Você está na página 1de 31

Endereço da página:

https://novaescola.org.br/plano-de-aula/1643/reconhecendo-padroes-para-divisoes

Planos de aula / Matemática / 6º ano / Números

Reconhecendo padrões para divisões


Por: Emanuelle Martins / 30 de Março de 2018

Código: MAT6_02NUM04

Sobre o Plano

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Emanuelle Martins

Mentor: Rodrigo Morozetti Blanco

Especialista: Luciana Maria Tenuta de Freitas

Habilidade da BNCC

(EF06MA04) Classificar números naturais em primos e compostos, estabelecer relações entre números, expressas pelos termos “é múltiplo de”, “é divisor de”, “é fator de”, e estabelecer, por meio de investigações, critérios de divisibilidade
por 2, 3, 4, 5, 6, 8, 9, 10, 100 e 1000.
(EF06MA05) Resolver e elaborar problemas que envolvam as ideias de múltiplo e de divisor.

Objetivos específicos

Reconhecer padrões para divisões.

Conceitos-chave

Para um número ser divisível por dois ele deve ser par, ou seja, a casa das unidades precisa ser: 0, 2, 4, 6 ou 8. Podemos dizer que a casa das unidades varia de duas em duas unidades.

Para um número ser divisível por 3, devemos somar seus algarismo e obter um número que seja múltiplo de três

Para um número ser divisível por 6 ele precisa ser divisível por 2 e por 3 ao mesmo tempo.

Para um número ser divisível por cinco ele precisa ter em sua casa das unidades o zero ou o cinco, ou seja, a casa das unidades de variar de cinco em cinco unidades.

Recursos necessários

Atividades impressas em folhas, coladas no caderno ou não;


Projetor Multimídia.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Materiais complementares

Documento
Aquecimento
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/cDad3zs9CRVGckc9A9CGCHjVHcKHbagpGsNJDCU8zEdemhbzUAGzKW35QkYZ/ativraiox-mat8-15geo04.pdf

Documento
Atividade principal
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/kWrpctkZtYz7xPGfNxfxcHVYye7vN55Q5HUfx25CVt82KASFt9bPyMw7HjHF/ativaula-mat6-02num04.pdf

Documento
Atividade principal - Fluxograma
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3mtGuBgDB3fqQvGwzetUP67wwUDJrZJmmq3px2Q95pCPUE9Px6pJ5rS4WgaN/atividade-aula-fluxograma.pdf

Documento
Raio X
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/N35qvKwDXFYwtpTyqVbFhTu5SGbsRmEHrzGKQanqwhwJsPGrMkx7ZGSG58ap/ativraiox-mat6-02num04.pdf

Documento
Atividade complementar
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3ZucjC2DfCNcQH6xBfFENBt44dkb7fBj3zySyj9TcsTc9Nt4eH79Mjy4NzTd/ativcomp-mat6-02num04.pdf

Documento
Guia de intervenção
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/k9KXQ3B5NEFtxxZCEvRM8Hge8pwaRYY7Asgbzn8SfrYA7FRyntt3GummxUTE/guiainterv-mat6-02num04.pdf

Documento
Resolução do aquecimento
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6MNKM8zhB3UwFxQTwMbRFfrkCuaRgF8NPdn3cGjzWph3RNbKcRwZNsvGXFmN/resol-aquec-mat6-02num04.pdf

Documento
Resolução do atividade principal
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jfzdQuYg6HCXVnt3vTpw4CtFznbrbtnFwheeBq28C7K5rWCvUd2pezKrs6Nn/resol-ativaula-mat6-02num04.pdf

Documento
Resolução do raio x
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/PZE9gwGcpCUCpvUbUbezAHk6J3fRKPP5CSPAQsZRN9TcfuTfR79KamSSm4J6/resol-ativraiox-mat6-02num04.pdf

Documento
Resolução do atividade complementar
https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/sJAtsKkU5ZznpjFmkYvfEpyPCrpFKnehRwecEYevgPCpUbD73wkCPQhDXPvp/resol-ativcomp-mat6-02num04.pdf

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 1 Resumo da aula


Orientações:Este slide não é um substituto para as
anotações para o professor e não deve ser
apresentado para os alunos. Trata-se apenas de
um resumo da proposta para apoiá-lo na aplicação
do plano em sala de aula.
Orientação: Leia atentamente o plano inteiro e as
anotações para o professor. Busque antecipar quais
questões podem surgir com a sua turma e preveja
adequações ao nível em que seus alunos estão.
Compartilhe o objetivo da aula com os alunos antes
de aplicar proposta.
Na aba “Sobre o plano”, confira os conhecimentos
que sua turma já deve dominar para seguir essa
proposta.
Se quiser salvar o plano no seu computador, faça
download dos slides na aba “Materiais
complementares”. Você também pode imprimi-lo
clicando no botão “imprimir”.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 2 Objetivo
Tempo sugerido: 02 minutos
Orientação: Professor, leia para seus alunos o
objetivo da aula.
Propósito: orientar os alunos sobre o que se
pretende aprender nesta aula.

