Você está na página 1de 16

TEMA do MÊS de JANEIRO: Gênesis – da Criação a Promessa

A História dos Começos

Deus criou o mundo e viu que tudo que fez era bom.
Precisamos ensinar as crianças a louvar a Deus pela sua criação e sentir-se responsável por cuidar bem
dela.

Mas Deus também nos fez promessas.


Precisamos ensinar aos pequeninos a conhecer e tomar posse de tudo aquilo que o Senhor tem para
nossas vidas.

A Bíblia é um rico Manual de Vida, que o Autor da Criação nos deixou para que conhecêssemos a Suas
verdades e ensinamentos, por isso a partir deste mês faça um propósito de leitura da Bíblia com suas
crianças.

Para os menores, disponibilize Bíblias ilustradas para rodízio de leitura e peça ajuda aos pais e irmãos
mais velhos para o acompanhamento.

Com os maiores, utilize o Quadro de leitura da Bíblia em anexo e vá incentivando a leitura através de
gincana e premiações mensais.
1ª SEMANA
TEMA: A Criação

Texto Bíblico: Gênesis 1:1 a 2:4

Objetivo: Mostrar para as crianças que Deus criou todas as coisas. Leva-las a entender o poder de
Deus (que criou tudo com a palavra) e Sua criatividade através da Sua criação (tantos seres, de tantas
espécies, tão diferentes...).

Sugestão para o desenvolvimento da aula:

1º - Cânticos que falem sobre a Criação

2º - Oferta

3º - Leve cartolina preta e desenhos bem bonitos e coloridos da criação (sol, lua, estrelas, plantas, a-
nimais,...)
Conforme você vai contando a história, vá mostrando as figuras e monte a terra com as crianças. No
final, você terá um lindo mural.

Ministração: Feche os olhos e procure pensar em como seria a vida sem a luz e sem as coisas que nos
cercam! Não haveria nada, só escuridão, silêncio... No começo tudo era assim
Não havia nada, nada existia - só Deus. A terra era sem forma e vazia quando Deus resolveu trazer luz
ao mundo. Sabem o que Ele fez? No primeiro dia disse: “Haja luz” e houve luz. Eu vou apagar a luz e
quando eu falar já todos nós falamos “haja luz”, será que a luz vai acender? Ih... não funcionou... Ima-
ginem o poder de Deus... Somente com a palavra, Ele fez todas as coisas... Deus viu que a luz era boa
e a separou das trevas. Alguém sabe como Deus chamou a luz? Deus chamou a luz de “dia” e as trevas
de “noite”.
No segundo dia, Deus falou e se separaram as águas e o céu foi formado. Nosso Deus é poderoso –
vocês conhecem alguém que com a palavra pode criar coisas? Só Deus! Deus criou tudo através da sua
palavra. No terceiro dia, Deus falou de novo... o que será que Ele estava criando agora? Alguém sabe?
(Deixe as crianças falarem).
No terceiro dia Deus criou a porção seca que Ele chamou de terra, e a água que Ele chamou de mar.
Ordenou ainda que a terra produzisse muitos vegetais: plantas que gerassem sementes e árvores que
dessem frutas... que gostoso. No quarto dia, Ele criou o sol para iluminar o dia, a lua e as estrelas para
iluminar a noite.
No quinto dia, Deus criou habitantes para este mundo tão bonito: as aves para voarem no céu e os pei-
xes que encheriam o mar. Mandou que crescesse a grama e as árvores e tudo foi ficando muito bonito.
A terra estava agora linda, florida e cheia de vida. Vocês podem imaginar como tudo era lindo e perfei-
to? Não existia poluição ou pessoas para pisar na grama...
Já era o sexto dia e Deus olhou para tudo que tinha criado. Tudo estava lindo, mas faltava alguma coi-
sa... o que será que Deus criaria agora? Deus criou todos os animais. Os animais domésticos, os que se
arrastam, as feras e os seres humanos!
Isso mesmo, Deus criou o primeiro homem a sua imagem e semelhança, ou seja, alguém que se pare-
cesse com Ele. A criação do homem foi uma criação diferente das outras: Ele pegou um pouco de terra
e modelou na forma de homem; depois soprou no seu nariz e assim ele se tornou um ser vivo e come-
çou a respirar. Deus colocou nesse homem uma alma, um coração, um espírito semelhante ao de Deus.
De todas as coisas e seres criados por Deus, o homem era a melhor, porque se parecia com Ele e havia
sido feito para ser amigo de Deus. Esse homem tinha um nome diferente, se chamava Adão e Deus
aprontou um lugar para ele morar.
Sabem onde ele morava? No jardim do Éden, que era um lugar lindo, cheio de árvores frutíferas, com
quatro rios, cachoeiras, palmeiras... imaginem o cheirinho das flores e das frutas que cobria o ar ! Para
completar, tudo era acarpetado com a grama verdinha. O jardim era cheio de bichos e Adão precisou
dar o nome a cada um deles (leve gravuras de alguns animais e mostre para as crianças como Adão
chamou cada animal). Não era preciso paredes e portas, cadeados ou grades para proteger Adão - não
havia ladrões ali, porque tudo era de todos e todos tinham o que precisavam com fartura. Os animais
também não atacavam Adão, porque o respeitavam. Deus deu um trabalho para Adão se sentir útil e
feliz – seu trabalho era cuidar do Jardim do Éden.
Quantas coisas Deus fez... imaginem só! O dia, o sol, as árvores e os pássaros, tudo perfeito, lindo e
cada coisa em seu lugar.
Mas acontece que os homens não têm cuidado muito bem do que Deus criou, vocês não acham? Têm
poluído os rios, matado os passarinhos e animais, destruído a natureza... Nós devemos cuidar bem da
natureza porque ela é um presente muito belo que Deus nos deu. Devemos louvar e agradecer a Deus
por ter sido criativo ao ponto de fazer o mundo tão lindo onde vivemos.

