Você está na página 1de 19

4.

SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO DE
LÓGICA RSLOGIX 500

4.1. INTRODUÇÃO .............................................................................................................. 4.1


4.1.1. REQUISITOS PARA FUNCIONAMENTO .................................................................. 4.1
4.1.1.1. Requisitos de hardware ......................................................................................................... 4.1
4.1.1.2. Requisitos de software .......................................................................................................... 4.1
4.1.2. INSTALAÇÃO DO SOFTWARE................................................................................. 4.2
4.1.2.1. Instalando o software Linx Lite .............................................................................................. 4.2
4.1.2.2. Instalando o software RSLogix 500 ....................................................................................... 4.3
4.1.3. ATIVAÇÃO DO RSLOGIX 500 ................................................................................... 4.3
4.1.3.1. Métodos de ativação do RSLogix 500 ................................................................................... 4.4
4.1.3.2. Utilização do disco de ativação como uma chave de ativação ............................................. 4.4
4.1.3.3. Colocação das chaves de ativação de volta no disco de ativação ....................................... 4.4
4.1.3.4. Ativação do RSLogix 500 após a instalação ......................................................................... 4.5
4.1.3.5. Proteção dos seus arquivos de ativação ............................................................................... 4.5
4.1.4. EXERCÍCIO ............................................................................................................... 4.6
4.2. CONFIGURAÇÃO DO DRIVER DE COMUNICAÇÃO NO RSLINX .............................. 4.7

4.3. ESTRUTURA DE PROJETO ........................................................................................ 4.9


4.3.1. APRESENTAÇÃO DO RSLOGIX 500 ........................................................................ 4.9
4.3.2. CONFIGURAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DO RSLOGIX 500..................................... 4.10
4.3.3. NOVOS PROJETOS ............................................................................................... 4.12
4.3.4. PROJETOS EXISTENTES ...................................................................................... 4.12
4.3.5. CONFIGURAÇÃO DE HARDWARE DE E/S (CHASSIS E MÓDULOS) ................... 4.13
Carga da fonte de alimentação......................................................................................................... 4.15
4.3.5.2. Configuração dos módulos analógicos e especiais ............................................................. 4.15
4.3.5.3. Configuração automática de E/S ......................................................................................... 4.16
4.3.6. ARQUIVOS DE PROGRAMA E TABELA DE DADOS ............................................. 4.16
4.4. EXERCÍCIOS .............................................................................................................. 4.17
4.4.1. CRIAR PROJETO ........................................................................................................ 4.17

VERSÃO 1.1 28/02/2001


SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.1. INTRODUÇÃO
O pacote de software RSLogix 500 é composto pelos softwares: RSLogix 500 + RSLinx
Lite.

O RSLogix 500 é o software responsável pela configuração e programação dos CLP’s


das famílias SLC 500 e Micrologix. Este software permite trabalhar-se tanto em ambiente
Windows 95 quanto em ambiente Windows NT.

O RSLinx Lite é um pacote de software que através de drivers, permite a comunicação


dos softwares de programação da Rockwell Software, tais como RSLogix 500 com os CLP’s
da Allen-Bradley. Além do RSLinx Lite, existem outras versões do RSLinx, com maiores
recursos, como por exemplo, o RSLinx OEM, etc..

4.1.1. REQUISITOS PARA FUNCIONAMENTO

Para utilizarmos efetivamente o software RSLogix 500 , seu computador precisa


atender os seguintes requisitos de hardware e software .

4.1.1.1. REQUISITOS DE HARDWARE

O computador precisa possuir no mínimo :


• um microprocessador Intel Pentium TM , compatível com Pentium ou 486
• 16 MB de RAM
• 8 MB de espaço livre em disco rígido ( ou mais dependendo dos requisitos do aplicativo )
• uma unidade de disco de 3,5 polegadas , 1,4 MB
• qualquer dispositivo apontador compatível com Windows

4.1.1.2. REQUISITOS DE SOFTWARE

O sistema operacional precisa ser Microsoft Windows 95 ou Microsoft Windows NT


v.4.0 .

O RSLogix 500 necessita do WINtelligent LINX da Rockwell Software ( para o ambiente


TM
operacional Windows 95 ) ou do RSLinx ( para o ambiente operacional Windows NT TM )
4.1
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

. Uma cópia de cada software , RSLinx Lite e WINtelligent Linx Lite , está incluída com o
software RSLogix 500 .

