Você está na página 1de 4

Lista de Exercı́cios II

Fı́sica Geral IV
1) Considere uma microonda com um comprimento de onda de 1 cm. Calcule:

(a) a frequência desta onda eletromagnética;


(b) o perı́odo das oscilações eletromagnéticas;
(c) a frequência angular das oscilações eletromagnéticas.

3) O raio médio da Terra é de 6, 4 x 106 m e a distância média Terra-Sol é de 1, 5 x 108


km. Qual é a fração da radiação eletromagnética emitida pelo Sol que é interceptada pelo
disco da Terra? Suponha uma lei que varie com o inverso do quadrado da distância para
o decréscimo da intensidade, medida em W/m2 .

6) Um cabo coaxial é feito de um fio central de raio a, envolto por um tubo fino de metal
de raio b. Faz-se vácuo no espaço entre os condutores.

(a) determinar a capacitância por unidade de comprimento deste cabo coaxial.


(Sugestão: Imaginar carpas opostas e iguais no fio e no tubo.);
(b) determinar a indutância por unidade de comprimento desde cabo coaxial.
(Sugestão: Imaginar uma corrente i atravessando o fio central e voltando ao longo do
tubo.) Resposta: (a) 2π0 /ln(b/a). (b) (µ0 /2π)ln(b/a)

12) Uma onda eletromagnética está se deslocando ao longo da direção dos y negativos.
Numa certa posição e num determinado instante, o campo elétrico está ao longo do eixo
Oz, no sentido positivo, e tem um módulo de 200 V /m. Quais são o sentido e o módulo
do campo magnético?
Resposta: 6, 6 x 10− 7 T , no sentido negativo do eixo Ox.

15) As equações para o campo magnético de uma onda eletromagnética no espaço vazio
são Bx = B sen (ky + ωt ), By = Bz = 0.

(a) Qual o sentido da propagação?;


(b) Escreva as equações para o campo elétrico.

20) Escreva a expressão da corrente de deslocamento de um feixe de ondas eletro-


magnéticas, através de um retângulo de altura h e largura dx perpendicular ao campo
elétrico da onda eletromagnética.

Resposta: did = −0 hm Em cos (kx − ωt)dx

21) A luz solar incide na alta atmosfera terrestre à razão de 2, 0 caloria por centı́metro
quadrado e por minuto. Calcule Em e Bm para a luz solar, supondo-se que ela seja uma
radiação análoga à da Fig. 41-12.

1
22) Um fio de cobre n.° 10 (diâmetro 0.25 cm: resistência 1, 00 Ω por 305 m) conduz
uma corrente de 25 A. Determine:

(a) E;
(b) B;
(c) S em um ponto da superfı́cie do fio.

Resposta: (a) E = 8, 2 x 10− 2 V /m, paralelo ao fio. (b) B = 3, 9 x 10− 3 T , tangente ao


fio e perpendicular ao seu eixo. (c) S = 260 W/m2 , radialmente para dentro.

2
27) Um cabo coaxial (raio interno a, raio externo b) é usado como uma linha de trans-
missão entre uma bateria ε e um resistor R, como mostra a Fig. 41-18.

(a) Calcular E, B para a < r < b;


(b) Calcular o vetor de Poynting S para a < r < b;
(c) Por meio de uma interação conveniente do vetor de Poynting, mostrar que a
potência total, escoando através da seção transversal anular a < r < b, é ε2 /R. Isso é
razoável?;
(d) Mostrar que o sentido de S é sempre da bateria para o resistor, não
importando de que forma a bateria esteja ligada.
29) A Fig. 41-19 mostra um condutor cilı́ndrico de comprimento l, raio a, resistividade
ρ, percorrido por uma corrente i.

(a) Mostre que, em qualquer ponto da superfı́cie, o vetor de Poynting é normal à


superfı́cie, como na figura;
(b) Mostre que a potência do fluxo de energia através do condutor, obtida por
integração do vetor de Poynting sobre essa superfı́cie é igual à taxa de produção de
energia térmica por efeito Joule, isto é,

3
I
S.dA = −i2 R

em que dA é o vetor associado a um elemento de área da superfı́cie cilı́ndrica. Isso


mostra que, de acordo com o conceito de vetor de Poynting, a energia térmica que
aparece num resistor não penetra através dos fios de ligação e sim através do espaço
adjacente a esses condutores e ao resistor. (Sugestão: E é paralelo ao eixo do cilindro,
isto é, a i; as linhas de força de B formam circunferências coaxiais com o cilindro, e seu
sentido é dado pela regra da mão direita.)

Você também pode gostar