Versículo: “Tudo o que Deus criou é bom”. (I Timóteo 4:4)

Oração: Muito obrigado Senhor por tudo o que o Senhor criou por me amar!!

Atividade:
2ª SEMANA

TEMA: Adão e Eva

Texto Bíblico: Gênesis 1:25 a 2:25.

Objetivo: Mostrar para as crianças que Deus nos fez para termos comunhão com Ele. Explicar que o
pecado, nos afasta de Deus. Enfatizar a importância da obediência.

Sugestão para o desenvolvimento da aula:


1º - Cânticos
2º - Oferta
3º - Forre alguma parte da classe com lona ou jornal. Leve terra, algumas plantas (galhos pequenos),
animais (tipo do kinder ovo) e dois bonequinhos para serem Adão e Eva. Conte a história montando o
jardim com as crianças em volta.

Ministração: Adão cuidava de tudo direitinho, mas mesmo tendo um amigo como Deus e morando
num lugar tão lindo, ele sentiu falta de alguém que estivesse com ele naquele lugar. Deus percebeu
que Adão estava sentindo falta de uma companheira, fez com que ele dormisse um sono profundo e
sabem o que aconteceu? Enquanto Adão dormia, Deus tirou uma das suas costelas e dessa costela, Ele
formou uma linda mulher. Quando Adão acordou, ficou maravilhado com a mulher que Deus havia lhe
dado - Eva.
Deus já havia criado todas as coisas; então, Ele parou para admirar tudo o que havia feito . Tudo que
Deus havia feito era bom e no sétimo dia, Ele descansou e ficou feliz. Adão e Eva eram felizes e eram
amigos de Deus – conversavam sempre com Ele. Hoje podemos ser amigos de Deus e também pode-
mos conversar com Ele através da oração.
Todos os dias, o Senhor passeava pelo jardim, conversando com Adão e Eva. Os dois trabalhavam cui-
dando de tudo, mas ainda tinham muito tempo para fazer o que quisessem - Deus lhes deu liberdade
para isso; eles podiam ir a qualquer lugar, a qualquer hora, subir em qualquer árvore, nadar em qual-
quer rio, comer qualquer fruta. Apenas uma coisa Deus proibiu, que eles comessem: a fruta da árvore
do conhecimento do bem e do mal. Se desobedecessem, iriam morrer. Aquela árvore pertencia a Deus
e eles precisavam aprender a respeitar o que era do Senhor.
Enquanto eles foram obedientes, tudo correu bem. Até que um dia, o diabo apareceu a Eva em forma
de uma serpente e conversou com ela. A serpente disse que não teria problema nenhum se ela comes-
se aquela fruta proibida. “Vocês não morrerão coisa nenhuma”, dizia a cobra, provocando, instigando
Eva a desobedecer a Palavra de Deus.
Eva queria o conhecimento do bem e do mal, só não sabia que conhecendo o bem, não conseguiria pra-
ticá-lo sempre e conhecendo o mal, não conseguiria evitá-lo – isso o diabo não disse pra ela. Sabem de
uma coisa, o diabo sempre confunde as pessoas com suas mentiras pra enganá-las!
