Você está na página 1de 30

ES663 – Eletrônica para Automação Industrial

06 – Conversor AC-AC II

Eric Fujiwara
Unicamp – FEM – DSI

ES663 - Aula 06B 1


Índice
 Índice:
• 1) Conversor de comutação natural;
• 2) Ciclo-conversor;
• 3) Inversor de frequências;
• Questionário;
• Referências;
• Exercícios.

ES663 - Aula 06B 2


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Converte entrada AC monofásica em saída AC monofásica.
Fonte (AC, 1) Fonte (AC, 1)
𝑖𝑜
𝑁2 𝑁4
𝑃1 𝑃3
+

𝑅 𝑣𝑜 𝑣𝑠
𝑣𝑠


𝑃4 𝑃2 𝑁3 𝑁1

Ponte P Carga (AC, 1) Ponte N

ES663 - Aula 06B 3


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• A tensão na carga pode ser positiva ou negativa:
• 1) 𝑣𝑜 positivo e 𝑣𝑠 positivo: 𝑃1 e 𝑃2 ligados;
• 2) 𝑣𝑜 positivo e 𝑣𝑠 negativo: 𝑃3 e 𝑃4 ligados;
• 3) 𝑣𝑜 negativo e 𝑣𝑠 positivo: 𝑁1 e 𝑁2 ligados;
• 4) 𝑣𝑜 negatitvo e 𝑣𝑠 negativo: 𝑁3 e 𝑁4 ligados;

• Lembrando que os SCR possuem comutação natural e


permanecem em bloqueio direto até que sejam excitados por
pulsos de gate.

ES663 - Aula 06B 4


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Chaveamento:
• Os SCRs devem ser acionados em pares, com ângulos de disparo
𝛼 defasados de 180°;
• A amplitude da tensão de saída 𝑣𝑜 é controlada por 𝛼;
• O número de ciclos retificados por cada ponte define a
frequência de 𝑣𝑜 ;
• Controlando o número de ciclos, é possível produzir uma tensão de
saída cuja harmônica fundamental é uma tensão AC
𝑣𝑜 1 = 𝑉𝑜1 sin 𝜔1 𝑡, cuja frequência 𝜔1 = 2𝜋𝑓1 = 2𝜋/𝑇1 menor do que
a frequência de linha.

ES663 - Aula 06B 5


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Chaveamento:
• Retificação de três ciclos (𝑓1 = 𝑓/3), 𝛼 ≤ 180° constante.

𝑃1 , 𝑃2 𝑃1 , 𝑃2 𝑁1 , 𝑁2
𝑃3 , 𝑃4 𝑁3 , 𝑁4 𝑁3 , 𝑁4

ES663 - Aula 06B 6


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Modulação de fase:
• Para que a tensão de saída 𝑣𝑜 possua fator de forma AC adequado,
é necessário sincronizar o ângulo de disparo das pontes (𝛼𝑃1 , 𝛼𝑃2 ,
𝛼𝑁1 e 𝛼𝑁2 ) com o período da tensão na carga 𝑇1 ;
• A tensão de saída é máxima para 𝛼 → 0 (diodo) e mínima para
𝛼 → 180° (bloqueio total);
• Assim, para produzir um perfil senoidal, o ângulo de disparo pode
ser variado com o ciclo 180°  90°  0°  90°  180°.

ES663 - Aula 06B 7


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Modulação de fase:

ES663 - Aula 06B 8


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Modulação de fase:

Conversor P

Conversor N

180, 135, 90, 45, 0, 45, 90, 135, 180 180, 135, 90, 45, 0, 45, 90, 135, 180

ES663 - Aula 06B 9


2. Ciclo-conversor
 2.1. Ciclo-conversor monofásico-monofásico:
• Carga RL:
• A indutância da carga
produz defasagem da
corrente em relação à
tensão, fazendo com que
os SCRs permaneçam
ligados mesmo após o
término do respectivo
semi-ciclo;
• Portanto, o ciclo-conversor
permite operação nos 4
quadrantes de 𝑖𝑜 × 𝑣𝑜 .

