Você está na página 1de 5

Disciplina: Estratégias de Leitura (LEE27)

Avaliação: Avaliação II - Individual Semipresencial ( Cod.:637994) ( peso.:1,50)


Prova: 18425213
Nota da Prova: 10,00
Legenda:   Resposta Certa    Sua Resposta Errada  
1. O ato de leitura tornou-se uma das exigências da sociedade de hoje. Por isso, poder-
se-ia dizer que é uma necessidade. E a leitura não pode ficar somente nos livros, nas
palavras escritas, mas ela deveria passar da palavra ao mundo. Mais do que isso, o
ato de se observar a sociedade, os acontecimentos, os fenômenos do dia a dia,
compreendê-los e interpretá-los, e relacioná-los àquilo que já se leu ou, ainda,
compreender e explicar os fatos a partir de conhecimentos adquiridos via textos lidos
também constitui leitura. Residiria ali o intertexto. Daí entender-se o leitor como
alguém que não é um mero decodificador de sinais escritos, mas alguém que
interage, que relaciona o texto à realidade, que constrói significado a partir do texto,
relacionando as suas vivências, os seus conhecimentos anteriores aos conteúdos do
texto lido. Acerca do leitor considerado crítico, assinale a alternativa CORRETA:
 a) A leitura implica estar alfabetizado, a fim de entender as palavras escritas.
 b) A leitura implica observar palavras e decifrá-las.
 c) A leitura implica possuir capacidade para compreender as ideias do autor do
texto.
 d) A leitura implica o conhecimento das letras do alfabeto e compreender as
palavras.

2. O ato de ler vai muito além de simplesmente decodificar palavras. Ler implica
compreender as ideias que outro alguém colocou no papel, de acordo com o
conhecimento prévio que já possuímos sobre determinado conteúdo. Além disso,
também é necessário avaliar os argumentos do texto, a fim de validá-los ou
confrontá-los. Leia o excerto a seguir: "Quase sempre o leitor crítico não se prende
ao nome do autor, é verdade que o título sempre vai dizer algo mais a ele. Seja num
texto verbal ou não verbal, ele sempre se colocará em alerta, não aceitando aquilo
como uma verdade. E mesmo nos textos de ficção, ele sabe que o que está ali é
apoiado no real, no sentido do real. Ele lê nas entrelinhas. Ele sabe que há pistas que
o transportam para além do texto". Com base no exposto, assinale a alternativa
CORRETA:

FONTE: Disponível em:


<http://www.tribodolivro.com/2012/06/masoqueeumleitorcritico.html>. Acesso em:
31 ago. 2016.
 a) Mesmo quando se trata de uma leitura para entretenimento, quando o leitor é
crítico, ele pode fazer inferências e é capaz de aceitar ou refutar hipóteses, de
acordo com os argumentos apresentados.
 b) O leitor crítico, quando lê para entretenimento, sabe que há pouca possibilidade
de aproveitar algum tipo de informação ou conhecimento, pois a leitura para
lazer, mesmo que baseada na realidade, não apresenta veracidade nos fatos.
 c) O leitor crítico deve, acima de tudo, compreender que o texto, quando tem por
finalidade somente o lazer, não é passível de leitura crítica, pois não apresenta
cientificidade suficiente para criar sobre ele argumentos.
 d) Quando o texto é ficcional, não há necessidade de fazer inferências, pois a
necessidade de aceitar ou refutar as hipóteses não é necessária, já que se sabe que
o texto não é baseado na realidade.

3. O processo de esquematizar e sistematizar trabalha com o conceito de reduzir o texto


de forma que ele continue compreensível, porém de maneira sintetizada. Entre os
processos de esquematização, podemos citar como exemplos o resumo, o
organograma, o mapa conceitual, entre outros. Com base no exposto, assinale a
alternativa CORRETA:
 a) Entre os processos de esquematização e sistematização mais eficientes para
memorizar textos está o organograma, pois a partir deste modelo o leitor
consegue compreender melhor e mais rápido.
 b) Quando os textos utilizados em sala de aula, dentro de determinadas disciplinas,
necessitam ser compreendidos, o professor pode utilizar como estratégia a
esquematização e a sistematização.
 c) A sistematização pode ser utilizada nas disciplinas exatas, porém, quando se trata
de textos muito longos, a
esquematização e a sistematização não são estratégias eficientes.
 d) Os gráficos e as tabelas são esquemas que devem ser trabalhados somente nas
disciplinas que se referem a dados estatísticos ou de aspecto quantitativo, pois nas
ciências humanas este tipo de esquema não se adéqua.

