Você está na página 1de 86

PONTO A PONTO CR EVO

TREINAMENTO OPERACIONAL
DE COLHEITADEIRAS

SUPORTE AO CLIENTE
NEW HOLLAND
PONTO A PONTO CR EVO
Anotações
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO

DÊ ATENÇÃO ESPECIAL AOS HORÁRIOS:


Pontualidade 08:00 – 17:00. Tolerância de 15min.

Almoço: A definir.

Coffee: 10:00 – 10:15 e 15:00 – 15:15.

PARTICIPE EFETIVAMENTE:

Contribua, opine e acrescente experiências.

RESPEITO:

Temos diferentes públicos em nosso ambiente de trei namento e todos


merecem respeito.
_____________________________________________________________________________

SUPERFLEX - DRAPER ALIMENTADOR


CABINE

TRILHA SEPARAÇÃO LIMPEZA

ARMAZENAGEM RESIDUO MANUTENÇÃO


PONTO A PONTO CR EVO
Plataforma

Acoplamento
A TDF / Tomada de força
B Acoplamento mecânico (Trava) C
C Acoplamento Elétrico (Conector)
D Acoplamento Hidráulico (Faster) B
D

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Folga das navalhas

2
1 Verificar a folga, deve-se ajustar entre
0,5 – 1,0mm.

2 Para ajustar aperte ou desaperte a porca.

A C

A Porca de Ajuste.

B Chapa de Pressão de Ajuste.


D
C Presilha de pressão da faca de corte
B
D Folga de 0,5mm à 1,0mm

Flexibilidade da barra de corte


• Gire a porca (1) no sentido anti-horário para deixar a barra de corte mais leve no solo ou
gire a porca de ajuste no sentido horário para deixar a barra de corte mais pesada no solo.

• Ajuste o peso da barra de corte até que haja uma folga no braço flexível (2) de 3,0mm.

1
A

2
A
PONTO A PONTO CR EVO
Ajuste do sem fim
A tensão da corrente de acionamento do sem-fim deve ser solta antes do ajuste de posição do
sem-fim e tensionada novamente depois que o ajuste de posi ção do sem-fim for completado.
A tensão da corrente está correta quando for possível mover com a mão uma articulação
lateralmente pela roda dentada.
• Solte as porcas (1) do tensionador da corrente de acionamento do sem-fim.

Altura do sem fim


• Afrouxe as porcas (1) de ambos lados da plataforma.
• Gire o Ajustador (2) ambos os lados da plataforma para obter a altura desejada do sem fim.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Altura do sem fim
A A folga do piso dianteiro com o dedo do sem-fim é de 10mm.
A
B A folga do piso traseiro com o sem-fim é de 13mm.
A

A B
A A

Certifique-se de ajustar os dois lados de forma uniforme.

Ajuste horizontal do sem fim


• Gire as porcas (1) de ambos os lados da plataforma para atingir a posição horizontal
desejada do sem-fim.
• Aperte as porcas (2) de ambos lados da plataforma.

1
2

Certifique-se de ajustar os dois lados de forma uniforme e após o ajuste tensione a corrente de
acionamento do sem-fim.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Raspador
A A folga do raspador traseiro com o sem-fim é de 3mm (o mais próximo possível).
A
B A folga do raspador do piso com o sem-fim é de 5mm.
A

Tempo dos dedos do sem fim


• Afrouxe as porcas (A).
• Gire o sextavado central (B), para ajustar o sincronismo do dedo, gire no sentido
horário para estender os dedos ou gire no sentido anti-horário, para retrair os dedos.
• Ajuste os dedos de modo que a folga (C) mínima para o piso dianteiro seja de 20mm.

A B

C
A

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Agressividade dos dedos do molinete
Em culturas normais, os dedos do molinete devem ser posicionados verticalmente ou inclinados
para longe da rosca sem-fim.
Em colheitas horizontais ou de palha curta, incline os dedos do molinete em dire ção à rosca
sem-fim.
Caso o material colhido enrole ao redor do molinete, incline, verticalmente, os dedos do
molinete até que o enrolamento do material colhido pare.

Ajuste dos Dedos do Molinete


• Afrouxe a porca (A).
• Mova a alavanca (B) para colocar os dedos do molinete na posição desejada, use os
números na placa do suporte do molinete como referência.

Após concluir o ajuste aperte as porcas (A).

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Potenciômetros HHC
Sistema CNH 5V
• Trabalha com os 4 potenciômetros A B
• Faixa de trabalho entre 0,5V e 4,5V
• Lado direito 0,5V à 4,5V
• Lado esquerdo 4,5V à 0,5V
• Diferença entre o máximo e mínimo
C
acima de 2,0V

• LC HEIGHT e RC HEIGHT devidamente


etiquetados e ligados aos sensores dianteiros (A).

• LH HT/TILT e RH HT/TILT devidamente


etiquetados e ligados aos sensores traseiros (B).
• Hastes de articulação instaladas nos orifícios
de fixação superiores (C) nos dois lados da
plataforma.

Potenciômetros HHC
Sistema Bosch 10V

• Trabalha com os 2 potenciômetros A


• Faixa de trabalho entre 2,5V e 7,5V B
• Lado direito 2,5V à 7,5V
• Lado esquerdo 7,5V à 2,5V
• Diferença entre o máximo e mínimo
acima de 3,0V C

• Conecte os conectores LH HT/TILT e RH HT/TILT, dos


sensores traseiros (B) para o sensor dianteiro (A). O
sistema Bosch suporta somente 2 sensores.
• Mova a articulação do sensor (C) para o orifício inferior,
nos dois lados da plataforma.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
DRAPER 880CF

DRAPER

Acionamento
1. Embreagem de segurança (1000N)
2. Caixa de engrenagens principal (80W-90 – Cap. 1.9 L)
3. Caixa de engrenagens de acionamento do sem fim (80W-90 – Cap. 5 L)

1
2
PONTO A PONTO CR EVO
Acionamento
P1. Bomba de acionamento da caixa de navalha central (CKD)
P2. Bomba de acionamento das esteiras, centrais e laterais.

Acionamento do sem fim


• O Sem fim é tracionado por uma corrente RC80.
• Há outras 2 opções de roda dentada, uma de 38 dentes que aumenta a velocidade em 12% e
uma de 47 que reduz a velocidade em 9%.

