Você está na página 1de 6

Índice

Introdução........................................................................................................................................3

Unidade 4: O Vírus HIV, Composição e Ciclo de Vida..................................................................4

O ciclo de vida.................................................................................................................................4

Unidade 5: Transmissão do HIV.....................................................................................................5

Conclusão........................................................................................................................................6

Bibliografia......................................................................................................................................7
Introdução

O vírus da imunodeficiência humana (VIH), é da família dos retrovírus, é o responsável pelo


SIDA (AIDS). O Sida é uma doença incurável, mas prevenível. Transmite-se através das
relações sexuais não protegidas (penetração sem preservativo), transfusões de sangue não triado,
agulhas e seringas contaminadas. (mais frequentemente as usadas para injectar droga) e de uma
mãe infectada para o seu filho durante a gravidez, o parto ou amamentação. Sendo assim, neste
trabalho pretende-se fazer um resumo das unidades 4 e 5 do manual de Habilidades para a Vida e
HIV-SIDA.

Portanto, o trabalho é de extrema importância uma vez que versa sobre uma das doenças mais
preocupante da nossa sociedade e que não tem cura, munindo de conhecimentos que leva ao caro
leitor a evitar e procurar formas da não propagação da mesma. Sobre a organização do trabalho,
este comporta a seguinte estrutura: introdução, desenvolvimento, conclusão e as referências
bibliográficas usadas para a sua realização.

3
Unidade 4: O Vírus HIV, Composição e Ciclo de Vida

O vírus da imunodeficiência humana (VIH), também conhecido por HIV (sigla em inglês para
human imunodeficiency vírus), é da família dos retrovírus e o responsável pelo SIDA. Esta
designação contém pelo menos duas sub-categorias de vírus, o HIV-1 e o HIV-2. Entre o grupo
HIV-1 existe uma grande variedade de subtipos designados de -A a -J. Porém com o passar dos
anos, surgiram novas subcategorias desse vírus, devido a pessoas portadoras se relacionarem
com outras também portadoras deste vírus e ocasionar uma mistura genética entre seus tipos.

Já dentro do corpo, o vírus infecta principalmente uma importante célula do sistema


imunológico, designada como linfócito T CD4+ (T4).

De uma forma geral, o HIV é um retrovírus que ataca o sistema de defesa humano causando a
síndrome da imunodeficiência adquirida ou SIDA

O ciclo de vida

O HIV entra no linfócito auxiliar (Helper) T CD4+ ao ligar-se à molécula CXCR4 ou às


moléculas CXCR4 e CCR5, dependendo do estágio no qual a infecção pelo HIV se encontra.
Uma proteína cofator (fusina) é requerida para auxiliar na ligação do vírus à membrana da célula
T. Durante as fases iniciais de uma típica infecção pelo HIV, as duas moléculas CCR5 e CXCR4
estão ligadas, enquanto um estágio mais avançado da infecção geralmente envolve mutações do
HIV que apenas ligam-se à molécula CXCR4.

Uma vez que o HIV está ligado ao linfócito T CD4+, um estrutura viral conhecida como GP41
penetra na membrana celular e o RNA do HIV e várias enzimas, incluindo (mas não limitada) à
transcriptase reversa, integrase e protease são injectadas na célula.

Uma vez que a célula T hospedeira não processa o RNA em proteínas, o próximo passo é gerar
um DNA a partir do RNA do HIV usando a enzima transcritase reversa para que ocorra a
transcrição reversa. Se bem sucedida, o DNA pró-viral deve ser então integrado ao DNA da
célula hospedeira usando a enzima integra-se. Se o DNA pró-viral é integrado ao DNA da célula
hospedeira, a célula torna-se altamente infectada, mas não produzindo activamente proteínas do

4
HIV. Esse é o estágio latente do HIV, uma infecção durante a qual a célula infectada pode ser
uma "bomba não explodida" potencialmente por um longo tempo.

Unidade 5: Transmissão do HIV

O vírus é mais frequentemente transmitido pelo contacto sexual (característica que faz do SIDA
uma doença ou infecção sexualmente transmissível), pelo sangue (inclusive em transfusões),
durante o parto (mãe para o filho) ou, mais raramente, durante a gravidez.

Apesar de difícil, pode ocorrer pelo contacto directo com sangue, como por exemplo se
esguichar nos seus olhos. Mas no caso do sangue, é mais comum com seringas trocadas entre
usuários de drogas ou em reutilização em hospitais (por isto, lembre-se de sempre exigir que a
embalagem da seringa seja aberta na sua frente).

No contacto sexual, pode ser qualquer tipo de sexo, como oral, vaginal e anal ou até em casos
mais raros como a língua, apesar de ser mais difícil de ocorrer (ainda sim, possível). A
transmissão do HIV durante o contacto sexual pode ser facilitada por vários factores, incluindo:

1. A penetração anal ou vaginal sem protecção,

2. A presença concomitante de doenças sexualmente transmissíveis, especialmente aquelas


que levam ao aparecimento de feridas genitais,

3. As lesões genitais durante a relação sexual e

4. A quantidade mais elevada de vírus no sangue da pessoa infectada.

Em beijos é raro, pois o vírus não sobrevive a certas substâncias da saliva As laminas usadas,
facas ou instrumentos cortantes ou penetrantes, também representam um risco para a propagação
do HIV.

5
Conclusão
Chegado a parte final do resumo das unidades 4 e 5do manual de Habilidades para a Vida e HIV-
SIDA, é de realçar que foi tão bom realizar o trabalho pois cheguei de perceber que existe uma
célula responsável pela defesa do organismo, onde o vírus de HIV se instala e infecta designada
Linfócito T CD4+ (T4). Ainda reconheci que o vírus HIV é mais frequentemente transmitido
pelo contacto sexualmente característica que faz do SIDA uma doença ou infecção sexualmente
transmissível.

6
Bibliografia

LOURENÇO, Aurélio Piano Luís. Módulo de Habilidades de Vida e HIV-SIDA, 2º Ano. Manual
de Tronco Comum. Centro de Ensino à Distância – Universidade Católica de Moçambique.

Você também pode gostar