4. Para que ocorra o processo de leitura, é necessário que muitos tipos de conhecimento
sejam colocados em ação. De acordo com Kleiman (2000), entre estes
conhecimentos podem ser citados o linguístico, o textual e o conhecimento de
mundo. Para a autora, estes são indispensáveis para que o leitor compreenda o
sentido do texto. Acerca dos conhecimentos necessários para uma leitura bem-
sucedida, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:

(    ) Para que a leitura seja bem-sucedida, é necessário que o leitor compreenda a
estrutura de argumentação do texto.
(    ) A análise da credibilidade e da veracidade das evidências apresentadas no texto
são uma consequência da leitura e devem ser realizadas após o estudo do texto.
(    ) Um texto que apresenta linguagem emocional é sempre classificado como
literário, pois este tipo de linguagem pressupõe ficção.
(    ) Um texto pode apresentar possíveis estereótipos (religiosos, étnicos ou
culturais) e pode apresentar também parcialidade político-partidária, cultural, entre
outros. Isso dependerá do objetivo do texto e a quem ele se destina.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:

FONTE: KLEIMAN, Ângela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura.


Campinas: Pontes, 2000.
 a) F - V - V - F.
 b) V - F - F - V.
 c) F - F - F - V.
 d) V - F - V - F.
5. A estratégia de comparação textual tem uma conexão direta com a intertextualidade,
já que o leitor, quando lê um texto, faz relações com informações que vão além
daqueles escritos. Partindo desse pressuposto, classifique V para as sentenças
verdadeiras e F para as falsas:

(    ) O estímulo e a pesquisa são essenciais para que a comparação entre textos se
efetive.
(    ) As comparações textuais não precisam ser planejadas pelo professor, elas
devem acontecer espontaneamente na leitura em sala de aula.
(    ) Estratégias como a intertextualidade e a comparação entre textos facilitam a
interpretação textual e a percepção de recursos linguísticos.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


 a) F - V - V.
 b) F - F - V.
 c) V - V - F.
 d) V - F - V.

6. A previsão e/ou a antecipação auxiliam muito na formulação inicial de hipóteses do


que há no texto, isto é, ela consiste em uma racionalização metalinguística sobre a
textualidade e sua construção composicional. Sobre a previsão e/ou antecipação,
classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:

(    ) Ler com previsão consiste em uma estratégia de leitura de antecipação de


conteúdo do texto pelo leitor.
(    ) A estratégia de leitura de previsão utiliza os conhecimentos prévios e as pistas
linguísticas deixadas pelo escritor.
(    ) O procedimento de previsão e/ou antecipação é um procedimento interpretativo.
(    ) O procedimento de previsão é uma proposta de leitura como processo
mecanizado que abrange o leitor e o texto.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


 a) F - V - F - F.
 b) V - F - V - F.
 c) V - V - V - F.
 d) F - V - V - V.

7. O ato de leitura, dentro ou fora do ambiente escolar, orienta-se por objetivos


variados, a exemplo do estudo, da aquisição de informações, da revisão de textos
escritos pelo próprio aluno, ler por prazer, por sentir necessidade etc. O aluno-leitor
precisa identificar tais objetivos, com vistas a direcionar o trabalho à realização de
cada um desses. Assim, considera-se diferente ler para identificar determinada
informação dentro do texto do ato de ler por simples prazer. No caso da primeira
modalidade, deve-se direcionar o trabalho de modo que seja possível tal
identificação. Portanto, objetivos diferentes requerem estratégias diferentes, próprias
que se atinja o objetivo. Uma estratégia é a Leitura Pontual, a qual é aplicada em
situações específicas de leitura. Acerca da estratégia de leitura denominada Leitura
Pontual, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:

