Você está na página 1de 51

ISCHIO

Encoder para TV Digital


Modelo MD9700

Manual de Operação

Praça Linear, 100 - Centro - 37540-000


Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil
 (+5535) 3473-3473 - (+5535) 3473-3474
http.: //www.linear.com.br - e-mail: linear@linear.com.br
ATENÇÃO

Todos os direitos estão reservados a Hitachi Kokusai Linear Equipamentos


Eletrônicos S/A, sendo vedada qualquer reprodução, adaptação, tradução ou uso indevido
deste Manual, sem permissão prévia por escrito, é proibida, exceto as permitidas pelas
leis de copyright.
Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A

ASSISTÊNCIA TÉCNICA
Dentro de nosso Sistema da Qualidade, uma vez que muitos equipamentos são recebidos por nós sem
identificação e sem explicação de motivo, passamos a trabalhar com autorização prévia para envio para
manutenção.
Assim, em caso de necessidade de manutenção favor contatar:
Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A
Telefone: (+35) 3473-3473 / Celular: (+35) 9103-1081 / Fax: (+35) 3473-3474
E informar: Nome do Cliente, Modelo do Equipamento, No de Série, Motivo.
Com estas informações apresentaremos o número da Autorização de Retorno de Material, que tem que
constar da Nota Fiscal.
GARANTIA
Pelo prazo improrrogável de um ano, a partir da entrega, os equipamentos terão a garantia da VENDEDORA contra defeitos
de fabricação ou de montagem. Esta garantia é válida para os equipamentos postos na sede da VENDEDORA ou em local por
ela indicado. A visita de pessoal técnico a local diverso dependerá de solicitação expressa do(a) COMPRADOR(A), que arcará
com todas as despesas decorrentes;
Excentuam-se da garantia os defeitos que se apresentem isoladamente em peças e componentes fabricados por terceiros,
tais como válvulas, transistores, diodos e circuitos integrados, que terão a garantia dos fabricantes dos mesmos, bem como
aqueles causados pelo uso inadequado do equipamento, inclusive por instalação feita fora da boa engenharia, variações de
tensão, fenômenos atmosféricos e acidentais;
Na hipótese do equipamento e seus acessórios sofrerem modificações feitas por pessoas ou empresas não credenciadas
pela VENDEDORA, estará esta automaticamente desobrigada desta garantia;
A presente garantia somente será válida quando a VENDEDORA receber do(a) COMPRADOR(A), dentro do prazo, o
Certificado de Garantia e Aceitação, devidamente preenchido e assinado;
O prazo de Garantia começa a contar da data de embarque do equipamento. A Garantia somente terá validade se a Hitachi
Kokusai Linear receber a parte inferior deste Certificado, devidamente preenchida e assinada, até 30 dias após a data de emissão
da Nota Fiscal;
Este Certificado deverá ser preenchido e assinado pelo Cliente final, na data do recebimento do equipamento, confirmando
a Garantia. O Cliente tem a opção de realizar a Aceitação do equipamento na Hitachi Kokusai Linear ou quando da instalação.

CERTIFICADO DE ACEITAÇÃO E GARANTIA

Pelo presente Certificado de Aceitação e Garantia, _____________________________


______________________________ atesta o recebimento do Equipamento Modelo __________________________ ,
No de série __________________ , fornecido por ______________________________________________________ ,
em funcionamento normal dentro das suas especificações técnicas. Assim, inicia-se o período de 12 (doze) meses de
Garantia dado pela Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A.
/ / .
Cliente:
R.G.:

CERTIFICADO DE ACEITAÇÃO E GARANTIA

Pelo presente Certificado de Aceitação e Garantia, _____________________________


______________________________ atesta o recebimento do Equipamento Modelo __________________________ ,
No de série __________________ , fornecido por ______________________________________________________ ,
em funcionamento normal dentro das suas especificações técnicas. Assim, inicia-se o período de 12 (doze) meses de
Garantia dado pela Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A.
/ / .
Cliente:
R.G.:
Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A

ATENÇÃO

CONDIÇÕES BÁSICAS PARA INSTALAÇÃO


DE TRANSMISSOR
HITACHI KOKUSAI LINEAR

1. Aterramento adequado;
2. Pára-raios adequado;
3. Abrigo com dimensões físicas, ventilação e
temperaturas apropriadas para o transmissor;
4. Estabilizador de tensão de acordo com o
consumo do transmissor.

O não atendimento de qualquer item acima


implicará na suspensão da garantia do
transmissor.
Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A

T Ó P IC O ATERRAMENTO IN F R A -E S T R U T U R A M ÍN IM A N E C E S S Á R IA

O siste m a de a terram e nto ao q ua l va i se r con e cta do o transm issor de TV d a H ita ch i K okusa i Line ar d eve ser p roje tado e e xe cu tad o
po r profissio na is g ab aritado s. U m s iste m a de a terram e nto p recário p od e co locar em r isco n ão só os eq uip am en tos com o ta m bé m as
vid as do s p ro fission a is que traba lhe m no ab rig o . Alé m d isso , a qu a lidad e do s ina l transm itido p o de ser profu nd am en te a ba lad a de v id o
a u m ate rra m en to m a l e lab orad o, se nd o ge ra lm en te p resen cia do e m form a d e “ra m e s” qu e sã o barras verticais qu e ca m inh am d e
ba ixo pa ra cim a na te la de u m te leviso r. C on side ra -se u m sistem a d e ate rra m en to sa tisfató rio aq ue le p ossu ir um a re s istên cia de n o
m á xim o 5  e ntre o s te rm ina is de te rra e d e ne u tro.

A s te nsõe s en tregu es a ca da fase do tran sm issor d e TV da H itach i Ko ku sa i L ine ar dev em ser p uram en te sen oid a is e estab ilizad as.
ESTABILIDADE

P or e ssa razã o o uso de e sta biliza do re s de ten sã o o u d e sistem as estab ilizado s de en erg ia in interrup ta (n o-bre ak ) se faz n ecessá rio ,
u m a vez qu e estes eq uip am en tos irã o pro tege r o tran sm isso r d e TV do s p ico s de en erg ia. V a le lem brar qu e va ria ções de te nsã o de
e ntrad a acim a d e 15 % dos valo res e sp ec ificad o s p elo tran sm issor de TV d a H ita ch i Ko ku sa i L ine ar p od erão cau sa r da nos a o m esm o
e n este ca so ta is d an os n ão serão cob ertos pe la ga rantia d e fá brica . Ta m b ém é im p ortan te v erifica r a d ife ren ça de po ten cia l e ntre os
te rm ina is de terra e ne utro (qu an do hou ve r) qu e se rão con ectad os ao tra nsm isso r d e TV d a H itach i Ko ku sa i L ine ar. E sta d ife ren ça
d e po tencia l de ve rá ser de n o m á xim o 3V . O e sta biliza do r d e te nsã o ou no -brea k de ve ser de u so e xclus ivo a o tra nsm issor d e TV da
H itach i K okusa i L ine ar. O d im en sio na m en to d o e sta biliza do r de tensã o o u n o-bre ak de ve se r de pe lo m en os 30 % a cim a do con su m o
ENERGIA ELÉTRICA

e m kV A espe cificad o pe lo tra nsm isso r de TV. A ssim te rem o s pa ra o tra nsm isso r d e TV L D 7 10 K , cujo con su m o m á xim o é de 38 kVA ,
u m estab iliza do r d e ten são o u n o-bre ak de 50 k VA .

