Você está na página 1de 21

Site para consultas técnicas

REDUTOR A ROSCA SEM FIM - DIMENSIONAMENTO

Este trabalho é didático e simplificado e foi elaborado com o intuito de auxiliar projetistas a calcular, de
forma rápida e segura, um redutor ou par de rosca sem fim e coroa não seriada
Há uma grande diferença em calcular engrenagens para uma linha de redutores fabricados em série e
projetar um redutor para o acionamento de uma ou algumas máquinas especiais. No projeto de redutores
fabricados em série, os dados de torque e potência, calculados sem elevados fatores de segurança, são
fornecidos em um catálogo e o usuário deverá saber selecionar de acordo com as características da
máquina. No caso de redutores ou par de rosca e coroa avulsos, os cálculos tem que ter boa margem de
segurança porque os dados fornecidos ao projetista na maioria das vezes são inexatos. Para maior
conhecimento entre nos sites
site

apostila

Para facilitar os cálculos use a planilha


Para ser mais didático e objetivo na economia de
tempo, vamos utilizar o exemplo de um guincho de
arraste instalado em um pátio de manobras de vagões
de carga até 30t, com capacidade de tração = 5000N e
velocidade de 35m/min (0,58m/s).
Diâmetro do cabo 6,4mm; tipo 6x41WS- carga de
ruptura 2,7tf - 27000N
Diâmetro De para cálculo = 133mm

Cálculo da rotação no eixo do tambor/eixo da coroa


𝑣 35𝑚/𝑚𝑖𝑛
𝑛2 = = = 84𝑟𝑝𝑚
𝜋 ∗ 𝐷𝑒 3,14 ∗ 0,133𝑚

Potência do motor
𝑇∗𝑣 5000𝑁 ∗ 0,58𝑚/𝑠
𝑃= = = 4,14𝑘𝑊
1000 ∗ 𝜂 1000 ∗ 0,7
 - rendimento aproximado do conjunto rosca sem fim -
coroa = 0,7

Seleção da rotação do motor (polaridade) – motor de 4 polos (1700rpm à 60Hz), são os mais utilizados
Redução do par sem fim e coroa

𝑟𝑜𝑡𝑎çã𝑜 𝑑𝑜 𝑚𝑜𝑡𝑜𝑟 𝑛1 1700𝑟𝑝𝑚


𝑖= = = = 20,3 → 20
𝑟𝑜𝑡𝑎çã𝑜 𝑛𝑜 𝑒𝑖𝑥𝑜 𝑑𝑎 𝑐𝑜𝑟𝑜𝑎 𝑛2 84𝑟𝑝𝑚

Número de dentes da coroa 𝒁𝟐 e número de entradas (quantidade de filetes) do sem fim 𝒁𝟏 .


Conforme norma AGMA, o número de dentes da coroa não pode ser inferior a 20 e reduções menores do
que 1:30 devem ter mais de 1 entrada.
Número de entradas do sem fim, número de dentes da coroa conforme linha de redutores a rosca sem fim
da Redutores Transmotécnica Ltda. (1980)

Para redução 1:20:

𝑍1 = 2 entradas − 2 filetes
𝑍2 = 40 dentes

Cálculo do valor aproximado do módulo

3 𝑃(𝑘𝑊) 3 4,4𝑘𝑊
𝑚𝑎𝑝 = 520 ∗ ( √ ) = 520 ∗ ( √ ) = 4,84𝑚𝑚
5 ∗ 𝑍2 ∗ 𝑛2 ∗ 𝜎𝑒 5 ∗ 40 ∗ 84𝑟𝑝𝑚 ∗ 320𝑁/𝑚𝑚²

Especificação do material da coroa


https://shockmetais.com.br/tabelas/bronze/plig

1kgf/mm² = 10N/mm²

Seleção do módulo normal - módulo do caracol que irá fresar os dentes. Módulo 5
Módulos mais utilizados: 1 – 1,25 – 1,5 – 2 – 2,25 – 3 – 4 – 5 – 6 – 7 – 8 – 10 – 12 – 16 – 20mm
Diâmetro primitivo aproximado da rosca sem fim

3 𝑃 3 4,4𝑘𝑊
𝑑𝑠𝑓 = 220 ∗ √ = 220 ∗ √ = 30,2𝑚𝑚 → 40𝑚𝑚
𝑛1 1700𝑟𝑝𝑚

Nota: O diâmetro primitivo definitivo da rosca sem fim será reajustado posteriormente em função do entre
centros do conjunto. Após os cálculos na planilha, chegamos ao valor de 40mm