Roda Dentada Motriz Roda Dentada Movida RPM do Sem-Fim


Roda Dentada Padrão 11 dentes 43 dentes 147 RPM
Roda Dentada p/ Aceleração 11 dentes 38 dentes 166 RPM
Roda Dentada p/ Desaceleração 11 dentes 47 dentes 135 RPM

Acionamento do sem fim

1. Solte as 4 porcas.

2. Parafuso de ajuste do tensionamento.


PONTO A PONTO CR EVO

Sem-Fim de Alimentação

Sem-Fim

1. Parafusos de ajuste de altura (24mm)

2. Parafusos de ajuste de altura e flutuação

Dedos retráteis
1. Ajustes do sincronismo dos dedos retrateis
PONTO A PONTO CR EVO
Posicionamento

1 24 mm

2 24 mm

Chapas raspadoras

Os raspadores são usados para ajudar a


direcionar o fluxo da colheita até o centro do
alimentador da colheitadeira.

Os raspadores estão disponíveis no kit estreito


ou largo.

__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO

Molinete

Especificações
Especificação 30 Ft 35Ft 40Ft 45Ft

Acionamento Hidráulico

Modelo Simples Simples Duplo Duplo

Comprimento 9,15m 10,70m 12,2m 13,7m

Diâmetro 1070mm

Rotação 0 a 60 RPM

Número de
6 barras
Barras

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Ajuste vertical e horizontal
• Abaixe o molinete totalmente, ou seja, com os cilindros de elevação do molinete
totalmente retraídos.
• Ajuste o eixo do cilindro de elevação do molinete (2) de forma que os dedos do molinete
fiquem 50 mm da barra do cortador. Verifique a medida em diversos locais em toda a
barra do cortador.

Uma vez ao dia, os cilindros verticais e horizontais do molinete devem ser retraídos e mantidos
assim por alguns segundos, para permitir que o ar seja expelido do sistema e para assegurar
que o molinete sempre se movimente paralelo à plataforma.

Ajuste ângulo dos dedos

Esteiras transportadoras laterais


PONTO A PONTO CR EVO
Esteiras transportadoras

• Composta por quatro esteiras, duas laterais e duas centrais.

• Ajuste da velocidade somente nas esteiras laterais variável


de 0 à 11.4km/h.

• Esteiras acionadas por motores hidráulicos, que acionam o


rolo interno de cada esteira.

Ajuste de paralelismo

Medir A e B para ajustar o rolo E, medir C e D


para Ajustar o rolo F, tolerancia de no máximo
2mm.

Ajuste primeiramente o rolo motriz.

Ajuste do rolo E Ajuste do rolo F


• Solte a porca (1) e a contra
porca (2)
• Girar a porca do ajustador (3)
• Aperte toda as porcas quando
os ajustes estiverem
concluídos.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Tensionamento – Esteiras laterais
• Utilize os adesivos para auxiliar o tensionamento

• A chapa vermelha deve estar na metade do orificio

• Verificar o ponto da borracha que esta envolvendo o rolo.

Esteiras centrais

Esteiras com rotação fixa de 11.9km/h


__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Tensionamento – Esteiras centrais

Afrouxe a contra porca (1) em cada lado

Gire o parafuso (1) enquanto segura a porca (2) até


que a parte superior do retentor (3) esteja nivelada
com a estrutura do cortador (4).

Raspador traseiro

Ajuste o raspador traseiro tendo como referência a


emenda da esteira central e deixe uma folga de 3mm.

Aperte os parafusos após o ajuste.


PONTO A PONTO CR EVO
Vedações
Ajuste a vedação lateral tendo uma folga (B) entre a vedação e a barra da esteira de 3 – 5 mm.

Vedações
Ajuste a vedação frontal tendo uma folga entre a vedação e a barra da esteira de 5 mm.

Vedações
Instale as vedações laterais e aperte devidamente os parafusos.
PONTO A PONTO CR EVO
Limpeza – Esteiras centrais

Caixa central de navalhas - CKD

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Caixa de navalhas - CKD
• Velocidade ajustável
• Limpeza diária sobre a CKD.
• 630 ciclos /min. 1260 cortes por min.
• O canhoto direito deve estar alinhado com o topo
do eixo, enquanto o esquerdo deve estar
posicionado 3 mm abaixo do topo do eixo.
• Lubrificação dos graxeiros dos canhotos a cada
10h.

Caixa de navalhas - CKD

Verificação diária do nível de óleo da CKD

Óleo AMBRA 80W-90 – Cap. de 6 litros.


PONTO A PONTO CR EVO
Blow off - CKD
A cada 60 segundos é disparado um jato de ar com duração de 3 segundos sobre os retentores

Canhotos - CKD

Pressão de abertura
Entre 28 e 45 Bar

Lubrificação obrigatória a cada 10 horas.


__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Folga das Navalhas

2
1 Verificar a folga, deve-se ajustar entre
0,5 – 1,0mm.

Para ajustar aperte ou desaperte a porca.

A C

A Porca de Ajuste.

B Chapa de Pressão de Ajuste.


D
C Presilha de pressão da faca de corte
B
D Folga de 0,5mm à 1,0mm

Flexibilidade da barra de corte


Ajuste mecânico
• Gire a porca no sentido anti-horário para reduzir a pressão da barra de corte no solo ou
gire a porca de ajuste no sentido horário para aumentar o peso da barra de corte no solo.
• Ajuste o peso da barra de corte até que haja uma folga no braço flexível (A) de 3,0mm.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Flexibilidade da barra de corte
Ajuste hidráulico
• Para fazer o ajuste hidráulico pressionar Shift + baixar molinete aumenta a pressão. Para reduzir a
pressão Shift + elevar molinete.

• Estenda e retraia por 4 vezes o cilindro de ajuste de pressão da barra de corte para garantir que
não tenha ar no sistema e que o sincronismo (movimento entre ambos os lados) está correto.
• Coloque o indicador do cilindro hidráulico na posição “0” (decalque atual) ou “4” (decalque
antigo).

Flexibilidade da barra de corte


Ajuste hidráulico
• Com o indicador na posição “0” ou “4”, ajuste todos os braços de modo que pino fique com
folga entre 0,5 e 3mm do pino limitador.

• O ajuste das costelas laterais deve ser feito pelos varões interligados entre as barras dos
cilindros e as costelas.

• Para as costelas centrais a regulagem pode ser através do varão ou através do parafuso
batente, de acordo com a versão da plataforma.

• Conclua verificando que toda a extensão da barra fique alinhada, isento de ondas.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Reservatórios hidráulicos
Reservatório hidráulico

• Verificar o nível de óleo diariamente, com a plataforma


levantada e inclinada para o lado direito.

• Preencha o reservatório até que o nível de óleo alcance


o fundo do tampão de enchimento.

• Óleo MASTERTRAN – Cap. 95 litros.

Reservatórios hidráulicos
Reservatório de expansão

• Verificar a cada 10h, o nível de óleo não deve


estar próximo do nível inferior quando frio, e
nem próximo do máximo quando quente.
(Aproximadamente 3,3L).