4.1.2. INSTALAÇÃO DO SOFTWARE

Dependendo do seu sistema operacional , se você tiver o RSLinx v1.50.58 ou posterior


ou o WINtelligent Linx v5.20.50 ou superior instalado , não é necessário instalar a versão
Lite .

O pacote de software RSLogix 500 contém os seguintes módulos de software :

RSLinx Lite : Discos de instalação . Permite a comunicação entre o controlador


programável e um computador pessoal no ambiente Windows NT .

WINtelligent Linx Lite : Discos de instalação . Permite a comunicação entre o


controlador programável e um computador pessoal no ambiente Windows 95 .

RSLogix 500 : Discos de instalação e discos de ativação .

Os discos de ativação incluídos com o RSLogix 500 ativam a proteção contra cópias da
Rockwell Software .O procedimento para instalar o software RSLogix 500 não é específico
do sistema operacional . A seção a seguir descreve um único procedimento , que pode ser
usado para os sistemas operacionais Windows 95 ou Windows NT 4.0 .

4.1.2.1. INSTALANDO O SOFTWARE LINX LITE

As seções a seguir descrevem a instalação do software RSLinx Lite ou WINtelligent


Linx Lite nos sistemas operacionais Windows 95 e Windows NT v4.0 .
1. Ligue o computador
2. Inicie o Windows 95 ou Windows NT 4.0 , caso não seja iniciado automaticamente
3. Após iniciar o Windows 95 ou Windows NT 4.0 , insira o disco 1 dos discos de
instalação do Linx Lite em uma unidade de disco .
4. Clique em Iniciar , depois clique em Executar . A caixa de diálogo Executar aparece
.
5. Na caixa de edição Abrir , digite unidade : \ setup , onde unidade é a letra da
unidade que contém o disco 1 de instalação do Linx Lite . Clique em OK
6. Siga as instruções que aparecem na tela . Escolha o Linx Lite para a instalação
nesse computador .
7. Remova o disco 1 de instalação do Linx Lite e insira o disco 2 em uma unidade de
disco . Siga as instruções que aparecem na tela .
8. Repita até todos os discos de instalação do Linx Lite tenham sido instalados .
Quando o utilitário de instalação terminar , uma entrada para o programa de
aplicativo RSLinx Lite aparece na lista de programas no grupo Rockwell Software .
9. Remova o último disco de instalação do Linx Lite da unidade e guarde todos os
discos em um local seguro .

4.2
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.1.2.2. INSTALANDO O SOFTWARE RSLOGIX 500

As seções a seguir descrevem a instalação do software RSLogix 500 nos sistemas


operacionais Windows 95 e Windows NT v4.0 .
1. Ligue o computador
2. Inicie o Windows 95 ou Windows NT 4.0 , caso não seja iniciado automaticamente
3. Após iniciar o Windows 95 ou Windows NT 4.0 , insira o disco 1 dos discos de
instalação do RSLogix 500 em uma unidade de disco .
4. Clique em Iniciar , depois clique em Executar . A caixa de diálogo Executar aparece
.
5. Na caixa de edição Abrir , digite unidade : \ setup , onde unidade é a letra da
unidade que contém o disco 1 de instalação do RSLogix 500 . Clique em OK
6. Siga as instruções que aparecem na tela . Escolha o software RSLogix 500 para a
instalação nesse computador
7. Remova o disco 1 de instalação do RSLogix 500 e insira o disco 2 em uma unidade
de disco . Siga as instruções que aparecem na tela .
8. Repita até todos os discos de instalação do RSLogix 500 tenham sido instalados .
9. Remova o último disco de instalação do RSLogix 500 da unidade e insira o disco de
ativação na unidade de disco . Siga as instruções que aparecem na tela
10. Remova o disco de ativação e insira novamente o disco 1 de instalação do RSLogix
500
11. Quando o utilitário de instalação terminar , uma entrada para o programa de
aplicativo RSLogix 500 aparece na lista de programas no grupo Rockwell Software
12. Remova o disco 1 de instalação do RSLogix 500 da unidade e guarde todos os
discos de instalação em um local seguro

4.1.3. ATIVAÇÃO DO RSLOGIX 500

A Rockwell Software usa arquivos de ativação para proteger contra cópias seus
pacotes de software para Windows . Os arquivos de ativação residem no disco de ativação .
Durante a instalação , o software pede que você insira o disco de ativação e mova a chave
de ativação do disco para a unidade onde está instalando o RSLogix 500 .

