Você está na página 1de 308

Hino Nacional Brasileiro

Joaquim Osório Duque Estrada


I CIDADE MARAVILHOSA
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas Andre Filho
De um povo heroico o brado retumbante
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos
Cidade maravilhosa
Brilhou no céu da pátria nesse instante.
Cheia de encantos mil...
Se o penhor dessa igualdade Cidade maravilhosa,
Conseguimos conquistar com braço forte, Coração do meu Brasil!
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte! Berço do samba e das lindas canções
Que vivem n'alma da gente...
Ó Pátria amada És o altar dos nossos corações
Idolatrada, Que cantam alegremente!
Salve! Salve!
Cidade Maravilhosa
Brasil, um sonho intenso, um raio vívido Cheia de encantos mil...
De amor e de esperança à terra desce, Cidade maravilhosa,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido, Coração do meu Brasil!
A imagem do Cruzeiro resplandece.
Jardim florido de amor e saudade,
Gigante pela própria natureza, Terra que a todos seduz...
És belo, és forte, impávido colosso, Que Deus te cubra de felicidade
E o teu futuro espelha essa grandeza. - Ninho de sonho e de luz.

Terra adorada, Cidade Maravilhosa


Entre outras mil, Cheia de Encantos Mil...
És tu, Brasil, Cidade maravilhosa,
Ó Pátria amada! Coração do meu Brasil!
Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada
Brasil!
II
Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida


Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida”,
“Nossa vida”, no teu seio “mais amores”.

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo


O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça a clava forte,


Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,


Pátria amada,
Brasil!
MARCELO CRIVELLA NELSON GARCEZ LOURENÇO
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO REVISÃO TÉCNICA MATEMÁTICA

TALMA ROMERO SUANE INÊS MARIA MAUAD ANDRADE CANALINI


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ELABORAÇÃO CIÊNCIAS

REJANE PEREIRA FARIA DA COSTA HAYDÉE LIMA DA COSTA


SUBSECRETARIA DE ENSINO REVISÃO TÉCNICA CIÊNCIAS

MARIA DE FÁTIMA CUNHA NÍVEA MUNIZ VIEIRA


ASSESSORA DA SUBSECRETARIA DE ENSINO ELABORAÇÃO GEOGRAFIA

SIMONE CARDOZO VITAL DA SILVA CAYO TEIXEIRA PEDROTE


ASSISTENTE I DA SUBSECRETARIA DE ENSINO REVISÃO TÉCNICA GEOGRAFIA

GINA PAULA BERNARDINO CAPITÃO MOR EQUIPE TÉCNICA


ELABORAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO HISTÓRIA

ELISABETE MARTINS FEIO BRANDT DANIELLE SOUZA COUTINHO


REVISÃO TÉCNICA LÍNGUA PORTUGUESA REVISÃO TÉCNICA HISTÓRIA

ELISA MURIEL SANTOS DA SILVA JOSÉ ZÉLIO THOMÉ DE CASTRO


ELABORAÇÃO MATEMÁTICA REVISOR ORTOGRÁFICO

EDIGRÁFICA
EDITORAÇÃO E IMPRESSÃO

MIGUEL PAIXÃO
SUPERVISÃO GRÁFICA

CONTATOS E/SUBE
Telefones: 2976-2294 / 2976-2315
materialcarioca@rioeduca.net

Prezado Professor,
Prezada Professora,

As atividades do Material Didático Carioca são elaboradas com a intenção de


proporcionar apoio pedagógico as suas aulas e ao seu planejamento.
Consideramos importante que flexibilize as atividades para atender à realidade de
sua turma e às especificidades de cada aluno.
Prezado aluno, Prezada aluna,

Bem-vindo(a) ao ano letivo de 2020. Desejo que este seja um ano


produtivo, de m ui t a aprendizagem e crescimento. Para a nossa
cidade, será um ano especial, pois recebemos o título de Primeira
Capital Mundial da Arquitetura.
Nesse sentido, elaboramos o MATERIAL DIDÁTICO CARIOCA, no
qual você encontrará muitas histórias sobre a nossa cidade e
atividades variadas, planejadas totalmente para você, aluno(a)
carioca. A partir desse ano, o seu Material Didático Carioca será
composto por atividades de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências,
Geografia e História.
Foi pensando em você, aluno(a) antenado(a) com as tecnologias
do seu tempo, que inserimos mais novidades no material, como o uso
de QR CODE. Aproveite e convide seus familiares a abri-los com você.
Esse, com certeza, será um ótimo momento para compartilhar saberes
em família!
Aproveite seu MATERIAL DIDÁTICO CARIOCA, invista no seu
desenvolvimento. Dedique-se, organize o tempo para estudar. Com
disciplina e entusiasmo, você pode construir um ano maravilhoso!
Receba meu abraço de incentivo.

TALMA ROMERO SUANE


Secretária Municipal de Educação
ANOTE AQUI PARA LEMBRAR...

´ Procure no seu celular um aplicativo leitor de QR Code e mire no


código. Ele irá direcioná-lo para o material que estiver estudando. QR CODE
Caso o seu celular não tenha nenhum aplicativo com essa função,
baixe-o, gratuitamente, na sua loja de aplicativos.

Há várias definições para a palavra CARIOCA. Trazemos para vocês algumas delas:
1 - A palavra CARIOCA tem como origem duas palavras tupi:
KARI= branco; OKA = casa. Casa do branco.
homem branco; OKA = casa – Casa do branco
2 - Durante o Brasil Colonial, os nascidos na Capitania do Rio de Janeiro eram conhecidos por “carioca”,
devido ao rio Carioca - fornecedor de água potável à população.
SUMÁRIO
1.º BIMESTRE
TIRINHAS 7
TIRINHA 9
O ÚLTIMO PEDAÇO DO FRANGO 9
TRANSCRIÇÃO DA FALA 12
O BEM NÃO DEPARA COM O MAL 13
UM POUCO DE HISTÓRIA 17
DOCE RIO 18
COMEMOS O PÃO QUE O MINEIRO AMASSOU 19
TIRINHA 19
A POETISA 21
NA VOLTA DA ESCOLA 29
RECEITA DE PÃO 29
NO PREDINHO DO SEU MIGUEL 29

O CADERNO 29

CANÇÃO DO CARRO 30

A GULOSA DISFARÇADA 32

CARTAZ 34

RUMPELSTILTSKIN 35
SUMÁRIO

2.º BIMESTRE

HISTÓRIA EM QUADRINHOS 40

OS TRÊS PORQUINHOS E O LOBO GUARÁ 41

CARTUM 48

A FLOR E A NÁUSEA 48

CASAL MUDA PROJETO DE OBRA PARA PROTEGER A TOCA DAS CORUJAS 49

TABELA 51

TIRINHAS 52

TIRINHAS 53

A VELHINHA 54

CARTAZ 57

TIRINHA 58

PASSAGENS DE FAUNA AUXILIAM O TRÂNSITO SEGURO DE ANIMAIS 59

FOLHETO 61

PLACA DE TRÂNSITO 62

A GARÇA VELHA 63

O CÃO E A CARNE 66

O GALO E A PÉROLA 67

PARADA LITERÁRIA 68

TIRINHA 69

SEMENTE DO AMANHÃ 70
MultiRio

Olá, você que chegou ao 5.º ano da Rede Municipal do Rio de Janeiro!
É muito bom estar de novo na sua companhia, para novas leituras e
novas descobertas!! Se liga no que escolhemos para você neste

MultiRio
bimestre!!

INTERPRETANDO
As tirinhas abaixo podem ser lidas de forma independente,
mas a sequência de cenas forma uma história única.

Professor(a), sugerimos que estimule seus alunos a fazer a leitura dramatizada das tirinhas.
Oriente-os quanto à entonação e expressividade. Atente para os efeitos de sentido do uso de sinais de
pontuação e da polissemia. Explore as cenas com eles, incentive-os a falar sobre as minúcias da
linguagem não verbal: expressões faciais e corporais, emoções, local de ação dos personagens e
elementos que compõem as cenas.

____________________________________________________________

JEAN. Edição especial tirinhas Recreio. Ed. Abril, São Paulo.

1. Quem participa da história?


Um menino, sua mãe, um cachorro e uma pata.
_________________________________________________________________________________

2. A quem o cachorro pertencia, no começo da história?


Não há essa informação, aparentemente é um cachorro de rua.
_________________________________________________________________________________

3. Que efeito de sentido têm as reticências, na 1.ª cena?


Enfatiza a incerteza do menino em saber se a mãe permitiria que ele ficasse com o cãozinho.
_________________________________________________________________________________

4. No 2.º quadrinho, a que se refere o gesto do menino?


Refere-se a pedir ao cachorro que dê a patinha, como geralmente fazemos.
_________________________________________________________________________________

5. Que efeito de sentido têm os dois sinais de exclamação, na 2.ª cena?


O menino pede, entusiasmado, a patinha ao cachorro. A dupla exclamação realça sua empolgação.
_________________________________________________________________________________

8 6. Que surpresa o menino e o leitor têm, na 3.ª cena?


O menino recebe uma ave, uma pata, e não a pata parte do corpo do cachorro.
__________________________________________________________________________________________
7. Analise a expressão facial do menino na 1.ª e na 3.ª cenas. O que você observou?
_________________________________________________________________________________
A expressão facial é a mesma nas duas cenas.

8. Agora releia a fala do menino, na 1.ª e na 3.ª cenas. O que você percebeu?
A fala do menino é praticamente a mesma, com o acréscimo da patinha, na 3.ª cena.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

9. Observe que 4.º e o 5.º quadrinhos há um diálogo entre mãe e filho e responda às perguntas, a
seguir:

a) O que o menino quis perguntar à mãe?


_________________________________________________________________________________
Se ele poderia ficar com um cachorro que tinha trazido uma pata, uma ave.

b) O que a mãe entendeu?


_________________________________________________________________________________
Ela entendeu que o cachorro tinha uma deficiência física, que lhe faltavam 3 pernas.

c) Como o leitor percebe o que ela entendeu?


Pela expressão facial da mãe na 5.ª cena e pela sua fala, que expressam compaixão, pena do cachorro.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

d) O que a expressão facial do menino demonstra, na 5.ª cena? Por quê?


_________________________________________________________________________________
Demonstra seu espanto pela estranha pergunta da mãe, que queria saber sobre as outras patas do
_________________________________________________________________________________
cachorro.

e) E a da mãe? Por quê?


Expressa pena do cachorro, porque ela entendeu que ele tinha apenas uma pata.
_________________________________________________________________________________

10. Qual foi a resposta da mãe ao pedido do filho? Como você pode deduzir?
O leitor entende que a mãe autorizou o filho a ficar com o cachorro. A última fala da história deixa isso
_________________________________________________________________________________
claro.
_________________________________________________________________________________

11. Da 2.ª sequência de quadrinhos, transcreva uma opinião.


“Tadinho” e “Não falei que a minha mãe era legal?”
_________________________________________________________________________________

ESPAÇO Você agora vai imaginar uma última cena para essa tirinha e
CRIAÇÃO compor o quadrinho abaixo. Desenhe personagens, cenário e
balões de fala de acordo com a sua ideia.

Professor(a), sugerimos que peça aos(às) seus(suas) alunos(as)


que levem para a sala de aula revistas em quadrinhos que tiverem em
casa, ou peguem emprestadas da Sala de Leitura. Analisem os tipos de
balões, as onomatopeias, as linhas de movimento, enfim, os detalhes
que tornam possível a comunicação não verbal desse gênero textual.
Sugestão de leitura para você: Tiras no ensino, de Paulo Ramos, Ed.
Parábola.

9
Você já parou para pensar na importância de saber ler?
Pode ser uma questão de sobrevivência... Leia a tirinha e responda ao que se

MultiRio
pede. Depois, dê um título adequado.

______________________________________________________________

GONSALES, Fernando. Níquel Náusea – Com mil demônios!. São Paulo: Devir, 2002

1. Quem são os personagens do texto?


Um rato e uma barata.
__________________________________________________________________________

2. Onde se passam os fatos? Como você descobriu?


Os personagens estão na rua ou em uma loja de produtos para animais, um pet shop.
__________________________________________________________________________
A pista são as embalagens de comida para animais, nos quadrinhos 1 e 2.
__________________________________________________________________________

3. Qual o efeito de sentido dos personagens na cor preta, no 2.º quadrinho?


__________________________________________________________________________
Esse recurso foi usado para indicar ou caracterizar que os personagens estão de frente para o
produto GATEX e de costas para o leitor.
__________________________________________________________________________

4. O que causa o humor da tirinha?


O efeito de humor é causado pela dedução nada lógica do rato, que acreditava estar diante de uma
__________________________________________________________________________
saborosa comida para os da sua espécie.
__________________________________________________________________________

Uma crônica conta uma situação que durou um curto período de


tempo. Pelo título, o que você acha que vem por aí?...
Professor(a), a crônica é uma narrativa curta de um fato corriqueiro, de forma linear, com tempo e
espaço determinados. Costuma agradar a todas as faixas etárias. Sugerimos que leia para sua turma
Hora de dormir, de Fernando Sabino, Vó caiu na piscina, de Carlos Drummond de Andrade, Peça infantil
de Luís Fernando Veríssimo e outras tantas... Explore as possibilidades do título com a sua turma.
O último pedaço de frango
Estava ouvindo a leitura das crônicas que pedira aos meus alunos, cujo tema era a
culinária mineira. Então meu aluno Nirton contou:
̶ Certo dia, só havia sobrado um pedaço de frango com quiabo que minha mãe havia
feito no almoço. Meu irmão e eu estávamos brincando na rua, quando escureceu e o
estômago roncou. Para provocá-lo, eu gritei, quando ele estava lá no alto do barranco,
soltando papagaio:
̶ Ô Nelson, só tem um pedaço de frango pro jantar! E comecei a correr. Nelson, então,
10 começou a recolher sua pipa e eu zunei pro morro acima, sabendo o quão rápido era meu
irmão. Continua
Cheguei afobado na panela e coloquei desajeitadamente no meu prato o último pedaço de
frango. A baba estava tanta que a asinha voou e foi aterrissar longe no chão.
Nisso, ele fez uma pausa a meu pedido, então perguntei à turma:
̶ Como será que acabou a história?
Célio deu o desfecho mais inesperado, que provocou gargalhadas diante de tanta maldade:
̶ Ele jogou de volta na panela e deixou para o irmão comer!
Mas o final foi bem diferente. Conta o Nirton:
̶ Meu irmão chegou muito rápido, mas quem foi mais rápida foi a Faísca, minha cachorra.
Ela pegou, no chão, o último pedaço do frango e embarafustou pelo mato adentro. Nem para
mim nem pra ele - concluiu meu aluno, pesaroso.
PEREIRA, Ilma. Risos e sustos: crônicas divertidas de sala de aula. Belo Horizonte: Editora Machado, 2019.

1. Quem narra o 1.º parágrafo da história?


__________________________________________________________________________
A professora.

2. Em que parágrafo esse narrador volta a contar a história?


No 5.º parágrafo.
__________________________________________________________________________

3. Quem está contando os fatos, do 2.º ao 4.º parágrafo?


O aluno Nirton.
__________________________________________________________________________

4. Qual era a situação inicial da crônica escrita pelo aluno?


Nirton e o irmão estavam soltando pipa, à tardinha.
__________________________________________________________________________

5. Que fato foi o elemento complicador, isto é, que fez a história acontecer?
Nirton sentiu fome e, para provocar o irmão, gritou que só tinha um pedaço de frango para o jantar.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

6. Em (...) “quando ele estava lá no alto do barranco, soltando papagaio:”, que sentido tem
a palavra em negrito?
“Papagaio” é como se chama “pipa” em algumas cidades de Minas Gerais e em vários outros lugares
__________________________________________________________________________
do Brasil.
7. Observe o trecho: “eu zunei pro morro acima, sabendo o quão rápido era meu irmão.”. De
acordo com as pistas do texto, de que modo Nirton subiu o morro?
“Zunei” passa ideia de velocidade, e a rapidez do irmão é mencionada.
__________________________________________________________________________

8. Releia o 4.º parágrafo do texto e responda às perguntas, a seguir.

a) Como Nirton estava quando chegou à panela?


Afobado.
__________________________________________________________________________

b) De que modo ele colocou no prato o último pedaço de frango?


__________________________________________________________________________
Desajeitadamente.

c) O que causou a queda da asinha no chão? 11


A grande quantidade da baba de quiabo.
__________________________________________________________________________
9. Em “Nisso, ele fez uma pausa a meu pedido, então perguntei à turma:” A que se
referem as palavras destacadas?
“Ele refere-se ao aluno Nirton; “meu” e “perguntei” referem-se à professora.
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

10. Quem é Célio?


Célio é um aluno que respondeu à pergunta feita pela professora sobre o desfecho da história.
_________________________________________________________________________

11. Algumas palavras do texto são usadas para unir frases e indicam ideias específicas.
Releia esses trechos e relacione-as:

1) Ideia de modo 3) Ideia de finalidade 5) Ideia de oposição


2) Ideia de tempo 4) Ideia de comparação
Professor(a), conhecer os efeitos de sentido das conjunções é uma habilidade que pode ser
desenvolvida sem que sejam necessárias nomenclaturas nem classificações.

( 3 ) “Para provocá-lo, eu gritei, quando ele estava lá no alto do barranco, soltando


papagaio:”

( 5 ) “- Meu irmão chegou muito rápido, mas quem foi mais rápida foi a Faísca, minha
cachorra.”

( 2 ) “Meu irmão e eu estávamos brincando na rua, quando escureceu e o estômago


roncou.”

( 1 ) “Cheguei afobado na panela e coloquei desajeitadamente no meu prato o último


pedaço de frango.”

12. Releia: “Ela pegou, no chão, o último pedaço do frango e embarafustou pelo mato
adentro.” O sentido seria o mesmo se, no lugar da palavra em negrito, a autora usasse
entrou? Por quê?
_________________________________________________________________________
Professor(a), é importante que seus(suas) alunos(as) procurem deduzir, pelo contexto, o sentido de
palavras desconhecidas. Se for preciso, busque no dicionário ou no Google. Embarafustar significa
_________________________________________________________________________
“entrar de tropel ou desordenadamente”, o que responde à questão, pois entrar é um verbo neutro,
que não sugere o modo como a ação é realizada.

13. Qual foi o desfecho da história?


Faísca, a cachorra dos meninos, chegou primeiro e se apoderou da asinha de frango.
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

14. Ao final de tudo, Nirton estava pesaroso. Qual o sentimento expresso por essa
palavra?
Triste, desolado.
_________________________________________________________________________
MultiRio
MultiRio

12
Você já percebeu que quando a gente está conversando, o nosso pensamento vai e vem, e isso faz a nossa
fala ficar cheia de pausas, repetições e mudanças de rumo? Você acha que a fala também pode ser
considerada texto?
Leia o texto abaixo:
Professor(a), sugerimos que antes de trabalhar este texto com a sua turma, peça que alguns alunos
contem o que fizeram no fim de semana ou um fato interessante para eles, e grave essas falas. Ouça os
áudios com a sua turma, para que observem como se dá a fala espontânea, com as características próprias
da linguagem oral. Se achar oportuno, façam, coletivamente, a transcrição de um desses áudios.
Possibilite que seus(suas) alunos(as) tenham oportunidade de fazer a leitura oral do texto, observando as
pausas, hesitações e repetições características da oralidade e recursos linguísticos utilizados para
manutenção da conversa, como o “né”, repetido em todo o texto. Explique aos(às) seus(suas) alunos(as)
que a modalidade escrita da língua tem suas regras, que não se aplicam à modalidade oral. Trabalhe textos
orais, como entrevistas, conversas telefônicas (pedir pizza ou remédios...), pedidos de informação na rua,
criação de telejornal, slams, poesia falada... para que seus alunos entendam como se organizam esses
textos. Sugestões de leitura para você: SANTOS, Leonor Werneck. RICHE, Rosa Cuba. TEIXEIRA, Claudia
Souza. Análise e produção de textos. São Paulo: Contexto, 2012.
http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/Col.%20Alfabetiza%C3%A7%C3%A3o%20e%20Letramento/Col
%20Alf.Let.%2015%20Variacao_Linguistica.pdf Incentive-os a produzir textos orais.

eu acho um fato interessante… né… foi como meu pai e minha mãe vieram se conhecer… né… que…
minha mãe morava no Piauí com toda a família… né…meu… meu avô… materno no caso… era
maquinista… ele sofreu um acidente… infelizmente morreu…minha mãe tinha cinco anos… né… e o irmão
mais velho dela… meu padrinho… tinha dezessete e ele foi obrigado a trabalhar… foi trabalhar no banco…
e… ele foi…o banco… no caso… estava… com um número de funcionários cheio e ele teve que ir para outro
local e pediu transferência prum mais perto de Parnaíba que era a cidade onde eles moravam e por engano
o… o…escrivão entendeu Paraíba… né… e meu… minha família veio parar em Mossoró que exatamente o
local mais perto onde tinha vaga pra funcionário do Banco do Brasil e:: ela foi parar na rua do meu pai…
né…e começaram a se conhecer…namoraram onze anos …né… pararam algum tempo… brigaram… é
lógico… porque todo relacionamento tem uma briga… né…e eu achei esse fato muito interessante porque foi
uma coincidência incrível…né… como vieram se conhecer… namoraram e hoje… e até hoje estão juntos…
dezessete anos de casados.

(CUNHA, M .F. A. (org.) Corpus discurso & gramática: a língua falada e escrita na cidade de Natal. Natal: EdUFRN, 1998.)

Agora que você já leu o texto, vamos conversar sobre ele.

1. Você teve alguma dificuldade em fazer essa leitura? Por quê?


Professor(a), espera-se que os(as) alunos(as) cheguem à conclusão de que o texto não encadeado, não
__________________________________________________________________________________________
linear, tenha provocado estranhamento e dificuldade na leitura.
__________________________________________________________________________________________

2. Qual é o efeito de sentido das reticências?


__________________________________________________________________________________________
As reticências aqui indicam as pausas e quebras na fala.
__________________________________________________________________________________________

3. Que repetições você pode observar nesse texto?


__________________________________________________________________________________________
”Né” , “ele” são as principais.

4. Essas repetições seriam adequadas em um texto escrito, como uma fábula, uma notícia ou um conto?
Porquê?
__________________________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos que mostre aos(às) alunos(as) que, em alguns momentos, as repetições
__________________________________________________________________________________________
podem empobrecer os textos escritos, que precisam de coesão, isto é, de uma unidade lógica e
__________________________________________________________________________________________
harmoniosa, sem quebras no pensamento.

Crie um pequeno texto, sobre um assunto do seu interesse. Ensaie sua fala algumas
vezes, em casa, e combine com seu(sua) Professor(a) a filmagem e a apresentação para
MultiRio

a sua turma. Se puder, utilize um celular. Depois ouça com atenção, observando as
características dessa fala e compare com o texto que você leu nessa página. Observe
como essa fala espontânea é diferente da fala dos youtubers, por exemplo. Por que será? 13
O título atrai a O bem não se paga com o mal
atenção para a
leitura do texto.
Ele deve ser No tempo em que os animais falavam (mas nem todos se entendiam,
original e como veremos...), ia certo dia um lenhador pela floresta, quando ouviu os
antecipar urros de uma onça, que caíra numa armadilha preparada por alguns
alguma caçadores.
informação
O lenhador se aproximou da armadilha e a onça suplicou-lhe que a
sobre o texto.
tirasse dali. O homem ficou desconfiado:
̶ Eu, hein?! Você é uma onça, bicho perigoso. Se eu a soltar, depois
você vai querer me devorar. Lenhador
Mas a onça jurou por todas as suas pintas que não, imaginem, jamais
Esse é um faria algo contra seu próprio benfeitor. Se ele a soltasse, ela lhe seria
sinal gráfico eternamente agradecida, eternamente reconhecida, eternamente sua
chamado
travessão.
devedora, e tanto falou que acabou convencendo o homem.
Ele é Porém... assim que ele a soltou das cordas que a prendiam, a falsa o
empregado agarrou:
geralmente ̶ Sinto muito, amigo, mas estou faminta e você será meu almoço! Onça
para: ̶ O quê?! – bradou o lenhador. - Você promete, jura e ainda me faz uma
- indicar o início Lenhador
da fala de um
ingratidão dessas?
personagem. ̶ Ingrato é o ser humano – filosofou a onça. – Pois não estraga a
-indicar a floresta que lhe dá a vida? Eu sou apenas uma onça, animal que come
mudança do carne, como você sabe, e estou seguindo meus instintos. Onça
falante. Mas o lenhador argumentou: naquele caso, quem tinha razão era ele, a
ingrata era ela e, já que não chegavam a um acordo, teriam que chamar um
juiz para decidir a contenda. A onça concordou.
Parágrafo
Quando
A primeira a passar ali foi uma lebre, logo chamada para intervir na
notamos um questão e julgar as partes contrárias. A lebre ouviu os argumentos dos dois
ligeiro e depois decidiu:
afastamento da ̶ Não posso fazer um julgamento perfeitamente justo se não souber
primeira exatamente como é que a onça estava antes de ser solta. Por favor,
palavra em
relação à
senhora onça, queira voltar à sua posição na armadilha. Lebre
margem A onça, distraída, caiu no logro. Voltou à armadilha e tornou-se
esquerda da novamente uma prisioneira.
folha, é o ̶ Vamos embora – disse a esperta lebre ao homem. – Ela que suplique
indicativo de agora aos caçadores e aprenda que o bem não se paga com o mal. Lebre
que vamos
iniciar um novo PAMPLONA, Rosane Verso e reverso: o outro lado das histórias. São Paulo: Brinque Book, 2008
parágrafo.

Professor(a), sugerimos que antes que seus(suas) alunos(as) leiam a história, explore
o título: pensem juntos em situações que possam acontecer a partir dele. Sugerimos que leia o texto
para a turma, tornando-se um modelo de leitura expressiva, e que só depois seja feita a leitura silenciosa.
Realize as atividades oralmente, para posterior registro. Assim, você trabalha a oralidade, os(as)
alunos(as) estarão mais familiarizados e a facilidade os deixará mais animados e envolvidos com o
14 trabalho. Leia outras fábulas para a sua turma, peça que levem algumas para a escola e façam leitura
dramatizada.
1. Que informações você pode antecipar do título do texto?
___________________________________________________________________________
Que o texto a ser lido apresenta uma situação moral entre o bem e o mal.
___________________________________________________________________________

2. Que gênero textual é esse? Em que você se baseou para responder?


___________________________________________________________________________
É uma fábula, em que os animais conversam e há uma moral, um ensinamento.
___________________________________________________________________________

3. Quando aconteceram os fatos da história? Encontre duas indicações desse tempo.


___________________________________________________________________________
“No tempo em que os animais falavam” e “certo dia” são expressões que não especificam quando os
fatos aconteceram.
___________________________________________________________________________

São Paulo: Brinque Book, 2008


PAMPLONA, Rosane Verso e reverso: o outro lado das histórias.
4. Onde se passam os acontecimentos?
__________________________________________________________________________
Na floresta.

5. Que personagens participam da história?


__________________________________________________________________________
Lenhador, onça e lebre.

6. Releia o 1.º parágrafo e responda às perguntas a seguir:

a) Em que momento o narrador se dirige ao leitor?


__________________________________________________________________________
Nos parênteses, em “como veremos”, ele inclui o leitor na sua reflexão.

b) Qual o efeito de sentido dos parênteses?


___________________________________________________________________________
O narrador usa os parênteses para adiantar uma situação que vai acontecer na história.
___________________________________________________________________________

7. Releia: “O lenhador se aproximou da armadilha e a onça suplicou-lhe que a tirasse dali.”


e responda às perguntas, a seguir:

a) Se a palavra em negrito fosse substituída por pediu, o efeito seria o mesmo? Por quê?
___________________________________________________________________________
Não seria o mesmo efeito, porque suplicar é mais intenso do que pedir.
___________________________________________________________________________

b) A que se referem as palavras destacadas em “suplicou-lhe que a tirasse dali”?


__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
“Lhe” refere-se ao lenhador, “a” refere-se à onça e “dali”, à armadilha.

8. Que consequência o lenhador imaginou que haveria, caso deixasse a onça livre?
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
Ele imaginou que ela poderia devorá-lo.

9. Como a onça conseguiu convencer o lenhador a soltá-la?


___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
Ela jurou que jamais lhe faria mal, que lhe seria eternamente agradecida. Professor(a), esta é uma
15
boa oportunidade de compreender o sentido de argumentar.
10. Em “Porém... assim que ele a soltou das cordas que a prendiam, a falsa o agarrou:”
Qual o efeito de sentido das reticências?
As reticências, aqui, criam suspense.
__________________________________________________________________________

11. Releia: “– O quê?! – bradou o lenhador. – Você promete, jura e ainda me faz uma
ingratidão dessas?”
Com que tom de voz o lenhador se dirigiu à onça? Que pistas o texto traz para que o leitor
perceba isso?
A interrogação seguida por exclamação indica a surpresa do lenhador, e “bradar” sinaliza o tom de
__________________________________________________________________________
voz, alto, do lenhador decepcionado.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

12. Você deve ter observado que nesse texto, os personagens dialogam. Releia o texto,
com atenção e anote, ao lado do travessão, o dono de cada fala.

13. Releia esses trechos e escreva a fala do personagem como ele a teria dito. Imagine-se
no lugar de cada personagem, no momento exato da conversa, de frente para o outro
personagem.

a) “Mas a onça jurou por todas as suas pintas que não, imaginem, jamais faria algo
contra seu próprio benfeitor. Se ele a soltasse, ela lhe seria eternamente agradecida,
eternamente reconhecida, eternamente sua devedora (...)“
__________________________________________________________________________
Professor(a), aqui você trabalha discurso direto, sem nomear o processo, apenas apontando as
mudanças necessárias. Sugerimos que explique para seus(suas) alunos(as) que eles(elas) vão
__________________________________________________________________________
escrever a fala exata do personagem. Uma sugestão de resposta: “ - Juro por todas as minhas pintas
__________________________________________________________________________
que eu jamais faria algo contra você, meu benfeitor. Se você me soltar, serei eternamente agradecida,
__________________________________________________________________________
eternamente reconhecida, eternamente sua devedora.”

b) “Mas o lenhador argumentou: naquele caso, quem tinha razão era ele, a ingrata era
ela e, já que não chegavam a um acordo, teriam que chamar um juiz para decidir a
contenda. A onça concordou.”
Professor(a), uma sugestão de resposta: “- Eu é que tenho razão, você está errada, é uma ingrata!
__________________________________________________________________________
Afinal, salvei você! E já que não chegamos a um acordo, vamos chamar um juiz para decidir isso!”
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

c) “A primeira a passar ali foi uma lebre, logo chamada para intervir na questão e julgar
as partes contrárias.”
Professor(a), uma sugestão de resposta: “- Ei, lebre, venha ajudar aqui a resolver uma questão,
__________________________________________________________________________
por favor!”
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

14. Releia: “A lebre ouviu os argumentos dos dois e depois decidiu:” Escreva a fala da onça
e a do lenhador, expondo seus argumentos para a lebre.
__________________________________________________________________________
“O lenhador: - A onça foi ingrata comigo, prometeu que não me faria mal, e agora quer me almoçar!
__________________________________________________________________________
A onça: - Ingratos são vocês, humanos, que estragam a floresta que lhes dá a vida! Eu sou uma
onça e preciso comer carne!”
__________________________________________________________________________
16
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
15. Conte esse com suas próprias palavras o sentido da expressão em destaque:
“A onça, distraída, caiu no logro.”
A onça foi enganada, caiu na mentira.
__________________________________________________________________________

16. A moral da fábula é, também, o seu título. Explique-a.


__________________________________________________________________________
Devemos ser gratos a quem nos ajuda, pagar o bem com o bem.
__________________________________________________________________________

__________________________
Um lenhador ia pela floresta quando
Apresentação,
SITUAÇÃO __________________________
ouviu os urros de uma onça que
início da
INICIAL história. __________________________
havia caído numa armadilha feita por
__________________________
caçadores.

O__________________________
caçador chega perto e a onça
Conflito da
CONFLITO __________________________
suplica que ele a tire dali. Ele tem
história/
GERADOR complicação. __________________________
receio de soltá-la, mas ela o
17. Este quadro __________________________
convence.
apresenta a estrutura da
narrativa. Ele vai ajudar
você a compreender os Assim que se vê livre, a onça o
__________________________
agarra.
__________________________
momentos importantes O momento de
CLÍMAX maior tensão Uma lebre é chamada para
__________________________
da história que você leu.
da história. decidir quem está com a razão.
__________________________
__________________________

A lebre pede que a onça volte para a


__________________________
Solução do armadilha, para que possa saber
__________________________
conflito. Como como estava presa lá dentro. Lebre
DESFECHO
a história
__________________________
e__________________________
homem vão embora e deixam a
termina.
onça lá.
__________________________
PAMPLONA, Rosane Verso e reverso: o outro lado das
histórias.São Paulo: Brinque Book, 2008

Agora é a sua vez! Conte com suas palavras uma fábula de


que você tenha gostado, ou crie uma! Lembre-se das
características do gênero: texto curto cujos personagens são
animais com atitudes humanas e há uma lição de moral, um
ensinamento.
Não se esqueça de dar um título interessante!
Ao final da escrita, revise o seu texto e reescreva o que for
17
necessário.
Você conhece a sua cidade? Conhece a história do seu bairro?
Vamos conhecer um pouco do bairro onde se localiza um dos
principais pontos turísticos do Rio de Janeiro.
MultiRio

Um pouco de História

Estamos na cidade do Rio de Janeiro, mais precisamente no bairro da Urca, onde a


história da cidade começou há mais de 450 anos. A maior parte do bairro da Urca foi criada
na década de 1910, através da técnica de aterramento que, utilizando pedras removidas de
diversos morros vizinhos, permitia o avanço da cidade sobre o mar. A empresa que o projetou
e construiu chamava-se Urbanização Carioca. A abreviação desse nome deu origem à
palavra Urca, que nomeia o bairro e o primeiro morro.
Em 1908, o engenheiro Augusto Ramos teve a ideia de construir um teleférico que
pudesse levar as pessoas ao alto do Morro da Urca e do Pão de Açúcar. Após muito
planejamento e trabalho, o trajeto até o primeiro morro foi inaugurado em 1912 e, desde
então, milhões de pessoas já desfrutaram dessa experiência fascinante!
https://bondinho-prod.s3.amazonaws.com/bonde/file/uploaded/educa_bondinho/Ensino_Medio.pdf.
Projeto pedagógico multidisciplinar – Rio de Janeiro, Ed. SM

https://www.monapaodeacucar.com/
A pedra monumental, a oeste da entrada da Baía de Guanabara, se assemelha aos
cones que eram usados no transporte de açúcar para a Europa, chamados de pães de
açúcar. Assim, os portugueses que mapearam o litoral brasileiro chamaram de Pão de
Açúcar esse monumento geológico que indicava aos navegadores a chegada ao Rio de
Janeiro. Há também outra versão de nome para a montanha:
“Pau-nh-açuquã” da língua Tupi, dado pelos Tamoios,
os primeiros habitantes da Baía de Guanabara,
significando “morro alto, isolado e pontudo”.

Qual a finalidade desse texto?


____________________________________________
O texto tem a finalidade de informar sobre o bairro da Urca e
____________________________________________
o morro do Pão de Açúcar.
____________________________________________

Adaptado de
18 https://bondinhoprod.s3.amazonaws.com/bonde/file/uploaded/educa_
https://bondinho-prod.s3.amazonaws.com/bonde/file/uploaded/educa_bondinho/Ensino_Fundamental_II.pdf bondinho/Ensino_Fundamental_II.pdf
Professor(a), sugerimos que leia para sua turma o poema Passeio Carioca, de J. Carino.
Sugerimos, ainda, que incentive seus(suas) alunos(as) a produzirem poemas sobre o bairro em
que se localiza a sua escola.

Doce Rio

E se num desses verões


de derreter o miolo
o açúcar do Pão de Açúcar
virar calda para bolo? https://bondinho-prod.s3.amazonaws.com/bonde/file/uploaded/educa_bondinho/Ensino_Fundamental_II.pdf

1. Antes de ler o texto, pense: o que o leitor poderia


E se depois o melado encontrar a partir desse título?
Escorrer por todo o mar? Professor(a), sugerimos que aceite várias possibilidades, desde
_______________________________________________
E se o mar transbordar que plausíveis.
_______________________________________________
Ou deixar de ser salgado?
2. Que texto é esse?
Mais doce que ambrosia, É um poema.
_______________________________________________
Mais gostoso que quindim,
Eu queria uma fatia 3. Como seria um verão “de derreter o miolo”?
Desse rio só pra mim! Um verão quente tão quente que derreteria o cérebro.
_______________________________________________
SOUZA, Angela Leite de. Meus rios.
_______________________________________________
Belo Horizonte: Formato Editorial, 2000 _______________________________________________

4. Como é possível querer “uma fatia/Desse rio”?


O rio seria um doce e poderia ser cortado para o “eu” do texto se deliciar, Professor(a), sugerimos
__________________________________________________________________________
que ressalte a brincadeira com o sentido da palavra “rio”, que faz parte do nome da cidade Rio de
__________________________________________________________________________
Janeiro.

5. O texto fala sobre situações que já aconteceram? Em que você se baseou para
responder?
Professor(a), a repetição de “E se” deixa clara as hipóteses dos acontecimentos que estão na
__________________________________________________________________________
imaginação do “eu” do texto.
__________________________________________________________________________

6. Compare esse texto com o da página anterior, Um pouco de História. Qual deles...
... traz informações sobre o Pão de Açúcar? ______________________________________
Um pouco de História.
... está em forma de versos? Doce Rio.
______________________________________
... explica a origem do nome do morro? Um pouco de História.
______________________________________
Doce Rio.
... brinca com a doçura do nome do morro? ______________________________________
MultiRio

Você conhece a história do seu bairro? Pesquise e valorize seu local


de moradia! Participe da construção de um espaço melhor! Pense no que
Para saber mais sobre a história dos
há de positivo e negativo no seu bairro ou comunidade. Converse com
bairros do Rio de Janeiro, acesse
seus(suas) colegas sobre as ações que podem ser feitas para melhorar o
https://apps.data.rio/armazenzinho/
local. Por exemplo: para garantir um bom ambiente, é preciso cuidar
para que haja o descarte adequado do lixo.
Organize suas ideias e escreva um texto informativo para um jornal de
bairro.
19
E por falar em pão...
Almanaque Brasil de Cultura Popular

MultiRio
... PÃO DE QUEIJO

Ingredientes: 1 kg de polvilho azedo, 1 kg


Comemos o pão que o mineiro amassou de queijo mineiro ralado, 1 copo de leite, 2
colheres de sopa de manteiga, 6 ovos, 1
Farinha, água e sal: essenciais para a colher de chá de sal.
manutenção do corpo, base da alimentação de Modo de fazer: Peneire o polvilho. Numa
grande parte da humanidade. Sinônimo de panela, esquente o leite e ponha a manteiga
civilização, símbolo da vida. O pão surgiu em para derreter. Ponha o polvilho numa vasilha
tempos imemoriais, mistura de grãos moídos e grande e faça uma abertura. Despeje o leite
água, assada sobre pedras quentes. Alimento com a manteiga. Sove até formar uma farofa
básico no Egito, com ele pagava-se salário: um úmida. Adicione os ovos e continue sovando.
dia de trabalho valia três pães e dois cântaros de Acrescente queijo e sal, amassando com
cerveja. No Brasil, a arte da panificação firmou-se ajuda do garfo. Unte as mãos com óleo e
no início do século 20, com a chegada dos faça bolinhas. A assadeira deve estar untada
imigrantes italianos. Antes, em tempos coloniais, com óleo e o forno pré-aquecido. Deixe
comia-se biju de tapioca. Hoje, espalha-se pelo assar por cerca de 20 minutos. Rende de 40
país a deliciosa invenção saída dos fornos a 50 pães.
mineiros, o...
Adaptado de ANDREATO, Elifas (org) Almanaque Brasil de Cultura Popular

1. Qual a finalidade da 1.ª parte do texto? E a da 2.ª parte?


A finalidade é informar sobre a origem do pão de queijo. Ensinar a fazer pão de queijo.
___________________________________________________________________________

2. O que é um alimento essencial para a manutenção do corpo?


Um alimento básico, sem o qual não podemos viver.
___________________________________________________________________________

3. O que se entende por “O pão surgiu em tempos imemoriais”?


Em tempos antiquíssimos, de que ninguém se lembra mais.
___________________________________________________________________________

4. Qual gênero textual foi apresentado no 2.º quadro?


___________________________________________________________________________
Uma receita.

JEAN. Edição especial tirinhas Recreio. Ed. Abril, São Paulo.

20 1. Qual a situação inicial da tirinha?


___________________________________________________________________________
O menino queria brincar com a mãe, mas ela estava ocupada fazendo pães de queijo.
2. Qual é a complicação?
Os pães de queijo queimaram.
___________________________________________________________________________

3. Onde está o humor da história?


O fato de mãe e filho jogarem bolinha de gude com os pães de queijo queimados.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4. Que sentimento a expressão facial do menino indica, no 1.º quadrinho?


___________________________________________________________________________
Ele está animado para brincar com a mãe.

5. Observe a segunda cena e responda às perguntas a seguir:

a) Qual é o efeito de sentido de o menino parecer ter “4 pernas”?


___________________________________________________________________________
O desenho de 4 pernas causa o efeito de movimento.
___________________________________________________________________________

b) E da repetição “Vamos! Vamos!”?


A repetição tem o efeito de expressar ansiedade e insistência do menino.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

c) O que representam as gotinhas?


___________________________________________________________________________
Se entendermos que o menino está chorando, as gotinhas são lágrimas. Mas se pensarmos que ele está
fazendo pirraça, são gotas de suor.
d) Que sentimento é expresso pela fala “Ah, não!”?
___________________________________________________________________________
Decepção, tristeza, raiva...

6. Qual o efeito de sentido de “POC”, na última cena?


___________________________________________________________________________
Uma onomatopeia do som de um pão de queijo batendo no outro.

7. Imagine e crie uma fala para a mãe e um pensamento para o menino, na última cena.
MultiRio

21
Veja o título do texto que você vai ler agora. Você sabe o que faz uma poetisa?

Professor(a),
a leitura
dramatizada
da história
permite que
os(as) alunos(as)
vivenciem a
expressividade
e entonação
necessárias à
compreensão
do uso dos
sinais de
pontuação, além
da fruição da
história em si.
Possibilite que
vários(as) 1
alunos(as)
tenham essa
oportunidade.
Explore,
oralmente, com
seus(suas)
alunos(as), os
detalhes do texto
não verbal, isto é,
expressões
faciais e
corporais, linhas
de movimento,
elementos de
cena etc. 2
3

22
4
6
5

8 9
23
10

11
12

24 13
25
17
16

18
15
14
LOBATO, Monteiro. As melhores histórias em quadrinhos da Emília. São Paulo: Globo, 2018.
1. Que personagens aparecem na 1.ª página da história?
Emília, Dona Benta e Tia Nastácia.
___________________________________________________________________________

2. Onde se passam os fatos?


___________________________________________________________________________
Dentro de casa.

3. Qual é a situação inicial?


Emília entra na sala com seu livro de poesias e oferece para Dona Benta comprar.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4. Qual o efeito de sentido dos sinais de exclamação na 1.ª cena (1.º quadrinho)?
Emília se dirige entusiasmada à Dona Benta, e esta também responde com animação. O ponto de
___________________________________________________________________________
exclamação realça uma emoção.
___________________________________________________________________________

5. No 3.º quadrinho, qual o efeito de sentido das reticências na fala de dona Benta?
___________________________________________________________________________
As reticências indicam interrupção na sua fala.
___________________________________________________________________________

6. Interpretando o 4.º quadrinho o que você pode dizer sobre:

a) a fala “Epa!” da Tia Nastácia?


Expressa uma surpresa negativa da personagem.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

b) a expressão facial e corporal da Tia Nastácia?


___________________________________________________________________________
A expressão facial da personagem indica contrariedade. Seu dedo apontado em direção à boneca
expressa uma acusação.
___________________________________________________________________________

c) a expressão facial e corporal da Emília?


___________________________________________________________________________
Emília se encolhe, sente-se acuada, vemos as linhas de movimento, e seu rosto expressa preocupação.
___________________________________________________________________________

d) a expressão facial da Dona Benta e a exclamação sobre sua cabeça?


___________________________________________________________________________
Ela, que estava sorridente na cena anterior, demonstra estar apreensiva, aflita. A exclamação reforça
a ideia de perturbação.
___________________________________________________________________________

7. O que causou a mudança do humor da Tia Nastácia, no 5.º quadrinho?


O elogio da Emília ao bolo de cenoura, “poético”, disse a boneca, fez Tia Nastácia ficar feliz.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

8. Que impacto teve, em Dona Benta, a chegada de Pedrinho e Narizinho? Por quê?
___________________________________________________________________________
Os dois primos entraram com a cara fechada, expressando indignação, o que fez a vovó levar um
susto.
___________________________________________________________________________
26
9. Que detalhes, na cena 6, expressam a emoção da Vovó?
__________________________________________________________________________
As sobrancelhas arqueadas e as gotinhas de suor.
__________________________________________________________________________

10. Que sentimento Emília expressa no 7.º quadrinho e o que o provocou?


__________________________________________________________________________
Emília fica brava porque Pedrinho fez uma descoberta, após ler o livro da boneca: os textos, na
verdade, não foram escritos por ela.
__________________________________________________________________________

11. O que causou a mudança do humor de Pedrinho e Narizinho, no quadrinho 10?


__________________________________________________________________________
Eles ficaram contagiados com a animada explicação da boneca sobre a Matemática em várias áreas
do conhecimento e concordaram que foi uma boa ideia.
__________________________________________________________________________

12. Na cena 12.

a) Qual o efeito de sentido das reticências na fala de Narizinho?


As reticências em “Hum...” têm o efeito de expressar o prazer da menina em lembrar os materiais
__________________________________________________________________________
escolares citados pela Emília.
__________________________________________________________________________

b) O que Tia Nastácia quis dizer com “Vou lá fazer uma poesia de cenoura com
chocolate!”?
__________________________________________________________________________
Ela se referiu ao elogio que Emília fez ao seu bolo de cenoura, já que estava indo fazer um.
__________________________________________________________________________

13. Complete o quadro com as justificativas da Emília para ter escrito estes poemas.

Poemas Justificativas

_________________________________________________________________________
O bolo de cenoura com chocolate é muito poético.
Poesia culinária _________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
A Matemática é muito poética, existe na música, na arte, na ciência...
_________________________________________________________________________
Poesia de números _________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
Os materiais escolares são poéticos demais! O cheiro dos livros novos, as
_________________________________________________________________________
Poesia escolar canetinhas coloridas como o arco-íris!
_________________________________________________________________________

É o barulho que a nova máquina do Visconde faz.


_________________________________________________________________________
Poema mecânico
_________________________________________________________________________

14. Emília fez uma comparação, ao explicar a inspiração de um poema. Qual foi?
“as canetinhas coloridas como o arco-íris!”
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

15. No quadrinho 15, o que indica o rabicho do balão de fala apontando para fora da cena?
De quem é essa fala?
Indica que o personagem está fora do quadrinho. A fala é do Visconde, transformado em sapo.
__________________________________________________________________________
27
__________________________________________________________________________
16. De que modo o personagem poderia voltar a ser como era antes?
Seria preciso que Emília o beijasse, para quebrar o encanto.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

17. No último quadrinho, o balão da Emília é diferente de todos os outros da história. O que
ele indica?
___________________________________________________________________________
Esse é o balão de pensamento e indica que a boneca não está gostando de ter de beijar o sapo.
___________________________________________________________________________

18. Qual o desfecho da história?


Pedrinho, Narizinho e Dona Benta acham engraçado Emília beijar o sapo para que o Visconde volte.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

0000000427/md.0000003132.jpg
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/galerias/imagem/
Onomatopeia é o nome que
se dá a palavras que imitam os
sons de objetos, pessoas ou
animais. Como o bater de uma
porta: blam, o pingar de água:
ping, ping, o latido de um
cachorro: au au au. Veja, ao
lado, mais exemplos. Você
conhece outros?

18. Emília usou onomatopeia em um de seus poemas, você se lembra de qual? Escreva-a
aqui.
No Poema mecânico. “BRRRRRRR, CLÃ CLÃ, CLÃ CLÃ!”
_________________________________________________________________________

Você agora vai ler poemas e letras de canção que poderiam estar no livro da Emília.
Professor(a), sugerimos que leve os
poemas para as salas de aula. Crianças
Texto 1 gostam de rimas, de musicalidade, de ritmo,
de afeto. Esse gênero textual estimula a
Na volta da escola
fruição da leitura, a compreensão de
Voltam da escola, juntas, quatorze crianças, além do Ian. sentidos figurados da língua e a expressão
de emoções. É importante que seus(suas)
Todas vêm cantando e brincando apertadinhas dentro da Van: alunos(as) conheçam as características do
gênero, sua disposição em versos e estrofes
Algumas ficam na casa do Luís Felipe pra jogar futebol, e tenham oportunidades de leitura em voz
alta. Sugestões de leitura para você: Poesia
Outras na casa da Clarinha pra tomar banho de sol.
para crianças: conceitos, tendências e
A casa do Ian é a última parada práticas, Leo Cunha, Ed. Positivo e Poesia
na sala de aula, de Helder Pinheiro, Ed. Ideia.
Onde ainda desce uma molecada. Sugerimos que estimule seus(suas)
alunos(as) a identificar as rimas, o ritmo, o
Se o mesmo número de crianças em cada casa ficar, tema dos poemas e a resolver os desafios
Você é capaz de saber quantas afinal descem em cada lugar? propostos pelos poemas 1 e 3. Os poemas 4
e 5 são musicados e sugerimos que você
28 cante com sua turma.
BUENO, Renata. Poemas problemas. Editora do Brasil: São Paulo, 2017
Texto 2

Receita de pão
Texto 3
É coisa muito antiga No predinho do seu Miguel
o ofício do pão
primeiro misture o fermento Mora gente pra dedéu.
com água morna e açúcar
No primeiro andar moram o Léo, a Luana e a Clara,
e deixe crescer ao sol
Que são irmãos e vivem juntos com o Zeca e a Yara.
depois numa vasilha
derrame a farinha e o sal No segundo mora o Jorge, o Vítor e a Berenice:
óleo de girassol manjericão
Os 3 vieram do interior e vivem com a tia Eunice.
adicionado o fermento No terceiro andar mora, sozinha, a Aninha.
vá dando o ponto com calma
água morna e farinha Ela tem uma gata malhada que se chama Rosinha.

O quarto andar está vago,


mas o pão tem seus mistérios
na sua feitura há que entrar Pra tristeza do seu Miguel…
um pouco da alma do que é etéreo
Se não vender logo, logo, vai emprestar pra prima Marta,
então estique a massa
enrole numa trança Que mora de aluguel.
e deixe que descanse Você já descobriu quantas pessoas
que o tempo faça a sua dança
Moram hoje no prédio do seu Miguel?
asse em forno forte
até que o perfume do pão
se espalhe pela casa e pela vida BUENO, Renata Poemas problemas. São Paulo, 2017 Editora do Brasil
MURRAY, Roseana. Receitas de olhar,
Ed. FTD , 1997

Texto 4

O Caderno Sou eu que vou ser seu amigo


Vou lhe dar abrigo
Sou eu que vou seguir você
Se você quiser
Do primeiro rabisco até o bê-a-bá
Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
Em todos os desenhos
A vida se abrirá num feroz carrossel
Coloridos vou estar
E você vai rasgar meu papel Para ouvir a
A casa, a montanha, duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel O que está escrito em mim música, acesse:
Comigo ficará guardado https://www.vagalum
Sou eu que vou ser seu colega Se lhe dá prazer e.com.br/toquinho/o-
Seus problemas ajudar a resolver A vida segue sempre em frente caderno.html
Te acompanhar nas provas bimestrais O que se há de fazer
Você vai ver
Serei de você confidente fiel Só peço a você um favor
Se seu pranto molhar meu papel Se puder
Não me esqueça num canto qualquer
29
https://www.vagalume.com.br/toquinho/o-caderno.html Acesso em 11/11/2019
Texto 5 Canção do Carro
Brrr... Tudo em volta passa depressa
Tudo em volta passa depressa
Quem quer passear de carro? Prédios, postes e um vira-lata
Quem quer passear de carro? Vamos passear de carro
Quem quiser passear de carro,
Então vem passear de carro Eu vou deixar você buzinar
Eu vou deixar você buzinar
Click-clack, abre a porta da frente Fóon...
Click-clack, abre a porta de trás
Todas as portas, cliqueti,-clack Vamos passear de carro
Vamos passear de carro
No meio do caminho tem uma galinha
Sobe, sobe, sobe no banco da frente No meio do caminho tem mil galinhas
Se espalha, se esparrama no banco de trás Brrcóobrrr...
Eu viro a chave, dou a partida
Vamos passear de carro Vamos passear de carro

O motor faz brrr... Agora já chega de passear


O motor faz brrrr... Breca, vira, vamos voltar
Meninos e meninas na frente e atrás Brr... de marcha ré
Vamos passear de carro Vamos passear de carro

http://www.gruporumo.com.br/index.php?mpg=02.00.0
Acesso em 11/11/2019 1&nfo=66&ndi=5&tipo=#tit

1. Vamos identificar o tema de cada um dos textos lidos.

A volta de crianças para casa, em uma van escolar.