Cálculo do ângulo de inclinação do filete da rosca em função do módulo normal e dîametro primitivo 40mm

𝑚 ∗ 𝑁𝑒 5𝑚𝑚 ∗ 2
𝛽 = 𝑡𝑎𝑛−1 ( ) = 𝑡𝑎𝑛−1 ( ) = 14°
𝑑𝑠𝑓 40𝑚𝑚
Ângulo de pressão selecionado a = 20°

Módulo aparente
𝑚 5
𝑚𝑎 = = = 5,15𝑚𝑚
𝑐𝑜𝑠𝛽 𝑐𝑜𝑠14°

Passo axial no s/fim- passo transv. da coroa


𝑃𝑥 = 𝑚𝑎 ∗ 𝜋 = 5,15 ∗ 𝜋 = 16,19𝑚𝑚

Avanço axial na rosca do sem fim


𝑎 = 𝑃𝑥 ∗ 𝑁𝑒 = 16,19 ∗ 2 = 32,38𝑚𝑚

Diâmetro primitivo da coroa


𝐷𝑐 = 𝑚𝑎 ∗ 𝑍2 = 5,15 ∗ 40 = 206,16𝑚𝑚

Distância entre centros calculada 2 entradas - filetes


𝐷𝑐 + 𝑑𝑠𝑓 206,16𝑚𝑚 + 40𝑚𝑚
𝐶= = = 123,08𝑚𝑚
2 2
Caso queira ajustar o valor do entre centros, modifique o diâmetro
primitivo do sem fim

Diâmetro primitivo máximo e mínimo da rosca conforme norma


AGMA. Dimensões em mm
𝐶 0,875 𝐶 0,875 1230,875 1230,875
≤ 𝑑𝑠𝑓 ≤ → ≤ 𝑑𝑠𝑓 ≤ → 34 < 40 < 63
2 1,07 2 1,07

Comprimento mínimo da rosca conforme AutoCad – Inventor


𝑏1 = 2,5 ∗ 𝑚𝑎 ∗ √𝑍2 + 1 = 2,5 ∗ 5,15 ∗ √40 + 1 = 83𝑚𝑚

Velocidade periférica do sem fim − Vp = 𝜋 ∗ 𝑑𝑠𝑓 ∗ 𝑛1


= 𝜋 ∗ 0,04 ∗ 1700 = 213𝑚/𝑚𝑖𝑛

Cálculo da velocidade de escorregamento entre os dentes

𝜋 ∗ 𝑑𝑠𝑓 ∗ 𝑛1 𝜋 ∗ 40 ∗ 1700
𝑉𝑒 = = = 220𝑚/𝑚𝑖𝑛
𝑐𝑜𝑠𝛽 ∗ 1000 𝑐𝑜𝑠14° ∗ 1000
Rendimento do conjunto

Conforme gráfico f = 0,04


𝑐𝑜𝑠𝛼 − 𝑓 ∗ 𝑡𝑎𝑛𝛽 𝑐𝑜𝑠20 − 0,04 ∗ 𝑡𝑎𝑛14
𝜂= = = 0,85
𝑐𝑜𝑠𝛼 + 𝑓 ∗ 𝑐𝑜𝑡𝛽 𝑐𝑜𝑠20 + 0,04 ∗ 𝑐𝑜𝑡14

Momento de torção no eixo da coroa


9550 ∗ 𝑃 ∗ 𝜂 9550 ∗ 4,4𝑘𝑊 ∗ 0,85
𝑀2 = = = 420,2𝑁𝑚
𝑛2 85𝑟𝑝𝑚

Forças atuantes no engrenamento

𝐹𝑡 = Força tangencial na rosca sem fim


9550 ∗ 𝑃 2 9550 ∗ 4,4𝑘𝑊 ∗ 2
𝐹𝑡 = ∗ = = 1236𝑁𝑚
𝑛1 𝑑𝑠𝑓 1700𝑟𝑝𝑚 ∗ 0,04𝑚

𝐹𝑡
𝐹=
𝑐𝑜𝑠𝛼 ∗ 𝑠𝑒𝑛𝛽 + 𝑓𝑐𝑜𝑠𝛽

1236𝑁𝑚
𝐹= = 4634𝑁𝑚
𝑐𝑜𝑠20 ∗ 𝑠𝑒𝑛14 + 0,04 ∗ 𝑐𝑜𝑠14

𝐹𝑎 = 𝐹 ∗ (𝑐𝑜𝑠𝛼 ∗ 𝑐𝑜𝑠𝛽 − 𝑓𝑠𝑒𝑛𝛽)