Eva olhou aquela fruta e desejou comê-la. Ela acreditou na mentira do diabo e nhac... comeu a fruta.
Ela achou aquilo tão gostoso que procurou Adão e o convenceu a comer também... Os dois cometeram
um grande erro: desobedeceram a Deus. Quando desobedecemos a Deus, estamos pecando e o peca-
do, nos afasta de d’Ele.
Quando chegou a hora do passeio de Deus com Adão e Eva pelo jardim, eles se esconderam. Deus os
chamou e perguntou o que havia acontecido. Adão então, fez uma coisa muito feia: jogou a culpa em
Eva, que por sua vez, jogou a culpa na serpente. A verdade é que a serpente provocou toda aquela
desobediência, mas Eva acreditou nela e comeu a fruta porque quis, porque decidiu desobedecer a
Deus e a mesma coisa se aplica a Adão. Também nem adiantava jogar a culpa em alguém porque Deus
conhece todas as coisas...
A desobediência entristece a Deus e o pecado nos separa dele! Sabem o que aconteceu? Adão e Eva
foram expulsos do Jardim e Deus colocou anjos com espadas na porta para guardar o jardim, impedin-
do que eles entrassem novamente.
Apesar disso, Deus ainda amava Adão e Eva. Eles estavam envergonhados por estarem sem roupas e
se cobriram com roupas de folhas; mas Deus deu pra eles peles de animais para que cobrissem o corpo
e se protegessem.
A partir daí, eles teriam que trabalhar duro para sobreviver, perderam tudo de bom que Deus tinha da-
do a eles por causa da desobediência!
Mas por causa do grande amor de Deus ele prometeu a Adão e Eva que enviaria seu filho Jesus para
vencer ao diabo e para perdoar os nossos pecados!

Versículo: “Escondi tua palavra no meu coração para não pecar contra Ti!” (Salmo 119:11)

Atividade:
3ª SEMANA

TEMA: Caim e Abel

Texto Bíblico: Gênesis 4:1 a 16

Objetivo: Ensinar para as crianças que depois que aceitamos Jesus, é necessário ter uma vida de ora-
ção e leitura da Bíblia para que vençamos. Mostrar que não adianta tentarmos fingir, pois Deus conhece
o nosso coração e ninguém pode enganar a Deus.

Sugestão para o desenvolvimento da aula:


1º - Cânticos
2º - Oferta
3º - Leve dois bonecões (de papel ou outro material) para a classe. Conte que um é muito bom e vive
para Jesus, mas o outro, apesar de conhecer Jesus, não tem uma vida correta. O bom vai chamar Abel
e tem uma cara de bom e o outro Caim, que tem cara de mau. Conte que os dois iam a igreja e quando
chegava lá , Abel louvava a Deus de coração , mas Caim, que fazia coisas erradas , quando chegava
na igreja , era como se colocasse uma máscara (leve uma máscara com uma cara bem boazinha) , co-
loque em Caim e explique que ele fingia ser o maior ”santinho”.