É im po rta nte h ave r u m a iso laçã o e létrica d os p o nto s de e ne rg ia do a br igo pa ra com o tra nsm issor d e TV da H itach i K okusa i L ine ar, o
ISOLAÇÃO

q ue é ob tido atra vés do uso d e tran sfo rm ad ore s iso la do re s. A ss im fica ga ra ntid o qu e nã o hav erá a pa ssa ge m de n en hum tip o de
tran siente d a re de e lé trica do ab rig o para o tra nsm issor d e TV e vice-ve rsa . Alé m do m a is, o tran sm issor d e TV d a H ita ch i K okusa i
L ine ar é do ta do d e fon tes cha ve ad as q ue n ecessitam d e um a te nsão d e en trad a pu ram e nt e se no id al e no caso d a utiliza çã o d e
e sta biliza do re s e letrô n ico s ou no -b rea ks sem tra nsform a do r iso la do r a ten sã o na s saíd as d estes eq uip am e nto s g era lm e nte nã o é
sen oid a l pu ra. O tra nsform a do r iso lad or ta m b é m de ve ser d e uso exclusivo d o transm issor d e TV da H ita ch i K okusa i L ine ar e se u
d im e nsio na m e nto é o m e sm o e m p re ga do ao s estab iliza dore s de ten sã o o u no-b re aks , o u se ja, 3 0% ac im a co nsum o em kV A
e sp ecifica do pe lo tra nsm isso r d e TV.
•C álc ulo d a b ito la d o s fios (fa se s e n e utro)

P O n de :
I=
I: corren te e m Am pé re s e ntre fa ses P: p otên cia m á xim a* ap aren te em VA co nsum id a pe lo tra nsm isso r
BITOLA DOS FIOS

E 3 E : ten sã o e ntre fa se s:
• trifá sico 2 20V : E = 2 20 V * M e d ida fe ita com o tra nsm isso r op era nd o n a po tê ncia no m ina l d e
• trifá sico 3 80V : E = 3 80 V tran sm issã o tran sm itin do u m sina l d e b la ck bu rst.
•C álc ulo d a b ito la d o fio terra

A dota r a corrente de esco am en to de terra e m 10 % da s co rre ntes con su m id a en tre as fase s e / ou ne utro.
Exem plo s:

1 ) Tra nsm issor d e TV L D 71 0K 22 0V trifás ico / 3 8 kVA 2) Tran sm issor de T V LD 71 0K 38 0V tr ifásico / 3 8 kVA

38.0 00 3 8.0 00
I= I = 99 ,7A C a bo s re co m e nda do s: I= I = 57 ,7A C a bo s reco m en da do s:
• F AS ES e N EU T R O : 3 5m m 2 o u AW G 1 • F AS ES e N EU TR O : 1 6m m 2 o u AW G 4
2 20 3 • TE R R A: 1,5 m m 2 ou AW G 14 3 80 3 • TE R R A : 1,5 m m 2 ou AW G 14
PROTETORES PÁRA-RAIOS

O S istem a de Prote çã o co ntra D e sca rg as Atm o sféricas é (S PD A) é co m po sto p e lo p ára-ra ios e seu s elem e nto s. A torre e ab rig o on de
estão in sta lad os o s eq u ip am e nto s, de ve rã o estar prote gid os co ntra de scarg as a tm o sfé ricas, atrav és d e pá ra-raio s tipo F R A N K L IN ,
dim en sio nad os e insta lad os pe lo U SU ÁR IO , se guindo cr itér ios defin id os pe la N BR 5 41 9 (na sua v ersã o m ais a tua liza da ) e d e m o do
qu e a a estação po r com ple ta este ja inc luíd a n a zon a de prote çã o de fin ida se gu nd o o m ode lo e letro ge om é trico d as e sferas ro lante s
N íve l I.
SPDA

É acon se lhá vel a u tilização de pro te tore s co a xia is p ara os cab os qu e inte rliga m os eq u ipa m en tos externo s (an ten as, ca be ça s d e
m icroo nd as, con versore s d e to rre ) ao s equ ipa m en tos in terno s. E s te s prote tores são d ispo sitivo s provid os co m u m ce ntelhad or à gá s
qu e curto-circu ita à te rra q ua lqu er su rto de scarr eg ado no ca bo co axia l. D e ve m ficar de ntro d o ab rig o p ró xim o a o eq u ipa m e nto e com o
fio d e te rra liga do no te rra do ba stido r d o e qu ip a m e nto .

P ara um m elh or dese m pe nh o e m a io r vid a útil do s eq uipam en tos é im p orta nte qu e de ntro do ab rigo se ten ha um con tro le rigoro so da
te m pe ratu ra , p or inte rm éd io da in sta la ção d e a pa relh os de a r-con d icio na do . D e a co rd o a d iss ipa çã o té rm ica e m B TU /h espe cifica da
TEMPERATURA

p ara ca da eq uip am ento e co m á re a in terna do ab rig o d ev e ser fe ito u m p ro jeto de refrig era çã o de tal m od o q ue o vo lu m e d e en tra da
d e ar se ja m a io r qu e o vo lum e de saíd a, a fim de e vitar a pressão ne ga tiva . D e a cordo com a po tên cia de tran sm issão , a te m p eratu ra
n o a brigo de verá se r:
CLIMATIZAÇÃO

• TR AN S M ISS O R ES D E TV A TÉ 2 50W : de 0º a 35 ºC
• TR AN S M ISS O R ES D E TV D E 5 00 A 1kW : de 0º a 30 ºC
• TR AN S M ISS O R ES D E TV A PA R T IR D E 2kW : 0º a 25 ºC

C aso u m eq uip am en to d a H itach i K okusa i L in e ar ve nh a sofrer algu m da no pe la fa lta ou in e ficiê ncia do sistem a de clim atiza çã o do
a brigo , o m esm o N Ã O estará cob erto p e la g ara n tia d e fáb rica.

A u m id ad e re la tiv a d o ar no in ter ior do a br igo tam bé m é con sid era do u m fato r d e su m a im po rtân cia pa ra um m e lho r d esem pe nh o e
UMIDADE

au m en to na v ida ú til do e qu ip am en to. O s e qu ip a m e nto s d a H itach i K okusa i L in ea r de vem op era r e m a m b ien tes secos e isso ta m bé m
po de ser co nseg uid o atravé s d o u so de ap are lh os de a r-con diciona do . D e acord o com a potê n cia d e tran sm issão , a um id ad e re la tiva
no inter ior d o ab rig o d eve rá ser:

• TR A N S M IS SO R E S D E TV A TÉ 500W : d e 0 a 9 0%
• TR A N S M IS SO R E S D E TV A P AR T IR D E 1 kW : d e 0 a 80 %
APRESENTAÇÃO 1
INSTALAÇÃO 2
OPERAÇÃO 3
MANUTENÇÃO 4
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 5
1

1
APRESENTAÇÃO
Apresentação
1. Introdução .......................................................................................................................... 2

2. Descrição Geral ................................................................................................................. 2

3. Características Principais .................................................................................................. 3

4. Acessórios ......................................................................................................................... 3

5. Especificações Técnicas .................................................................................................. 4

6. Diagrama Básico ............................................................................................................... 5

7. Fotos .................................................................................................................................. 6

8. Identificação ....................................................................................................................... 6

REV00 1
APRESENTAÇÃO

1. Introdução

O objetivo deste manual é fornecer, de forma clara e objetiva, todas as informações necessárias
para a devida instalação e operação do Encoder para TV Digital modelo MD9700.

A Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A recomenda que o usuário leia
cuidadosamente todas as seções deste manual antes de instalar ou operar este equipamento.

Em caso de dúvidas, entrar em contato com o suporte técnico através do telefone (35) 3473-
3525 ou via e-mail suporte_digital@linear.com.br.

2. Descrição Geral

O Encoder MD9700 é um equipamento codificador de fontes de áudio e vídeo HD gerando fluxo


(MPEG2-TS) de saída no padrão ASI, de acordo com os padrões definidos ISDB-T B.

Totalmente configurável e monitorável via IP/ Ethernet, através de uma interface web interna ao
equipamento e amigável ao usuário.

Este equipamento pode ser montado em rack padrão de 19”, ocupando 1U de altura (1 Unidade: 1.75
polegadas). Acompanha alças de fixação frontal. Possui ventiladores internos, filtros e entradas de ar
na parte frontal e traseira.

No painel frontal estão localizados:

Os botões de navegação do display;


LED de indicação de energização
LED de indicação de presença de sinal de entrada
LED de indicação de funcionamento
LED indicador da existência de alames

REV00 2
3. Características Principais

Configuração remota via navegador web;


Configuração local via painel frontal;
Uma entrada HD-SDI SMPTE-292M;
Quatro saídas padrão MPEG2-TS
Codificação de vídeo no padrão H.264 ou MPEG-2;
Suporte as resoluções horizontais e verticais de 1920(H)×1080(V) 16:9, 1280(H)×720(V) 16:9;
Taxa de dados do vídeo de 500 a 25000kbps;
Codificação de áudio nos padrões MPEG-1 Layer II, MPEG-2 AAC-LC, MPEG-2 HE-AACv1,
MPEG-4 AAC-LC e MPEG-4 HE-AACv1;
Taxa de dados do áudio de 192 a 384kbps para MPEG-1, de 32 a 384kbps para AAC-LC e de 32
a 128kbps para HE-AAC;
Modos de codificação do áudio 1/0, 2/0, 1/0+1/0, 2/0+2/0
Multiplexação e sinalização do áudio LATM/LOAS e ADTS
Segue as recomendações das normas brasileiras (ABNT).

4. Acessórios

O Encoder possui os seguintes acessórios:

Cabo AC
Manual

REV00 3
5. Especificações Técnicas

Sinal de entrada:
HD-SDI SMPTE-292M 75Ω GERAL
Alimentação (43-63Hz) 90 até 240Vca
Taxa de dados de vídeo: Consumo 60W

0,5 até 25Mbps Temperatura de funcionamento 0ºC até 40ºC


Altitude de funcionamento Até 4000m nm

Saída MPEG2-TS: Dimensões 19” = 44(A) X 483(L) X 500(P)


DVB-ASI 75­Ω, 4 saídas Peso 6kg

Codificação de Vídeo:
MPEG-2 Main Profile @ Main Level
MPEG-2 High Profile @ High Level
MPEG-4/AVC(H.264) High Profile Level 4.0

Resoluções de Saída:
1080i x 1920 e 1440 pixels
720p x 1280 e 960 pixels

Taxa de Quadros:
1080i @ 25, 29.97, 30 Hz
720p @ 50, 59.94 e 60 Hz

Codificação de Áudio:
MPEG-1: Layer II
MPEG-2: AAC-LC, HE-AACv1
MPEG-4: AAC-LC, HE-AACv1

Modos de Codificação de Áudio:


1/0, 2/0, 1/0+1/0, 2/0+2/0

Taxa de Dados de Áudio:


192 até 384kbps para MPEG-1
32 até 384kbps para AAC-LC
32 até 192kbps para HE-AAC V1

Estrutura de GOP:
Estrutura fixa ou adaptativa
Inserção automática de quadros I

Pré-Processamento:
Pré Filtragem
Inverse Telecine
Detecção de mudança de cenas
Detecção de tons de pele

Closed Caption:
EIA-608 e EIA-708

Multiplexação e Sinalização de Áudio:


LATM/LOAS ADTS

Configuração e Controle:
Web Server Embarcado
Teclado frontal com LCD 4
REV00
6. Diagrama Básico

ENCODER MPEG2-TS
HD-SDI HD
MD9700

188 bytes
por pacote

CONFIGURAÇÕES
VIA WEBSERVER

REV00 5
7. Fotos 8. Identificação

MODEL SERIAL # DATE


M D9700 SG: / /
MAC ADDR. ADMIN. INPUT OUTPUT
58.50.76.00.0 . HD - SDI HD
MAC ADDR. STREAM VOLTAGE ORDER #
58.50.76.00.0 . 90 to 240Vac

REV00 6
2

2
INSTALAÇÃO
Instalação
1. Introdução .......................................................................................................................... 2

2. Inspeção ............................................................................................................................. 2

3. Precauções contra Choque Elétrico ................................................................................ 2

4. Alimentação ....................................................................................................................... 3

5. Desenho Mecânico ............................................................................................................ 3

6. Painel Frontal ..................................................................................................................... 4

6.1. Desenho ................................................................................................................ 4

6.2. Descrição .............................................................................................................. 4

7. Painel Traseiro ................................................................................................................... 5

7.1. Desenho ............................................................................................................... 5

7.2. Descrição .............................................................................................................. 5

8. Conexões ........................................................................................................................... 6

8.1. Sistema de Transmissão Básico ......................................................................... 6

8.2. Sistema de Transmissão com Link STL .............................................................. 7

8.3. Sistema Redundante de Transmissão ................................................................. 8

REV00 1
INSTALAÇÃO

1. Introdução

Nesta seção serão dadas informações gerais sobre a instalação do Encoder para TV Digital modelo
MD9700.

Uma instalação adequada do MD9700 vai garantir o seu perfeito funcionamento, ininterruptamente,
por muitos anos.

2. Inspeção

Inspecionar a embalagem e o equipamento no momento do recebimento, para verificar danos


visíveis. Se o equipamento estiver com sinais de violação ou dano físico, indicando problemas duran-
te o transporte, esta evidência deve ser anotada nos papéis de entrega deste produto pela transporta-
dora, para notificá-la na hora do recebimento e assim tomar providências relativas a apuração das
responsabilidades sobre a integridade do produto.