Texto 1 __________________________________________________________________
O modo de fazer um pão.
Texto 2 __________________________________________________________________
Os moradores de um prédio.
Texto 3 __________________________________________________________________
Um caderno explica a sua importância para uma criança.
Texto 4 __________________________________________________________________
Um carro convida crianças para um passeio.
Texto 5 __________________________________________________________________

2. Os poemas que Emília escreveu poderiam estar aqui! Relacione-os abaixo:

Texto 2. MultiRio
Poesia culinária ____________ Poesia escolar Texto 4.
__________
Poesia de números Textos 1 e 3.
____________ Poema mecânico Texto 5.
__________
3. No texto 5, na estrofe “No meio do caminho tem uma galinha/ No meio do caminho tem mil
galinhas/ Brrcóobrrr...”, qual o efeito de sentido dessa onomatopeia?
A onomatopeia incluiu o cacarejar das galinhas e o ronco do motor.
_______________________________________________________________________________

4. Qual é a preocupação do “eu” do texto 4? Com quem ele conversa?


O Caderno se preocupa com seu futuro, receia que a menina o “esqueça num canto qualquer.”
_______________________________________________________________________________

5. Que efeito de sentido, no texto 5, tem “Tudo em volta passa depressa”?


_______________________________________________________________________________
Quando estamos em um meio de transporte à certa velocidade, temos a impressão de que a paisagem
é_______________________________________________________________________________
que se move e não nós.

6.Retire do texto 2 alguns versos que não entrariam em uma receita de pão. Por quê?
30 _______________________________________________________________________________
Professor(a), o poema brinca com a estrutura de uma receita e traz emoção e subjetividade. Sugerimos que explore os diversos
trechos do poema em que isso acontece, como por exemplo em “que o tempo faça a sua dança” “até que o perfume do pão / se
_______________________________________________________________________________
espalhe pela casa e pela vida”.
Que tal agora fazer ainda melhor do que a Emília,
que apenas deu títulos a textos já prontos e disse que os
AGORA,
!!!
poemas eram dela? Você vai produzir poemas de acordo
É COM VOCÊ com os temas que ela escolheu.
Seria bem interessante trabalhar em pequenos
grupos, para que você e seus(suas) colegas possam
trocar ideias e criar juntos! Depois, podem combinar com
o(a) Professor(a) uma maneira de expor suas produções
para toda a escola.

Professor(a), sugerimos que organize esse momento como preferir. Professor(a),


diferencie poesia e poema. Sugerimos, ainda, que você divida seus(suas) alunos(as) em grupos
de acordo com a afinidade deles por um ou outro tema e deixe-os(as) livres para criar,
auxiliando-os no que for necessário. Se achar melhor, leve para a sala de aula uma seleção de
poemas de um tema específico, para alimentar sua turma com ideias, e só então criar poemas
sobre aquele tema. É importante que seus (suas) alunos(as) estejam à vontade com o gênero. 31
Você vai gostar desse conto! Antes da leitura, porém,
FREEPIK.COM

pense sobre o título e imagine o que vem por aí!!

A gulosa disfarçada
Um homem casara com excelente mulher, dona de casa arranjadeira e honrada mas
muito gulosa. Para disfarçar seu apetite fingia-se sem vontade de alimentar-se sempre que o
marido a convidava nas refeições. Apesar desse regime, engordava cada vez mais e o
esposo admirava alguém poder viver com tão pouca comida. Uma manhã resolveu certificar-
se se a mulher comia em sua ausência. Disse que ia para o trabalho e escondeu-se num
lugar onde podia acompanhar os passos da esposa.
No almoço, viu-a fazer umas tapiocas de goma, bem grossas, molhadas no leite de
coco, e comê-las todas, deliciada. Na merenda, mastigou um sem-número de alfenins finos,
branquinhos e gostosos. Na hora do jantar matou um capão, ensopou-o em molho espesso,
saboreando-o. À ceia, devorou um prato de macaxeiras, enxutinhas, acompanhando-as com
manteiga.
Ao anoitecer, o marido apareceu, fingindo-se fatigado. Chovera o dia inteiro e o
homem estava como se estivesse passado, como realmente passara, o dia à sombra. A
mulher perguntou:
̶ Homem, como é que trabalhando na chuva você não se molhou?
O marido respondeu:
̶ Se a chuva fosse grossa como as tapiocas que você almoçou, eu teria vindo
ensopado como o capão que você jantou. Mas a chuva era fina como os alfenins que você
merendou e eu fiquei enxuto como as macaxeiras que você ceou.
A mulher compreendeu que fora descoberta em seu disfarce e não mais escondeu seu
apetite ao marido.
CASCUDO, Luís da Câmara. Contos tradicionais do Brasil. São Paulo: Global, 2004

1. A história começa com algumas opiniões sobre um dos personagens. Que personagem é e
que opiniões são essas?
Uma mulher, dona de casa. As opiniões são que ela era arranjadeira (organizada), honrada e gulosa.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

2. Agora que você já leu o texto, pode explicar o título.


___________________________________________________________________________
A mulher era comilona, mas disfarçava seu apetite, fingindo que não tinha fome, na frente do marido.
___________________________________________________________________________

3. Qual é a situação inicial da história?


___________________________________________________________________________
O marido achava estranho que a esposa engordasse cada vez mais, apesar de nunca vê-la comer. Ela
era muito gulosa, mas na frente dele não comia, fingindo estar sem fome.
___________________________________________________________________________
32
___________________________________________________________________________
Algumas palavras do texto devem ser desconhecidas para você. Releia este trecho:

“Na merenda, mastigou um sem-número de alfenins finos, branquinhos e gostosos. Na hora


do jantar matou um capão, ensopou-o em molho espesso, saboreando-o. À ceia, devorou um
prato de macaxeiras, enxutinhas, acompanhando-as com manteiga.”

É hora de trocar ideias com seus(suas) colegas


e Professor(a)!

4. Qual é o tema desse trecho? Que palavras são usadas para contar o que ela comeu?
___________________________________________________________________________
O tema são as guloseimas que deliciavam a mulher. Os verbos são mastigou, saboreando-o e devorou.
Professor(a), sugerimos que converse com sua turma sobre a escolha dessas palavras e o sentido de
___________________________________________________________________________
cada uma.
5. Veja o contexto de alfenins. Que pistas o texto traz, para que o leitor deduza o seu
sentido? Que ideia você tem de alfenins, a partir dessas pistas?
pistas são “finos, branquinhos e gostosos”. Professor(a) seus(suas) alunos(as) podem inferir que
___________________________________________________________________________
As
sejam biscoitos. Professor(a), sugerimos que provoque-os(as) com perguntas como “Será que é doce
___________________________________________________________________________
ou salgado?”
___________________________________________________________________________

6. E capão? Quais são as pistas? O que poderia ser?


A pista “matou” já faz supor que seja um animal. É possível que seus(suas) alunos(as) sugiram vários
___________________________________________________________________________
animais usados na nossa alimentação. Capão é o galo que engorda bastante, por ter sido castrado.
___________________________________________________________________________

7. Talvez você já tenha comido macaxeira... Caso ainda não tenha provado, você acha que
as pistas do texto são suficientes para que o leitor descubra o que é?
___________________________________________________________________________
Macaxeira é aipim/ mandioca em muitas regiões brasileiras. O texto não fornece pistas suficientes para
quem desconhece o alimento.
___________________________________________________________________________

Você percebeu que, às vezes, é possível chegar


bem perto do significado de palavras desconhecidas,
sem consultar o dicionário. Mesmo que você não
descubra o sentido exato, pode entender o contexto.

8. Qual é o elemento complicador da história, fazendo com que ela acontecesse?


___________________________________________________________________________
O que fez a história acontecer foi o marido resolver descobrir a verdade sobre a falta de apetite da esposa,
que não parava de engordar. Ele fingiu que ia trabalhar e ficou escondido.
___________________________________________________________________________

9. E o clímax, isto é, o momento mais delicado da história, quando não se sabe o que vai
acontecer?
___________________________________________________________________________
O ponto alto do texto é quando a esposa pergunta ao marido como foi que ele chegou seco em casa,
se havia chovido o dia todo.
___________________________________________________________________________

10. Releia a resposta do marido. Que efeito de sentido tem a palavra como?
Como indica uma comparação, que o marido usa para mostrar à esposa que já sabia de tudo.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

11. Qual é o desfecho, isto é, como tudo termina?


___________________________________________________________________________
A esposa entendeu que o marido havia descoberto a sua farsa e não escondeu mais do marido seu 33
apetite.
___________________________________________________________________________
Você já viu algum texto
MultiRio

parecido com este?

Acervo pessoal.

1. Que gênero textual é esse? 5. Em “Dicas e procedimentos básicos:”, que


__________________________________
Trata-se de um cartaz. efeito de sentido têm os dois pontos?
_____________________________________
Os dois pontos apresentam uma lista de
2. A quem se destina esse texto? orientações.
_____________________________________
__________________________________
Destina-se aos moradores de uma cidade.
__________________________________ 6. Releia o item 10. Que outros bens são
menos importantes do que a sua vida e a da
3. Qual a sua finalidade? sua família?
_________________________________
Dar dicas e procedimentos para orientar a _____________________________________
Uma casa, eletrodomésticos, objetos de uso
__________________________________
população em caso de chuva forte. _____________________________________
pessoal etc. Professor(a), sugerimos que faça
_____________________________________
uma Roda de Conversa sobre bens materiais e
4. Quais podem ser as consequências de _____________________________________
imateriais.
uma chuva forte? _____________________________________
34
__________________________________
Deslizamento de encostas, destruição de casas, _____________________________________
perda de vidas.
__________________________________ _____________________________________
Professor(a), o conto oferece muitas oportunidades de debate. Contudo, somente você, que conhece
sua turma, pode avaliar quais questões devem ser abordadas. Para ajudar na sua reflexão, sugerimos a
leitura do trecho a seguir: “Para que uma história realmente prenda a atenção da criança, deve entretê-la
e despertar sua curiosidade. Mas para enriquecer sua vida, deve estimular-lhe a imaginação: ajudá-la a
desenvolver seu intelecto e a tornar claras suas emoções; estar harmonizada com suas ansiedades e
aspirações; reconhecer plenamente suas dificuldades e, ao mesmo tempo, sugerir soluções para os
problemas que a perturbam. Resumindo, deve de uma só vez relacionar-se com todos os aspectos de sua
personalidade - e isso sem nunca menosprezar a criança, buscando dar inteiro crédito a seus
predicamentos e, simultaneamente, promovendo a confiança nela mesma e no seu futuro.
(...) a criança, ela precisa ainda mais ter a possibilidade de se entender neste mundo complexo com o
qual deve aprender a lidar. Para ser bem sucedida neste aspecto, a criança deve receber ajuda para que
possa dar algum sentido coerente ao seu turbilhão de sentimentos. (...) encontra este tipo de significado
nos contos de fadas. (...) Enquanto diverte a criança, o conto de fadas a esclarece sobre si mesma, e
favorece o desenvolvimento de sua personalidade. Oferece significado em tantos níveis diferentes, e
enriquece a existência da criança de tantos modos que nenhum livro pode fazer justiça à multidão e
diversidade de contribuições que esses contos dão à vida da criança.” Em A psicanálise dos contos de
fadas, de Bruno Bettelheim, Ed. Paz & Terra. Sugerimos que proponha à turma uma leitura dramatizada,
com divisão das falas, e sugerimos, ainda, que você explore bastante os elementos da narrativa e os
momentos da trama.

Agora é hora de um pouco de encantamento!


Você consegue pronunciar o título do texto?...
Rumpelstiltskin

Certa vez, um rei estava visitando todas as regiões de


seu reino quando chegou a uma cabana em ruínas que
pertencia a um pobre tecelão.
̶ Posso ser pobre agora disse o homem -, mas um dia
serei mais rico do que se possa imaginar.
̶ O que você quer dizer com isso? perguntou o rei,
subitamente interessado.
̶ Bem, Sua Majestade - mentiu o tecelão, que queria
impressionar o rei -, tenho uma filha muito especial, que foi
ensinada pelas fadas a fiar a palha e transformá-la em ouro.
̶ Nesse caso, eu a levarei comigo ̶ disse o rei. ̶ Se ela
puder realmente fazer o que você disse, eu me casarei com
ela. Mas, se ela não for capaz, o pior acontecerá com você.

O rei trancou a pobre garota em um quarto de uma


torre abandonada. Não havia mais nada ali, exceto um
fardo de palha e uma roca.
̶ Aqui está ̶ disse o rei. Voltarei pela manhã para
buscar o ouro.
É claro que a garota não sabia como fiar a palha e
transformá-Ia em ouro, por isso ela se sentou e
chorou, temendo o momento em que o rei retornasse.
De repente, um estranho duende apareceu e quis
saber por que ela estava chorando. Quando a garota
terminou de explicar, ele riu.

̶ É só esse o problema? Posso resolver isso em um piscar de olhos, e tudo o que peço é que você me dê
esse colar que está em seu pescoço. Embora aquele colar fosse um presente que recebera de sua mãe, a
menina o entregou. Em poucos instantes, ela adormeceu com o zumbido da roca. Quando acordou, o duende já
havia desaparecido, mas cumpriu o que tinha prometido. No lugar onde antes estava a palha, havia agora uma
pilha de ouro.
O rei ficou muito satisfeito. Ele levou o ouro e trouxe mais palha. 35
̶ Aqui está! Veja o que você pode fazer com isso - disse ele.
Então, a filha do tecelão esperou até o anoitecer, e
o duende voltou.
̶ Vou tecer essa palha em ouro para você ̶ ele falou ̶
e tudo o que vai lhe custar é esse lindo anel que está
em seu dedo.
A garota concordou, embora aquele anel também
tivesse sido um presente de sua mãe. E assim que o
som da roca começou, ela adormeceu.
Quando acordou, havia mais ouro onde antes
estava a palha.
O rei pulou de alegria e encheu o cômodo todo com
mais palha.
A garota olhou para tudo aquilo e esperou a
volta do duende, que chegou ao anoitecer. Mas a
pobre filha do tecelão não possuía mais nenhum
objeto para dar a ele.
̶ Tudo bem ̶ cochichou o duende. Eu vou
tecer essa palha em ouro e tudo o que você
precisa fazer é me dar seu primeiro filho.
É claro que a garota concordou prontamente,
já que não era casada nem pensava em se casar.
Mais uma vez ela adormeceu ao som da roca e,
quando acordou, o local estava repleto de ouro.
O rei ficou tão entusiasmado com sua nova
fortuna que se casou com a pobre filha do tecelão
naquele mesmo dia.
Com o passar dos anos, o rei e sua rainha tiveram uma linda garotinha, e todo o reino
se alegrou. Eles estavam felizes, como quaisquer pai e mãe ficariam, até a noite terrível em
que o duende retornou. O rei estava caçando, e a rainha já havia se esquecido da promessa
que fizera ao ser encantado.
̶ Eu vim buscar o bebê disse ele. Nós fizemos um trato e você está presa a ele.
A rainha chorou muito e implorou que o duende desistisse do trato, mas ele estava firme
em sua decisão.
̶ Nosso acordo era que eu levaria seu primogênito comigo - ele insistiu, apontando para
o bebê - e acordos devem ser respeitados! A rainha agarrou-se à perna do duende.
̶ Não leve meu bebê! ̶ ela implorava. ̶ Eu lhe dou a minha metade do reino e todas as
minhas riquezas!
̶ Vejamos... ̶ disse o duende. Eu tenho uma ideia melhor. Alguma vez eu já lhe disse
meu nome?
̶ Não ̶ respondeu a rainha.

36
̶ Bem, não é um nome comum e, se você puder adivinhá-lo, ficará livre do nosso
acordo.
̶ Seria Arquibaldo?
̶ Não ̶ disse o duende.
̶ Timóteo, Pancho, Balmoral?
̶ Não, não, não! ̶ riu o duende cinicamente. Vou embora agora e voltarei amanhã. Se
você adivinhar meu nome, poderá ficar com sua filha.
Quando ele saiu, a rainha já sabia que nunca seria capaz de adivinhar o nome
misterioso, então se dirigiu ao seu servo e disse:
̶ Em algum lugar da estrada, você encontrará um homenzinho muito feio. Siga-o e
veja se consegue descobrir como ele se chama.
E o servo saiu para cumprir a ordem.
Naquela mesma noite, o servo voltou com um enorme sorriso no rosto.
̶ Eu segui o duende até uma pequena cabana embrenhada na floresta ̶ disse ele ̶ e lá,
escutei quando ele cantou:
Hoje vou assar, amanhã vou comer,
No dia seguinte, terei um bebê só para mim.
E, oh! Que alegria por ninguém saber,
Que meu nome é Rumpelstiltskin!

̶ Rumpelstiltskin, Rumpelstiltskin! ̶ a rainha cantava


alegremente, dançando por todo o quarto e abraçando seu bebê.
No dia seguinte bem cedo, o pequeno duende apareceu diante
da rainha, que estava em sua torre.
̶ Bom dia, Rumpelstiltskin! - ela sorriu.
O duende ficou paralisado, com a certeza de que jamais
poderia levar o bebê consigo. Seu rosto ficou muito vermelho, e
ele começou a balbuciar palavras terríveis.

Então, para surpresa da rainha, ele subiu pelas paredes,


cuspindo e gritando, até desaparecer através da janela, como
um balão cheio quando se tiram os dedos que fecham o bocal.
Nunca mais se ouvir falar no duende novamente. E o rei, a
rainha e a pequena princesa viveram felizes para sempre.

ROSS, Tony. Meus contos de fadas preferidos. São Paulo: Martins


Fontes, 2013
37
1. Que expressão do texto indica quando os fatos aconteceram?
_________________________________________________________________________
“Era uma vez” indica que os fatos aconteceram em um tempo indeterminado.

2. Em que estado de conservação se encontra “uma cabana em ruínas”?


_________________________________________________________________________
Velha, sem manutenção, caindo aos pedaços.

3. Você conhece a palavra tecelão? Consegue deduzir o significado a partir da palavra


tecer? Caso não consiga, procure no dicionário.
_________________________________________________________________________
Tecelão vem de tecer, de onde também saiu tecido... Tecelão é quem tece. É interessante, Professor(a),
sugerimos apresentar aos(às) alunos(as) algumas famílias de palavras, para que, entre outras coisas,
_________________________________________________________________________
eles aprendam a inferir o sentido de palavras desconhecidas.
4. O tecelão queria impressionar o rei. Que opinião ele deu sobre a filha?
_________________________________________________________________________
Ela é muito especial.

5. Que consequência teve a mentira do tecelão?


_________________________________________________________________________
O rei levou-a e ameaçou seu pai, se ela não fizesse o que ele inventou sobre a filha.

6. O rei trancou a menina em uma torre e saiu. Por que ela ficou com medo do retorno do
rei?
Porque ela não sabia transformar palha em ouro.
_________________________________________________________________________

7. Um duende apareceu e disse “Posso resolver isso em um piscar de olhos (...)”


O que significa a expressão destacada?
_________________________________________________________________________
Significa “bem rápido”, assim como é uma piscada de olhos.

8. Em “Em poucos instantes, ela adormeceu com o zumbido da roca.” Qual o sentido da
expressão em destaque?
_________________________________________________________________________
Rapidamente, em pouco tempo.

9. Em “A garota olhou para tudo aquilo e esperou a volta do duende (...)”, a que se refere
a expressão em negrito?
Refere-se ao cômodo cheio de palha para ela transformar em ouro.
_________________________________________________________________________

10. O que o duende recebeu em troca da sua ajuda? E o que pediu quando a menina não
tinha mais nada para lhe dar?
_________________________________________________________________________
Um colar e um anel, presentes da mãe da garota. Quando ela já não tinha nada mais para dar ao duende,
ele exigiu seu primeiro filho.
_________________________________________________________________________

11. Em “O rei ficou tão entusiasmado com sua nova fortuna que se casou com a pobre filha
do tecelão naquele mesmo dia.” A que dia se refere a expressão em destaque?
_________________________________________________________________________
Naquele mesmo dia em que o rei aumentou mais uma vez a sua fortuna.
38
12. Releia: “A rainha chorou muito e implorou que o duende desistisse do trato, mas ele
estava firme em sua decisão.” Que efeito de sentido tem a palavra em negrito?
Implorar tem um peso maior do que apenas pedir. A rainha estava desesperada.
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

13. Em “- Vejamos... - disse o duende. Eu tenho uma ideia melhor. Alguma vez eu já lhe
disse meu nome?”, qual o efeito de sentido das reticências?
As reticências indicam que o duende estava pensando.
_________________________________________________________________________

14. Que ideia “melhor” teve o duende, para ajudar a rainha?


_________________________________________________________________________
Ela teria de adivinhar o nome do duende, para se livrar do acordo.
_________________________________________________________________________

15. Copie do texto a palavra que expressa o modo como o duende riu.
Ele riu cinicamente.
_________________________________________________________________________

16. A rainha pede que seu servo tente descobrir o nome do duende. Que opinião ela deu
sobre ele?
Que ele é “um homenzinho muito feio.”
_________________________________________________________________________

17. Releia: “Naquela mesma noite, o servo voltou com um enorme sorriso no rosto.” O que
causou o sorriso no rosto dele?
_______________________________________________________________________________
Ele havia descoberto o nome do duende.
_______________________________________________________________________________

18. “No dia seguinte bem cedo, o pequeno duende apareceu diante da rainha, que estava
em sua torre.” O que ele foi fazer lá?
Ele foi lá para verificar se a rainha havia conseguido descobrir o nome dele.
_________________________________________________________________________

19. Qual o desfecho da história?


_______________________________________________________________________________
Rumpelstiltskin ficou irritadíssimo com a descoberta da rainha, subiu gritando pelas paredes e
_______________________________________________________________________________
desapareceu pela janela. O rei, a rainha e a princesa viveram felizes para sempre.

Seu desafio agora será escrever uma nova história. Imagine que, anos depois, o
rei, a rainha e a princesa, agora já não mais pequena, reencontrem o duende. Como
seria essa história?
Lembre-se de que uma história deve ter:
✓ um narrador (apenas observador ou personagem da história que conta);
✓ início, meio e fim, ou seja:
▪ uma situação inicial,
▪ um conflito gerador (complicação dessa situação inicial),
▪ um clímax (de acordo com o desenvolvimento da complicação) e
▪ o desfecho da história.
Imagine e planeje seu texto antes de escrevê-lo.
Escreva, revise e reescreva até chegar à forma final.
Lembre-se de dar um título a sua história. Bom trabalho! 39
MultiRio
Olá, estudante! Chegamos ao 2.º bimestre! Curta o que preparamos
Fonte: MULTIRIO

para você! Vamos começar com uma leitura de imagem.

Professor(a), sugerimos que conduza o olhar de seus(suas) alunos(as) pelas cenas da


história, observando cada detalhe. Esse aprendizado eles vão levar para toda a vida.

Você sabia que imagens também são


1. Onde se passam as cenas?
textos? E que podem ser lidos? Observe
No jardim de uma casa.
___________________________________
cada detalhe desta história em quadrinhos
___________________________________
para descobrir muito!
_________________________________________ 2. O que faz o personagem na cadeira de
balanço?
___________________________________
Ele está cochilando.

3. Quem é o personagem no portão?


O entregador de jornal.
___________________________________
___________________________________

1 4. Qual foi a participação dele na história?


Ele jogou o jornal no jardim e foi
___________________________________
embora.
___________________________________

5. O que indicam as linhas que saem da


mão do personagem?
Indicam o movimento do jornal saindo
___________________________________
de sua mão e caindo no jardim.
___________________________________
2
6. O que indicam as linhas abaixo do
queixo do cachorro e em suas patas?
___________________________________
Indicam movimento.
___________________________________

7. O que mostram as cenas 2 e 3?


Mostram o cachorro indo pegar o jornal
___________________________________
3 e voltando com ele.
___________________________________

8. O que o leitor pensa que vai acontecer


no 4.º quadrinho?
O leitor tem a expectativa de que o
___________________________________
cão entregue o jornal ao dono.
___________________________________
___________________________________

4 9. O que quebra a expectativa do leitor e


provoca humor?
MORDILLO, Guillermo. Safari. Bertrand: Lisboa, 1990
O cão se senta como se fosse uma
___________________________________
Professor(a), sugerimos que pessoa, abre o jornal e começa a ler.
___________________________________
ESPAÇO incentive seus(suas) alunos(as) a
CRIAÇÃO desenhar o cenário e os 10. Pense em um título interessante!
personagens e a usar balões de HQ.

E se a história ainda tivesse mais uma cena?...


Use o espaço abaixo. Imagine se o personagem
Fonte: MULTIRIO

que dorme acordasse de repente? Se quiser,


use balões de fala e de pensamento. Troque
com seus(suas) colegas e veja como sai cada
40
ideia legal!
Os três porquinhos e o lobo-guará

Era uma vez três porquinhos, Zéporquinho,


Joãoporquinho e Manéporquinho. Eles viviam com sua
mãe em uma casa no pé da montanha e eram muito
felizes. Cresceram brincando de pega-porco, porcobol,
futeporco, esconde-esconde na lama e outras
brincadeiras de porco. Um dia Manéporquinho, que era
o mais esperto de todos, falou para sua mãe:

─ Mãe. Eu já sou um porco adolescente, por isso


quero conhecer o mundo e saber o que existe do outro
lado da montanha. Estou indo embora.
Mamãe porca ficou triste, mas não pôde fazer nada.
Despediu-se dele e recomendou:
─ Tome cuidado com o Lobo Mau, o mundo está
cheio deles.

─ Pode ficar tranquila, mamãe, eu vou tomar


cuidado.
E Manéporquinho foi-se embora. No dia seguinte,
Joãoporquinho e, logo depois, Zéporquinho fizeram a
mesma coisa. Despediram-se da mamãe porca e foram
conhecer o mundo. Antes que saíssem a mãe fez a
mesma recomendação:
─ Cuidado com o Lobo Mau!
Cada um para seu lado, os três porquinhos andaram,
andaram até ficarem cansados. Não era uma vez: contos clássicos recontados. São Paulo: Editora Melhoramentos,
2010

Decidiram então construir uma casa para se proteger do Lobo Mau. Zéporquinho, que era
o mais preguiçoso de todos, construiu uma casa só de capim e palha, que em um dia ficou
pronta. Joãoporquinho, que era mais ou menos preguiçoso, construiu uma casa de madeira,
que em três dias ficou pronta. Manéporquinho, que não era preguiçoso, construiu uma casa
de tijolos e cimento, que em uma semana ficou pronta.
Certo dia alguém bateu na porta da casa de
Zéporquinho:
─ Toc! Toc!
─ Quem é? perguntou o porquinho.
─ Sou eu, o Lobo! Deixe-me entrar!
─ Não! respondeu Zéporquinho. Não deixo porque
você é mau e eu tenho medo!
─ O que é isso, porquinho! Eu não sou um lobo mau.
─ É sim! Todo mundo sabe que você comeu a vovozinha da Chapeuzinho Vermelho!
─ Você está enganado! Quem comeu a vovozinha foi o Lobo Mau. Eu sou o Lobo-Guará.
Eu não como nem gente nem porco. Eu gosto muito mais de frutas do que de carne. O Lobo
Mau de verdade voltou para a terra dele na Europa.
─ Mesmo assim, eu não abro. Lobo-Guará também é lobo. Eu tenho medo de lobo, não 41
abro e pronto!
Desesperado, o Lobo-Guará começou a lamuriar e a chorar.
─ Pelo amor de Deus, porquinho, deixe-me entrar. Eu também estou morrendo de medo,
mas é do caçador. Eu tive de fugir de minha casa lá no cerrado por causa dele. Agora ele
está atrás de mim com uma espingarda enorme. - E começou a chorar.
─ Uáaaaaa... uáaaaaaa...
─ Pare de chorar, Lobo-Guará, que eu vou ver o que posso fazer.
Mas o Lobo-Guará continuou chorando:
─ Uáaaa... uáaaaa...
─ Está bem, você jura que não vai me comer?
─ Juro pela memória do meu lobo-pai! Eu já disse que eu gosto mais é de frutas.
─ Está bem - disse Zéporquinho, abrindo a porta.
O lobo entrou. Olhando para ele, Zéporquinho exclamou:
─ Nossa! Você é lobo-pernalonga!
─ Sou sim. Todos os lobos-guarás têm pernas grandes. Isso facilita andar no mato
olhando por cima do capinzal.
Zéporquinho mostrou ao Lobo-Guará sua casa nova feita de palha. Ele olhou, examinou e
disse:
─ Desculpe a franqueza, Zéporquinho, mas sua casa é uma vergonha. É preciso ser
muito preguiçoso para fazer uma construção tão vagabunda. Qualquer lobo a derruba.
─ Calma lá! Eu recebo você em minha casa, com toda consideração, e a primeira coisa
que você faz é falar mal da casa?
─ Mas é a pura verdade, Zéporquinho. Sua casa não tem segurança. Qualquer vento a
derruba.
Ele mal tinha acabado de falar isso quando se ouviu um barulho na porta:
─ Quem será? - perguntou Zéporquinho. Ouviu-se um silvo:
─ Sissssssss!
─ É ele - respondeu o Lobo-Guará.
─ Ele quem?
─ O vento. Eu conheço o barulho dele. Ele venta também lá no cerrado onde eu moro. O
barulho e a força do vento foram aumentando, e a casa começou a tremer. Assustado,
Zéporquinho abraçou-se ao Lobo-Guará. O vento continuou ventando cada vez mais forte.
Parecia um gigante soprando:
─ Sissssssssssssssss! Sisssssssssssssssssss!
A casa tremeu, balançou e voou pelos ares. Levada pelo forte vento. O Lobo e o
porquinho só não foram levados também porque se abraçaram a uma árvore.
─ Não falei, Zéporquinho? Mas você é muito preguiçoso. Viu o que aconteceu? E agora?
─ Agora nós vamos para a casa de meu irmão Joãoporquinho. Ela é mais forte. É de
madeira.
O vento parou de soprar enquanto o Lobo-Guará e Zéporquinho
seguiam para a casa do irmão. Chegando lá, bateram na porta:
─ Toc! Toc! Toc!
─ Quem é? - perguntou Joãoporquinho.
─ Sou eu, seu irmão. Abra, por favor!
─ Mas quem é esse aí com você?
─ É meu amigo. o Lobo-Guará. Pode abrir que ele é do bem.
Joãoporquinho abriu a porta, e eles entraram. Zéporquinho
apresentou. O Lobo-Guará a seu irmão e explicou o que tinha
42
acontecido. Joãoporquinho cumprimentou o Lobo-Guará e, dirigindo-se
ao irmão, disse:
─ Bem que eu lhe falei que esse negócio de casa de palha não ia dar certo, mas você não
ouviu. É muito preguiçoso. Deu nisso aí.
Nesse momento ouviu-se um barulho do lado de fora.
─ Quem é? - perguntou Joãoporquinho.
─ Sisssssssssssss.
─ É o vento que está chegando - disse o Lobo-Guará. - Ele é perigoso.
A força do vento foi aumentando cada vez mais.
─ Sisssssssssssssss!
Zéporquinho ficou apavorado.
─ Ele vai derrubar esta casa também - disse ele, quase chorando.
─ De jeito nenhum! - exclamou Joãoporquinho.
─ Ela é de madeira, e ele não dá conta de derrubá-la.
Do lado de fora, o barulho e a força do vento eram cada vez maiores. A
casa tremia, mas não caia. Os dois porquinhos, com medo, abraçaram o
Lobo-Guará. Furioso, o vento começou a ventar em círculos e virou
furacão. A casa voou pelos ares. Também nesse caso os dois porquinhos e
o Lobo-Guará só não foram levados pelo vento porque se abraçaram a
uma árvore.
─ Vamos para a casa do Manéporquinho - disse Joãoporquinho. Ela é
feita de tijolo e cimento. Vamos depressa, antes que o vento ataque de
novo - disse Zéporquinho. Continua
Vamos dar uma pausa na leitura para fazer um suspense rsrs. Enquanto isso,
relembre alguns detalhes do conto, uma narrativa curta, com poucos personagens.

1. O título deste conto lembra um outro. Você e seus colegas podem contá-lo, oralmente?
Professor(a), sugerimos que conduza uma contação coletiva do conto Os 3 porquinhos e o lobo mau".
2. O 1.º parágrafo de um conto nos traz informações importantes. Nele, podemos descobrir
sobre
a) Personagens? ________________________________________________________
Zéporquinho, Joãoporquinho, Manéporquinho e sua mãe.
b) Local onde se passa o início da história? ___________________________________
Uma casa ao pé da montanha.
c) Tempo em “Era uma vez”que ocorrem
indica que a época dos fatos é os
desconhecida,
fatos?__________________________________________ indeterminada.
A família vivia feliz no pé da montanha, os porquinhos se divertiam com
d) Situação inicial? brincadeiras de porco.
_______________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

3.Professor(a),
Como você imagina
várias as brincadeiras
respostas citadasdeno
podem ser aceitas, 1.º parágrafo?
acordo com a sugestão de cada nome das
brincadeiras e com a imaginação dos(as) seus(suas) alunos(as).
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4.Manéporquinho,
Que acontecimento interrompeu
o mais esperto, a tranquilidade
comunicou da situação
à sua mãe que queria sairinicial?
de casa e conhecer o mundo.
_________________________________________________________________________________

5.EleQual
já erafoi
adolescente . decisão do Manéporquinho?
a causa da
_________________________________________________________________________________

6.Joãoporquinho
E o que aconteceu no dia fizeram
e Zéporquinho seguinte e também
a mesma coisalogo
que depois?
Manéporquinho.
_________________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos que trabalhe, oralmente, as questões com seus(suas) alunos(as), antes de 43
passarem à escrita.
7. Em “Cada um para seu lado, os três porquinhos andaram, andaram até ficarem
cansados.”, qual o efeito de sentido da repetição?
A repetição reforça a ideia de longa distância e longo tempo das andanças dos
___________________________________________________________________________

Fonte: MULTIRIO
porquinhos.
___________________________________________________________________________

8. O que motivou os 3 irmãos a construir suas casas?


A necessidade de se protegerem do Lobo Mau.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

9. Que opinião o narrador da história tem sobre cada porquinho?


_________________________________________________________________________________
Zéporquinho era o mais preguiçoso, Joãoporquinho, era mais ou menos preguiçoso e
Manéporquinho, não era preguiçoso.
_________________________________________________________________________________

10. O que poderia confirmar essas opiniões do narrador?


A qualidade de cada casinha: Zéporquinho construiu uma casa só de capim e palha, que em um dia
_________________________________________________________________________________
ficou pronta. Joãoporquinho, uma casa de madeira, que em três dias ficou pronta. E Manéporquinho
_________________________________________________________________________________
uma casa de tijolos e cimento, que em uma semana ficou pronta.
11. Como é a onomatopeia das batidas na porta do Zéporquinho? E a do choro do Lobo-
Guará? E a do vento?
Batidas na porta: Toc! Toc! O choro: Uáaaaaa... Uáaaaaaa... O vento:Sisssssssssssss.
___________________________________________________________________________

12. O que levou Zéporquinho a pensar que quem batia na porta era um lobo mau?
Porque ele havia ouvido falar que o lobo tinha comido a avó da Chapeuzinho Vermelho.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

13. Releia: “— Você está enganado! Quem comeu a vovozinha foi o Lobo Mau. ...”
Por que a expressão acima destacada está em maiúsculas, mas na fala anterior “ — O que é
isso, porquinho? Eu não sou um lobo mau.” está em minúsculas?
Professor(a), sugerimos que conduza seus(suas) alunos(as) à compreensão de que “o Lobo Mau”
_________________________________________________________________________________
refere-se, especificamente, àquele lobo, com nome próprio, e “um lobo mau” é um lobo qualquer.
_________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________

14. Que argumentos o Lobo-Guará utiliza para tentar convencer o porquinho de que não é um
lobo mau?
Ele disse que é o Lobo-Guará e que quem comeu a vovozinha foi o Lobo Mau. Que não come gente
_________________________________________________________________________________
nem porco e que gosta muito mais de frutas do que de carne.
_________________________________________________________________________________

15. Que acontecimento mostrou que a opinião do Lobo-Guará sobre a casa do Zéporquinho
era, na verdade, um fato?
O Lobo-Guará achou a casa uma vergonha, uma construção feita de qualquer jeito, insegura. Isso ficou
_________________________________________________________________________________
provado quando a casa voou pelos ares, levada pelo vento.
_________________________________________________________________________________

16. Que solução Zéporquinho deu para o problema?


Foi com o Lobo-Guará para a casa do Manéporquinho.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
17. Que efeito de sentido tem “A casa voou pelos ares.”? Uma casa pode voar?
_________________________________________________________________________________
A expressividade enfatiza a força do vento que a jogou pra longe. Uma casa não voa.
Fonte: MULTIRIO

O que será que vai acontecer?...


44
Vamos continuar a leitura?
Ao chegarem à casa do outro irmão, Joãoporquinho bateu na porta:
─ Toc! Toc! Toc!
─ Quem é? - perguntou Manéporquinho. - Somos nós. Seus irmãos! - responderam os
dois porquinhos.
─ Mas tem um lobo aí com vocês!
─ Não tem perigo, meu irmão. Ele é do bem. - Nada disso! Ele comeu a vovozinha da
Chapeuzinho Vermelho.
─ Isso foi o outro lobo, o mau - disse o Lobo-Guará. - Ele foi embora para a Europa. Eu só
gosto de comer frutas. Nesse momento ouviu-se o barulho do vento chegando.
─ Sisssssssssssss!
Joãoporquinho gritou:
─ Pelo amor de Deus, meu irmão! Abra esta porta, senão o vento vai levar a gente.
Manéporquinho abriu rapidamente a porta e deixou-os entrar. Joãoporquinho contou o que
tinha acontecido com eles. Manéporquinho comentou:
─ Bem que eu disse a vocês que suas casas eram muito fracas, vocês não ligaram. São
muito preguiçosos. Quero ver esse vento derrubar a minha casa.
Lá fora o vento soprava cada vez mais forte.
─ Sisssssssssssssssssss!
Parecia o sopro de um gigante. O vento abriu uma janela, mas os porquinhos conseguiram
fechá-la. Tentou entrar pela chaminé, mas ela estava fechada com tijolos. Foi ficando furioso,
virou ventania e começou a uivar. Levou todas as coisas que estavam do lado de fora da
casa: varal de roupa, churrasqueira, lata de lixo, velocípede de porco, tudo.
Mas não conseguiu levar a casa. Furioso, deu sua última cartada: começou a ventar em
círculo e virou furacão.
─ Nossa! - disse Joãoporquinho. - Por isso eu não esperava. Furacão é demais! Estamos
perdidos.
A casa tremeu, voaram telhas do telhado, mas ela não caiu. Depois de algum tempo o
vento desistiu de derrubar a casa, ficou mais calmo e afastou-se dela. Loucos de alegria, os
três porquinhos e o Lobo-Guará abriram a porta e começaram a zombar dele.
─ Fiau! Fiau! Seu vento mau.
─ Fiau! Fiau! Seu vento mau.
Desanimado, o vento foi embora para bem longe e passou a ventar no deserto do Saara.
Os três porquinhos ficaram muito amigos do Lobo-Guará. Aumentaram a casa e construíram
um quarto só para ele. Com medo do caçador, o Lobo-Guará raramente saía. No dia de seu
aniversário, os porquinhos fizeram uma festa surpresa. Quando o Lobo-Guará entrou na sala,
viu um bolo com velinhas. Espalhadas sobre a mesa, todas as frutas que ele gostava:
banana, abacate, melancia, jaca, araticum, mamão e até a fruta do lobo, que ele costumava
comer lá no cerrado. Mas tinha brigadeiro também, é claro... Todo alegre, o Lobo-Guará
começou a comer frutas sem parar. Era um verdadeiro papa-frutas, e até os porquinhos
comeram também. Cantaram parabéns, e o Lobo-Guará soprou as velinhas. Estavam todos
muito felizes quando se ouviu um latido e alguém bateu na porta:
─ Toc! Toc! Toc!
Todos se assustaram.
─ Será que o Lobo Mau voltou da Europa? - perguntou Zéporquinho.
Ouviu-se uma voz grossa e um latido:
─ Abram esta porta que eu quero entrar! 45
Olhando pelo buraco da fechadura, Manéporquinho disse:
─ Tem um homem de chapéu e bota, com uma espingarda enorme, seguido de dois
cachorros.
─ É o caçador. - disse o Lobo-Guará, apavorado. - Só pode ser ele! Quem é? ─ perguntou
Manéporquinho.
─ Sou eu, o caçador. Estou procurando o Lobo-Guará. Abram, por favor!─ disse o caçador.
Apavorado, o lobo escondeu-se debaixo da mesa.
─ Não tem nenhum lobo aqui, não - disse Manéporquinho.
─ Tem, sim. Eu vi quando ele entrou aí. Abram. Eu preciso caçá-lo.
─ Mas a caça está proibida. ─ falou Manéporquinho.
─ Eu tenho licença da Polícia Florestal.
─ É mentira dele ─ cochichou o lobo.
─ Não acredito em você. ─ disse Zéporquinho. ─ Lobo-Guará é espécie ameaçada de
extinção. Não pode ser caçado de jeito nenhum.
─ Vou caçá-lo assim mesmo. Abra, senão eu arrombo a porta.
A situação estava ficando cada vez mais difícil. Zéporquinho começou a chorar com medo
do caçador. Joãoporquinho cochichou no seu ouvido:
─ Pare de chorar, seu bobo. Ele só come porco-do-mato.
─ Mas ele pode querer experimentar porquinho que mora em casa.- e caiu no choro.
Procurando manter a calma, Manéporquinho falou:
─ Espere um pouco que eu vou abrir.
Ao ouvir isso, o Lobo-Guará entrou em pânico e se encolheu ainda mais debaixo da mesa.
Manéporquinho tranquilizou-o.
─ Calma! Não vai lhe acontecer nada. Eu tenho um plano. Venha cá ouvi-lo.
Manéporquinho explicou o plano. Com cara de riso, todos se prepararam.
─ Pode entrar. ─ disse ele para o caçador.
─ Suspenda o trinco que a porta abre.
Assim que o caçador apareceu na porta, Manéporquinho deu o sinal:
─ Já!
Juntos, os quatro começaram o ataque. Sobre o caçador caiu uma chuva de bagaços de
laranja, cascas de melancia e de banana, caroços de manga, pedaços de mamão,
jabuticabas e até um araticum inteiro. Assustado, o caçador tentou se proteger com as mãos,
mas foi atingido no rosto por uma enorme jaca. Sentindo-se derrotado, virou as costas e
tentou fugir. Com uma pontaria impressionante, Joãoporquinho acertou um caroço de
abacate bem na sua nuca. Ele correu para fora. Como o chão estava cheio de cascas de
banana, ele escorregou e caiu de costas. Com isso, a espingarda disparou. O tiro pegou no
telhado, e um telha caiu. Os dois cachorros que latiam sem parar, no meio da confusão,
começaram a ganir e a lamber o rosto do dono, que estava todo lambuzado de jaca. Ele se
levantou e fugiu. Manéporquinho bateu a porta. Dentro da casa a alegria foi total.
─ Vitória! ─ gritou Zéporquinho, abraçando-se ao Lobo-Guará e aos
outros porquinhos.
─ Vitória! ─ gritaram todos na maior alegria.
O caçador foi embora com seus cachorros e nunca mais voltou. O
Lobo-Guará passou a morar com os três porquinhos. Livres e sem medo,
eles foram muito felizes.
Não era uma vez: contos clássicos recontados. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2010.

1. Os acontecimentos se repetem, desta vez na casa do Manéporquinho. Que opinião ele


46 tinha sobre as casas dos irmãos?
___________________________________________________________________________
Ele achava que eram muito fracas.
2. O que mudou na onomatopeia para indicar ao leitor que o vento estava soprando mais
forte?
Aumentou o número de S.
__________________________________________________________________________________

3. Encontre no texto características humanas do vento.


O vento abriu uma janela, tentou entrar pela chaminé, Foi ficando furioso, começou a uivar.
__________________________________________________________________________

4. De que maneira os 3 porquinhos tentaram defender o Lobo-Guará?


Disseram ao caçador que a caça estava proibida, já que é uma espécie em extinção. Depois, atacaram
___________________________________________________________________________
o caçador com frutas, caroços, cascas e bagaços, fazendo-o fugir e levar um tombo.
_________________________________________________________________________

5. Releia parte do diálogo entre Joãoporquinho e Zéporquinho, sobre o caçador:

“Joãoporquinho cochichou no seu ouvido:


- Pare de chorar, seu bobo. Ele só come porco-do-mato.
- Mas ele pode querer experimentar porquinho que mora em casa.- e caiu no choro.”

a) O que Joãoporquinho quis dizer com “Ele só come porco-do-mato.”?


Ele quis dizer que na dieta do caçador só havia esse tipo de porco, o porco-do-mato.
___________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

b) E o que Zéporquinho entendeu, ao responder “porquinho que mora em casa”?


Ele entendeu que o caçador poderia querer um porquinho que não morasse no mato, mas em uma
___________________________________________________________________________
casa.
_________________________________________________________________________

6. Releia: (...) “caroços de manga, pedaços de mamão, jabuticabas e até um araticum


inteiro.” Mesmo que você nunca tenha visto a palavra destacada, é possível deduzir um
pouco sobre ela, observando o contexto. O que seria um araticum?
Como a palavra araticum está no meio de muitas frutas, concluímos que seja uma fruta. É parecida com
__________________________________________________________________________
a fruta-do-conde.
7. Qual foi a causa do escorregão do caçador? E a consequência?
A causa foi que o chão estava cheio de cascas de banana e ele escorregou. A consequência foi que a
___________________________________________________________________________
espingarda disparou, atingiu o telhado, uma telha caiu.
_________________________________________________________________________

8. Qual o desfecho da história?


___________________________________________________________________________
O caçador foi embora e o Lobo-Guará ficou morando com os três porquinhos.
_________________________________________________________________________

ESPAÇO observado
Você, que já conhece a história original dos 3 porquinhos, deve ter
que ela teve muitas modificações, a ponto de transformar em vilões
CRIAÇÃO o caçador e o vento e de aparecer um lobo que não era mau e estava em
extinção. Foi escrita uma nova história!
E você pode fazer isso também! É só escolher um conto maravilhoso
ou de fadas e pensar em mudanças que possam torná-lo especial. Pode ser
um personagem inesperado, os fatos acontecendo em um lugar bem
Fonte: MULTIRIO

diferente ou em um tempo nunca antes imaginado...


Combine com seu(sua) Professor(a) um modo de expor as produções
da turma para toda a escola. 47
É preciso ter olhos de ver... Não perca detalhe algum deste
cartum, um texto não verbal que pode fazer rir e pensar!
1. Em que lugar a cena acontece?
__________________________________________________
Em uma cidade, entre edifícios.
__________________________________
2. Quem são os personagens dessa cena?
__________________________________________________
Um homem, uma árvore e um passarinho.

3. De acordo com as suas observações, a árvore estava ali


abandonada ou alguém cuidou dela?
__________________________________________________
Percebe-se que alguém cuidava dela, pois há uma proteção para
suas raízes.
4.Que detalhe torna o edifício muito diferente dos outros?
__________________________________________________
Um dos andares foi construído fora dos limites.

5. O que causou a mudança na construção do edifício?


__________________________________________________
O construtor quis proteger o ninho do passarinho.

6. Que sentimento o homem expressou com a sua atitude?


__________________________________________________
De respeito, de amor por um ser vivo.

7. O que o homem está fazendo em cima do prédio?


_________________________________________________
Ainda está construindo.

8. O que indicam aqueles tijolos lá embaixo do prédio?


MORDILLO, Guillermo. Opus I. Bertrand: Eles são mais uma pista de que a construção ainda não
______________________________________________________
Lisboa, 1980 terminou.
______________________________________________________

9. Crie um título interessante para o texto e escreva no espaço


apropriado.

Leia uma estrofe de um poema de Carlos Drummond de Andrade.

A flor e a náusea 1. Qual é o tema dessa estrofe?


(...) Uma flor que precisa de proteção.
____________________________________
Uma flor nasceu na rua!
Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego. 2. Onde se passa o acontecimento?
Uma flor ainda desbotada
____________________________________
Na rua.
ilude a polícia, rompe o asfalto.
Façam completo silêncio, paralisem os negócios, 3. Que pedidos são feitos no poema?
garanto que uma flor nasceu. Que ônibus e bondes passem longe, que
____________________________________
(...) façam silêncio e parem os negócios.
____________________________________

ANDRADE, Carlos Drummond. A rosa do povo. 4. Qual a finalidade desses pedidos?


Record: Rio de Janeiro, 2001 Impedir que a flor morra.
____________________________________

Professor(a), sugerimos que procure este livro na Sala de Leitura da Escola e enriqueça o seu trabalho,
48 acessando o site https://www.fnlij.org.br/site/item/198-a-%C3%BAltima-flor-amarela.html
SAIU NO Vamos ler agora uma notícia, um texto jornalístico
Fonte: MULTIRIO

JORNAL que traz informações sobre um fato.

Casal muda projeto de obra para proteger toca de corujas


Ninho foi descoberto no terreno em Vinhedo e foi preservado mesmo com a construção.

Num condomínio fechado em Vinhedo (SP), um casal conta uma história curiosa que se
transformou em uma amizade duradoura e verdadeira com pequenos “vizinhos de penas”.
Quando ainda iriam construir a casa no local, marido e mulher perceberam que havia um
ninho de coruja-buraqueira na frente do terreno. O que fazer? Tirar tudo? Acabar com a
toca?
Em uma atitude admirável, tanto Wilson quanto Irma Tonietti não tiveram dúvidas:
mudaram todo o projeto da casa para manter o ninho em seu espaço original. A casa foi
construída e os bichinhos continuaram por ali, protegidos. Uma convivência tranquila e rica

mFnQ/coruja-buraqueira-4.jpg
edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2018/U/2/t7YLAzRtCPY9HHe4
A_cCdgijk=/0x0:907x541/1000x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59
https://s2.glbimg.com/KJzvK748_tvjX56sW-
em novas experiências.