Ministração: A família de Adão cresceu! Adivinhem o que aconteceu! Eva teve um bebê e logo depois
mais um... os dois eram meninos lindos e cheios de saúde. O mais velho se chamou Caim e o outro,
Abel. Seus pais lhes contaram sobre Deus, Sua santidade e grandeza; explicaram que tudo quanto ti-
nham deviam a Ele, e que por isso, deviam adorá-Lo, oferecendo como presente, o melhor que ele ti-
vessem nos seus rebanhos e lavouras.
Caim era lavrador ou agricultor – um homem que trabalhava plantando na terra e Abel era pastor de
ovelhas, ele cuidava desses animais. Adão e Eva também ensinaram os filhos a amarem e obedecerem
a Deus. Provavelmente, contaram sua triste história de desobediência no Jardim do Éden.
Abel aprendeu a amar a Deus e a ser justo; era um bom rapaz e Deus se agradava por ele ser assim.
Caim porém, não tinha um bom coração ... a Bíblia diz que as obras dele eram más. Caim não demons-
trava com sua vida que amava a Deus. Como demonstramos que amamos a Deus através das nossas
atitudes? (Deixe as crianças falarem). Isso mesmo, obedecendo a vontade de Deus, dando um bom
testemunho aos pais, vivendo bem com nossa família! Não sabemos o que Caim fazia, mas ele pode ter
sido desobediente e desrespeitoso com seus pais, pode ter sido um irmão briguento e implicante ou
outras coisas. O que sabemos é que ele não era um bom rapaz e Deus estava triste com a maldade do
seu coração.
Certo dia, Caim e Abel resolveram oferecer presentes, ofertas à Deus para o agradecerem por tantas
bênçãos. Caim trouxe frutas e cereais colhidos em sua lavoura. Abel, trouxe o primeiro carneirinho
nascido no seu rebanho - a primícia! Deus se agradou de Abel e da sua oferta, mas não se agradou da
sua oferta de Caim. Por que será? Por que Deus não se agradou de Caim?
Porque o que Caim fazia em casa, no serviço ou onde quer que estivesse, não era bom. Às vezes, podia
até parecer bom, mas acontece que Deus conhece o nosso coração. Ele sabe o que vamos fazer e por
que, a intenção... Caim não vivia uma vida que agradava a Deus e a verdade é que não adiantava e
não adianta dar presentes a Deus, se não o agradamos com o nosso jeito de viver. Caim pensou que
Deus aceitaria a sua oferta, mas Deus a rejeitou porque ele se negou a dar a sua vida a Deus.
Antes de dar o seu presente, Abel havia dado a sua vida, o seu coração; ele era uma pessoa boa e jus-
ta, procurava agradar a Deus com fé e por isso a sua oferta foi aceita. Algumas crianças fazem como
Caim.
Mas vocês nem imaginam o que aconteceu. Caim ficou com muita raiva de Deus porque sua oferta não
foi aceita e ficou com muita, muita raiva do seu irmão Abel. Imaginem só... Abel não tinha feito nada
de mal para Caim, mas é sempre assim: as pessoas más se incomodam quando uma pessoa boa está
por perto e tem mais sucesso. Deus falou para Caim controlar aquela raiva, mas ele não deu atenção.
Sabem o que ele fez? Uma coisa terrível... ele chamou seu irmão para passear no campo e lá, escondi-
do, matou o seu irmão! Caim matou Abel!
Mas Deus, que vê todas as coisas, chamou Caim e perguntou: “Onde está o teu irmão?”. Na maior cara
de pau, ele respondeu que não sabia. Mas Deus, sabe de todas as coisas, e por isso amaldiçoou: Caim
teve que fugir de casa, abandonar a sua família e viver sozinho.
Deus é bom. Ele nos ama e perdoa os nossos pecados, mas lembrem-se: sempre existe a conseqüência
do nosso pecado. Adão e Eva entristeceram a Deus e sofreram as conseqüências, Caim entristeceu a
Deus e também sofreu... E você? Tem alegrado o coração de Deus? Você obedece a Palavra de Deus?
Você finge ser uma pessoa na igreja e é outra em casa?

VAMOS ORAR AGORA, PARA SERMOS FORTES E AGRADARMOS A DEUS.

Versículo: “Guardo no coração as tuas palavras para não pecar contra ti”. (Salmos 119:110)