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Reservatórios hidráulicos
• Trocar o filtro nas primeiras 50 horas
• Sempre quando trocar o óleo do reservatório, limpar o filtro tela.

Pressão hidráulica

• Pórtico de leitura P1 – Caixa de navalha


– 62 BAR (em trabalho com variações)
– Máxima 230 BAR

• Pórtico de leitura P2 – Esteiras transportadoras


– 110 BAR (em trabalho com variações)
– Máxima 172 BAR

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Potenciômetros HHC
Sistema CNH 5V
• Trabalha com os 4 potenciômetros B
• Faixa de trabalho entre 0,5V e 4,5V
• Lado direito 4,5V à 0,5V
• Lado esquerdo 4,5V à 0,5V
• Diferença entre o máximo e mínimo C
acima de 2,0V A

• LC HEIGHT e RC HEIGHT devidamente


etiquetados e ligados aos sensores inferiores (A).

• LH HT/TILT e RH HT/TILT devidamente


etiquetados e ligados aos sensores superiores (B).
• Mova a articulação do sensor (C) para o
orifício inferior, nos dois lados da plataforma.

Potenciômetros HHC
Sistema Bosch 10V

• Trabalha com os 2 potenciômetros A


• Faixa de trabalho entre 2,5V e 7,5V
• Lado direito 2,5V à 7,5V
• Lado esquerdo 2,5V à 7,5V
• Diferença entre o máximo e mínimo
acima de 3,0V
B C

• Conecte os conectores LH HT/TILT e RH HT/TILT, dos


sensores dianteiros (A) para o sensor traseiros (B).
O sistema Bosch suporta somente 2 sensores.
• Mova a articulação do sensor (C) para o orifício inferior,
nos dois lados da plataforma.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Sub-tipo da plataforma

Selecione "Header Sub Type" (Subtipo da


plataforma).
Uma janela pop-up será exibida, selecione
800.

Isso irá habilitar as funções conjugadas com a tecla

• SHIFT – “subida e decida do molinete” (acima


de 90% Roda de transporte)

• SHIFT – “subida e decida do molinete” (abaixo


de 90% barra de corte)

• SHIFT –“avanço e recuo do molinete” (ângulo


de ataque da plataforma)

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Alimentador

Ângulo de ataque da Plataforma


-------

-------------
Ângulo de ataque da Plataforma
Afrouxe as porcas (1) presentes em ambos os lados do alimentador.
Solte uma das porcas de aperto (2) em ambos os lados do alimentador e utilize a outra contra porca
para ajustar o angulo desejado.
Após ajustar o ângulo desejado, reaperte as porcas (1) em ambos os lados. Na
sequência encoste a contra porca (2) em ambos os lados do alimentador e libere a porca
(2) usada para realizar o ajuste.

2 1

Existe uma referência numérica em ambos os lados do alimentador.


Quanto maior o número menor a agressividade da plataforma.
PONTO A PONTO CR EVO
Rolo Frontal de Alimentação
A posição do tambor frontal do alimentador é ajustada soltado o parafuso (1), e girando o excêntrico (2)
em ambos os lados.
Defina a altura através da referência numérica existente na rótula de ajuste de ambos os lados.

Tensão da Esteira de Alimentação


A tensão da corrente está correta quando o comprimento da mola (1) é igual ao comprimento da placa
do indicador (2).
O ajuste é feito através porcas (3).
1

3
2

Reversor do Alimentador
Reversão da alimentação através de comandos da cabine, removendo a bucha de material em baixa
velocidade.
PONTO A PONTO CR EVO

Sistema Avançado Detector de Pedras


Sistema eletrônico de detecção no piso do elevador que utiliza um sensor acústico de impacto.
Abertura automática através do ajuste de sensibilidade no Intelliview para cada situação ou cultura.
Abertura manual através da alavanca multifunção localizada no RHM.

Ajuste de velocidade do alimentador


O operador ajusta a velocidade do alimentador a partir da cabina, operando interruptor ( 1 ) sobre o
console RHM.
A velocidade do alimentador (RPM ) aparece como leitura no monitor.

A variação de velocidade do alimentador permitida depende do tipo de cabe çalho que é instalado.
Plataforma de Milho: 460 – 690 RPM (Variação completa)
Plataforma de Grãos: 460 – 580 RPM (Variação baixa)
Plataforma Draper: 580 RPM (Nenhuma variação)

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Cabine
Melhor visão da plataforma de corte

3,11 M³ de espaço interno na cabine


5,8 M² de área com vidros

Acione a buzina da máquina para avisar


aos demais colegas de que vai pôr o motor
em marcha.

Alavanca Multifuncional A
B

A Tecla para acionar a descarga C

B Tecla de acionamento do tubo de descarga com duas ações


1° - ação modo manual
2° - ação “ com a trilha ligada” modo automático

C Tecla de emergência.
Um pulso irá parar a plataforma e alimentador, se pressionada por mais de três segundos a porta
pedra abrirá.
PONTO A PONTO CR EVO

Alavanca Multifuncional
D Subida e decida da plataforma e Inclinação Lateral.
Esta tecla possui duas ações no sentido de subida e decida da plataforma
1° ação movimento lento
2° ação movimento rápido
D
Nas laterais movimento de inclinação.

E Tecla de subida, decida, avanço e recuo do molinete. E

Alavanca Multifuncional

F Gravação e controle automático de altura.


Um toque na tecla R a plataforma vai para a posição de corte, dois toques a plataforma subirá.
Pressionar por dois segundos irá gravar a altura de corte, para confirmar a gravação aguarde um Bip.

Alavanca Multifuncional

G Teclas + e – aumenta e reduz a velocidade do molinete e


com a tecla do reversor acionada reverte o alimentador H

G
H Trava de segurança.
PONTO A PONTO CR EVO
Console RHM

A Interruptor de acionamento da plataforma/Alimentador


B Interruptor de acionamento da Trilha

Console RHM

E
C

C Tecla de gravação da altura de corte da plataforma, altura 1 ,2 e modo compensação hidráulica


D Tecla de ajuste da largura da plataforma
E Tecla de ajuste da rotação do motor

Console RHM
I J K
H
G
F

F Tecla de ajuste da velocidade do alimentador – OPCIONAL


G Tecla de rotação dos rotores
H Tecla de rotação do ventilador
I Tecla de abertura e fechamento do côncavo
J Tecla de abertura e fechamento da peneira superior – OPCIONAL
K Tecla de abertura e fechamento da peneira inferior – OPCIONAL
PONTO A PONTO CR EVO
Console RHM
M N O
L P