Grande família: cinco filhotes vivem no local

A relação entre as duas famílias foi ficando cada vez mais próxima, a ponto do casal
fornecer parte da alimentação dos animais. Apesar disso, sempre existiu a preocupação em
não interferir completamente no ritmo que a natureza ditava. Um belo dia, a surpresa! Cinco
filhotes sugiram. Apesar da movimentação em volta, os animais se sentiram completamente
à vontade.
Rapidamente, os moradores providenciaram uma pequena estrutura para impedir que
as pequenas aves fossem atropeladas. Acompanhar o crescimento dos pequenos foi um
grande aprendizado diário para os dois. Mais do que uma situação inusitada, Wilson e Irma
dão um grande exemplo de amor e respeito à natureza.
https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/noticia/2018/11/30/casal-muda-projeto-de-obra-para-proteger-toca-de-
corujas.ghtml Acesso em 15/12/2019

1. Pense em um novo título para o texto. 4. Qual a sua finalidade?


__________________________________
Professor(a), sugerimos que aceite as várias Informar sobre acontecimentos.
____________________________________
respostas possíveis, dentro do contexto e da
__________________________________
coerência.
5. O que aconteceu com o casal?
2. Que texto é esse? ____________________________________
Um casal ia construir sua casa e encontrou um
__________________________________
Uma notícia. ninho de corujas no terreno. Então mudou seu
____________________________________
projeto inicial, para não perturbar as aves.
____________________________________
3. Onde pode ser encontrado?
__________________________________
Em jornais, revistas e sites de notícias, na 6. Onde se passam os acontecimentos? 49
internet.
__________________________________ Em um condomínio em Vinhedo, SP.
____________________________________
7. Que efeito de sentido tem a palavra destacada em “um casal conta uma história curiosa”?
Curiosa aqui tem o sentido de surpreendente, interessante.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
8. Quando escrevemos, não devemos repetir palavras, pois isso empobrece o texto e torna
cansativa a leitura. Identifique as substituições feitas pelo redator dessa notícia para se referir
Professor(a), consideramos que essa é uma oportunidade de conversar sobre a importância da coesão
textual e da escolha das palavras.
a) a Wilson e Irma Casal, marido e mulher, moradores, os dois.
_____________________________________________________
Vizinhos de penas, bichinhos.
b) ao casal de corujas _____________________________________________________
c) ao ninho Toca.
_____________________________________________________
Animais, pequenas aves, pequenos.
d) aos filhotes de coruja_____________________________________________________

9. Volte ao texto e identifique a que se referem as expressões em negrito.


2.º parágrafo: (...) “e os bichinhos continuaram por ali, protegidos.”
Na casa de Wilson e Irma.
___________________________________________________________________________

3.º parágrafo: “A relação entre as duas famílias (...)”


___________________________________________________________________________
A família de humanos e a família de aves.

4.º parágrafo: (...) “pequenos foi um grande aprendizado diário para os dois.”
Wilson e Irma.
___________________________________________________________________________

10. Qual é o tema desse texto?


Corujas recebem ajuda humana para salvar o ninho.
__________________________________________________________________________

11. Encontre uma opinião no 2.º parágrafo.


Uma atitude admirável.
___________________________________________________________________________

12. Compare esse texto com o cartum de Mordillo, indicando semelhanças e diferenças.
Professor(a), consideramos importante que você conduza o olhar dos(as) seus(suas) alunos(as) nesse
___________________________________________________________________________
momento. O texto/cartum de Mordillo é não verbal, isto é, tem apenas imagens. A notícia é um texto
___________________________________________________________________________
verbal e não verbal. Em ambos os textos, uma construção tem seu planejamento alterado para proteger
___________________________________________________________________________
aves.
___________________________________________________________________________

Você leu uma notícia contada a partir do ponto de vista


Fonte: MULTIRIO

humano, sobre uma família de corujas. Mas... Como seriam esses


mesmos fatos relatados sob o olhar do Senhor ou da Senhora
Coruja?...

Releia a notícia, com seus(suas) colegas, e anote as ideias que surgirem sobre cada
detalhe da vida das aves: a chegada do casal de humanos ao local onde elas já habitavam,
como os animais se sentiram ameaçados, o alívio ao se verem protegidos pelos humanos, o
nascimento dos filhotes e a ajuda para sua alimentação... Houve algum momento de tensão,
depois que os filhotes vieram? Coloque-se no lugar de uma das corujas e escreva um relato
50
sobre suas impressões “de aves” sobre a convivência das duas famílias.
Você era bem novinho(a) há 4 anos, quando tivemos
bserve... uma Olimpíada no nosso país!
Veja como ficou o quadro de medalhas.
Professor(a), sugerimos que você conduza o olhar dos(as) seus(suas) alunos(as), auxiliando-os(as) a
explorarem os dados da tabela.

http://olimpiadas.globoesporte.globo.com/medalhas/index.html

(...) http://olimpiadas.globoesporte.globo.com/medalhas/index.html
Acesso em 30/12/2019

Uma tabela como esta traz muitas informações, por isso


é preciso observá-la devagar, com atenção. Ela tem linhas
que ficam na horizontal, como as linhas do seu caderno e
colunas, em pé, na vertical.
Representam as medalhas de ouro, de prata e de
__________________________________________
1. O que indicam os números na 1.ª coluna?
Indicam a posição de cada país no ranking de bronze, de 1.º, 2.º e 3.º lugar, respectivamente.
__________________________________________
___________________________________________
medalhas.
___________________________________________
4. E os números que estão nessas 3 colunas?
Indicam a quantidade de medalhas naquela
__________________________________________
2. E as bandeiras, o que fazem na tabela? colocação, que cada país conquistou.
Cada bandeira representa o país cujo nome vem
___________________________________________ __________________________________________
a seguir.
___________________________________________
5. Que informação temos na última coluna?
3. O que representam os três símbolos no alto O número total de medalhas de cada país.
__________________________________________
51
__________________________________________
das próximas colunas?
Armandinho é uma criança observadora, que tem um sapo
de estimação. Leia estas duas tirinhas, que contam uma
história.

Local destinado ao título.


________________________________________________________________________________

BECK, Alexandre. Armandinho cinco. Florianópolis, SC: A C. Beck, 2015

1. Onde se passam os fatos dessa história? Como você descobriu?


Em uma rua. Sabemos porque há uma faixa de segurança.
__________________________________________________________________________

2. Com quem Armandinho conversa nos 3 primeiros quadrinhos? Que pistas você usou para
descobrir?
________________________________________________________________________________
O menino conversa com o pai. As pistas são uma figura humana aparentemente masculina e que
________________________________________________________________________________
se refere ao menino como filho.

3. O que o menino quis dizer com “Estou com o sapo!”?


Ele considerou que o sapo servia como companhia, para atravessar a rua.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4. Explique a resposta do menino, no 2.º quadrinho.

52 ________________________________________________________________________________
Na visão dele, o sapo, sendo mais velho, seria suficiente a fim de oferecer segurança para
atravessar a rua.
________________________________________________________________________________
5. Com que sentido o pai usou a palavra conta, no 3.º quadrinho? E o menino, o que
entendeu?
O pai quis dizer que o sapo não pode ser considerado. Armandinho entendeu no sentido de
________________________________________________________________________________
relatar algum fato.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

6. No 4.º quadrinho.
a) Que sentimento o menino expressa?
________________________________________________________________________
A expressão facial do Armandinho revela raiva, irritação.

b) Que efeito de sentido têm as aspas na sua fala?


________________________________________________________________________
As aspas indicam que ele repete uma fala do pai.

c) Que efeito de sentido tem “HUMPF!!”?


Um resmungo, uma expressão de desagrado.
________________________________________________________________________
7. Nos 3 últimos quadrinhos, para onde o menino dirige o olhar?
Armandinho está olhando para o outro lado da rua.
_______________________________________________________________________________

8. No 5.º quadrinho, qual o efeito de sentido das reticências?


As reticências indicam um prolongamento da fala do personagem, como se estivesse pensando.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

9. Dê um título interessante para a história, no local apropriado.

Agora leia esta tirinha.

http://www.ottoeheitor.com/t262.html

1. Onde está a dupla de personagens?


Eles estão em uma rua, na calçada.
__________________________________________________________________________

2. Que relacionamento há entre a idosa e o garotinho? Como você descobriu?


Nenhum. Eles não se conhecem. A pista é que ela diz “Será que esse garotinho gentil...”
________________________________________________________________________________ 53
________________________________________________________________________________
3. Qual era a necessidade da senhora idosa?
_________________________________________________________________________________
Ela precisava de ajuda para atravessar a rua. Que lhe dessem o braço como apoio, supomos.
_________________________________________________________________________________

4. O que o garotinho ofereceu, no 2.º quadrinho?


_________________________________________________________________________________
Ele explicou-lhe como fazer.
_________________________________________________________________________________

5. O que a fala da senhora indica, no 3.º quadrinho?


Indica que a senhora não ficou satisfeita com a fala do menino.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

6. Qual é o efeito de sentido das letras grandes em negrito na última fala do garotinho?
Indicam que o menino levantou a voz para falar com a senhora.
_________________________________________________________________________________

7. Onde está o humor desta tirinha?


_________________________________________________________________________________
O humor está no fato de o menino ter pensado que a senhora não ouvia e, por isso, levantou a voz.
_________________________________________________________________________________

8. Qual é o tema da história?


O tema é um mal entendido para atravessar a rua.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

E agora, que tal um poema?

A velhinha
O sol brilhou forte Abria e fechava sinal
na rua agitada Não teve uma ajuda sem parar.
bem quando a velhinha uma só mão amiga Nem carro, nem gente
saiu de sua casa. e, na esquina, a velhinha a deixavam passar.
sobrava esquecida.
E por um ou por outros Novamente a luz verde
motivos iguais, Movimento era intenso, acendeu, afinal
a velhinha esperou as ruas lotadas. mas um carro apressado
muito tempo. Demais! Tinha gente demais não viu o sinal.
só naquela calçada
Olhou o semáforo, E toda encolhida
ouviu as buzinas E então veio a noite bem decepcionada
e bem calma esperou e o frio, a garoa, com aquele passeio
parada na esquina. e a velhinha, calada, tão tolo que fez,
esperava à toa. ela foi para casa
A tarde chegou e entrou outra vez!
e ninguém percebia E empurra de um lado
o que a velhinha e esbarra no outro
FORJAZ, Sônia. A velhinha. In: Preciso de
somente queria. e a velhinha ficou você. Belo Horizonte: Lê, 1996
por ali mais um pouco.
A luz verde custava
demais a chegar. Professor(a), sugerimos que você leia o poema, com suavidade, ritmo e expressividade
para seus(suas) alunos(as), que deverão manter fechado este Material Didático, para sentir e
E a ela só mesmo viajar na sua leitura. Depois, que tal uma leitura compartilhada, em fileiras ou em pequenos
54 restava esperar. grupos? Essa é uma boa estratégia de leitura oral que atende e estimula os(às) alunos(as) mais
tímidos, já que não se sentem expostos. Para facilitar o trabalho escrito, peça que numerem as
estrofes.
Conversando sobre o texto...

MultiRio
1. Você leu um poema que conta um fato, uma história. Qual é a situação inicial?
__________________________________________________________________________
Uma velhinha saiu de casa de manhã e estava esperando para atravessar a rua.
__________________________________________________________________________

2. Que conflito gera a história, isso é, que dificuldade faz a história acontecer?
__________________________________________________________________________
O sinal verde não abria para a velhinha atravessar a rua.
__________________________________________________________________________

3. O que a palavra velhinha indica? Por que a autora não usou a palavra velha?
Professor(a), sugerimos que converse com seus(suas) alunos(as) sobre o uso diminutivo afetivo e sua
_________________________________________________________________________
carga emocional. Dê outros exemplos, se achar necessário: “Filhinho, vem comer seu bifinho!”, “Seu
_________________________________________________________________________
engraçadinho, pode voltar!”
Consideramos importante que o(a) aluno(a) perceba que nem todas as palavras terminadas em -inho
indicam diminutivo como, por exemplo, caminho, ninho, carinho.
4. Que palavra(s) você conhece que pode(m) substituir velhinha? Na sua opinião, como
ficaria o poema com elas?
__________________________________________________________________________
Senhora e idosa. Professor(a), sugerimos que releia o poema com sua turma, substituindo velhinha
por idosa/senhora. Veja se os(as) alunos(as) conseguem perceber que o sentimento manifestado, no
__________________________________________________________________________
texto, em relação à velhinha, fica diferente.
5. Onde a velhinha estava, no início da história? O que você pode perceber sobre o lugar
onde ela morava?
Ela estava na calçada de uma rua movimentada e barulhenta, em que ninguém reparava nela.
__________________________________________________________________________
Professor(a), espera-se que seus alunos concluam que ela morava em uma cidade grande.
__________________________________________________________________________

6. Em que momento ela decidiu sair de sua casa?


Ela saiu de casa pela manhã, mas não muito cedo, pois o texto diz que ela saiu quando o sol brilhou
__________________________________________________________________________
forte.
7. Que lugares por onde a velhinha esteve são mencionados no poema?
Na rua agitada, de sua casa, na esquina, naquela calçada, por ali, para casa.
__________________________________________________________________________

8. Quanto tempo você acha que durou a espera da velhinha? Que pistas o texto traz?
________________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos que auxilie seus(suas) alunos(as) nesse raciocínio. As pistas do texto são
________________________________________________________________________________
claras e mencionam o dia já com sol alto e a noite caindo. Podemos supor que ela saiu de casa por
volta de 8, 9h e voltou mais ou menos às 19h. Portanto, ela teria ficado esperando por umas 10, 11h.
9. A velhinha pratica uma série de ações. Faça uma lista de tudo que ela fez.
________________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos que você liste no quadro as ações e seus contextos. Ela saiu de casa,
esperou muito tempo, olhou o semáforo, ouviu as buzinas, esperou parada, sobrava esquecida,
________________________________________________________________________________
esperava à toa, foi para casa e entrou.
________________________________________________________________________________

10. Que palavras revelam como a velhinha estava ou se sentia?


Professor(a), sugerimos que observe se os(as) alunos(as) compreenderam a ideia de “estado.” Bem
__________________________________________________________________________
calma, esquecida, calada, esperava à toa, encolhida, decepcionada.
11. Na 2.ª estrofe, que efeito de sentido tem a exclamação em “Demais!”?
Reforçar a ideia de que a espera foi além da conta.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

12. Releia: “A luz verde custava / demais a chegar. / E a ela só mesmo / restava esperar.”
Que significado tinha, para a velhinha, a luz verde?
________________________________________________________________________________
A luz verde que ela aguardava era a do sinal de pedestres para que ela, finalmente, conquistasse o 55
direito de atravessar a rua em segurança.
________________________________________________________________________________
13.Nas estrofes 8 e 9, temos a repetição E...e...e... Que efeito de sentido isso provoca?
____________________________________________________________________________
Essa repetição provoca o efeito de abundância de elementos e de situações que foram se somando para
piorar o estado da velhinha.
____________________________________________________________________________

14. Releia a primeira e a última estrofes do poema. Que sentido tem a palavra “bem”, em
cada uma? ________________________________________
E toda encolhida Na 1.ª estrofe, bem dá ideia de tempo e pode ser
________________________________________
O sol brilhou forte substituído por exatamente como, por exemplo, em “A
________________________________________
bem decepcionada
na rua agitada mãe chegou bem na hora em que o bebê ia cair da
________________________________________
com aquele passeio
bem quando a escada.” Na 2.ª estrofe, funciona como intensidade e
________________________________________
tão tolo que fez,
velhinha pode ser substituído por bastante, tal qual em “Estou
________________________________________
ela foi para casa
saiu de sua casa. bem cansada hoje.”
________________________________________
e entrou outra vez!

15.Já na penúltima estrofe, quando finalmente o sinal fica verde, aconteceu um imprevisto!
Que obstáculo impediu a realização do desejo da velhinha?
_________________________________________________________________________
Um carro avançou o sinal e ela perdeu a oportunidade de atravessar a rua.
_________________________________________________________________________

16. Qual foi o desfecho da história?


A velhinha desistiu de tentar chegar ao outro lado da rua e voltou para casa.
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________

Conversando sobre os textos...


Fonte: MULTIRIO

Vamos descobrir semelhanças e diferenças entre dois textos que você leu.

Texto 1 - Armandinho Texto 2 - Velhinha e


menino
Personagens Armandinho e o pai.
_______________________ Uma velhinha e um
_____________________
_______________________ menino.
_____________________
_______________________ _____________________
Espaço Uma calçada.
_______________________ Uma calçada.
_____________________
_______________________ _____________________

Conflito _____________________
Armandinho não O menino não
_____________________
podia atravessar
_____________________ entendeu o que a
_____________________
sozinho a rua. velhinha precisava.
_____________________ _____________________
Gênero textual Tirinha.
_____________________ Tirinha.
_____________________
_____________________ _____________________

Agora é a sua vez de criar uma tirinha. Tente se lembrar de uma situação que você
viveu ou presenciou no trânsito. Combine com seu(sua) Professor(a) o número de
ESPAÇO quadrinhos e se a produção será individual ou em duplas. É importante utilizar recursos
das histórias em quadrinhos, como balões de fala, de pensamento ou de grito, linhas de
CRIAÇÃO movimento e caprichar no cenário. Depois a turma pode expor suas obras no mural ou,
56 quem sabe, reunir todas em um livro.
Veja agora um cartaz sobre um assunto muito importante. O cartaz informa a
muitas pessoas ao mesmo tempo e pode conter texto verbal e não verbal.

A Lei é clara! Em seu Capítulo II, que

http://proanima.org.br/main/wp-content/uploads/2017/04/Cartaz-Cidade-Limpa-.pdf
dispõe sobre os deveres dos
proprietários de animais, o Artigo 3.º
estabelece que “Os proprietários são
responsáveis pela manutenção dos
animais em boas condições de
alojamento, alimentação, saúde e bem-
estar, pela remoção dos dejetos por
eles deixados nas vias públicas, bem
como pelos danos que causem a
terceiros.”

Quer situação mais irritante que pisar em


cocô de cachorro? Sem falar no risco de
doenças que podem ser transmitidas por
meio das fezes para outros animais e
humanos. Mas o vilão NÃO é o cão! Cabe
ao dono ou passeador recolher as fezes
do animal das vias públicas! Como fazer
isso sem sujar as mãos? Muito simples:
Basta utilizar um saco plástico, desses de
supermercado mesmo. Você põe a mão
dentro do saco, como se vestisse uma
luva, recolhe o cocô, vira o saco do
avesso, dá um nó e pronto, joga no lixo
mais próximo! Assim você mantém as
mãos limpas, as calçadas limpas... e a sua
consciência também!
Fonte: MULTIRIO

NÃO TENHA VERGONHA DE FAZER O


QUE É CERTO.

Adaptado de http://proanima.org.br/main/index.php/material-educativo/cartazes/ Acesso em 28/12/2019


Fonte: MULTIRIO

1. Que texto é esse? 5. Observe alguns trechos retirados do


É o cartaz de uma campanha.
____________________________________ cartaz.

2. A quem se dirige? a) O que podemos entender sobre “boas


____________________________________
A proprietários e passeadores de cães. condições de alojamento”?
Professor(a), espera-se que os(as) alunos(as)
_______________________________________
3. Qual a sua finalidade? concluam que o local onde o cão fica e dorme
_______________________________________
Orientar os donos e passeadores de cães sobre a
_______________________________________ deve ser limpo, fresco, protegido e confortável.
coleta das fezes dos animais.
_______________________________________ b) E sobre “remoção dos dejetos” e “danos
que causem a terceiros”?
4. Onde pode ser encontrado? A retirada das fezes.
_______________________________________
Professor(a), sugerimos que ajude seus(suas)
_______________________________________ Prejuízos causados a outras pessoas, sejam
_______________________________________
alunos(as) a identificar os locais mais adequados:
_______________________________________ físicos ou a algo que pertença a elas.
_______________________________________ 57
postes, prédios públicos, outdoors etc.
AGORA,
!!!

Fonte: MULTIRIO
É COM VOCÊ Pesquisando na rede...

Você se lembra dos personagens que estavam com dificuldades para atravessar a
rua? Volte as páginas, um pouquinho, e refresque a sua memória. Que construção
poderia resolver o problema de todos eles?!... Sim, uma passarela! Que tal você e
seus(suas) colegas criarem um cartaz explicando aos pedestres os perigos da travessia
em local com muito trânsito e a necessidade de usar a passarela?
Primeiro é preciso ler e pesquisar sobre o assunto. Seu(sua) Professor(a),
certamente, vai orientar a sua turma.
Depois, você e seu grupo vão decidir que informações são mais importantes para
estar no cartaz e que imagens vão ilustrá-lo. Escolha um título adequado, capriche na
letra e... Tcharaaam!! É só organizar, com o(a) Professor(a) e com os(as) colegas uma
exposição muito interessante!

Se precisar de esclarecimento sobre o vocabulário, visite o VOLP ou acesse o site


http://www.academia.org.br.

E por falar em atravessar a rua, você sabia que


existem ”faixas de segurança” para animais
atravessarem rodovias? É nosso próximo assunto.

BECK, Alexandre. Armandinho cinco. Florianópolis, SC: A C. Beck, 2015

Por que as passagens de fauna estão sendo


construídas?
Fonte: MULTIRIO

E por que em rodovias?


58
Passagens de fauna auxiliam o trânsito seguro de animais
Separadas por rodovias, grandes túneis e pontes interligam áreas de mata.

Nos mais de 30 mil quilômetros de rodovia que cortam o estado de São Paulo, 2,6 mil
acidentes já foram registrados (em Boletins de Ocorrência) envolvendo animais.

https://s2.glbimg.com/jH0K96FCmUeTSq2TqY13wgOe91s=/
content/uploads/2019/05/passagem-fauna-5.jpg
http://www.renctas.org.br/wp-

Corredores ecológicos são criados para a travessia de animais Animais são flagrados utilizando os "túneis ecológicos“
silvestres

Para evitar atropelamentos e garantir o tráfego seguro de motoristas e habitantes das


florestas, algumas estradas adaptaram trechos específicos para os animais: as chamadas
passagens de fauna. Elas são grandes túneis, debaixo das rodovias, que ligam áreas de
mata que não poderiam ser alcançadas pelos bichos.
Além de evitar os atropelamentos, o caminho também permitiu conhecer quem são as
espécies que sobrevivem escondidas do fluxo humano. Com câmeras instaladas em pontos
estratégicos, lagartos, raposas, tatus e até onças já foram flagrados.
As passagens abrem o sinal para o trânsito seguro e para o tráfego da biodiversidade.

Adaptado de http://www.renctas.org.br/passagens-de-fauna-auxiliam-o-transito-seguro-de-animais/Acesso em 30/12/2019

1. De que gênero textual é esse texto e onde pode ser encontrado?


É uma notícia e encontramos em jornais, revistas, sites na internet, painéis eletrônicos em elevadores e
___________________________________________________________________________
estações de metrô...
2. Qual é o tema do texto?
O tema é a construção de passagens de fauna em rodovias de SP.
___________________________________________________________________________

3. Qual a finalidade do texto?


Informar sobre as passagens de fauna.
___________________________________________________________________________

4. A quem se dirige?
A motoristas e a interessados em animais, em geral.
___________________________________________________________________________

5. Que outro nome recebem as passagens de fauna?


___________________________________________________________________________
Corredores ecológicos.

6. Quais os objetivos da sua construção?


Evitar atropelamentos e conhecer as espécies que vivem por lá, por câmeras que foram instaladas.
___________________________________________________________________________ 59
___________________________________________________________________________
Fonte: MULTIRIO

Uma notícia informa detalhes de um fato que aconteceu: com quem foi, o lugar
onde se deu e quando ocorreu. Às vezes também traz causas e consequências
daquele fato.
Imagine que você trabalha em um jornal e vai escrever sobre uma passagem de
fauna em uma rodovia.
Planeje a sua, escrita pois é importante! Veja as dicas e lembre-se o título!

➢ Qual é o fato? _______________________________________________________


A construção de uma passagem de fauna em uma rodovia.
➢ Quem está envolvido nesse fato? _______________________________________
Os animais silvestres que transitam por lá.
➢ Em uma rodovia escolhida pela turma.
Onde aconteceu? ____________________________________________________
➢ Quando foi? ________________________________________________________
Uma data ou referência temporal sugerida pela turma.
➢ Porque havia frequentes atropelamentos de animais nas redondezas.
Por quê? __________________________________________________________

______________________________________________________
Professor(a), sugerimos uma criação coletiva oral e posterior registro no quadro, com o texto

______________________________________________________
ditado pela turma. Sua orientação quanto à divisão em parágrafos e uso de sinais de pontuação é

______________________________________________________
fundamental.

______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
______________________________________________________
60
Veja agora este folheto, que é parecido com o
cartaz, mas é distribuído para as pessoas.

http://www.brasilwood.net/wp-content/uploads/2014/05/Brasilwood-Panfleto-Campanha-Fauna.pdf
Não buzine e nem utilize o farol alto, pois, a
reação do animal é imprevisível.

Ao avistar um animal na pista ou próximo à


rodovia, reduza a velocidade e observe se
está a uma distância segura do veículo que
vem atrás. Ligue o pisque alerta.

Para não assustá-lo e preservar a sua vida e


a do animal, evite manobras bruscas.

Ultrapasse devagar e por trás do animal.

Sinalize para os outros veículos. Piscar três


vezes o farol e posicionar a mão para baixo
com os quatro dedos abertos indica animais
na pista.
Nunca encoste em um animal atropelado ou
transporte-o.
Nunca encoste em um animal atropelado ou
transporte-o.

Comunique, assim que possível, à


concessionária da rodovia e/ou
policiamento rodoviário mais próximo.

1. Qual a finalidade desse texto? 4. Onde você imagina que possa ser
_______________________________________
Conscientizar sobre a necessidade de diminuir a distribuído um folheto assim?
_______________________________________
velocidade do carro quando houver animais na ____________________________________
Professor(a), sugerimos que você ajude sua turma
pista. ____________________________________
a concluir que postos de pedágio, de gasolina e
2. A quem o folheto é dirigido? da polícia rodoviária são opções possíveis.
____________________________________
As orientações são dirigidas aos motoristas. 5. O que esse folheto tem em comum com a
notícia que você leu na página anterior?
3. Qual é o tema do texto? ____________________________________
Dirigem-se a motoristas e referem-se a cuidados 61
Proteção a animais nas rodovias.
____________________________________ com animais em rodovias.
____________________________________
https://olharanimal.org/wp-content/uploads/2017/11/PI_ONG_nivel_estradas_atropelamento_fauna.jpg
Fonte: MULTIRIO
SOBRE PLACA DE TRÂNSITO ...

1. Qual a finalidade dessa placa? 4. O que você pode observar ao comparar a


_______________________________________
Avisar que ali é uma área de travessia de placa com o folheto?
_______________________________________
animais silvestres.
____________________________________
A placa tem bem menos texto do que o folheto,
2. A quem é dirigido esse texto? que é feito de papel e distribuído para as
____________________________________
pessoas, enquanto a placa é fixa e feita de aço,
____________________________________
____________________________________
A motoristas.
alumínio, plástico etc. Ambos referem-se a animais
____________________________________
____________________________________
nas estradas, mas o folheto também orienta como
____________________________________
3. Onde pode ser encontrado? agir na presença deles.
____________________________________
____________________________________
Em rodovias. ____________________________________

Redija o texto para uma placa de sinalização


de travessia de crianças em frente a um parque.
Ele precisa ser curto e objetivo! Capriche!

62
Como você descreveria uma garça? Que
características desse animal você pode
citar? E um caranguejo, o que você pode
dizer sobre ele?
O que esses dois animais tão diferentes
Fonte: MULTIRIO

têm em comum, além de estarem juntos


nesta fábula? Aliás, o que é uma fábula?...

A garça velha

Certa garça nascera, crescera e sempre vivera à margem duma lagoa de águas turvas,
muito rica em peixes. Mas o tempo corria e ela envelhecia. Seus músculos cada vez mais
emperrados, os olhos cansados – com que dificuldade ela pescava!
– Estou mal de sorte e, se não topo com um viveiro de peixes em águas bem límpidas,
certamente que morrerei de fome. Já se foi o tempo feliz em que meus olhos penetrantes
zombavam do turvo desta lagoa…
E de pé num pé só, o longo bico pendurado, pôs-se a matutar naquilo até que lhe
ocorreu uma ideia.
– Caranguejo, venha cá! – disse ela a um caranguejo que tomava sol à porta do seu
buraco.
– Às ordens. Que deseja?
– Avisar a você duma coisa muito séria. A nossa lagoa está condenada. O dono das
terras anda a convidar os vizinhos para assistirem ao seu esvaziamento e o ajudarem a
apanhar a peixaria toda. Veja que desgraça! Não vai escapar nem um miserável guaru.
O caranguejo arrepiou-se com a má notícia. Entrou na água e foi contá-la aos peixes.
Grande rebuliço. Graúdos e pequeninos, todos começaram a pererecar às tontas, sem
saberem como agir. E vieram para a beira d’água.
– Senhora dona do bico longo, dê-nos um conselho, por favor, que nos livre da grande
calamidade.
– Um conselho?
E a matreira fingiu refletir. Depois respondeu:
– Só vejo um caminho. É mudarem-se todos para o poço da Pedra Branca.
– Mudar-se como, se não há ligação entre a lagoa e o poço?
– Isso é o de menos. Cá estou eu para resolver a dificuldade. Transporto a peixaria
inteira no meu bico.
Não havendo outro remédio, aceitaram os peixes aquele alvitre – e a garça os mudou a
todos para o tal poço, que era um tanque de pedra, pequenininho, de águas sempre límpidas
e onde ela sossegadamente poderia pescá-los até o fim da vida.
Ninguém acredite em conselho de inimigo.
LOBATO, Monteiro. Fábulas. São Paulo: Lafonte, 2019

Agora que você já leu a fábula, troque ideias com seus(suas)


colegas e Professor(a) sobre as características desse gênero textual.
Professor(a), sugerimos que você descubra o que seus(suas) alunos(as) já sabem sobre a fábula e
complemente se for preciso: os personagens são animais que se comportam como humanos e há uma 63
lição de moral.
1. O 1.º parágrafo traz informações sobre um dos personagens. Quais as características do
lugar onde ela vivia?
Uma lagoa de águas turvas, cheia de peixes.
__________________________________________________________________________

2. Como era a vida desse personagem naquele local?


Professor(a), informação implícita. Deduz-se que a vida era tranquila, pois havia alimento em
__________________________________________________________________________
abundância e não se fala em predadores.
__________________________________________________________________________

3. Que elemento complicador causou uma mudança naquela rotina?


O tempo foi passando e, a garça envelhecendo. Com isso, já não pescava com facilidade, pois seus
__________________________________________________________________________
músculos endureciam e ela já não enxergava bem.
__________________________________________________________________________

4. Qual o sentido de “águas turvas”? Por que se tornaram um obstáculo para a garça, com o
passar do tempo?
As águas escuras, barrentas, tornaram-se um problema para a garça porque seus olhos já não eram
__________________________________________________________________________
mais os mesmos.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

5. Que sentimento o personagem expressa na fala “Já se foi o tempo feliz em que meus
olhos penetrantes zombavam do turvo desta lagoa…”
Saudade, nostalgia, tristeza.
__________________________________________________________________________

http://www.avidepa.org.br/areas%20naturais/ilha%20das%20garcas/abertura.jpg
6. Releia: “E de pé num pé só, o longo bico pendurado, pôs-se a matutar naquilo até que lhe
ocorreu uma ideia.”

a) Qual o sentido de matutar?


_____________________________________________________________________
Pensar, refletir.

b) Volte ao texto e identifique a que se refere a palavra naquilo.


No pensamento de morrer de fome.
_____________________________________________________________________

7. Em “– Caranguejo, venha cá! – disse ela a um caranguejo que tomava sol à porta do seu
buraco.”, a quem se refere a palavra em negrito?
Refere-se ao caranguejo.
__________________________________________________________________________

8. Releia: “O dono das terras anda a convidar os vizinhos para assistirem ao seu
esvaziamento e o ajudarem a apanhar a peixaria toda. Veja que desgraça! Não vai escapar
nem um miserável guaru.”
a) A que se refere o termo seu?
Refere-se à lagoa.
_________________________________________________

b) Que efeito de sentido tem o uso do termo peixaria?


Indicar uma boa quantidade de peixes.
____________________________________________________________________

c) Que animal você imagina ser um guaru? Em que você se baseou para responder?
Professor(a), partindo da ideia de que o habitat é uma lagoa e de que seus habitantes são peixes,
__________________________________________________________________________
64 chega-se à conclusão de que guaru é um peixe.
__________________________________________________________________________
9. Que objetivo tinha a garça com seu plano?
Conseguir comida fácil para sempre.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

10. Qual foi a consequência da notícia para os habitantes da lagoa?


Um enorme alvoroço, uma grande agitação.
___________________________________________________________________________

11. O autor do texto, para evitar a repetição da palavra garça, referiu-se a ela com palavras
diferentes. Quais? Que outras você sugere?
As substituições são ela, matreira, senhora do bico longo. Professor(a), podemos pensar em ave,
___________________________________________________________________________
animal, pernalta etc.
___________________________________________________________________________

12. Em “Não havendo outro remédio, aceitaram os peixes aquele alvitre”, que expressão
pode substituir a que está em destaque?

Fonte: MULTIRIO
( ) aquele sossego ( X ) aquele conselho
( ) aquele alimento ( ) aquele alvoroço

13. Explique, com suas palavras, a moral da história.


Professor(a), sugerimos que aceite variações desta resposta. Devemos tomar cuidado com sugestões de
___________________________________________________________________________
inimigos. Sejamos prudentes com o que vem dos inimigos.
___________________________________________________________________________

14. Agora complete o quadro com a estrutura da fábula.

Uma garça vivia feliz à beira de uma lagoa cheia de


_________________________________________
peixes.
_________________________________________
SITUAÇÃO _________________________________________
INICIAL _________________________________________

_________________________________________
Mas ele envelheceu e já não conseguia pescar
como antes.
_________________________________________
CONFLITO _________________________________________
GERADOR _________________________________________

A garça inventa que a lagoa será esvaziada e


_________________________________________
sugere levar os peixes, no bico, para um poço.
_________________________________________
CLÍMAX _________________________________________
_________________________________________

Os peixes aceitam a oferta da garça e são levados


_________________________________________
para o lugar onde servirão de alimento para a garça.
_________________________________________
DESFECHO _________________________________________
_________________________________________

65
Mais duas fábulas aqui para você.

O cão e a carne

Um cão vinha caminhando com um pedaço


de carne na boca.
Quando passou ao lado do rio, viu sua
ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. Guarulhos: Salamandra, 2018

própria imagem na água.


Pensando que havia na água um novo
pedaço de carne, soltou o que carregava para
apanhar o outro.
O pedaço de carne caiu na água e se foi,
assim como a sua imagem.
E o cão, que queria os dois, ficou sem
nenhum.

ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. Guarulhos: Salamandra, 2018

1. Quem são os personagens dessa fábula?


__________________________________________________________________________
Professor(a), espera-se que seus(suas) alunos(as) entendam que personagem mesmo é
apenas o cachorro, pois é o único que age na fábula.
__________________________________________________________________________

2. Onde se passam os fatos?


________________________________________________________________________
À beira de um rio.

3. No 3.º parágrafo, que expressão substitui os termos em destaque “(...) soltou o que
carregava para apanhar o outro.”? Por que o autor do texto não repetiu a expressão?
__________________________________________________________________________
“O pedaço de carne” é a expressão substituída. A repetição empobrece o texto, por isso é
__________________________________________________________________________
preciso encontrar meios de evitá-la.

4. Você já sabe que uma das características da fábula é a ”moral da história”, isto é, um
ensinamento. Geralmente a moral da história pode ser representada por um ditado popular.
Qual dos ditados populares abaixo serve como lição de moral para essa fábula?

( ) Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.


( X ) De grão em grão a galinha enche o papo.
( ) Quem tudo quer tudo perde.
( ) Apressado come cru.

66
O galo e a pérola

Um galo estava ciscando, procurando o que


comer no terreiro, quando encontrou uma pérola.
Ele então pensou:
— Se fosse um joalheiro que te encontrasse, ia
ficar feliz. Mas para mim uma pérola de nada

ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. Guarulhos: Salamandra, 2018


serve; seria muito melhor encontrar algo de comer.
Deixou a pérola onde estava e se foi, para
procurar alguma coisa que lhe servisse de
alimento.
ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. Guarulhos: Salamandra, 2018

1. Qual é a situação inicial dessa fábula?


Um galo procurava comida no terreiro.
________________________________________________________________________

2. Qual é o elemento complicador?


________________________________________________________________________
Ele encontrou uma pérola.

3. Releia: “— Se fosse um joalheiro que te encontrasse, ia ficar feliz.”

a) A quem se dirige o galo?


__________________________________________________________________________
Dirige-se à pérola.

b) Por que um joalheiro ficaria feliz se encontrasse a pérola?


Professor(a), sugerimos que verifique o que seus(suas) alunos(as) sabem sobre a profissão
__________________________________________________________________________
de joalheiro. Ele ficaria feliz porque poderia fazer uma jóia com a pérola.
__________________________________________________________________________

4. O que aconteceria com a narrativa, se o galo tivesse encontrado, por exemplo, um grão de
milho ou uma minhoca?
Ele ficaria muito feliz, pois seria um alimento.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

5. Que ensinamento essa fábula traz?


Professor(a), sugerimos que aceite respostas como “Algumas coisas podem não ter valor para
__________________________________________________________________________
algumas pessoas, mas ser preciosas para outras.” e “O valor de todas as coisas é sempre relativo."
__________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos uma divertida dinâmica com provérbios que vai sensibilizar seus(suas)
alunos(as) para a escrita de fábulas. Selecione ditados populares que você considere mais conhecidos na
sua turma. Escreva-os em tirinhas de papel e corte-os em metades. Distribua aleatoriamente uma para
cada aluno(a) e divida a turma em grupos de 6 ou 8. Primeiramente, os(as) alunos(as) deverão tentar
completar seus provérbios dentro dos grupos. Quando se esgotarem as possibilidades, poderão procurar
nos outros grupos, até que se formem duplas de alunos(as). Cada dupla, por sua vez, deverá ler o
provérbio e os(as) colegas vão explicar e/ou dar exemplos que o ilustrem. Poderão ser listados no quadro
os provérbios, para que a turma possa consultá-los e se inspirar em um deles para criar a sua fábula.

Você agora pode escrever sua própria fábula! Escolha os animais


AGORA,
!!!
personagens e pense em uma situação que possa trazer um ensinamento
É COM VOCÊ em forma de ditado popular, a partir de uma dinâmica orientada pelo(a)
67
Professor(a). Você pode criar diálogos entre os personagens.
Parada Você sabe o que são haicais? São poemas
Literária bem curtinhos, de origem japonesa.

CUNHA, Leo. Haicais para filhos e pais. Record: Rio de Janeiro, 2013

BARROS, Sônia. Nas asas do haicai. Aletria: Belo Horizonte, 2016

DILL, Luis. Arca de haicais. Artes e ofícios: Porto Alegre, 2010

Observe o número de versos e de sílabas em cada haicai. Alguns têm rimas, outros
ESPAÇO não. Você reparou que não têm título? O haicai é como se fosse uma fotografia com
CRIAÇÃO palavras; capta o momento. Agora que você já leu alguns, que tal fazer os seus? Pode ser
sobre um momento na sala de aula. Veja além! Que tal um varal de haicais?

Professor(a), você e seus(suas) alunos(as) vão se encantar com os haicais! Sugerimos que incentive
a leitura oral dos haicais dessa página, para que seus alunos experimentem a leveza do ritmo e da
sonoridade. Uma ideia interessante é ilustrar alguns haicais. Sugestões de leitura para seu
enriquecimento: http://www.ceale.fae.ufmg.br/pages/view/classificados-jla-51.html e
https://novaescola.org.br/conteudo/469/que-tal-inovar-a-proposta-e-ler-e-escrever-com-haicais-os-
poemas-de-origem-japonesa . Página animada de Nas asas do haicai - Ed. Aletria
68
https://www.youtube.com/watch?v=OpCKYS-rAKs .
Conheça Enriqueta, que tem seu ursinho de
pelúcia, Madariaga, sempre com ela.

Liniers. Macanudo n.º 1. Campinas: Zarabatana Books, 2008.

INTERPRETANDO

1. O que Enriqueta está fazendo no 1.º quadrinho?


_________________________________________________________________________________
Ela tinha acabado de plantar uma semente.

2. Que efeito de sentido tem a repetição “crescer e crescer...”?


_________________________________________________________________________________
Indicar que a menina esperava que a semente crescesse bastante mesmo.
_________________________________________________________________________________

3. Qual o efeito de sentido das reticências nos quadrinhos 1 e 2?


Indicar que a fala de Enriqueta começava no 1.º quadrinho e continuava no quadrinho
_________________________________________________________________________________
seguinte.
_________________________________________________________________________________

4. Como você explica a mesma imagem de Enriqueta nos quadrinhos 3 e 4?


_________________________________________________________________________________
A repetição da figura da menina sugere que ela ficou esperando o crescimento da árvore.
_________________________________________________________________________________

5. Que efeito de sentido tem a fala da menina em maiúsculas e em tamanho maior, no último
quadrinho?
_________________________________________________________________________________
O efeito de mostrar a impaciência e o consequente grito de Enriqueta.

6. O que causou a mudança na expressão facial da menina, no último quadrinho?


___________________________________________________________________________
Ela se irritou, pois estava impaciente para que a árvore crescesse e desse flores e frutos.

7. Qual é o tema da tirinha?


___________________________________________________________________________
O tema é a impaciência da Enriqueta com a demora da passagem do tempo. 69
Vamos fechar nosso bimestre com uma letra de canção!
Será lindo cantar junto com seus(suas) colegas e Professor(a)!

Semente do amanhã
Gonzaguinha

Ontem o menino que brincava me falou


Que hoje é semente do amanhã
Para não ter medo que esse tempo vai passar
Não se desespere não, nem pare de sonhar
Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs
Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar
Fé na vida, fé no homem, fé no que virá
Nós podemos tudo
Nós podemos mais
Vamos lá fazer o que será
https://www.letras.mus.br/gonzaguinha/280650/

1. Qual é o tema dessa letra de música?


Esperança de dias melhores.
__________________________________________________________________________

2. Releia: “Ontem o menino que brincava me falou” Com quem o menino conversa, no texto?
__________________________________________________________________________
Conversa com o eu do texto.

3. Qual o efeito de sentido de “nasça sempre com as manhãs”?


Renove-se, comece cada dia com olhos puros, limpos e abertos para o novo.
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
4. Em “Para não ter medo que esse tempo vai passar”, qual é esse tempo?
__________________________________________________________________________
Professor(a), sugerimos que deixe seus (suas) alunos(as) abrirem seus corações. Tempos
de falta de amor, de respeito, de empatia, tempos de violência.
__________________________________________________________________________

5. A que se refere “fé no que virá”, no 7.º verso?


Refere-se ao futuro.
__________________________________________________________________________

6. Quem está incluído em “Nós podemos tudo / Nós podemos mais”?


O eu do texto e todas as pessoas que, como ele, têm esperança e fé no futuro.
__________________________________________________________________________

7. O texto anterior também fala em semente. Que relação existe entre as duas sementes?
__________________________________________________________________________
Enriqueta plantou uma semente que vai se transformar em árvore, com frutas e flores. A
__________________________________________________________________________
semente da canção é o que todos os dias plantamos por meio das nossas escolhas, ações e
__________________________________________________________________________
decisões. Ambas podem florescer no seu tempo.

70
SUMÁRIO
1º BIMESTRE

OS NÚMEROS 74

SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL 76

NÚMEROS NATURAIS 83

COMPARANDO NÚMEROS NATURAIS 86

A RETA NUMÉRICA E OS NÚMEROS NATURAIS 88

ADIÇÃO DE NÚMEROS NATURAIS 90

PROPRIEDADES DA ADIÇÃO 93

SUBTRAÇÃO DE NÚMEROS NATURAIS 95

OPRAÇÕES INVERSAS: ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO 97

MULTIPLICAÇÃO DE NÚMEROS NATURAIS 99

DIVISÃO DE NÚMEROS NATURAIS 102

LOCALIZAÇÃO E REPRESENTAÇÃO GEOGRÁFICA 105

MEDIDAS DE TEMPO 107


SUMÁRIO
2.º BIMESTRE

PROBLEMAS ENVOLVENDO AS QUATRO OPERAÇÕES 109

CALCULANDO MENTALMENTE 112

PROPRIEDADES DA MULTIPLICAÇÃO 113

MULTIPLICAÇÃO POR 10, 100, 1 000 115

OPERAÇÕES INVERSAS: MULTIPLICAÇÃO E DIVISÃO 116

EXPRESSÕES NUMÉRICAS 118

MÚLTIPLOS DE UM NÚMERO NATURAL 120

DIVISORES DE UM NÚMERO NATURAL 122

NÚMEROS PRIMOS 123

DECOMPOSIÇÃO DE UM NÚMERO NATURAL EM FATORES PRIMOS 125

FRAÇÕES... 126

FRAÇÃO DE UMA QUANTIDADE 127

FRAÇÃO PRÓPRIA, IMPRÓPRIA E APARENTE 128

NÚMERO MISTO 129

COMPARANDO FRAÇÕES 130

FRAÇÕES EQUIVALENTES 131

LOCALIZAÇÃO DE FRAÇÕES NA RETA NUMÉRICA 132

PONTO, RETA E POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE RETAS 134

FIGURAS PLANAS 136

MEDIDA DE COMPRIMENTO 137

MEDIDA DE MASSA 138

MEDIDA DE CAPACIDADE 139

PERÍMETRO DE UMA FIGURA PLANA 140

ÁREA 142

ESTATÍSTICA 143
Olá, querido(a) aluno(a)! Seja bem-vindo(a) a mais um ano letivo. Eu sou a
Professora Natália e quero lhe parabenizar por ter chegado ao 5.º ano. No
Material Didático Carioca, você vai aprender bastante sobre a Matemática.
Aliás, você sabe para que devemos aprendê-la?
Multirio

A Matemática nos permite conhecer melhor a realidade, nos ajuda


a organizar raciocínios e a fazer descobertas!
Bons estudos!
Matemática – uma construção da humanidade

É muito comum as pessoas imaginarem que a Matemática foi inventada por


grandes gênios que debruçados sobre seus livros planejavam:

Hoje vou inventar os


números... Amanhã inventarei
as operações matemáticas e
https://thumbs.dreamstime.com/

depois, algumas fórmulas


bem difíceis...

Mas não é bem assim que as coisas acontecem... O conhecimento


matemático vem sendo construído pela necessidade humana ao longo do tempo por meio
de tentativas, erros e acertos. Portanto, com muito trabalho... A história da Matemática nos
mostra períodos brilhantes, mas também longos períodos de poucos ou nenhum
progresso. Fonte: Andrini, Alvaro. Novo praticando matemática. São Paulo: Ed. Brasil, 2002.

Faça uma dupla com seu colega e pesquisem sobre


algumas grandes descobertas da Matemática.

✓Identificar características do sistema de numeração decimal: base 10 e valor posicional.


HABILIDADES:

✓Decompor os números naturais e representá-los por meio de diferentes ordens.


✓Identificar a localização de números naturais na reta numérica.
✓Estabelecer relação de ordem entre os números naturais de qualquer grandeza.
✓Perceber que a sequência dos números naturais é infinita, ou seja, que, dado um número
natural, sempre será possível determinar o seu sucessor (somando uma unidade).
74 74
Rio recebe título de primeira Capital Mundial da Arquitetura pela Unesco

content/uploads/2012/05/fachadatm2-23trat.jpg
A cidade do Rio de Janeiro recebeu o título de primeira Capital
Mundial da Arquitetura, em 2019. É a primeira vez que uma cidade

http://mapadecultura.rj.gov.br/wp-
recebe essa indicação. Diante desse reconhecimento, o Rio ficou
responsável pela organização do Congresso Mundial da União
Internacional dos Arquitetos que está previsto para acontecer no mês
de julho deste ano. Um dos monumentos que deu o título à cidade é o
Theatro Municipal.
Fonte: www.caubr.gov.br/uia-rio-2020-como-sera-o-congresso-mundial-de-arquitetos-no-rio-de-janeiro.

O que faz um arquiteto?


https://image.fre

ESPAÇO PES UISA


epik.com/

Pesquise na rede, ou em algum livro, o que faz um arquiteto. Sugestão de site:


https://arquiteturaurbanismotodos.org.br/o-que-faz-um-arquiteto/

1- Localizado na região central da capital do Rio de Janeiro, o Theatro Municipal foi


inaugurado em 1909 e tombado pelo Patrimônio Artístico e Cultural. O prédio não chama a
atenção só pela arquitetura de sua fachada, mas também pela beleza de seu interior.
Atualmente, o teatro tem capacidade para 2 252 espectadores.
Fonte: www.theatromunicipal.rj.gov.br/sobre/historia.

111 anos.
a) Quantos anos tem o Theatro Municipal desde a sua inauguração? __________________
b) Numa determinada apresentação de orquestra no Theatro Municipal, foram ocupados
2 252 – 1089 = 1 163.
1 089 lugares. Quantos assentos ficaram disponíveis? _____________________________

2- Para fazer uma atividade com seus 30 alunos, a Professora Ana distribuiu entre eles 63
lápis e 125 folhas, de modo que cada um recebeu a mesma quantidade.
2 lápis.
a) Quantos lápis cada aluno recebeu? __________________________________________
3 lápis.
b) Quantos lápis ficaram sobrando? ____________________________________________
4 folhas.
c) Quantas folhas cada aluno ganhou? _________________________________________
5 folhas.
d) Quantas folhas sobraram? _________________________________________________

3- Utilizando uma fita métrica, Rafael viu que cada passo seu
mede, aproximadamente, 60 centímetros de comprimento. Ao
caminhar da cozinha para o seu quarto, Rafael percorre 1 200
centímetros (12 metros). Quantos passos, aproximadamente, ele
precisa executar para ir da cozinha até o seu quarto?
75 1 200 : 60 = 20 passos.
_________________________________ 75
Imagine, agora, que um pastor
tenha um número enorme de 1 ovelha
ovelhas e que precise levá-las ao
pasto. Se ele colocasse uma
pedrinha para cada ovelha que
fosse para o pasto, teria que utilizar
uma bolsa muito grande para isso.

Para resolver essa questão, ele


10 ovelhas
Pixabay.com

utilizou pedras maiores para


representar quantidades maiores.

Nos dias de hoje, nós também utilizamos esses agrupamentos. Muitas civilizações criaram seus
próprios sistemas de numeração. Sistema de numeração é o conjunto de regras que permite
escrever e ler qualquer número utilizando símbolos e palavras.
O nosso é o Sistema de Numeração Decimal, também chamado de Sistema de Numeração Indo-
arábico, pois ele foi inventado pelos hindus e aperfeiçoado pelos árabes. Nesse sistema, os elementos
são agrupados de 10 em 10.

10 unidades 10 dezenas correspondem 10 centenas correspondem


correspondem a 1 dezena a 1 centena a 1 unidade de milhar

10 dezenas.
Quantas dezenas há em 100 unidades? _________________________________________

Você já aprendeu que o nosso sistema de numeração é


decimal, isto é, contamos sempre em grupos de dez. Esse
costume vem, sobretudo, do fato de o ser humano ter
aprendido a contar usando os dedos das mãos.
A palavra “decimal” é de origem latina, decem, que significa dez.
Publicdomain

É por esse motivo que o nosso sistema de numeração é chamado de


76 Sistema de Numeração Decimal. 76
AGORA, 1- Escreva o número correspondente à imagem que representa o
É COM VOCÊ !!! Material Dourado.

a) b) c) d)

14 22 130 222

2- Complete cada lacuna referente ao Material Dourado e descubra quantos cubinhos foram
necessários para preenchê-los.

+ + +

2 000 300 40 6
+ + +
Total de cubinhos 2 346

3- Em um jogo durante uma aula de Matemática, ficou acertado que:


✓ cada ponto ganho valeria um cartão branco;
✓ quando uma equipe fizesse 10 pontos, trocaria os cartões brancos por um cartão azul;
✓ quando uma equipe juntasse 10 cartões azuis, trocaria por 1 cartão vermelho.

Veja o resultado do
jogo na tabela ao lado.

254
a) Quantos pontos fez cada equipe? Equipe A: _____ 298
Equipe B: _____ 286.
Equipe C: _____
Equipe B.
b) Qual a equipe vencedora? __________________________________________________
c)
77 Equipe A.
Qual equipe fez menos pontos? _____________________________________________ 77
Professora Natália, você Sabia sim, Pedro!
sabia que os símbolos E os algarismos são: 0, 1, 2, 3,
utilizados no Sistema de 4, 5, 6, 7, 8 e 9.
Numeração Decimal Com eles, escrevemos
recebem o nome de todos os números.

Multirio
algarismos?