A Hitachi Kokusai Linear realiza em fábrica todos os testes de funcionamento em todas as unidades
Encoder para TV Digital modelo MD9700, para assegurar a operação correta depois que são
entregues ao usuário. Contudo, se o equipamento não estiver funcionando quando for colocado em
operação, e não há nenhuma evidência de dano durante o transporte, pode ser necessário retornar o
equipamento à fábrica para reparo ou troca. Para isso, contacte o Departamento de Assistência
Técnica da Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos S/A.

3. Precauções contra Choque Elétrico

Como todo equipamento alimentado com a rede elétrica, ocorre o risco de choque elétrico.

Para prevenir choque elétrico deve-se tomar os seguintes cuidados:

• Qualquer manutenção neste equipamento somente deve ser realizada por pessoal técnico
treinado.
• Conectar o cabo de alimentação AC no MD9700, antes de conectá-lo à rede elétrica.
• Não expor o equipamento à umidade.

CUIDADO:

Observe as precauções de manuseio de dispositivos sensíveis a eletrostática.

Descargas eletrostáticas (ESD) podem danificar os componentes eletrônicos. Desta forma é neces-
sário trabalhar com o equipamento em uma estação com proteção contra descarga eletrostática.

REV00 2
4. Alimentação

O Encoder para TV Digital já sai de Fábrica com a sua tensão de alimentação ajustada, não havendo
necessidade de nenhuma alteração em sua configuração.

Este equipamento pode ser alimentado pela rede de 90Vac a 240Vac, 50-60 Hz, com aterramento.
O Encoder para TV Digital possui um cabo de alimentação AC, com tomada de 3 pinos, para conexão
à rede elétrica. O pino central da tomada é usado para conectar a parte metálica (chassi) do Encoder
para TV Digital ao aterramento da rede elétrica.

5. Desenho Mecânico

REV00 3
6. Painel Frontal

6.1. Desenho 6.2. Descrição

No painel frontal do Encoder estão localizados


o display, LEDs de sinalização e teclado.

IDENTIFICAÇÃO

1- Display - Trata-se de um display digital de 2


linhas e 40 colunas, através do qual se pode
visualizar o menu de navegação do software
de gerenciamento do Encoder.

2- LEDs de sinalização - O equipamento possui


LEDs indicadores de equipamento energizado,
presença de sinal de entrada, equipamento em
operação e alarmes.

3-   Desloca o cursor para a próxima


posição à esquerda

4-   Desloca o cursor para a próxima


posição abaixo
 Decrementa parâmetros numéricos

5-   Desloca o cursor para a próxima


posição à direita

6- ESC Cancela a programação ou retorna


a tela anterior.

7-   Desloca o cursor para a próxima


posição acima
 Incrementa parâmetros numéricos

8- ENTER
 Confirma a seleção.
     Confirma mudanças realizadas nos
parâmetros configurados.

REV00 4
7. Painel Traseiro

7.1. Desenho 7.2. Descrição

No painel traseiro do Encoder estão localizados


os seguintes elementos:

1- Conector AC  Tensão AC 90 - 240 / 50/60Hz

2- Chave Liga/Desliga

3- ASI OUT
 Função: Interface elétrica DVB-ASI
 Tipo: BNC Fêmea
 Impedância: 75

4- STREAM
 Função: Interface Transport Stream over IP
(apenas HD)
 Tipo: RJ45

5- ADMIN
 Função: Interface para gerenciamento web
do equipamento
 Tipo: RJ45

6- USB
 Função: Entrada para atualização de
software
 Tipo: USB Host

7- SDI IN
 Função: Entrada SMPTE-259M (SD/1Seg)
ou SMPTE-292M (HD/SD/1Seg)
 Tipo: BNC Fêmea
 Impedância: 75

REV00 5
8. Conexões

(Encoder) no sistema.

ANTENA
TRANSMISSORA

TS BTS

TRANSMISSOR LINEAR IS DB-TB


8.1. Sistema de Transmissão Básico

MULTIPLEXADOR MODULADOR EXCITADOR AMPLIFICADOR


HD-SDI
ENCODERS ISDB-TB ISDB-TB ISDB-TB DE POTÊNCIA
HD / SD / LD
SD-SDI

TS

PLAYOUT (*1)

ABRIGO / TORRE / CAMPO


NA EMISSORA

1- Diagrama em blocos do sistema de transmissão básica


Nota( *1): Playout vendido separadamente

REV00
6
As figuras a seguir ilustram a cadeia completa de transmissão, ressaltando a posição do MD9700
ANTENA
TRANSMISSORA

TS
8.2. Sistema de Transmissão com Link STL

MICROONDAS TRANSMISSOR
HD-SDI MULTIPLEXADOR MICROONDAS
ENCODERS DIGITAL LINEAR
ISDB-TB DIGITAL
HD / SD / LD ISDB-TB
SD-SDI

TS

PLAY OU T

3- Diagrama em blocos do sistema de transmissão utilizando um link STL


REV00
7
TS

MULTIPLEXADOR
HD-SDI ENCODERS ISDB-TB
SD-SDI HD / SD / LD

TS

TRANSMISSOR LINEAR
PLAY OUT

CADEIA DE TRANSMISSÃO 1
ENTRADA A
EXCITADOR
8.3. Sistema Redundante de Transmissão

ENTRADA B
IS7001

TS

MULTIPLEXADOR
HD-SDI ENCODERS ISDB-TB
SD-SDI HD / SD / LD

TS

4- Diagrama em blocos de um sistema redundante de transmissão


PLAY OUT

CADEIA DE TRANSMISSÃO 2

REV00
8
3

3
OPERAÇÃO
Operação
1. Introdução ....................................................................................................................... 3
1.1. Iniciando o Sistema .............................................................................................. 3
1.2. Painel Frontal ........................................................................................................ 3
1.3. Modo de Segurança .............................................................................................. 3

2. Navegação e Sinalização ............................................................................................... 4


2.1. Teclado .................................................................................................................. 4
2.2. Display .................................................................................................................. 4

3. Sinalização ..................................................................................................................... 5

4. Fluxograma das Telas .................................................................................................... 5


4.1.. Tela de Apresentação e Opções Principais .......................................................... 5
4.2. Telas de Status ...................................................................................................... 6
4.3.. Telas de Configuração do Sistema ....................................................................... 6

5. Operação do Painel Frontal ........................................................................................... 7


5.1. Inicialização .......................................................................................................... 7
5.2. Menu Principal (Main) ............................................................................................ 7
5.3. Status Menu .......................................................................................................... 7
5.4. System Menu ........................................................................................................ 8
5.4.1. Configurações de Usuário ............................................................... 8
5.4.2. Auto Start .......................................................................................... 9
5.4.3. Configurações de Rede ................................................................... 9
5.4.4. Informações do Sistema .................................................................. 11
5.4.5. Atualização do Sitema Via USB ....................................................... 12

6. Configuração Via Web Browser ..................................................................................... 13


6.1.. Introdução ............................................................................................................. 13
6.2.. Status .................................................................................................................... 14
6.2.1. Encode State .................................................................................... 14