𝐹𝑎 = 4634 ∗ (𝑐𝑜𝑠20 ∗ 𝑐𝑜𝑠14 − 0,04 ∗ 𝑠𝑒𝑛14) = 4179N

𝐹𝑟 = 𝐹 ∗ 𝑠𝑒𝑛𝛼 = 4634 ∗ 𝑠𝑒𝑛20° = 1585𝑁

Largura de face dos dentes da coroa - máximo 2/3 do


diâmetro externo da rosca sem fim
𝑑𝑒 = 𝑑𝑠𝑓 + 2 ∗ 𝑚𝑎

(𝑑𝑠𝑓 + 2 ∗ 𝑚𝑎 ) ∗ 2 (40 + 2 ∗ 5,15) ∗ 2


𝑏= = = 33,5𝑚𝑚
3 3
Verificações relativas à resistência dos dentes da coroa
Resistência a flexão do pé do dente. Cálculo da tensão atuante sobre um dente da coroa

Equação de Lewis adaptada pela Universidade de Buckingham com fatores de segurança norma AGMA
𝐹𝑎 ∗ 𝐾𝑣 ∗ 𝐾𝑜 ∗ 𝐾𝑚 4179𝑁 ∗ 1,3 ∗ 1,25 ∗ 1,3 134,2𝑁
𝜎= = =
𝑚∗𝜋∗𝑏∗𝑦 5𝑚𝑚 ∗ 3,14 ∗ 33,5𝑚𝑚 ∗ 0,125 𝑚𝑚²

No resultado, pode se considerar que sempre haverá mais de


um dente engrenado dividindo a pressão específica nos dentes

sem fim

coroa

Fator dinâmico 𝑲𝒗 - velocidade em m/s

Engrenagens de ferro fundido


3+𝑣
𝐾𝑣 =
3
Engrenagens com dentes usinados sem precisão
6+𝑣
𝐾𝑣 =
6
Engrenagens com dentes usinados com precisão 50 + √200 + 𝑣
𝐾𝑣 =
50
Engrenagens com dentes retificados 78 + √200 + 𝑣
𝐾𝑣 =
78

220𝑚/𝑚𝑖𝑛
50 + √200 + 𝑣 50 + √200 + 60
𝐾𝑣 = = = 1,3
50 50
Opção de consulta para o fator dinâmico 𝐾𝑣
Verificação da tensão limite de resistência à fadiga do material utilizado na coroa considerando
a flexão no pé do dente

𝑆𝑛 = limite corrigido de resistência à fadiga por flexão a 10^6 ciclos (ensaio de Moore)
𝑆𝑛 = 𝑆𝑛′ ∗ 𝐶𝐺 ∗ 𝐶𝑆 ∗ 𝐾𝑟 ∗ 𝐾𝑡
𝑆𝑛′ = limite de resistência à fadiga por flexão 𝑆𝑛′ = 0,4 ∗ 𝑆𝑢 para o bronze
𝑆𝑢 = limite último de resistência à tração do material
𝑆𝑛′ = 0,4 ∗ 𝑆𝑢 = 0,4 ∗ 630𝑁/𝑚𝑚² = 252𝑁/𝑚𝑚²
Fatores de correção
CG = coeficiente relativo ao tamanho do dente. Quanto maior, tanto maior a possibilidade de quebra por
fadiga
1 para módulos menores ou iguais a 5mm
0,85 para módulos maiores
CG (módulo 5) = 1

Para segurança máxima, selecione o valor menor


𝐾𝑟 = Fator confiabilidade admitido = 0,8

CS = fator relativo ao acabamento superficial = 0,9


345
𝐾𝑡 =
275 + 𝑇(°𝐶)
𝐾𝑡 = 1 (temperatura ambiente menor do que 70°)

𝑆𝑛 = 𝑆𝑛′ ∗ 𝐶𝐺 ∗ 𝐶𝑆 ∗ 𝐾𝑟 = 252𝑁/𝑚𝑚² ∗ 1 ∗ 0,9 ∗ 0,8 = 181,4𝑁/𝑚𝑚²


OK. Tensão atuante no pé do dente menor do que resistência à fadiga do material 𝜎 < 𝑆𝑛