L Tecla do Freio de estacionamento


M Tecla de acionamento do Piloto - SmartSteer/IntelliSteer - OPCIONAL
N Tecla de ativação do Intellicruise - OPCIONAL
O Tecla do modo estrada
Desabilita: Trilha, subida e decida da plataforma, abertura do tubo de descarga; Luzes de Trabalho.
Habilita: Acumulador hidráulico da plataforma
P Tecla seletora de marchas

Console RHM
R

Q S

Q Tecla de ajuste de velocidade do opti - spread

R Tecla de configuração do padrão de distribuição (sobe e desce defletores)


S Tecla de compensação lateral/vento (memorização automática das posições dos defletores)

Console RHM

T U V

T Tecla de sincronismo do molinete

U Tecla acionamento do reversor do Alimentador

V Tecla de seleção das condições de trabalho 1 ou 2 salvas em ACS


PONTO A PONTO CR EVO
Sincronismo do Molinete
Velocidade automática do molinete em relação ao solo
• O operador simplesmente preestabelece a relação de
velocidade desejada entre o molinete e a velocidade de
avanço
• O microprocessador Intelliview controla estas
velocidades de forma que sempre que se aumente ou
reduza a velocidade no solo, a velocidade do molinete
siga na mesma proporção automaticamente para manter
a relação preestabelecida.
• Esta sincronização tem como resultado a redução da
fatiga do operador, alimentação consistente e melhor
eficiência da máquina

IntelliCruise
O sistema IntelliCruise permite que a velocidade para frente da colheita seja ajustada automaticamente
com base na carga da colheita.
Em áreas onde a colheita é mais leve, a velocidade de avanço aumenta automaticamente, garantindo
que a colheitadeira funcione sempre com a capacidade máxima do motor.
É possível também configurar o sistema para controlar a velocidade com base no nível de perda de
grãos, auxiliando o operador a atingir os menores índices de perda automaticamente.

IntelliCruise
O intelliCruise tem dois modos de trabalho
1. Modo “Carga do motor”
Este modo leva em consideração apenas parâmetros do motor
2. Modo “Perdas combinadas”
Este modo leva em consideração parâmetros do motor e perdas.
PONTO A PONTO CR EVO
Calibração
São duas as calibrações que devem ser feitas:

• Calibração de carga zero


• Calibração do ponto de ajuste

Calibração de carga zero


Esta é uma calibração automática necessária para assegurar que o sinal medido seja um sinal de carga
zero. Essa calibração precisa ser feita antes de qualquer calibração do ponto de ajuste ou ativação do
sistema.

Para fazer essa calibração automática, proceda como explicado a seguir:

1. Engate o mecanismo de debulha e o elevador de palhas


2. Coloque a velocidade do motor RPM para a máxima
3. Habilite o sistema pressionando a tecla IntelliCruise por 2 segundos, um ícone IntelliCruise
“cinza” na condição habilitado aparecerá na área de status do monitor.
4. Levante a plataforma (acima da altura máxima de trabalho – rotina de cabeceira) por pelo
menos 15 segundos.

Ponto de ajuste
Este é o status em que o operador mostra para o sistema o “ponto de ajuste” que deve ser seguido.

1. Habilite o sistema IntelliCruise pressionando o interruptor (6) durante pelo menos 2 segundos. Um
sinal soará e um ícone IntelliCruise “cinza” na condição habilitado aparecerá na área de status do
monitor.
2. Coloque a colheitadeira no melhor status durante a colheita.
3. Quando se sentir satisfeito, pressione e mantenha pressionado por alguns instantes o interruptor
de destravamento neutro (1) junto com o botão de controle automático de altura (5). O sistema
calculará o valor e o armazenará como “ponto de ajuste”.
4. Depois de 2,5 segundos, o símbolo do IntelliCruise no monitor se torna sólido, o que significa que o
controle automático é ativado.
5. Empurre a alça multifunção para frente para não limitar o controle automático.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
IntelliCruise
Para aumentar ou abaixar o ponto de ajuste já definido e ativo, proceda da seguinte maneira:
Para aumentar o ponto de ajuste
Pressione e mantenha pressionado por alguns instantes o interruptor de destravamento neutro (1) junto
com o interruptor de altura da plataforma (3) para cima (devagar)

Para diminuir o ponto de ajuste


Pressione e mantenha pressionado por alguns instantes o interruptor de destravamento neutro (1) junto
com o interruptor de altura da plataforma (3) para baixo (devagar)

IntelliCruise
O sistema de IntelliCruise é desligado quando:
Pressionando a tecla Intellicruise, quando o sistema está no modo habilitado (em espera);
Habilitando o Modo Estrada;
Acionando a tecla de parada de emergência (parada rápida);
Pisando no freio.

O sistema IntelliCruise é limitado quando:


Limitação da velocidade efetiva no sistema automático – “Ponto de ajuste” + 2 Km/h;
Rotação do motor cai abaixo de 2000 RPM, a colheitadeira irá desacelera até o motor retornar a rotação
normal de trabalho 2100 RPM;
Durante a condição ativa, a carga do motor é alta demais;
As perdas/retornos vão a zona vermelha nos funis do monitor. (No modo “Perdas combinadas”).
O sistema de IntelliCruise congela (velocidade constante) quando:
• No modo cabeceira ou descarregamento é ativo no modo automático.

NOTA: Após a conclusão de cabeceira ou descarregamento, pressione o interruptor de destravamento


neutro (1) junto com o botão de controle automático de altura da plataforma (5) para retomar ao
modo automático.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO

A C S

ACS
A Selecione o tipo de cultura que irá trabalhar.
Q
B Selecione e nomeie a condição de trabalho para ajustar as rotações para cada condição de
Q trabalho.
Sempre que algum dos valores for alterado, o mesmo poderá ser salvo em ACS
pressionando a Tela .

Antes de Salvar o ACS certifique-se


em qual modo irá salvar a
condição de trabalho, se será no
ACS MODO 1 ou ACS MODO 2.

CONFIGURAÇÕES MODO 1 MODO 2 MODO H - MANOBRA


ROTAÇÃO ROTOR -----------------------------
ABERTURA CÔNCAVO -----------------------------
ROTAÇÃO VENTILADOR
*PENEIRA SUPERIOR
*PENEIRA INFERIOR
PONTO A PONTO CR EVO
HEADLAND - H
Para editar os valores relativos de Headland, coloque a máquina e a plataforma em movimento,
pressione duas vezes a tecla R na alavanca multifuncional para elevar a plataforma. No ACS edite e salve
os novos valores para rotação do ventilador e abertura de peneiras.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Intelliview

Display
1
1 Velocidade de deslocamento 2

2 Ícone de orientação (se instalado)


3 Indicador do nível de combustível
9 3
4 Funções do industrial da máquina
5 Nível do líquido de pós tratamento ARLA/AdBlue® 4
6 Status e área de advertência 8
7 Luzes de trabalho – seta e giroflex
8 Indicação de temperatura da água do motor
9 Marcha selecionada 7 5

10 Status do freio de estacionamento


6

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Menus

Menu Ferramentas
No menu Ferramentas é onde está dividida a CR, desde plataforma até o armazenamento de grãos.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Display
Neste sub menu atualizamos todos marcadores como Data, Hora, Idioma, Retro iluminação do monitor.
Nível de interface modo básico ou avançado para agricultura de precisão.