Multirio
O algarismo zero não tem valor quantitativo, mas serve para indicar ausência de unidade
de uma certa ordem.
Além de decimal, o nosso sistema de numeração é posicional, ou seja, o algarismo
assume valores diferentes dependendo da posição que ele ocupa na escrita do número. O
valor posicional de um algarismo também é conhecido como valor relativo.
Por exemplo, o valor relativo do algarismo 5 no número 571 é 500.
A soma dos valores relativos de um número é igual ao próprio número dado.

5 7 1
500 + 70 + 1 = 571
Valor posicional 500 70 1

ORDENS E CLASSES
No nosso sistema de numeração, a posição de cada algarismo, contada da direita para a
esquerda, indica uma ordem. Cada grupo de três ordens recebe o nome de classe.
Observe no quadro de ordens e classes, também conhecido como Quadro Valor de
Lugar (Q.V.L), a representação do número 8 279 146.

Quadro de ordens e classes


Classe dos milhões Classe dos milhares Classe das unidades simples

9.ª ordem 8.ª ordem 7.ª ordem 6.ª ordem 5.ª ordem 4.ª ordem 3.ª ordem 2.ª ordem 1.ª ordem

CMi DMi UMi CM DM UM C D U

8 2 7 9 1 4 6

Considerando o número no quadro acima, responda:


7.
a) Quantas ordens ele possui? _____
3.
b) Quantas classes? ______
8.
c) Qual é o algarismo que ocupa a casa das unidades de milhão? _____
78 78
d) Qual é o valor posicional do algarismo 9? ______
9 000.
Você sabia que o Sistema de
Numeração Decimal não é

MUltiRio
o único que existe?

Demorou muito tempo até chegarmos à escrita numérica que usamos hoje. Várias
civilizações antigas criaram diferentes sistemas de numeração. Na tabela a seguir, você
pode comparar a escrita de 1 a 10, em alguns desses sistemas, com a escrita que você
conhece.

| || ||| |||| ||| ||| |||| |||| |||||


Sistema egípcio || ||| ||| |||| |||| ∩
▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼
▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼
Sistema ▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ▼▼ ◄
babilônico ▼ ▼▼ ▼▼

Sistema romano I II III IV V VI VII VIII IX X

Sistema indo- 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
arábico ou
decimal

4- Identifique o sistema de numeração em cada caso e relacione as quantidades representadas.


babilônico
a) ◄◄▼▼▼▼ → Sistema ______________________ 24
Quantidade ______
b) ∩∩∩∩||||| → Sistema __________________________
egípcio 45
Quantidade ______
c) XXX IX → Sistema ____________________________
romano 39
Quantidade ______
PUBLICDOMAIN.ORG

Quer um exemplo?
Peça ao seu Professor para
acessar o Qr Code e divirta-se.
Cite, em seu caderno, exemplos
79
nos quais aparecem símbolos da 79
numeração romana.
5- Represente os números no QUADRO VALOR DE LUGAR.

MILHÕES MILHARES UNIDADES SIMPLES

C D U C D U C D U

9.ª 8.ª 7.ª 6.ª 5.ª 4.ª 3.ª 2.ª 1.ª


ordem ordem ordem ordem ordem ordem ordem ordem ordem

5 604 932 5 6 0 4 9 3 2

18 751 1 8 7 5 1

264 320 2 6 4 3 2 0

28 735 069 2 8 7 3 5 0 6 9

176 524 382 1 7 6 5 2 4 3 8 2

6- O ábaco é um instrumento utilizado para fazer cálculos. De acordo com a história, foi
inventado pelos chineses e surgiu pela necessidade de fazer contas. É formado por bastões
paralelos e bolinhas deslizantes que, de acordo com a sua posição, representa a
quantidade a ser trabalhada.
Escreva, na forma de algarismos, os números representados nos ábacos abaixo.

1 450 5 541 154 1 540

Valor Ordem
7- Dê o valor posicional do algarismo
posicional
circulado e a ordem que ele ocupa em
4 784 4 000 4.ª
cada número na tabela ao lado.
6 2 9 32 60 000 5.ª
196 90 2.ª
7 8 9 354 80 000 5.ª
80 6 7 90 312 700 000 6.ª 80
8- (PROVA DA REDE – 2016) O Corcovado é um dos morros da cidade do Rio de Janeiro.
Com 710 metros de altura, é muito famoso no Brasil e no mundo, pois sobre ele foi
construída a estátua do Cristo Redentor.
A decomposição correta do número
que representa a altura do Morro do
Corcovado é Gabarito: B

(A) 7 centenas + 1 unidade.

(B) 7 centenas + 1 dezena.

(C) 7 centenas + 1 dezena + 1 unidade.

(D) 7 centenas + 9 dezenas + 1 unidade.


http://arenacopacabanahotel.com.br/sites/default/files/atracoes/corcovado2.jpeg

9- No painel de controle dos automóveis podemos ler o número de quilômetros que ele já
percorreu.

publicdomainvectors.org/photos/dashboard
a) Quantos quilômetros esse
1 065.
automóvel percorreu? _________
b) Qual é o maior número que esse

-instruments-2.png
marcador de quilometragem pode
001065 Km
999 999.
mostrar? ___________________

10- A população de uma cidade é de um milhão, trezentos e oito mil e quarenta e sete
habitantes. Utilizando algarismos, o total de habitantes dessa cidade é
(A) 1 308 407.
(B) 1 308 047.
(C) 1 308 470. Gabarito.: B

(D) 1 380 074.

11- A opção em que aparece, corretamente a representação simbólica do número noventa


mil e vinte e quatro é Gabarito: A

(A)
81 90 024. (B) 90 042. (C) 90 204. (D) 90 240. 81
12- Qual o menor número de flechas que Sofia deve atirar no alvo representado a seguir
13.
para marcar 3253 pontos? ______________________________________________

1
https://banner2.kisspng.com/20180921/czk/kisspng-clip-art

10
100

1000

13- Desde a antiguidade, muitos povos utilizaram diferentes formas de registrar contagens:
marcas ou riscos feitos em paredes, ossos ou madeira. Ainda hoje, algumas dessas
práticas são usadas.
Lucas e Marina são da mesma turma e os dois registraram a quantidade de alunos que
frequentaram a aula hoje. Veja:

||||||||||||||
|||||||||
|||
Registro do Lucas Registro da Marina

Em qual dessas anotações é mais fácil ler o resultado? Por quê?


Na anotação de Marina. Porque os tracinhos foram
_______________________________________________________________________
agrupados de 5 em 5.
_______________________________________________________________________

14- Bia escreveu no quadro o número abaixo.


Se você fez todos as
A decomposição correta desse atividades até aqui,
parabéns!
número é Gabarito: A 51 267
(A) 50 000 + 1 000 + 200 + 60 + 7
(B) 5 000 + 100 + 20 + 6 + 7
(C) 500 + 100 + 20 + 60 + 7
(D) 50 + 10 + 20 + 6 + 7
Multrio

82 portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/disco 82
Os números que expressam resultado de uma contagem são
chamados de números naturais.
Ao colocar os números naturais em ordem crescente, obtemos a
seguinte sequência numérica:
0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, ...
Multrio

Essa sequência forma o conjunto de números chamado conjunto dos números naturais,
cuja indicação é:
IN = {0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, ...}

Em relação à sequência dos números naturais, podemos afirmar que:

Todo número natural tem um sucessor. O Todo número natural, com exceção do zero,
sucessor de um número natural é obtido tem um antecessor. O antecessor de um
somando-se 1 a esse número. Por número natural é obtido subtraindo-se 1
exemplo: desse número. Por exemplo:
•O sucessor de 4 é 5, pois 4 + 1 = 5. •O antecessor de 8 é 7, pois 8 – 1 = 7.
•O sucessor de 10 é 11, pois 10 + 1 = 11. •O antecessor de 4 é 3, pois 4 – 1 = 3.

A sequência dos números naturais é infinita. Portanto, não existe o maior número natural,
pois, qualquer que seja ele, sempre haverá um número sucessor.

Na sequência dos números naturais 0, 1, 2, 3, 4, 5, ..., o sucessor de um número fica à


esquerda ou à direita desse número?
E o antecessor de um número?
O sucessor fica à direita e o antecessor fica à esquerda.
________________________________________________________________________

AGORA,
É COM VOCÊ !!! 15- Encontre o sucessor de cada um dos seguintes números naturais:
a) 1 ________________
2 1 001
e) 1.000 _________________
b) 100 ______________
101 3 000
f) 2.999 _________________
c) 4 950 _____________
4 951 35 001
g) 35.000 ________________
83 83
d) 890 ______________
891 1 000 001
h) 1.000.000 _____________
16- Encontre o antecessor de cada um dos seguintes números naturais.

455
a) 456 ______________ 1 999
f) 2 000 _________________
677
b) 678 ______________ 5 098
g) 5 099 _________________
344
c) 345 ______________ 49 999
h) 50 000 ________________
542
d) 543 ______________ 999 999
i) 1 000 000 _____________
122
e) 123 ______________ 275 998
j) 275 999 _______________

17- O sucessor de um número natural é maior ou menor do que esse número? E o


antecessor de um número natural?
O sucessor é maior e o antecessor é menor.
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

18- Na recepção de um laboratório, os pacientes preferenciais têm senha com dois


algarismos; os pacientes agendados têm senha com três algarismos; e os demais, senha
com quatro algarismos.
Bom dia, Doutor!
Meu nome é Paulo e
minha senha é 256.

https://st4.depositphotos.com/16959514/20210/v/1600/d
Olá!

epositphotos_202100328-stock-illustration-doctor-
Eu me chamo
Ana Maria e
minha senha
é 68.
waiting-room-patients-wait.jpg

a) Dona Ana Maria acabou de pegar a senha. Qual será a senha do próximo paciente?
Qual foi a senha do paciente anterior?
69 e 67.
____________________________________________
b) Paulinho agendou seu exame. Qual foi a senha do agendamento que o antecedeu? E a
255 e 257.
senha que o sucedeu? ____________________________________________________
84 84
258.
c) Qual é o sucessor do sucessor da senha de Paulinho? ___________________________
19- Sobre uma fita foram escritos todos os números

Multirio
naturais de 1 a 1 000. Essa fita foi enrolada ao redor de
um cilindro, formando colunas de números, como
mostra a figura ao lado, de modo que a diferença entre
qualquer número e o seu vizinho imediatamente
superior seja igual a 8 unidades, como 2 e 10, por
exemplo.
a) Na coluna dos números 3, 11, 19, ..., qual será o número
mais próximo de 100, menor do que ele?
______________________________________________
O número 99.
b) Na coluna em que aparece o número 2, quais os três
números que estão em posições, na fita enrolada, acima
do 58? E os três que estão abaixo?
Acima: 34, 42 e 50; abaixo: 66, 74 e 82.
______________________________________________
c) Em qual dessas três colunas vai aparecer o número 65?
Na coluna da esquerda, onde estão os números
______________________________________________
1, 9, 17, ...
______________________________________________

d) Na coluna em que aparece o número 27 vai aparecer o número 107. Qual é o terceiro
131.
número abaixo do 107? ____________________________________________________
Adaptado: GIOVANNI, José Ruy. A conquista da Matemática. Ed. Renovada. São Paulo:FTD, 2009.

20-Lázaro escreveu no quadro a sequência dos números naturais de 35 a 85.

a) Quantos números naturais há entre 35 e 85?

49 números.
___________________________________________
35, 36, 37
b) Quantos deles são pares?
25 números.
___________________________________________

c) Quantos são ímpares?

85 Clipart
24 números.
___________________________________________ 85
Comparar dois números é verificar
se um em relação ao outro é:
maior, menor ou igual.

Os símbolos matemáticos utilizados


para indicar a igualdade ou a
content/uploads/2018/04/danshari-15.jpg

diferença entre números são:


https://www.danshari-yarikata.com/wp-

13 > 7
> maior que
Treze é maior que 7.
< menor que
= igual a

21- Utilize os números da tabela abaixo e

74 154 140 250 88 199 100 110


200 50 222 310 500 130 121 119

a) coloque em ordem crescente os números menores que 120:


50 < 74 < 88 < 100 < 110 < 119
_______________________________________________________________________

b) coloque em ordem decrescente os números maiores que 120 :


500 > 310 > 250 > 222 > 200 > 199 > 154 > 140 > 130 > 121
_______________________________________________________________________

22- Compare os números abaixo e complete com os sinais > (maior que) ou < (menor
que):
< 200
a) 100 ____ > 221
b) 222 ____
< 402
c) 204 ____ > 666
d) 999 ____

23- Escreva em ordem decrescente (do maior para o menor), de 10 em 10, os números de
300 a 200.
300 > 290 > 280 > 270 > 260 > 250 > 240 > 230 > 220 > 210 > 200
_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________
86 86
24- Natália fez uma pesquisa sobre alguns grupos humanos na evolução humana e o
período em que eles viveram na Terra. Observe as fichas abaixo, com informações sobre
esses grupos.

Homo habilis Homo erectus Homo sapiens Autralopithecus Homo


neanderthalensis

Cerca de 2,4 Cerca de 1,8 Cerca de 100 Cerca de 4 Cerca de 200


milhões de anos milhões de anos mil anos milhões de anos mil anos
Fonte de pesquisa: University of california Museum of Paleontology

a) Escreva, utilizando algarismos, o menor e o maior número representados nas fichas:


________________________________________________________________________
100 000; 4 000 000.
________________________________________________________________________
b) Organize, em ordem decrescente, os números que aparecem nas fichas. Utilize o sinal >
(maior que).
4 000 000 > 2 400 000 > 1 800 000 > 200 000 > 100 000.
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

25- Após jogar cinco partidas de um jogo no seu celular, Mário anotou seus pontos em uma
tabela. Veja.
Partida Pontos
1.ª 11 001
2.ª 11 011
3.ª 11 010
4.ª 11 101
5.ª 11 110

a) Qual foi a menor pontuação alcançada por Mário? ___________


11 001.
11 110.
b) E a maior pontuação? _________________________________
c) Coloque os números que representam os pontos alcançados por Mário em ordem
crescente usando o sinal < (menor que).
87 11 001<11 010<11 011<11 101<11 110
_______________________________________________________________________ 87
HABILIDADES: Para visualizarmos melhor a sequência dos
números naturais, podemos representá-la em
✓Identificar a localização de números
naturais na reta numérica. uma linha reta chamada de reta numérica.

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

A reta numérica onde estão representados os números naturais tem origem no ponto zero
e é crescente para a direita, de modo que a distância de um número dado para seu
sucessor é sempre igual. Uma reta numérica pode ter intervalos diferentes de 1. A
sequência pode ser de 2 em 2, de 3 em 3, de 5 em 5 ...
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG

26- A pessoa que está localizada acima do ponto 8 da reta numérica a seguir é

(A) Bia. (B) Carlos. (C) Dani. (D) Elza. Gabarito.: D

27- As defesas naturais produzidas pelo nosso corpo são conhecidas como anticorpos, e as
defesas criadas em laboratórios são chamadas de vacinas.
Logo no seu primeiro mês de vida, o ser humano deve tomar a vacina BCG, que previne
a tuberculose. Essa vacina foi utilizada pela primeira vez no ano de 1921.
Observando a linha do tempo representada a seguir, o ponto que indica o ano em que foi
utilizada pela primeira vez a vacina BCG é
(A) R.
(B) S. Gabarito.: C

(C) T.
88 (D) U. 88

Revista Saúde Pública 2007; 41 (Supl. 1): 59-66


28- Em uma fila, há 75 pessoas. Bruno é o 20.º dessa fila e Ana é a 31.ª da fila.

Qual é o número de pessoas:


19.
a) que há na frente de Bruno? _____________
www.pixabay.com

44.
b) atrás de Ana? ________________________
10.
c) entre Bruno e Ana? ____________________
54.
d) entre Bruno e o último da fila? ___________

29- O primeiro caso de dengue registrado no Brasil ocorreu na cidade de Recife (PE), no
ano de 1865.
Fonte: http://saude.hsw.uol.com.br/dengue1

Na reta numérica acima, a letra que representa o ano em que foi registrado o primeiro
caso de dengue no Brasil é Gabarito: C

(A) P. (B) Q. (C) R. (D) S.

30- Considerando a reta dos números naturais e os pontos A, B, C e D a seguir, é correto

afirmar que

0 C A D B
Gabarito: C

(A) o número representado pela letra A é menor que o representado pela letra C.

(B) o número representado pela letra D é maior que o representado pela letra B.

(C) o número representado pela letra D é maior que o representado pela letra A.

(D)
89 o número representado pela letra C é maior que o representado pela A. 89
Dois
Jorginho em: Uma tarde divertida!
saquinhos
de pipoca, PIPOCA Sonic – O filme
R$ 8,00 Sessões: De uma sessão
por favor.
14 h – 16 h e 18 h
para outra,
demora 2 horas.

Meu pai vai


pagar 16 reais.

Hum! Metade
Depois do cinema...
Chocolate! pra mim,
metade Puxa! Você já está
pra você. calçando n.º 32?!

Tchau, Jorginho! Boa Não se preocupe, pai.


prova de Matemática

Adaptado<http://portaldoprofessor.mec.gov.br/
Hoje eu estudei
depois de amanhã. bastante com você!

As operações matemáticas fundamentais estão presentes em muitas situações do dia a dia.

Em que situações do seu dia a dia você percebe a presença da Matemática?

Produza um pequeno texto e converse com os(as) seus(suas) colegas sobre isso.

✓Resolver as operações com números naturais, por meio de estratégias pessoais e do uso de técnicas
operatórias convencionais, com compreensão dos processos nelas envolvidos.
HABILIDADES:

✓Ampliar o repertório básico das operações com números naturais para o desenvolvimento do cálculo
mental e escrito.
✓Resolver e elaborar situações-problema do cotidiano com números naturais, envolvendo os diferentes
significados das operações. Adição(juntar e acrescentar), Subtração (retirar, comparar e completar),
✓ Aplicar e discutir, na adição, as propriedades comutativa, associativa e elemento neutro como
facilitadoras do cálculo.
90 90
Olá, queridos(as) alunos(as)! Agora vamos falar um pouco
das operações matemáticas. Iremos começar pela adição.

Multirio
Há algumas situações que nos dão a ideia de adição. Observe-as:
1.ª situação: Juntar duas ou mais quantidades.
Uma campanha de vacinação foi feita durante quatro dias em um posto de saúde de uma
pequena cidade. Nos dois primeiros dias, foram vacinadas 570 crianças e nos outros dois
dias, foram 429. Quantas crianças foram vacinadas nesse posto de saúde?
Para resolver esse problema, devemos, fazer 570 + 429.

570
+ 429 Foram vacinadas 999 crianças nesse posto.

999

2.ª situação: Acrescentar uma quantidade a outra quantidade.


O preço de um celular é 850 reais para pagamento à vista. Esse valor pode ser parcelado
em 10 prestações iguais, mas, nesse caso, o preço sofre um acréscimo de 255 reais. Qual
é o preço do celular caso seja comprado a prazo?
Para resolver esse problema, devemos fazer 850 + 255.

850
+ 255 Se for comprado a prazo, o celular custará 1 105 reais.
1 105

Você se lembra de como funciona o algoritmo da adição?


Algoritmos são métodos utilizados para calcular operações matemáticas.
Multrio

Na adição, usamos o sinal + (mais) para indicar a operação.

Começamos pelas unidades:


1
38 •8 unidades + 2 unidades = 10 unidades = 1 dezena + 0 unidades
Em seguida, adicionamos as dezenas:
+ 92
3 dezenas + 9 dezenas + 1 dezena (que veio da adição das
130
91 unidades) = 13 dezenas ou 1 centena e 3 dezenas. 91
31- Utilizando o algoritmo, resolva no seu caderno cada adição apresentada a seguir.

a) 63 + 26 = ______________
89 4 999
e) 1 279 + 3 720 = ___________
b) 73 + 89 = ______________
162 3 509
f) 2 980 + 465 + 64 = ________
c) 168 + 31 = _____________
199 416
g) 89 + 130 + 92 + 105 = _____
d) 469 + 326 = ____________
795 2 162
h) 5 + 127 + 1 986 + 44 = _____

32- A caxumba é uma doença provocada por um vírus, caracterizada principalmente pelo
inchaço das glândulas que produzem saliva. Elas ficam nas laterais do pescoço, abaixo da
mandíbula. A doença não tem tratamento específico e pode ser prevenida com vacina.
Num determinado estado, os casos de caxumba foram registrados no primeiro e segundo
semestres de 2014 conforme mostra a tabela a seguir.

Quantos casos confirmados de caxumba foram verificados nesse estado, em 2014?

Foram verificados 802 casos de caxumba nesse estado em 2014.

33- Uma campanha de vacinação foi realizada durante sete dias em um posto de saúde de
uma pequena cidade. Nos cinco primeiros dias, foram vacinadas 840 crianças e, nos outros
dois dias, foram 559. Quantas crianças foram vacinadas nesse posto de saúde?

Faça o cálculo aqui Resposta:

840 Foram vacinadas 1 399 crianças


+ 559
nesse posto de saúde.
1 399

Você sabia que os vírus se multiplicam sem controle?


Se encontrarem terreno favorável, geram doenças. Por isso, as
vacinas são introduzidas no organismo como medida de
prevenção. Elas estimulam a população de anticorpos
protegendo o corpo. A maioria das vacinas são tomadas na
92 infância, quando o sistema imunológico ainda está em formação. 92
Fonte: Educopédia – Ciências – 5.º ano
Considere a adição 12 + 3 = 15.
Trocando-se a ordem das parcelas, a soma obtida não se altera, isto é:
12 + 3 = 3 + 12

15 15

Nesse caso, a ordem das parcelas não alterou a soma. Isso sempre ocorre quando
adicionamos dois números naturais quaisquer e essa propriedade da adição chama-se
comutativa.

Em uma adição de dois números naturais, a ordem das parcelas não altera a soma.

Agora observe dois modos de efetuar a adição 4 + 5 + 6:

1.º modo 2.º modo

4+5+6= 4+5+6=

=9+6= = 4 + 11 =

= 15 = 15

Ao associar as parcelas de modos diferentes não houve alteração na soma. Isso sempre
ocorre quando adicionamos três ou mais números naturais quaisquer e essa propriedade da
adição chama-se associativa.
Em uma adição de três ou mais números naturais, podemos associar as parcelas de
modos diferentes sem alterar a soma.

Agora, considere as seguintes adições:


3+0=0+3=3
0+9=9+0=9
45 + 0 = 0 + 45 = 45
0 + 115 = 115 + 0 = 115
Observe nas adições acima que o zero, em qualquer parcela, isto é, o zero em qualquer
posição não influi o resultado. A adição de um número natural com zero (ou vice-versa) tem
como resultado o próprio número natural. Essa propriedade da adição é a existência do
elemento
93 neutro. O zero é o elemento neutro da adição. 93
34- A tabela a seguir mostra os itens com os respectivos valores de um lanche que Vitor irá
montar.
Item Preço
Sanduíche 12 reais
Batata frita (pequena) 6 reais
Suco (copo) 8 reais
Sorvete 4 reais

Vitor fez as contas, mentalmente, utilizando uma propriedade da adição. Veja:

20
30
reais.
12 + 6 + 8 + 4

Multirio
10
Que propriedade da adição Vitor aplicou para efetuar esse cálculo mentalmente?
Associativa.
_______________________________________________________________________

35- Veja ao lado a forma como Ana e Carlos resolveram uma adição proposta pela
Professora. Ana Carlos
23 + 27 = 50 27+ 23 = 50

Podemos perceber que as duas formas estão corretas. Que propriedade da adição nos
Comutativa.
garante isso? _____________________________________________________________

36- Para efetuar os cálculos mentalmente, Lucas usa a decomposição dos números. Observe
como ele faz:

24 + 43 + 31 =
(20 + 40 + 30) + (4 + 3 + 1)=
90 + 8 =
98

Faça, no seu caderno,os seguinte cálculos aplicando a estratégia de Lucas.


(40+50+20) + (3+1+7) = 110 + 11 = 121
a) 43 + 51 + 27 = ____________________________________________________________
(20+10+10) + (8+7+2) = 40 + 17 = 57
b) 28 + 17 + 12 = ____________________________________________________________
94 94
(20+10) + (3+7) = 30 + 10 = 40
c) 20 + 13 + 7 = _____________________________________________________________
Vamos agora falar da subtração. Veja a seguir em quais
situações essa operação é empregada.

Multirio
1.ª situação: Tirar uma quantidade de outra quantidade.
A primeira Copa do Mundo aconteceu em 1930. Até 2018, ocorreram 21 Copas tendo o Brasil
participado de todas com 229 gols marcados e 104 gols sofridos. A diferença entre o números
de gols marcados e o número de gols sofridos é o que chamamos de saldo de gols.
Sendo assim, qual é o saldo de gols do Brasil em todas as copas, desde 1930 até 2018?
Para resolver esse problema devemos fazer 229 – 104.
Disponível em http://www.goal.com/br/not%C3%ADcias/brasil-copa-do-mundo-historico-numeros-gerais-artilheiros/dguhr9tj6w3m1ubq7fs30s3k1 acesso em : 20/09/2019.

229
Resolva a - 104 125
O saldo de gols do Brasil é de ________ gols.
operação:
125

2.ª situação: Tendo duas quantidades, saber quanto uma delas tem a mais que a outra.
Joana tem 350 reais e Maria tem 235 reais. Quanto Joana tem a mais que Maria?
Para resolver esse problema, devemos fazer 350 – 235.

350
Resolva a 115
Joana tem ________ reais a mais que Maria.
- 235
operação
115

✓Resolver as operações com números naturais, por meio de estratégias pessoais e do uso de
técnicas operatórias convencionais, com compreensão dos processos nelas envolvidos.
✓Ampliar o repertório básico das operações com números naturais para o desenvolvimento do
HABILIDADES:

cálculo mental e escrito.


✓Resolver e elaborar situações-problema do cotidiano com números naturais, envolvendo os
diferentes significados das operações. Adição(juntar e acrescentar), Subtração (retirar, comparar e
completar).
✓ Aplicar a invariância da diferença: quando se adiciona ou subtrai um mesmo número aos dois
termos da subtração a diferença não se altera.
✓ Reconhecer a propriedade da subtração onde se somando ou subtraindo um valor ao minuendo,
a diferença fica aumentada ou diminuída do mesmo valor,
✓Reconhecer a propriedade da subtração onde se somando ou subtraindo um valor ao subtraendo,
95 a diferença fica diminuída ou acrescida do mesmo valor. 95
3.ª situação: Tendo duas quantidades, saber quanto falta a uma delas para atingir a outra.
Todo ano, Marcos arrecada chocolates para presentear as crianças de sua comunidade. Para
que todas as crianças ganhem é preciso que ele junte 700 chocolates e até agora ele
conseguiu 521.
Quantos chocolates faltam para que todas as crianças recebam?
Para resolver esse problema, devemos fazer 700 – 521.

Você se lembra como realizar essa operação?


Vamos recordar as ideias envolvidas nesse cálculo utilizando
agora o algoritmo da subtração no exemplo a seguir.
Multrio

•Começamos pelas unidades:


Quando operamos com números naturais, não é possível tirar
1 de zero; então recorremos à casa das dezenas. Como, nesse
6 9 10 caso, também não há dezena, fazemos:
700
7 centenas = 6 centenas + 10 dezenas = 6 centenas + 9
- 521
dezenas + 10 unidades
179
E 10 unidades – 1 unidade = 9 unidades
•Em seguida, subtraímos as dezenas e as centenas.
9 dezenas – 2 dezenas = 7 dezenas
6 centenas – 5 centenas = 1 centena

Logo, faltam 179 chocolates para que todas as crianças recebam.


Multrio
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG

37- Utilizando o algoritmo, resolva no seu caderno cada subtração


apresentada a seguir.
62
a) 97 – 35 = _____________ 3 175
e) 4 950 – 1 775 = _____________
212
b) 348 – 136 = ___________ 1 036
f) 10 000 – 8 964 = ____________
841
c) 896 – 55 = ____________ 1 415
g) 15 200 – 13 785 = ___________
96 d) 1 297 – 157 = 1__________
140 24 625
h) 25 000 - 375 = ______________ 96
38- Uma biblioteca possuía 736 livros de Literatura Infantil. Após uma doação, passou a ter
956 livros desse gênero no estoque. Quantos livros de Literatura Infantil essa biblioteca
recebeu de doação?

Faça o cálculo aqui Resposta:

Essa biblioteca recebeu


____________________________________
956
- 736 de doação 220 livros.
____________________________________
220
____________________________________

39- Pedro tem 1 972 figurinhas. Maria tem 380 figurinhas a menos que Pedro. Quantas
figurinhas Maria tem?

Faça o cálculo aqui Resposta:

1 972 Maria tem 1 592 figurinhas.


____________________________________

- 380 ____________________________________

1 592 ____________________________________

350 minuendo
Você se recorda dos
nomes que damos aos - 235 subtraendo
termos da subtração?
Multirio

115 diferença ou resto

Agora que você se lembrou do nome de cada termo da subtração, observe as seguintes
operações:
13 – 5 = 8 8 + 5 = 13

Diferença
Subtraendo
Minuendo
Repare que ao somar a diferença com o subtraendo, obtemos o minuendo. Dessa forma,
podemos verificar se uma dessas operações está correta por meio do cálculo da outra.
97 97
Por isso, dizemos que a adição e a subtração são operações inversas.
40- Após aprender que a adição e subtração são operações inversas, complete as
sentenças.
32
a) 32 + 15 = 47 e 47 – 15 = _____ Demonstre, para os(as)
235 – 18 = _____
235 e _____
b) 217 + 18 = _____ 217 seus(suas) colegas e para o(a)
seu(sua) Professor(a), de
c) 35 – 10 = _____ 10 = 35
25 e 25 + ____ que forma você chegou
aos resultados.
d) 122 – 29 = _____ 93 + 29 = _____
93 e _____ 122

41- Copie e complete os esquemas, substituindo cada pelo número adequado.

- 12 + 35 + 43

37 b) 183 148 c) 362 319


a) 25

+ 12 – 35 – 43

42- Em cada caso a seguir, efetue os cálculos e encontre o número correspondente a cada
lacuna.

Faça o cálculo aqui. Faça o cálculo aqui.

496 974 531 883


a) b)
+ - + - 352
478
478 352
974 883 531
496

43- Uma calculadora apresenta, dentre suas teclas, uma tecla A, que aumenta o número
digitado em 175 unidades, e uma tecla B, que subtrai 100 do número que está no visor. Qual
será o número obtido se uma pessoa digitar, inicialmente, 225 e apertar, em sequência, as
teclas A e B ?
225 + A – B = 225 + 175 – 100 = 400 – 100 = 300.
__________________________________________________________________________

98 Demonstre, para os(as) seus(suas) colegas e para o seu(sua) Professor(a), 98


de que forma você chegou aos resultados.
Observe a situação apresentada a seguir.

2+2+2+2+2+2+2+2+2+2+2+2+2+2+2

O que você pode notar em comum na adição acima? Todas as parcelas são iguais.

Agora considere a seguinte situação:

Na barraca de frutas, Jerônimo organizou os montes de maçã da seguinte forma:

7 montes.
a) Quantos montes de maçã Jerônimo formou? __________________________________
6 maçãs.
b) Quantas maçãs há em cada monte? _________________________________________
6+6+6+6+6+6+6
c) Represente os montes de maçã por meio de uma adição _________________________
Todas as parcelas são iguais.
d) O que você notou na adição que escreveu? ___________________________________
6 + ___
e) Qual o total de maçãs? ___ 6 + ___
6 + ___
6 + ___
6 + ___
6 + ___
6 = ___
7 x ___
6 = ______
42

https://cdn.pixabay.com/photo/2018/04/03/06/07/apple-3286035_960_720.png

A multiplicação pode ser empregada em várias situações. Nos dois exemplos acima, ela
foi utilizada numa adição de parcelas iguais.
Veja na próxima página outras situações em que podemos aplicar a multiplicação.

✓Resolver situações-problema que envolvam as ideias da multiplicação


HABILIDADES:

(adição de parcelas iguais, representam combinação retangular, raciocínio


combinatório e proporcionalidades).
✓Resolver e elaborar problemas simples de contagem envolvendo o princípio
multiplicativo, como a determinação do número de agrupamentos possíveis
ao se combinar cada elemento de uma coleção com todos os elementos de
99 outra coleção, por meio de diagramas de árvore ou por tabelas. 99
Você sabe dizer em que situações podemos empregar a multiplicação ?

Para contar elementos em uma organização retangular.

A figura 1 a seguir representa as poltronas existentes em uma sala de cinema.


Como são 5 fileiras com 10 poltronas em cada fileira, calculamos o total de poltronas
5
efetuando a multiplicação de 5 por 10, ou seja, ______ 10
x ______ 50
= ______. Portanto, há
______
50 poltronas nesta sala de cinema.

Para saber quantas combinações podemos


fazer.
Breno tem 3 shorts e 4 camisas, todos de cores diferentes. De quantas maneiras ele pode se
vestir usando um short e uma camisa?
Para facilitar a resolução desse problema, observe a tabela representada na figura 2.
Veja que existem 4 + 4 + 4 = 12 maneiras de Breno se vestir.
Como são 3 shorts e 4 camisas, calculamos o número de maneiras diferentes como ele pode
se vestir efetuando o produto de 3 por 4. Ou seja, _____
3 x _____
4 = _____.
12

http://p1.pkcdn.com/Recolha-de-seis-diferente
Produzido pelo autor

Figura 1 Figura 2

Para usar a ideia de proporcionalidade.

Para preparar um refresco de caju, preciso adicionar 4 copos de água para cada copo de
suco concentrado.
Quantos copos de água serão necessários para preparar esse refresco usando
a) 2 copos de suco? 2 copos de suco x 4 copos de água = 2 x 4 = 8
3 x ____
b) 3 copos de suco? ____ 4 = ____
12
100 100
1 2
Veja como podemos resolver a multiplicação
x 7 8 de 12 por 78 utilizando o algoritmo.

9 6 8 unidades vezes 12 unidades = 96 unidades

Multirio
+ 8 4 0 7 dezenas vezes 12 unidades = 840 unidades

9 3 6 96 + 840 = 936

44- Utilizando o algoritmo, resolva no seu caderno as multiplicações apresentadas a seguir.

a) 134 x 2 = _________________
268 e) 30 720
2 560 x 12 = _______________

b) 256 x 4 = ____1____________
024 f) 89 700
5 980 x 15 = _______________

c) 478 x 5 = ______________
2 390 g) 198 600
8 275 x 24 = _______________

d) 1 350 x 6 = _______________
8 100 h) 349 600
10 925 x 32 = ______________

45- Observe e continue.


a) 6 + 6 + 6 = 18 ou 3 x 6 = 18
20 ou 4 x 5 = 20
b) 5 + 5 + 5 + 5 =
48 ou 6 x 8 = 48
c) 8 + 8 + 8 + 8 + 8 + 8 =
d) 10 + 10 + 10 + 10 = 40 ou 4 x 10 = 40

46- Uma floricultura montou 5 arranjos de rosas. Veja.


www.uniflores.com.br/

6
a) De acordo com a figura, em cada arranjo há _____rosas.
6 6 6 6 6 30 rosas ou podemos efetuar a
b) Ao todo, foram utilizadas ___+___+___+___+___=___
multiplicação ___ 6 = ___.
5 x ___ 30

47- Pedro tem 25 figurinhas e seu amigo, Jonas, tem o triplo. Quantas figurinhas tem
Jonas?
101 25 x 3 = 75. Jonas tem 75 figurinhas.
________________________________________________________________ 101
Você sabe o que são as réguas
ou escalas de Cuisinaire?

As réguas ou escalas de Cuisenaire são barras retangulares elaboradas pelo professor


belga Émile Georges Cuisenaire há mais de 50 anos para ensinar diversos conceitos
matemáticos, entre eles a divisão.
Texto Adaptado:< http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=3570> acesso em 15/06/2018

branca
vermelha a) A cor branca representa a unidade. Sendo
verde-clara
assim, quantas barrinhas verde-clara são
roxa
amarela necessárias para formar
verde-escura
preta ❖ uma barrinha verde-escura? _______________
2 barras.
marrom
❖ uma barrinha azul? ______________________
3 barras.
azul
❖ duas barrinhas verde-escura? ______________
4 barras.
laranja
Produzido pelo elaborador

b) Em uma barrinha laranja, cabem quantas barrinhas


5 barras vermelhas.
vermelhas? ___________________________ 2 barras amarelas.
E amarelas? ________________________
c) Duas barrinhas roxas completam uma barrinha laranja? Por quê?
Não, pois sobram dois quadradinhos laranjas.
______________________________________________________________________
d) Quatro barrinhas vermelhas completam uma barrinha azul? Por quê?
Não, pois sobra um quadradinho azul.
______________________________________________________________________
d) Comparando as barrinhas, verifique quantas vezes a roxa cabe na marrom.
2 vezes.
______________________________________________________________________

48- Para fazer um trabalho de artes, a Professora Talita distribuiu 34 folhas coloridas para
sua turma de 30 alunos, de modo que cada aluno recebeu a mesma quantidade de folhas.
Sobraram 4 folhas.
Quantas folhas coloridas sobraram? ____________________________________

✓Resolver situações-problema que envolvem as ideias da


102
HABILIDADES: divisão: repartir (distribuir) e de medida (quantos cabem?). 102
Ideias associadas à divisão

Empregamos a divisão quando precisamos repartir uma quantidade em partes iguais ou


descobrir quantas vezes uma quantidade cabe em outra.
Lembre-se que numa divisão temos:
Com 23 podemos formar 4 grupos de 5 e
restam 3. Ou ainda, 5 cabe 4 vezes em 23 e
restam 3.
dividendo 23 5 divisor
Lembre-se de que numa divisão:
resto 3 4 quociente ➢ o resto é sempre menor que o divisor;
➢se o resto for igual a zero, a divisão é exata.

49- Uma papelaria oferece, gratuitamente, lápis para alunos de uma escola. Um funcionário
distribuiu 1 200 lápis para 8 turmas. Cada turma recebeu a mesma quantidade de lápis.
Quantos lápis cada turma recebeu?
Faça o cálculo aqui.
(A) 4 lápis.
(B) 12 lápis.
Gabarito: D 1 200 : 8 = 150
(C) 96 lápis.
(D) 150 lápis.

50- “Você sabia que ao usar uma mangueira para lavar a calçada durante 7 minutos são
gastos 140 litros de água? E que uma vassoura limpa da mesma maneira e não usa uma
única gota d’água? Adote atitudes sustentáveis.”
Se uma pessoa lava a calçada da maneira descrita acima, quantos litros de água ela
desperdiça por minuto?

Faça o cálculo aqui.


Resposta:

Essa pessoa desperdiça 20


140 : 7 = 20
litros de água por minuto.

103 103
51- Utilizando o algoritmo, resolva no seu caderno cada divisão apresentada a seguir.
82
a) 164 : 2 = ____________ 96
e) 1 152 : 12 = __________
2 314
b) 6 942 : 3 = ___________ 19
f) 285 : 15 = ____________
3 754
c) 15 016 : 4 = __________ 35
g) 665 : 19 = ____________
875
d) 5 250 : 6 = ___________ 756
h) 18 144 : 24 = _________

52- Em uma festa junina, a barraca de João oferece 5 pontos ao participante cada vez que
ele acerta o alvo. Pedro adorou a brincadeira e conseguiu 75 pontos. Quantas vezes Pedro
acertou o alvo? Faça o cálculo aqui.

Resposta:

75 : 5 = 15
Pedro acertou o alvo 15 vezes.

53- Siga as setas efetuando os cálculos até o final da trilha.

12 x2 24 2 12
Assim como a adição e a
subtração, a multiplicação
4 e a divisão (exata) são
operações inversas.
12 120 x 10 12 Portanto, o que uma faz,
10
a outra desfaz.

R T I U D Q A Z U Q D R
Caça-palavras
Brincando com a divisão E O Ç T I C E F U Y Z I
S Â O Ã V A I O I D D I
A DIVISÃO é o ato de dividir em partes iguais para
todos. O número que está sendo dividido em partes T S T Z I E C J C Ã I O
iguais é chamado de DIVIDENDO; o número que indica O S Ã R D I E T N C V Z
em quantas vezes vamos dividir é chamado
de DIVISOR; o resultado é chamado de QUOCIENTE; I U F P E H U I Y W I O
o que sobra é chamado de RESTO. R T U N N U W Q O U S R
O número 1 (UM) é o elemento neutro na divisão,
V B T O D Y A D O Z Ã O
dividir um número por 1 (um) tem como resultado o
próprio número. Faz todo sentido, por exemplo, dividir F E Â T O I H W F E O L
uma barra de chocolate com você mesmo, a barra será
B G T M K I O Z X R L K
toda sua.
ZERO dividido por qualquer número tem como U M Ã O D I V I S O R R
104 resultado o próprio zero. 104
H B G T C Ã O M Y Q Z M
54- Na figura a seguir, uma das maneiras de Guilherme ir do ponto A até o ponto B é

(A) andar 2 quadradinhos à frente e 5 à esquerda.


(B) andar 3 quadradinhos à frente e 5 à direita.
(C) andar 1 quadradinho à frente, 5 à esquerda e
2 à frente.
(D) andar 2 quadradinhos à frente, 4 à esquerda e

Produzido pelo
1 à frente

autor
Gabarito: C

55- Na figura abaixo, Ana está em pé, de frente para a casa azul.

É correto afirmar que


(A) a casa lilás está à direita de Ana.
(B) a casa azul está à direita de Ana.
(C) a casa rosa está à esquerda de Ana.

Pixabay.com
(D) a casa lilás está á esquerda de Ana. Gabarito: D

56- Na fila abaixo, a terceira pessoa atrás de Léo é


(A) Joel. encrypted-tbn1.gstatic.com

(B) Ivan. Gabarito: A


(C) Hugo.
(D) Ana.

✓Identificar a localização/movimentação de um objeto em diversas representações de relações espaciais


em que apareçam elementos posicionais, tais como: na frente/atrás, ao lado, perto/longe,
direita/esquerda etc.
HABILIDADES:

✓Interpretar representações gráficas (croquis, itinerários, mapas e maquetes), utilizando elementos


posicionais, tais como: em cima/embaixo, entre, na frente/atrás, ao lado, perto/longe, direita/esquerda
etc.
✓Utilizar diferentes representações para a localização de objetos no plano, como mapas, células em
planilhas eletrônicas e coordenadas geográficas, a fim de desenvolver as primeiras noções de
coordenadas cartesianas.
Interpretar, descrever e representar a localização ou movimentação de objetos no plano cartesiano (1.º
quadrante), utilizando coordenadas cartesianas, indicando mudanças de
105 105
direção e de sentido e giros.
51- Nas imagens a seguir a Figura 1 representa a posição inicial de um jogo de xadrez e a
Figura 2, o nome de cada uma das peças que o compõe.
https://docs.kde.org/

Figura 2
Figura 1
Observe que o tabuleiro é composto de 8 linhas e 8 colunas.
As colunas são identificadas por letras, de A a H, e as linhas por números, de 1 a 8. No
total, são 64 casas, e cada casa pode ser localizada por uma letra e um número. Por
exemplo, uma torre branca está na casa H1 e uma torre preta está na casa A8.
a) Um jogador inicia o jogo deslocando duas casas à frente o peão branco da casa E2.
E4.
Em que casa esse peão branco foi colocado? _________________________________
Bispo preto.
b) Que peça está localizada à esquerda da casa D8? _____________________________
52- Na figura a seguir João é a segunda pessoa à direita de Bia, Caio é a terceira pessoa à
esquerda de Bia e Daiane está entre Felipe e Caio.

https://www.staugustinescentrehalifax.org.uk
Daiane

Com base nas informações, circule a pessoa que representa Bia na imagem acima.

53- Beto, Ana, Ivo e Lua brincam de roda. Ana usa vestido rosa e está à direita de Beto. Ivo
3.bp.blogspot.com/_7lqo7AjHWfE/TDO9

está à direita de Ana. Então, Lua está à


(A) esquerda de Ana.
0KrhlZI/AAAAAAAABdg/

(B) direita de Beto.


(C) direita de Ana.
Gabarito: D
106 (D) direita de Ivo. 106
As unidades de medida de tempo são muito usadas no cotidiano.
Observe algumas situações em que recorremos a elas.

✓Identificar unidades de tempo: dia, semana, mês, bimestre,


HABILIDADES:

trimestre, semestre, ano, década, século, milênio, hora, minuto


e segundo.
✓Ler e interpretar as horas em relógios digitais e de ponteiros.
✓Estabelecer relações entre o horário de início e término e a
duração de um evento ou acontecimento.

Medimos o tempo usando várias unidades de medida: horas, minutos, segundos, dias,
semanas, meses, anos, séculos etc.

Complete as lacunas nos quadros abaixo adequadamente.

• 60 segundos.
1 minuto tem ______ • Fevereiro tem 28 dias em anos não
• 1 hora tem ______
60 minutos. bissextos.
• 24 horas.
1 dia tem ______ • Nos anos bissextos, o mês de fevereiro
• 1 ano tem ______
12 meses. 29 dias.
tem ______
• Abril, junho, setembro e novembro têm • XXI
Estamos no século ______ que teve
30 dias.
______ início em 1.º de janeiro de 2001.
• Janeiro, março, maio, julho, agosto, • 10
Uma década tem ______ anos.
31
outubro e dezembro têm ______ dias. • 100 anos.
Um século tem ______

Aprendendo a identificar as horas no relógio analógico.


➢ O ponteiro pequeno indica a hora. Em um dia, ele dá 2 voltas
completas.
➢ O ponteiro grande indica o minuto. Em um dia, ele dá 24
voltas completas. A leitura dele deve ser feita multiplicando,
http://lepassetempsderose.l.e.pic

por 5, o número para o qual ele aponta.


➢ O ponteiro fininho indica o segundo. A leitura do segundo é
feita de igual modo a do minuto, ou seja, multiplicando por 5 o
número para o qual ele aponta.
107 107
Que horas o relógio ao lado está indicando? 10 horas 10 minutos e 30 segundos.
54- Que horas, aproximadamente, marca cada relógio analógico representado a seguir?

_________
9 h 8 min _________
10 h 16 min _________
3 h 59 min _________
7 h 38 min _________
1 h 23 min

55- Complete as lacunas adequadamente.

a) O ano tem 365 dias ou 366 dias. De quatro em quatro anos, o mês de fevereiro tem 29
bissexto
dias. Nesse caso, o ano é chamado de ___________ e tem 366 dias.

b) O ano também pode ser dividido em semestres (seis meses) ou trimestres (três meses).
Também podemos dividir o ano em bimestres (de dois em dois meses). Nesse caso, quantos
Seis bimestres O ano tem _____
bimestres tem um ano?_______________. 2 semestres e ______trimestres.
4

2020 Este ano é bissexto?______.Por


c) Em que ano estamos?________. Sim quê?
Porque tem 366 dias.
________________________________________________________________________
6.
d) Quantos meses há em meio ano? ______ 36
E em 3 anos? ______ .

56- Lucas colocou um filme cuja duração é de 1 h 55 min. Na figura a seguir, o relógio está
indicando o momento em que ele começou a assistir a esse filme.
950/depositphotos
http://static4.depositphotos.com/1030387/398/v/

a) A que horas Lucas começou a assistir ao filme?


7 h 45 min.
_________________________________________
b) Se ele assistir ao filme sem interrupções, a
9 h 40 min.
que horas vai terminar? ______________________

57- Descubra a qual dia da semana se refere cada item.

Sexta-feira.
a) Suponha que daqui a 5 dias seja quinta-feira. Que dia foi ontem? __________________
Segunda-feira.
b) Se sábado foi há 8 dias, que dia será amanhã? __________________________________
108 Terça-feira. 108
c) Supondo que quarta-feira foi há 4 dias, que dia será depois de amanhã? ______________
Habilidades: Resolver situações-problema com números naturais, envolvendo
os diferentes significados das operações.

1- Ao comprar um livro de 24 reais e 40 centavos, Marina usou uma nota de 50 reais. A


atendente da livraria, porém, só tinha notas de 10 reais no seu caixa. Não tendo como dar o
troco, a caixa pediu a Marina que facilitasse a transação dando-lhe
(A) 5 reais e 60 centavos, assim Marina receberia de troco 30 reais.
Gabarito: D
(B) 5 reais e 40 centavos, assim Marina receberia de troco 30 reais.
(C) 4 reais e 60 centavos, dessa forma Marina receberia de troco 30 reais.
(D) 4 reais e 40 centavos, dessa forma Marina receberia de troco 30 reais.

2- (PROVA DA REDE – 2015) Um laboratório fabricou certa quantidade de doses de


vacinas. Vendeu 746 para uma farmácia e 853 para outra, ficando ainda com 396 doses.
Quantas doses de vacinas foram produzidas pelo laboratório? Gabarito: B
(A) 1 990. (B) 1 995. (C) 2 000. (D) 2 005.

3- Em 2018, numa determinada cidade do Brasil foram registrados 786 casos de


chikungunya. No ano seguinte, foram registrados 584 casos a mais que em 2018. Quantos
casos de chikungunya ocorreram nessa cidade em 2019?

Faça o cálculo aqui Resposta


786
Nessa cidade ocorreram 1 370
_________________________________________
+ 584
casos de chikungunya em 2019.
_________________________________________
1370

4- Em um quadrado mágico, somando-se os números na vertical, na horizontal ou na


diagonal, o resultado é sempre o mesmo. 2 9 4
Ajude a formar o quadrado mágico a seguir, utilizando 7 5 3
apenas números com 1 algarismo.
6 1 8
15
Qual a constante desse quadrado mágico? ____________ 109
5- Amanda foi até uma confeitaria para comprar 100 brigadeiros e 80 beijinhos. Ao pagar a
conta, ela percebeu que havia levado pouco dinheiro. Sendo assim, teve que retirar 15
docinhos de cada tipo.
a) Inicialmente, quantos brigadeiros a mais que beijinhos Amanda pretendia
20.
comprar? ________________________________________________________

https://cdn.pixabay.com
b) Após retirar 15 docinhos de cada tipo, quantos brigadeiros e quantos beijinhos
85 brigadeiros e 65 beijinhos.
ela acabou comprando? _____________________________________________
20.
c) Quantos brigadeiros a mais que beijinhos Amanda levou? ________________

Professor(a), sugerimos que reforce com seu aluno que numa subtração, quando adicionamos ou
subtraímos um mesmo número ao minuendo e ao subtraendo a diferença não se altera.

6- Ao final da primeira fase de um campeonato de futebol, um dos times havia marcado 16


gols e sofrido 11. Na fase seguinte, esse time marcou 4 gols a menos e sofreu a mesma
quantidade de gols ocorridos na fase anterior.
a) Sabendo que saldo de gols é a diferença entre o número de gols marcados e o número
5 gols.
de gols sofridos, qual foi o saldo deste time na primeira fase? ____________________
12 gols.
b) Quantos gols o time marcou na segunda fase? ________________________________
1 gol.
c) Qual foi o saldo de gols na segunda fase? ____________________________________
d) O que aconteceu com o saldo de gols deste time nestas duas fases do campeonato?
Diminuiu.
______________________________________________________________________

Professor, reforce com seu aluno que numa subtração, quando adicionamos um valor ao minuendo
a diferença aumenta e quando subtraímos um valor do minuendo, a diferença diminui.

7- No Estado onde Paulo mora, a companhia que fornece água


para a população cobra 4 reais por metro cúbico consumido. Faça o cálculo aqui

Nesse mês, a família de Paulo consumiu 23 metros cúbicos de 23


água. Qual será o valor pelo consumo de água que a família de
x 4
Paulo terá que pagar?
92
Terá que pagar o valor de 92 reais.
_______________________________________________

110 _______________________________________________
Economize água!
Uma banho de ducha de 15 minutos gasta, em média, 135 litros de
água. Se fecharmos o registro enquanto ensaboamos o corpo e o
banho demorar apenas 5 minutos, o gasto pode chegar até 30 litros.