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 3 Retomada
Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 3 e 4)
Orientação: Professor, esta atividade está
apresentada nos slides 3 e 4, onde através das
ideias e dos questionamentos apresentados pelos
personagens nos slides, espera-se que os alunos
consigam retomar a ideia de um número ser
divisível por outro número, e consigam estabelecer
critérios de divisibilidade. Divida o quadro em 5
espaços, e em cada um desses espaços escreva os
apontamentos feitos por seus alunos sobre os
critérios de divisibilidade por 2, por 3, por 6, por 5
e por 10. A intenção é eles perceberem que ao
estabelecer critérios, fica mais prático descobrir
quando que um número é divisível por outro
número.
Discuta com a turma:
Será que é necessário efetuarmos sempre o cálculo
de divisão para saber se um número é divisível por
outro número?
Qual a principal finalidade em estabelecermos
critérios de divisibilidade?
Você consegue pensar em critérios de divisibilidade
para outros números que não foram questionados
nos slides? Quais? Como pensou?
Materiais complementares para impressão:
Aquecimento
Resolução do aquecimento

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 4 Retomada
Tempo sugerido: 10 minutos (Slides 3 e 4)
Orientação: Professor, esta atividade está
apresentada nos slides 3 e 4, onde através das
ideias e dos questionamentos apresentados pelos
personagens nos slides, espera-se que os alunos
consigam retomar a ideia de um número ser
divisível por outro número, e consigam estabelecer
critérios de divisibilidade. Divida o quadro em 5
espaços, e em cada um desses espaços escreva os
apontamentos feitos por seus alunos sobre os
critérios de divisibilidade por 2, por 3, por 6, por 5
e por 10. A intenção é eles perceberem que ao
estabelecer critérios, fica mais prático descobrir
quando que um número é divisível por outro
número.
Discuta com a turma:
Será que é necessário efetuarmos sempre o cálculo
de divisão para saber se um número é divisível por
outro número?
Qual a principal finalidade em estabelecermos
critérios de divisibilidade?
Você consegue pensar em critérios de divisibilidade
para outros números que não foram questionados
nos slides? Quais? Como pensou?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 5 Atividade principal

Tempo sugerido: 23 minutos (Slides 5 a 7)


Orientação: Professor, veja se os alunos entendem
os passos listados para decidir se um número é ou
não divisível por 3. Veja também se a lista colocada
aqui é condizente com as respostas que eles deram
para a atividade anterior. Em seguida, mostre o
fluxograma no slide 6 e faça com eles os testes
citados, da seguinte maneira:
Para o número 4275 a soma dos algarismos é 4 + 2
+ 7 + 5 = 18. Como 18 é maior que 9, devemos
somar de novo. O resultado é 1 + 8 = 9. Como o
resultado está entre 0 e 9, passamos para o
próximo losango. Como o resultado é 9 a resposta é
sim, o número é divisível por 3.
Para o número 701 a soma dos algarismos é 7 + 0 +
1 = 8. Como o resultado está entre 0 e 9, passamos
para o próximo losango. Como o resultado é 8 (não
é 3, nem 6, nem 9), o número não é divisível por 3.
Se achar pertinente, divida 4275 e 701 por 3 para
que eles vejam que a primeira divisão é exata e a
segunda não é. Organize então a sala em duplas ou
em pequenos grupos para realizar a atividade
proposta no slide 7. Entregue a cada dupla uma
cartolina e uma folha com as figuras geométricas
impressas. Se possível, enquanto eles fazem a
atividade, deixe na lousa o exemplo do slide 6 .
Durante a execução da atividade, relembre-os de
usar corretamente os balões de acordo com os
formatos. Para fazer as setas eles podem usar
caneta hidrográfica preta, mas oriente-os a fazer
primeiro a lápis, e deixem para colar as formas na
cartolina e passar as setas à caneta apenas quando
o fluxograma estiver pronto. Fique atento para que
não coloquem nos losangos nenhuma pergunta
cuja resposta não seja de “sim ou não”, ou cuja
resposta seja por si só o que se deseja saber. Para
isso, combine com eles alguns detalhes como, por
exemplo, considerar que o fluxograma será testado
por um computador que não sabe dividir e não sabe
a tabuada de cor. Isso evitará que eles coloquem no
losango algo como “veja se o número é múltiplo de
3”.
Peça sempre para que testem os fluxogramas passo
a passo, verificando se os resultados de saída estão
corretos.
Propósito: aplicar um fluxograma para determinar
divisibilidades.
Discuta com a turma:
Alguém pode nos explicar porque temos desenhos Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.
Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Alguém pode nos explicar porque temos desenhos


geométricos diferentes para construir um
fluxograma?
Você sabe explicar qual é a finalidade de um
fluxograma?
Por que o estudo dos critérios de divisibilidade se
encaixa na construção de um fluxograma?
Todo número múltiplo de 2 é múltiplo de 6?
Todo número múltiplo de 6 é múltiplo de 2?
Você sabe dizer se um número é ou não múltiplo de
10 sem testar a divisibilidade do 2 e do 5?
Materiais Complementares:
Você pode saber mais sobre fluxograma nesse link.
Atividade principal
Atividade principal - Fluxograma
Resolução do atividade principal
Guia de intervenção

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 6 Atividade principal

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Tempo sugerido: 23 minutos (Slides 5 a 7)