(    ) Nesta estratégia, o aluno tem por cunho a realização de alguma pesquisa ou a
leitura para separar informações específicas.
(    ) Nesta estratégia, o aluno necessita manter para si o conhecimento adquirido,
distanciando-se da socialização do conhecimento.
(    ) Nesta estratégia, o aluno consegue captar uma informação global do texto lido,
excluindo a separação de pontos relevantes do texto.
(    ) Nesta estratégia, o aluno consegue mensurar o nível de compreensão do texto
que foi lido.
(    ) Nesta estratégia, o aluno-leitor deveria realizar a discussão com vistas ao
desenvolvimento da comunicação.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


 a) V - V - F - V - F.
 b) V - F - F - V - V.
 c) F - F - V - F - V.
 d) F - V - V - F - F.

8. Na atualidade, tornou-se quase que consenso considerar a leitura como algo crucial
na vida do ser humano. E quando se trata de aprendizagem, isso se comprova, pois,
por meio dela, enriquece-se o vocabulário, adquirem-se novos conhecimentos,
amplia-se o vocabulário, viaja-se para mundos distantes, imaginários, reais e
inventados, amplia-se o raciocínio e aperfeiçoa-se o processo de interpretação. É
através da leitura rotineira que os conhecimentos são fixados, com vistas ao seu não
esquecimento posterior. Além disso, muitas dúvidas são sanadas via hábito de ler, do
mesmo modo que o conhecimento se torna mais rico, amplo e diversificado. Com
relação ao processo de leitura, assinale a alternativa CORRETA:
 a) Ao se analisar etimologicamente a palavra leitura, ver-se-á que ela significa olhar
a distância as palavras contidas nos livros.
 b) A leitura centra-se num processo de elaboração escrita do texto.
 c) O trabalho do leitor toma por base o processo de repasse de informações do leitor
para o autor.
 d) O processo de leitura está imbricado na atividade realizada pelo leitor para a
efetivação da construção do significado do texto.

9. Diante do ato de leitura, um dos fatores que lhe atribuem grande valor é a existência
de um leitor atento aos problemas apresentados pelo texto: falhas, detalhes,
pormenores, incoerências, fatos estes que, normalmente, não fariam diferença ao dito
leitor comum. Mais do que isso, questões subjetivas também são percebidas por um
leitor mais versado, que seja detentor de um conhecimento mais aguçado dos livros e
dos textos, capaz de formular hipóteses a partir do que lê, um leitor que consiga
compreender a essência do texto. Esse é o dito leitor crítico, o qual lê e, a partir do
que lê, consegue construir significado. O leitor é capaz de criar o seu novo texto,
tomando por base o que já leu, podendo, inclusive, manter discordância ou
concordância com a ideia central do texto lido. Esta leitura diferencia-se da
decodificação de sinais, a dita leitura mecânica. Tomando por base as informações
acerca do leitor crítico, assinale a alternativa CORRETA:
 a) A leitura crítica preocupa-se com aquilo que está aparente, com o significado
visível das palavras.
 b) Ler criticamente significa ir além do significado primeiro, aparente, das palavras.
 c) Ao se efetuar uma leitura crítica, a preocupação ausenta-se do processo de
construção de significados sobre o texto.
 d) O leitor crítico está despreocupado com o que está omitido nas palavras e nas
frases do texto.

10 A leitura é utilizada em diversos locais e com diferentes finalidades. A formação do


. leitor inicia-se também na escola e se processa a longo prazo com a mediação do
professor. O leitor crítico estabelece uma relação com a linguagem e suas
significações, diferenciando-se do leitor que lê de maneira mecanizada. Sobre o
leitor crítico, assinale a alternativa CORRETA:
 a) Para ler com criticidade, não há a necessidade de dominar as habilidades de
estratégias que nos fazem compreender, basta decodificar as palavras.
 b) O leitor crítico lê as entrelinhas, sem estabelecer uma conexão com o autor do
texto.
 c) A leitura crítica de um texto é a decodificação de sinais e a reprodução de
informações.
 d) Para desenvolver a criticidade, a leitura não pode ser delegada somente à escola,
deve ser uma parceria entre escola e família.