Pixabay.com
Ultimosegundo.ig.com.br

8- Letícia é uma menina muito consciente quanto ao uso da água. Seu banho dura apenas
5 minutos com o chuveiro aberto pois, ao se ensaboar, ela fecha o registro. Com isso,
Letícia gasta 30 litros de água para tomar banho.
Sabendo que Letícia toma 2 banhos por dia, quantos litros de água ela gasta em uma

https://image.freepik.com/vetores-gratis/crianca-menina-chuveiro-
semana, no chuveiro?
Faça o cálculo aqui
Resposta
60

banho-ilustracao_97632-171.jpg
Em uma semana, Letícia
x 7
gasta 420 litros de água.
420

9- Para fazer uma atividade com seus 30 alunos, a Professora Ana distribuiu entre eles 63
lápis e 125 folhas, de modo que cada um recebeu a mesma quantidade.
2 lápis.
a) Quantos lápis cada aluno recebeu? __________________________________________
3 lápis.
b) Quantos lápis ficaram sobrando? ____________________________________________
4 folhas.
c) Quantas folhas cada aluno ganhou? _________________________________________
5 folhas.
d) Quantas folhas sobraram? _________________________________________________

10- Utilizando uma fita métrica, Paulo viu que cada passo seu mede, aproximadamente,
60 centímetros de comprimento. Ao caminhar da cozinha para o seu quarto, Paulo
percorre 1 800 centímetros (18 metros). Quantos passos, aproximadamente, ele precisa
executar para ir da cozinha até o seu quarto?
https://image.freepik.com/

1 800 : 60 = 30 passos
111
Considere o número 35. Ele pode ser decomposto em parcelas

Multrio
de diversas maneiras, como: 35 = 23 +12 e 35 = 20 +15.

Outra forma de decompor o número 35 é separando as


dezenas das unidades. Veja:
35 = 3 dezenas + 5 unidades = 30 + 5 47 + 33

https://previews.123rf.com/images/
Decompor o número, como nesse exemplo, pode ajudar 40 + 7 + 30 + 3
no cálculo mental de algumas operações. Observe:
40 + 30 = 70 e 7 + 3 = 10
Para calcular mentalmente 47+ 33, Caio utilizou o método
representado ao lado. 70 + 10 = 80

11- Calcule mentalmente. Em seguida, registre no seu caderno como você fez o cálculo.
a) 16 + 82 = 98 93
__________ b) 56 + 37 = __________ 61
c) 29 + 32 = __________
102
d) 77 + 25 = ___________ 137
e) 72 + 65 = __________ 112
f) 87 + 25 = __________

12- Para calcular mentalmente 35 – 18, Pedro pensou da seguinte maneira:


35 – 18 = 35 – 10 – 8
25 – 8 = 17
Utilizando o método adotado por Pedro ou outro verificado por você, calcule
mentalmente as seguintes operações:
a) 52 – 24 = __________
28 b) 85 – 56 = __________
29 c) 97 – 35 = __________
62

13- A tabela ao lado mostra os valores para se fazer um


Sanduíches
lanche na lanchonete do Seu Fernando. Alan comprou um R$ 11,90
Frango
sanduíche de frango, um suco de abacaxi e um sorvete. Peito de peru R$ 12,80
Carne R$ 13,90
Para saber quanto iria pagar, ele calculou mentalmente o
Bebidas
valor da sua compra estimando por arredondamento. Suco de laranja R$ 6,90
Suco de abacaxi R$ 7,90
Sendo assim, ele fez 12 + 8 + 5 = 25.
Sobremesas
Estime por arredondamento o valor que uma pessoa Sorvete R$ 4,90
Picolé R$ 3,80
paga ao comprar um sanduíche de carne com um suco
112 14 + 7 + 4 = 25
de laranja e um picolé. _________________________
Habilidades:
✓Aplicar, na multiplicação, as propriedades: comutativa, associativa, distributiva e elemento neutro,
como facilitadoras do cálculo.

Observe os produtos a seguir.

Numa multiplicação, a ordem dos fatores não altera o produto. Em Matemática, isso é
1
conhecido como Propriedade Comutativa da Multiplicação.

4 x 3 = 12 3 x 4 = 12
ou
Fatores Produto Fatores Produto

Em uma multiplicação, ao associarmos os fatores de modos diferentes, o produto não se


2
altera. Essa propriedade é conhecida como Propriedade Associativa da Multiplicação.

(4 x 3) x 2 = 4 x (3 x 2) =
ou
12 x 2 = 24 4 x 6 = 24

Fatores Produto Fatores Produto

Para multiplicar um número natural por uma soma de duas ou mais parcelas, multiplicamos
3 o número pelas parcelas e, em seguida, somamos os resultados obtidos. Essa propriedade
é chamada de Propriedade Distributiva da Multiplicação.

4 x (3 + 2) = 4 x (3 + 2) =
Veja como podemos calcular o ou

produto 4 x (3 + 2). 4 x 5 = (4 x 3) + (4 x 2) =

20 12 + 8 =

20
Todo número multiplicado por 1 é igual ao próprio número. Nessas condições, o número
4
1 é chamado de Elemento Neutro da Multiplicação.

3 x 1 = 3 113
14- Aplique a propriedade comutativa e calcule.
a) 8 x 6 = 6 x 8 = 48 9 X 7 = 63
b) 7 x 9 = _____________ 15 X 12 = 180
c) 12 x 15 = ____________________

15- Aplicando a propriedade distributiva da multiplicação, resolva as seguintes operações:


a) 5 x 4 x 3 = (5 x 4) x 3 = 5 x (4 x 3) = 60
(2 x 6) x 4 = 2 x (6 x 4) = 48
b) 2 x 6 x 4 = ______________________________________________________________
(6 x 5) x 10 = 6 x (5 x 10) = 300
c) 6 x 5 x 10 = _____________________________________________________________

16- Observe como Natan obteve o resultado da multiplicação 15 x 6:

15 x 6 = (10 + 5) x 6 = 60 + 30 = 90

Multrio
Natan aplicou a propriedade distributiva da multiplicação para resolver o cálculo.
Determine o resultado de cada operação a seguir utilizando essa propriedade.
(10 + 2) x 5 = 50 + 10 = 60
a) 12 x 5 = ________________________________________________________________
(10 + 4) x 8 = 80 + 32 = 112
b) 14 x 8 = ________________________________________________________________
(20 + 3) x 4 = 80 + 12 = 92
c) 23 x 4 = ________________________________________________________________
(30 + 5) x 6 = 180 + 30 = 210
d) 35 x 6 = ________________________________________________________________

17- De acordo com as propriedades da multiplicação, julgue cada sentença em verdadeira


(V) ou falsa (F). Justifique quando falsa.
a) ( V ) Se 6 x 5 = 30, então 5 x 6 = 30
b) ( F ) 15 x 1 = 1
c) ( V ) 5 x 0 = 0
d) ( V ) 5 x ( 3 + 4 ) = 5 x 3 + 5 x 4

18- Para cada sentença abaixo, identifique a propriedade aplicada.


Comutativa
a) 2 x 3 = 3 x 2 _________________________________________
Associativa
b) (3 x 5) x 2 = 3 x (5 x 2) _________________________________
Elemento neutro
c) 6 x 1 = 6 ___________________________________________
114 Distributiva
d) 3 x (4 + 2) = 3 x 4 + 3 x 2 _______________________________
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG
Para multiplicar um número natural por 10, 100 ou 1 000 basta
acrescentar um, dois ou três zeros à direita desse número.

Multrio
Exemplo:
a) 6 x 10 = 60 6 000
b) 6 x 1 000 = ________ c) 6 x 100 = 600 320
d) 32 x 10 = _______

Lembre-se:
O dobro multiplica por 2.
O triplo multiplica por 3.
O quádruplo multiplica por 4.

19. Calcule mentalmente.


80
a) 8 x 10 = _____________ 260
b) 26 x 10 = _______________ 970
c) 97 x 10 = _____________
600
d) 6 x 100 = ____________ 5 500
e) 55 x 100 = ______________ 12 500
f) 125 x 100 = ___________
10 000
g) 10 x 1 000 = __________ 105 000
h) 105 x 1 000 = ____________ 625 000
i) 625 x 1 000 = __________

20. O auditório de uma escola é composto por cadeiras dispostas em 25 fileiras. Em cada
250 cadeiras.
fileira, há 10 cadeiras. Quantas cadeiras há nesse auditório? _______________________

21. Uma determinada sala de cinema tem lugar para 425 poltronas. Na estreia de um dado
filme, todos as vagas foram ocupadas e cada ingresso foi vendido ao valor único e
promocional de R$ 10,00.
R$ 4.250,00.
a) Quanto essa sala arrecadou em uma sessão? __________________________________
b) Se neste dia ocorreram 4 sessões desse filme nessa sala, qual foi o total arrecadado?
Foi arrecadado R$ 17.000,00 ao todo.
_______________________________________________________________________

22. Escreva em
cada a) 1 2 3 b) 9 3 4
quadradinho os
algarismos que x 2 4 x 3 6
faltam.
4 9 2 5 6 0 4
+ 2 4 6 + 28 0 2

2 9 5 2 3 3 6 2 4
Multrio

115
Observe a situação:
Pensei em um número. Multipliquei
por 7. Encontrei 56.
Em que número pensei?

x7
Multrio

Para acharmos o número, foi


8 56 necessário fazermos a operação
8
inversa. O número é _________.

Multrio
:7

A divisão exata é a operação inversa da multiplicação.

Agora, vamos ver como o zero se comporta nas divisões quando recorremos à ideia de
operação inversa. Vejamos um exemplo:
Em um grupo de amigos Ana disse para Pedrinho: – Pedrinho, divida suas balas entre
nós seis.
Pedrinho respondeu: – Mas eu não tenho bala alguma!
Quantas balas cada amigo ganhou?
0:6=0

Observe no exemplo acima que zero balas divididas para 6 pessoas dá zero bala para cada
pessoa, pois 0 x 6 = 0.
E ao fazermos 6 : 0 ? Como fica?
O resultado de 6 : 0 deveria ser o número que multiplicado por zero resultasse 6. Mas não
existe número algum que multiplicado por zero dê 6. Logo, é impossível efetuar 6 : 0.
Esse exemplo foi um caso particular. No entanto, ele é válido para qualquer outro exemplo
de divisão por zero.
Multrio

Sendo assim, concluímos que é impossível dividir por zero, isto é, o


zero nunca pode ser divisor.

Habilidade:
116 ✓Perceber e aplicar a multiplicação e a divisão como operações inversas.
23- Leia cada problema e efetue os cálculos necessários.
Faça o cálculo aqui.

a)
Pensei em um número. 120 + 50 = 170
Multipliquei-o por 5. Do resultado subtraí 50
unidades e obtive 120 como resposta. e
Em que número pensei? 170 : 5 = 34
Multrio

Faça o cálculo aqui.

b) Subtraí 85 unidades de um número. 45 : 3 = 15


Multipliquei a diferença por 3 e obtive 45.
Qual é esse número? e
Multrio

15 + 85 = 100

24- Nos quadros abaixo, efetue os cálculos e encontre o número correspondente a


cada

Faça o cálculo Faça o cálculo


5 1 6 aqui. 2 3 4 aqui.

x x
a) b)
4 12
2 064 : 4 = 516 2 808 : 12 = 234
2064 2 808

25- Veja como a Professora Natália mostrou para seus alunos como associar duas divisões
a uma multiplicação.
18 x 15 = 270

270 : 18 = 15 270 : 15 = 18

Seguindo o exemplo da Professora Natália, resolva os cálculos no seu caderno.


323 ; 323 : 17 = 19 e 323 : 19 = 17
a) 17 x 19 = _______________________________________________________________
570 ; 570 : 38 = 15 e 570 : 15 = 38
b) 38 x 15 = _______________________________________________________________
360 ; 360 : 18 = 20 e 360 : 20 = 18
c) 18 x 20 = _______________________________________________________________ 117
Vamos pensar no seguinte problema:
Clara possuía 5 bombons, ganhou da sua mãe 3 sacos com 4 bombons em cada um. Com
quantos bombons Clara ficou?
A expressão numérica que
representa esse problema é
5+3x4
5 + 3x4 =

Regra 1 5 + 12 = 17
Calculamos primeiro a multiplicação e/ou a divisão, na ordem que aparecem. Depois
as adições e/ou subtrações, também na ordem que aparecem.

A multiplicação e a divisão têm prioridade sobre a adição e a subtração porque nelas,


somamos ou subtraímos “grupos” de mesma quantidade. Por isso, para “contar”, primeiro
precisamos transformar grupos em unidades. Isto é, resolver a multiplicação ou divisão
antes da adição ou subtração.

Regra 2

As expressões numéricas apresentam sinais 1.º - ( ) Parênteses


de associação e, quando as resolvemos, 2.º - [ ] Colchetes
Multrio

devemos obedecer a seguinte ordem: 3.º - { } Chaves

26- São dados os números a e b tais que a = (36 : 6 – 5) x 2 e b = 36 : (6 – 5) x 2. Calcule


no seu caderno os valores de a e b, resolvendo as expressões. A seguir, efetue a divisão
de b por a. a = 2 , b = 72 e a : b = 72 : 2 = 36

27- Eduarda foi até a papelaria comprar alguns itens para fazer um trabalho de Matemática.
Ela comprou 3 cartolinas coloridas por R$ 2,00 cada, uma régua por R$ 2,00 e 1 caixa de
canetinhas coloridas por R$ 10,00. O valor total que Alice gastou será dividido igualmente
para os três componentes do seu grupo, inclusive Eduarda.
A expressão que melhor representa essa situação é Gabarito: D

(A) 3 – 2 + 2 x 10 (B) 3 x 2 + 2 x 10 (C) 3 x 2 – 2 x 10 (D) 3 x 2 + 2 + 10


2 2 3 3

Habilidades:
118
✓Resolver expressões numéricas, respeitando as regras de resolução.
✓Utilizar sinais de associatividade (parênteses, colchetes e chaves).
28- Resolva, no seu caderno, a expressão numérica a seguir.

[ 4 x (8 x 5 – 6 x 6) – 4 ] + 3 x (3 – 1) – (6 : 2)

Multrio
15
___________________________________________________

29- (Adaptada - Prova da Rede – 2017) Dona Marília foi ao mercado e comprou 2 l de leite,
3 kg de açúcar e uma dúzia de ovos. Os preços de cada produto estão anunciados no
cartaz abaixo.

Leite Ovos
R$ 2,99 Açúcar R$ 4,50
cada R$ 2,75 a dúzia
cada

https://thumbs.dreamstime.com/z/um-pacote-de-a%C3%A7%C3%BAcar-41705008.jpg

Ao pagar a conta, Dona Marília deu para o caixa uma nota de R$ 50,00.
Gabarito: A
A expressão numérica que representa o valor do troco recebido por ela é:

(A) 50 – { (2 x 2,99) + (3 x 2,75) + 4,50 } (B) 50 – { (3 x 2,99) + (2 x 2,75) – 4,50 }

(C) 50 + { (2 x 2,99) + (3 x 2,75) – 4,50 } (D) 50 + { (2 + 2,99) x (3 + 2,75) + 4,50 }

A Matemática na Cultura Africana


No Brasil, a cultura africana está presente em diversos aspectos do nosso dia a dia, como na música, na
arte, nos alimentos, nas ciências, nas formas de trabalho e também na Matemática. Podemos perceber
fortemente a presença da Matemática nos conhecimentos produzidos pelos nossos ancestrais africanos,
como por exemplo no jogo milenar da família mancala, também chamado de jogo da semeadura ou
jogos de contagem e captura. São jogos de tabuleiro que dois jogadores tentam capturar a maior
quantidade de sementes possível, dessa forma, vencendo a partida. Os jogos da família mancala
possuem forte função social nas sociedades africanas, além do seu potencial recreativo.

Conheça as
Multrio

QR CODE
Multrio

regras do jogo.

https://www.wikihow.com/images/thumb/8/86/Win-Mancala-Step-2.jpg/aid5349776-v4-728px-Win-Mancala-Step-2.jpg 119
Habilidade:
✓Reconhecer, discutir e determinar múltiplos de um número natural.

A palavra “múltiplo” está ligada à multiplicação. Assim, quando queremos determinar os


múltiplos de um número natural, multiplicamos esse número pela sucessão de números
naturais. Veja, no exemplo a seguir, os múltiplos de 8.

https://br.freepik.com
8 x 0=0
8 x 1=8
8 x 2 = 16
8 x 3 = 24
8 x 4 = 32
8 x 5 = 40
8 x 6 = 48
8 x 7 = 56
8 x 8 = 64
8 x 9 = 72
...
É uma sequência
infinita.

30- Na Olimpíada de Matemática da escola onde estudo, cada grupo apresenta desafios ao
grupo adversário. Veja se consegue resolvê-los.

202.
a) Qual é o menor número natural que é múltiplo de 2 e maior que 200? __________

0.
b) Que número natural é múltiplo de todos os números? ______________

c) Você sabe dizer quais números naturais menores que 8 são múltiplos de 2 e de 4
0 e 4.
ao mesmo tempo? _________________

31- Dos números a seguir, qual é múltiplo de 7? Gabarito:B


(A) 3 970. (B) 4 032. (C) 5 277. (D) 6 007.

32-
______________________
24, 30, 36, 42 e 48
Quais são os múltiplos de 6
que estão entre 20 e 50? ______________________
120
33- A professora Natália pediu para que cada um dos seus 35 alunos dissesse um múltiplo
de 5 em ordem crescente e sem pular nenhum número. Sendo assim, cada aluno teve sua
vez de falar.
70.
a) Qual foi a resposta que o décimo quinto aluno deu? __________
165.
b) E o trigésimo quarto? ___________________________________
11.ª.
c) Qual foi a posição do aluno que respondeu o número 50? ______

Multrio
35.ª.
d) E a posição do aluno que respondeu o número 170? __________

O calendário que utilizamos atualmente é chamado gregoriano e seu surgimento deu-se a


partir da necessidade de se adequar o ano civil ao ano solar, uma vez que o movimento de
translação da Terra (em que o planeta realiza uma volta em torno do Sol) não ocorre em
exatamente 365 dias, mas sim em 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46 segundos. Essa
diferença é corrigida com os chamados “anos bissextos”, nos quais é acrescentado o dia 29
de fevereiro. Entretanto, adicionar um dia a cada 4 anos não resolve a
diferença, pois ainda restam 11 minutos ao ano para serem
ajustados.
Multrio

Sendo assim, procura-se compensar esses 11 minutos nos anos múltiplos de 100 que não
são divisíveis por 400. Veja como são os critérios:

Caso o ano não termine em 00, ele será Caso o ano termine em 00, ele será bissexto
bissexto se for múltiplo de 4. Por exemplo, se for múltiplo de 400. Por exemplo, o ano
o ano 2016 foi bissexto, e 2018 não. 2000 foi bissexto, e 2100 não será.

A O ano em que estamos é bissexto? _________________________________________


Sim.
2024, 2028 e 2032.
B Quais serão os três próximos anos bissextos a partir de 2021? ___________________

C Você conhece alguma pessoa que nasceu no dia 29 de fevereiro? Nesse caso, em
anos não bissextos, em qual dia você acredita ser adequado comemorar o aniversário?
Resposta pessoal. Professor, caso haja dúvida por parte de seu aluno, diga que o
______________________________________________________________________
aniversário pode ser comemorado no dia 28 de fevereiro ou 1.º de março.
______________________________________________________________________ 121
Adaptado: SOUZA, J.R. Vontade de saber matemática, 6 ano. – 3. ed. – São Paulo: FTD, 2015.
Os números que cabem numa Habilidades:
quantidade exata de vezes em outro ✓Reconhecer, discutir e determinar
número são chamados de divisores divisores de um número natural.
Multirio

desse número.

34- O calendário a seguir refere-se ao mês de dezembro de 2019.

a) Quais números do calendário são divisíveis por Dezembro 2019


6, 12, 18, 24 e 30.
6? ____________________________________

Produzido pelo elaborador


b) Qual é o dia da semana referente à coluna em
que todos os números são divisíveis por 7?
Sábado
_______________________________________
c) Quais são números apresentados nesse
calendário que possuem apenas o 1 e o próprio
número como divisores? 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23 e 29

35- Considere o número 48. Como você


chegou a esses
48 : 2 = 24
a) Quantas vezes o 2 cabe em 48? _____________________________ resultados?
48 : 3 = 16
b) E o 3, quantas vezes cabe em 48? ___________________________
48 : 4 = 12
c) Quantas vezes o 4 cabe em 48? _____________________________
48 : 6 = 8
d) E o 6, quantas vezes cabe em 48? ___________________________
48 : 12 = 4
e) Quantas vezes o 12 cabe em 48? ____________________________
48 : 24 = 2
f) E o 24? _________________________________________________
Multirio
48 : 48 = 1
g) E o 48? _________________________________________________
48 : 1 = 48
h) E o 1, cabe quantas vezes em 48? ___________________________
1, 2, 3, 4, 6, 8, 12, 16, 24, 48.
i) Quais são os divisores de 48? ______________________________________________

36- Considere os números apresentados abaixo. Baixe no seu celular o App


48 21 54 25 100 Múltiplos & Divisores e
Desses números, indique aqueles que são aprenda jogando!
48, 54 e 100.
a) divisíveis por 2:
b) divisíveis por 3: 21, 48 e 54.

c) divisíveis por 2 e 3 ao mesmo tempo: 48 e 54.


122 100.
d) divisíveis por 2 e 5 ao mesmo tempo:
Habilidades:
• Reconhecer e registrar um número primo.

Considere o número 18. Podemos dizer que ele é múltiplo de 3 assim como podemos dizer
que 3 é divisor de 18, ou ainda, que 3 é fator de 18.

Veja como podemos escrever o 18 como produto de dois números naturais:


18 = 1 . 18
Observe que o número 18 possui 6 fatores ou
18 = 2 . 9
divisores: 1, 2, 3, 6, 9 e 18.
18 = 3 . 6

37- Das opções a seguir, aquela que apresenta os fatores de 20 é


(A) 1, 2, 4, 5, 10 e 20. (C) 1, 4, 5, 10 e 20.
Gabarito: A
(B) 1, 2, 3, 5, 10 e 20. (D) 1, 2, 5, 10 e 20.

Agora, observe as tabelas a seguir.

Número Divisores Analisando a tabela ao lado, notamos que:


➢O zero tem infinitos divisores.
0 1, 2, 3, 4, ...
➢O 1 tem apenas 1 divisor: ele próprio.
1 1 ➢Todo número natural diferente de zero é divisível por 1 e por

2 1, 2 ele mesmo.
➢Há números que são divisíveis por 1 e por eles mesmos,
3 1, 3
como: 2, 3, 5 e 7.
4 1, 2, 4 ➢Há números que, além do 1 e deles mesmos, possuem outros

5 1, 5 divisores, como: 4, 6, 8, 9, 10 e 12.

6 1, 2, 3, 6 ▪ Os números primos são aqueles que possuem apenas dois


divisores, o 1 e o próprio número. Como esses dois divisores
7 1, 7
devem ser diferentes, o número 1 NÃO é primo.
8 1, 2, 4, 8 ▪ Os números naturais que possuem mais de dois divisores
9 1, 3, 9 são chamados números compostos.

10 1, 2, 5, 10
Quais os números primos que aparecem na tabela ao lado
12 1,2,3,4,6,12 são primos?
15 1, 3, 5, 15 2, 3, 5 e 7
__________________________________________ 123
Um pouco de história
da Matemática

O Crivo de Eratóstenes
O matemático grego Eratóstenes (276-
194 a.C.) montou a primeira tábua de
números primos.
Para achar os primos até 1 000, basta
começar eliminando o 1. A seguir,
elimine os múltiplos de 2, exceto o 2,

depois os de 3, exceto o 3, depois os múltiplos de 5, exceto o 5, em seguida


os de 7 e , assim por diante , até 31.
Quando tiver riscado os múltiplos de 31, exceto o 31, pode parar: você
já achou todos os números primos dessa tábua!
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/a/a2/Portrait_of_Eratosthenes.png/200px-Portrait_of_Eratosthenes.png

38- Utilizando o Crivo de Eratóstenes, determine os números primos compreendidos entre


1 e 60.
✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
‘ ✓ ✓ ✓
✓ ✓ ✓ ✓ ✓
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓ ✓
51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

39- De acordo com o Crivo de Eratóstenes que você completou, responda às questões a
seguir.
17.
a) Quantos são os números primos menores que 60? _____________________________
b) Em qual século em que nós estamos? O número que representa esse século é primo?
Por quê?
124 Século 21. Não. Porque o número 21 tem mais de dois divisores.
__________________________________________________________________
Todo número composto pode ser escrito como produto de números
primos. Veja, no exemplo a seguir, como podemos decompor o número
MuliRio

144 em fatores primos utilizando uma regra chamada fatoração.

144 2 Dividimos inicialmente o número dado por Sendo assim, temos o número 144

72 2 seu menor divisor primo. escrito sob forma de fatores

36 2 primos. Logo,

18 2 144 = 2 x 2 x 2 x 2 x 3 x 3

9 3 Como 9 não é divisível por 2, dividimos Observe que se resolvermos a

3 3 pelo seu menor divisor primo. multiplicação, chegaremos ao

1 Repetir esse procedimento até obter próprio número:

resultado 1. 2 x 2 x 2 x 2 x 3 x 3 = 144

40- Utilizando a fatoração, decomponha os seguintes números naturais em seu caderno:


2x2x2x3x3
a) 72 = __________________________ 2x2x2x3
b) 24 = _______________________
3x5x5
c) 75 = __________________________ 5x5x3x3
d) 225 = ______________________
2x2x2x3x5
e) 120 = _________________________ 2x2x3x3x5x5x
f) 900 = _______________________

41- Escreva o número representado pelas decomposições a seguir.


30
a) 2 x 3 x 5 = __________ 360
b) 2 x 2 x 2 x 3 x 3 x 5 = __________ 105
c) 3 x 5 x 7 = _______
d) 5 x 11 = __________
55 e) 2 x 2 x 3 x3 x 3 = __________
108 f) 2 x 7 x 13 = ___________
182

42- Observe a pergunta feita pela professora e a resposta da aluna.

A resposta da aluna está


Esta expressão
representa a correta? Se a resposta estiver
3 x 4 x 11 decomposição em
fatores primos de um errada, qual seria a correta?
Número Natural? Não; 3 x 2 x 2 x 11.
_________________________
_________________________

Sim! Professor(a), leve seu aluno(a) a


compreender que ao fatorar um
número, seus fatores devem ser
125
formados somente por número primos.
https://saolucas33.files.wordpress.com/2011/09/sala-de-aula-tradicional.jpg
Habilidades:
✓Ler, escrever, comparar e ordenar representações fracionárias de uso frequente.
✓Reconhecer que os números racionais admitem diferentes e infinitas representações na forma fracionária
(frações equivalentes).
✓Identificar e representar frações equivalentes pela observação de representações gráficas e de regularidades
nas escritas numéricas.
✓Determinar frações no modelo contínuo (barra, pizza, folha de papel) e no modelo discreto (fração de uma
coleção) associando-as ao resultado de uma divisão ou à ideia de parte de um todo, utilizando, inclusive, a reta
numérica como recurso.
✓Identificar frações equivalentes a um inteiro.
✓Perceber que os números naturais podem ser escritos na forma fracionária.

INTEIRO E PARTES DO INTEIRO


A Professora Natália distribuiu para seus alunos uma tira de papel dividida em 6 partes
iguais e pediu a cada aluno que pintasse de vermelho apenas uma parte. Observe.

Repare que cada aluno pintou uma parte num total de


1 da tira.
6. Ou seja, cada aluno pintou um sexto ou __
6

1 Numerador
__
Nas frações temos:
6 Denominador

✓O número que aparece embaixo (chamado denominador da fração) indica em quantas


partes o inteiro foi dividido.
✓O número que aparece em cima (numerador da fração) indica quantas dessas partes
foram tomadas.

6
__
Observe que da tira de papel correspondem à tira inteira.
6
6
6
A fração __ indica uma quantidade inteira, ou seja, __ = 1.
6
MuliRio

Se a Professora Natália tivesse proposto para que cada aluno(a) pintasse 4 partes, que
4/6
fração da tira toda eles teriam pintado? __________________________________________

43- Escreva por extenso as seguintes frações:

a) Sete centésimos
___________________________ b) Cinco nonos
_____________________________

c) Quatro terços
___________________________ d) Quatro quinze avos
_____________________________
126
44- As figuras ao lado representam duas
pizzas e as partes coloridas correspondem
aos pedaços que foram consumidos. Para
cara pizza escreva a fração correspondente
à parte consumida.
2/8 3/8

45- A figura abaixo representa uma placa de azulejo.

5/9.
a) Que fração representa a parte colorida do azulejo? _____
Cinco nonos.
b) Escreva como se deve ler essa fração: _______________
5.
c) Indique o numerador dessa fração: __________________
9.
d) Indique o denominador dessa fração: ________________

46- Carlos gastou um quarto do seu salário para pagar suas contas. Que fração do salário de
3/4.
Paulo ainda sobrou? ______________

47- Veja como Jean calculou a fração de um número natural.

Para calcular 2 de 60 basta fazer 2 x 60 = 2 x 60 = 120 = 40


3 3 3 3
MuliRio

Assim como Jean fez, calcule no seu caderno as seguintes frações de um número natural.

a) 1 9
de 27 = ________ 30
b) 3 de 100 = ________ 800
c) 2 de 2 000 = ________
3 10 5
d) 2 72
de 108 = ________ 360
e) 6 de 600 = ________ 6
f) 2 de 21 = ________
3 10 7

48- Fabi é aluna do 5º ano e adora ler. Ela 49- Recebo 30 reais de mesada mensal e
possui 12 livros e já leu todos. Por isso gasto apenas dessa quantia. Deposito o
resolveu doar deles para uma instituição. restante na poupança para comprar um
3
a) Quantos livros Fabi doou? ___________ celular. Quanto deposito por mês?
12 – 3 = 9. 12 reais
b) Com quantos livros ela ficou? ________ 127
Uma fração é própria quando representa uma quantidade menor
Exemplos: , ,
que um inteiro. Logo, o numerador é menor que o denominador.

Uma fração é imprópria quando representa uma quantidade maior


Exemplos: , ,
que um inteiro. Logo o numerador é maior que o denominador.

Uma fração é chamada aparente quando representa


quantidades inteiras. Em toda fração aparente, o Exemplos: ,
numerador é um múltiplo do denominador.

50- Classifique as frações a seguir como próprias (P), impróprias (I) ou aparentes (A).

a) (P ) b) ( P) c) (I ) d) ( I) e) ( A)
www.clker.com/cliparts/0/1/a/F/u/K/mapa-do-brasil

O Brasil é uma federação composta por 26 estados,


um Distrito Federal (que contém a capital do país: Brasília) e
municípios.
Os estados e o Distrito Federal podem ser agrupados em
regiões: Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. O Rio de
Janeiro está localizado na Região Sudeste junto com mais
outros três estados: Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.
Fonte: <www.estadosecapitaisdobrasil.com>

✓ De acordo com as informações acima, o Brasil é formado por quantas regiões? _____
5.
✓ O número de estados da Região Sudeste representa que fração do número dos estados
4/26
do Brasil? __________. Própria.
Essa fração é própria ou imprópria? ______________
✓ Em que região do Brasil está localizado o Rio de Janeiro? _____________________
Sudeste.
✓ O número de estados da Região Nordeste representa que fração do número de estados
9/26
brasileiros? __________

51- Ao pagar as despesas do mês, Mauro verificou que suas contas representavam 4 do seu
3
salário.
a) Se o salário de Mauro é de 2 400 reais, qual o valor de suas contas neste mês?
4/3 de 2 400 = (4 x 2400) / 3 = 3 200
_________________________________________________________________________
b) As despesas de Mauro neste mês estão compatíveis com o seu salário? Converse com
Não. Mauro deve mais do que ganha. Resposta pessoal
seus(suas) colegas sobre isso. ________________________________________________

128
Professor(a), Converse com seus(suas) alunos(as) da importância do planejamento financeiro
Número misto é aquele formado por uma parte inteira e outra fracionária. Observe a figura
a seguir que representa dois retângulos idênticos.

Usando um número misto, a parte pintada corresponde a 1 3 (um inteiro e três quartos).
4
Todo número misto pode ser escrito como fração imprópria, uma vez que a fração imprópria
representa uma quantidade maior que 1 inteiro.

Para transformar um número misto em fração imprópria, basta multiplicar a parte inteira
pelo denominador e somar o resultado ao numerador, ficando este como numerador da
fração imprópria. O denominador não se altera. Veja no exemplo a seguir.
MuliRio

O número misto 1 3 corresponde à


1 3 = 1x4+3 = 7 4
4 4 4 fração imprópria 7 .
4

Transformando fração imprópria em número misto

Para isto, basta dividir o numerador pelo denominador. O quociente é a parte inteira, o
resto é o numerador e o divisor é o denominador da parte fracionária. Veja no exemplo.

10 A fração imprópria 10 corresponde ao


= 10 3 = 3 1 3
3 1 3 1
3 número misto 3 .
3

2 6
52- Como eu poderia representar a fração 20 na forma mista? ______________________
7
7 3
53- Como eu poderia representar o número misto 2 na forma de fração imprópria?
11 4
________________________________________________________________________
4

54-
Que número misto representa a parte colorida das figuras abaixo?
MuliRio

a) b)
2 3 1 1 129
_______________________
5 4
________________
Observe os retângulos a seguir que são do mesmo tamanho e cada um foi dividido em
partes iguais.

1 1 1/6
1 5
1 3
4
1 1/6
2 1 5 1/6
1 4 1
3 1 5 1/6
1 4 1
2 1 5 1/6
1 1
3 4 5 1/6
Figura A Figura B Figura C Figura D Figura E
a) Considere as frações que representam cada uma das partes em que cada retângulo foi
dividido. Em seguida, escreva essas frações em ordem crescente, isto é, da menor para a
1/6 < 1/5 < ¼ < 1/3 < ½.
maior, utilizando o símbolo < (menor que). ____________________________________
b) De quantas partes do retângulo da Figura E eu preciso para cobrir exatamente uma parte
do retângulo da Figura A? Represente essa igualdade usando frações.
3 partes, ou seja, 3/6.
________________________________________________________________________
c) Para cobrir todo o retângulo da Figura C, quantas partes eu uso do retângulo da Figura B?
3 partes, ou seja, 1 inteiro.
Faça essa representação usando frações. _______________________________________

55- Considerando os retângulos acima, compare as frações usando os símbolos maior que
(>) ou menor que (<).
a) 1 >
______ 1 b) 1 <
______ 1 c) 1 <
______ 1
2 3 5 4 6 2

d) 3 >
______ 2 e) 3 >
______ 3 f) 5 <
______ 2
2 3 4 5 6 2

56- A Professora Nilza levou para a aula de Matemática o jogo Quem é maior? em que o
jogador que apresentasse a carta com maior fração capturava as cartas dos seus oponentes.
https://static9.depositphotos.com

Durante uma jogada, três amigos apresentaram suas cartas. Observe.

3 3 Comparando duas frações de mesmo


4 5 denominador, a menor é aquela que
3
apresenta menor numerador.
6 Comparando duas frações de mesmo
3 numerador, a menor é aquela que
130 apresenta maior denominador.
Qual foi a maior fração apresentada? __________
4
A professora Natália desenhou no quadro dois retângulos de mesmo tamanho. Um retângulo
ela dividiu em três partes iguais e pintou 1. O outro ela dividiu em 6 partes iguais e pintou 2.
Veja a seguir a representação gráfica que a professora Natália fez.

1 2
3 6
Olhando as figuras você pode observar que a parte correspondente a 1 é a mesma que
3
corresponde a 2 .Dizemos então que 1 e 2 são frações equivalentes.
6 3 6

Frações equivalentes são aquelas que têm o mesmo valor em relação à


MuliRio

unidade, ou seja, são frações que representam a mesma quantidade.

57- Multiplique os termos de cada fração por 5 e escreva a fração equivalente a


1 5 3 15 2 10
a) = 10 b) = 20 c) = 15
2 4 3

58- (Adaptada – PROVA DA REDE – 2018) Larissa e Caio conversam sobre as questões
das Olimpíadas de Matemática que ocorreram na escola.

4
Eu consegui resolver da 12
5 Eu resolvi da prova.
15
prova. E você?
http://www.editoradobrasil.com.br/

Sendo assim, concluímos que


(A) os dois resolveram a mesma quantidade de questões da prova.
(B) Caio conseguiu resolver mais questões que Larissa.
(C) Larissa conseguiu fazer mais questões que Caio. Gabarito: A

(D) Caio resolveu todas as questões da prova.

59- Escreva duas frações equivalentes para representar a parte pintada de cada figura.
a) b) c) d) e)

5x2 10 15 10 : 2 5 20 4:2 2 1 1x2 2 3 1x2 2 3


= = = = =
8 x 2 = 16 24 16 : 2 = 4 32 8:2 = 4 2 3x2 = 6 9 4x2 = 8 12 131
MuliRio
Veja no exemplo abaixo como é fácil localizar uma fração na reta numérica.

1
Considere a fração . Como sabemos, essa fração é própria, lembra? Ela é menor que
3
1 inteiro. Sendo assim, sabemos que a fração 1 se localiza entre os números 0 e 1, na
3
reta numérica. Veja:
Publicdomain

0 1 2 3 4 5

1
Para marcarmos o local exato da fração na reta numérica, basta dividirmos o
3
segmento de 0 a 1 em três partes iguais, como ilustra a figura abaixo.

Viu? Dessa forma fica fácil identificar

MuliRio
a posição exata da fração 1 .
0 1 2 1= 3 3
3 3 3

Se a fração for imprópria, basta você transformá-la em número misto. Por exemplo,
4
considere a fração 3 . Sendo ela imprópria, vamos reescrevê-la em número
misto. Sendo assim 4 =1 1
3 3

Dessa forma, podemos ver que o número misto 1 1 é maior que 1 inteiro e na reta
3
numérica sua localização está entre 1 e 2.
Como já sabemos onde fica a fração 1 , pois a localizamos no exemplo anterior, o
1 3
número 1 estará marcado, pela seta, na reta numérica, de seguinte maneira:
3

1 1 1 1 2 2=1 3
3 3 3

60- Na reta numérica a seguir, a fração 4 é representada pela letra


4
P Q R S Gabarito: A

1 2 3 4

132
(A) P. (B) Q. (C) R. (D) S.
61- A fração imprópria 5 , na reta numérica está localizada entre os números naturais
2
(A) 0 e 1. Gabarito: C
(B) 1 e 2.
(C) 2 e 3. 0 1 2 3 4 5
(D) 3 e 4.

62-
Localize, na reta abaixo, os pontos que representam
as seguintes frações:
MuliRio

0 C A 1 B D 2

16
63- Transformando em número misto a fração imprópria , obtemos __________ e sua
3
localização na reta numérica está entre os números _____________. Gabarito: D
A alternativa que completa de forma mais adequada as lacunas acima é

(A) 1 3 ; 4 e 5.
5 Lembre-se de demonstrar, para os(as)
(B) 3 1 ; 5 e 6. seus(suas) colegas e para o(a) seu(sua)
5 Professor(a), de que forma encontrou
1 os resultados.
(C) 5 ; 4 e 5.
3
MuliRio

1
(D) 5 ; 5 e 6.
3

64- A Professora Nilza pediu a seus alunos que posicionassem corretamente na reta
numérica as frações 9 (A), 3 (B) e 9 (C). Qual é a reta onde esses valores
12 2 4
estão devidamente posicionados de acordo com sua letra correspondente?
(A) A B C
0 1 2 3
(B) A B C
0 1 2 3
A B C
Gabarito: A
(C)
0 1 2 3

(D) B A C 133
0 1 2 3
Habilidade:
✓Reconhecer quando duas retas são concorrentes ou paralelas.

Graficamente, um ponto pode ser representado como e é indicado


por letras maiúsculas do nosso alfabeto.
Multirio

A Ponto M M Ponto P P
Ponto A

A reta é uma figura formada por infinitos pontos, ou seja, ela é ilimitada para os dois sentidos.
Graficamente, uma reta pode ser representada da seguinte maneira:

u Reta s
Uma reta é indicada por letras minúsculas do s
nosso alfabeto.
Reta u

Como você já sabe, uma reta é formada por infinitos pontos. Observe a
seguir a representação de uma reta e alguns de seus pontos.

Multirio
Os pontos P, Q, R e T pertencem à
P Q R T r
reta r. Nesse caso, dizemos que
esses pontos são colineares.

Três ou mais pontos são colineares quando pertencem a uma mesma reta.

Retas paralelas Retas concorrentes


“caminham” na se cruzam, ou seja,
mesma direção e por elas têm um ponto em
Multirio

Multirio

isso não se cruzam. comum.

s
s
134 Retas paralelas Retas concorrentes
66- Observe as retas s e t, bem como seus pontos representados a seguir, e classifique as
afirmações como verdadeira ou falsa.

Falsa.
a) O ponto R pertence à reta s. __________________

Verdadeira.
b) O ponto M pertence à reta s. ___________________

Verdadeira.
c) Os pontos R, M e P são colineares. __________________

Falsa.
d) Os pontos P, M e Q são colineares. ___________________

Verdadeira.
e) O ponto M é comum entre as retas s e t. ____________________

67- Considere a figura abaixo e escreva se as retas citadas são paralelas ou concorrentes.

a) r e d Concorrentes.

b) m e a Concorrentes.

c) a e r Paralelas.

d) m e d Paralelas.

https://cdn5.colorir.com/desenhos/
68- Quando levanta voo, um avião faz uma trajetória que dá a
ideia de reta. Em relação ao solo, essa reta é horizontal, vertical
Inclinada.
ou inclinada? ________________________________

69- Considere dois pontos, A e B, representados abaixo. Com uma régua trace todas as
retas que passam por esses dois pontos ao mesmo tempo. Quantas retas foi possível
traçar? ____________________________
Apenas uma.
A B

70. Escreva se as faixas em cada bandeira lembram retas paralelas ou retas concorrentes.

Cidade de Fortaleza Estado de Alagoas Estado do Piauí


Paralelas. Paralelas. 135
Concorrentes.
_____________________ ______________________ ____________________
Habilidade:
✓Reconhecer quando duas retas são concorrentes ou paralelas.

Em diferentes situações, tanto na natureza quanto em objetos


construídos pelo homem, podemos identificar formas que dão a ideia
MuliRio

de figuras geométricas.

Observe as imagens a seguir.


Note que as figuras da esquerda
possuem todos os seus pontos
contidos na mesa, elas são
chamadas de figuras planas. Já as https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com

figuras da direita são chamadas figuras não planas, pois têm partes que não estão contidas
num mesmo plano, nesse caso, a mesa.

71- Classifique as figuras em plana ou não plana.

Não Plana Plana Não Plana Plana

72- Leia a informação abaixo.


Abaixo estão alguns exemplos
Toda figura plana fechada, cujo
contorno pode ser traçado com uma de polígonos. Você sabe o
régua é chamada de polígono.
Multrio

nome de cada um deles?

Triângulo
_____________________ Quadrado
________________________ Retângulo
_____________________

136
Losango
______________________ Trapézio
________________________ Paralelogramo
_____________________
Antes do surgimento das unidades de medida de comprimento que conhecemos hoje, como
o metro, vários povos utilizavam partes do corpo como referência. Veja.

http://www.ensinandomatematica.com/wp-content/uploads/2017/01/sistema-de-medidas.bmp

Como as medidas do corpo variam de uma pessoa para outra, essa forma
de representar as medidas de comprimento gerava muita confusão,
MuliRio

principalmente nas negociações comerciais.


Dessa maneira, foi necessário adotar uma unidade de medida que fosse padrão. E assim
surgiu o sistema métrico decimal. Nas situações do dia a dia, podemos perceber que
diferentes medidas de comprimento são utilizadas.

Na tabela apresentada a seguir, conheceremos os múltiplos e os submúltiplos da unidade de


medida de comprimento mais utilizada: o metro.

MÚLTIPLOS UNIDADE SUBMÚLTIPLOS

QUILÔ- HECTÔ- DECÂ- DECÍ- CENTÍ- MILÍ-


METRO
METRO METRO METRO METRO METRO METRO

km hm dam m dm cm mm

73. A polegada é uma unidade de medida bastante antiga criada durante o século XVI na
Inglaterra. Sua origem está ligada à medição utilizando o próprio dedo polegar.
POLEGADA
gin_min_pic/17/07/31/5840f166de99
https://png.pngtree.com/element_ori

A medida média do polegar de um humano adulto equivale a


bb7bad49a668c572d06d.jpg

aproximadamente 2,54 centímetros.


A medida polegada é muito utilizada em situações cotidianas, servindo como
referencial para o tamanho da tela de televisores e de aparelhos de celular,
por exemplo.
Texto adaptado: ANDRINI, Alvaro. Novo Praticando Matemática. São Paulo: Brasil, 2002.
Com base nas informações apresentadas acima, pode-se concluir que a polegada é uma
unidade de medida de Gabarito: C
(A) massa. (B) volume. (C) comprimento. (D) capacidade.

74- Transforme:
5 000
a) 5 km em ________ m 12 000 m
b) 12 km em ________ c) 52 dam em 52 000
________ cm
137
2
d) 2 000 mm em ________ m 18
e) 1 800 cm em ________ m 120 km
f) 120 000 m em ______
Assim como as unidades de medida de comprimento, as

MuliRi
o
unidades de medida de massa também foram padronizadas.
Eu tenho Eu tenho 25 gramas
3 200 quilogramas de massa.
de massa.
Pixabay.com

Eu só tenho 120 miligramas


de massa.

Podemos perceber que existem várias unidades de medida de massa usadas nas mais
diversas situações.
Você já ouviu falar em miligrama? Tonelada? Hectograma? Vamos dar uma olhada para
sabermos o que é isso.

MÚLTIPLOS UNIDADE SUBMÚLTIPLOS

QUILO- HECTO- DECA- DECI- CENTI- MILI-


GRAMA
GRAMA GRAMA GRAMA GRAMA GRAMA GRAMA

kg hg dag g dg cg mg

75- Transforme em gramas as massas indicadas.


4 000
a) 4 kg = __________ g 15 000
b) 15 kg = __________ g 5
c) 5000 mg = __________ g
3 200
d) 3 kg 200 g = __________ g 1 050
e) 1 kg 50 g = __________g f) 15 kg 650 g = ________
15 650 g

76- Em cada um dos casos, qual a melhor unidade de medida de massa que pode ser
utilizada?
TONELADA QUILOGRAMA GRAMA MILIGRAMA

a) Tonelada.
A massa de um foguete: _________________________
b) Grama.
A massa de uma bolinha de tênis: _________________
c) Grama.
A massa de um prato de comida: __________________
d) Quilograma.
A massa de uma motocicleta: ____________________ Uma tonelada é igual a
e) Quilograma
A massa de uma pessoa: ________________________ 1 000 quilogramas
f) Grama.
A massa de uma barra de chocolate: _______________ (1t = 1 000 kg).
g) Tonelada.
A massa de um prédio: __________________________
h) Miligrama.
A massa de um comprimido: _____________________

A balança mede a massa de um produto. Ao subir em uma


balança, você está medindo a massa do seu corpo e não o seu peso.
Já o peso é a força de atração da gravidade que o planeta exerce
em sua massa. Se, por exemplo, você for à Lua, seu peso será bem
138
menor, mas sua massa continuará a mesma. https://i.ytimg.com/vi/upguBOEhq4c/hqdefault.jpg
Quando falamos em capacidade, também podemos trabalhar com os múltiplos e
submúltiplos do litro. Vamos conhecê-los?
Esta jarra Este galão de água contém 20 litros. Nesta piscina, há 25 000
comporta 800 litros de água ou 25
mililitros de suco. quilolitros de água.
Pixabay.com

Chamamos de capacidade a medida do espaço interno de um recipiente que pode ser


preenchido por um líquido ou gás, por exemplo. A unidade-padrão de medida de capacidade
é o litro (ℓ). Assim como nas unidades de comprimento e de massa, as de capacidade
também apresentam múltiplos e submúltiplos. Confira na tabela a seguir.
MÚLTIPLOS UNIDADE SUBMÚLTIPLOS
QUILO- HECTO- DECA- DECI- CENTI- MILI-
LITRO
LITRO LITRO LITRO LITRO LITRO LITRO
kℓ hℓ daℓ ℓ dℓ cℓ mℓ

77- Represente as medidas de capacidade usando algarismos e símbolos.


10 ℓ
a) dez litros __________ 2 kℓ
b) dois quilolitros __________ 9 mℓ
c) nove mililitros __________
95 cℓ
d) noventa e cinco centilitros __________ 125 daℓ
e) cento e vinte e cinco decalitros __________

78- A figura a seguir representa um béquer, que consiste em um recipiente de vidro usado
nos laboratórios para dissolver substâncias.
8 dℓ.
a) Qual é a capacidade máxima desse recipiente, em decilitros? ________ 800 mℓ
500 mℓ 600 mℓ
b) Qual é o nível do líquido existente no béquer ao lado, em ml? ________
400 mℓ
c) Quantos litros terei ao encher três vezes esse béquer até a sua 200 mℓ
3 x 800 mℓ = 2 400 mℓ = 4 ℓ e 400 mℓ.
capacidade máxima? ________________________________________

79- Um médico receitou que Lucas tomasse diariamente 15 ml de um xarope durante 10


dias, 4 vezes ao dia. Esse xarope é vendido em frascos de 250 ml.
60 mℓ.
a) Quantos mℓ de xarope Lucas irá ingerir por dia? ___________
b) Ele precisará comprar mais de um frasco para esse tratamento?
Sim. 3 frascos.
Se sim, quantos?_____________________________________
150 mℓ.
c) Quantos ml de xarope sobrará? _________________________
https://st.depositphotos.com/1052036/2839/v/450/depositphotos_28390633-stock-illustration-bottle-
pouring-medicine-syrup-in.jpg 139
Habilidades:
• Resolver problema envolvendo o cálculo do perímetro de figuras planas, desenhadas em malhas
quadriculadas.
• Reconhecer a conservação ou modificação de medidas dos lados, do perímetro, da área em
ampliação e/ou redução de figuras poligonais, usando malhas quadriculadas.

A medida do contorno de uma forma geométrica plana é chamada de perímetro.


Em um polígono, o perímetro é igual à soma das medidas de seus lados.
MuliRio

80- Juliana irá pendurar na parede de seu quarto um espelho com as


medidas expressas ao lado. Para deixar o espelho combinando com a
decoração do ambiente, Juliana irá colar uma fita sobre a moldura do
120 cm
espelho.
Quantos metros de fita, no mínimo, serão necessários?
360 cm = 3 m 60 cm
60 cm

81- Observe a figura ao lado e considere que todos os seus lados 6 cm

possuem a mesma medida.


12.
a) Quantos lados tem essa figura? ____________
6 cm.
b) Qual é a medida de cada lado? _____________
72 cm.
c) Qual é a medida do seu perímetro? __________________________

82- Um campo de futebol, de formato retangular, tem 100 metros de largura por 70 metros de
comprimento. Antes de cada treino, os jogadores de um time dão cinco voltas, correndo ao
redor do campo.
a) Quantos metros os jogadores correm ao dar uma volta completa no campo?
100 + 70 + 100 + 70 = 340 metros.
________________________________________________________________________
b) Quantos metros eles percorrem ao dar cinco voltas ao redor do campo?
340 x 5 = 1 700 metros.
________________________________________________________________________
c) Se eles repetem essa corrida cinco vezes por semana, quantos metros os jogadores
1 700 x 5 = 8 500 metros.
correm em uma semana? ___________________________________________________

83- Uma mesa de forma quadrada tem 8 m de perímetro.