Atividades:
- Pinte a cena
- Ligue a cena
4ª SEMANA

TEMA: Noé
Texto Bíblico: Gênesis 6
Objetivo: Mostrar que Deus é justo e usou a vida de Noé para preservar as espécies criadas da destru-
ição do dilúvio. Despertar na criança o desejo de viver em comunhão com Deus, como Noé: afastando-
se do mal e falando de Jesus. Deus também nos escolheu nos tempo de hoje, para como Noé, levarmos
a salvação de Jesus ao mundo!
Sugestão para o desenvolvimento da aula:
1º - Cânticos
2º - Oferta
3º - Você pode levar figuras das manchetes atuais, mostrando que a situação de hoje não é muito dife-
rente da situação na época de Noé: os homens buscam seus interesses a qualquer preço, são egoístas,
violentos e estão distantes de Deus.
Ministração: Os séculos se passaram e o número de pessoas que viviam na terra aumentou muito.
Aumentou também a vaidade, a mentira, a maldade humana; enfim, os homens estavam cada vez pio-
res e não queriam saber de Deus. Deus estava cansado de tanta coisa errada e resolveu fazer desapa-
recer da terra tudo o que havia feito.
Mas havia um homem diferente: Noé, que era uma pessoa correta, sincera e tudo o que fazia agradava
a Deus. É claro que Noé não era perfeito, pois todos pecamos, mas ele se esforçava para agradar a
Deus mesmo vivendo numa época e num lugar onde as pessoas se esqueciam de Deus.
Deus então escolheu Noé para uma difícil, mas importante tarefa: salvar da destruição toda a espécie.
Deus contou a Noé qual era o seu plano: Ele mandaria um dilúvio ao mundo para destruir tudo o que
tinha criado, e mandou Noé construir uma grande barca, onde ele levaria um casal de cada espécie de
animal e de alguns animais, Noé levaria sete pares. O Senhor ensinou como a Arca deveria ser constru-
ída: o material, o comprimento, altura, largura e o lugar e o tamanho da porta e da janela.
Se a gente pensar bem, era um plano muito louco, mas Noé obedeceu a Deus sem se importar com o
que as pessoas achariam daquela enorme construção!
Noé e seus filhos Sem, Cam e Jafé começaram a trabalhar na arca que demorou alguns anos para ficar
pronta. Durante esse tempo, Noé alertava as pessoas para o dilúvio, convidava as pessoas para entra-
rem na Arca com ele, mas as pessoas não acreditavam que viria dilúvio nenhum, não endireitavam su-
as vidas e até caçoavam de Noé. Mas nada disso fez com que Noé desistisse da sua tarefa. Ele traba-
lhou durante 120 anos – gente, isso é muuuuuuito tempo! Sempre obedecendo a Deus e pregando a
todos que queriam ouvir.
Quando a Arca ficou pronta, Noé e sua família estocaram bastante alimento e o próprio Deus enviou os
animais e as aves, aos pares. Imagine só, deve ter sido um show ver todos aqueles animais chegando e
entrando de dois em dois. As pessoas devem ter assistido a tudo, mas nem assim acreditaram em Noé.
Ele, sua esposa e seus três filhos com as esposas, também entraram na Arca, e então, Deus fechou a
porta.
De repente, o céu ficou escuro e começou a cair uma grande chuva. Os rios e mares inundaram e as
pessoas desesperadas agora queriam entrar na Arca, mas já era tarde... Choveu durante 40 dias e 40
noites- a água era tanta que cobriu os montes mais altos da região. Mas a Arca, boiava na água, segu-
ra... todos que ficaram do lado de fora morreram – pessoas e animais; mas a família de Noé foi salva
porque ele obedeceu a Deus.
Meses depois, a Arca parou na região montanhosa de Ararate. Depois de dez meses, Noé soltou pássa-
ros para ver se já havia terra seca e nada... até que um dia, ele soltou uma pombinha e ela voltou com
uma folhinha no bico, o que mostrava que a terra estava seca e tudo estava renovado. Noé não saiu
correndo – ele esperou a ordem de Deus para que pudesse sair.
Um ano depois do dilúvio, o Senhor disse a Noé que ele podia sair da Arca com sua família e todos os
animais.
Deus os abençoou e disse para povoarem a terra, começando assim, tudo de novo! A primeira coisa
que Noé fez ao sair da Arca foi construir um altar onde sacrificou animais puros, para mostrar a Deus
sua gratidão por tê-los salvo. Deus se agradou desse sacrifício e foi aí que fez uma promessa: nunca
mais destruiria a terra com um dilúvio. Esse acordo que Deus fez foi selado com o arco-íris. Deus disse
que sempre que visse o arco-íris, lembraria da promessa de nunca mais mandar um dilúvio sobre a
terra.
Sabem, Deus quer que falemos Dele para que as pessoas se arrependam e sejam salvas.
PARA SER SALVO DO DILÚVIO, AS PESSOAS PRECISARAM ENTRA PELA ÚNICA PORTA QUE HAVIA NA ARCA.
PARA SER SALVO E TER A VIDA ETERNA, É PRECISO ENTRAR PELA ÚNICA PORTA DA SALVAÇÃO, QUE É JESUS.
Versículo: “Para os que temem o nome do Senhor, nascerá o sol da justiça, trazendo salvação em su-
as asas”. (Malaquias 4:2)
Oração: Senhor Deus, eu quero entrar hoje pela porta da salvação que é Jesus. Eu entrego a ti a mi-
nha vida, Jesus!
Eu quero ser como Noé: quero falar para todos que em Jesus temos a salvação. Amém!
Atividade:
5ª SEMANA

