo seja enumerado
e intitulado em negrito antes da apresentação de sua resposta.

2.6 Conclusão:

Após apresentar as respostas (passos 1 a 6) em seus respectivos tópicos, abra um


item de conclusão e indique as suas considerações finais de maneira reflexiva. Os
aspectos que mais chamaram a sua atenção e que contribuíram para a sua
aprendizagem devem ser destacados neste item.

2.7 Referências:
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


Deve haver a listagem das fontes teóricas citadas ao longo do trabalho (livros, revistas,
sites, jornais, vídeos, entrevistas, etc.). A listagem deve ser apresentada em ordem
alfabética, obedecendo às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Citar apenas as referências utilizadas, seguindo, por exemplo, os modelos a seguir:

SOBRENOME, Nome do autor. Título da obra. Cidade: Editora, 2020.


SOBRENOME, Nome do autor. Título do capítulo de livro. In: SOBRENOME, Nome do
autor (Org.). Título da obra. Cidade: Editora, 2020.
SOBRENOME, Nome do autor. Título do artigo. Nome da revista, Cidade, v.1, n. 1, p.
1-10, jan. 2020.
SOBRENOME, Nome do autor. Título do texto. Disponível em: www.google.br. Acesso
em: 15 jan. 2020.

3 Normas do trabalho:

O trabalho completo deverá ter no mínimo 8 e no máximo 15 páginas.

O trabalho deverá contemplar todos os 6 passos e a sua conclusão

Utilize fonte arial, tamanho 12, justificado, espaçamento entrelinhas de 1,5, recuo em
primeira linha de 1,5 e margens superior e esquerda de 3 cm e inferior e direita de 2 cm.

O trabalho deverá ser enviado em formato Word. Trabalhos enviados em


outros formatos não serão aceitos!

Aos trabalhos parecidos ou idênticos, copiados integral ou parcialmente da


internet ou de qualquer outra fonte haverá atribuição de nota zero (0).

Fique atento aos prazos! Não serão aceitos os trabalhos enviados fora do

prazo estabelecido.

Em caso de dúvida para elaboração do trabalho, você deverá buscar

orientações na sala do tutor.


PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ACQUAVIVA, Marcos Cláudio. Teoria Geral do Estado. Manole, 2009.

BDINE Júnior, Hamid Charaf. Efeitos do negócio jurídico nulo. São Paulo:
Saraiva, 2010.

BRASIL, Lei nº. 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm. Acesso: 04 dez. 2020.

BRASIL, Lei nº. 6.015, de 15 de dezembro de 1973. Dispõe sobre os registros públicos, e
dá outras providências. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6015compilada.htm. Acesso: 08 dez. 2020.

BRAZ, Jacqueline Mayer da Costa Ude. Direito do Estado. Londrina: Editora e


Distribuidora Educacional S.A., 2018.

AZEVEDO, F. R.; MOURA, B. S. Direito Civil – família. Londrina: Editora e


Distribuidora Educacional S.A., 2018. (Livro da disciplina).

AZEVEDO, Antonio Junqueira de. Negócio jurídico: Existência, validade e eficácia. 4.


ed. atual. de acordo com o novo Código Civil (Lei n. 10.406, de 10-1-2002). — São
Paulo: Saraiva, 2002.

CASTRO, Paulo Roberto Ciola de. Direito Civil - Negócio Jurídico. Londrina: Editora
e Distribuidora Educacional S.A., 2018. (Livro da disciplina).

MAGALHÃES, Ana Alvarenga Moreira. O erro no negócio jurídico: Autonomia da


vontade, boa-fé objetiva e teoria da confiança / Ana Alvarenga Moreira Magalhães. –
– São Paulo: Atlas, 2011.

MATOS, Carolina Meneghini Carvalho. Registro civil de pessoas naturais e jurídicas.


Londrina: Editora e Distribuidora Educacional S.A., 2018.

RANIERI, Nina. Teoria do Estado: Do Estado de Direito ao Estado Democrático de


Direito. Manole, 2015.

SALLES, Diana Nacur Nagem Lima. Direito Civil - sucessões. Londrina: Editora e
Distribuidora Educacional S.A., 2017.

SANTOS, André Alves dos. ESTADO (DEMOCRÁTICO) DE DIREITO E PRINCÍPIOS


FUNDAMENTAIS DO ESTADO BRASILEIRO: UTOPIA OU REALIDADE. Disponível em
http://intertemas.toledoprudente.edu.br/index.php/ETIC/article/download/2064/2265.
Acesso em: 10 dez. 2020.
PRODUÇÃO TEXTUAL
INTERDISCIPLINAR
INDIVIDUAL – PTI

CST em Serviços Jurídicos Cartorários e Notariais

Tenha um ótimo trabalho!


Equipe de professores