Você está na página 1de 2

Guião Apresentação Oral: “É tempo de pensar na minha vida”

Então, hoje irei apresentar-vos o livro “É tempo de pensar na minha vida”, de Samantha Rugen.
Samantha é uma escritora britânica e atualmente vive em Liverpool. A editora deste livro foi a
Editoria Presença. Ele foi publicado em 1997 no Reino Unido e traduzido em 2000 para
português.
Esta obra está dividida em 14 capítulos e faz parte de uma coleção denominada “Clube das
amigas”, em que os livros têm todos uma semelhança e conexão. Narram problemas
psicológicos, pessoais, escolares e sociais que estão a acontecer em raparigas na fase da
adolescência.

Posto isto, o livro “É tempo de pensar na minha vida” retrata um diário que é escrito pela Jayne,
uma rapariga de 13 anos que começa a sentir os seus primeiros sinais de puberdade e que
posteriormente, só lhe estão a dificultar o início do novo ano letivo. Para piorar ainda mais a
situação, a sua melhor amiga Emily mudou subitamente de cidade, a sua irmã mais nova está
cada vez mais insuportável, empenhando-se numa fase de afirmação de personalidade e coisas
muito estranhas começaram a acontecer no seu grupo de amigos.
No entanto, a Jayne conta com uma avó super-hiper-mega-fixe com quem troca muitas cartas e
que lhe dá ótimos conselhos, particularmente importantes numa altura em que esta começa a
despertar interesse pelo sexo oposto, vivendo uma desconhecida, mas intensa paixão pelo
Jonathan.

Ao ler este livro, a escritora pretende encaminhar-nos para os tempos de adolescência, que no
meu caso eu ainda o estou a passar. Ela transmite-nos a ideia de que a adolescência é o mundo
das paixões, das preocupações, dos desgostos e das alegrias, e que é a partir daí que
começamos a ter uma vida própria.

Ao longo da obra, a autora não recorre muito à caracterização das personagens, mas ela usa
bem as palavras para descrever as emoções de Jayne, narrando cada sensação com muita
particularidade e especificidade, que automaticamente coloca o leitor a sentir o mesmo que a
Jayne, e isso faz com que cada momento do livro seja belo e especial.

A autora acaba por passagem uma mensagem muito importante em relação à amizade e
proximidade existente entre a Jayne e a sua avó, pois estas trocavam muitas cartas e apesar de
os recursos tecnológicos serem diferentes dos de hoje em dia, elas arranjavam maneira de
manter aquela relação sempre ativa. Nos dias que correm é pouca a convivência entre os jovens
e os avós, já não existe aquela relação forte que havia antigamente, já não há aquelas
brincadeiras; conversas; desabafos; e a escritora quer chamar atenção para isso. Os avós
contribuem para o nosso equilíbrio emocional e dão sempre boas sugestões, por isso não os
devemos esquecer, mas sim falar dar-lhes atenção e amor.

Em seguida, decidi selecionar algumas frases do livro para vos apresentar que achei bastante
engraçadas, interessantes e expressivas.

“Os professores distribuem trabalhos de casa como quem distribui roupa fora de moda.”
“Fui apanhada por uma onda súbita de depressão e fiquei cheia de medo dos beijos da meia-
noite, porque o mais provável era ficar sentada num canto, tipo planta decorativa.”
“Não posso passar a vida à espera que o destino me chame, tenho de sair e deitar-lhe a mão.”

Para finalizar, eu queria recomendar a todos vós a leitura deste livro afável, com muitas
descobertas, diversão, desejo e ternura. É um livro pequeno e de leitura fácil, com uma grande
mistura de emoções.
Escolhi este livro, pois identifiquei-me muito com ele visto que o seu tema é a adolescência, algo
que estou a passar.
Por outro lado, ao ler este livro percebi que não nos devemos preocupar tanto com a fase da
adolescência, pois afinal é apenas uma fase do crescimento humano, em que temos que
aprender a viver com um corpo que se vai tornando cada vez mais diferente, feminino e
sedutor.

Gostei muito da parte em que a Jayne e o Dave se declararam e, em seguida, se beijaram, numa
festa, pois eles passaram a obra toda desencontrados no amor, pensando que ambos eram só
bons amigos, afirmando gostarem de outras pessoas. No entanto, quando realmente
perceberam que gostavam um do outro, revelaram finalmente uma grande maturidade e
sensatez que mesmo eles nem sabiam que a tinham, e apreciei a maneira como eles lidaram
com esta inesperada sensação.
Este livro é importante porque a adolescência faz parte da vida de toda a gente, então podemos
ler este livro para compreender os outros e até mesmo cada um de nós!
Por último, decidi selecionar uma frase do psicólogo Sandro Tubini que achei bastante correta e
explícita: «A adolescência é uma fase de crise de identidade na qual a pessoa se encontra
velho demais para ser um bebê e jovem demais para ser adulto.»

Você também pode gostar