ES663 - Aula 06B 10


2. Ciclo-conversor
 2.2. Ciclo-conversor trifásico-monofásico:

Fonte (AC, 3) Carga (AC, 1)

𝑁2 𝑁6 𝑁4
𝑃1 𝑃3 𝑃5
𝑖𝑜
𝑣𝐴 + 𝑣𝐶
𝑣𝐵 𝑅 𝑣𝑜 𝑣𝐵
𝑣𝐶 𝑣𝐴

𝑃4 𝑃6 𝑃2 𝑁5 𝑁3 𝑁1

Ponte P Ponte N

ES663 - Aula 06B 11


2. Ciclo-conversor
 2.2. Ciclo-conversor trifásico-monofásico:
• O princípio de funcionamento é análogo ao ciclo-conversor
monofásico-monofásico: a ponte P opera no semi-ciclo positivo
de 𝑣𝑜 enquanto que a ponte N opera no semi-ciclo negativo;
• Os SCRs funcionam sempre em pares e comutam de acordo
com as tensões de fase.
• O ângulo de disparo dos tiristores de cada ponte é defasado de
60°;
• A tensão de saída é máxima para 𝛼 → 0 (diodo) e mínima para
𝛼 → 90° (bloqueio).

ES663 - Aula 06B 12


2. Ciclo-conversor
 2.2. Ciclo-conversor trifásico-monofásico:
• Controle de chaveamento:

ES663 - Aula 06B 13


2. Ciclo-conversor
 2.2. Ciclo-conversor trifásico-monofásico:
• Carga RL:
• Para 𝐿 suficientemente grande, um retificador trifásico pode operar
com inversão de tensão para 90° < 𝛼 ≤ 180°, contudo isto não
garante a inversão de corrente na carga (2 quadrantes);
• Por outro lado, o ciclo-conversor viabiliza operação nos 4
quadrantes graças à ponte em anti-paralelo;
• A indutância da carga gera atraso da corrente na carga em relação
à tensão, fazendo com que os SCRs permaneçam ligados além do
seu ciclo de operação normal.

ES663 - Aula 06B 14


2. Ciclo-conversor
 2.2. Ciclo-conversor trifásico-monofásico:
• Carga RL:

ES663 - Aula 06B 15


2. Ciclo-conversor
 2.3. Ciclo-conversor trifásico-trifásico:
• Para gerar tensões AC trifásicas controladas em magnitude e
frequência, são necessários três ciclo-conversores monofásicos
em paralelo, um para cada fase de saída.

ES663 - Aula 06B 16


2. Ciclo-conversor
 2.3. Ciclo-conversor trifásico-trifásico:
• Exemplo:
acionamento de
motor AC.

Fase A Fase B Fase C

ES663 - Aula 06B 17


3. Inversor de frequências
 3.1. Inversor de frequências:
• Conversor de tensão e frequência variáveis (VVVF): converte
tensão AC de entrada em tensão AC de saída com magnitude e
frequência controláveis por comutação forçada.

ES663 - Aula 06B 18


3. Inversor de frequências
 3.1. Inversor de frequências:
• Arquitetura modular:
• 1) Retificador (AC  DC): monofásico ou trifásico, controlado ou
não-controlado;
• 2) Link DC (DC  DC): elimina ripple da tensão retificada;
• 3) Inversor (DC  AC): monofásico ou trifásico, modo linear ou de
onda quadrada.
𝑖𝑜
+ +

Retificador Inversor
Link

𝑣𝑠 = 𝑉𝑝 sin 𝜔𝑡 𝑉𝐷𝐶 𝑣𝑜1 = 𝑉𝑜1 sin 𝜔1 𝑡


(AC  DC) (DC  AC)
− −

ES663 - Aula 06B 19


3. Inversor de frequências
 3.1. Inversor de frequências:
• Arquitetura modular:
2
• Retificador de diodos monofásico: 𝑉𝐷𝐶 = 𝑉
𝜋 𝑝