Sem ativação , o RSLogix 500 não irá executar . O arquivo de ativação contém :

• Uma ou mais chaves de ativação . A chave de ativação é o software que ativa o


RSLogix 500 . Dependendo dos seus requisitos , o disco de ativação terá uma ou
mais chaves de ativação . Por exemplo , se a sua empresa comprar quatro
instalações do RSLogix 500 , você irá precisar de quatro chaves de ativação .
Múltiplas cópias do mesmo software requerem chaves de ativação com números de
série iguais . Todas as chaves de ativação podem estar no mesmo disco de
ativação .

• Um arquivo chamado EVMOVE.EXE que move as chaves de ativação de/para


computadores .

• Um arquivo chamado RESET.EXE que reativa uma chave de ativação danificada .

Você pode mover chaves de ativação para dentro e para fora do disco de ativação . Os
arquivos EVMOVE.EXE e RESET.EXE permanecem sempre no disco de ativação .

4.3
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.1.3.1. MÉTODOS DE ATIVAÇÃO DO RSLOGIX 500

• Unidade de disco flexível : Use este método se você pretende usar o RSLogix 500
em mais de um computador , por exemplo , se você quer executar o RSLogix 500
em um computador de mesa e em um laptop .

• Unidade de disco rígido : Use este método se pretende usar o RSLogix 500 em
apenas um computador . Este método default quando você ativa o RSLogix 500
durante a instalação . Para executar o RSLogix 500 em outro computador , mova a
chave de ativação de volta para o disco de ativação e , em seguida , reative o
RSLogix 500 .

4.1.3.2. UTILIZAÇÃO DO DISCO DE ATIVAÇÃO COMO UMA


CHAVE DE ATIVAÇÃO
Para usar a chave de ativação em uma unidade de disco flexível , modifique o arquivo
ROCKSOFT.INI de forma que o RSLogix 500 procure pela chave de ativação na unidade de disco
flexível . Após modificar este arquivo , você precisará usar o disco de ativação sempre que
iniciar o RSLogix 500 .

4.1.3.2.1. MODIFICANDO O ARQUIVO ROCKSOFT.INI

1. Instale o RSLogix 500 como descrito no capítulo 4.1.1.2


2. Quando a janela Ativação aparecer , clique em Cancelar para pular o procedimento
de ativação .
3. No Windows 95 ou Windows NT 4.0 , localize o diretório no qual o Windows está
instalado ( por exemplo , C:\ WINNT 4.0 )
4. Abra o arquivo ROCKSOFT.INI file
5. Localize a seqüência de caracteres que diz : KEYDISK = FALSE
6. Edite essa seqüência de caracteres para : KEYDISK = TRUE
7. Salve e feche o arquivo ROCKSOFT.INI .

4.1.3.2.2. ATIVANDO O RSLOGIX 500

1. Insira o disco de ativação na unidade de disco flexível


2. Inicie o RSLogix 500 . O RSLogix 500 procura automaticamente pela chave de
ativação na unidade de disco flexível .

4.1.3.3. COLOCAÇÃO DAS CHAVES DE ATIVAÇÃO DE VOLTA


NO DISCO DE ATIVAÇÃO

Você pode mover as chaves de ativação do disco rígido de volta para o disco de
ativação :
• Para executar o RSLogix 500 em um outro computador
• Antes de instalar ou usar um software que possa danificar os arquivos de ativação (
veja no item 4.1.3.5.)
• Antes de enviar o computador para conserto

4.4
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.1.3.3.1. MOVENDO AS CHAVES DE ATIVAÇÃO DE


VOLTA PARA O DISCO DE ATIVAÇÃO

1. Insira o disco de ativação em uma unidade de disco flexível


2. No Windows 95 ou Windows NT 4.0 , execute A:\ EVMOVE.EXE ou B:\
EVMOVE.EXE onde A ou B é a unidade que contém o disco de ativação .
3. Na caixa De , escolha a unidade onde a chave de ativação está armazenada .
Na caixa Para , selecione a unidade que contém o disco de ativação . Clique em
OK .
4. Adote um dos seguintes procedimentos :
• Para mover chaves de ativação para todas as instalações , clique em Mover
• Para alterar o número de ativações para mover para o disco de ativação ,
escolha RSLogix 500 e , em seguida , clique no botão Editar Seleção . Na
caixa Mover , digite o número de chaves de ativação a serem movidas .
Clique em OK e , em seguida , clique em Mover .
5. Para fechar a caixa Resumo de EvMove , clique em OK .