Operador
Neste sub menu podemos criar um perfil para determinar o sistema de visualização dos marcadores
de hora, data e deslocamento da máquina.

Esquema
PONTO A PONTO CR EVO
Esquema
O modo Padrão não permite que seja feita alterações nas telas executáveis.
Para criar novas janelas de execução, selecione Padrão...

Esquema
Abrirá uma nova janela, que deverá ser selecionado, Novo.

Esquema
Em seguida abrirá uma janela que após ser digitado um novo nome no esquema atual, será habilitada as
janelas de execução para novas configurações.
PONTO A PONTO CR EVO
Esquema
Para que seja feita alterações na forma de visualização das telas de acordo com a forma de trabalho de
cada operador, basta selecionar o campo a ser alterado

Esquema
Retorne ao MENU Executáveis e confira se a informação alterada está aparecendo.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Colhedora

1- Nome do veículo – Pode ser editado.


2- Se a colheitadeira tem CCM3 ou CCM4 defina como “Instalado”

Colhedora

3- Sim – Todos os erros irão aparecer na tela antes de ir para os quadrantes informativos.
Não – Os erros irão diretamente para os quadrantes informativos.
4- Para habilitar a leitura dos inclinômetros.
“Somente Lateral” – Fará a leitura apenas do inclinômetro da MESA AUTONIVELANTE.
“Somente Longitudinal” – Fará a leitura apenas do inclinômetro do OPTI-FAN.
“Longitudinal+Lateral” ou “DUAL DE INCLINAÇÃO” – Fará a leitura dos inclinômetros da MESA
AUTONIVELANTE + OPTI-FAN.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Motor
Neste sub menu deve ser feita a configuração de alarme de velocidade baixa do motor, que emitirá
um sinal de alerta caso o motor baixe a rotação por algum motivo.
Valor em rpm recomendado é de 1.950rpm

Plataforma 1

1- Ajuste de altura da plataforma, referência de altura quando pressiona R+R.


2- Seleciona o tipo de cabeçote que será utilizado.
3- Seleciona o tipo de plataforma, se é uma boca de milho ou com barra de corte.
4- Indicará se uma plataforma a ser utilizada é rígida ou flexível.
5- Indicará o total de linhas ou a largura da plataforma.
6- Indicará quantas fileiras estarão em uso, para um controle melhor do trabalho.
PONTO A PONTO CR EVO
Plataforma 1

1- Determinará o espaçamento entre linhas da plataforma.


2- Indicará a largura da barra de corte.
3- Ajustará a largura da barra para a mesma largura do material que será cortado.
4- De acordo com os valores inseridos será feito a ajuste da largura ou das fileiras em uso da plataforma.
5- Determina o centro da plataforma em relação a antena do GPS.
6- Se habilitada esta função, no momento em que a plataforma estiver suspensa, será desligado
hectarímetro.

Plataforma 2

1- Determina se está ou não instalado o modo auto flutuação.


2- O valor determinado será o momento em que a plataforma subirá ao sofrer pressão sobre o solo.
3- Se determinar como instalado, no momento de marcha atrás a plataforma subira até seu ponto
máximo.
4- Determina a diferença entre as duas ações da tecla de subida da plataforma. 1° estágio da tecla de
subida
5- Determina a diferença entre as duas ações da tecla decida da plataforma. 2° estágio da tecla de descida
6- Neste campo valor preenchido determinará a velocidade de reação da movimentação de subida e
descida da plataforma.
PONTO A PONTO CR EVO
Plataforma 2

1- Neste campo valor preenchido determinará a velocidade de reação da movimentação lateral da


plataforma.
2- Determina a velocidade mínima do molinete quando selecionado o modo automático de sincronismo.
3- Determinar o valor máximo de velocidade do molinete ajustado manualmente.
4- Determina o tempo de reação ao pulsar a tecla + e – de ajuste de velocidade do molinete.
5- Determina se o motor do molinete está instalado.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO

Trilha

Sincronismo dos rotores


STANDARD 17” TWIN PITCH 22”

90° 90°
CR5.85/CR6.80/CR7.80 CR7.90/CR8.90

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Côncavo

Côncavo

O ajuste da porca de fechamento mínimo do côncavo deve


ser o último ajuste a ser feito na área de trilha, depois de
realizar todas as verificações.
Em seguida veremos como se deve fazer este
ajuste.
PONTO A PONTO CR EVO
Paralelismo

O valor encontrado deverá ser de 5mm, na parte


dianteira e traseira do côncavo.

PORCA

Para encontrar este valor deve-se soltar a


contra porca em destaque e ajustar a porca CONTRA PORCA
conforme sua necessidade.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
Concentricidade
As setas indicam os pontos onde devem ser encontradas as medidas de 5mm.

O ajuste deve ser feito soltando a porca central (1) de 24 mm,


consequentemente deve-se fazer o ajuste na porca e contra porca
(2) até encontrar a medida recomendada.

__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Trilha
Após encontrar a medida de 5mm, conforme demonstrado na figura abaixo deve –se aproximar as
porcas ao batente do fuso e apertar uma contra a outra.

5mm

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
Calibração do Côncavo

Lembrando
Para cada côncavo existe um ajuste inicial, que lhe é
solicitado após ser selecionado o côncavo de trabalho.
O côncavo de 17” BARRA E ARAME pede 5 mm de
ajuste e 22” pede 6mm.
O côncavo de 17” e 22” BARRA REDONDA pede 25 mm.
Estes ajustes deverão ser feitos sempre que for feita a
troca de côncavo.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Calibração do Côncavo
Retorne ao Menu e selecione Calibração Retorne ao Menu e selecione Calibração

Calibração do Côncavo

Selecione Abertura do Côncavo

Insira o Ajuste do Côncavo

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
TRILHA ROTORES 17”

Barras
Raspadoras

Cada Rotor contém:


• 6 Barras raspadoras
• 6 Contra Barras

Pré-disposição para
montagem das Contra Barras

Trilha
Condições favoráveis ao uso da Contra Barra:
• Dificuldade de debulha;
• Alta Umidade;
• Talos e Folhagens verde na lavoura;
Vantagens:
Uma debulha mais eficiente em condições de alta umidade, aumentando a agressividade e
diminuindo as perdas no rotor.
Desvantagens:
Aumenta a possiblidade de quebra e danos ao grão em algumas condições.
Demanda maior de potência nos rotores.