TEMA: Abraão

Texto Bíblico: Gênesis 12,13 e 18

Objetivo: Fazer com que a criança conheça a vida de Abraão e veja nela a importância de obedecer a
Deus. Mostrar para as crianças que quando obedecemos a Deus, Ele ouve e atende as nossas orações.
Deus é fiel! Abraão fez tantas coisas boas para Deus: saiu de uma terra e foi para onde Deus mandou,
deixou Ló escolher a melhor terra, tratou bem as pessoas que ele não conhecia e por isso, ganhou o
presente que mais queria, um filho!

Sugestão para o desenvolvimento da aula:

1º - Cânticos

2º - Oferta

3º - Pegue um saco de areia e divida um pouco para cada criança em copinhos. Cubra a mesa ou o
chão com um plástico ou toalha, mande cada um virar o seu copinho e contar quantos grãos de areia
receberam. Ninguém vai falar o número certo, e aí você explica.

Ministração: Havia um homem muito rico que se chamava Abraão. Ele tinha muitas ovelhas, vacas,
burros, muitos camelos e morava numa terra chamada Ur. Deus um dia lhe disse: “Abraão, você vai
mudar para uma terra que eu vou te mostrar. Eu farei de você o pai de uma grande nação, cuidarei de
você e farei seu nome ficar famoso: você será uma benção para muitas pessoas”.
Abraão então, partiu sem saber para onde ia, como Deus havia mandado, porque ele amava a Deus e o
obedecia. A viagem era longa e naquela época não existiam carros e nem avião. Iam na frente Abraão
e seu sobrinho Ló e logo atrás, suas mulheres, ovelhas, vacas, burrinhos...era uma enorme caravana.
Um dia eles chegaram a uma terra chamada Canaã e Deus avisou: “Esta é a terra que eu darei a ti e
aos teus filhos!” Mas Abraão pensou, filhos? Ele nem tinha filhos e ainda por cima Sara, sua mulher e
ele, já eram bem velhinhos. Mas Abraão não duvidou porque sabia que se Deus havia dito, ele cumpri-
ria. Deus é fiel e não mente jamais!
Abraão e Ló viviam na terra, só que por terem tantos rebanhos, a terra não produzia alimento suficien-
te para todos e por isso seus empregados começaram a brigar e eles resolveram então, se separar.
Abraão pediu a Ló que escolhesse uma terra, a que ele quisesse: se você for para o lado esquerdo, eu
irei para o direito. Ló então viu um lugar maravilhoso com muito capim para suas ovelhas, perto de um
rio e de duas cidades. Nessas cidades, havia homens maus, mas Ló não se importou com isso, ele tinha
escolhido a melhor parte da terra.
Deus disse então a Abraão que ele teria tantos filhos, que ele nem conseguiria contar: seriam como os
grãos de areia. Abraão ficou muito contente.
Mas o tempo foi passando e nada de Abraão ter filhos. Sara e Abraão já estavam muito velhinhos e
muitas vezes, Sara se sentia triste – ela queria muito um bebê!!!
Num dia de muito calor, perto da tenda de Abraão chegaram três homens com vestes muito bonitas e
Abraão mesmo não os conhecendo lhes ofereceu água e comida. Foi então que um desses homens falou
que dali há um ano ele voltaria e Sara teria um filho! Sara estava parada perto da entrada da tenda e
escutou o que o visitante disse a Abraão, mas não conseguia acreditar naquilo... O tempo passou e co-
mo Deus havia dito, eles tiveram um lindo filho: Isaque.
Agora eles não estavam mais tristes, Isaque era um bom menino, que enchia a casa de alegria e eles o
amavam muito.
Abraão tinha obedecido e agora, Deus estava abençoando-o com o que mais desejava: um filho!

Versículo: “Porque para Deus, não haverá impossíveis em todas as suas promessas”. Lucas 1:37

Oração: Senhor, meu Deus, ensina-me a ser obediente como Abraão foi para que eu possa viver todas
as tuas bênçãos! Amém!

Você também pode gostar