Você está na página 1de 1

Madeiras

1.A madeira foi posta de lado porque era empregue de forma empírica e tradicional, e com o aparecimento do aço e batão que se conhecem as suas
propriedades físicas e mecânicas e permitem fazer construções de grandes dimensões.

2.As vantagens da madeira: Pode ser trabalhada com ferramentas simples e ser reempregue várias vezes, Permite ligações e emendas fáceis de executar,
Apresenta boas condições naturais de isolamento térmico e absorção acústica, Pode ser obtida em grandes quantidades a um preço relativamente baixo, Pode
ser produzida em peças com dimensões estruturais.

3.As desvantagens da madeira: É um material fundamentalmente heterogéneo e anisotrópico, É bastante vulnerável aos agentes externos, e a sua
durabilidade é limitada, quando não são tomadas medidas preventivas, É combustível, Mesmo depois de transformada, quando já empregue na construção, a
madeira é muito sensível ao ambiente, aumentando ou diminuindo de dimensões com as variações de humidade, As dimensões são limitadas: formas
alongadas, de secção transversal reduzida.

Anisotrópico- é a característica que um material apresenta diferentes propriedades físicas conforme as diferentes direções.

 Lenho (borne, cerne e medula), a parte que apresenta maior capacidade e o cerne.
 O câmbio vascular é uma camada fina de tecidos vivos, sendo responsável pelo crescimento da árvore.
 O lenho é a parte do tronco de onde se extrai a madeira, localizado entre a casca e a medula;
 Casca (ritidoma e entrecasco), O entrecasco que é responsável pelo transporte de seiva;
 São as Resinosas e as folhosas – as resinosas apresentam madeira leve, crescimento rápido e facilidade de trabalho. As folhosas apresentam
madeira dura, maior durabilidade natural e crescimento lento.

5.Aplicar madeira de retraccao reduzida, o corte das pecas deve ser radial e deve-se impermeabilizar a superfície com vernizes e pinturas.

6.O método mais antigo era caracterizado por usar provetes pequenos e sem defeito e o mais recente por usar pecas de dimensão estrutural com defeito.

Retracção
Chama-se retracção a propriedade da madeira de Exemplos de Humidímetros alterar as dimensões quando o seu teor de água se modifica.

Massa volúmica:
A massa volúmica a H% de teor em água de um provete de madeira é o quociente da massa do provete pelo seu volume, ambos os valores determinados
com o provete a H% do teor em água.

8.Quanto a reação ao fogo, o aço comporta-se melhor que a madeira e quanto a resistência a madeira resiste melhor que o aço

Agregados

1.Para reduzir as inconveniências da pasta do cimento em que a pasta do cimento apresenta instabilidade dimensional (fluência elevada e retraccao elevada), e custo elevado (o
cimento e um material caro).

2.Considera-se atingida a massa constante quando a diferença entre as massas obtidas entre duas passagens consecutivas (apos a secura), intervalando de pelo menos 4horas,
e inferior a 0.1% de massa determinada.

3.É a soma das percentagens de retidos acumulados da serie principal de peneiros ASTM, ate o peneiro nr 100, dividido por 100.

4.Consiste em determinar a tensão de ruptura do betão fabricado com esse agregado em comparação com a de um betão padrão amassado em condição rigorosamente idênticas
(constituído por agregados com propriedades bem conhecidas, o cimento deve ser da mesma amostra, deve ter mesma quantidade de agua ou trabalhabilidade.

5.O termo inerte resultou do facto de se pensar que os granulados não reagiam quimicamente com os outros componentes.

6.As propriedades mais importantes exigidas a um agregado para produzir betão são e natureza geométrica, física e química tais que apresentem:
1 – Adequada forma e dimensões proporcionadas (granulometria), segundo determinadas regras;
2 – Adequada resistência às forças;
3 – Adequadas propriedades térmicas;
4 – Adequadas propriedades químicas relativamente ao ligante e às acções exteriores;
5- Insensao de substâncias prejudiciais.

7.O agregado que fica retido no peneiro com malha de 5 mm de abertura é designado por agregado grosso, O agregado com dimensões inferiores a 5 mm é designado por areia.

8.Procedimento para obtenção de uma análise granulométrica:


Segundo a normalização portuguesa actual, NP 1379, a análise granulométrica deverá ser:

a) Realizada sobre uma amostra representativa


b) A massa do provete deve ser proporcional à máxima dimensão do agregado (D) a ensaia.
c) A peneiração pode ser feita mecânica ou manualmente do peneiro de malha maior para a mais baixa.

9.A peneiração é dada como concluída quando durante 1 minuto não passa mais de 1% do material retido nesse peneiro.

Os resultados da peneiração registam-se sob a forma de tabela

Você também pode gostar