Coeficiente de segurança considerando o esforço sobre um único dente


𝑆𝑛 181,4𝑁/𝑚𝑚²
= = 1,35
𝜎 134,2𝑁/𝑚𝑚²

Se precisar aumentar o fator de segurança, tem que aumentar o valor do módulo que, obrigatoriamente,
aumentará o diâmetro da coroa e o entre centros. Ou selecionar material da coroa com maior resistência

Verificação dos esforços sobre o eixo sem fim


Momentos
𝐹𝑎 ∗ 𝑑𝑠𝑓 4179𝑁 ∗ 40𝑚𝑚
𝑀𝑓1 = = = 41793𝑁𝑚𝑚
4 4
𝐹𝑟 ∗ 𝑙 1585𝑁 ∗ 200𝑚𝑚
𝑀𝑓2 = = = 79241𝑁𝑚𝑚
4 4
l = distância entre os mancais = 200mm

Momento fletor transversal


𝐹𝑡 ∗ 𝑙 1236𝑁 ∗ 200𝑚𝑚
𝑀𝑓𝑡 = = = 61794𝑁𝑚𝑚
4 4
Momento fletor final

2
𝑀𝑓 = √(𝑀𝑓1 + 𝑀𝑓2 )² + 𝑀𝑓𝑡 = √121034² + 61794² = 135896𝑁𝑚𝑚

- Momento de torção - plano transversal


𝐹𝑡 ⋅ 𝑑𝑠𝑓 1236𝑁 ∗ 40𝑚𝑚
𝑀𝑡 = = = 24720𝑁𝑚𝑚
2 2

Momento ideal

∝ 1,7
𝑀𝑖 = √𝑀𝑓2 + ( ∗ 𝑀𝑡 ) ² = √135896² + ( ∗ 24720) ² = 121664𝑁𝑚𝑚
2 2

∝= coeficiente de Bach
𝜎𝑓𝑎𝑑𝑚
∝=
𝜏𝑡𝑎𝑑𝑚
𝜎𝑓 = Tensão admissível de flexão
𝜏𝑡 = Tensão admissível de torção

Coeficiente de Bach

Diâmetro mínimo do sem fim considerando a tensão admissível

3 𝑀𝑖 3 121664𝑁𝑚𝑚
𝑑𝑠𝑓 = √ =√ = 25𝑚𝑚
0,1 ∗ 𝜎𝑎𝑑𝑚 0,1 ∗ 80𝑁/𝑚𝑚²
Reações nos mancais do eixo sem fim

Em função da força radial


𝐹𝑟 1585𝑁
𝑅𝑎 = 𝑅𝑏 = = = 792,5𝑁
2 2

Em função da força axial em um único sentido ou rolamento


(𝑅𝑎 )
𝑅𝑎 = 𝐹𝑎 = 4179𝑁

Seleção dos rolamentos para o eixo sem fim


Vida desejada para o rolamento: 10000hs. → fh = 2,45
Rpm no eixo: 1700rpm --> fn = 0,32 – rolamento de rolos
𝑅𝑎 ∗ 𝑓ℎ 4179𝑁 ∗ 2,45
𝐶= = = 31995𝑁
𝑓𝑛 0,32
Dimensões SKF 30307 Dados do encosto Dados de cálculo
Para o lado oposto ao
motor

Dimensões SKF 30208 Dados do encosto Dados de cálculo


Para o lado do motor

Dimensões gerais do eixo sem fim


Verificação da chaveta da ponta de eixo do sem fim / ligação com o motor

Conforme norma DIN 6885, para eixo de 28 mm – Chaveta 8 x 7mm


Material da chaveta: Aço SAE1045.
Tensão admissível de compressão 130N/mm²
Força tangencial exercida sobre a chaveta
Ponta de eixo do motor
9550 ∗ 𝑃 2 9550 ∗ 4,4𝑘𝑊 ∗ 2
𝐹𝑡 = ∗ = = 1766𝑁
𝑛1 𝑑 1700𝑟𝑝𝑚 ∗ 0,028𝑚

Verificando a chaveta pela tensão de compressão (esmagamento)


𝐹𝑡 1766𝑁
𝜎= = = 11,9𝑁/𝑚𝑚²
𝑡2 ∗ 𝐸 3,3𝑚𝑚 ∗ 45𝑚𝑚
𝑂𝐾 − 𝜎 < 𝜎𝑎𝑑𝑚 Ponta do eixo vazado do
redutor