____________________________
____________________________
____________________________
____________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Trilha
Condições que dispensam o uso da Contra Barra:

• Facilidade de debulha da cultura.


• Grãos para semente.

Vantagens
Menos danos aos grãos.
Ganho em desempenho, performance e autonomia de
trabalho.

Separação

Separação

Côncavos de separação e
Opcionais.
PONTO A PONTO CR EVO
Aletas ajustáveis da tampa do rotor
As aletas direcionadoras na tampa dos rotores foram redesenhadas para reduzir o consumo de pot ência
e, por serem ajustáveis, permitem regulagens para aumentar ou diminuir o tempo que o material fica
dentro dos rotores, dando recurso ao operador para alcançar a máxima performance e a excelência na
qualidade de grão.

Aletas ajustáveis da tampa do rotor


Há três posições segundo as quais as aletas das tampas do rotor podem ser ajustadas:
A. “Lento” – Ângulo pequeno para condições difíceis de separação.
B. “Intermediária” – Ângulo padrão para condições normais de separação.
C. “Rápido” – Ângulo alto para condições fáceis de separação.
NOTA: O ajuste das aletas da tampa do rotor traseiro deve ser “mais rápido” ou “igual” ao ajuste das
aletas da tampa do rotor dianteiro para evitar o acúmulo ou bloqueio de material na separação.

Aletas ajustáveis da tampa do rotor

1. Afrouxe as porcas (1)


2. Ajuste o ângulo das aletas da tampa do rotor para a
posição necessária (A), (B) ou (C) movendo a alavanca.
3. Aperte as porcas (1) com um torque entre 60 – 71 Nm.
PONTO A PONTO CR EVO
Transmissão dos Rotores

CR5.85 CR6.80 CR7.90

CR7.80 CR8.90

ALAVANCA PARA 890 – 1870 RPM 670 – 1370 RPM


CIMA

ALAVANCA NO NEUTRO NEUTRO


CENTRO

ALAVANCA PARA 440 – 920 RPM 370 – 700 RPM


BAIXO

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________

Sistema de Limpeza
PONTO A PONTO CR EVO
Sistema de Limpeza
Mesa Fixa Mesa Auto Nivelante

Sistema de Limpeza

O Aggressive Shake melhora significativamente a limpeza. Este avançado sistema melhora a transição
entre o sistema de limpeza e o elevador de grãos e pode gerenciar grandes volumes de grãos com
facilidade são limpos e processados, um aumento de desempenho de 10% em alto rendimento de
milho com uma área total de peneira de 5,4 m² para as máquinas CR5.85, CR6.80, CR7.80 e de 6,5 m²
para as máquinas CR7.90 e CR8.90.

Sistema de Limpeza

CB – Milho/Feijão/Soja - Ângulo da peneira superior mais


agressivo com 36°.

SG – Grãos pequenos - Ângulo da peneira superior menos agressivo com 24°.


PONTO A PONTO CR EVO
Pré-Peneira

Ajuste a pré-peneira de acordo com o tamanho do grão


utilizando a alavanca (1) localizada na parte traseira lado direito
da caixa de peneiras.

Para remover a pré-peneira, solte o parafuso (2) deslize


a peneira utilizando os suportes laterais.

Peneiras – 1 1/8 CL
Usado como peneira inferior ajustável para grãos pequenos e grandes. Proporciona uma amostra de
grãos limpos em todas as culturas.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Peneiras – 1 1/8 HC
Peneira superior universal para grãos pequenos, alta capacidade de limpeza com uma qualidade de
amostra de grão boa.
Condições de alta umidade do milho tendem a trancar fácil com pedaços de espigas a peneira.
Em grãos grandes (exemplo, milho, ervilhas) a capacidade é limitada.

Quando usado como peneira inferior, no milho seco temos um aumento da capacidade de limpeza,
mantendo a qualidade de amostra de grãos.
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
Peneiras – 1 5/8 CL
Peneira superior com uma grande capacidade de limpeza em alta produtividade em cevada, soja e trigo.

Como peneira inferior, podemos usar no milho de alta produtividade, onde teremos uma boa amostra
de grãos com uma maior capacidade de limpeza.
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Peneiras – 1 5/8 HC
Peneira superior com capacidade máxima de limpeza para milho, mantendo a qualidade da amostra de
grãos. Esta peneira não se aplica a pequenos grãos.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
Peneiras - Desmontagem

Após soltar os dois parafusos de fixação puxe a pré-


peneira para fora utilizando as guias laterais indicada pela
seta 1.

As peneiras Superior e Inferior, após soltar os parafusos


de fixações, deve ser puxada para fora e em seguida
direcioná-la abaixo do picador de palhas.

__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Opti – Fan
O sistema Opti-Fan adapta o fluxo de ar automaticamente ao deslocar em inclinações longitudinais.
A posição da colheitadeira é determinada por meio do sensor de inclinação montado sob a cabine.

Opti – Fan
Quando o sistema Opti-Fan é selecionado, a velocidade será baseada no ângulo longitudinal da máquina.

Em aclives, a correção da velocidade será de aproximadamente -1.25% por grau de inclinação.

Em declives, a correção da velocidade será de aproximadamente 2.5% por grau de inclinação.

Exemplo:
Ponto de Ajuste da velocidade do ventilador = 700 RPM
Aclive de 10°, a velocidade do ventilador será = 612.5 RPM
Declive de 10°, a velocidade do ventilador será = 875 RPM

Retrilha

Sistema de simples retorno nos modelos CR5.85/CR6.80


e de duplo retorno nos modelos CR7.80/CR7.90/CR8.90
com embreagem de segurança. Este sistema envia todo
material que por ali passar, direto para o bandejão
evitando assim os danos mecânicos ao grão.
PONTO A PONTO CR EVO
Retrilha

A retrilha dispõe também de duas tampas uma com dentes


e outra lisa. De fácil acesso para que seja substituída de
acordo com o tipo de cultura.

Tampa com dentes – para culturas de difícil debulha.


Tampa lisa – para ser utilizada na colheita de feijão e
milho.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Armazenagem

Capacidade

CR5.85 7.050 Litros


CR6.80 9.000 Litros
CR7.80 10.700 Litros
CR7.90 12.330 Litros
CR8.90 14.500 Litros
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Armazenagem

A tensão da corrente do elevador de grãos está correta


quando for possível mover manualmente um elo para o
lado, em direção perpendicular à roda dentada inferior.