REV00 1
6.3.. Input ...................................................................................................................... 15
6.3.1. Audio Input ....................................................................................... 15
6.3.2. Video Input ....................................................................................... 16
6.3.3. Video Scaler .................................................................................... 16
6.4. Audio ..................................................................................................................... 16
6.4.1. Audio Channel 1 ............................................................................... 17
6.4.2. Audio Channel 2 ............................................................................... 17
6.5.. Video ..................................................................................................................... 17
6.5.1. Video Settings ................................................................................. 18
6.5.2. Codec Settings ................................................................................ 18
6.5.3. GOP (Group of Pictures) Settings .................................................. 18
6.5.4. Advanced Processing .................................................................... 18
6.6.. Output .................................................................................................................. 19
6.6.1. Output Settings ............................................................................... 20
6.6.2. IP Stream Interface Settings ........................................................... 20
6.6.3. IP Stream Settings ........................................................................... 20
6.7.. System ................................................................................................................. 21
6.7.1. System Settings .............................................................................. 21
6.7.2. IP Admin Settings ............................................................................ 21
6.7.3. System Information ........................................................................ 21

REV00 2
OPERAÇÃO

1. Introdução

O MD9700 consiste em um equipamento que faz a codificação de um sinal de vídeo digital puro para
um Transport Stream de 188 bytes encapsulado em MPEG-2 TS. Este produto é totalmente compatível
ao padrão de TV digital ISDB-T. Suporta entradas HD-SDI ou SD-SDI. Possui 4 saídas ASI para
necessidades de redundância de sistema e monitoramento.

A configuração do equipamento pode ser feita pelo painel frontal (item 5 da Seção de Operação) ou
também pela interface web (item 6 da Seção de Operação) utilizando um web browser a sua escolha.

Esta seção descreve os procedimentos a serem adotados para colocar o equipamento em


operação.

1.1. Iniciando o Sistema

Antes de iniciar o sistema, é recomendável verificar:

 Se o encoder está devidamente ligado à rede elétrica;


 Se a porta de entrada está recebendo um sinal válido

Atendidas as condições acima, o sistema pode ser iniciado pressionando a chave localizada no
painel traseiro do equipamento. O processo de inicialização do sistema levará alguns segundos
(a mensagem Initializing... aparecerá durante a inicialização do equipamento).

1.2. Painel Frontal

O encoder MD9700 possibilita realizar configurações, medidas do sistema e a verificação de alarmes.

Um display LCD de duas linhas de 40 caracteres, em conjunto com quatro teclas cursor, um
botão ENTER, e um ESCAPE permitem fácil operação do encoder MD9700.

1.3. Modo de Segurança

É possível inicializar o equipamento em modo de segurança (configurações padrões são


carregadas). Para isto, basta segurar as teclas ENTER e ESC ao mesmo tempo antes de ligar o
equipamento. Os três LEDs do painel frontal irão piscar brevemente caso o comando seja
compreendido corretamente.

REV00 3
2. Navegação e Sinalização

6
1

4 5 2
H.264 HD ENCODER
3

2.1. Teclado

Dependendo da função específica que estiver sendo verificada no painel frontal, as chaves cursor
terão as seguintes funções:

 (1)  Desloca o cursor para próxima posição acima.


Incrementa parâmetros numéricos

 (2)  Desloca o cursor para a próxima posição à direita.

 (3)  Desloca o cursor para a próxima posição abaixo.


Decrementa parâmetros numéricos

 (4)  Desloca o cursor para a próxima posição à esquerda.

Tecla (5)  ENTER - Confirma a seleção.


- Confirma mudanças realizadas nos parâmetros configurados.

Tecla (6)  ESC – Cancela a programação ou retorna a tela anterior.

2.2. Display

A navegação pelas telas é feita de forma geral com o uso das teclas direcionais (para cima e para
baixo) para posicionar o cursor nas opções escolhidas ou nos dígitos numéricos a informar, utilizar a
tecla de confirmação (ENTER) para acessar a opção escolhida e memorizar os valores desejados e
a tecla (ESC) para retornar ao menu anterior ou cancelar a alteração de parâmetros.

Todas as telas de configuração possuem um número de quatro dígitos localizado à direita da


tela, o qual indica o número de identificação do menu.

Identificação

[Main Menu] 1/6 [0000]


Status
H.264 HD ENCODER

REV00 4
3. Sinalização

O equipamento apresenta em seu painel frontal LEDs que quando acesos indicam:

POWER ON – Equipamento está energizado.


INPUT SYNC – Equipamento possui sinal de entrada válido.
RUNNING – Equipamento está operando.
ALARM – Informa uma irregularidade na operação do sistema, verifique a tela de alarmes para
obter maiores detalhes.

4. Fluxograma das Telas

4.1. Tela de Apresentação e Opções Principais

Linear Equipamentos Eletronicos


H.264 HD Encoder
[Any key]

[Main Menu] 1/6 [0000]


Status
[Up ad Down Keys]
[idle for 10 seconds]

[Main Menu] 2/6 [0000]


Input

[Main Menu] 3/6 [0000]


Audio

[Main Menu] 4/6 [0000]


Video

[Main Menu] 5/6 [0000]


Output

[Main Menu] 6/6 [0000]


System

REV00 5
4.2. Telas de Status

[Enter Key]

[Main Menu] 1/6 [0000] [Status] 1/3 [1000]


Status Start
[Up ad Down Keys]

[Status] 2/3 [1000]


Stop
[ESC]

[Status] 3/3 [1000]


Current State

4.3. Telas de Configuração do Sistema

[Enter Key] [Enter Key]

[Main Menu] 6/6 [0000] [System] 1/12 [6000] [Login] 1/1 [6100]
System Login user
[ESC]
[Up ad Down Keys]

[System] 2/12 [6000] [Password] 1/1 [6200]


Password pass

[System] 3/12 [6000] [Auto Start] 1/1 [6300]


[ESC]
Auto Start [Yes] [No]

[System] 4/12 [6000] [Ipv4 Address] 1/1 [6400]


Ipv4 Address xxx.xxx.xxx.xxx

[System] 5/12 [6000] [Subnetwork Mask] 1/1 [6500]


Subnetwork Mask xxx.xxx.xxx.xxx

[System] 6/12 [6000] [Gateway] 1/1 [6x00]


Gateway xxx.xxx.xxx.xxx

[System] 7/12 [6000] [DNS] 1/1 [6xxx]


DNS xxx.xxx.xxx.xxx

[System] 8/12 [6000] [Serial Number] 1/1 [6xxx]


Serial Number xxx

[System] 9/12 [6000] [MAC Address] 1/1 [6xxx]


MAC Address xx:xx:xx:xx:xx:xx

[System] 10/12 [6000] [Software Version] 1/1 [6xxx]


Software Version x.x.x Mês Dia Ano

[System] 11/12 [6000] [Hardware Version] 1/1 [6xxx]


Hardware Version x.x.x Mês Dia Ano

[System] 12/12 [6000] [USB System Update] 1/1 [6xxx]


USB System Update [Yes] [No]

REV00 6
5. Operação do Painel Frontal

5.1. Inicialização

Ao ligar o equipamento aparecerá a tela de apresentação, indicando o nome da empresa fabricante e


o modelo do equipamento.