Orientação: Professor, veja se os alunos entendem
os passos listados para decidir se um número é ou
não divisível por 3. Veja também se a lista colocada
aqui é condizente com as respostas que eles deram
para a atividade anterior. Em seguida, mostre o
fluxograma no slide 6 e faça com eles os testes
citados, da seguinte maneira:
Para o número 4275 a soma dos algarismos é 4 + 2
+ 7 + 5 = 18. Como 18 é maior que 9, devemos
somar de novo. O resultado é 1 + 8 = 9. Como o
resultado está entre 0 e 9, passamos para o
próximo losango. Como o resultado é 9 a resposta é
sim, o número é divisível por 3.
Para o número 701 a soma dos algarismos é 7 + 0 +
1 = 8. Como o resultado está entre 0 e 9, passamos
para o próximo losango. Como o resultado é 8 (não
é 3, nem 6, nem 9), o número não é divisível por 3.
Se achar pertinente, divida 4275 e 701 por 3 para
que eles vejam que a primeira divisão é exata e a
segunda não é. Organize então a sala em duplas ou
em pequenos grupos para realizar a atividade
proposta no slide 7. Entregue a cada dupla uma
cartolina e uma folha com as figuras geométricas
impressas. Se possível, enquanto eles fazem a
atividade, deixe na lousa o exemplo do slide 6 .
Durante a execução da atividade, relembre-os de
usar corretamente os balões de acordo com os
formatos. Para fazer as setas eles podem usar
caneta hidrográfica preta, mas oriente-os a fazer
primeiro a lápis, e deixem para colar as formas na
cartolina e passar as setas à caneta apenas quando
o fluxograma estiver pronto. Peça sempre para que
testem os fluxogramas passo a passo, verificando
se os resultados de saída estão corretos.
Propósito: aplicar um fluxograma para determinar
divisibilidades.
Discuta com a turma:
Alguém pode nos explicar porque temos desenhos
geométricos diferentes para construir um
fluxograma?
Você sabe explicar qual é a finalidade de um
fluxograma?
Por que o estudo dos critérios de divisibilidade se
encaixa na construção de um fluxograma?
Todo número múltiplo de 2 é múltiplo de 6?
Todo número múltiplo de 6 é múltiplo de 2?
Você sabe dizer se um número é ou não múltiplo de
10 sem testar a divisibilidade do 2 e do 5?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 7 Atividade principal

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Tempo sugerido: 23 minutos (Slides 5 a 7)


Orientação: Professor, veja se os alunos entendem
os passos listados para decidir se um número é ou
não divisível por 3. Veja também se a lista colocada
aqui é condizente com as respostas que eles deram
para a atividade anterior. Em seguida, mostre o
fluxograma no slide 6 e faça com eles os testes
citados, da seguinte maneira:
Para o número 4275 a soma dos algarismos é 4 + 2
+ 7 + 5 = 18. Como 18 é maior que 9, devemos
somar de novo. O resultado é 1 + 8 = 9. Como o
resultado está entre 0 e 9, passamos para o
próximo losango. Como o resultado é 9 a resposta é
sim, o número é divisível por 3.
Para o número 701 a soma dos algarismos é 7 + 0 +
1 = 8. Como o resultado está entre 0 e 9, passamos
para o próximo losango. Como o resultado é 8 (não
é 3, nem 6, nem 9), o número não é divisível por 3.
Se achar pertinente, divida 4275 e 701 por 3 para
que eles vejam que a primeira divisão é exata e a
segunda não é. Organize então a sala em duplas ou
em pequenos grupos para realizar a atividade
proposta no slide 7. Entregue a cada dupla uma
cartolina e uma folha com as figuras geométricas
impressas. Se possível, enquanto eles fazem a
atividade, deixe na lousa o exemplo do slide 6 .
Durante a execução da atividade, relembre-os de
usar corretamente os balões de acordo com os
formatos. Para fazer as setas eles podem usar
caneta hidrográfica preta, mas oriente-os a fazer
primeiro a lápis, e deixem para colar as formas na
cartolina e passar as setas à caneta apenas quando
o fluxograma estiver pronto. Peça sempre para que
testem os fluxogramas passo a passo, verificando
se os resultados de saída estão corretos.
Propósito: aplicar um fluxograma para determinar
divisibilidades.
Discuta com a turma:
Alguém pode nos explicar porque temos desenhos
geométricos diferentes para construir um
fluxograma?
Você sabe explicar qual é a finalidade de um
fluxograma?
Por que o estudo dos critérios de divisibilidade se
encaixa na construção de um fluxograma?
Todo número múltiplo de 2 é múltiplo de 6?
Todo número múltiplo de 6 é múltiplo de 2?
Você sabe dizer se um número é ou não múltiplo de
10 sem testar a divisibilidade do 2 e do 5?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 8 Discussão de soluções

Tempo sugerido: 8 minutos (slides 8 e 9)


Orientação: Professor, a partir das possíveis partes
de soluções apresentadas, estimule seus alunos a
completarem as partes faltantes, dando sentido
correto aos fluxogramas apresentados. Para isso
eles podem buscar semelhanças e diferenças em
suas próprias soluções, e assim irem aprendendo
formas diferenciadas.
Propósito: Apresentar parte de possíveis soluções
para que os alunos analisem se elas estão corretas,
e completem as partes faltantes.
Discuta com a turma:
As partes dos fluxogramas apresentadas estão
corretas? Por que?
Os critérios de divisibilidade exigidos estão
corretos? Por que?
Alguém pode nos dar uma ideia de como completar
as partes faltantes?
Será que existem outras formas de fazer as partes
faltantes? Alguém tem outra ideia?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 9 Discussão de soluções

Tempo sugerido: 8 minutos (slides 8 e 9)


Orientação: Professor, a partir das possíveis partes
de soluções apresentadas, estimule seus alunos a
completarem as partes faltantes, dando sentido
correto aos fluxogramas apresentados. Para isso
eles podem buscar semelhanças e diferenças em
suas próprias soluções, e assim irem aprendendo
formas diferenciadas.
Propósito: Apresentar parte de possíveis soluções
para que os alunos analisem se elas estão corretas,
e completem as partes faltantes.
Discuta com a turma:
As partes dos fluxogramas apresentadas estão
corretas? Por que?
Os critérios de divisibilidade exigidos estão
corretos? Por que?
Alguém pode nos dar uma ideia de como completar
as partes faltantes?
Será que existem outras formas de fazer as partes
faltantes? Alguém tem outra ideia?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 10 Encerramento
Tempo sugerido: 2 minutos
Orientação: Professor, peça para algum aluno ler o
que foi estudado nesta aula.
Propósito: Expor e ler o que foi estudado na aula
para fixar a aprendizagem.
Discuta com a turma:
Alguém pode nos dar exemplos de números
divisíveis por 2? Por 3? Por 6? E Por 5?
Alguém pode nos dizer alguns números que são
divisíveis por 2 e por 3 ao mesmo tempo? Por que
ele também é divisível por 6?