Para ajustar a tensão da corrente afrouxe a contra


porca (1) e ajuste a tensão da corrente do
elevador de grãos com a porca (2).

Armazenagem
• O sistema de descarga é protegido por um parafuso fusível (1).
• Os parafusos fusíveis reservas estão localizados acima da roda dentada (2).

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Resíduo

Picador CR5.85 - CR6.80


2

1 Côncavo do picador.
1
2 Facas do picador.

3 Contra facas do picador.

Faça o ajuste de aproximação das contra


facas (2) das facas do picador (1), levando em conta
o tipo de corte desejado para a palha:
• Corte fino: alavanca (4) na posição (I).
• Corte médio: alavanca (4) na posição (II).
• Corte grosso: alavanca (4) na posição (III).

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Picador CR5.85 - CR6.80
Com a correia montada no diâmetro maior da polia motora (1)
e montada no diâmetro menor da polia movida temos ALTA
rotação - 3000rpm.

2
1

Com a correia montada no diâmetro menor da polia motora (2)


e montada no diâmetro maior da polia movida temos BAIXA
rotação - 800rpm.

Picador CR5.85 - CR6.80


• Os bastões curvos no espalhador são ajustáveis para aumentar ou diminuir o efeito de espalhar.
• Na posição n° 1 o espalhador irá lançar a palha mais longe, aumentando o lançamento da palha.
• As outras duas posições diminuem o efeito de espalhar.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Picador CR5.85 - CR6.80
Ajuste da rotação do espalhador de palha
• O acionamento dos espalhadores é feito pelos motores hidráulicos, controlados por uma válvula.
• A rotação dos rotores determina a distância de arremesso da palha, e portanto, o leque de distribui ção
da mesma.
• Para ajustar a rotação, gire manualmente o manípulo (4) na válvula de controle.
• Ao ajustar a rotação dos rotores, uma tela “pop- -up” exibe a rotação no monitor.

Acelerador de Palhas CR7.80 – CR7.90 – CR8.90

1- Para fazer a montagem da chapa de cobertura do


côncavo do acelerador deve-se soltar as porcas em
destaque e as demais porcas de fixação do côncavo.
2- Em seguida monte a chapa.
3- Lembrando que a chapa deverá estar a 10mm do
cilindro do acelerador.
PONTO A PONTO CR EVO
Resíduo CR7.80 – CR7.90 – CR8.90

O resíduo que já não interessa mais ao trabalho da máquina é lançado sobre a Picador, tendo dois
modos de configuração, “ PICADOR DE PALHAS OU ESPALHADOR” que conforme a configuração da
porta dará o destino final a este material.

Picador CR7.80 – CR7.90 – CR8.90

O Picador dispõe de um sistema pratico de


acoplamento, que permite agilidade na utilização ou
não do picador.
Com duas configurações de rotações.
Baixa rotação – 1.200 rpm
Alta rotação – 2.750 rpm
Apenas com a troca de posição da correia nas polias.

Podendo também, na colheita de algumas culturas


reduzir o número de facas.
Ex.
Como são facas duplas, no lado direito retirar as
facas direitas, do lado esquerdo retirar as facas
esquerdas e no centro a faca que deverá ser
removida está marcado com um ponto de solda.
PONTO A PONTO CR EVO
Resíduo CR8.90
O resíduo que já não interessa mais ao trabalho da máquina é lançado sobre o rolete, que por sua vez
tem a função de transportar este material até a sessão da máquina “ MODO PICADOR DE PALHAS OU
ESPALHADOR” que conforme a configuração da porta seletora de resíduo dará o destino final a este
material.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________

Opti-Spread
PONTO A PONTO CR EVO
Opti-Spread
O Opti-Spread™ é uma poderosa ferramenta, montada atrás do picador de palha, que utiliza dois
rotores giratórios e dois defletores ajustáveis para distribuir igualmente a palha picada por toda a
largura da plataforma, alcançando até 45 pés com perfeição.
O ajuste dos defletores também controla a uniformidade da distribuição e neutraliza os efeitos de
ventos laterais ou das inclinações no solo. Esse sistema inclui a memória automática da posição do
defletor na direita e esquerda e é totalmente configurável de dentro da cabine.
O distribuidor de palha OptiSpread™ pode ser ajustado em duas posições:
• Posição de transporte (posição mais alta)
• Posição de trabalho (posição mais baixa). Ajustando a alavanca (1), conforme mostrado abaixo.

Ajuste de velocidade
Pressione o lado direito do interruptor de ajuste da largura (1) para aumentar a rotação dos impulsores.
Pressione o lado esquerdo do interruptor de ajuste da largura (1) para diminuir a rotação dos impulsores.
• Uma rotação alta cria uma largura de distribuição maior.
• Uma rotação baixa cria uma largura de distribuição menor.
A faixa de velocidade dos impulsores vai de 250 RPM a 600 RPM.

Se for necessário ter uma largura de distribuição ainda mais estreita e a velocidade do impulsor já estiver
ajustada em 250 RPM, as placas defletoras do OptiSpread™ (1) irão se abrir para permitir distribuição mais
estreita do material picado.

__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Compensação de inclinação Lateral/Vento
Para evitar que o material picado seja distribuído sobre a colheita em pé por causa do impacto do vento
lateral ou da inclinação lateral, o sistema OptiSpread™ pode ser ajustado adaptando a posição das suas
placas defletoras (1).
Pressione o lado esquerdo do interruptor de compensação da inclinação lateral/vento (2) para reduzir a
quantidade de material distribuído no lado direito (a placa defletora do lado direito abre -se).
Pressione o lado direito do interruptor de compensação da inclinação lateral/vento (2) para reduzir a
quantidade de material distribuído no lado esquerdo (a placa defletora do lado esquerdo abre -se).

Memorização automática
O sistema OptiSpread™ memoriza automaticamente os ajustes de compensação se não for feito nenhum
outro ajuste durante 5 s.
Há duas memórias disponíveis, uma para cada lado (lado direito e lado esquerdo). A comutação entre os
dois ajustes memorizados é feita dando um único pulso em um dos dois lados do interruptor do balancim
de compensação da inclinação lateral/vento (2).
• Dê um pulso no lado esquerdo do interruptor de compensação da inclinação lateral/vento (2) para
recuperar o ajuste memorizado para o lado esquerdo (=posição da placa defletora direita).
• Dê um pulso no lado direito do interruptor de compensação da inclinação lateral/vento (2) para
recuperar o ajuste memorizado para o lado direito (=posição da placa defletora esquerda).
Dois pulsos em qualquer um dos lados do
interruptor de compensação lateral/vento (2) irá
colocar o sistema na posição neutra. Na posição
neutra, ambos os defletores serão fechados, se a
velocidade do impulsor for maior que 600 RPM, ou,
quando a velocidade do impulsor for menor que 600
RPM, as placas defletoras serão ajustadas de forma
que tenham a mesma abertura entre o defletor e o
impulsor.