Linear Equipamentos Eletrônicos


H.264 HD Encoder
H.264 HD ENCODER

5.2. Menu Principal (Main)

Pressionando qualquer tecla será mostrada a próxima tela, sendo esta, o menu inicial.

[Main Menu] 1/6 [0000]


Status
H.264 HD ENCODER

Para acessar a opção Status Menu, basta pressionar a tecla ENTER.

5.3. Status Menu

Permite acesso às funções de Start e Stop do equipamento e também o atual estado em que o
encoder se encontra (Started / Stopped). As teclas  e  permitem alterar a função que deseja ser
executada. Após teclar Enter em qualquer uma das funções, ainda é necessário teclar Yes na tela de
confirmação.

Abaixo a seqüência para acesso aos parâmetros:

Iniciar processo de codificação

[Status] 1/3 [0000]


Start
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Start] 1/1 [0000]


->[Yes] [No]
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

REV00 7
Parar processo de codificação

[Status] 2/3 [0000]


Stop
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Stop] 1/1 [0000]


->[Yes] [No]
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

Para confirmar o estado atual (Started/Stopped) do equipamento, acessar a tela Current State:

[Status] 3/3 [0000]


Current State
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

A informação de estado de codificação será mostrada em seguida.

5.4. System Menu

Para acessar a opção System, basta retornar ao Main Menu, navegar até a seguinte tela e
pressionar a tecla ENTER.

[Main Menu] 6/6 [0000]


System
H.264 HD ENCODER

5.4.1. Configurações de Usuário

Permite a leitura de parâmetros de usuário (Login e Password) do equipamento. Estes parâmetros


serão usados na configuração remota do equipamento. Abaixo a seqüência para acesso aos
parâmetros:
Visualizar Login configurado:

[System] 1/12 [6000]


Login
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER
REV00 8
[Login] 1/1 [6100]
user
H.264 HD ENCODER

O login padrão é “user”. Para alterá-lo é necessário acessar o equipamento via ethernet.

Visualizar Password configurado:

[System] 2/12 [6000]


Password
H.264 HD ENCODER

Pressionar ENTER

[Password] 1/1 [6200]


pass
H.264 HD ENCODER

O password padrão é “pass”. Para alterá-lo é necessário acessar o equipamento via ethernet.

5.4.2. Auto Start

Permite a configuração da função “Auto Start”. Se ativada, toda vez que o encoder for ligado, o
processo de codificação será iniciado automaticamente.

[System] 3/12 [6000]


Auto Start
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Auto Start] 1/1 [6300]


->[Yes] [No]
H.264 HD ENCODER

5.4.3. Configurações de Rede

Permite alterar todas as configurações de rede necessárias para o acesso remoto (IP/Subnet Mask/
Gateway/DNS). Abaixo a seqüência para alterar aos parâmetros:

Alterar o IP

[System] 4/12 [6000]


Ipv4 Address
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER REV00 9
[Ipv4 Address] 1/1 [6400]
xxx.xxx.xxx.xxx
H.264 HD ENCODER
Alterar o valor do IP usando as teclas direcionais e confirmar com Enter.

Alterar a Subnetwork Mask

[System] 5/12 [6000]


Subnetwork Mask
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Subnetwork Mask] 1/1 [6500]


xxx.xxx.xxx.xxx
H.264 HD ENCODER
Alterar o valor do Subnetwork Mask usando as teclas direcionais e confirmar com Enter.

Alterar o Gateway

[System] 6/12 [6000]


Gateway
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Gateway] 1/1 [6x00]


xxx.xxx.xxx.xxx
H.264 HD ENCODER

Alterar o valor do Gateway usando as teclas direcionais e confirmar com Enter.

Alterar o DNS

[System] 7/12 [6000]


DNS
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[DNS] 1/1 [6xxx]


xxx.xxx.xxx.xxx
H.264 HD ENCODER
Alterar o valor do Subnetwork Mask usando as teclas direcionais e confirmar com Enter.

REV00 10
5.4.4. Informações do Sistema

Permite a leitura das informações do equipamento (Serial Number/Mac Address/Software Version/


Hardware Version). Abaixo a seqüência para acesso aos parâmetros:

Visualizar Serial Number

[System] 8/12 [6000]


Serial Number
H.264 HD ENCODER

Pressionar ENTER

[Serial Number] 1/1 [6xxx]


xxx
H.264 HD ENCODER

Pressione qualquer tecla para retornar ao System Menu.

Visualizar Mac Address

[System] 9/12 [6000]


MAC Address
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[MAC Address] 1/1 [6xxx]


xx:xx:xx:xx:xx:xx
H.264 HD ENCODER

Pressione qualquer tecla para retornar ao System Menu.

Visualizar Versão do Software

[System] 10/12 [6000]


Software Version
H.264 HD ENCODER

Pressionar ENTER

[Software Version] 1/1 [6xxx]


x.x.x Mês Dia Ano
H.264 HD ENCODER
Pressione qualquer tecla para retornar ao System Menu.
REV00 11
Visualizar Versão de Hardware

[System] 11/12 [6000]


Hardware Version
H.264 HD ENCODER
Pressionar ENTER

[Hardware Version] 1/1 [6xxx]


x.x.x Mês Dia Ano
H.264 HD ENCODER

Pressione qualquer tecla para retornar ao System Menu.

5.4.5. Atualização do Sistema Via USB

Permite a atualização do equipamento via USB. Para executar a atualização, é necessário que
um arquivo de atualização válido esteja na “raíz” do pen drive usado para o update. Depois de
passar o arquivo para o pen drive, conectá-lo a parte traseira do encoder, parar a codificação e
atualizar pelo painel frontal do equipamento utilizando a seguinte sequência:

[System] 12/12 [6000]


USB System Update
H.264 HD ENCODER

Pressionar ENTER

[USB System Update] 1/1 [6xxx]


->[Yes] [No]
H.264 HD ENCODER
Confirmar com a tecla ENTER
.
Após a confirmação, a mensagem “USB System Updater” será exibida no painel frontal. Agora o
sistema procura o arquivo válido de atualização no pen drive e assim que ele é encontrado, o LED de
sinalização Input Sync acende. O LED Running que encontra-se logo abaixo, acende quando a
flash for apagada com sucesso. E o LED Alarm acende quando a flash for gravada com sucesso.
Depois dessas etapas, o novo software de controle já foi gravado com sucesso e deve-se reiniciar o
encoder manualmente no painel traseiro

ATENÇÃO
 Usar somente arquivos fornecidos pela Hitachi Kokusai Linear, caso contrário é
possível danificar o equipamento.
 Utilizar um pendrive que possua apenas uma partição e formatação do tipo FAT16
ou FAT32. Outros tipos de dispositivos não são suportados.
 Não utilizar hubs USB, adaptadores ou extensores de cabo, pois estes podem
comprometer a integridade do processo de atualização de software.

REV00 12
6. Configuração Via Web Browser

6.1. Introdução
A configuração do encoder MD9700 também pode ser efetuada pela conexão ethernet presente no
traseira do equipamento.

