Você está na página 1de 2

Governo do Estado do Pará

Professor Marcos Jaime


Secretaria Executiva de Educação
Literatura
Unidade Seduc na Escola
2º ano manhã_2021
Escola Estadual de Ens. Fund. e Médio Augusto Montenegro

Assunto: Parnasianismo (Europa e Brasil) – 1º Período /Aula 6 — 2º Bimestre 10 a 30/05/2021 – ATIVIDADE (5,0)

1. Leia o seguinte soneto de Olavo Bilac. E as justas ambições que me consomem


Não me envergonham: pois maior baixeza
NEL MEZZO DEL CAMIN... Não há que a terra pelo céu trocar;
Cheguei. Chegaste. Vinhas fatigada
E triste, e triste e fatigado eu vinha, E mais eleva o coração de um homem
Tinhas a alma de sonhos povoada, Ser de homem sempre e, na maior pureza,
E a alma de sonhos povoada eu tinha... Ficar na terra e humanamente amar.
(BILAC, Olavo. Disponível em: . Acesso em: 6 out. 2014. )
E paramos de súbito na estrada
Da vida: longos anos, presa à minha Texto 2
A tua mão, a vista deslumbrada Soneto
Tive da luz que teu olhar continha. Pálida à luz da lâmpada sombria,
Hoje, segues de novo... Na partida Sobre o leito de flores reclinada,
Nem o pranto os teus olhos umedece, Como a lua por noite embalsamada,
Nem te comove a dor da despedida. Entre as nuvens do amor ela dormia!
E eu, solitário, volto a face, e tremo,
Vendo o teu vulto que desaparece Era a virgem do mar, na escuma fria
Na extrema curva do caminho extremo. Pela maré das águas embalada!
Era um anjo entre nuvens d'alvorada
Que em sonhos se banhava e se esquecia!
Considere as afirmações abaixo sobre este
poema. Era a mais bela! Seio palpitando...
Negros olhos as pálpebras abrindo...
I – O eu lírico relata, no primeiro quarteto, o encontro Formas nuas no leito resvalando...
entre duas pessoas marcadas pela fadiga e pela tristeza
e imersas em sonhos. Não te rias de mim, meu anjo lindo!
II – O encontro inesperado entre os dois amantes Por ti — as noites eu velei chorando,
deflagra uma breve relação marcada pela afinidade Por ti — nos sonhos morrerei sorrindo!
mútua. (AZEVEDO, Álvares de. Disponível em: . Acesso em:
III – Nos tercetos, ao descrever a indiferença da amada 6 out. 2014.)
que parte, o eu lírico retoma a imagem da Os textos 1 e 2 têm por temática o amor, visto,
estrada/caminho que já havia aparecido no poema. entretanto, sob pontos de vista diferentes, em razão
principalmente de seus autores pertencerem a
movimentos literários e contextos históricos distintos.
Quais estão corretas? Com base na leitura dos textos e no seu conhecimento
sobre a produção literária dos autores, assinale as
a) Apenas I. b) Apenas I e III. relações adequadas.
c) Apenas III. d) Apenas II e III.
I. Texto 1: Visão carnal do amor: parnasianismo.
e) I, II e III. II. Texto 2: Visão irreal e ultrarromantismo.
III. Texto 1: Visão racional do amor e ultrarromantismo.
2. Leia os texto 1 e 2 para responder esta questão: IV. Texto 1: Visão antropocentrista da vida:
parnasianismo.
Texto 1 V. Texto 2: Realização amorosa improvável:
Ao coração que sofre ultrarromantismo.
Ao coração que sofre, separado
Do teu, no exílio em que a chorar me vejo,
As relações CORRETAMENTE estabelecidas
Não basta o afeto simples e sagrado
Com que das desventuras me protejo. são, apenas:

Não me basta saber que sou amado, a) I, II, III e IV. b) II, IV e V.
Nem só desejo o teu amor: desejo c) I, II e III. d) I, III e V.
Ter nos braços teu corpo delicado, e) I, II, IV e V.
Ter na boca a doçura de teu beijo.
3. No poema abaixo
"Esta de áureos relevos, trabalhada
De divas mãos, brilhante copa, um dia,
Já de aos deuses servir como cansada,
Vinda do Olimpo, a um novo deus servia."
A poesia que se concentra na reprodução de objetos
decorativos, como exemplifica a estrofe de Alberto de
Oliveira, assinala a tônica da:

a) espiritualização da vida
b) visão do real.
c) arte pela arte.
d) moral das coisas.
e) nota do intimismo.

4. Todos os itens apresentam características do


Parnasianismo, exceto:

a) prevalência de formas fixas de composição poética.


b) anseio de liberdade criadora.
c) preocupação com a perfeição formal.
d) gosto pela precisão descritiva.
e) ideal de objetividade no tratamento dos temas.

5. Assinale a alternativa que caracteriza o


Parnasianismo:

a) subjetivismo, imaginação e sentimentalismo.


b) "Sob o manto diáfano da fantasia, a nudez crua da
verdade."
c) impassibilidade, perfeição formal, rimas raras,
seleção vocabular.
d) registro de impressões, emoções e sentimentos
despertados no espírito do poeta.

e) objetividade, sentimentalismo exagerado.

Você também pode gostar