140
8:4=2m
Quantos metros tem o lado dessa mesa? ________________
84- Na malha quadriculada a seguir a FIGURA II
Figura II é uma ampliação da Figura I.

a) Sabendo-se que cada quadradinho da FIGURA I

malha possui lado medindo 1 cm, qual


é a medida do lado da Figura I? E da
4 cm e 8 cm.
Figura II? ______________________
b) O que aconteceu com as medidas dos lados da Figura II em relação às medidas dos
Dobraram de tamanho.
lados da Figura I? _________________________________________________________
16 cm.
c) Determine a medida do perímetro na Figura I ____________________________________
32 cm.
d) Agora, determine a medida do perímetro na Figura II _____________________________
e) O que aconteceu com a medida do perímetro da Figura I quando seus lados foram
dobrados de tamanho formando a Figura II?
Ao dobrar os lados da figura, seu perímetro também dobrou.
________________________________________________________________________

85- O perímetro cefálico ou perímetro craniano de um


bebê é a medida do contorno da cabeça na sua parte
maior. Mede-se utilizando uma fita métrica, que deve se

https://brasil.babycenter.com/
situar sobre as orelhas e acima das sobrancelhas. Assim,
além das medidas de peso e tamanho, o perímetro
craniano é outro dado a ser levado em conta na hora de
examinar o estado de saúde do recém-nascido. Um bebê
ao nascer, normalmente tem um contorno craniano
aproximado de 35 cm.
Disponível em: https://br.guiainfantil.com/materias/bebes/desenvolvimento/o-perimetro-cefalico-do-bebe/.
Acesso em Nov. de 2019

Considere que em uma determinada população o perímetro craniano de um bebê recém-


nascido mede 35 cm, aumentando 2 cm nos três primeiros meses e, 1 cm a cada mês,
nos três meses seguintes. Quanto deve medir o perímetro cefálico de um bebê aos 6
44 cm.
meses de idade nessa população? ____________________________________________

86- Um jabuti andou 180 metros em uma hora e um caramujo percorreu 4 500 cm no
mesmo tempo.
O jabuti.
a) Qual deles percorreu, em metros, a maior distância? ________
135 m. 141
b) Quantos metros a mais percorreu um em relação ao outro? ________
Habilidade:
• Identificar a área como medida de superfície limitada por uma figura plana.

Professora Natália, já aprendi que para Calcular a área de uma


calcular o perímetro de uma figura basta figura significa comparar
quantas vezes a unidade
somar todos os seus lados. Agora, o que de área cabe na figura
significa calcular a área de uma figura? em questão.

MuliRio
MuliRio

Para compreender o que é área, considere que na malha quadriculada a seguir, cada
quadradinho possui 1 unidade de medida de área.

Quantos quadradinhos formam a área da região

Produzido pelo elaborador


32.
pintada de amarelo? __________________________
Sendo assim, dizemos que a área da região amarela
32.
é igual a ________ unidades de medida de área.

Considere que a medida do lado de cada quadradinho da malha quadriculada apresentada


anteriormente tenha 1 unidade de medida de comprimento.
As dimensões do retângulo pintado de amarelo são iguais a _____ 4
8 unidades na base e _____
unidades na altura. Observe que se você multiplicar essas dimensões, irá encontrar
exatamente a quantidade de quadradinhos que formam a sua área.

8 x 4 = 32 Área do retângulo = comprimento x altura

Logo, a área do retângulo é dada pelo produto das suas dimensões.

87. Com base No que você aprendeu, descubra as medidas do perímetro e da área do
retângulo representado abaixo ao ter seus lados multiplicados por 2.

Figura Original Figura Ampliada


12 cm
Comprimento: _______ 24 cm
Comprimento: _______
6 cm

6 cm
Altura: _____________ 12 cm
Altura: _____________
36 cm
Perímetro: __________ 72 cm
Perímetro: __________
72 cm²
Área: ______________ 288 cm²
Área: ______________
12 cm
O que aconteceu com o perímetro do retângulo ampliado em relação ao original? E com
142
O perímetro duplicou enquanto a área quadruplicou.
a área? _________________________________________________________________
88- O gráfico ao lado mostra a quantidade de votos que cada candidato a governador
alcançou em um determinado
Quantidade de votos válidos por eleitor
estado brasileiro. A quantidade que 250.000 230.550

indica a diferença de votos do 200.000

candidato mais votado para o


150.000
126.490
menos votado é igual a
Quantidade de votos
100.000 84.000
(A) 171 590
58.960
(B) 146 550 50.000
Gabarito: A
(C)104 060 0
candidato A Candidato B Candidato C Candidato D
(D) 67 530

PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE ADOLESCENTES 89- Uma grande empresa que desenvolve


SOBRE JOGOS PARA CELULAR jogos e aplicativos móveis pesquisou, em
quatro capitais brasileiras, a opinião de
Notas

jovens à respeito dos jogos para celular


criados por ela. Após a pesquisa, veja o
gráfico que a empresa construiu.
De acordo com o gráfico, em qual
capital brasileira os produtos da
empresa tiveram melhor aceitação?

Capitais
Capitais
Gabarito: A

(A) Brasília. (B) Curitiba. (C) Rio de Janeiro. (D)São Paulo.

90- Uma pesquisa realizada por uma produtora de filmes Qual dos gêneros cinematográficos
a seguir você prefere?
teve seu resultado mostrado na tabela ao lado. De
Mulheres Homens
acordo com os critérios da pesquisa, cada pessoa só
Ação 10 50
poderia responder uma única vez. Aventura 65 50
a) Qual foi o gênero mais escolhido entre mulheres e Comédia 45 47
Aventura.
homens? ___________________________________ Romance 73 20
b) Quantas pessoas, ao todo, responderam à pesquisa? Policial 27 40
573 pessoas.
___________________________________________ Suspense 36 35
143
Terror 30 45
SUMÁRIO

1.º BIMESTRE

O PLANETA AZUL 147

HIDROSFERA: ÁGUA, PARA QUE TE QUERO? 149

QUAIS AS ATIVIDADES EM QUE CONSUMIMOS ÁGUA? 150

A ÁGUA DE NOSSO PAÍS 151

FALANDO DA NOSSA CIDADE 152

AQUEDUTO DA CARIOCA OU ARCOS DA LAPA 154

CONHECENDO OS RIOS E AS PRAIAS DE NOSSA CIDADE... 155

AS ÁGUAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 156

TRATAMENTO DA ÁGUA 157

TODA ÁGUA SERVE PARA BEBER? 158

DEPOIS DE USAR... A GENTE DEVOLVE... 159

A ÁGUA, A FLORESTA E A CIDADE 161

ÁGUA: USAR NÃO É DESPERDIÇAR 164

A ÁGUA VIRTUAL 166

CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA... 167

A ÁGUA DO PLANETA E AS DOENÇAS 174

A ÁGUA E OS SERES VIVOS 175

DE QUE SÃO FORMADOS OS SERES VIVOS? 176

TIPOS DE CÉLULAS DOS SERES VIVOS 177

CÉLULA COM NÚCLEO 178

COMO AS CÉLULAS SE ORGANIZAM 181


SUMÁRIO

2.º BIMESTRE

A ÁGUA E OS SERES VIVOS 183

DE QUE SÃO FORMADOS OS SERES VIVOS? 184

TIPOS DE CÉLULAS DOS SERES VIVOS 185

CÉLULA COM NÚCLEO 186

COMO AS CÉLULAS SE ORGANIZAM 189

POR QUE TEMOS QUE COMER? 192

ALIMENTAÇÃO EM NOSSAS ESCOLAS 193

PENSANDO SOBRE O QUE COMEMOS... 195

ALIMENTOS “DE VERDADE” 196

CALORIAS E ENERGIA 197

OLIMPÍADAS DO JAPÃO 199

CONSERVAÇÃO DOS ALIMENTOS 201

APRENDENDO COM A LEITURA DAS EMBALAGENS E RÓTULO DE ALIMENTOS 202

ADITIVOS NOS ALIMENTOS 203

ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS 204

VITAMINAS: QUAL A SUA IMPORTÂNCIA PARA O ORGANISMO? 205

PARA UMA ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL 206

PREPARE UM EXCELENTE PRATO 207

PROBLEMAS RELACIONADOS À ALIMENTAÇÃO 209


O PLANETA AZUL

Olá! Bem-vindo ao 5.º Ano!


Vamos iniciar o ano estudando a Água!!!! Você conhece aquela
música de Guilherme Arantes, intitulada “Planeta água”?
Por que será que o autor deu esse título?
água
75%

https://www.ana.gov.br/
continentes
25%

Quando os astronautas viram, pela primeira vez, nosso planeta


do espaço, se espantaram com a sua cor. Nosso planeta é azul: ele
é composto de cerca de 75% de água e 25% de continentes. Isso
representa três partes de água para uma parte de terra.

Veja a imagem acima.


É muita água, não é mesmo?
Em que lugares, a água é encontrada em nosso planeta?
A água, no nosso planeta, pode ser encontrada nos rios,
_______________________________________________________
lagoas, mares e geleiras.
_______________________________________________________

Os oceanos, mares, rios, lagos e aquíferos são algumas Se nosso


das formas da água encontradas em nosso planeta. Elas planeta tem
são utilizadas para navegação e lazer, além do uso para tanta água,
consumo individual e para atividades econômicas. por que se
Todos os recursos hídricos presentes na Terra fala tanto em
constituem a HIDROSFERA. falta d’água?

Apenas uma pequena parte da água que existe no


planeta pode ser consumida, imediatamente, por nós.

Mas, apesar de ocupar a maior parte do planeta, nem toda


água está disponível para ser bebida ou para qualquer outra
forma de consumo imediato, por nós, seres humanos.
Apenas uma pequena parte da água que existe no planeta 147
pode ser consumida, imediatamente, por nós.
HIDROSFERA: ÁGUA, PARA QUE TE QUERO?

Vamos fazer uma comparação?

Imagine que toda a água do planeta cabe numa


caixa d'água de 1 000 litros. Qual a quantidade de
água salgada? Qual a quantidade de água que
REALMENTE podemos utilizar?

1- Observe, na imagem abaixo, que parte da água doce


do planeta forma as geleiras e que uma parte menor
encontra-se disponível para consumo imediato?

Parte da água doce do planeta que forma geleiras:


____________________________________________________
1,8%.
____________________________________________________
Parte da água doce do planeta para consumo
____________________________________________________
imediato: 0,615.
____________________________________________________

6,15 litros = 0,615%

Adaptado de Mudanças Gl

Assista ao vídeo:
148 E se toda a água da Terra desaparecesse?
https://www.youtube.com/watch?v=bP8fTI2ZIPw
HIDROSFERA: ÁGUA, PARA QUE TE QUERO?
Percentual aproximado de água do planeta
Você viu que somente um pouco de toda a
água do nosso planeta Terra serve para consumo

publicdomainvectors.org
imediato para nós, seres humanos. Viu, também,
que se toda a água do planeta pudesse ser
reduzida a 1 000 litros, nós não teríamos nem
meio litro de água disponível para o nosso uso. E
principalmente, não teríamos água para beber.

www.centrocienciajunior.com
Vamos, agora, realizar um experimento. Ele
vai nos ajudar a entender o que acontece com a
água do planeta. Vai também mostrar a
quantidade de água disponível para nós.

ÁGUA DO PLANETA

MATERIAL Toda a água do planeta (100%)


(água doce + água salgada)
• água
• uma garrafa PET de 2 ℓ Água doce de

cadernoaguas.wwf.org.br/atividades/
Somente fácil acesso
• um copo de café de 50 mℓ água (rios, lagos
doce e represas)
• um copo medidor* de 5 mℓ
• uma seringa de 3 ℓ Água
potável

* Igual ao que vem junto com o xarope.

PROCEDIMENTOS
Encha a garrafa de 2 ℓ com água. Essa água representa toda a água existente no
planeta (doce e salgada). Adaptado de http://cadernoaguas.wwf.org.br/atividades/index.php?cap=6&pag=1&est=3

Encha um copo, equivalente a 50 mℓ, utilizando a água da garrafa de 2 ℓ. A água


colocada no copo representa a água doce que é utilizada por nós.

Encha o copo medidor de 5 mℓ, utilizando a água contida no copo de 50 mℓ. A água
colocada no copo medidor representa, supostamente, a água doce de fácil acesso para
nós.

Com o auxílio de uma seringa, retire, aproximadamente, 0,5 mℓ da água contida no copo
medidor. A água retirada com a seringa representa a água potável existente no nosso
planeta.
Concluindo...
Toda essa água doce é potável?_______________
Não.
Não.
Então, toda a água que existe no planeta é própria para consumo? ___________
Observe o seu experimento e responda: Que parte corresponde à água potável? A maior
149
ou a menor parte? __________________
A menor parte (0,5 ml).
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG
QUAIS AS ATIVIDADES EM QUE CONSUMIMOS ÁGUA?

1- Leia o gráfico ao lado. Qual a atividade que


mais consome água no Brasil?
Irrigação
______________________________.
2- Que percentual de água é consumido nessa
atividade?
47%
______________________________.
3- E nas atividades industriais, que percentual de
17%
água é consumido? ______________________.
4- Somadas essas duas atividades, qual o
percentual de consumo de água no Brasil?
64%. (47 + 17 = 64%)
_______________________________.

Você sabe o que significa irrigação? Quais Procure, no dicionário, o significado


atividades industriais você conhece? Converse de rural e urbano e escreva aqui.
sobre essas questões com os seus(suas)
________________________________
Rural - Ref. ou inerente ao, próprio do
colegas e com seu(sua) Professor(a).
________________________________
ou localizado no campo. Urbano - Que
ÁGUA E ENERGIA ________________________________
pertence a cidade ou a ela se refere.
________________________________
http://www.aulete.com.br/
Você sabe que a água também pode
gerar energia, não é mesmo?
Observe a imagem abaixo. Como a água é utilizada, atualmente,
Trata-se de uma roda d’água, que é um para produção de energia elétrica.
mecanismo muito antigo que utiliza água
corrente (rios) ou uma queda d’água para A usina hidrelétrica de Itaipu, no Rio
gerar energia por meio de pás montadas ao Paraná, foi construída, em conjunto, pelo
redor de uma roda. Brasil e Paraguai, e gera energia elétrica
Elas eram usadas ​para irrigação de para os dois países.
lavouras, para moer grãos e para fornecer Acesse o link e assista ao vídeo sobre
água potável. como funciona uma usina hidrelétrica:
As rodas ainda são utilizadas em áreas https://www.youtube.com/watch?v=iYPMZ
rurais para produção de energia elétrica.
amqSH4&t=15s
www.brasilescola.com
portaldoprofessor.mec.gov.br

84% da energia elétrica produzida no Brasil vem de hidrelétricas.


150
Glossário: irrigação- técnica de melhoramento do solo que consiste em molhar o solo seco.
A ÁGUA DE NOSSO PAÍS
Em 1500, quando os primeiros
portugueses chegaram ao Brasil,
“Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata
trataram de escrever para o Rei de nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem lha
Portugal, descrevendo a nova terra vimos. Contudo, a terra em si é de muito bons ares
encontrada. Pero Vaz de Caminha era o frescos e temperados como os de Entre-Douro-e-
responsável pelas informações. Na sua Minho, porque neste tempo d’agora assim os
carta ao Rei de Portugal, ele não deixou achávamos como os de lá. Águas são muitas;
de registrar a importância da água. Leia, infinitas. Em tal maneira é graciosa que, querendo-a
com atenção, um trecho da carta: aproveitar, dar-se-á nela tudo; por causa das águas
que tem!”http://historiadaagua.ana.gov.br/livro_historia_agua.pdf
portaldoprofessor.mec.gov.br

O que não se sabia na época era que nosso subsolo


também é rico em água doce e esses grandes reservatórios
são chamados de aquíferos. Eles são alimentados pelas
chuvas, que se infiltram no subsolo e fornecem água para
poços e nascentes. A maior parte dos maiores aquíferos do
mundo (Guarani e Alter do Chão) estão localizados em
território brasileiro.
Observe o mapa:
1- Em que regiões do Brasil situa-se o aquífero
Guarani?
Nas regiões Sul, Centro - Oeste e Sudeste.
________________________________________

2- Que os países da América do Sul repartem,


com o Brasil, o aquífero Guarani?
Paraguai, Argentina e Uruguai.
________________________________________
www.academus.com.br

3- Qual o nome do aquífero que se localiza na


região Norte do Brasil?
Alter do Chão.
________________________________________

LOCALIZAÇÃO DOS AQUÍFEROS GUARANI E ALTER DO CHÃO

´
Acesse o link abaixo e assista ao vídeo que explica como se formam os aquíferos e
qual a importância desses dois aquíferos, principalmente para nós, brasileiros.
http://www3.ana.gov.br/portal/ANA/videos/aguas-subterraneas-o-que-sao-aquiferos

Que desde 2013, o aquífero Alter do Chão também é chamado de SAGA (Sistema
Aquífero da Grande Amazônia)?
Que o Alter do Chão ou SAGA é, atualmente, considerado o maior aquífero do mundo e
151
poderia abastecer todo o planeta por 250 anos?
FALANDO DA NOSSA CIDADE

Este ano de 2020 a cidade do Rio de Janeiro foi escolhida pela UNESCO (Organização
das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como a capital mundial da
arquitetura.
O título inédito de Capital Mundial da Arquitetura foi concedido à cidade pela Unesco e
pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). O destaque da programação é que reunirá cerca
de 20 mil profissionais entre os dias 19 e 23 de julho para discutir o futuro das metrópoles, sua
sustentabilidade e seu papel no desenvolvimento humano. É a primeira vez que o Brasil
recebe esse evento da UIA, considerado o mais importante da área.

Vamos cantar essa linda cidade?

CIDADE MARAVILHOSA

https://pt.wikipedia.org/
André Filho
Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil
Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil
Cidade maravilhosa

https://pt.wikipedia.org/
Cheia de encantos mil
Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Professor(a), em 2020 acontecerá um grande evento no Rio de Janeiro, o 27.º Congresso Mundial de Arquitetos,
promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), de 19 a 23 de julho. Nesse evento será discutido o futuro das
metrópoles, sua sustentabilidade e seu papel no desenvolvimento humano.
Vamos abordar o assunto conhecendo museus e espaços públicos.
Nos sites, abaixo, você terá mais informações para debater com seus(suas) alunos(as), de modo que eles(elas)
conheçam um pouco mais esse Rio que amamos.
http://noticias.prefeitura.rio/urbanismo/rio-tera-eventos-em-2020-para-celebrar-titulo-de-1a-capital-mundial-da-arquitetura/
https://diariodorio.com/muito-alem-de-sol-mar-e-praia-os-cariocas-possuem-suas-peculiaridades/

Vamos abordar, neste bimestre,


um pouco da arquitetura da cidade e
sua história. Conhecer nossos espaços
públicos, praias, rios e contribuir para
que o Rio se torne uma cidade
https://pt.wikipedia.org/

https://pt.wikipedia.org/

sustentável. Essa cidade tão amada


pelos cariocas e não cariocas. Afinal,
ser carioca é um jeito de compartilhar
nossa energia! Compartilhar as praias,
esportes e não abrir mão dos dias
ensolarados é ser carioca.

Para saber mais sobre o título de Capital Mundial de Arquitetura acesse o site abaixo. Faça
um cartaz informativo sobre o evento e sobre o que é ser carioca e cole no mural de sua
escola.
152 http://noticias.prefeitura.rio/urbanismo/rio-tera-eventos-em-2020-para-celebrar-titulo-de-1a-capital-mundial-da-
arquitetura/
CONHECENDO OS RIOS E AS PRAIAS DE NOSSA CIDADE...
Nossa cidade é conhecida como uma cidade com muitos rios e muitas praias em seu
litoral. As águas do Oceano Atlântico chegam até ela formando belas praias. Vamos
conhecer um pouco mais essas águas da nossa cidade?
Os rios de nossa cidade
Os rios fornecem um
elemento crucial
para a existência da
vida: a água. Isso
torna esses
ecossistemas
extremamente
https://oglobo.globo.com

importantes, sob o
ponto de vista
ambiental, social e
econômico.

Observe o caminho dos rios, representados no mapa pelas linhas azuis.

Os rios que aparecem


no mapa estão próximos
ao Complexo da Maré,
da Tijuca e do Centro
www.riomapa.com.br

da cidade.
Todos esses rios
desembocam na Baía
de Guanabara.
Você conhece
algum deles?
AUTORIA: BARÃO DE LÖWENSTERN / ACERVO MILTON TEIXEIRA

Desde o final do século XIX,


o Rio Carioca foi a principal
fonte de abastecimento de
https://oglobo.globo.com

água do Rio de Janeiro.


Além de dar nome à
população, o rio levou
também à construção do
Aqueduto da Carioca, ou
os Arcos da Lapa. Uma das
mais grandiosas obras do RIO CARIOCA FLORESTA DA TIJUCA
O RIO CARIOCA EM PINTURA DE 1827 período colonial brasileiro. (dias atuais)

Procure próximo a sua residência ou a sua escola o rio que pertence a essa região. Pesquise um
pouco sobre ele: sua nascente (local onde ele nasce), sua foz (local onde ele deságua) e sua
história... Repasse essas informações para seus(suas) colegas de turma. Peça ajuda ao (a) seu
153
(sua) Professor(a) ou aos seus familiares.
AQUEDUTO DA CARIOCA OU ARCOS DA LAPA

O Aqueduto da Carioca foi utilizado por muito tempo para levar as águas da
nascente do rio Carioca para abastecer a população da cidade.
https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/arcos-da-lapa/

O aqueduto ligava o morro do


Desterro (atual morro de Santa Teresa)
ao morro de Santo Antônio, levando
água direto à Fonte da Carioca. As
águas brotaram aos pés do Convento
de Santo Antônio, em um chafariz de
mármore, através de 16 bicas de
ARCOS DA LAPA NO BRASIL COLONIAL: LIGAÇÃO ENTRE bronze.
O RIO CARIOCA E O LARGO DA CARIOCA
https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/arcos-da-lapa/

http://www.multirio.rj.gov.br
ARCOS DA LAPA NO BRASIL COLONIAL: FONTE DA CARIOCA
AQUEDUTO DA CARIOCA

Com o tempo, novas soluções para o abastecimento de água foram criadas. Com isso, o
Aqueduto da Carioca, a partir de 1896, passou a ser utilizado como viaduto para os novos
bondes de ferro, principal meio de acesso do centro aos altos do Bairro de Santa Teresa.
https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/arcos-da-lapa/

https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/arcos-da-lapa/

ARCOS DA LAPA: BONDINHO


ARCOS DA LAPA

Converse com seu(sua) Professor(a) e construa uma maquete que represente a passagem da água desde sua
nascente no Rio Carioca até sua coleta no chafariz, na Fonte da Carioca. Apesente sua maquete para a escola
e fale um pouco sobre como era o nosso Rio de Janeiro há algum tempo atrás...

Para saber mais sobre a história da Cidade do Rio de Janeiro, acesse


http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-artigos/reportagens/12870-largo-da-carioca-de-polo-de-
154
abastecimento-de-%C3%A1gua-a-centro-nervoso-da-cidade
CONHECENDO OS RIOS E AS PRAIAS DE NOSSA CIDADE...

Entre as 25 melhores praias do Brasil, quatro estão na cidade do Rio de Janeiro:


PRAINHA, GRUMARI, PRAIA DA BARRA E ARPOADOR. É muito orgulho para nós!

O Rio de Janeiro apresenta


algumas praias não 1- O que são praias não
https://pt.wikipedia.org

oceânicas, que são oceânicas? Pesquise e escreva


banhadas pela Baía de aqui:
Guanabara. Entre elas __________________________
São praias que não estão
estão a Praia da Urca e __________________________
localizadas em mar aberto.
a praia do Flamengo. __________________________

2- Faça um círculo no nome das praias do Rio indicadas no mapa abaixo.

https://br.pinterest.com

A Praia de Grumari fica situada na Zona


Oeste da cidade, numa reserva ambiental.
Sua natureza, por isso, é preservada. Seu
mar é de águas limpas e transparentes,
propício para surf ou outros esportes 155
aquáticos.
AS ÁGUAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Ao observar, de perto, as águas do Rio Guandu, é possível perceber que sua água é
barrenta. O Rio Guandu é outro rio importante para nossa cidade.
O Rio Guandu possui grande importância para o Rio de Janeiro, já que suas águas
abastecem a Região Metropolitana com água potável, após tratamento na ETA Guandu.
Para utilizar essa água em nossas casas, é necessário que ela seja tratada.
AS MATAS CILIARES
http://www.cedae.com.br/

Observe a vegetação nas


margens do Rio Guandu. As
matas que crescem nas margens
dos rios são chamadas de
MATAS CILIARES.
Elas protegem os rios, evitando,
RIO GUANDU
assim, que o solo das margens se
desgaste e caia em suas águas.

As MATAS CILIARES são tão importantes para a proteção


dos rios que são consideradas áreas de proteção
ambiental, juntamente com as nascentes e os rios que
servem de MANANCIAIS.
CÓDIGO
Acesse o link e assista a um vídeo sobre matas ciliares: FLORESTAL, LEI 4
https://www.youtube.com/watch?time_continue=104&v=fJONkRDPtlI 771

Muito do esgoto que produzimos é jogado nos rios, lagoas e baías. Isso também é
uma forma de poluição e prejudica a qualidade da água, além de prejudicar também a
vida de muitos seres vivos que vivem nessas águas. A água contaminada não apresenta
condições de ser utilizada e, ainda, transmite doenças. Muitas vezes não reconhecemos
um rio em trechos muito poluídos. Costumamos chamar esses trechos de valões, o que,
na verdade, deveria ser um rio se não houvesse poluição.

Glossário:
• nascente - local onde se inicia um curso de água (rio, ribeira, ribeiro, ribeirão, córrego), seja grande ou
pequeno;
• mananciais - fontes de água doce utilizadas para consumo humano ou para o desenvolvimento de
atividades econômicas.
156 http://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/aguas-urbanas/mananciais
TRATAMENTO DA ÁGUA
Observe a imagem:
http://www.novoguiabarretos.com/paginas/nossa%20agua.html

A imagem representa as principais etapas do tratamento da água numa Estação de


Tratamento de Água (ETA), desde a sua captação no rio ou represa até chegar às nossas
casas. Vamos ver as principais etapas desse tratamento:

1.ª Etapa: FLOCULAÇÃO


Ao sair da represa, a água vai para o primeiro tanque, onde recebe sulfato de alumínio, cal e
cloro. Esses produtos irão promover a FLOCULAÇÃO, isto é, farão com que a sujeira se
aglomere em flocos e se deposite no fundo do tanque.

2.ª Etapa: DECANTAÇÃO


A água passa para o próximo tanque, onde ocorre a DECANTAÇÃO, isto é, os resíduos sólidos
ficam depositados no fundo do tanque.

3.ª Etapa: FILTRAÇÃO


Em seguida, a água passa pelo tanque de FILTRAÇÃO, que contém areia, carvão ativado e
cascalho. Esses materiais filtrarão a água, que vai seguir para receber cloro e flúor. O flúor é
adicionado à água para auxiliar na prevenção de cáries nos dentes da população.

Depois desse processo, podemos dizer que a água está tratada.

Depois de ler o texto, responda:


1- O que significa a sigla ETA?
______________________________________________________________________
Estação de Tratamento de Água.
2- O que acontece com a água quando chega à Estação de Tratamento?
______________________________________________________________________
Vai para um tanque no qual recebe sulfato de alumínio.
3- Como é chamado esse processo? O que acontece com a sujeira?
Floculação. A sujeira se aglomera em flocos e se deposita no fundo do tanque.
______________________________________________________________________
4- O que ocorre no tanque de DECANTAÇÃO?
______________________________________________________________________
Os resíduos sólidos ficam depositados no fundo do tanque.
5- Quais as etapas que se seguem à DECANTAÇÃO?
______________________________________________________________________
A água passa pela etapa de filtração e, em seguida, recebe cloro e flúor.
6- Por que adicionar flúor à agua que vai para nossas casas?
157
______________________________________________________________________
Para auxiliar na prevenção de cáries na população.
TODA ÁGUA SERVE PARA BEBER?
Muito cuidado ao manusear materiais nos
experimentos. Toda experimentação deve contar com a
participação de seu Professor ou sua Professora, ou de
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG outro adulto.

Que tal ver como acontece a Floculação?

Material
• água
• barro
• vidro de conserva de boca larga ou a metade de baixo de uma garrafa PET (veja o
experimento, abaixo).
• sulfato de alumínio ou produto para clarear a água de aquário
• 1 colher

Procedimentos
Coloque a água no vidro ou na parte de baixo da garrafa PET.
Misture a água com um pouco de barro, deixando-a bem barrenta.
Coloque um pouco de sulfato de alumínio ou do líquido para clarear a água de aquário.
Misture tudo muito bem com uma colher.
Deixe em repouso por uns minutos e observe o que acontece.
Registre o resultado.

Construindo um filtro...
Material
• 1 garrafa PET de 2 litros
• tesoura
• algodão

https://www.pinterest.es
• areia fina
• areia grossa
• cascalho grosso
• cascalho fino
• água barrenta
Atenção!
Procedimentos Esta água não serve para beber!
Peça a seu(sua) Professor(a) ou a um outro adulto que corte a garrafa PET abaixo do meio.
A parte de cima da garrafa será o nosso filtro e a parte de baixo será o recipiente em que a
água do filtro irá cair.
Vire a garrafa com a boca para baixo, como na figura acima. Coloque um pouco de algodão
no fundo do filtro (perto da boca da garrafa).
Coloque uma camada de cascalho grosso. Em seguida, uma camada de cascalho fino,
uma camada de areia grossa e, por fim, uma camada de areia fina.
Agora, teste seu filtro: jogue água barrenta nele e observe se a água, ao sair, está mais
clara.
158 Converse com seus(suas) colegas e com seu(sua) Professor(a) sobre o que você
observou.
DEPOIS DE USAR... A GENTE DEVOLVE
Por que é importante tratar o esgoto?
Vamos entender agora alguns aspectos importantes sobre esse assunto: a definição,
o porquê e como tratar o esgoto.
Adaptado de https://escolakids.uol.com.br/tratamento-do-esgoto.htm

Toda a água que utilizamos para lavar roupa, escovar os dentes, tomar banho, dar
descarga, é descartada pelo ralo e forma o que chamamos de esgoto.
Nas casas que são ligadas a um sistema de esgoto, os ralos despejam seus
conteúdos em canos subterrâneos que se ligam a outras tubulações e formam uma rede.
Tudo o que passa por esses canais é levado para as Estações de Tratamento de
Esgotos (ETE). Nessas estações são retirados da água, por meio de filtros e com o uso
de microrganismos, tudo o que pode causar doenças e poluir o meio ambiente. Depois
de limpa e tratada, a água é devolvida à natureza.
Por isso, cuidar dos sistemas de tratamento de esgoto é também uma forma de cuidar
da saúde da população.
http://www.cesan.com.br/page.php?42

Para conhecer como é feito o tratamento do esgoto numa


ETE, acesse o link abaixo e assista ao vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=8p6kElSZ6s4

Já pensou se não houvesse a descarga e você tivesse que carregar seus dejetos,
como na figura abaixo?
Desde a fundação da cidade do Rio de Janeiro, em 1565, as
pessoas despejavam seus dejetos e detritos domésticos nas
valas das ruas, o que causava insuportável mau cheiro e muitos
mosquitos, ratos e doenças.
http://www.cedae.com.br/

Depois, os esgotos das casas começaram a ser guardados


em reservatórios de madeira e, à noite, eram despejados pelos
escravos nas praias mais próximas.
Essas péssimas condições sanitárias trouxeram muitos
problemas de saúde para a população. Por essa razão, em
1857, o Imperador D. Pedro II autorizou a criação de uma rede
de esgotos na cidade do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro foi a terceira cidade do mundo a criar uma rede de esgotos,
precedida apenas por Londres, na Inglaterra e Hamburgo, na Alemanha.
De lá para cá, muita coisa mudou.
Nossa cidade cresceu muito, mas a rede de esgotos ainda não atende a toda a
população. Existem muitos lugares que, ainda hoje, não possuem rede de esgoto. 159
DEPOIS DE USAR... A GENTE DEVOLVE

EMISSÁRIO SUBMARINO DA BARRA DA TIJUCA

O esgoto tratado na Estação Barra é levado por tubos até o


Emissário Submarino e depois é lançado no mar, a 5 000 metros
de distância da praia e a 40 metros de profundidade. O esgoto

http://www.cedae.com.br/
que é lançado no mar evita a poluição das lagoas e praias
e garante mais saúde e qualidade de vida para mais
de 700 mil habitantes.

Os emissários submarinos são tubos que levam o esgoto para ser lançado no mar,
bem distante da praia.
Quando os emissários lançam esgotos não tratados nas águas, os seres vivos são
prejudicados.
Além disso, o esgoto pode levar para o oceano diversos seres causadores de
doenças.

Que tal você e seu(sua) colega criarem uma imagem sobre o lixo nas praias?

Agora, vamos produzir um pequeno texto, que transmita uma mensagem relativa à
imagem que criaram. Depois, se quiser, mostre para os(as) seus(suas) colegas. Combine
tudo com seu(sua) Professor(a).
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________
_____________________________________________________________
160
_____________________________________________________________
A ÁGUA, A FLORESTA E A CIDADE

Nos séculos XVII e XVIII, o Maciço da Tijuca, região de Mata


Atlântica, foi, em grande parte, devastado pela extração de madeiras e ocupado pelo
cultivo, especialmente do café, o que gerou sérios problemas ambientais na cidade do Rio
de Janeiro. O mais visível deles foi a escassez de água na cidade. Os sistemas que
captavam água na Serra da Carioca e no Alto da Boa Vista praticamente secaram.
Em 1861, as florestas da Tijuca e das Paineiras foram declaradas por, D. Pedro II,
Florestas Protetoras e teve início, então, um trabalho de reflorestamento da região
devastada, com o objetivo de regenerar a vegetação natural e recuperar as nascentes dos
rios, mas a história não parou por aí...
Para saber mais sobre a história da
Floresta da Tijuca e seu de reflorestamento,
acesse o site do Parque Nacional da Tijuca:
http://www.parquedatijuca.com.br/historia.php

http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/11228-parque-nacional-da-tijuca-
foi-o-mais-visitado-em-2018.html

Vista da Pedra da Gávea, Parque Nacional da Tijuca, Rio de Janeiro.

Os ecossistemas podem ser terrestres, aquáticos (marinhos ou de água doce). Podem ser
pequenos como uma lagoa ou grandes, como a Floresta Amazônica, por exemplo.

O que é um Ecossistema?
A Floresta da Tijuca é um exemplo de
como podemos recuperar um ecossistema
Adaptado de https://escolakids.uol.com.br/o-que-e-um-ecossistema.htm

devastado pela ação humana.


Um ecossistema é um conjunto formado
pelas interações entre os componentes
abióticos, elementos químicos e físicos,
como o ar, a água, a luz, o solo, a umidade,
a temperatura, os nutrientes etc., e os
componentes bióticos, que são todos os
seres vivos que vivem em determinado local.

COMPONENTES BIÓTICOS E ABIÓTICOS DE UM LAGO 161


ÁGUA: USAR NÃO É DESPERDIÇAR

Anote todas as atividades • Lista das atividades cotidianas, realizadas por mim, lembrando
cotidianas realizadas sempre que é necessário economizar água:
por você, em que é ____________________________________________________
Beber água, dar descarga, lavar as mãos, escovar os
necessário utilizar água. ____________________________________________________
dentes, tomar banho, lavar o copo, lavar a roupa, colocar
Preste muita atenção! ____________________________________________________
água no feijão ou no molho da comida...
Não se esqueça de nada!
• Desperdiçar significa utilizar de maneira desnecessária.
Procure, no dicionário, outros significados para o verbo
DESPERDIÇAR. Registre aqui:
____________________________________________________
Esbanjar: usar de maneira irresponsável;
____________________________________________________
não aproveitar da melhor forma possível; perder.
____________________________________________________
1- Leia, com atenção, as dicas de consumo. Elas podem nos ajudar a evitar o
desperdício de água:
Se a torneira ficar aberta Se você demora no banho,
enquanto você escova os gasta de 95 a 180 litros de água
dentes, você gasta até 25 litros limpa. Banhos rápidos de, no
de água. Então, o melhor é máximo, 15 minutos, economizam
primeiro escovar os dentes e água e energia.
depois abrir a torneira.

Cartinha de Sustentabilidades: gente pequena também pensa no planeta. SME. RIO+20. 2011/12.
clipart
clipart

Uma descarga chega a Com a torneira aberta, você


utilizar 20 litros de água em um gasta de 12 a 20 litros de água
único aperto. Então, aperte a por minuto. Se deixar pingando,
descarga apenas durante o são desperdiçados 46 litros por
tempo necessário. dia. Então, feche bem as
torneiras.
clipart

clipart

2- Agora, responda:

a) Você desperdiça água?________________________________________________


Resposta pessoal.
b) Que atitudes você pode tomar para economizar água? Converse com seus(suas) colegas
162
e com o(a) seu(sua) Professor(a).
3- Realize uma pesquisa utilizando revistas, jornais, livros e a internet sobre formas de
economia de água. Em seguida, crie dicas para evitar o desperdício de água.
Utilize os espaços abaixo para escrever, desenhar ou colar imagens que ilustrem suas
dicas contra o desperdício.

Sugestão:
Sugestão: torneira aberta Sugestão:
mangueira aberta. enquanto se lava a vazamento nos
louça. encanamentos.

A recomendação mundial para o gasto Converse com os seus(suas) amigos(as),


diário de água é de 110 litros por dia. Isso familiares e vizinhos sobre o que podemos
mesmo! Essa é a recomendação da ONU fazer para economizar água. Observe se, na
– Organização das Nações Unidas. sua vizinhança, está ocorrendo muito
Essa recomendação não tem sido desperdício de água. A atitude de cada um é
seguida por habitantes da cidade do Rio muito importante.
de Janeiro que, em média, gastam 330 Podemos tentar convencer outras
litros de água por dia. pessoas a também fazerem a sua parte.

PUBLICDOMAINVECTORS.ORG

Como viver bem gastando 110 litros de água por dia? Leia as dicas em
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2015/02/05/e-possivel-viver-com-110-
litros-de-agua-por-dia-veja-como-seria-a-sua-vida.htm
Quer saber mais sobre quanto você ou a sua família gasta de água por dia?
Responda à pesquisa sobre o seu gasto de água. Acesse
http://super.abril.com.br/crise-agua/quizinicio.shtml

4- O carioca gasta, por dia, mais água que a quantidade indicada pela ONU (110 litros
de água por dia).
Quantos litros de água ele desperdiça por dia? Cálculo: 330-110=220 163
220 litros
_________________.
ÁGUA: USAR NÃO É DESPERDIÇAR
5- Observe a imagem:

www.culturamix.com

A que conclusão você pode chegar, após a leitura da charge? Converse com
seus(suas) colegas, com o(a) seu(sua) Professor(a) e registre aqui as conclusões do
grupo:
________________________________________________________________________
Esperamos que o aluno faça uma reflexão sobre a necessidade de cuidarmos da
________________________________________________________________________
água disponível para os seres vivos no planeta.

FREEPICK

Já pensou em atitudes possíveis para


você economizar água na escola?
Realize entrevistas e veja o que pensam
portaldoprofessor.mec.gov.br

alunos(as) e Professores.
Seu(sua) Professor(a) vai auxiliar você.

Aproveite o Dia Mundial da Água,


http://saude.sc.gov.br

comemorado em 22 de março, e
confeccione, junto com sua turma,
cartazes alertando sobre as medidas
para economia de água.
164
A ÁGUA VIRTUAL
A água virtual também é conhecida como “água invisível”: é a água que gastamos, mas
que não vemos. Se pudéssemos passar um dia inteirinho sem utilizar água, mesmo assim
estaríamos gastando água!

Há consumo de água quando meu


uniforme é confeccionado? E na fabricação de
computadores
Quando a lâmpada está acessa, e celulares?
eu consumo água?

É muito difícil conseguir pensar em algum objeto que seja feito pelo ser humano e não
necessite da utilização de água na sua produção. Para começar, vamos descobrir quanto
de água “escondida” há nos alimentos que consumimos. Leia:

https://br.pinterest.com

1- Coloque os produtos da imagem acima em ordem decrescente, de acordo com o


volume de água utilizado em sua produção:
Manteiga, carne de boi, queijo, carne de frango, arroz, leite, banana e batata.
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Vamos assistir a um vídeo que mostra o quanto consumimos de água para produzir
alguns materiais e a importância da reutilização de materiais para preservar a água do
planeta: Akatu Mirim – De onde vem, para onde vai? Garrafa d' água.
http://www.akatumirim.org.br/#/TEMA/3 165
A ÁGUA VIRTUAL
“CADÊ A ÁGUA? O BOI BEBEU” COMPRAR... COMPRAR...
http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/atitude/conteudo_449281.shtml

É claro que não podemos viver sem alimentos, mas


nem tampouco sem água. Assim, pensar na grande
parte de água que se gasta na produção de alimentos é
muito importante. Nosso país é um grande exportador de
carne bovina. Muito de nossas florestas e, também, o
cerrado, têm sido desmatados para que os solos virem A sociedade de consumo
pastagem ou plantação de soja, para enriquecer a estimula que as pessoas
alimentação do boi. E a maior parte do gado criado no comprem cada vez mais.
Brasil é vendida para outros países. Lá se vão a nossa Compra-se, na maioria das

Adaptado de http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=28468
floresta e a nossa água junto com a carne vendida para vezes, coisas que não são
o exterior! realmente necessárias e que,
mais adiante, terão o destino
de aumentar a quantidade
de lixo no planeta.
O problema do lixo
acumulado é bastante sério,
já que, para cada material
produzido, gasta-se uma
determinada quantidade
de água.
O consumismo contribui,
Quais os grandes problemas ambientais causados pela verdadeiramente, para o
criação intensiva do gado? Utilize seu livro didático ou o site desperdício de água: vemos
indicado.
Desmatamento, aquecimento global e utilização esse líquido tão precioso
________________________________________________
inadequada da água disponível para atividades sendo gasto de
________________________________________________
humanas. forma descontrolada.
________________________________________________
Sugestão de site para pesquisa:
http://www.escolakids.com/pecuaria.htm

Cálculos:
1- Vamos às compras? a) (2 000 X 2) + 8 000 = 4 000 + 8 000 = 12 000
a) Segundo a ONU, para se produzir um par de sapatos de couro, são gastos 8 mil litros
de água. Para a produção de uma camiseta de algodão, 2 mil litros. Sendo assim, na
compra de duas camisas e um par de sapatos, estamos consumindo que quantidade de
12 mil litros de água.
água virtual? _______________________________________________
b) Se o comprador tiver comprado, sem necessidade, duas camisas, podemos dizer que
Sim.
ocorreu desperdício de água? _________________________________
c) 2 000 X 2 = 4 000
c) Quanto de água se desperdiçou? ____________________________
4 mil litros.
d) A água desperdiçada poderia ter sido utilizada por quantas pessoas em um dia de
atividades? Considere o gasto de, aproximadamente, 100 litros por pessoa:
166
40 pessoas.
__________________________________________________________ d) 4 000 : 100 = 40
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...

Talvez você ainda não saiba, mas


tudo o que há ao nosso redor é
formado por pequenas partículas
chamadas de ÁTOMOS. Os
átomos podem se unir e formar o
que conhecemos como
MOLÉCULAS.

www.quimica.seed.pr.gov.br
A água, por exemplo, é uma
molécula formada por 2 átomos
de hidrogênio e 1 átomo de
oxigênio (veja o modelo ao lado).

Professor(a), essa atividade pode ser um bom momento para introduzir a ideia do “mundo de átomos e de
moléculas” em que vivemos. Você pode, também, mostrar, por exemplo, que os átomos se combinam de formas
diferentes, formando outras moléculas. Utilize o modelo construído da molécula de água, separe os seus
átomos e forme novas moléculas, como a do gás oxigênio (O2), da água oxigenada (H2O2) e do gás ozônio (O3).
Vale lembrar que a construção de modelos está muito presente na Ciência e que é uma forma de
“representação da realidade”. Sempre que possível, construa novos modelos com os alunos.

Muito cuidado ao manusear materiais nos experimentos.


Toda experimentação deve contar com a participação de seu
Professor ou sua Professora, ou de outro adulto.

Vamos construir um modelo de molécula


da água?
www.quimica.seed.pr.gov.br

MATERIAL
• 2 bolas de isopor de tamanho pequeno ou
massa de modelar de duas cores diferentes
• 1 bola de isopor maior que as outras duas
• 2 palitos de dente
• 2 tintas de cores diferentes

PROCEDIMENTOS
Pinte de uma mesma cor (branco) as duas
www.viladoartesao.com.br

bolas de isopor menores. Pinte de outra cor a


bola de isopor maior (vermelho).
Utilizando palitos de dente, encaixe as duas
bolas de isopor de tamanho menor na bola
167
maior, como no modelo da figura ao lado.
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...
COMO A ÁGUA É ENCONTRADA NA NATUREZA?

A água das geleiras e a água dos rios se apresenta da mesma forma na natureza?
Não.
__________________________________________

Na natureza, a água pode se apresentar em três formas, a que chamamos de estados


físicos: SÓLIDO, LÍQUIDO ou GASOSO.

http://proflilian5serie.no.comunidades.net
www.fundacaogrupoboticario.org.br
www.brasilescola.com

SÓLIDO LÍQUIDO GASOSO

OS ESTADOS FÍSICOS DA ÁGUA

No ESTADO SÓLIDO, as moléculas da água estão muito próximas umas das outras.
A força de atração é tão intensa que há pouco movimento entre elas.

Esquema das moléculas da água


www.brasilescola.com

no ESTADO SÓLIDO.

No ESTADO LÍQUIDO, as moléculas estão próximas umas das outras. No entanto, a


força de atração é menor que no estado sólido.
www.fundacaogrupoboticario.org.br

Esquema das moléculas da água


no ESTADO LÍQUIDO.

No ESTADO GASOSO, a força de atração entre as moléculas é fraca. Elas ficam


afastadas umas das outras, permitindo que se movimentem, espalhando-se pelos espaços
disponíveis.
http://proflilian5serie.no.comunidades.net

Esquema das moléculas da água


no ESTADO GASOSO.

168
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...
Observe a imagem que representa o ciclo da água:
O CICLO DA ÁGUA
A água evapora todos os dias. A água evapora, isto é, passa do estado líquido para o
estado gasoso. Então, se a água evapora,
porque ela não acaba?
Observe a imagem ao lado. Ela mostra
como ocorre o Ciclo da Água, também
www.ciclodaagua.com.br

chamado de CICLO HIDROLÓGICO. Observe


as setas e complete o texto:
A água dos rios, mares, lagos sofre
vaporização, isto é, passa do estado
líquido
________________________ para o estado
gasoso
_________________ e sobe para as camadas
mais altas da atmosfera. Lá chegando, como
as temperaturas são mais baixas, o vapor
d’água sofre condensação e volta ao estado
líquido. Nesse momento do ciclo da água, há
a formação de nuvens.
Quando as nuvens ficam muito pesadas, cheias de gotículas d’água, elas caem em
chuva
forma de ________________________ e voltam aos reservatórios naturais (rios, lagos e
oceanos) ou se infiltram no solo, acumulando-se no subsolo e formando os lençóis
freáticos.

Você já ouviu falar em Rios Voadores?


Adaptado de https://dicasdeciencias.com/2013/10/12/rios-voadores/

O processo para formar um rio


voador começa na água que
evapora do Oceano Atlântico e gera
nuvens que vão para a Floresta
Amazônica.
Quando chove na floresta, só
uma pequena parte da água vai para
os rios. O resto é absorvido pelo
solo ou pelas árvores.
Parte da água que não foi para os
rios evapora (do solo ou pela transpiração das plantas) e forma novas nuvens, que são
levadas pelos ventos para o Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil, onde a chuva cai. Ou
seja, parte do que chove nessas regiões depende dos rios voadores que vêm da Amazônia.

Adaptado de https://dicasdeciencias.com/2013/10/12/rios-voadores/

Faça uma pesquisa sobre o Projeto Rios Voadores e saiba mais sobre como eles
se formam. Como eles e a Floresta Amazônica influenciam o clima no Brasil? O que pode
acontecer com o clima no Brasil, se não preservarmos a Floresta Amazônica? 169
Acesse o site do projeto: http://riosvoadores.com.br/o-projeto/fenomeno-dos-rios-voadores/
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...
Muito cuidado ao manusear materiais nos experimentos,
principalmente quando utilizamos fogo.
Toda experimentação deve contar com a participação
de seu Professor ou sua Professora ou de outro adulto.

Existe espaço entre as moléculas de água? Elas se movimentam?

MATERIAL
• água gelada, água na temperatura ambiente e água quente (em garrafa térmica)
• três copos de vidro numerados (copo 1, copo 2, copo 3)
• colher plástica

www.sbemrj.org.br
anilina escura

PROCEDIMENTOS
Coloque a água gelada no copo 1. No copo 2, coloque água na temperatura ambiente. No
copo 3, coloque água quente.
Pingue uma gota de anilina em cada copo. Primeiro, na água gelada (copo 1) e, por último, na
água quente (copo 3).
Observe o que acontecerá.

O resultado foi o mesmo nos três copos? Explique.


Não. No copo com água gelada (copo 1), a anilina quase não se movimentou. No copo com água
___________________________________________________________________________
em temperatura ambiente (copo 2), a anilina se movimentou pelo copo. No copo com água
___________________________________________________________________________
quente (copo 3), a anilina se movimentou mais rapidamente pelo copo.
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________
ENTENDENDO O EXPERIMENTO....
A gota de anilina encontrou espaço entre as moléculas da água.
Analisando esses resultados, é possível concluir que as moléculas da água não se
movimentaram do mesmo modo nos três copos. Isso ocorreu porque a temperatura
influencia o movimento das moléculas de água.
Na água quente, as moléculas estão mais agitadas do que em temperatura ambiente.
No nosso experimento, percebemos essa movimentação das moléculas pelo movimento
da anilina, que colore mais rapidamente a água quente (copo 3).

Adaptado de http://www.projetofundao.ufrj.br/biologia/images/materiais/experimentos_sobre_a_agua.pdf
https://it.wikipedia.org

170
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...
De acordo com a mudança de temperatura, a água pode mudar de estado físico. Na
FUSÃO, a água passa do estado sólido para o estado líquido, por causa do aumento da
temperatura. Se a temperatura continuar aumentando, a água líquida passa ao estado de
vapor, o que chamamos de VAPORIZAÇÃO.
Observe: vapor – vaporização

Muito cuidado ao manusear materiais nos experimentos,


principalmente quando utilizamos fogo.
Toda experimentação deve contar com a participação
de seu Professor ou sua Professora ou de outro adulto.
A água pode mudar de estado físico?

MATERIAL

www.ameliasdesalto.com
cubos de gelo
• uma vela
• fósforo
• uma lata de alumínio vazia
(pode ser de leite em pó)
• um pregador de madeira
• uma forminha de empada de alumínio

PROCEDIMENTO
Seu(sua) Professor(a) ou outro adulto vai colocar a vela no fundo da lata de alumínio e
acendê-la.
Depois, vai colocar o cubo de gelo na forminha de empada e aproximá-la da chama da
vela, segurando-a com o pregador de madeira, para não queimar a mão.

Você vai observar e responder às seguintes questões:


1- O que aconteceu?
O gelo derreteu.
_________________________________________________________________________
2- Por que razão isso aconteceu?
_________________________________________________________________________
O gelo recebeu o calor do fogo e mudou de estado físico: passou do sólido para o líquido.
_________________________________________________________________________
3- Mantendo a água da forminha no calor da chama, vamos conhecer um outro processo.
Observe o que acontece. Anote aqui.
A água líquida vai passando ao estado de vapor.
_________________________________________________________________________
4- Converse com os(as) seus(suas) colegas e tente explicar o porquê desse resultado.
A água continua recebendo calor do fogo e, novamente, vai mudar de estado físico.
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
5- Complete:
a) Ao fenômeno observado nesse experimento, damos o nome de VAPORIZAÇÃO, que é
líquido
a passagem da água do estado _____________________________ para o estado
gasoso
________________________.

sólido
b) O gelo é água no estado _______________. líquido
Ele passa para o estado ______________
devido ao aumento da temperatura. A esse fenômeno damos o nome de FUSÃO. 171
CONHECENDO MELHOR A ÁGUA DO PLANETA...

Vamos realizar o processo inverso ao da FUSÃO?

MATERIAL
• água do filtro ou da torneira Muito cuidado ao manusear materiais nos experimentos,
principalmente quando utilizamos fogo.
• forma de gelo Toda experimentação deve contar com a participação
• congelador de seu Professor ou sua Professora ou de outro adulto.

PROCEDIMENTOS
Coloque água dentro de uma forma de gelo.
Coloque a forma de gelo no congelador e deixe por 12 horas.
Observe depois.

1- O que aconteceu?
Formou-se gelo na forminha.
_______________________________________________________________________

2- Onde estava mais quente? Dentro ou fora do congelador?


_______________________________________________________________________
Fora do congelador.

3- Esse fenômeno recebe o nome de SOLIDIFICAÇÃO, que é a passagem da água do


líquido
estado___________________________ sólido
para o estado _________________________.