4.1.3.4. ATIVAÇÃO DO RSLOGIX 500 APÓS A INSTALAÇÃO

Você pode precisar reativar o RSLogix 500 após mover as chaves de ativação de volta
para o disco de ativação ou após redefinir uma chave de ativação danificada . Para reativar o
RSLogix 500 , mova a chave de ativação do disco de ativação de volta para o disco rígido .
Por padrão , quando você move a ativação de um disco rígido para o disco de ativação
, o software move apenas uma chave de ativação para o RSLogix 500 . No entanto , ao mover
para uma unidade de rede , o software move todas as chaves de ativação por padrão . Ao
reativar o RSLogix 500 , você pode aceitar o padrão ou escolher o número de chaves de
ativação que deseja mover .

4.1.3.4.1. REATIVANDO O RSLOGIX 500

1 Insira o disco de ativação em uma unidade de disco flexível


2 No Windows , execute A:\ EVMOVE.EXE ou B:\ EVMOVE.EXE onde A ou B é a
unidade que contém o disco de ativação .
3 Na caixa De , escolha a unidade que contém o disco de ativação. Na caixa Para ,
selecione a unidade onde o RSLogix 500 está instalado. Clique em OK .
4 Adote um dos seguintes procedimentos :
• Para mover o número padrão de chaves de ativação , clique em Mover
• Para alterar o número de ativações a serem movidas , escolha RSLogix 500 na lista da
caixa Drive de Origem , em seguida , clique no botão Editar Seleção . Na caixa Mover ,
digite o número ativações a serem movidas . Clique em OK e , em seguida , clique em
Mover .
5 Para fechar a caixa Resumo de EvMove , clique em OK .

4.1.3.5. PROTEÇÃO DOS SEUS ARQUIVOS DE ATIVAÇÃO

Efetuar determinadas operações na unidade de disco rígido pode danificar arquivos de


ativação . Mova sempre a ativação no disco rígido de volta para o disco de ativação antes de
adotar qualquer dos procedimentos descritos abaixo . Após completar a operação , é seguro
mover a ativação de volta para o disco rígido e reativar o RSLogix 500 .
Mova os arquivos de ativação de volta para o disco de ativação antes de :

4.5
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

Atualizar ou instalar o sistema operacional do computador : Atualizar , instalar e


desinstalar o software do sistema operacional ou o software de rede pode danificar os arquivos
de ativação da Rockwell Software .
Compactar ou descompactar o disco rígido do computador : Compactar o disco rígido
com alguns programas de compactação pode danificar o software de ativação . Além disso ,
descompactar um disco rígido com arquivos de ativação na unidade pode danificar a ativação .
Desativar o acesso de arquivos a 32 bits : Se você mover os arquivos de ativação para
um disco rígido com o acesso a arquivos de 32 bits do Windows for Workgroups ativado .
desativar o acesso a arquivos de 32 bits posteriormente danificará o software de ativação .( No
entanto , se você mover arquivos de ativação para um disco rígido com o acesso a 32 bits
desativado, e ativar o acesso a 32 bits mais tarde não danificará o software de ativação ) .

4.1.4. EXERCÍCIO

Utilizando os discos de instalação do RSLINX LITE e do RSLOGIX500, instale-os em


seu microcomputador, conforme descrito anteriormente no item 4.1.2

Utilizando o disco de ativação do RSLOGIX500, mova a chave de ativação do disco


para o drive C: de seu microcomputador, conforme descrito anteriormente no item 4.1.3

4.6
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.2. CONFIGURAÇÃO DO DRIVER DE


COMUNICAÇÃO NO RSLINX
No RSLINX, é possível configurar os drivers de comunicação que funcionam como
interface entre os aplicativos ROCKWELL SOFTWARE e os equipamentos de campo, por
exemplo o SLC/500.

Para chamar o
RSLINX v 2.01, à partir do
menu principal, escolha a
opção: RSLINX do menu
RSLINX, do menu
ROCKWELL SOFTWARE
do menu PROGRAMAS,
conforme figura à seguir.