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


Plano de aula

Reconhecendo padrões para divisões

Slide 11 Raio X
Tempo sugerido: 05 minutos
Orientação: Entregue esta atividade para cada
aluno resolver sozinho, pois através dela você irá
verificar a aprendizagem de seus alunos sobre o
tema da aula.
Propósito: Diagnosticar a aprendizagem através
de uma atividade que envolve o conteúdo estudado
nesta aula.
Materiais complementares para impressão:
Raio x
Resolução de raio x
Atividade complementar
Resolução de atividade complementar

Associação Nova Escola © - Todos os direitos reservados.


1)  Sendo  os  números  10,  12,  14,  16,  18  e  20  divisíveis  por  dois,  pense  em outros múltiplos de 2 e 
responda:  você  consegue  dizer  se  um  número  é  divisível  por  dois  olhando  apenas  para  sua  casa 
das unidades? Por quê? 
2) Mas será que essa regularidade na casa das unidades acontece para todos os números que são 
divisíveis por outros números? 
3)  Para  o  5  eu  sei  que  isso  é  válido.  Agora,  quero  que  você  mostre que consegue estabelecer um 
critério para descobrir os números que podem ser divisíveis por 5. 
4)  Eu  analisei os múltiplos de 3 e não encontrei nenhuma regularidade na casa das unidades. Mas 
veja  o  que  eu  observei  nos  números  30,  33  e  36:  se  eu  somar  3  +  0  dá  3, que é divisível por 3. Se 
eu  somar  3  +  3  dá  6,  que  também  é  divisível  por  3.  E  se  eu  somar  3  +  6  dá  9,  que  também  é 
divisível  por  3.  Será  que  posso  concluir  isso para todos os números que são divisíveis por três, ou 
seja, que a soma dos algarismos também será divisível por 3? 
5)  Você  consegue  explicar  passo  a  passo  como  fazer  para decidir se um número é divisível por 3? 
E por 2 ou por 5? 
 
1)  Sendo  os  números  10,  12,  14,  16,  18  e  20  divisíveis  por  dois,  pense  em outros múltiplos de 2 e 
responda:  você  consegue  dizer  se  um  número  é  divisível  por  dois  olhando  apenas  para  sua  casa 
das unidades? Por quê? 
2) Mas será que essa regularidade na casa das unidades acontece para todos os números que são 
divisíveis por outros números? 
3)  Para  o  5  eu  sei  que  isso  é  válido.  Agora,  quero  que  você  mostre que consegue estabelecer um 
critério para descobrir os números que podem ser divisíveis por 5. 
4)  Eu  analisei os múltiplos de 3 e não encontrei nenhuma regularidade na casa das unidades. Mas 
veja  o  que  eu  observei  nos  números  30,  33  e  36:  se  eu  somar  3  +  0  dá  3, que é divisível por 3. Se 
eu  somar  3  +  3  dá  6,  que  também  é  divisível  por  3.  E  se  eu  somar  3  +  6  dá  9,  que  também  é 
divisível  por  3.  Será  que  posso  concluir  isso para todos os números que são divisíveis por três, ou 
seja, que a soma dos algarismos também será divisível por 3? 
5)  Você  consegue  explicar  passo  a  passo  como  fazer  para decidir se um número é divisível por 3? 
E por 2 ou por 5? 
 
1)  Sendo  os  números  10,  12,  14,  16,  18  e  20  divisíveis  por  dois,  pense  em outros múltiplos de 2 e 
responda:  você  consegue  dizer  se  um  número  é  divisível  por  dois  olhando  apenas  para  sua  casa 
das unidades? Por quê? 
2) Mas será que essa regularidade na casa das unidades acontece para todos os números que são 
divisíveis por outros números? 
3)  Para  o  5  eu  sei  que  isso  é  válido.  Agora,  quero  que  você  mostre que consegue estabelecer um 
critério para descobrir os números que podem ser divisíveis por 5. 
4)  Eu  analisei os múltiplos de 3 e não encontrei nenhuma regularidade na casa das unidades. Mas 
veja  o  que  eu  observei  nos  números  30,  33  e  36:  se  eu  somar  3  +  0  dá  3, que é divisível por 3. Se 
eu  somar  3  +  3  dá  6,  que  também  é  divisível  por  3.  E  se  eu  somar  3  +  6  dá  9,  que  também  é 
divisível  por  3.  Será  que  posso  concluir  isso para todos os números que são divisíveis por três, ou 
seja, que a soma dos algarismos também será divisível por 3? 
5)  Você  consegue  explicar  passo  a  passo  como  fazer  para decidir se um número é divisível por 3? 
E por 2 ou por 5? 
 

Em linguagem de programação, usamos esquemas que chamamos de 


FLUXOGRAMAS para indicar passo a passo quais são as ações que temos de ter 
para realizar uma operação. Por exemplo, para saber se um número é divisível 
por 3, podemos dizer que os passos são: 
1) Somar os algarismos do número  
2) Ver se a soma dos algarismos está entre 0 e 9  
3) Se a resposta for não, somar os algarismos de novo até que a resposta seja 
sim 
4) Se o resultado da soma for 3, 6 ou 9, o número é múltiplo de 3 
5) Se o resultado da soma for outro, o número não é múltiplo de 3. 
 
Veja o exemplo a seguir 
 

- S​ eguindo as setas, sei o que fazer para decidir se um número é ou não 


múltiplo de 3. Testei com 4275 e 701 e deu certo! 
-​ Os balões ovais servem para as informações de entrada e saída. Já os 
retângulos são ações necessárias, e os losangos são perguntas. 
 