__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Padrão de distribuição
O sistema OptiSpread ™ pode ser ajustado para se obter um padrão de distribuição regular ajustando a
altura das placas defletoras do OptiSpread™.
Pressione o lado superior do interruptor de padronização/distribuição (3) para levantar as placas
defletoras (1), o que resultará em menos material no centro do padrão de distribuição.
Pressione o lado inferior do interruptor de padronização/distribuição (3) para abaixar as placas
defletoras (1), o que resultará em mais material no centro do padrão de distribuição.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________

Manutenção
PONTO A PONTO CR EVO

Manutenção

Pontos de engraxamento

ATENÇÃO.
Todos os pontos de lubrificação estão indicados com
decalques e a hora de intervalo das lubrificações.

Filtro Separador

Verificar o nível de combustível no elemento filtrante para que não ultrapasse


a faixa inferior evitando a entrada de ar no sistema.

Trocar o elemento filtrante a cada 300 horas ou quando o combustível atingir a


faixa preta do elemento filtrante, o que ocorrer primeiro.
PONTO A PONTO CR EVO
O que é o PROCONVE?
O Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE) foi criado em 1986
pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) por meio de resoluções que estabelecem
diretrizes, prazos e padrões legais de emissão para diferentes categorias de veículos automotores.
Para os veículos leves e pesados, a fase 1 do PROCONVE deu-se a partir de 1989.
A fase do PROCONVE MAR-1(Máquinas Agrícolas e Rodoviárias - Fase 1), de acordo com a Resolução
CONAMA 433/2011, é aplicável às máquinas agrícolas e de construção (rodoviária) novas, nacionais e
importadas. É uma legislação similar à norte-americana Tier 3 ou à europeia Stage IIIA.

Para serem atendidos, os novos limites de emissões da MAR-1 exigem, além de modificações nos
motores, a utilização de diesel com teor de enxofre reduzido. Nessa fase somente as máquinas de
construção (rodoviárias), devem atender limites de emissões de motores e limites de ruído externo
(meio-ambiente).

MAR-1

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
iEGR Motores
CR5.85/CR6.80/CR7.80/CR7.90
iEGR - Recirculação de gases de escapamento para redução de NOx
Na recirculação dos gases de escapamento parte dos gases é injetadas novamente na câmara de
combustão. Desta forma o volume da câmara de combustão não é preenchido totalmente com ar
fresco (Oxigênio) e a combustão da mistura alcança temperatura final mais baixa reduzindo a formação
de Óxidos de Nitrogênio.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Filtro de ventilação do Carter CR5.85
Substituir o filtro do sistema de ventilação do Carter a cada 600hs.

• Solte as porcas de fixação e remova a tampa do cabeçote.


• Solte e remova a porca de aperto (1) para liberar o
conjunto do filtro de dentro da tampa do cabeçote.

Remova os três parafusos (3) que fixam o regulador de pressão


(4) e remova o regulador e o filtro (5) da tampa do cabeçote.

Filtro de ventilação do Carter CR6.80/CR7.80


Substituir o filtro do sistema de ventilação do Carter a cada 600hs.

Solte o parafuso (1) e remova o filtro (2).

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
SCR – REDUÇÃO CATALÍTICA SELETIVA
A tecnologia SCR prevê a adição de um aditivo denominado AdBlue (Arla 32).
Agente Redutor Liquido de Nox Automotivo, aos gases de escape antes que estes passem através de
um catalisador SCR, que transforma os óxidos de nitrogênio nos inócuos óxidos de nitrogênio e vapor
de água, substâncias existentes na natureza.

Pré filtro da linha do ARLA – CR8.90


Substituir o filtro do sistema a cada 600h ou anualmente.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Filtro do respiro do tanque do ARLA – CR8.90
Substituir o filtro do sistema a cada 600h ou anualmente.

Solte a braçadeira da mangueira (1).

Remova o filtro (2).

Instale um novo filtro.

Aperte a braçadeira da mangueira


2
1

Filtro do tanque do ARLA – CR8.90


Substituir o filtro do sistema a cada 1200h ou a cada 2 anos.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Filtro Principal do ARLA – CR8.90
Substituir o filtro do sistema a cada 3600h.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO

Filtro de ventilação do Carter CR7.90/CR8.90


Substituir o filtro do sistema de ventilação do Carter a cada 600hs.

Substituir o filtro do sistema de ventilação do Carter.


Removendo a tampa (1) em seguida o filtro (2) a cada 600hs.

2 1

Manutenção

Caixa superior do tubo de descarga.

Remova a tampa (1) em seguida o bujão (2),


capacidade 0,3L, óleo Ambra Hypoide 90,
nas primeiras 100hs posteriormente todas
as 600hs.

Caixa do tubo de transferência.


Remova o bujão de drenagem (2) assegurar os 0,25l de óleo
pelo bujão (1).
Ambra Hypoide 90, nas primeiras 100hs posteriormente todas
as 300hs.

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
PONTO A PONTO CR EVO
Manutenção

Óleo da tomada de força – 13L, Hydrosystem 68


HV ou Ambra Multi G.
Primeiras 100hs posteriormente cada 600hs ou
anualmente.

Óleo do Motor –NEW HOLLAND AMBRA UNITEK


CJ-4 ENGINE OIL SAE 15W-40. Verificar
diariamente, Primeiras 100hs posteriormente cada
300hs.

Óleo do Sistema Hidráulico e Hidrostático – 70L,


Hydrosystem 68 HV.
Primeiras 100hs posteriormente cada 600hs ou
anualmente.

Manutenção

Com exceção do motor, os demais sistemas como caixas de


transferência dos rotores, tomada de força, sistema hidrostático
redutores etc. Possuem visores de níveis.
PONTO A PONTO CR EVO
Manutenção

No menu Ferramentas,
posteriormente menu
Oficina é possível visualizar
as horas e suas respectivas
manutenções.

Desobstrução

Caso haja uma obstrução em um dos sistemas da


colhedora, proceda da seguinte forma.

Próximo ao elevador de grãos esta alojada a


ferramenta para este trabalho.
Retire o guia (1) e fixe-o na polia do variador
dos rotores, em seguida encaixe a ferramenta
principal (2).

2
PONTO A PONTO CR EVO

__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________
__________________________________________________

Você também pode gostar