A janela mostrada à seguir, deverá aparecer.

Para configurar um driver de


comunicação, específico para a
sua aplicação (tipo de
comunicação), deve-se selecionar
a opção: CONFIGUR DRIVERS do
menu COMMUNICATIONS no
RSLINX, conforme figura à seguir.

Vários drivers, estão


disponíveis como mostrado na figura abaixo, e a escolha do driver adequado, depende do
equipamento de campo que o microcomputador irá comunicar-se. Por exemplo, se a
comunicação do microcomputador na qual está instalado os software´s de programação
4.7
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

será feita com o canal 0 de um SLC/500 (protocolo DF1 / FULL DUPLEX), deve-se escolher
a opção: RS-232 DF1 DEVICES, conforme mostrado na figura.

Após esta
seleção, deve-se clicar
no botão “ADD NEW”,
para que este driver
seja adicionado na
lista de drivers
configurados em seu
RSLINX,
possibilitando, após
isto a comunicação
entre computador e CLP. Deve ser dado um nome a este driver, conforme mostrado na
figura à seguir.

Após a confirmação no botão OK da janela mostrada anteriormente, aparecerá uma


janela de configuração do driver
selecionado, configuração esta que
deve ser realizada conforme os
parâmetros de sua montagem e de
seu CLP. Esta janela é mostrada na
figura à seguir.

4.8
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.3. ESTRUTURA DE PROJETO


O RSLogix 500 é baseado em projetos . Projetos são o conjunto completo de arquivos
associados à sua lógica de programa .

4.3.1. APRESENTAÇÃO DO RSLOGIX 500

Como todo software baseado em ambiente Windows, o RSLogix 500 possui todos os
recursos disponíveis deste sistema, tais como: Barra de ferramentas; Barra de Status; Help;
etc..

Na figura à seguir, pode-se verificar a apresentação do RSLogix 500.

Barra de Barra de
Ferramenta Ícones
s Padrão
Barra Barra de
On - Line Ferramentas
de
Árvore do Instruções
projeto
Tela Ladder

Janela de
Barra de Resultados
Status

Nesta apresentação, existe:

• A árvore de projeto, contendo todas as pastas e arquivos do projeto trabalhado.


Normalmente , você pode clicar em um ícone desta árvore e depois clicar com o botão
direito do mouse para abrir um menu que só se aplica ao ícone selecionado . Por ex. ,
se você clicar com o botão direito do mouse em um arquivo de programa , verá
opções para renomear , abrir , ocultar ou mostrar propriedades do arquivo de
programa .

• Tela de Ladder, onde é possível visualizar e editar os arquivos de programa.

• A janela de resultados . Mostra o resultado de uma pesquisa Encontrar Tudo ou um


procedimento de verificação . Você pode ocultar esta janela ou separá-la da janela
do aplicativo , de forma que possa ser colocada em qualquer lugar da tela .

• A barra de menu , que permite selecionar a função dos menus que aparecem
quando você clica em cada uma das seleções nessa barra.

4.9
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

• A barra On-Line que permite selecionar o modo de operação , visualizar edições on-
line ou forças instaladas instantaneamente e até o driver e o número do nó do CLP.

• A barra de ícones padrão que contém muitas funções que você irá usar
repetidamente ao desenvolver ou testar seu programa lógico . Se quiser saber o
que qualquer um dos ícones representa , o RSLogix 500 pode lhe dizer . basta
movimentar o cursor até o ícone . Uma janela de dicas de ferramentas flutuante
aparecerá e informará para que serve o ícone .

• A barra de ferramentas com instruções em guias . Exibe mnemônicos de instruções


em guias de categorias . Quando você clica em um guia de categoria , a barra de
instruções imediatamente acima muda para mostrar essa categoria de instruções .
Clique em uma instrução para inseri-la no seu programa de contatos ( Ladder ) .

• A barra de status que informa o status ou prompts , ao usar o software .

4.3.2. CONFIGURAÇÃO DA COMUNICAÇÃO DO RSLOGIX 500

Faça isso antes de iniciar um novo projeto . As definições que você estabelecer irão
fazer parte do projeto e serão aplicadas quando você tentar carregar qualquer programa
lógico .

Os drivers configurados no RS LINX, estarão disponíveis na configuração da


comunicação do RSLOGIX, como veremos à seguir.