Agora é com você!  
 
Reúna-se com um colega e escolha uma das opções seguintes:  
 
1ª) Construir um fluxograma capaz de concluir se um número é divisível por seis; 
(O seu fluxograma deve ser capaz de, dado um número, dizer se ele é divisível 
por 6). 
2ª) Construir um fluxograma capaz de concluir se um número é divisível por dois, 
por cinco ou por dez. (O seu fluxograma deve ser capaz de, dado um número, 
dizer se ele é divisível por 2, se é divisível por 5, se é divisível por 10 ou se não é 
divisível por nenhum dos três números). 
Lembre-se:​ que se um número é múltiplo de 2 x 3 ele é múltiplo de 2 e de 3.  
Bom Trabalho! 
 
 

 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2
​ 35 d)​ 5
​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2​ 35 d)​ 5​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
 
 
 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por  ​2​,  ​3  e  ​5  ​ao  mesmo  tempo?  Coloque uma explicação que 
justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c)​ 2 ​ 35 d)​ 5 ​ 200 
1-​ Q
​ ual é o ​menor​ algarismo que podemos escrever no lugar da ?​ ​ para que o número: 
 
a) 77​?​ seja divisível por 2. 
 
b) 532​? ​seja divisível por 3. 
 
c) 731​?​ seja divisível por 5. 
 
2-  ​Adriane  precisa  guardar  alguns  documentos  em  seu  cofre  digital,  porém  ao  digitar  a  senha 
percebeu  que  só  lembrava  dos  três  primeiros  algarismos:  986#.  Como  ela  é  professora  de 
matemática,  lembrava  que  a  senha  formava  um  número  múltiplo  de  6. Então, qual é o algarismo 
que deve ser digitado no lugar do símbolo # para formar este número? 
 
3-  [Desafio]  Um  fabricante  de  brinquedos  utiliza  um  programa  de  computador  onde  o  usuário 
digita  o  número  de  brinquedos  fabricados  naquele  dia,  e  o  programa  determina  quantos 
brinquedos  foram  produzidos  a  mais  ou  a  menos  do  que  os  necessários  para  obter  uma 
quantidade que seja múltipla do número de brinquedos que cabe em uma determinada caixa. 
A tela do programa mostra o seguinte: 
 
Escreva um número inteiro: 
Há uma ___________ de [ ] brinquedos na produção. 
 
Veja os passos do programa: 
1) Leia o número 
- O algarismo das unidades é zero? 
- Se sim, passe para a etapa 2 
- Se não, subtraia esse algarismo do número e passe para a próxima pergunta. 
- O algarismo das unidades era maior que 5? 
- Se sim, some 1 no algarismo das dezenas e passe para a etapa 2 
- Se não, passe para a etapa 2 
2) Adicione os algarismos do número 
- A soma é maior que 9? 
- Se sim, adicione de novo os algarismos dessa soma e volte à pergunta anterior. 
- Se não, passe para a próxima pergunta. 
- A soma é 0, 3, 6 ou 9? 
- Se sim, vá para a etapa 3. 
- Se não, passe para a próxima pergunta. 
- A soma é 1, 4 ou 7? 
- Se sim, subtraia 1 do algarismo das dezenas e vá para a etapa 3 
- Se não, some 1 no algarismo das dezenas e vá para a etapa 3 
3) Compare o novo número com o original 
- O novo número é maior que o número original? 
- Se  sim,  subtraia  o  número  original  do  novo  número,  escreva  “sobra”  na  linha em branco 
da tela e escreva o resultado da subtração no espaço entre colchetes. 
- Se  não,  subtraia  o  novo  número  do  número  original,  escreva  “falta”  na  linha  em  branco 
da tela e escreva o resultado da subtração no espaço entre colchetes. 
 
Teste  o  programa  para  alguns  números,  anote  os  passos  e  o  resultado.  Utilize  esses  resultados 
para  descobrir  o  número  de  brinquedos  que  cabem  na  caixa  e  o  maior  número  que  aparecerá 
nos colchetes. 
 

Guia de intervenções 
MAT6_02NUM04 / Reconhecendo padrões para divisões 
 
 
Possíveis  dificuldades  na realização  Intervenções 
da atividade 

- Não saber quais figuras geométricas  Professor, para auxiliar seus alunos 
usar corretamente no fluxograma.  nesta dificuldade, preparamos um 
esquema que você pode imprimir 
clicando neste L
​ ink​, e levar em um 
cartaz para expor para seus alunos 
visualizarem a ordenação correta das 
figuras geométricas no fluxograma.  

- Não entender que um número  Professor, para ajudar nesta 


divisível por 6 é também divisível por  compreensão, use os 
2 e por 3.  questionamentos: 
-Todo número múltiplo de 2 é 
múltiplo de 6? 
-Todo número múltiplo de 6 é 
múltiplo de 2? 
-Todo número múltiplo de 3 é 
múltiplo de 6? 
-Todo número múltiplo de 6 é 
múltiplo de 3? 
-O que você consegue concluir sobre 
os divisores de 6 de acordo com as 
respostas que me deu nas questões 
anteriores? 
 
Espera-se que ao responder a estes 
questionamentos o aluno por si só 
perceba as relações matemáticas 
existentes entre o 2, o 3 e o 6, e assim 
conclua que para ser divisível por 6 o 
número precisa necessariamente ser 
divisível por 2 e por 3 ao mesmo 
tempo, logo há relações entre suas 
multiplicidades. 