Primeiros passos:
 Conectar o encoder a rede ou conectar diretamente ao PC usando um cabo cross.
 Configurar o IP desejado no painel frontal do equipamento
 Abrir o web browser a ser usado e conectar ao IP configurado no passo anterior.
 Digitar a senha, o login e confirmar. Essas informações podem ser encontradas utilizando o
painel frontal do encoder. Configuração de fábrica:
Login : user
Password : pass

 NOTA: Deve-se utilizar um navegador web recente para controlar o equipamento


através da interface web.
Exemplos de navegadores recomendados:
Internet Explorer 8 ou superior, Firefox 3 ou superior, Opera 10 ou superior, Safari 5 ou
superior e Chrome 8 ou superior.

A interface é dividida em 6 abas:


 Status – Alterar e ler o atual status do equipamento (Started/Stopped)
 Input – Alterar configurações de entrada do Encoder (Source/Frame Rate/Video Scaler/etc...)
 Audio – Alterar parâmetros de codificação de áudio (PID/Codec/Bitrate/etc...)
 Video – Alterar parâmetros de codificação de vídeo (PID/Codec/Bitrate/etc...)
 Output – Alterar parâmetros de saída do TS (PCR PID/TS bitrate/Audio Transport/etc...)
 System – Alterar configurações do sistema (IP/Login/etc...) e leitura de informações de versão
do equipamento

REV00 13
6.2. Status

Na aba de status é possível iniciar e parar o processo de codificação do encoder e também informar
qual é o estado atual do equipamento.

6.2.1. Encode State

 Current Status – Informa o estado atual do encoder. Para atualizar o estado, basta clicar em
Refresh
 Change State – Altera o status do encoder. Para iniciar o processo de codificação, clicar em
Start. Para parar, clicar em Stop.

REV00 14
6.3. Input

Na aba Input é possível alterar os parâmetros de entrada dos sinais de Áudio e Vídeo. Depois de
feitas as configurações desejadas, clicar em Apply. Para a leitura das configurações atuais,
clicar em Refresh.

6.3.1. Audio Input

 Audio Source – Configuração da fonte entrada do sinal de áudio (SDI)


 Audio Channel 1 – Configuração de habilitação do canal de áudio 1. (Enabled/Disabled)
 Audio Channel 2 – Configuração de habilitação do canal de áudio 2. (Enabled/Disabled)
 Sample Rate – Configuração da taxa de entrada dos sinais de áudio . (48 KHz / 44,1KHz /
32KHz )

REV00 15
6.3.2. Video Input

 Video Source – Configuração da fonte de entrada do sinal de vídeo (SDI)


 Input Width – Configuração da largura do vídeo de entrada (1920 / 1280)
 Input Height – Configuração da altura do vídeo de entrada (1080 / 720)
 Input Frame Rate – Configuração da taxa de frames por segundo do vídeo do sinal de entrada
(23.97 / 24 / 25 / 29.97 / 30 / 50 / 59.94 / 60)fps
 Input Video Format – Configuração do formato de vídeo do sinal de entrada (Interlaced /
Progressive / PSF)

6.3.3. Video Scaler

Usado somente para a necessidade de down-scalling da entrada. Usado somente no modelo MD9001.

 Scalling - (Disabled)

6.4. Audio

Na aba Audio é possível alterar os parâmetros de configuração dos canais de Áudio do TS.
Depois de feitas as configurações desejadas, clicar em Apply. Para a leitura das configurações
atuais, clicar em Refresh.

REV00 16
6.4.1. Audio Channel 1

 PID – Configuração do valor de PID do canal de áudio 1


 Codec – Configuração do tipo de codificação de áudio usada no canal 1
(MPEG-1 Layer II / MPEG-2 AAC-LC / MPEG-2 HE-AAC / MPEG-4 AAC-LC / MPEG-4 HE-AAC)
 Bit-Rate – Configuração da taxa de áudio do canal 1 em kbps
(32 / 48 / 56 / 64 / 80 / 96 / 112 / 128 /160 / 192 / 224 / 256 / 320 / 384)
 Audio Delay [ms] – Configuração do atraso de áudio do canal 1 caso seja necessário. ( 0 ~
1000 ms)
 Coding mode – Configuração do modo de codificação do canal 1
(Dual-Mono / Stereo / L-Mono / R-Mono / Mixed -Mono)

6.4.2. Audio Channel 2

As mesmas configurações feitas para o canal 1 também devem ser feitas para o canal 2 caso ele
esteja habilitado.

6.5. VIdeo

Na aba Video é possível alterar os parâmetros de configuração de Vídeo do TS. Depois de feitas
as configurações desejadas, clicar em Apply. Para a leitura das configurações atuais, clicar em
Refresh.

REV00 17
6.5.1. Video Settings

 PID – Configuração do valor de PID do vídeo


 Codec – Configuração do tipo de codificação de áudio usada (H.264 / MPEG-2)
 Aspect Ratio – Configuração da Relação de Aspecto a ser usada no video (16x9 / 4x3)
 Rate Control Mode – Configuração do modo de controle da taxa de vídeo (CBR / Cappeb VBR
/ Target VBR)
 Minimum Bit-Rate [bps] – Configuração da mínima taxa de vídeo permitida
 Maximum Bit-Rate [bps] – Configuração da máxima taxa de video permitida
 Target Bit-Rate [bps] – Configuração da taxa alvo do video

6.5.2. Codec Settings

 Profile – Configuração do profile de codificação (High para HD e SD / Main para SD / Baseline


para 1Seg)
 Level – Configuração do nível de codificação (4.2 / 4.1 / 4.0 / 3.2 / 3.1 / 3.0 / Automatic)
 IDR Keyframes – Configuração da presença de quadros IDR (None / Every I frame)
 Coding Mode – Configuração do modo de codificação (Automatic / Frame / MacroBlock-Adaptive
Frame Field / Picture Adaptive Frame Field)

6.5.3. GOP (Group of Pictures) Settings

 GOP Type – Configuração do Tipo de GOP(Closed / Dynamic )


 GOP Size – Configuração do tamanho do GOP (1~300)
 GOP Structure – Configuração na estrutura de sequência dos quadros (I / IP / IPB / IPBB / …
/ IPBBBBBBB)

6.5.4. Advanced Processing

 Pre Filtering – Configuração do uso de pre-processamento do sinal (None / Horizontal Blur)


 Fade Detection – Configuração de habilitação do Fade Detection (Enabled / Disabled)
 Skin Tone Detection - Configuração de habilitação do Skin Tone Detection (Enabled / Disabled)
 Scene Change Detection - Configuração de habilitação do Scene Change Detection (Enabled
/ Disabled)

REV00 18
6.6. Output

Na aba Output é possível alterar os parâmetros de configuração das saída ASI e IP. Depois de
feitas as configurações desejadas, clicar em Apply. Para a leitura das configurações atuais,
clicar em Refresh.