Ao abrir o RS LOGIX, sempre observe no canto inferior esquerdo da barra ON-LINE,


qual o driver que está configurado atualmente.

NOME DO DRIVER
ATIVO NO
RS LOGIX

Caso não exista nenhum driver selecionado, à partir do menu Comunicação, clique em
Comunicação do Sistema, quando irá aparecer a janela mostrada à seguir, na qual deve-se
duplo-clicar no ícone AB-DF1-1 DH485, conforme mostrado, para ativar este driver,
vinculando-o ao projeto.

4.10
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

Após selecionar o driver correto (por exemplo AB_DF1), a barra ON-LINE ficará
conforme mostrado na figura à seguir.

4.3.2.1.1. FUNÇÃO QUEM ESTÁ ATIVO


Outra comodidade disponível nos dois diálogos de comunicação é a função Quem Está
Ativo . A Função Quem Está Ativo mostra quais estações estão conectadas na sua rede
SLC . Você pode usar essas informações para selecionar estações para carregar ,
descarregar ou monitorar on-line . Você também pode mostrar estatísticas de como as suas
comunicações estão funcionando .

Quando você usa o RSLogix 500 para chamar Quem Está Ativo o RSLogix 500 chama
o RSLinx ou Wintelligent Linx e ativa a função Quem Está Ativo . Se o RSLinx ou
Wintelligent Linx não estiver instalado no seu computador , o RSLogix 500 chama o driver
de comunicação do RSLinx Lite ou Wintelligent Linx Lite que está incluído com o software
RSLogix 500 .

Quando a janela Quem Está Ativo aparece , você pode escolher entre visualizar a
configuração da sua rede em modo gráfico ou texto .

4.11
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.3.3. NOVOS PROJETOS

Para criar um novo projeto no menu Arquivo , clique em Novo . O RSLogix pede que
você digite o tipo de controlador com o qual irá se comunicar e cria uma árvore de controle
do projeto . Essa árvore de projeto é o seu ponto de acesso para arquivos de programa ,
tabelas de dados e banco de dados .

O símbolo (-) significa


que o conteúdo da
pasta já está visível .
Clique no símbolo para
reduzir a pasta e É possível renomear os
ocultar o seu conteúdo arquivos . O nome
. dado será exibido no
lugar do nome de
O símbolo (+) significa
ajuste de fábrica . Os
que a pasta contém
arquivos de programa 0
arquivos que não estão
e 1 são internos e não
visíveis . Clique no
podem ser
símbolo para expandir
renomeados .
a pasta e exibir o seu
conteúdo .

4.3.4. PROJETOS EXISTENTES

No Menu Arquivo , clique em Abrir . Use a caixa de diálogo que aparece em seguida
para abrir um projeto de lógica de contatos e/ou seu banco de dados associado .
Dependendo do tipo de ação ( abrir ou importar ) o RSLogix 500 apresenta uma extensão
de arquivo padrão . Porém , você pode selecionar um tipo de arquivo diferente para abrir ou
importar . Certifique-se que o tipo correto está listado na lista de rolagem Arquivos do Tipo ,
na janela Abrir/Importar Programa SLC 500 .

Barra de Divisão

Para obter ajuda sobre os diferentes tipos de arquivos e extensões mantenha a janela
Abrir Arquivo aberta e pressione F1 .

Para abrir vários arquivos no mesmo projeto , você pode dividir a janela de visualização
.

Use o mouse para apontar para a barra de divisão . O ponteiro se transforma em uma
barra dupla com duas setas . Arraste a barra para cima ou para baixo até a sua nova
posição , permitindo visualizar duas vistas da janela .

4.12
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

Não é possível visualizar arquivos de programa de projetos diferentes com apenas um


aplicativo RSLogix 500 rodando no seu computador . É necessário abrir mais de um
aplicativo para trabalhar em vários projetos ao mesmo tempo . Uma vez aberto o projeto ,
porém , você pode arrastar e soltar instruções e dados entre eles .

4.3.5. CONFIGURAÇÃO DE HARDWARE DE E/S (CHASSIS E


MÓDULOS)

Após abrir um projeto , você precisa definir seu chassi , identificar os cartões de E/S
que você está utilizando , indicando a posição da ranhura dentro do gabinete do controlador
e selecionar uma fonte de alimentação para cada gabinete na sua configuração . Uma
aplicação real poderia ter até três gabinetes e muitos módulos de E/S .