- Confundir o método para  Professor, neste momento você deve 


determinar números divisíveis por  pedir que o aluno faça, em seu 
três.  caderno, as somas dos algarismos do 
número e vá lhe explicando o que 
está fazendo. Quando ele chegar no 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

resultado da soma, questione: 


-Este número aparece como resultado 
na tabuada do três? 
-Então, o que você pode concluir? Me 
explique. 
-Você consegue me dizer outros 
números que também são divisíveis 
por três? 
-Que tal você testar estes números 
aplicando o método que caracterize a 
divisibilidade por três? 
-E agora, que tal você fazer a divisão 
direta destes números por três? O 
que você percebeu? 
 
Muitas vezes são esses 
questionamentos individualizados 
que motivam o aluno a perceber e 
entender o que está acontecendo. Por 
isso, sempre que os alunos estiverem 
realizando as atividades propostas, 
circule pela sala de aula verificando a 
desenvoltura de seus alunos ao 
resolvê-las, assim você consegue 
perceber as dificuldades que ele está 
manifestando. É nesta hora que você 
pode abordá-lo carinhosamente em 
sua carteira e usar questões como as 
sugeridas acima, que direcionam o 
aluno à aprendizagem esperada. 

 
 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

Resolução da Atividade da aula - ​MAT6_02NUM04 


 
1)  Sendo  os  números  10,  12,  14,  16,  18  e  20  divisíveis  por  dois,  pense  em 
outros  múltiplos  de  2  e  responda:  você  consegue  dizer  se  um  número  é 
divisível por dois olhando apenas para sua casa das unidades? Por quê? 
2)  Mas  será  que  essa  regularidade  na  casa  das  unidades  acontece  para 
todos números que são divisíveis por outros números? 
3)  Para  o  5  eu  sei  que  isso  é  válido.  Agora,  quero  que  você  mostre  que 
consegue  estabelecer  um  critério  para  descobrir  os  números  que  podem 
ser divisíveis por 5. 
4)  Eu  analisei  os  múltiplos  de  3  e  não  encontrei  nenhuma  regularidade  na 
casa  das  unidades.  Mas  veja  o  que  eu  observei  nos  números  30,  33  e  36: se 
eu  somar  3  +  0  dá  3,  que  é  divisível  por  3.  Se  eu  somar  3  +  3  dá  6,  que 
também  é  divisível  por  3.  E  se  eu  somar  3  +  6  dá  9,  que  também  é  divisível 
por  3.  Será  que  posso  concluir  isso  para  todos  os  números  que  são 
divisíveis  por  três,  ou  seja,  que  a  soma  dos  algarismos  também  será 
divisível por 3? 
5)  você  consegue  explicar  passo  a  passo  como  fazer  para  decidir  se  um 
número é divisível por 3? E por 2 ou por 5? 
 
 
Professor:  ​essa  atividade  está  colocada  em  balões  expressando  um  diálogo 
entre  os  personagens  dos  slides  e  entre  eles  com  os  alunos. Espera-se que este 
diálogo  leve  os  alunos  a  pensarem,  retomando  os  conhecimentos  sobre 
divisores  e  múltiplos,  para  a  partir  deles  estabelecer  os  critérios  de 
divisibilidade.  É  importante  analisar  bem  as  ideias  expressas  pelos  alunos,  pois 
nesta  faixa  etária  pode  ser  que  eles  não  consigam  fazer  registros  com  muita 
formalidade  matemática,  porém  isso  muitas  vezes  não  quer  dizer  que  o  aluno 
não tenha compreendido a lógica dos critérios. 
 
Resolução: 
 
1)  O  aluno  poderá  apontar  diversos  números  múltiplos  de  dois,  logo  iremos 
apresentar uma possibilidade resolutiva: 
 
Pensei  nos  números  28,  30,  36,  40,  e  quando  analiso  as  unidades  desses 
números,  verifico  que  seguem  uma  regularidade  sempre  de  duas  em  duas 
unidades.  Logo,  posso  dizer  que  são  números  divisíveis  por  dois  todos  aqueles 
que  tenham  o  número  das  unidades  aumentando  ou  diminuindo  de  duas  em 
duas  unidades.  O  aluno  pode  perceber  e  também  apontar  que  sempre  que  o 
número for par será divisível por dois. 
 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

2)  ​Nesta  questão  uma  possibilidade  é  o  aluno  tentar  analisar  se  a  regularidade 
verificada  na  casa  das  unidades  dos  múltiplos  de  dois  acontecem  em  outros 
números, então ele poderá pegar alguns números e escrever sua análise. 
Analisando  os  números  16,  22,  28,  34  e  40, percebo que a casa das unidades vai 
aumentando  em  seis  unidades,  porém  nenhum  destes  números  é  divisível  por 
seis,  logo  a  regularidade  observada  na  casa  das  unidades  não  é  possível  de  ser 
um critério para determinar os divisores de todos os números. 
 
3)  Aqui  o  aluno  precisa  testar  a  regularidade  das  unidades  nos  múltiplos  de 
cinco e verificar se é válida para determinar os divisores do número cinco. 
 
Analisei  que  os  múltiplos  de  cinco  aumentam  ou  diminuem  suas  unidades  de 
cinco  em  cinco,  por  exemplo:  5,  10,  15,  20  e  25,  logo  para  determinar  os 
divisores  do  número  cinco  este  padrão  das  unidades  é  válido.  Posso  dizer 
também  que  todo  número  divisível  por  cinco  tem  na  casa  das  unidades  o 
número zero ou o número cinco. 
 
4) Para essa situação, o aluno poderá testar alguns números e verificar se a ideia 
da soma dos algarismos que compõem o número é válida.  
 