O orvalho ocorre quando o vapor d’água do


Quando a temperatura ambiente passa ao estado líquido, por causa das
ambiente diminui muito (0 ºC), a temperaturas baixas, formando gotículas nas
água no estado líquido perde calor superfícies.
e muda de estado físico, passando A geada ocorre quando a temperatura ambiente
cai muito (0º C ou menos) e o vapor d’água passa
ao estado sólido. A água passa direto ao estado sólido (congela), formando uma fina
para o estado sólido (se solidifica) camada de gelo nas superfícies.
a 0 ºC.
Observe: sólido – solidificação

A solidificação pode ocorrer na natureza ou só


dentro do congelador?

Quando as gotículas d’água, presentes no interior


www.1pic.files.wordpress.com

das nuvens, entram em contato com o ar muito frio, elas


modificam seu estado físico (de líquido para sólido),
formando pedras de gelo.
As chuvas de granizo geralmente provocam
danos, uma vez que podem amassar carros, quebrar
vidros, destruir plantações, destelhar imóveis, alagar
172 ruas, danificar fiações e, ainda, derrubar árvores.
CHUVA DE GRANIZO
Observe a imagem que representa o ciclo da água:

O CICLO DA ÁGUA
A água dos rios, lagos e oceanos evapora com o calor do sol.
O vapor d’água sobe para as camadas altas da atmosfera, esfria e se condensa com a
temperatura baixa dessas camadas. Há formação de nuvens.
Com o acúmulo de gotículas, as nuvens vão ficando pesadas e a água cai sob a forma
de chuva.
Através da precipitação, a água volta para os rios, lagos e mares e parte dela se infiltra
no solo.

1- Agora, numere as frases de acordo com os números apresentados na imagem acima:

O VAPOR D’ÁGUA SOBE PARA AS


(4 ) HÁ FORMAÇÃO DE NUVENS. (2 ) CAMADAS ALTAS DA ATMOSFERA.

A ÁGUA DOS RIOS, LAGOS E


O VAPOR D’ÁGUA SE CONDENSA COM A
(3 ) TEMPERATURA BAIXA.
(1 ) OCEANOS EVAPORA COM O CALOR
DO SOL.

COM O ACÚMULO DE GOTÍCULAS, AS ATRAVÉS DA PRECIPITAÇÃO, A ÁGUA


NUVENS VÃO FICANDO PESADAS E A ( 6)
(5) ÁGUA CAI SOB A FORMA DE CHUVA.
VOLTA PARA OS RIOS, LAGOS, MARES
E PARTE DELA SE INFILTRA NO SOLO.
173
A ÁGUA DO PLANETA E AS DOENÇAS

A DENGUE, a ZIKA, a CHIKUNGUNYA e a FEBRE AMARELA URBANA são


doenças causadas por vírus transmitidos pela picada do mosquito Aedes aegypti. Esse
mosquito é menor que um pernilongo comum, é escuro e riscado de branco e ataca
somente durante o dia. Ao contrário do que muitos pensam, ele coloca seus ovos na
água parada e LIMPA, e não em água suja. Os sintomas são dores na cabeça, nos
olhos, nos músculos e nas juntas; febre alta (muitas vezes passando de 40 °C),
manchas avermelhadas por todo o corpo, falta de apetite e fraqueza. Em alguns casos,
sangramento de gengiva e nariz.
O período do verão é o mais favorável à proliferação do mosquito Aedes aegypti,
por causa das chuvas. No entanto, precisamos agir de forma preventiva em qualquer
época do ano para impedir que o mosquito se reproduza. Não podemos descuidar!
http://www.clubinhosabesp.com.br

A dengue, a zika, a chikungunya e a febre amarela urbana são problemas graves de


saúde para a nossa cidade.
1- Mas o que a dengue tem a ver com a água?
O mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, coloca seus ovos na água
_______________________________________________________________________
parada.
_______________________________________________________________________

2- Cite algumas formas de prevenção dessas doenças:


_______________________________________________________________________
Evitar deixar água parada, onde o mosquito coloca seus ovos; combater o
_______________________________________________________________________
mosquito adulto com inseticidas; usar repelente...
_______________________________________________________________________
3 - Veja se você realmente conhece o mosquito transmissor da dengue. Marque com um
X a figura que mostra o transmissor dessa doença:

Sugestão de atividade
calp.unifesp.br

calp.unifesp.br

sospragas.com

sobre o tema Dengue


Acesse o QUIZ DA
DENGUE:
http://www.invivo.fiocruz
.br/quiz.html
( X ) ( ) ( )

Aprenda mais sobre o mosquito Aedes e as doenças que ele causa. Acesse os
endereços apresentados a seguir e aproveite os jogos eletrônicos da MultiRio que
tratam desse tema:

http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/ http://www.multirio.rj.gov.br/index.ph
interaja/jogos-educativos/artigos-de- p/interaja/jogos-educativos/2869-
174 jogos/8485-jogo-da-dengue detona-aedes
A ÁGUA E OS SERES VIVOS
No material do 1.º bimestre falamos sobre a importância da água para a vida na Terra,
sobre os lugares em que ela é encontrada na natureza e tratamos de outras
características dessa substância.
E nos seres vivos, existe água? Onde está a água nos seres vivos?
Professor(a), sugerimos iniciar esse bimestre com a revisão sobre a
importância da água para os seres vivos.

Nosso planeta é formado, aproximadamente, de 75% de água e 25% de continente. Isso


representa três partes de água para uma parte de terra.
Agora, vamos pensar um pouco:
Será que tem água nos seres vivos? E no nosso corpo?
Estimule os alunos a pensarem na água que bebem e que está presente nos
________________________________________________________________________
alimentos (frutas, legumes e verduras), na urina, no suor, na lágrima etc
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Observe...
ÁGUA NO CORPO HUMANO X ÁGUA NA TERRA Depois de observar as imagens ao lado,
escreva o que você percebeu nessa
comparação.
________________________________
Professor(a), espera-se que os(as) alunos(as)
________________________________
respondam que a Terra tem a mesma
________________________________
proporção de água que o corpo humano.
________________________________
Alguns solicitarão seu auxílio para responder
ao desafio, estimule-os a propor hipóteses
________________________________
(suposições), utilizando os conhecimentos
________________________________
sobre a água aprendidos no 1º bimestre.
________________________________
________________________________

A água está presente em todos os seres vivos.


Alguns seres vivos são tão pequenos que não conseguimos
Jena-Ergaval-Binocular-Microscope-51601.jpg
http://www.labequip.ca/kz-content/images/large/Zeiss-

vê-los a olho nu!


Para ver os seres muito, muito pequenos precisamos de um
aparelho chamado MICROSCÓPIO, que é formado por várias
lentes de aumento, que ampliam as imagens centenas e até
milhares de vezes. Ele é usado para observar e estudar os
seres microscópicos.

Desenhe um dos seres vivos que aparece no vídeo e que


tenha chamado a sua atenção.

Quer ver alguns dos seres


microscópicos que vivem
na água de rios, lagos e
lagoas?
Acesse o link:
https://www.youtube.com/
watch?v=N6T8Dgd-Xkk 175
DE QUE SÃO FORMADOS OS SERES VIVOS?

Como vimos no vídeo da página anterior, o nosso corpo e o corpo de TODOS os seres vivos
é formado por estruturas muito pequenas. Essas estruturas são chamadas de CÉLULAS.

Há seres vivos que são formados por uma única célula. Eles são chamados de
UNICELULARES. É o caso de bactérias, protozoários e algumas algas, por exemplo.
aleria/detalhe.php?foto=2216&evento=2
http://www.ciencias.seed.pr.gov.br/modules/g

trutura-celular-de-uma-bacteria.html
https://alunosonline.uol.com.br/biologia/es
Professor(a), vamos iniciar o estudo das células. Sugerimos que mostre aos(às) alunos(as) que há seres
formados por uma célula que vivem na natureza, mas que são invisíveis a olho nu. Por isso usamos o microscópio,
um aparelho, equipado com lentes de aumento, que permite ver esses seres tão pequenos.

Os seres vivos, como as plantas, seres humanos e outros animais, são formados por
muitas células e são chamados de PLURICELULARES.

http://www.ciencias.seed.pr.gov.br/modules/galeria

Agora assista ao vídeo e aprenda um pouco mais sobre célula!


Acesse o link:
https://www.youtube.com/watch?v=-HWiJdIAnMw

Procure no dicionário o significado de:


AGORA, Unicelular: ___________________________________________
organismo que tem somente uma célula

176 É COM VOCÊ !!! organismo composto de mais de uma célula; MULTICELULAR
Pluricelular:___________________________________________
Fonte: http://www.aulete.com.br
TIPOS DE CÉLULAS DOS SERES VIVOS

As células são as menores unidades com vida que formam os seres vivos e são
formadas por membrana, citoplasma e núcleo. Mas será que todas possuem essa
organização?
Essas são perguntas que você estar se fazendo. Vamos descobrir?
Observe com atenção as imagens abaixo e responda:
- O que elas têm em comum?
_____________________________________________________________________________
Membrana plasmática, citoplasma e material genético.
E qual(is) a(s) diferença(s) entre elas?
A célula da bactéria não tem núcleo e, por isso, o material genético está livre no
______________________________________________________________________________
citoplasma. Na célula vegetal e na célula animal o material genético está localizado
______________________________________________________________________________
dentro do núcleo. A célula vegetal tem uma parede celular que reveste a membrana
______________________________________________________________________________
plasmática, formada por celulose, e sua função é dar rigidez à célula.
______________________________________________________________________________

Célula Animal
Bactéria Núcleo
https://escolakids.uol.com.br/public/images/legenda/020357ee00550c652c4685c6bef499aa.jpg

Material
genético
d22e120e8ce21153d9226deaf1.jpg
https://escolakids.uol.com.br/public/images/legenda/3a984e

Citoplasma

Material Membrana Citoplasma


Membrana genético plasmática
plasmática
Célula Vegetal
Professor(a), o objetivo dessas informações
sobre as células não é que o(a) aluno(a) memorize Material
yNjEyNg==&type=1
https://pt.pngtree.com/element/down?id=MzU

nomes, mas que ele(ela) perceba que há uma genético


diferença importante nas células: a presença ou
não do núcleo.
Outra diferença que deve ser destacada é a Núcleo
presença de muitas estruturas (organelas) no
citoplasma das células com núcleo. Isso se deve à
maior complexidade das funções que estas células
desempenham.
As células são classificadas em dois grandes grupos:
PROCARIONTES: SEM núcleo; Citoplasma
EUCARIONTES: COM núcleo. Parede celular
Membrana
plasmática
As imagens acima mostram os três tipos de células que formam os seres vivos. Você já
percebeu que há diferenças entre elas.
Apesar das diferenças, podemos afirmar que todas as células possuem membrana
plasmática, citoplasma e material genético.
As células são classificadas em dois grandes grupos: as que NÃO têm núcleo e as que
177
TÊM núcleo.
CÉLULA COM NÚCLEO
Você já sabe que TODO ser vivo é formado por uma ou mais estruturas microscópicas
chamadas CÉLULAS.
As células são consideradas unidades da vida, pois são capazes de realizar todas as funções
necessárias à sobrevivência dos seres vivos.
Você já sabe que TODAS as células possuem membrana plasmática, citoplasma e material
genético (DNA).
Vamos conhecer um pouco mais sobre as células COM núcleo, as eucariontes, que formam a
maior parte dos seres vivos que conhecemos.

Núcleo

Material genético

Membrana
plasmática

Citoplasma
3a984ed22e120e8ce21153d9226deaf1.jpg
https://escolakids.uol.com.br/public/images/legenda/

Organelas
celulares

Observe essa imagem de uma célula eucarionte.


Membrana plasmática: Envolve e protege a célula. É responsável pela seleção do que entra e
do que sai da célula.
Citoplasma: É formado por líquido gelatinoso, rico em água e sais minerais, onde ocorre
grande parte das funções da célula que mantêm a vida.
Núcleo: Tem a forma arredondada e é onde fica armazenado o material genético.
Material genético: Contém todas as informações sobre as características do ser vivo herdadas
de seus “pais” (ancestrais). É responsável também pelo controle do funcionamento da célula.
É responsável pelas características hereditárias dos seres vivos.
Essas estruturas que você vê no citoplasma são as organelas celulares.
As organelas são pequenos órgãos da célula, responsáveis pela realização das diversas funções
178 vitais da célula: respiração, digestão, produção de proteínas e excreção.
Muito cuidado ao manusear materiais nos
experimentos.
Toda experimentação deve contar com a participação
do(a) seu(sua) Professor(a) ou de um outro adulto.

Você sabia que podemos ver algumas células de nosso corpo?

Com a ajuda de seu(sua) Professor(a), você pode observar algumas células do seu
corpo no microscópio.
Use um palito de sorvete para raspar, suavemente, sua bochecha e coloque sobre
uma lâmina de vidro. Depois, pingue uma gota do corante (azul de metileno) e cubra
com outra lâmina menor (lamínula). O excesso do corante pode ser limpo com papel
absorvente ou pequenos pedaços de filtro de papel.
Observe ao microscópio.
Desenhe e anote o que observou. Compare com o desenho de seus(suas) colegas.

Vamos montar a maquete de uma célula com núcleo? Convide dois ou três
colegas para fazerem junto com você!
Escolha um desenho de célula animal e use como modelo para montar “sua”
célula.

Você vai precisar de um recipiente grande e fundo para representar a membrana plasmática.
Ou um saco bem grande transparente daqueles que podem ser selados.
Coloque dentro uma bola de isopor ou uma bola de aniversário colorida, pequena e cheia de
água para representar o núcleo. Depois preencha o recipiente com gel de cabelo ou gelatina
transparente bem mole (seu citoplasma).
Coloque as organelas no citoplasma:
Macarrão tipo parafuso= mitocôndria.
Fita fina ou barbante= retículo endoplasmático liso.
Barbante com contas = retículo endoplasmático rugoso.
Contas = ribossomo.
Uma fita grossa = complexo golgiense.
Contas grandes ou feijão= lisossomos. Adaptado de: https://dicasdeciencias.com/2011/06/25/maquete-de-celulas/

Você quer aprender mais sobre as células?

Acesse os links abaixo e assista aos vídeos sobre as células e suas estruturas!

https://www.youtube.com/watch?v=jm7dUhKEEy8

https://www.youtube.com/watch?v=Cb2IHHAqDKU 179
AGORA,
É COM VOCÊ !!!
Use as palavras que estão no retângulo para completar as frases:

célula - citoplasma - núcleo - organelas - núcleo – unicelulares – material


genético – pluricelulares – membrana plasmática
célula
1- A ________________ é a menor unidade de todos os seres vivos.
membrana plasmática
2- A ______________________________ envolve a célula e controla o que entra e sai dela.
citoplasma
3- O ____________________ é um líquido gelatinoso rico em água e sais minerais. É onde ocorre a
maior parte das funções vitais da célula.
material genético
4- O _____________________________ contém as informações hereditárias de cada ser vivo e é
responsável por controlar o funcionamento da célula.
organelas citoplasma
5- As ______________________ são pequenos órgãos presentes no ___________________ da
célula.
núcleo
6- O tipo mais simples de célula, é o tipo sem _____________________ material
e seu _________________
genético
____________________________________ fica espalhado no citoplasma.
núcleo
7- As células com ________________ são encontradas na maioria dos seres vivos que conhecemos.
unicelulares
8- Os _______________________________ são seres vivos formados somente por uma célula.
pluricelulares
9- Os _______________________________ são os seres vivos formados por mais de uma célula.

Observe as imagens, abaixo, e escreva, ao lado, o nome das partes principais das células que você
estudou:

d c
a
b

c
membrana plasmática
a) _________________________
material genético
b) _________________________
e
citoplasma
c) _________________________
núcleo
d) _________________________
organelas
180 e) _________________________
COMO AS CÉLULAS SE ORGANIZAM
Será que os seres pluricelulares são formados por um monte de células iguais
empilhadas?
Vamos entender um pouco mais sobre como as muitas células se organizam nos seres vivos
pluricelulares.

Imagine as paredes Agora veja, ao lado,

https://fr.123rf.com/photo_17432855_%C3%89piderme-de-la-peau.html
que formam uma casa. um esquema da
Sabemos que, por pele humana.
maiores que sejam as São muitas células!
paredes, elas são Todas organizadas
feitas de tijolos, como como se fossem os
os da figura ao lado. tijolos de uma parede!

Professor(a), para enriquecer o conteúdo desse tema, proponha aos(às) alunos(as) que façam uma pesquisa
sobre os principais tecidos que formam o corpo humano (ver a figura abaixo). A pesquisa deve conter o desenho
do tipo de célula, suas características, sua função; e onde são encontrados esse(s) tecido(s) no nosso corpo.

Assim como os tijolos usados para construir uma parede têm a mesma forma, tamanho e função, o mesmo
acontece com as células que formam nosso corpo e os corpos dos seres vivos pluricelulares.

PRINCIPAIS TECIDOS DO CORPO HUMANO

Nosso corpo é formado por diferentes tipos de células e cada tipo de célula realiza uma
função específica.
Essas células, com determinado tipo de especialização, organizam-se em grupos,
constituindo os TECIDOS.
TECIDO é um conjunto de células semelhantes, que realizam a mesma função.

181
https://www.slideserve.com/feng/histologia-a-ci-ncia-que-estuda-os-tecidos-do-corpo-humano
COMO AS CÉLULAS SE ORGANIZAM?
NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO CELULAR

Veja no esquema, como as células se organizam no nosso corpo: CÉLULAS com forma e funções
semelhantes formam TECIDOS. Os tecidos agrupam-se, formando ÓRGÃOS. Vários órgãos podem
associar-se, formando um SISTEMA. O conjunto de todos os sistemas forma um ORGANISMO.

Organismos multicelulares possuem 5 níveis de organização, que vão desde a mais básico ao
mais complexo:

Nível 1 – CÉLULAS
São a unidade básica da estrutura e função nos seres vivos. Podem servir a uma função específica
dentro do organismo. Exemplo: As células do estômago são produtoras de substâncias para facilitar a
digestão.

Nível 2 – TECIDOS
Formados por células semelhantes em estrutura e função. Os seres humanos têm 4 tecidos
básicos: conjuntivo, epitelial, muscular e nervoso. Exemplo: O estômago apresenta tecidos que
auxiliam na movimentação do alimento no interior do órgão.

Nível 3 – ÓRGÃOS
Composta de tecidos que trabalham juntos para executar uma atividade específica. Exemplo: O
estômago é responsável pela digestão de alguns alimentos.

Nível 4 – SISTEMAS
Grupos de órgãos que funcionam em conjunto para efetuar uma função específica para o organismo.
Exemplo: O sistema digestório é formado por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado,
intestino grosso e ânus.

SISTEMAS DO CORPO – digestório, circulatório, endócrino, excretor (urinário), imunológico (linfáticos),


tegumentar, muscular, nervoso, reprodutor, respiratório e esquelético.

Nível 5 – ORGANISMOS
São seres vivos que realizam processos básicos para vida: liberaram energia a partir de alimentos,
produzem resíduos, crescem, respondem ao ambiente e se reproduzem. Exemplo: ser humano.

Professor(a), sugerimos que monte


um “corpo humano” em papel, como um
modelo. Pode começar, pedindo a um(a)
aluno(a) para deitar sobre uma folha de
papel pardo ou 40 quilos, se tiver. Sugira 5
https://sites.google.com/site/corponow/home/visao-geral-do-corpo-humano

que eles(as) desenhem cada sistema do 1


corpo humano e colem ou desenhem
2
separado e vão colando ou façam com
massinha. Deixe secar e faça com eles a 4
identificação de cada órgão e sistema. 3
É uma boa estratégia para um trabalho
coletivo!
Acesse o site abaixo para maiores
informação sobre o tema:
https://escolakids.uol.com.br/niveis-de-
organizacao-do-corpo-humano.htm

182
https://sites.google.com/site/corponow/home/visao-geral-do-corpo-humano

“Como funciona o corpo humano?”


Quer saber como funcionam os sistemas do corpo humano?
Acesse o link e assista ao vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=1XW_pKhm3gA

OBSERVE A IMAGEM:
https://pt.quizur.com/trivia/sistema-digestorio-3D2E

1 2 3 4 5

Na imagem ao lado estão representados alguns sistemas do corpo humano:

Você sabe dizer quais são?

Sistema esquelético
1- ____________________________
Sistema muscular
2- ____________________________
Sistema circulatório
3- ____________________________
Sistema nervoso
4- ____________________________
Sistema digestório
5- ____________________________
Peça ajuda ao(á) Professor(a). 183
Recapitulando...
1- Complete a sequência com um exemplo de estruturas que formam o nosso corpo.

Professor(a), Professor(a), Professor(a),


considere como considere como Professor(a),
considere
resposta qualquer resposta considere como
como resposta SER
tipo celular qualquer tipo resposta qualquer
órgão do corpo
qualquer tipo HUMANO
encontrado no de conjunto de sistema do
corpo humano. celular. humano. Ex.:
corpo humano.
Ex.: célula do olho, Ex.: tecido coração, pele,
Ex.: Sistema
da unha, neurônio, cardíaco (forma cérebro, intestino,
Circulatório
hemácia... o coração). útero...

CÉLULA TECIDO ÓRGÃO SISTEMA

2 - Complete as frases com as palavras adequadas:

células
a) O corpo humano é formado por milhares de _______________ que se unem e formam
os diferentes tecidos que conhecemos. Os tecidos se agrupam e formam os
_______________.
órgãos sistemas que fazem parte do nosso
Os órgãos formam os _______________
corpo.
nutrientes
b) Os _____________________________________ dos alimentos que ingerimos e o
______________________
gás oxigênio do ar que respiramos precisam chegar a todas as nossas
células, para que permaneçamos vivos.

3 - Correlacione a primeira coluna às imagens apresentadas abaixo:

(A) célula.
http://portaldoprofessor.mec.gov.br

http://www.smartkids.com.br/
http://www.klickeducacao.com.br

(B) órgão.

(C) tecido.

(D) sistema. ( C )
( E ) ( B )
(E) organismo.
http://www.semsemente.com/

http://www.klickeducacao.com.br

184 ( D) ( A )
POR QUE TEMOS QUE COMER?
Existem muitas razões para você não torcer mais o nariz diante de um prato de comida

Assim como as máquinas precisam de combustível para funcionar, o organismo necessita de


alimentos para produzir energia e movimento. Mas nós somos mais que um conjunto de órgãos
funcionando. Temos, também, emoções, e a alimentação também interfere nelas…

Bem alimentados somos mais dispostos, temos mais interesse em trocar experiências com os
outros, somos capazes de pensar melhor sobre o que acontece na nossa vida e somos até mais
bem-humorados.

Já em pessoas com alimentação deficiente é comum o desânimo e, até mesmo, certa tristeza.
Isso sem falar na sensação de fraqueza, na dificuldade em prestar atenção, na pouca disposição
para brincar ou praticar exercícios e, também, na maior dificuldade de o organismo se defender
das doenças. Portanto, temos de comer bem. Mas alguém aí sabe qual é a alimentação ideal?

Professor(a), sugerimos
https://www.tuasaude.com
que proponha à turma que
leia o texto em voz alta. A
opção pode ficar a critério
dos(das) alunos(as): leitura
individual ou coletiva.

CUIDANDO BEM DO NOSSO CORPO…


É muito importante que cada um de nós consuma, todos os dias, CARBOIDRATOS,
LIPÍDIOS, PROTEÍNAS, VITAMINAS e SAIS MINERAIS.
Esses nutrientes são encontrados, em maior ou menor quantidade, nos alimentos. escolakids.com
definicaototal.com.br
www.infoescola.com

Os CARBOIDRATOS e os As PROTEÍNAS são As VITAMINAS e os


LIPÍDIOS são nutrientes nutrientes construtores. SAIS MINERAIS são
energéticos. É a partir Elas ajudam o corpo a nutrientes reguladores. Eles
desses nutrientes que o crescer, a se renovar e a auxiliam no funcionamento
organismo adquire a energia se manter resistente e adequado do corpo e na
necessária para a realização saudável. São as carnes, prevenção de doenças.
de suas tarefas. os ovos e alguns vegetais,
185
como os feijões.
ALIMENTAÇÃO EM NOSSAS ESCOLAS

A Alimentação Escolar é direito dos alunos da educação básica pública e dever do


Estado.
A alimentação saudável compreende o uso de alimentos que promovam a formação de
hábitos alimentares saudáveis.

http://www.rio.rj.gov.br/web/sme/merenda-cardapio-original

Os cardápios
servidos na
escola, garantem
uma alimentação
saudável.
Parceria com Prof. Tadeu
Campos e Prof.ª Roberta
Lopes – Gerência da
Alimentação Escolar (SME).

AGORA,
É COM VOCÊ !!!
1- Qual é o cardápio de hoje na sua escola? Escreva aqui.
Café da Manhã:____________________________________________________
Almoço:__________________________________________________________
Lanche:__________________________________________________________
Jantar:___________________________________________________________

2- Qual é o cardápio escolar de sua preferência?


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

Entrev stando...
Você sabe como é organizado o cardápio de sua escola?
Converse com a direção da sua escola e pergunte como é elaborado o cardápio
escolar. Depois, vá à cozinha e converse com uma preparadora de alimentos e pergunte
sobre a confecção da refeição. Anote as respostas em seu caderno.
Agora, organize cartazes com essas informações e cole-os no refeitório de sua escola.

186
ALIMENTAÇÃO EM NOSSAS ESCOLAS

O Dia Mundial da Alimentação


smartkids.com.br

É o celebrado anualmente no dia 16


de outubro. A data foi criada pela
Organização das Nações Unidas pela
Fome e Agricultura (FAO), em 1981.

http://www.rio.rj.gov.br/web/vigilanciasanitaria/inad

http://www.minhavida.com.br
1- Complete a cruzadinha com o tipo de cada alimento:

E
jornalbeirario.com.br
www.hgkitfesta.com.br
www.overmundo.com.br

A
P D M
I
C A R B O I D R A T O S
E C S
S E S
S A

S
187
PENSANDO SOBRE O QUE COMEMOS...

O café da manhã
Parte importante do nosso café da manhã é o leite, alimento rico em
cálcio, que atua na formação dos ossos.

http://www.livescience.com
O leite também é rico em PROTEÍNAS necessárias ao nosso
crescimento.
Como vimos, as proteínas podem ser encontradas, também, na carne,
nos ovos, no leite e no queijo (que é derivado do leite).

AGORA,
É COM VOCÊ !!! Professor(a), consideramos importante que o(a) aluno(a) reflita sobre seus
hábitos alimentares. São saudáveis? Que tal uma Roda de Conversa?

O que você costuma comer pela manhã? Assinale abaixo:


padariacopacabana.com.br

nickmartins.com.br
leitecondensado.com

( ) ( ) ( )

pão café com leite suco


panelinha.ig.com.br

hagah.com.br
infoescola.com

( ) ( )
( )

manteiga
bolo frutas

Alguns hábitos alimentares, surgidos na época do


Brasil Colônia, se mantêm até os dias de hoje.
Pesquise pratos típicos cariocas que foram trazidos
pelos povos que formaram a população da nossa
cidade.
http://educador.brasilescola.com

Identifique, também, quais os tipos de alimentos


que compõem esses pratos. Com a ajuda de seu(sua)
Professor(a), elabore um cartaz com o que você
descobrir.
Você pode pesquisar em:
www.brasilescola.com, www.escolakids.com ;
www.historiadetudo.com.

188
ALIMENTOS “DE VERDADE”
Qual a importância de uma alimentação
variada e saudável? Você sabe o que significa
“comida de verdade”?
Uma alimentação que nos faz bem deve
conter, em maior quantidade, comida de
. verdade.

Agora, responda. Se precisar, peça


ajuda ao seu(sua) Professor(a).

. 1- Quais dos alimentos relacionados


ao lado podem ser considerados como
comida de verdade? Por quê?
Abacaxi e leite. Porque são
_______________________________
encontrados na natureza ou
_______________________________
. sofrem pouca transformação
_______________________________
pela ação do homem.
_______________________________
_______________________________

O esquema ao lado apresenta


diferentes tipos de alimentos.
www.saude.gov.br/bvs

. Alguns deles nós já comemos ou


vimos no supermercado ou na feira.

2- Escolha um alimento in natura que você consome ou de que você gosta muito. Escreva o
nome desse alimento, no retângulo amarelo. A partir desse alimento, encontre alimentos
minimamente processados, processados e ultraprocessados.
Antes, leia o exemplo a seguir.

Agora, escolha o seu alimento e faça como no exemplo:

IN NATURA MINIMAMENTE PROCESSADO

189
PROCESSADO ULTRAPROCESSADO
CALORIAS E ENERGIA
A quantidade de energia que cada alimento fornece ao nosso corpo é medida em
calorias. Todas as atividades que realizamos consomem calorias, em maior ou em menor
quantidade.
Quando ingerimos alimentos que possuem mais calorias do que precisamos para
realizar nossas tarefas diárias, nosso corpo armazena essa energia em excesso sob a
forma de gordura, ocorrendo, assim, o aumento de peso.
1- Leia a tabela:

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/03/calcule-calorias-de-um-prato-feito.html

2- Agora que você já leu a tabela, responda:

a) Qual a refeição mais calórica?


________________________________________________________________________
A que contém carne bovina.

b) Quais são os três alimentos que fornecem mais calorias ao nosso organismo?
________________________________________________________________________
Contrafilé, filé de frango e arroz.
________________________________________________________________________

c) Dentre as atividades que você realiza na escola, quais as que consomem maior
quantidade de calorias?
190 ________________________________________________________________________
As brincadeiras durante o recreio e as atividades realizadas durante a aula de
________________________________________________________________________
Educação Física.
Professor(a), sugerimos que proponha aos(às) alunos(as)
uma leitura individual ou coletiva.
Mandioca para acompanhar
Faz parte ainda da alimentação indígena uma raiz que você deve conhecer: a mandioca! Ela
pode ser consumida na forma de farinha ou como o principal ingrediente de uma receita pra lá de
especial: o beiju! Massa feita de mandioca, geralmente servida em forma de disco, como
acompanhamento nas refeições.
A LENDA DA MANDIOCA
De acordo com a lenda, uma índia tupi deu à luz uma indiazinha e a chamou de Mani.
A menina era linda e tinha a pele bem branca. Vivia feliz brincando pela tribo. Toda tribo
amava muito Mani, pois ela sempre transmitia muita felicidade por onde passava.
Porém, um dia Mani ficou doente e toda tribo ficou preocupada e triste. O pajé foi
chamado e fez vários rituais de cura e rezas para salvar a querida indiazinha. Porém,
nada adiantou e a menina morreu.
Os pais de Mani resolveram enterrar o corpo da menina dentro da própria oca, pois
esta era a tradição e o costume cultural do povo indígena tupi. Os pais regaram o local,
onde a menina tinha sido enterrada, com água e muitas lágrimas.
Depois de alguns dias da morte de Mani, nasceu dentro da oca uma planta cuja raiz
era marrom por fora e bem branquinha por dentro (da cor de Mani). Em homenagem a
filha, a mãe deu o nome de Maniva à planta.
Os índios passaram a usar a raiz da nova planta para fazer farinha e uma bebida
(cauim). Ela ganhou o nome de mandioca, ou seja, uma junção de Mani (nome da
indiazinha morta) e oca (habitação indígena). https://www.suapesquisa.com

A lenda da mandioca é um exemplo do folclore dos índios tupis. Ela explica a


origem dessa raiz, que é um dos principais alimentos dos povos indígenas brasileiros.

1- Você gosta de mandioca? Em sua casa a mandioca é um alimento comum?


Resposta pessoal.
_____________________________________________________________________
2- Que alimentos podemos fazer com a mandioca? Pergunte em casa e escreva aqui.
_____________________________________________________________________
Resposta pessoal.
_____________________________________________________________________

No Brasil, a mandioca possui vários nomes (que variam de região para região), como,
por exemplo, aipim, macaxeira, maniva, castelinha, mandioca-mansa, entre outros.
A lenda que acabamos de ler tem origem indígena. A mandioca fazia parte da
alimentação dos povos indígenas que viviam aqui no Brasil.
Nossa alimentação é influenciada por muitas culturas. Pela cultura indígena, pela
cultura africana e pela cultura de imigrantes.
https://br.pinterest.com

O ACARAJÉ É O SUSHI É UMA


https://br.freepik.com

UMA COMIDA COMIDA TRAZIDA


COM INFLUÊNCIA POR IMIGRANTES
AFRICANA. JAPONESES.

191
Vamos falar um pouco sobre o Japão?
https://pt.wikipedia.org
Jogos Olímpicos de Verão de 2020
第三十二回オリンピック競技大会

OLIMPÍADAS DO JAPÃO
No ano de 2020 a cidade de Tóquio, no Japão, sediará a Olimpíada de verão. Em 2016
a Olimpíada foi realizada na cidade do Rio de Janeiro, aqui no Brasil.
As Olimpíadas de Tóquio ocorrerão de 24 de julho a 9 de agosto de 2020 e contarão
com 33 esportes a serem disputados por mais de 11 mil atletas. Algumas modalidades
esportivas têm diferentes categorias de competição, como os esportes aquáticos e o
atletismo.
As Olimpíadas Tóquio 2020 têm um emblema inspirado no
https://pt.wikipedia.org

ichimatsu moyo, formas quadriculadas características do


período Edo (1603-1867). O emblema de Tóquio 2020 é constituído
de três formas retangulares, que representam diferentes países.
A mascote das Olimpíadas de Tóquio também segue a cartela de
cores e formas do emblema e foi nomeada de Miraitowa, nome
formado pelas palavras japonesas Mirai (futuro) e Towa (eternidade),
que representa o desejo de um futuro cheio de esperança nos
corações de todas as pessoas do mundo.

As Paralimpíadas são os Jogos Olímpicos voltados para atletas com deficiência física
ou cognitiva, conhecidos como paratletas. A edição de Tóquio dos Jogos Paralímpicos será
realizada de 25 de agosto a 6 de setembro de 2020 e contará com 22 modalidades
esportivas.
A mascote das Paralimpíadas de Tóquio é Someity, criatura
https://pt.wikipedia.org

inspirada nas tradicionais flores de cerejeira do Japão e que tem um


incrível poder mental e força física, simbolizando a superação de
obstáculos dos paratletas.

A mensagem escolhida para a 32.ª edição das Olimpíadas é


UNIDADE NA DIVERSIDADE, atribuindo ao esporte a função de celebrar
as diferenças.

No Japão, o dia 5 de maio é dedicado à comemoração do Dia das Crianças – o


Kodomo no Hi.
É feriado nacional japonês, dia reservado para comemorar a felicidade das crianças e
para as famílias expressarem seu respeito por elas.
É costume, nessas festas, comer bolinho de arroz cozido enrolado em folha de bambu
e doce feito de arroz com recheio de doce de feijão.
Adaptado de http://www.japaoemfoco.com

E você? Também comeria bolinho de arroz no Dia das Crianças?


Provavelmente não, porque esse é um hábito da cultura japonesa.
Mas você comeria um bolinho de aipim, não é mesmo? E também um aipim cozidinho,
bem gostoso e quentinho!
192
Aipim ou mandioca, como você sabe, é um alimento muito consumido no Brasil.
O hábito alimentar é um aspecto marcante no estabelecimento de diferenças e
semelhanças culturais entre os povos.
Você sabia que a abóbora é conhecida, na região nordeste, como jerimum?

Você conhece outros alimentos que possuem nomes diferentes em diferentes regiões do
Brasil? Pergunte aos seus familiares e registre aqui.
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Que tal montar um álbum de alimentos que descobrimos pelo Brasil afora?
Crie, com seus(suas) colegas, um álbum de alimentos.
O álbum pode indicar o nome do alimento, o nome do estado ou da cidade em que
ele é mais consumido e como é preparado.
Vocês podem, inclusive, organizar um Diário de Viagem, contando o que se come
em cada lugar e podem colar o mapa de cada região.
Outra sugestão é pesquisar sobre outros alimentos do Brasil, suas características
regionais, além de algumas lendas que existem a respeito desses alimentos.

Sugestões de sites para pesquisa:


http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/alimentos_regionais_brasileiros_2ed.pdf
http://chc.org.br/comida-do-bem/

A ORIGEM DOS NOSSOS ALIMENTOS


Os homens podem ter começado a domesticar animais e a plantar há cerca de 10 mil
anos. Muitos povos primitivos eram nômades, isto é, iam de um lugar para outro em
busca de alimentos. Eles caçavam, pescavam e colhiam frutas.
Com o passar do tempo, nossos ancestrais se fixaram em determinados locais,
construindo suas moradias e se tornando sedentários. Eles passaram a cultivar
alimentos e a criar animais. Adaptado de http://escola.britannica.com.br/article/480544/agricultura
https://www.embrapa.br

Assim como a agricultura, a PECUÁRIA é


uma atividade de grande importância para o
ser humano. Consiste na criação de animais
para fins econômicos e de consumo.
http://www.agricultura.gov.br

Frutas, verduras e legumes são


cultivados por meio de uma
atividade chamada AGRICULTURA. 193
CONSERVAÇÃO DOS ALIMENTOS
A conservação de alimentos vem sendo praticada pelo homem ao longo da
História e está associada à sobrevivência humana.
As diferentes técnicas de conservação buscam aumentar o tempo de duração dos
alimentos, sem alterar a sua qualidade. A forma como eles são armazenados, seja na
indústria, no comércio ou em casa, também é importante. Uma conservação adequada
é fundamental para que os alimentos possam ser consumidos sem qualquer prejuízo à
nossa saúde.
É muito importante, também, ao comprarmos determinado produto alimentício,
verificar as condições da embalagem, o local de armazenamento e o prazo de validade.
Adaptado de http://www.segurancaalimentar.ufrgs.br/consumidor_dicas4.htm

Nas imagens abaixo, você pode observar algumas técnicas de conservação de alimentos:
receitasdefornoefogao.blogspot.com
http://noticias.uol.com.

www.cnpma.embrapa.br
CONGELAMENTO SALGAMENTO
DESIDRATAÇÃO
Enquanto alguns alimentos precisam ser conservados em baixa temperatura,
armazenados em geladeiras e em freezers, outros precisam apenas ser colocados em
ambiente refrigerado após serem abertos.

Dê exemplos de alimentos que precisam ser conservados em geladeira:


________________________________________________________________________
Peixes, carnes frescas, leite e seus derivados.
________________________________________________________________________

Agricultura orgânica é uma forma


Agrotóxicos são produtos químicos, físicos ambientalmente sustentável de se
ou biológicos que têm como objetivo proteger as utilizar o solo para a produção, ou
lavouras de seres vivos que podem causar seja, de forma a garantir a
prejuízos às plantas e comprometer a produção preservação dos recursos naturais
e a qualidade do alimento que chega à mesa. X para as gerações futuras. A principal
Contudo, o uso excessivo ou incorreto preocupação e objetivo da agricultura
http://www.agricultura.gov.br

desses produtos pode trazer muitos prejuízos orgânica é garantir a saúde no


ao meio ambiente: a contaminação do solo e consumo dos alimentos, diminuindo
dos recursos hídricos (água), a intoxicação de ou eliminando a presença de
animais, o desaparecimento de espécies de agrotóxicos e de outros produtos
insetos, segundo o Ministério do Meio Ambiente. químicos durante o cultivo.

Pesquise um pouco mais sobre o uso de agrotóxico e a agricultura orgânica. Avalie os


benefícios e os malefícios de cada atividade. Escreva suas conclusões no seu caderno.
194 https://escolakids.uol.com.br/geografia/agrotoxicos.htm https://escolakids.uol.com.br/geografia/agricultura-organica.htm
http://portal.anvisa.gov.br/agrotoxicos http://aao.org.br/aao/agricultura-organica.php
APRENDENDO COM A LEITURA DAS EMBALAGENS
E RÓTULO DE ALIMENTOS

Nos rótulos dos produtos que compramos podemos ler informações importantes,
como a lista de ingredientes que fazem parte da composição do produto, a quantidade
de calorias que o alimento fornece (informação nutricional), as condições de
conservação e o prazo de validade.

Desde a década de 1980, todos


os alimentos industrializados
possuem prazo de validade.
Fonte:http://redeglobo.globo.com/globociencia/notici
a/2013/08/prazo-de-validade-dos-alimentos-leva-em-
conta-sabor-cor-textura-e-aroma.html

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL PRAZO DE VALIDADE: 18/11/2013

1 - Escreva I para alimento in natura e U para alimento ultraprocessado:

http://www.saudedica.com.br
http://oespacodasaude.com.br/

http://super.abril.com.br/

I U I

2- Leia a imagem. Trata-se de uma embalagem de produto alimentício:

Quais as informações importantes que encontramos na embalagem desse produto?


________________________________________________________________________
A data de fabricação e o prazo de validade.

Nos produtos industrializados, podem ser utilizadas substâncias químicas para


manter a cor e para preservar os alimentos.
Essas substâncias são chamadas de aditivos alimentares. Vamos saber mais sobre
esse assunto na próxima página. 195
ADITIVOS NOS ALIMENTOS
Professor(a),
ADITIVOS são substâncias que, misturadas ao alimento, têm o objetivo sugerimos que
de manter ou modificar o seu sabor ou melhorar a sua aparência. Os proponha à turma que
leia o texto em voz
CORANTES, AROMATIZANTES e CONSERVANTES encontrados nos alta. A opção pode
alimentos são aditivos. ficar a critério dos(das)
alunos(as): leitura
Os aditivos são usados para dar sabor, cor, melhorar o teor nutritivo e individual ou coletiva.
para conservar os alimentos.
Não apenas os alimentos industrializados recebem aditivos.
As CARNES VERMELHAS recebem o conservante NITRITO DE
SÓDIO, que pode trazer problemas à saúde. O salame, a mortadela e o
presunto contêm esse conservante, que mantém a cor e o sabor do
produto.

▪ Quando bebemos um copo de 250 mℓ de refrigerante, ingerimos o equivalente a 6 colheres


de chá de açúcar.
▪ Sucos e refrescos industrializados (de garrafinhas, latinhas ou em saquinhos) devem ser
evitados ao máximo, pois contêm conservantes, corantes e aromatizantes além da conta,
chegando ao nível dos refrigerantes em teor de açúcar.
▪ Salgadinhos, frituras e alimentos com muito sal, farinha branca e açúcar também devem
ser evitados, já que, em excesso, podem fazer mal à saúde.

COMA COM PLÁSTICO E TUDO!!!


Comprar alimento congelado, assar e comer sem precisar
tirar do plástico. Um plástico de tomate, diga-se de
passagem! Já pensou?

Pois é essa a ideia dos pesquisadores da Empresa Brasileira de

Uma vantagem do uso de aditivos é Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Eles desenvolveram um

aumentar a durabilidade dos alimentos. novo tipo de embalagem para alimentos, feita a partir de frutas e

A desvantagem é que o consumo de legumes, que pode ser ingerida sem trazer prejuízos à saúde.

excessivo pode prejudicar a saúde.


(foto: Samuel Vasconcelos)

Balas, chicletes, bombons e gelatinas Um exemplo de plástico


comestível, feito a partir
contêm aditivos. da beterraba.
196
ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS
Professor(a), sugerimos que proponha à turma que leia o texto em voz alta. A opção pode ficar
a critério dos(das) alunos(das): leitura individual ou coletiva.

As balas são uma verdadeira paixão entre as crianças,


não é mesmo? No entanto, por serem feitas de açúcar,
elas podem provocar cáries – principalmente as balas
mastigáveis, que costumam grudar nos dentes.
remediodaterra.com.br/

Biscoitos são alimentos ultraprocessados, ricos em


gordura, açúcar e sal. Quando consumidos em grande
quantidade, trazem sérios riscos para a saúde das crianças,
podendo causar obesidade.

Além dos problemas mais conhecidos, como a obesidade


e as cáries dentárias, os refrigerantes também podem
provocar a doença conhecida como osteoporose, que torna
os ossos fracos e quebradiços e que, geralmente, acomete os
idosos.

Você já ouviu falar em DIABETES?

Assista a esse vídeo que explica o que é e como tratar essa doença.
http://www.universidadedascriancas.org/perguntas/de-onde-vem-a-diabetes/

1- Quais os riscos, para a nossa saúde, de uma alimentação rica


em alimentos ultraprocessados, como balas ou doces em grande
quantidade, biscoitos e refrigerantes?
Cárie, obesidade e osteoporose.
____________________________________________________
____________________________________________________
____________________________________________________
2- Além de consumir doces em pouca quantidade, o que
devemos fazer para evitar cáries?
____________________________________________________
Escovar os dentes após as refeições. Professor(a), lembre
____________________________________________________
aos(às) alunos(as) a importância do uso do fio dental.
____________________________________________________
____________________________________________________ 197
VITAMINAS: QUAL A SUA IMPORTÂNCIA PARA O ORGANISMO?
Já ouvimos falar que as VITAMINAS são responsáveis pela manutenção saudável do
nosso corpo. Elas nos auxiliam no aproveitamento dos alimentos que ingerimos e na
prevenção de várias doenças. As vitaminas são encontradas em diferentes alimentos:
nas frutas e verduras, nos peixes e cereais, nos ovos, nos feijões etc.
Vamos saber um pouco mais sobre elas! Professor(a), sugerimos a utilização de
vídeos, jogos e outras atividades que
auxiliarão na compreensão desses conteúdos
(alimentação saudável) de forma divertida.
As vitaminas devem fazer parte da nossa Acesse o site:
alimentação diária, já que a falta de qualquer :https://www.nutriamigos.com.br/
uma delas no organismo pode provocar doenças:
as avitaminoses.

corpoacorpo.uol.com.br
No entanto, devem-se evitar os excessos, já
que elas também podem provocar problemas:
neste caso, as hipervitaminoses.

VITAMINA FUNÇÃO FONTE


Encontrada em vegetais de cor verde-
Evita infecções, problemas de escura, amarela e alaranjada (brócolis,
A visão e auxilia na troca de células espinafre, couve, agrião, caqui, pêssego,
da pele. mamão, cenoura), fígado, laticínios e
gema de ovo.
Sua falta provoca paralisia e
Complexo B: enfraquecimento dos músculos Encontrados em alimentos de origem
B1, B2, B6 e (doença chamada beribéri), animal, amendoim, café, couve, agrião,
B12 fraqueza, feridas na pele, diarreia, espinafre, cereais e ovos.
confusão mental e anemia.
Previne gripes e também uma Encontrada, principalmente, em frutas
doença chamada escorbuto, que como laranja, limão, acerola, kiwi, goiaba,
C provoca sangramentos, caju, manga e morango. Encontrada,
principalmente na gengiva. também, na couve e no brócolis.
Previne problemas nos dentes, Encontrada na gema de ovo, no fígado,
além de deformidades e fraqueza leite, atum e sardinha. É produzida pelo
D nos ossos, que são sinais típicos nosso corpo quando pegamos Sol.
do raquitismo.
Previne o envelhecimento Encontrada em cereais, no amendoim, no
precoce, problemas do coração, leite e derivados, na gema de ovo, nas
E anemia e problemas nos hortaliças e nos legumes.
músculos e nervos.
Encontrada em folhas verdes, na batata,
Previne hemorragias. na gema de ovo, no óleo de soja, no
K tomate, no fígado, no leite e em seus
198
derivados.
PARA UMA ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL
O Ministério da Saúde lançou o Guia Alimentar para a População Brasileira, que
informa os dez passos para uma alimentação adequada e saudável.
https://bvsms.saude.gov.br

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/32102-guia-alimentar-auxilia-na-manutencao-de-habitos-saudaveis-e-combate-a-obesidade
DEZ PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL.

AGORA,
É COM VOCÊ !!!
1- Arrume a ordem das letras e descubra as palavras relacionadas ao texto acima.
VOSO PSXEEI ÂFJEOI LAIMÇOÃENT
OVOS
___________ PEIXES
_____________ FEIJÃO
______________ ALIMENTAÇÃO
_________________

LSVÁLUDEA LGEEUMS AÁUG SVRAEUD


SAUDÁVEL
________________ LEGUMES
_______________ ÁGUA
____________ VERDURAS
________________
Professor(a), sugerimos que solicite aos(às) alunos(as) que leiam o texto individualmente,
sublinhando as palavras desconhecidas, para pesquisa em dicionário e destacando as orientações
que fazem parte de seus hábitos alimentares.
Promova uma Roda de Conversa e faça um levantamento das orientações que a turma precisa 199
incluir em sua rotina alimentar.
PREPARE UM EXCELENTE PRATO
A alimentação equilibrada deve ser composta pelos diferentes grupos de alimentos
(carboidratos, proteínas, vitaminas e sais minerais).
Leia com atenção!
Algumas sugestões para deixar seu prato bem elaborado:
Professor(a),
sugerimos propor CAFÉ DA MANHÃ /LANCHE DA TARDE
aos(às) alunos(as), em * Pão/tapioca/aipim/batata doce/aveia
grupos, que elaborem * Leite/queijo/iogurte/ovo
cardápios saudáveis a partir
* Fruta/legume/verdura e
das orientações do Guia
Alimentar para a * Café/chá
População Brasileira Exemplos:

http://www.rio.rj.gov.br/dlstatic/10112/5796270/4150823/VidaSaudavel_Folheto.pdf
https://bvsms.saude.gov.br/ - Café com leite, pão com manteiga
bvs/publicacoes/guia_alime - Tapioca com queijo e tomate
ntar_populacao_brasileira_2 - Chá com bolo de laranja
ed.pdf, para as refeições
- Banana e aveia com iogurte, mamão
(café, almoço, lanche e
jantar), seguindo as
sugestões da página ALMOÇO/JANTAR
1/4225802/03a08.12.pdf * Arroz/macarrão/batata/milho/farinha
E, para saber saber alguns * Feijão/ervilha/lentilha/grão de bico
significados temos como
* Pescado/carne de boi/de frango/ovo
sugestão o Pequeno
Dicionário da * Legumes e verduras
Alimentação saudável * Fruta como sobremesa
https://docs.google.com/fil * Água
e/d/0B6XlU48LvyF6di04R1J Exemplos:
XN0VKTEk/edit - Arroz, feijão, peixe assado com abobrinha refogada, laranja
- Salada de lentilha com tomate, arroz, iscas de frango e beterraba
em cubos, maçã assada.

Depois de ler as sugestões de alimentos saudáveis para cada refeição: café da manhã,
lanche da tarde, almoço e jantar e com base no Guia Alimentar para a População Brasileira,
liste, aqui, o que você consome:

- No café da manhã ou no lanche:


_________________________________________________________________________
Professor(a), avalie as respostas dos(as) alunos(as) e converse com eles(as) sobre a importância de
_________________________________________________________________________
uma alimentação saudável, indicando o que poderiam comer ou tentar substituir, de acordo com a
realidade de cada um.
_________________________________________________________________________

- No almoço ou no jantar:
_________________________________________________________________________
Professor(a), avalie as respostas dos alunos e converse com eles(as) sobre a importância de uma
alimentação saudável, indicando o que poderiam comer ou tentar substituir, de acordo com a
_________________________________________________________________________
realidade de cada um.
_________________________________________________________________________

Converse com seus(suas) colegas: Você considera essas refeições saudáveis?


Como tornar suas refeições saudáveis e saborosas?

200 Professor(a), promova uma Roda de Conversa sobre alimentação saudável e proponha que elaborem
cartazes com ilustrações de refeições com alimentos saudáveis.
Muito cuidado ao manusear materiais nos experimentos.
Toda experimentação deve contar com a participação
do seu(sua) Professor(a) ou de um outro adulto.

Vamos preparar alguns sucos saborosos?


Se necessário, peça auxílio a um adulto. Ele vai auxiliar você no que for preciso.

INGREDIENTES

www.freewords.com.br
1 banana sem casca

www.freewords.com.br
150 g de morangos lavados e sem folhas
120 ml de iogurte natural
60 ml de leite

MODO DE PREPARO

Bata todos os ingredientes no liquidificador, até que se torne uma mistura cremosa.

Beba imediatamente.