• Retificador de diodos trifásico: 3 2


𝑉𝐷𝐶 = 𝑉
𝜋 𝐿𝐿

• Retificador controlado monofásico: 1 + cos 𝛼


𝑉𝐷𝐶 = 𝑉𝑝
𝜋

• Retificador controlado trifásico: 3 2 cos 𝛼


𝑉𝐷𝐶 = 𝑉𝐿𝐿
𝜋

ES663 - Aula 06B 20


3. Inversor de frequências
 3.1. Inversor de frequências:
• Arquitetura modular:
• Inversor monofásico (linear): 𝑉𝑜1 = 𝑚𝑎 𝑉𝐷𝐶

4
• Inversor monofásico (saturado): 𝑉𝑜1 = 𝑉
𝜋 𝐷𝐶

𝑚𝑎
• Inversor trifásico (linear): 𝑉𝑜1 = 𝑉
2 𝐷𝐶

• Inversor trifásico (saturado): 2


𝑉𝑜1 = 𝑉𝐷𝐶
𝜋

• A frequência de saída 𝜔1 é a frequência do sinal de controle PWM.

ES663 - Aula 06B 21


3. Inversor de frequências
 3.1. Inversor de frequências:
• Topologia para frenagem regenerativa:

ES663 - Aula 06B 22


Questionário
 Questionário:
• 1) Explique como funciona o ciclo-conversor. Ele permite
operação em quantos quadrantes? É um circuito de comutação
natural ou forçada?
• 2) Explique como funciona o inversor de frequências. Ele
permite operação em quantos quadrantes? É um circuito de
comutação natural ou forçada?
• 3) Como funciona a inversão de fases (ABC  ACB) no ciclo-
conversor e no inversor de frequências?

ES663 - Aula 06B 23


Referências
 Referências:
• B. K. Bose, Proc. IEEE 70 (2), 116-135, 1982.
• R. Krishnan, Electric Motor Drives – Modeling, Analysis, and Control,
Prentice Hall, 2001.
• M. H. Rashid (Ed.), Power Electronics Handbook, Academic Press,
2001.
• G. N. Ravenkar, M. J. D. Kala, IETE J. Res. 18 (8), 382-386, 1972.
• P. C. Sen, Principles of Electric Machines and Power Electronics, Willey,
1997.
• B. Wu et al., IEEE T. Ind. Electron. 55 (7), 2786-2797, 2008.

ES663 - Aula 06B 24


Exercícios

ES663 - Aula 06B 25


Exercícios
 Ex. 6.1) Um inversor de frequências é utilizado para converter uma
tensão monofásica Vs = 300 V@60 Hz em uma saída AC monofásica,
de modo a alimentar uma carga R = 50 .
• a) Calcule os parâmetros PWM necessários para produzir uma
tensão de saída Vo = 50 V@30 Hz. Considere que o estágio de
retificação é não-controlado. Explique as aproximações
realizadas.
• b) Repita o item anterior, supondo agora que o estágio de
inversão opera com magnitude constante e o estágio de
retificação é totalmente controlado. Obtenha os valores de
disparo e do PWM.

ES663 - Aula 06B 26


Exercícios
 Ex. 6.1.a)
• Retificador monofásico:
2 2
• 𝑉𝐷𝐶 = 𝜋 𝑉𝑝 = 𝜋 300 2 = 270.1 V;

• Inversor monofásico linear:


50 2
• 𝑉𝑜1 = 𝑚𝑎 𝑉𝐷𝐶 ⇒ 𝑚𝑎 = = 0.25;
270.1

• 𝑓1 = 50 Hz

ES663 - Aula 06B 27


Exercícios
 Ex. 6.1.b)
• Inversor monofásico – modo de onda quadrada:
4 50 2𝜋
• 𝑉𝑜1 = 𝜋 𝑉𝐷𝐶 ⇒ 𝑉𝐷𝐶 = 4
= 55.5 V;

• 𝑓1 = 50 Hz;
• Retificador monofásico controlado:
1+cos 𝛼 55.5
• 𝑉𝐷𝐶 = 𝜋
𝑉𝑝 ⇒ 1 + cos 𝛼 = 300 2
𝜋 ⇒ 𝛼 = 126.1°.

ES663 - Aula 06B 28


Exercícios
 Ex. 6.1.a)
Simulação:

ES663 - Aula 06B 29


Exercícios
 Ex. 6.1.a)
Simulação:

Link DC

Saída

ES663 - Aula 06B 30

Você também pode gostar