Vou  fazer  alguns  testes,  se  eu  pegar  o  número  234  e  somar  seus  algarismos 
2+3+4  dá  9,  como  nove  é  divisível por 3, concluo que 234 é também divisível por 
três.  Agora  vou  conferir  na  calculadora  fazendo  234  divido  por  3  e  vejo  que 
resulta  78,  demonstrando  que  é  divisível  por  3,  pois  a  divisão  foi  exata.  Se  eu 
testar  com  o  números  175,  vejo  que  1+7+5  dá  13  e 13 não é divisível por 3, logo 
o  número  175  não  é  divisível  por  3,  conferindo  na  calculadora fiz 175 divido por 
3  e  o  resultado é 58,3333… que representa uma divisão não exata, justificando o 
que  analisei.  Com  base  nestes  dois  exemplos,  concluo  que  o  critério  analisado 
serve para determinar os divisores de três. 
 
5) ​Aqui o aluno irá expressar seu entendimento, apresento uma possibilidade: 
 
Para  ser  divisível  por  três  basta  eu  pegar  o  número e somar seus algarismos, se 
essa  soma  resultar  num  número  que  é  divisível  por  três,  posso  concluir  que  o 
número  inicial  também  é.  Se  o  número  for  muito  grande  e  a  soma  der  um 
resultado  que  eu  não  sei  se  é divisível por 3, basta somar os algarismos de novo 
até que fique com um algarismo só, que deve ser 3, 6 ou 9.  
Para  ser  divisível  por  dois  o  número  precisa  ser  par,  ou  seja,  sua  casa  das 
unidades precisa variar de dois em dois números, podendo ser 0, 2, 4, 6 ou 8. 
Para  ser  divisível  por  cinco  a  casa  das  unidades  do  número  precisa  variar  de 
cinco em cinco, ou seja, as unidades só poderão ser zero ou cinco. 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

Resolução da atividade principal - MAT6_02NUM04 


 
Reúna-se com um colega e escolha uma das opções seguintes:  
 
1ª)  Construir  um  fluxograma  capaz  de  concluir  se  um  número  é  divisível 
por  seis;  (O  seu  fluxograma  deve  ser  capaz  de,  dado  um  número,  dizer  se 
ele é divisível por 6). 
 
2ª)  Construir  um  fluxograma  capaz  de  concluir  se  um  número  é  divisível 
por  dois,  por  cinco  ou  por  dez.  (O  seu  fluxograma  deve  ser  capaz  de,  dado 
um  número,  dizer  se  ele  é  divisível  por  2,  se  é  divisível  por  5,  se  é  divisível 
por 10 ou se não é divisível por nenhum dos três números). 
Lembre-se: que se um número é múltiplo de 2 x 3 ele é múltiplo de 2 e de 3.  
Bom Trabalho! 
 
Professor:  ​Esta  é  uma  excelente  questão, pois envolve o estudo dos critérios de 
divisibilidade  aplicados  ao  uso  de  fluxograma.  Fique  atento  às  resoluções  de 
seus  alunos,  cada  dupla  poderá  realizar  de  uma  forma  diferenciada,  então 
analise  os  detalhes  para  ver  se  estão  usando  as formas geométricas adequadas 
e as perguntas coerentes.  
 
Possível Resolução: 
1ª Opção: 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

 
2ª Opção: 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

Resolução do raio x - MAT6_02NUM04 


 
Qual  dos  números  abaixo  é  divisível  por 2, 3 e 5 ao mesmo tempo? Coloque 
uma explicação que justifique sua resposta. 
 
a) 99480 b) 590 c) 235 d) 5200 
 
 
Professor:  essa  atividade  prevê  que  o  aluno  consiga  aplicar  os  critérios  de 
divisibilidade  estudados  na  aula.  O aluno pode pensar de diferentes formas, por 
isso  é  muito  importante  você  analisar  as  resoluções,  verificando  se  estão 
coerentes. 
 
Resolução: 
 
De  acordo  com  o  critério  de  divisibilidade  por  dois,  eu  olho  se  a  casa  das 
unidades  varia  de  dois  em  dois,  neste  caso,  dentre  os  números  apresentados, 
posso  eliminar  o  235,  pois  a  casa  das  unidades  é  o cinco. Também percebo que 
o número 235 não é par, logo, não é divisível por dois.  
 
Vejo  que  os  outros  três  números  apresentados  são  divisíveis  por  5,  pois  a  casa 
das  unidades  variam  de  cinco  em  cinco,  ou seja, estão preenchidas com zero ou 
cinco. Agora, resta aplicar o critério de divisibilidade por três, então: 
 
9+9+4+8+0 = 30 e trinta é divisível por 3, logo o 99480 também é; 
5+9+0= 14 e quatorze não é divisível por 3, logo o 590 também não é. 
5+2+0= 7 e sete não é divisível por 3, logo o 520 também não é. 
 
Então,  o  único  dos  números  apresentados  que  é  divisível por 2, por 3 e por 5 ao 
mesmo tempo é o 99480. 
 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

Resolução da Atividade Complementar - MAT6_02NUM04 


 
1- ​Qual é o menor algarismo que podemos escrever no lugar da ? para que 
o número: 
 
a) 77? seja divisível por 2. 
Para formar um número par, é preciso colocar 0, 2, 4, 6 ou 8. O menor é o 0. 
 
b) 532? seja divisível por 3. 
Para  ser  divisível  por  três  devemos  somar  os  algarismos,  e  se  o  resultado  for 
divisível  por  três,  o  número  inicial  também  será.  Portanto,  somando  temos 
5+3+2  =  10  e  o  menor  algarismo  que  devemos  somar  para  tornar  este  número 
divisível  por  três  é  2,  assim  a  soma  fica  igual  a  12,  que  é  divisível  por  três. 
Portanto,  o  número  que  se  deve  colocar  no  lugar  da  interrogação,  neste caso, é 
o dois, pois 5322 é divisível por 3. 
 
c) 731? seja divisível por 5. 
Para  ser  divisível  por  cinco  o  algarismo  das  unidades  deve  ser  zero  ou  cinco. 
Como  queremos  o  menor,  só  podemos  colocar  o  zero,  ficando  7310  que  é 
divisível por cinco. 
 