Esse procedimentos são executados na janela Configuração de E/S . Para acessar


essa janela , clique duas vezes , no ícone Configuração de E/S na árvore do projeto . Em
seguida , clique em um módulo da lista do lado direito da janela e arraste-o para o slot onde
deseja que ele resida .

Em seguida , ainda pressionando o Clique primeiro em um módulo nessa


botão do mouse , arraste o módulo lista
para este lado .

4.13
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

Clique neste botão


para acessar um
diálogo ( mostrado )
que permite a
seleção do
controlador de onde
você deseja ler a
configuração .

O diálogo de Configuração de E/S permite também que você execute outras tarefas :

• Descobrir se a fonte de alimentação que planejou usar irá fornecer alimentação


suficiente para os módulos que você colocou no gabinete .

• Configurar o módulo analógico e outros módulos especiais .

• Ler a configuração de E/S existente em um nó do controlador na rede


automaticamente .

4.14
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.3.5.1. CARGA DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO

Estas figuras representam a


carga da fonte de alimentação
atual com base na
configuração do módulo .

Essas figuras estimam a


energia disponível antes que
ocorra uma sobrecarga .

É aqui que você recebe


mensagens explicativas sobre
a seleção da fonte de
alimentação .

Acesse o diálogo da Carga da Fonte de Alimentação clicando em Fonte de Alimentação


diálogo Configuração de E/S . O diálogo Carga da Fonte de Alimentação apenas fornece
informações . Não é possível estabelecer nenhuma configuração nesse diálogo . Use-o para
examinar a carga em um gabinete com base na configuração de módulos que você
selecionou .

4.3.5.2. CONFIGURAÇÃO DOS MÓDULOS ANALÓGICOS E


ESPECIAIS
Se você possui um Módulo de E/S Especial na sua configuração , você terá que entrar
com parâmetros adicionais de forma que o módulo possa funcionar corretamente no seu
programa . Você entra com essas informações na janela Configuração de E/S Avançada .
Vá para esse diálogo clicando no botão Config. avançada no diálogo Configuração de E/S .

Para entrar com


essas informações
na janela
Configuração de
E/S Avançada .
Clique no botão
Config. avançada
no diálogo
Configuração de
E/S .

4.15
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.3.5.3. CONFIGURAÇÃO AUTOMÁTICA DE E/S


Se você está off-line e tem as suas Comunicações do Sistema configuradas para
TM TM TM
conexão com um controlador SLC 5/03 , SLC 5/03 ou SLC 5/03 , você pode habilitar
o controlador ler automaticamente a configuração de E/S efetiva e reflita essas informações
na janela Configuração de E/S . Isto pode resultar em economia de tempo considerável .

Para fazer isso , clique no botão Config. Leitura de E/S no diálogo Configuração de
E/S.

4.3.6. ARQUIVOS DE PROGRAMA E TABELA DE DADOS

A árvore do projeto é o seu ponto de partida para criar novos arquivos ou acessar
arquivos existentes . Para criar um novo arquivo , clique com o botão direito no ícone do
arquivo de dados ou programa e ,
Clique com o botão
em seguida , selecione Novo no
direito do mouse e
menu . Você será solicitado a escolha Novo para
fornecer informações sobre o abrir
arquivo .

Os arquivos de programa contém informações de controle , o programa de contatos


principal e programas de subrotinas . Com controladores SLC , você pode Ter 256 arquivos
de programa . Com o controlador Micrologix , você pode Ter até 16 arquivos de programa .

Os arquivos de tabelas de dados contém as informações de status associadas com E/S


externa e todas as outras instruções nos seus arquivos de programa de contatos principal e
de subrotinas . Além disso , esses arquivos armazenam informações a respeito da operação
do controlador . Você também pode usar os arquivos para armazenar receitas e tabelas de
referência , caso necessário .

4.16
SOFTWARE DE PROGRAMAÇÃO RSLOGIX 500

4.4. EXERCÍCIOS

4.4.1. Criar projeto

• Criar um novo projeto com as seguintes características:

Nome⇒ CURSO SLC

Configuração de Hardware de E/S⇒ Idêntica aos componentes do Kit didático


fornecido.

• Verificar as condições de carga da fonte de alimentação, indicando abaixo qual o


modêlo mais adequado:

Fonte⇒ .................................

4.17