REV00 19
6.6.1. Output Settings

 TS Bit-Rate [bps] – Configuração da taxa total de TS de saída


 Audio Transport – Configuração do padrão do tranporte de áudio (ADTS / LATM/LOAS, obrigatório
no ISDB )
 Pat Interval [ms] – Configuração do intervalo de envio da PAT (máx - 100)
 Service ID – Configuração da identificação do serviço
 PMT PID – Configuração do PID da PMT
 PMT Interval [ms] – Configuração do intervalo de envio da PMT (máx - 100)
 PCR PID – Configuração do PID do PCR
 PCR Interval [ms] – Configuração do intervalo de PCR
 System Delay [ms] – Configuração do tempo de processamento do encoder (800 ~ 5000)

6.6.2. IP Stream Interface Settings

 IP Output – Habilitar/Desabilitar TS via IP


 Ipv4 Address – Configuração do endereço da interface IP de streaming
 Netmask – Configuração do endereço da máscara de rede da interface IP de streaming
 Gateway – Configuração do gateway da interface IP de streaming
 DNS – Configuração do DNS da interface IP de streaming

6.6.3. IP Stream Settings

 Target IP – Configuração do endereço de recebimento do TS IP


 Port – Configuração da porta usada para enviar o TS
 TS Packets – Configuração do número de pacotes por frame ethernet (1 / 2 / 3 / 4 / 5 / 6 / 7)
 Transport type – Tipo de transporte ethernet (RTP / UDP)
 Cast type – tipo de distribuição (Unicast / Multicast)
 MTU – Tamanho do frame ethernet (576 ~ 1500)
 TTL – Time to Live. Configurar tempo de vida do pacote IP (1 / 32 / 64 / 128 / 255)
 ToS/DS – (0)

REV00 20
6.7. System

Na aba System é possível alterar as configuração de conexão e ler informações do sistema.


Depois de feitas as configurações desejadas, clicar em Apply. Para a leitura das configurações
atuais, clicar em Refresh.

6.7.1. System Settings

 Login – Mostra o login atual do equipamento e permite ao usuário alterá-lo.


 Password – Mostra a senha atual do equipamento e permite ao usuário alterá-la.
 Auto Start – Habilita/Desabilita o inicio automático do processo de codificação toda vez que o
encoder for ligado.

6.7.2. IP Admin Settings

 Ipv4 Address – Mostra o IP atual do equipamento e permite ao usuário alterá-lo.


 Netmask – Mostra a netmask atual do equipamento e permite ao usuário alterá-la.
 Gateway – Mostra o gateway atual do equipamento e permite ao usuário alterá-lo.
 DNS – Mostra o DNS atual do equipamento e permite ao usuário alterá-lo.

6.7.3. System Information

 Serial Number – Mostra o serial number do equipamento


 MAC Address – Mostra o MAC address do equipamento
 Software Version – Mostra a versão do software de controle e a data da sua geração
 Hardware Version – Mostra a versão do hardware e a data da sua geração
REV00 21
4

4
MANUTENÇÃO
Manutenção
1. Introdução .......................................................................................................................... 2
2. Manutenção Preventiva ..................................................................................................... 2

2.1. Limpeza ................................................................................................................ 2

2.2. Inspeção Visual ..................................................................................................... 3

REV00 1
MANUTENÇÃO

1. Introdução
Esta seção trata dos procedimentos a serem adotados para garantir uma rotina de manutenção
preventiva para garantir uma maior vida útil do Encoder.

O Encoder somente deve ser aberto por pessoal técnico autorizado e que tenha recebido um
treinamento adequado para realizar manutenções neste tipo de equipamento.

O não cumprimento do que foi mencionado acima pode resultar na perda da garantia.

IMPORTANTE:
1. A expectativa de vida depende das condições de funcionamento do equipamento.
2. Ambientes com temperatura controlada aumentam a expectativa de vida dos componentes.

2. Manutenção Preventiva

A Manutenção preventiva visa assegurar um bom funcionamento do Encoder por vários anos, através
de medidas e cuidados a serem tomados periodicamente, descritos a seguir:

2.1. Limpeza

Condições iniciais:

• Desligue o equipamento da rede;


• Retire a tampa;
• Desconecte os cabos do painel traseiro.

Procedimento:

1. Utilizando um jato de ar comprimido retire todo o pó acumulado no interior do equipamento,


nos painéis frontal e traseiro e na tampa.

2. Passe um pano seco e macio nos painéis.

3. Se não for possível a utilização de jato de ar, providencie uma escova ou pincel, de cerdas
bem macias, evitando arranhar a pintura do equipamento.

4. Ao terminar a limpeza, coloque a tampa, refaça as conexões e ligue o equipamento à rede


elétrica, colocando o mesmo em funcionamento, conforme procedimento descrito na Ativação
inicial.

REV00 2
2.2. Inspeção Visual

Condições Iniciais:

• Retire a tampa.

Procedimento:

1. Verifique se os conectores dos Módulos estão corretamente acoplados, bem como as conexões
do equipamento.
2. Verifique se não há sinal de umidade ou a existência de goteiras no local de instalação do
Encoder.
3. Ao terminar a inspeção visual recoloque a tampa.

REV00 3
5

5
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES
Informações Complementares
1. Garantia ............................................................................................................................. 2
2. Assistência Técnica ........................................................................................................... 2
3. Licenciamento .................................................................................................................... 2
4. Copyright ............................................................................................................................ 2

REV00 1
INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

1. Garantia

Os produtos Hitachi Kokusai Linear foram testados e encontram-se em condições de operação no


envio, e tem garantia de estarem livres de qualquer defeito de fabricação e de materiais, durante um ano,
a partir da data da compra.

A Hitachi Kokusai Linear concorda em sanar qualquer defeito ou fornecer uma nova peça para ser
trocada no equipamento, que venha apresentar defeito sob condições normais de funcionamento.
Despesas com o transporte são pagas pelo comprador.

Esta garantia não se aplica ao equipamento que foi sujeito ao uso impróprio, negligência, acidente,
fiação incorreta, instalação imprópria, modificação não autorizada ou uso que viole as instruções ou
tenha o número de série removido ou desfigurado.

Esta garantia substitui qualquer outra, implícita ou explícita e não autoriza nenhum pessoal a assumir
para a Hitachi Kokusai Linear, qualquer responsabilidade pela venda de seus produtos.

A Hitachi Kokusai Linear se reserva o direito de modificar a produção e modificação no equipamento,


sem obrigar-se a incorporá-las em modelos anteriores.

A presente Garantia somente será válida quando a VENDEDORA receber do COMPRADOR o


Certificado de Aceitação e Garantia preenchido e assinado.

2. Assistência Técnica

A assistência técnica deverá ser realizada pela Hitachi Kokusai Linear Equipamentos Eletrônicos
S/A ou por pessoas ou empresas formalmente credenciadas pela mesma.

3. Licenciamento

Os procedimentos legais, bem como os custos necessários para tal, são imprescindíveis para o uso
deste produto e, não são de responsabilidade da Hitachi Kokusai Linear.
Caso não seja providenciado o licenciamento, o usuário estará sujeito às penalidades previstas na
legislação específica em vigor (Decreto No 81600 de 25/04/1978 Cap. III, Artigos 13,14 e 15).

4. Copyright
Todos os direitos estão reservados a Hitachi Kokusai Linear, qualquer reprodução, adaptação, tradução
ou uso indevido deste manual de serviço, sem permissão prévia por escrito, é proibida, exceto as
permitidas sob leis de copyright.

REV00 22

Você também pode gostar