2-  Adriane  precisa  guardar  alguns  documentos  em  seu  cofre digital, porém 
ao  digitar  a  senha  percebeu  que  só  lembrava  dos  três  primeiros 
algarismos:  986#.  Como  ela  é  professora  de  matemática,  lembrava  que  a 
senha  formava  um  número  múltiplo  de  6.  Então,  qual  é  o  algarismo  que 
deve ser digitado no lugar do símbolo # para formar este número? 
 
A senha é 9864 
Para  ser  divisível  por  2  o  algarismo  que  se  pode  colocar  no  lugar  do  #  deve  ser 
múltiplo de dois, logo pode ser: 0, ou 2, ou 4, ou 6, ou 8. 
 
Somando  os  algarismos  conhecidos  podemos  analisar  a  questão  da 
divisibilidade por três: 9+8+6=23 
Para  o  número  ser  divisível  por  três  podemos  somar 4 e obter soma igual 27 ou 
somar 7 e obter soma igual a 30.  
 
Como 9867 não é divisível por 2, o único número que respeita as duas condições 
(e por isso é divisível por 6) é o 9864. 
 
3-  [Desafio]  Um  fabricante  de  brinquedos  utiliza  um  programa  de 
computador  onde  o  usuário  digita  o  número  de  brinquedos  fabricados 
naquele  dia,  e  o  programa  determina  quantos  brinquedos  foram 
produzidos  a  mais  ou  a  menos  do  que  os  necessários  para  obter  uma 
quantidade  que  seja  múltipla  do  número  de  brinquedos  que  cabe  em  uma 
determinada caixa. 
A tela do programa mostra o seguinte: 
_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

 
 
Escreva um número inteiro: 
Há uma ___________ de [ ] brinquedos na produção. 
 
Veja os passos do programa: 
 
1) Leia o número 
- O algarismo das unidades é zero? 
- Se sim, passe para a etapa 2 
- Se  não,  subtraia  esse  algarismo  do  número  e  passe  para  a  próxima 
pergunta. 
- O algarismo das unidades era maior que 5? 
- Se sim, some 1 no algarismo das dezenas e passe para a etapa 2 
- Se não, passe para a etapa 2 
2) Adicione os algarismos do número 
- A soma é maior que 9? 
- Se  sim,  adicione  de  novo  os  algarismos  dessa  soma  e  volte  à  pergunta 
anterior. 
- Se não, passe para a próxima pergunta. 
- A soma é 0, 3, 6 ou 9? 
- Se sim, vá para a etapa 3. 
- Se não, passe para a próxima pergunta. 
- A soma é 1, 4 ou 7? 
- Se sim, subtraia 1 do algarismo das dezenas e vá para a etapa 3 
- Se não, some 1 no algarismo das dezenas e vá para a etapa 3 
3) Compare o novo número com o original 
- O novo número é maior que o número original? 
- Se  sim,  subtraia  o número original do novo número, escreva “sobra” na 
linha  em  branco  da  tela  e  escreva  o  resultado  da  subtração  no espaço 
entre colchetes. 
- Se  não,  subtraia  o  novo  número  do  número  original,  escreva “falta” na 
linha  em  branco  da  tela  e escreva o resultado da subtração no espaço 
entre colchetes. 
 
Teste  o  programa  para  alguns  números,  anote  os  passos  e  o  resultado. 
Utilize  esses  resultados  para descobrir o número de brinquedos que cabem 
na caixa. 
 
Testando o programa para 27, 325 e 490: 
 
Etapa 1:  
 
• 27 - não termina em zero - subtrai 7. Como 7 > 5, soma 10. Obtém-se 30 
• 325 - não termina em zero - subtrai 5. Como 5 = 5, mantém-se 320. 
• 490 - termina em zero - mantém-se 490. 
 
 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados


 

 
Etapa 2: 
 
• 30 - a soma é 3 - mantém-se o 30 
• 320 - a soma é 5 - soma 10 - obtém-se 330.  
• 490 - a soma é 13, somando de novo resulta em 4 - subtrai 10 obtém-se 480. 
 
Etapa 3: 
 
• 30 > 27 - Faz-se 30 - 27 = 3.  
Há uma f​ alta​ de [ 3 ] brinquedos na produção. 
 
• 320 < 325 - Faz-se 325 - 320 = 5.  
Há uma s​ obra​ de [ 5 ] brinquedos na produção. 
 
• 480 < 490 - Faz-se 490 - 480 = 10.  
Há uma s​ obra​ de [ 10 ] brinquedos na produção. 
 
Observando  os  números  480,  320  e  30  nota-se  que  são  múltiplos  de  30.  Isso se 
confirma  pelo  fato  de  que  o  programa  busca  números  terminados  em  zero  e 
cuja  soma  dos  algarismos  seja  0,  3,  6  ou  9,  ou  seja,  múltiplos  de  3,  2  e  5.  Todo 
múltiplo de 3, 2 e 5 será múltiplo de 30. 
Com  isso,  conclui-se  que  a  caixa  comporta  30  brinquedos  e  que  serão 
subtraídos  ou  somados  no  máximo  15  brinquedos  para  atingir  o  próximo 
múltiplo de 30, ou seja, 15 é o maior número que pode aparecer nos colchetes. 

_____________________________________________________________________________

Associação Nova Escola © 2017 - Todos os direitos reservados