Se preferir, pode substituir o morango por outros vegetais de sua preferência, como beterraba,
cenoura ou goiaba.
Adaptado de http://www.alimentacao-saudavel.com

www.smartkids.com.br
INGREDIENTES
1 ½ litro água gelada natural ou gasosa
3 cenouras de tamanho médio
nutricaojoyce.com.br

2 limões
¼ da casca de uma laranja
açúcar a gosto

MODO DE PREPARO
Bata a cenoura com a água no liquidificador.
Coe e reserve o resíduo.
Volte com o suco para o liquidificador e acrescente o suco de limão e a casca da laranja bem
lavada.
Bata. Coe e adoce a gosto.
O resíduo da cenoura poderá ser utilizado no preparo do arroz, em refogados ou em sopas.
201
Adaptado de http://www.fmo.org.br
PROBLEMAS RELACIONADOS À ALIMENTAÇÃO
Uma dieta pobre em nutrientes ou com excesso deles pode afetar o funcionamento
do organismo, enfraquecer suas defesas e causar doenças.

Obesidade
Doença causada por uma alimentação rica em gordura, açucarada e com excesso de
proteína. Para prevenir a obesidade na infância e na adolescência, deve-se dar
preferência a uma alimentação mais natural e com menos produtos prontos,
industrializados, como biscoitos, salgados, salgadinhos, sorvete, salsicha e linguiça, por
exemplo.

Desnutrição
Doença que surge devido a uma alimentação com baixa de calorias e nutrientes.

Anemia nutricional
Doença resultante da insuficiência do consumo de ferro e ácido fólico, devido ao
consumo excessivo de açúcares, gorduras e alimentos refinados.
Para melhorar o aporte de ferro na dieta, deve-se incentivar o consumo de bifes de
fígado de boi 1 vez por semana. Deve-se também comer uma fruta cítrica todo dia após
o almoço, como laranja, abacaxi ou tangerina, pois são ricas em vitamina C e aumentam
a absorção de ferro no intestino.
Pular refeições, comer alimentos ricos em gorduras, consumir alimentos
industrializados em excesso e outras atitudes desse tipo diminuem a disponibilidade de
nutrientes que são necessários ao bom funcionamento do organismo, o que resulta no
processo de doença.
Nossa alimentação não depende apenas da nossa vontade, mas também do que está
disponível ao nosso redor. Vivemos em um ambiente que incentiva a má alimentação e
a obesidade, mas incluir alguns bons hábitos pode fazer a diferença.

Quatro dicas que auxiliam o combate à obesidade infantil:

• Diminuir o tempo de televisão e eletrônicos.


• Estimular a prática de exercícios físicos.
• Oferecer e apresentar alimentos saudáveis.
• Estabelecer uma rotina de sono.

AGORA,
É COM VOCÊ !!!
1- Correlacione cada doença com a sua principal causa.

(a) Obesidade ( c ) insuficiência do consumo de ferro e ácido fólico.

(b) Desnutrição ( b ) alimentação com baixa de calorias e nutrientes.

202 (c) Anemia nutricional ( a ) uma alimentação rica em gordura, açucarada e com
excesso de proteína.
1- Complete as frases com as palavras do retângulo:
VITAMINA C – CARBOIDRATOS – OBESIDADE – PROTEÍNAS – VITAMINA K

a) Para o bom funcionamento do nosso organismo, não devemos consumir, em grande quantidade,
carboidratos
alimentos ricos em___________________.
vitamina C
b) A laranja é um exemplo de alimento rico em____________________________.
c) A carne, o frango e o queijo são exemplos de alimentos ricos
proteínas
em_______________________________.
vitamina K
d) A_________________________ previne hemorragias e possibilita a calcificação normal dos
ossos.
e) O consumo, em grande quantidade de alimentos ricos em carboidratos pode levar
obesidade
à____________________.

2- Dê exemplos de alimentos ricos em vitamina E:


Gérmen de trigo, azeite, soja, amendoim e nozes.
_________________________________________________________________________

3- Por que é importante consumir leite no café da manhã?


Porque se trata de um alimento rico em cálcio, que atua na formação dos ossos. Também é
________________________________________________________________________________
rico em proteínas necessárias ao nosso crescimento.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4- Assinale com um X os alimentos ricos em vitamina A:

OVO BANANA CENOURA


CARNE
(X) ( )
( ) ( )

5 - Marque um X no alimento rico em vitamina C:

LARANJA ARROZ LEITE


(X) ( ) ( )

6- Relacione as colunas:
(A) Vitamina A ( E ) Importante para os órgãos reprodutores e previne o envelhecimento.
(B) Vitaminas do ( C ) Previne a gripe e o escorbuto.
Complexo B ( A ) Sua carência pode levar a problemas de visão.
(C) Vitamina C ( D ) Atua na manutenção dos ossos e de dentes saudáveis
(D) Vitamina D ( B ) A falta dessas vitaminas provoca fraqueza, anemia, diarreia e 203
(E) Vitamina E enfraquecimento dos músculos.
SUMÁRIO
1.º BIMESTRE
207
PAISAGENS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: LOCALIZAÇÃO
DOS MUNICÍPIOS NESSE CONTEXTO

212
REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

A PARTIR DAS DIFERENTES PAISAGENS EXISTENTES NO 214


MUNICÍPIO E NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TRABALHAR
COM A VALORIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO NATURAL, MATERIAL,
IMATERIAL E CULTURAL

2.º BIMESTRE

232
OS PROBLEMAS AMBIENTAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Seja bem-vindo(a) ao quinto ano, caro(a) estudante!
Vamos começar uma incrível viagem pelo mundo da
Geografia. Começaremos a estudar o nosso estado, o Rio
de Janeiro. Tem o mesmo nome da nossa cidade, mas é MULTIRIO

muito maior. Preparados? Então vamos lá!

O mapa ao lado mostra a


localização do nosso município, o
Rio de Janeiro, e de outros
municípios vizinhos. Pinte, conforme
as instruções abaixo:

1) Escolha uma cor, não sendo


azul, e pinte a área demarcada. Ela
representa a nossa cidade;

2) Agora pinte de uma cor diferente


Municípios Vizinhos do Rio de Janeiro

os outros municípios que estão no


mapa.

3) Pinte a parte “de fora” de azul,


ela representa o Oceano Atlântico
que banha nossa cidade e o nosso
estado.

Acesse o site do IBGE Educa


(https://educa.ibge.gov.br/criancas)
e descubra várias brincadeiras que
podemos fazer para aprender mais
sobre o Rio de Janeiro e o Brasil.

206
https://educa.ibge.gov.br/professores/20634-rio-de-janeiro.html
Agora que você já conseguiu identificar no mapa a
localização do nosso município, converse com o seu(sua)
Professor(a) sobre o mapa da página anterior. Mostre onde
está o município do Rio de Janeiro e os outros. Identifique
também onde está o Oceano Atlântico.

Agora, se olhássemos mais do alto? O que veríamos


além do município do Rio de Janeiro e outros municípios
vizinhos? Vamos ver no mapa aqui embaixo?

MULTIRIO

Agora que você já sabe localizar o nosso município, vamos dar uma olhada no
mapa do estado em que ele está localizado. Mesmo nesse mapa “maior”, você ainda
consegue achar o nosso município? Pinte-o da mesma cor que pintou o mapa da
página anterior! Depois, escolha outra cor para colorir os demais municípios que
pertencem ao estado do Rio de Janeiro.

Professor(a), sugerimos que comece a trabalhar com os(as)


alunos(as) as diferentes formas de representação e a
PNGTREE
diferença entre bairro, município e estado. Por muitas vezes
fazem confusões sobre em qual está inserido em qual.
Busque a comparação entre o mapa da página anterior, que
destacava o município do Rio de Janeiro e o dessa página,
que destaca todo o estado do Rio de Janeiro.

207
http://projetoseeduc.cecierj.edu.br/eja/recurso-multimidia-professor/geografia/index.html
Pensando no que vimos nos mapas das páginas
anteriores, preencha os quadros abaixo, mostrando qual
quadrado representa esses espaços: estados, municípios
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG
ou bairros.

Estados

Municípios

Bairros

Agora converse com seu(sua) professor(a) e seus(suas)


colegas sobre onde estão localizados os bairros, municípios e
os estados brasileiros. Tentem responder às perguntas: quem
está “dentro” de quem? Quem pertence a quem?

Falamos o tempo todo nos termos município e cidade,


mas qual a diferença entre os dois? Quando usamos cada
208 nome? Vamos entender na próxima página.
MULTIRIO
https://loucosporpraia.com.br/praia-da-barra-de-guaratiba-rio-de-janeiro/

A paisagem ao lado é da Praia da


Barra de Guaratiba, localizada na Zona
Oeste do município do Rio de Janeiro.
Essa área pertence ao município do
Rio de Janeiro, apesar de exercer atividades
rurais, como a pesca.
Mesmo distante do centro urbano do
Rio de Janeiro, Barra de Guaratiba também
pertence ao município, sendo portanto,
administrada pela prefeitura.
O nosso município apresenta uma
grande variedade de paisagens, de acordo
Praia da Barra de Guaratiba. Localizada na Zona Oeste do
município do Rio de Janeiro, encontra-se distante do centro com as funções que cada lugar exerce.
urbano.
https://oglobo.globo.com/rio/campo-grande-um-bairro-em-crescimento-no-rio-6899461

A paisagem ao lado é do
calçadão de Campo Grande. Área de
grande circulação de pessoas e de
mercadorias, também localizada na
Zona Oeste do município do Rio de
Janeiro.
Apesar de ser próxima à Barra
de Guaratiba apresenta
características bem diferentes das do
bairro vizinho.
Ela pode ser considerada
Calçadão de Campo Grande, área marcada pelo comércio intenso
parte da cidade do Rio de Janeiro, já
e referência no bairro. que se utiliza de atividades urbanas.

O município compreende toda


a área urbanizada ou rural. Já a Agora que já sabe as diferenças,
cidade é representada apenas pelo observe e identifique, no seu bairro,
urbano. Portanto, as duas palavras atividades ligadas ao espaço urbano,
não querem dizer a mesma coisa. portanto da cidade, e atividades ligadas ao
campo.
Professor(a), sugerimos que estimule a Procure registrar os detalhes dessa
reflexão dos alunos quanto ao bairro paisagem num breve texto no seu caderno
onde moram. Peça para que comparem de Geografia.
com as imagens de outros lugares do
município do Rio de Janeiro.
209
A região metropolitana do Rio de Janeiro é composta por 17
municípios: Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias,
Guapimirim, Itaboraí, Japeri, Magé, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu,
Paracambi, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti,
Seropédica, Mesquita e Tanguá.
A mudança da capital para Brasília, em 1960, provocou uma crise que só agora
começa a ser superada. Como capital, a cidade abrigava um importante setor
bancário, a sede de numerosas empresas privadas e estatais e ainda um
amplo sistema de transportes. Mas a economia fluminense perdeu capacidade
competitiva quando o eixo mais moderno da industrialização transferiu-se para São Paulo
e o fato de deixar de ser o Distrito Federal fez com que muitas sedes de empresas
estatais e privadas abandonassem a cidade.
Apesar desse processo, a região metropolitana fluminense seguiu sendo o
segundo polo de concentração de população e atividades econômicas do país, no que se
refere ao volume de atividades, fluxos e oferta de bens e serviços mais raros e
avançados, característicos da “nova economia”.
Adaptado de: https://arquiteturaurbanismotodos.org.br/a-regiao-metropolitana-do-rio-de-janeiro/. 12/11/2019 às 08:53.

No texto estão marcados os nomes dos municípios que fazem parte da


Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Essa região é formada por um
conjunto de municípios que mantém fortes relações econômicas, sociais e
culturais entre si.
Procure no caça-palavras o nome desses 17 municípios que estão no
texto que lemos.
MULTIRIO

210
A partir das atividades que fizeram e das conversas que tiveram em
sala, complete as lacunas abaixo.

Resposta pessoal
Nós estudamos no bairro _____________________________, que
MULTIRIO

está localizado no município do _________________________,


Rio de Janeiro que faz
parte do estado do ______________________________.
Rio de Janeiro

Sempre que estiver na dúvida, consulte o mapa. Ele será


sua fonte de informações sobre seu bairro, município ou estado.
Nesse material, nas próximas páginas, você encontrará o
mapa do estado do Rio de Janeiro e da Região Metropolitana do
Rio de Janeiro. Aproveite para procurar nos mapas a localização
desses municípios.

Lá vai o trem com o menino Estrada de Ferro D. Pedro II (atualmente


Lá vai a vida a rodar Central do Brasil) teve seu primeiro trecho
Lá vai ciranda e destino inaugurado em 29 de março de 1858, com uma
Cidade e noite a girar extensão de 48.210 metros, da antiga Estação do
Lá vai o trem sem destino Campo da Aclamação à localidade de Queimados.
Pro dia novo encontrar O traçado da ferrovia avançava levando,
Correndo vai pela terra consequentemente, ao surgimento, no mesmo ano
Vai pela serra da inauguração, de novas estações na cidade do
Vai pelo mar Rio de Janeiro, como as de Cascadura, do
Cantando pela serra o luar Engenho Novo, de Maxambomba (atual distrito-
Correndo entre as estrelas a voar sede de Nova Iguaçu), de São Cristóvão e de
No ar, no ar... Sapopemba (atual Deodoro). Em 1861, foi a vez
Retirado de: da Estação São Francisco Xavier.
http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/estude/historia
-do-brasil/rio-de-janeiro/65-o-rio-de-janeiro- Em 1876, inaugurou-se a Estrada de Ferro
novamente-corte-o-imperio/2894-o-barao-de-maua- Rio Douro, tendo como objetivo principal carrear
a-decada-de-50-do-seculo-xix
materiais para a construção das redes de
abastecimento de água dos mananciais das serras
do Tinguá e Xerém para o Rio de Janeiro. Em
1883, começaram a correr os primeiros trens de
passageiros, surgindo, em seu trajeto, bairros
como Inhaúma (1876) e Irajá (1883). Ao longo da
Estrada de Ferro Leopoldina, resultante de uma
série de linhas e de ramais (entre os quais a
Estrada de Ferro Petrópolis, construída na
chamada fase de melhorias materiais), despontou
Antiga estação de Maxambomba, no atual o atual bairro de Bonsucesso (1886).
município de Nova Iguaçu. O Rio de Janeiro se
conecta à Baixada Fluminense pelos trilhos dos Adaptado de: http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/estude/historia-do-brasil/rio-de-
trens. janeiro/65-o-rio-de-janeiro-novamente-corte-o-imperio/2891-as-freguesias-suburbanas-
do-rio-ao-longo-dos-trilhos. 12/11/2019 às 09:28. 211
Agora que já sabemos o que são os bairros, municípios e estados, vamos
conhecer os municípios vizinhos do nosso. Às cidades que mantém diferentes relações
com a nossa e estão próximas chamamos de Região Metropolitana do Rio de Janeiro.
O mapa abaixo representa esses municípios, inclusive o nosso. Observe e identifique a
localização deles, de acordo com a legenda.
http://bloggandogeografia707.blogspot.com/2017/01/a-regiao-metropolitana-do-rio-de-janeiro.html

www.baixarmapas.com.br
Elaborado a partir de base cartográfica do IBGE
ALERJ- Lei Complementar 133/2009

Lembre-se de sempre retornar aos mapas das páginas iniciais.


A comparação é sempre importante.
PUBLICDOMAINVECTORS.ORG

Use o símbolo para localizar no mapa da Região Metropolitana do Rio de


Janeiro os municípios que foram citados no texto da página anterior.
Pense também na questão do trem e no crescimento das atividades urbanas em
direção à Baixada Fluminense.

Você já foi a algum desses municípios? Já visitou a Baixada


Fluminense? Caso sim, o que encontrou por lá? Achou diferente ou parecido
com o nosso município? Compartilhe suas impressões com os colegas para
que, mesmo os que nunca foram para esses lugares, possam compreender
212 melhor o que estamos estudando.
MULTIRIO
Pergunte para um familiar sobre outro município do nosso estado que ele já tenha
visitado.
Resposta pessoal.
______________________________________________________________________

Por que esse familiar esteve ou morou nesse município (lazer, trabalho, visita a
parentes)?

Resposta pessoal.
______________________________________________________________________

Agora peça para ele(a) descrever a paisagem desse lugar. (casas, natureza, comércio).

Esse movimento fará que os familiares também se mobilizem em torno do tema


______________________________________________________________________
trabalhado pelos alunos na escola.
______________________________________________________________________

Agora, com a ajuda do mapa da Região


Metropolitana do Rio de Janeiro, marque a localização
dos municípios citados na sua entrevista.
http://www.ceperj.rj.gov.br/Conteudo.asp?ident=79

A integração regional do estado do Rio de Janeiro tem sido


https://casafluminense.org.br/

pensada por vários representantes da sociedade. Um deles é a


Casa Fluminense, organização sem fins lucrativos que promove
debates sobre as condições sociais, econômicas e culturais do
estado do Rio de Janeiro. 213
E você? Já ouviu falar que um lugar é uma capital de um
país, um estado, ou algo do tipo? Reúna-se em grupos,
converse com os colegas e seu(sua) Professor(a) e levante
algumas ideias sobre as funções de um lugar que é capital. Ao
final, registre no seu caderno as conclusões a que chegaram.

O atual município do Rio de Janeiro, Saudades da Guanabara


até o ano de 1975, era chamado de Estado Moacyr Luz
da Guanabara, área que até o ano de 1960
abrigava a capital política do nosso país, Eu sei
quando foi transferida para o Distrito Que o meu peito é lona armada
Federal, na recém-criada cidade de Brasília. Nostalgia não paga entrada
Houve mudança do status do Estado da Circo vive é de ilusão (eu sei)
Guanabara para um município, que Chorei
passaria a englobar a cidade do Rio de Com saudades da Guanabara
Janeiro e ser chamado pelo mesmo nome, Refulgindo de estrelas claras
sendo declarada então a capital do estado Longe dessa devastação (e então)
do Rio de Janeiro. Antes, a capital do Armei
estado fluminense era a cidade de Niterói, Pic-nic na Mesa do Imperador
do outro lado da Baía de Guanabara. E na Vista Chinesa solucei de dor
Pelos crimes que rolam contra a liberdade
Reguei
O Salgueiro pra muda pegar outro alento
Plantei novos brotos no Engenho de Dentro
Pra alma não se atrofiar (Brasil)
Brasil, tua cara ainda é o Rio de Janeiro
Três por quatro da foto e o teu corpo inteiro
“Brasil, tua cara ainda é o Rio de
Precisa se regenerar
Janeiro/Três por quatro da foto
Eu sei
e o teu corpo inteiro”
Que a cidade hoje está mudada
Santa Cruz, Zona Sul, Baixada
Agora é a sua vez! Explore o seu
Vala negra no coração
bairro e encontre lugares que, para você,
Chorei
ajudem a contar a história do Rio de
Com saudades da Guanabara
Janeiro. Tente registrar por meio de uma
Da Lagoa de águas claras
foto ou desenho. Com a orientação do(a)
Fui tomado de compaixão (e então)
professor(a), leve esse material para a
Passei
sala de aula e conversem sobre o que
Pelas praias da Ilha do Governador
descobriram.
E subi São Conrado até o Redentor
Lá no morro Encantado eu pedi piedade
Professor(a), a ideia aqui é trabalhar o significado Plantei
de ser uma capital. No caso do município do Rio de Ramos de Laranjeiras foi meu juramento
Janeiro, isso reflete a própria história do país. A
recente mudança de status deixou heranças e
No Flamengo, Catete, na Lapa e no Centro
214 problemas para a cidade. https://www.letras.mus.br/moacyr-luz/374758/
Então, ser uma capital é....

Uma forma de controle e um símbolo de unidade

A palavra "capital" tem origem na palavra latina capitalis, que significa "relativo à
cabeça". Uma cidade considerada a "cabeça de um território" está intimamente
vinculada ao Estado existente ali, é sede do governo e, normalmente, também da
realeza, em locais em que há monarquia.

Adaptado de: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-42282730

Algumas construções espalhadas pelo município e por sua Região


Metropolitana mostram a importância histórica, tanto do estado do Rio de
Janeiro, quanto do município do Rio de Janeiro. Vamos conhecer algumas?
MULTIRIO
Laranjeiras. Eugène Ciceri, 1852. BN Digital.

http://multirio.rio.rj.gov.br
Domínio Público.

Por volta de 1852, onde hoje temos o atual bairro das Na década de 1880, foi inaugurada na Rua Francisco
Laranjeiras existiam grandes chácaras que produziam Glicério (atual General Glicério), a Companhia de Fiações e
frutas e verduras, que eram levadas de canoa até o Tecidos Aliança, uma das maiores do país, com mais de mil
Mercado do Peixe, na Praça Quinze. operários. Segundo o historiador Nireu Cavalcanti, a fábrica
mudou a arquitetura e a urbanização de Laranjeiras, além
da composição de sua população.
http://cultura.gov.br/museu-imperial-a-riqueza-do-brasil-em-arquivos-historicos/

Todo o município guarda


marcas desses tempos de
capital do Império e da
República. Palácios, casas,
ruas e avenidas que foram
construídas ou que receberam
nomes referentes ao período
em que erámos centro da
política nacional.
Com a orientação do(a)
professor(a), explore o bairro
da escola e descubra essas
Vista frontal do Museu Imperial, localizado no município de localidades históricas.
Petrópolis, na região Serrana do estado. A construção já
abrigou parte da família Real Portuguesa.
215
E por falar em capital...

Cidade do Rio é eleita pela Unesco como primeira Capital Mundial da


Arquitetura

Primeira cidade a ganhar da Unesco o título de patrimônio cultural mundial


na categoria paisagem urbana em 2012, o Rio de Janeiro acaba de conquistar mais
uma honraria na manhã do dia 18 de Janeiro de 2019. Em uma reunião na sua sede
em Paris, a Unesco escolheu o Rio para ser o primeiro a ganhar o título de capital
mundial da arquitetura. A decisão, avaliam especialistas em patrimônio histórico,
arquitetos entre outros, é um reconhecimento a elementos que, desde o século XVI,
ajudam a contar mais de 450 anos da história da cidade, sejam eles exemplares
antigos, como o Mosteiro de São Bento e os Arcos da Lapa (construídos no período
colonial), o Cristo Redentor (do início do século XX) ou o moderno Museu do Amanhã,
âncora do projeto de revitalização da Zona Portuária.
Adaptado de: https://oglobo.globo.com/rio/cidade-do-rio-eleita-pela-unesco-como-primeira-capital-mundial-da-
arquitetura-23379976

As arquiteturas: do subúrbio à Baixada Fluminense.


http://mapadecultura.rj.gov.br/manchete/ruinas-da-vila-de-cava#prettyPhoto

https://diariodorio.com/domingo-tem-passeio-pelo-engenho-de-dentro/

Fachada da Nave do Conhecimento, localizada no bairro


O bairro Vila de Cava tem importantes sítios históricos da
do Engenho de Dentro. A arquitetura da fachada foi
Baixada Fluminense.
restaurada recentemente durante revitalização da área.

O Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - Inepac, criado em 1975, é o


herdeiro direto da Divisão do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Guanabara -
DPHA, criada por decreto em 1963 (primeiro órgão de preservação do patrimônio
cultural, em nível estadual). O Instituto dedica-se à preservação do patrimônio cultural
do Estado do Rio de Janeiro, elaborando estudos, fiscalizando e vistoriando obras e
bens tombados, emitindo pareceres técnicos, pesquisando, catalogando, inventariando
e efetuando tombamentos. Adaptado de: http://www.inepac.rj.gov.br/index.php/home/instituicao.
216 13/11/2019 às 08:25.
http://www.multirio.rj.gov.br/assista/index.php/s%C3%A9ries/1599-aventuras-cariocas
Assista à série de vídeos Aventuras
Cariocas, no portal MultiRio, pelo link:
http://www.multirio.rj.gov.br/assista/index.php/s%C
3%A9ries/1599-aventuras-cariocas. Os vídeos
exploram os ecossistemas da cidade, como as
restingas, os mangues, as praias, e as florestas, e
aborda os aspectos geográficos do Rio, o que
permite visualizar a transformação da paisagem
pela ocupação humana.
Você também é um explorador da Capital
Mundial da Arquitetura. Vamos dar uma olhada na
paisagem?

Agora, andando pelo seu bairro ou comunidade, registre com uma foto ou
desenho uma construção que tenha uma arquitetura, uma forma que chame a
atenção. Cole seu desenho ou foto no espaço abaixo e compare com o que os outros
colegas registraram. Aproveite para pintar o telefone e deixá-lo com a sua cara!

Professor(a), essa atividade está ligada


diretamente aos eventos que serão realizados na
Cidade do Rio de Janeiro por conta do Congresso
Mundial de Arquitetura. A ideia central dessa
atividade é traçar paralelos entre o lugar onde
moram e a construção histórica da cidade.

Sugerimos que estimule aqui que as famílias


explorem o bairro ou a comunidade onde vivem,
mostrando que nesses lugares há muitas histórias,
que podem e devem ser contadas pelos seus
moradores das diferentes gerações.
Equipe de Geografia

217
Muitas construções espalhadas pelo estado do Rio de Janeiro
e, até mesmo fora dele, são marcas históricas da presença e
expansão da ocupação vivida há séculos atrás.
MULTIRIO

A ideia aqui é trabalhar com as conexões existentes


entre a ocupação do espaço geográfico fluminense e
a expansão urbana. A arquitetura de diversos O Centro Histórico de Paraty e as
monumentos é capaz de recontar esse trajeto. reservas naturais de Mata Atlântica de Ilha
Grande, no Rio de Janeiro, são consideradas
o 22º Patrimônio Mundial brasileiro
reconhecido pela Organização das Nações
Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura
http://visit.rio/que_fazer/igreja-de-nossa-senhora-da-candelaria/ (Unesco). O título tem caráter inédito para o
Brasil: a região é o primeiro patrimônio misto
do país, ou seja, engloba áreas de importância
natural e cultural.
Adaptado de: https://www.gazetadopovo.com.br/haus/urbanismo/paraty-e-ilha-
grande-sao-eleitas-1o-patrimonio-mundial-misto-do-brasil/. 13/11/2019 às 10:51.
https://www.caurj.gov.br/paraty-e-ilha-

patrimonios-mundiais-pela-unesco/
grande-sao-reconhecidas-como-

Igreja da Candelária, localizada no Centro


da Cidade do Rio de Janeiro. Sua Paisagem da cidade de Paraty.
arquitetura tem relação com o ciclo da
mineração na Região Sudeste do Brasil.
https://www.caurj.gov.br/paraty-e-ilha-

patrimonios-mundiais-pela-unesco/
grande-sao-reconhecidas-como-

O Palacete da Princesa Izabel, na foto ao


lado, foi inaugurado em dezembro de 1881,
com a presença do Imperador Pedro II, para
funcionar como sede administrativa do
matadouro público, na área da antiga Fazenda
Imperial de Santa Cruz. Ruínas do Aqueduto do Lazareto em Ilha Grande. O
Em 1886, algumas salas abrigaram aqueduto abastecia o presídio que existia na região.
a Escola Santa Isabel para os filhos dos
trabalhadores do matadouro. No início da
República, o matadouro tornou-se
tecnologicamente defasado e aos poucos, a
encurtador.com.br/rGHJ7

escola foi ocupando todo o palacete.


Em 1921, com o nome de Escola Estados
Unidos, ali eram ministrados cursos práticos e
teóricos de agricultura, apicultura e trabalhos
manuais, consolidando assim o uso
educacional e cultural. Durante cerca de
quarenta anos a instituição dedicou-se ao
218 ensino técnico, recebendo, em 1946, o nome Palacete da Princesa Izabel. Bairro de Santa Cruz. Rio de
de Escola Princesa Isabel. Janeiro/RJ.
Use esse símbolo para marcar no mapa as três cidades citadas na
página anterior.
Professor(a), sugerimos que aproveite
para explorar esse mapa. Você pode
fazer a relação de localização com
outros municípios citados nas páginas
anteriores e nas atividades realizadas
pelos alunos. O importante é que
reconheçam as proximidades e
distanciamentos existentes entre os
municípios.

219
Agora que já conseguimos identificar o nosso estado no mapa, vamos
trabalhar com seus estados vizinhos:

1 – Pinte de verde o estado do Rio de Janeiro;

2 – Pinte de qualquer cor os demais estados. Lembre-se de não usar a cor verde,
nem a cor azul;

3 – Pesquise em revistas, no livro didático ou em outras fontes, a localização e os


nomes dos estados que fazem divisa com o Rio de Janeiro;

4 – Escreva os nomes desses estados no mapa abaixo.

PNGTREE

Professor(a), aproveite a atividade


para estimular o questionamento
da turma e comparar com os
demais mapas do Material.

220
Sabia que aqueles estados que você coloriu e que fazem divisa
com o nosso pertencem a uma mesma região do nosso país? Sim, toda
essa gigantesca área formada pelos estados do Rio de Janeiro, São
Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo faz parte da Região Sudeste.

Você consegue identificar o nosso estado nesse mapa? Que diferenças que
você identifica entre nosso estado e os demais que fazem parte da Região Sudeste do
Brasil? Escreva aqui embaixo as suas impressões.

__________________________________________________________________
Nesse mapa os alunos devem começar a distinguir algumas informações. Tente
explicar o significado de cada linha na prática: ferrovias, rodovias, entre outras. Nesse
__________________________________________________________________
contexto os alunos já começam a relacionar duas informações: os limites territoriais
__________________________________________________________________
entre os estados da Região Sudeste e a localização de linhas de transporte.
__________________________________________________________________

No ano passado você deve ter estudado a localização do nosso


município, que também se chama Rio de Janeiro. O mapa traz a divisão
entre estados, mas, mesmo assim, conseguimos observar a localização dos
principais municípios. Tente localizar o nosso. MULTIRIO 221
Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo... Esses estados pertencem à mesma
região que o Rio de Janeiro, a Sudeste, porque possuem características parecidas
com as nossas, seja no que se refere à natureza ou às condições humanas. Mas o
que há de diferente e igual nesses lugares?

Os alunos deverão responder no caderno às perguntas colocadas aqui. A ideia é


mobilizar, na prática, as experiências deles e de seus familiares em outros estados.
Assim, as informações dos mapas começam a ganhar mais realismo e sentido.

MULTIRIO

Busque alguém, na sua família ou entre seus amigos


que seja de um desses estados e faça as seguintes
perguntas respondendo no seu caderno:
https://www.canalphotoshop.info/2008/10/criando-uma-folha-de-caderno.html

1) Você já morou em São Paulo, Espírito Santo ou


Minas Gerais?
Resposta pessoal.

2) Acha parecido ou diferente do estado do Rio de


Janeiro?
Resposta pessoal

3) Conseguiria dizer o nome da cidade em que


viveu?
Resposta pessoal

4) Poderia dizer como era esse lugar? As casas, as


ruas, os bairros?
Resposta pessoal
222
AQUARELA DO BRASIL
(Ary Barroso)
Agora é com você! Com a orientação
do(a) professor(a), procure na letra da canção
Brasil, meu Brasil brasileiro
elementos que tenham relação com a cidade e
Meu mulato inzoneiro
o estado do Rio de Janeiro. Busque palavras
Vou cantar-te nos meus versos
que lembrem o que vemos e sentimos no
O Brasil, samba que dá
nosso município e no nosso estado.
Bamboleio, que faz gingar
O Brasil do meu amor
Terra de Nosso Senhor
Brasil! Brasil! Pra mim! Pra mim!
Ô, abre a cortina do passado
Tira a mãe preta do cerrado
Bota o rei congo no congado
Brasil! Brasil! Escreva neste espaço as palavras que encontrou
Deixa cantar de novo o trovador e o motivo de ter relacionado com a sua vida
À merencória luz da lua como morador do município e do estado do Rio
https://www.letras.mus.br/ary-barroso/163032

Toda canção do seu amor de Janeiro. Busque falar para o(a) professor(a) o
Quero ver essa Dona caminhando que produziu. O seu pensamento pode ser
Pelos salões, arrastando parecido com o dos seus colegas de turma.
O seu vestido rendado
Brasil! Brasil! Prá mim! Prá mim! ________________________________
O exercício aqui é da leitura, interpretação e
Brasil, terra boa e gostosa
Da morena sestrosa ________________________________
comparação com sua vida diária. A ideia é mostrar
De olhar indiscreto
O Brasil, samba que dá que eles também representam o país, com suas
Para o mundo admirar ________________________________
O Brasil do meu amor culturas e histórias, além das realidades urbanas
Terra de Nosso Senhor ________________________________
Brasil! Brasil! Prá mim! Prá mim! que vivem, produzem e reproduzem.
Esse coqueiro que dá coco ________________________________
Onde eu amarro a minha rede
Nas noites claras de luar
Ô! Estas fontes murmurantes GLOSSÁRIO
Onde eu mato a minha sede 1. Inzoneiro: que faz intrigas. Sonso. Manhoso.
E onde a lua vem brincar 2. Bamboleio: balanço do corpo. Gingar.
3. Congado: dança onde os figurantes representam a
Ô! Esse Brasil lindo e trigueiro
coroação de um rei do Congo.
É o meu Brasil brasileiro 4. Trovador: poeta.
Terra de samba e pandeiro 5. Merencória: tristeza. Melancolia.
Brasil! Brasil! 6. Sestrosa: quem tem cacoete. Esperta, viva, malandra.
7. Trigueiro: da cor do trigo maduro. Moreno.

Visite o site da Multirio para conhecer outros ritmos cariocas!


http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/busca?mult=&cat=&tip=&proj=2608&txt=
223
Ary Barroso era compositor, locutor de
rádio e pianista. É dele Aquarela do Brasil, de
1939, uma das mais populares canções
brasileiras, gravada por diferentes artistas.
Devido a essa composição, Ary é considerado
encurtador.com.br/xyJQZ

um dos precursores do estilo samba-exaltação


– músicas com temáticas nacionalistas. Na
porta do restaurante La Fiorentina, no Leme,
está um monumento que retrata Ary sentado,
apoiando um dos braços na mesa.

Agora você é o artista! Pinte uma aquarela,


retratando a paisagem descrita pelo entrevistado e
seu lugar de vivência

Sugerimos que faça, nesse espaço, o trabalho com outras


representações artísticas. As expressões artísticas dos alunos
devem se fazer presentes, mostrando que o desenvolvimento
dessa habilidade está para além da leitura e da escrita. Ela
pode, e deve, ser vista por outros ângulos, um deles é a pintura.

Aproveite para apresentar para a turma outras obras de arte que


retratam as paisagens, sejam elas naturais ou transformadas
pela ação humana.

224
Agora que já sabemos identificar a localização do nosso estado no
mapa da Região Sudeste, vamos olhar mais do alto? Vamos ver o mapa
do nosso país inteiro, o Brasil.
Assim como o estado do Rio de Janeiro, ele também é composto
por outros estados, em diferentes regiões. O desafio agora é encontrar o
estado em que moramos e destacá-lo no mapa do Brasil.
Pinte com qualquer cor que preferir o estado do Rio de Janeiro no
MULTIRIO

mapa do Brasil abaixo. Lembre-se apenas de não usar a cor azul, porque
ela é usada para representar os oceanos e mares.

PNGTREE

http://geoftp.ibge.gov.br/produtos_educacionais/mapas_mudos/mapas_do_brasil/mapas_nacionais/brasil.pdf

Professora(a), sugerimos que


nesse momento faça o exercício
de comparação, mostrando para
os alunos que estamos “nos
afastando” da superfície e vendo
o mundo cada vez mais do alto.

225
Observe os dois mapas
e converse em sala com
seus(suas) colegas e seu(sua)
Professor(a) sobre as
diferenças entre eles. Tente
responder às perguntas: o que
http://apps.data.rio/atlas-escolar/

cada um representa? Onde


está localizado nosso estado?
O que há nas proximidades
do Rio de Janeiro? Agora
você consegue identificar
onde moramos?

Professor(a), sugerimos que


faça o exercício da imaginação.
Leve-os a pensar que estamos
olhando cada vez mais do alto,
sem perder a nossa cidade
como referência de observação.
http://apps.data.rio/atlas-escolar/

226
A Vida de Viajante
Luiz Gonzaga

Minha vida é andar por esse país


Pra ver se um dia descanso feliz
Guardando as recordações
Das terras onde passei
Andando pelos sertões

https://www.letras.mus.br/luiz-gonzaga/
E dos amigos que lá deixei

Chuva e sol
Poeira e carvão
Longe de casa
Sigo o roteiro
Mais uma estação
E a alegria no coração

Minha vida é andar por esse país


Pra ver se um dia descanso feliz
Guardando as recordações
Das terras onde passei
Andando pelos sertões
E dos amigos que lá deixei
Luiz Gonzaga (1912 - 1989) é
considerado o “Rei do Baião” e foi
Mar e terra
responsável por levar para todo o Brasil
Inverno e verão
ritmos tradicionais da Região Nordeste, como
Mostro o sorriso
o xote e o xaxado, além do próprio baião.
Mostro a alegria
“Vida de Viajante” é uma música que retrata
Mas eu mesmo não
essa rotina de mudanças da população do
E a saudade no coração
nordeste. A cidade do Rio de Janeiro é uma
das que mais recebeu pessoas vindas dos
Retirado de: https://www.letras.mus.br/luiz-
gonzaga/82381/. 13/11/2019 às 11:42. estados dessa região.

A Feira de Tradições
Nordestinas está localizada no
bairro de São Cristóvão, na Zona
Norte do Rio de Janeiro. Reúne
várias atrações culturais que
marcam a presença do povo
nordestino na cidade Carioca.

https://diariodorio.com/breve-historia-da-feira-de-sao-cristovao/
227
Agora que lemos um pouco sobre a Região Nordeste,
procure no mapa da página XX a localização dos estados que
fazem parte dessa região. Em seguida, compare a distância
para o nosso estado e converse com seus colegas e com seu
(sua) Professor(a) sobre tudo o que conhece dos estados
nordestinos. Vamos descobrir entre nós o que sabemos de lá e
se temos alguma ligação com essa região do Brasil.

Depois de observarmos a Região Nordeste em comparação com o


estado do Rio de Janeiro, precisamos compreender o que significa na
prática, essa distância. Não sei se você sabe, mas a distância entre onde
vivemos e a região Nordeste do Brasil é de aproximadamente 1 630
quilômetros. Quanto tempo leva para chegar até lá? Vamos pedir uma
ajuda da Matemática para entender isso?

Sabe os centímetros (cm) da


régua que você usa? Então, a cada
100 cm dizemos que temos 1 metro
(m) e, que a cada 1000 m temos 1
quilômetro.
Vimos que a distância entre o Rio
de Janeiro e a Região Nordeste é de
aproximadamente 1 630 quilômetros.
https://www.gettyimages.pt/ilustra%C3%A7%C3%B5es/fita-m%C3%A9trica
Imagina quanto tempo iríamos
demorar para chegar lá ou para virmos
de lá para cá?
https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv64824.pdf

Agora, conhecendo melhor


os mapas você pode ir a
qualquer lugar. Vamos começar
a usar esses nossos novos
conhecimentos para explorar o
mundo! Aponte a câmera do
seu telefone para o QR Code ao
lado e faça o download do seu
MULTIRIO

1.º Primeiro Atlas do IBGE.

228
Se você quiser “andar por esse país”, igual ao compositor
Luiz Gonzaga, vai ter que resolver esse desafio da Matemática que
vai nos ajudar na Geografia. Se o Nordeste está a 1630 Km do Rio
de Janeiro, se formos de ônibus para lá numa velocidade de 60
km/h, quanto tempo vamos demorar para chegar? Uma dica para
MULTIRIO

você: use a divisão para isso.


https://viagemeturismo.abril.com.br/materias/viagem-de-onibus-

Como você viu nos seus


cálculos, uma viagem para uma
brasil-europa-estados-unidos-america-do-sul/

região tão distante como o Nordeste


pode demorar um bom tempo
quando vamos de ônibus. De avião,
devido a sua maior velocidade é
muito mais rápido, mas como é mais
caro, se torna uma forma de viagem
que poucos podem pagar.

Procure em jornais e revistas duas imagens de lugares


que você gostaria de visitar “por esse país”. Abaixo de cada
imagem coloque o nome do lugar e explique, resumidamente,
como podemos viajar para lá (de carro, avião, navio etc.).

Professor(a), sugerimos que nesse


momento, é interessante explorar
livremente as concepções de país e
das distâncias que os alunos já
possuem. As experiências pessoais
com pequenas viagens poderão ajudar
a realizar a atividade.

______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________
______________________________ ______________________________ 229
Agora pense no seu dia a dia, nas ruas e lugares por
onde passa de bicicleta. Escreva um diário de viagem e
se lembre de anotar o nome dos lugares e suas
MULTIRIO características, a aparência das casas, os tipos de
comércio e a natureza.

PUBLICDOMAINVECTORS.ORG

__________________________________________________
Professor (a), neste espaço o aluno deve continuar sendo estimulado a pensar as

__________________________________________________
paisagens. As marcas visíveis da ocupação humana ou dos elementos naturais

__________________________________________________
devem ser citadas e refletidas.

__________________________________________________
No primeiro bimestre, procuramos desenvolver o eixo curricular ligado às

interações entre as dinâmicas das paisagens da cidade e do estado do Rio de


__________________________________________________
Janeiro e sua localização. Assim, os exercícios cartográficos serão fundamentais

__________________________________________________
para que os alunos possam desenvolver suas competências espaciais e,

sobretudo, o raciocínio geográfico.


__________________________________________________
Trabalhar diretamente os elementos do seu lugar de vivência, mostrando que

__________________________________________________
esse espaço é representativo para os estudos de Geografia, é elemento central

no desenvolvimento pleno dos conhecimentos abarcados por esse componente


__________________________________________________
curricular e pelos demais, que dialogam diretamente com ele.

__________________________________________________

230
E ai, amiguinho(a)? Como estão indo os estudos em
Geografia? Aposto que já aprendeu muito sobre o nosso estado. O
Rio de Janeiro parece bem pequeno quando olhamos o mapa, mas
tem muita história. O nosso estado, assim como todos os outros no
nosso país, é muito importante, merece ser estudado para que todos
conheçam melhor onde vivemos!
Agora vamos continuar nessa jornada, vamos aprender mais
sobre o estado do Rio de Janeiro!

Vamos começar com um super jogo. Você já brincou de


quebra-cabeça? A ideia é montar uma imagem, juntando várias
peças que estão separadas. Hoje em dia, nem precisamos
mais de papel para isso, dá até para brincar pelo celular.
Aponte a câmera do seu telefone para esse QR Code e
acesse um quebra-cabeça do nosso país, o Brasil. O objetivo é
colocar a peça que representa cada estado no seu lugar
correto no mapa.

Durante o jogo, tente identificar o nosso estado, o Rio de Janeiro.


Vamos estudar, nesse bimestre, mais características dele, vamos estudar os
ambientes produzidos pela natureza e alguns que vêm sendo destruídos pelo
ser humano há algum tempo.
Mas, antes de olhar para o nosso estado, precisamos entender onde
ele está encaixado nesse quebra-cabeça do Brasil. Só dá para fazer isso
quando olhamos para o mapa, nossa mais poderosa ferramenta na hora de
aprender Geografia.

Escreva neste espaço palavras que ficaram marcadas na sua


mente quando se lembra do bimestre passado. Fique livre para escrever
o que lembrar, não precisa olhar no material. Queremos saber o que você
achou mais importante ou mais marcante no período que passou.

Resposta pessoal. Resposta pessoal.

Resposta pessoal. Resposta pessoal.


231
Agora que já descobrimos que recordamos alguns
assuntos do bimestre que passou, vamos começar a pensar
numa palavra: natureza. O que essa palavra significa para
você? Você acha que ao estudar Geografia precisamos estudar
a natureza? Por quê? Vamos conversar sobre isso!

A cidade do Rio de Janeiro e também todo o estado do Rio de Janeiro estão


completamente inseridos na Mata Atlântica. Nela existem as restingas, os
manguezais, os campos de altitude e um grande conjunto de formações florestais.
O bioma de Mata Atlântica é um dos mais ricos do mundo em biodiversidade.
Estimativas apontam que, por volta do século XVI, a cidade do Rio de Janeiro
possuía cobertura florestal em 97% do território.
Ela sofreu com o desmatamento para dar espaço às culturas da cana-de-açúcar
e do café durante o século XIX, e teve explorado o pau-brasil. Porém, mesmo com a
redução da Mata ao longo dos anos devido ao crescimento da cidade, o Ministério do
Meio Ambiente aponta que existem cerca de 20 mil espécies vegetais, 849 aves, 370
anfíbios, 200 répteis, 270 mamíferos e 350 tipos de peixes no bioma.
Além do valor em biodiversidade, as florestas regulam o fluxo dos rios,
asseguram a fertilidade do solo, controlam a quantidade de chuvas, protegem as
encostas das serras contra deslizamentos e criam paisagens de beleza única.
Adaptado de: http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-
artigos/reportagens/1155-mata-atlantica-o-bioma-do-rio. 12/12/2019 às
09:51.

CAÇA-CONHECIMENTO
Natureza, Mata Atlântica, restingas, manguezais, bioma e
biodiversidade. Nossa! Quantas palavras novas que precisamos
entender. Vamos começar a usá-las nesse jogo de caça-conhecimento que
vamos fazer. Vamos ver se você vence esse desafio?

Você já tinha ouvido falar


nessas palavras onde
mora? No seu bairro ou
comunidade a natureza
apresenta algum desses
ambientes? Aproveite para
conversar em casa sobre
isso. Podemos falar de algo
de você conheça bem e
assim, você vai poder nos
ajudar muito nas aulas!

232
Biodiversidade

O Brasil ocupa quase


http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-artigos/reportagens/1155-mata-atlantica-o-bioma-do-rio

metade da América do Sul e é o


país com a maior diversidade de
espécies no mundo, espalhadas
nos seis biomas terrestres e nos
três grandes ecossistemas
marinhos. São mais de 103.870
espécies animais e 43.020
espécies vegetais conhecidas no
país. Suas diferentes zonas
climáticas favorecem a formação
de zonas biogeográficas (biomas),
A cidade do Rio de Janeiro abriga grande parte da Mata Atlântica ainda
existente no estado. A imagem mostra uma área do Parque Nacional da
a exemplo da Floresta Amazônica,
Tijuca. maior floresta tropical úmida do
http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-artigos/reportagens/1155-mata-atlantica-o-bioma-do-rio

mundo; o Pantanal, maior planície


inundável; o Cerrado, com suas
savanas e bosques; a Caatinga,
composta por florestas semiáridas;
os campos dos Pampas; e a
floresta tropical pluvial da Mata
Atlântica. Além disso, o Brasil
possui uma costa marinha de 3,5
milhões km², que inclui
ecossistemas como recifes de
corais, dunas, manguezais, lagoas,
estuários e pântanos.

Corredeira no Rio Grande, localizado no Parque Estadual da Pedra Adaptado de:


Branca, no Rio de Janeiro. https://www.mma.gov.br/biodiversidade.
12/12/2019 às 10:21.

Agora aponte a câmera do seu telefone para esse QR Code e veja


um passeio feito na Baía de Guanabara. Esse lugar é muito importante
para entender a história da nossa cidade e a relação que temos com sua a
natureza e biodiversidade na nossa cidade e no nosso estado.

E para você? O que significam as palavras natureza e


biodiversidade? Tente contar o que aprendeu com os textos e com o vídeo
a que assistiu. O mais importante é saber como você se relaciona com
essas palavras e com o que elas representam nas nossas vidas diárias. 233
Mas será que sempre a interferência do ser humano na natureza trará
problemas? A cidade do Rio de Janeiro é um bom exemplo de que essa
relação entre as pessoas e os ambientes naturais pode ser saudável também.

encurtador.com.br/aKQ05
Características Geográficas

Embora a cidade tenha se tornado uma das


maiores áreas urbanas do mundo, cresceu em volta
de uma grande mancha verde, que responde pelo
nome de Floresta da Tijuca, a maior floresta urbana
do mundo. Ela continua mantendo valiosos Sapucaias na Quinta da Boa Vista, no bairro
remanescentes de seus ecossistemas originais, de São Cristóvão, no município do Rio de
Janeiro. A área verde está preservada e
mesmo tendo sido replantada no século XIX. Foi o recebe centenas de famílias toda semana. É
primeiro exemplo de reflorestamento com espécies uma importante área de lazer.
nativas. A interferência do homem trouxe ainda mais
natureza para a cidade, com a construção de
parques, praças e jardins.
Aos poucos os ecossistemas foram sendo

encurtador.com.br/ikmV1
protegidos pela legislação e uma grande quantidade
de parques, reservas e áreas de proteção ambiental
foram sendo criadas para garantir a sua conservação.

Adpatdo de:
http://multirio.rio.rj.gov.br/index.php/leia/reportagens-
artigos/reportagens/1105-verde-e-a-cor-da-cidadania.
12/12/2019 às 11h:26min.
Visitantes participam de trilha numa área de
proteção ambiental, no município de Nova
Iguaçu, na Baixada Fluminense.
http://200.20.53.15/inea/index.php

O estado do Rio de
Janeiro conta com um
órgão governamental que
ajuda na conservação e em
projetos de preservação
das suas áreas naturais: é
o INEA – Instituto Estadual
do Ambiente.

O estado do Rio de Janeiro conta com algumas unidades de conservação que ajudam
234 na preservação de grandes áreas de Mata Atlântica. O município do Rio de Janeiro
conta com dois desses parques: o Parque Nacional da Tijuca e o Parque Estadual da
Pedra Branca.
http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/BIODIVERSIDADEEAREASPROTEGIDAS/MataAtlantica/index.htm&lang=PT-BR

Lembra do mapa
do nosso estado? Olha
ele aí. Só que dessa vez
sem a divisão entre os
municípios. Essa mapa é
físico. Ele mostra uma
característica natural do
nosso estado: a
localização das áreas de
Mata Atlântica.
Mesmo sem a
divisão entre municípios,
você conseguiria achar o
nosso nesse mapa?

Mapa com a localização das áreas de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro.

Você percebeu que esse mapa do estado do Rio de Janeiro é bem


diferente daqueles que trabalhamos até agora? Compare com os mapas
que usamos no bimestre passado e diga o que há de diferente entre eles?
O que existe em um que não existe no outro. Por que você acha que
existem essas diferenças? Vamos pensar um pouco sobre isso?

Anote aqui as diferenças que você encontrou nos mapas que


observou. Fique livre para dizer tudo que encontrou de mudanças de um
para o outro.

____________________________________________________
Professor(a), espera-se que os alunos apresentam alguns elementos relacionados ao
que os mapas apresentam, como as cores, as dimensões entre outras diferenças
____________________________________________________
visuais entre os mapas.
____________________________________________________
____________________________________________________
____________________________________________________

235
Estamos falando o tempo todo da Mata Atlântica, mas afinal, o que
é a Mata Atlântica?
Ela é um tipo de vegetação, ou seja, um conjunto de plantas que
possuem aparência parecida entre si.
Então podemos falar que a Mata Atlântica é uma vegetação que
pertence apenas ao estado Rio de Janeiro? Claro que não! Ela está
distribuída por vários estados do nosso país. Vamos dar uma olhada num
mapa para entender?

O mapa do Brasil mostra que


a vegetação de Mata Atlântica passa
por 17 estados. A preservação das

https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/questoes_ambientais/biomas/bioma_mata_atl/mapa_mata_atlantica/
áreas ainda existentes é um desafio
de todos. Sua existência é
fundamental para a preservação de
várias espécies de animais e de
plantas, além de ajudar na
preservação dos rios, tão importantes
para a vida humana. Eles abastecem
nossas casas com água e permitem a
existência de várias atividades
essenciais para a nossa vida.
Procure usar o mapa para
identificar onde estão localizadas
essas áreas. Tente encontrar o
estado do Rio de Janeiro. É aqui que
vamos ajudar a preservar esse
grande patrimônio natural.
http://www.icmbio.gov.br/portal/unidadesdeconservacao/biomas-brasileiros/mata-atlantica

Essa é uma imagem


da Mata Atlântica. Esse tipo
de vegetação é muito
importante para a natureza,
para o equilíbrio da
quantidade de chuvas e para
a sobrevivência de várias
espécies animais.

236
Agora, olhando a imagem da Mata Atlântica da página
anterior, tente imaginar como seria andar por dentro dela. O
que você encontraria no caminho? Como faria para se localizar
e se orientar num espaço tão cheio de plantas iguais?

___________