Seleção dos rolamentos para o eixo da coroa


Forças de reação
Forças conforme cálculos anteriores
𝐹 = 4634𝑁

𝐹𝑎 = 4179𝑁

𝐹𝑟 = 1585𝑁
A força tangencial na coroa tem o mesmo valor da força axial no
sem fim
𝐹𝑡𝑐 = 𝐹𝑎 = 4179𝑁

𝐶𝑟 = √𝐹𝑟 ² + 𝐹𝑡𝑐 ² = √1585² + 4179² = 4470𝑁

Reações nos mancais devido ao engrenamento

Carga radial
𝐶𝑟 4470𝑁
𝑅𝑎 = 𝑅𝑏 = = = 2235𝑁
2 2

Reação no mancal devido a tração no cabo exercida no eixo do


tambor. Considerando o cabo todo enrolado e próximo ao mancal
do redutor.
Vista em planta

T = 5000N
5000𝑁 ∗ 198𝑚𝑚
𝑅𝑐 = = 3700𝑁
(198 + 70)

Vida desejada para os rolamentos:


10000hs. → fh = 2,6
Rpm no eixo: 85rpm → fn = 0,7 – rolamento de
esferas.

Cálculo considerando a maior carga sobre o


rolamento
𝑅𝑐 ∗ 𝑓ℎ 3700𝑁 ∗ 2,6
𝐶= = = 13361𝑁
𝑓𝑛 0,72
Rolamento SKF 6012
Dimensões do encosto

Dimensões do eixo de saída


Nota: Optaremos por eixo de saída vazado prevendo a substituição futura deste redutor por um de série.
As dimensões diâmetro e rasgos de chaveta devem ser as mesmas.
Material existente na praça

Dimensões com a peça já usinada

Eixo de saída de redutor fabricado em série – Redutor Siti MU 110


http://www.sitiriduttori.it/#/chHome
Verificação da chaveta para ligação da coroa ao eixo de saída

Conforme norma DIN 6885, para eixo de 60 mm – Chaveta 18 x 11mm


O material menos resistente ao esmagamento é o da coroa
Material da coroa: Bronze TM620
Tensão admissível de compressão 80N/mm²
Força tangencial exercida sobre a coroa
9550 ∗ 𝑃 ∗ 𝜂 2 9550 ∗ 4,4𝑘𝑊 ∗ 0,85 ∗ 2
𝐹𝑡 = ∗ = = 14006𝑁
𝑛2 𝑑 85𝑟𝑝𝑚 ∗ 0,06𝑚
𝜂 = rendimento do engrenamento

Verificando a pressão específica da chaveta sobre a área de contato da coroa. Tensão de esmagamento
𝐹𝑡 14006𝑁
𝜎= = = 63,6𝑁/𝑚𝑚²
𝑡2 ∗ 𝐸 4,4𝑚𝑚 ∗ 50𝑚𝑚
𝑂𝐾 − 𝜎 < 𝜎𝑎𝑑𝑚

Dimensões externas do redutor


http://ftp.demec.ufpr.br/disciplinas/TMEC038/Prof.Adriano_Scremin/Cap%C3%ADtulo%2013%20-
%20Engrenagens%20em%20geral.pdf
𝑃𝑛 5∗𝜋 Na engrenagem helicoidal
𝑁𝑎 𝑐𝑜𝑟𝑜𝑎 𝑃𝑡 = = = 16,19
𝑐𝑜𝑠𝜓 𝑐𝑜𝑠14°
𝑚∗𝜋 5∗𝜋
𝑁𝑜 𝑠𝑒𝑚 𝑓𝑖𝑚 𝑃𝑥 = = = 16,19
𝑐𝑜𝑠𝜆 𝑐𝑜𝑠14°

𝑍2 ∗ 𝑃𝑡 40 ∗ 16,19
𝐷𝑐 = = = 206,12
𝜋 𝜋

𝑎 = 𝑃𝑥 ∗ 𝑁𝑒 = 16,19 ∗ 2 = 32,37

𝑎
𝜆 = 𝑡𝑎𝑛−1 ( ) = 14°
𝜋 ∗ 𝑑𝑠𝑓
Dados de fabricantes

Dimensões e dados técnicos de redutores a rosca sem fim Xevex – Redutores Transmotécnica
Ltda. (1980)
REDUTORES A ROSCA SEM FIM LINHA I DA SITI
http://www.sitiriduttori.it/#/chHome
Lista de peças linha MI - Siti

Rolamentos

Você também pode gostar