Você está na página 1de 9

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS

CURSO DE ENGENHARIA DE REFINAÇÃO DE PETRÓLEOS

PRÁTICAS LABORATORIAIS DE ENGENHARIA QUÍMICA


4º ANO

MÓDULO 2 – MODELAGEM E SIMULAÇÃO DE


PROCESSOS QUÍMICOS

LISTA DE EXERCÍCIOS DE
SIMULAÇÃO DE PROCESSOS
QUÍMICOS

Prof. Moisés Vicente

Novembro, 2020

1
1. A água residual de um processo de produção de uma resina de fenol-formaldeído, possui
um caudal médio composto por 2 kmol/h de fenol (aproximadamente 9,6 % em massa) e
98 kmol/h de água. O fenol tem de ser removido antes desta água ser lançada no sistema
de colectores. Na corrente de refinado da coluna deve existir um máximo de 0,04 kmol/h
de fenol para 98 kmol/h de água. O sistema de tratamento da água residual consiste numa
coluna de extracção líquido-líquido, utilizando o tolueno como solvente. Considere todas
as correntes de alimentação do extractor a 1 atm e 20ºC.

a) Efectue uma modelagem e simulação da coluna de extracção liquido-liquido, utilizando o


simulador de processos ChemSep ou o PRO/II (a sua escolha), de modo a atingir os
objectivos de separação desejados. Apresente os resultados da simulação em termos de
caudal e composição molar para o produto topo e do fundo.

b) Descreva toda sequência adoptada na simulação, modelo termodinâmico, número de


estágios e as especificações definidas ao longo do projecto.

2. Uma coluna desisobutanizadora deve ser instalada numa refinaria, a fim de eliminar
restrições na unidade de alquilação catalítica. Actualmente, esta unidade é alimentada com
uma mistura de butanos (n-C4 + i-C4), logo a maximização da produção de alquilado é
limitada pela pureza do i-C4. O objectivo da coluna a ser projectada é o aumento da
concentração de i-C4 alimentado à alquilação, para um teor mínimo de 80%. A coluna será
projectada para um caudal total de alimentação de 36.000 lbmol/h, cuja composição típica
é: 1,9% de C3, 35,7% de i-C4, 61% de n-C4 e 1,4% de n-C5. Serão gerados na coluna, dois
produtos, nomeadamente: o isobutano (i-C4), que é enviado para a unidade de alquilação e
o n-butano (n-C4), enviado para a armazenagem.
O i-C4 deverá obedecer as seguintes especificações: o teor de i-C4 na corrente de i-C4 deve
ser no mínimo 80% molar. A recuperação de i-C4 na corrente i-C4 deve ser no mínimo de
95%. A temperatura da carga para o caso de projecto é 53ºC, mas é admissível uma
variação entre 38 e 64ºC (C4s vindos da armazenagem). A coluna operará a 11 bares de
pressão.

a) Efectue uma modelagem e simulação da coluna desisobutanizadora, utilizando o


simulador de processos ChemSep ou o PRO/II (a sua escolha), de modo a atingir os
objectivos de separação desejados. Apresente os resultados da simulação em termos
de caudal e composição molar para o produto topo e do fundo (3 val).

b) Descreva toda sequência adoptada na simulação, modelo termodinâmico e as


especificações definidas ao longo do projecto (3 val).

3. O N-dodecano é utilizado como solvente num processo de absorção para recuperar o


propano (e outros componentes pesados presentes) de uma mistura gasosa. As duas
correntes processuais e a coluna com 10 de estágios de equilíbrio estão a 400 psia e 100
ºF.
Simule o processo no ChemSep ou Pro/II (a sua escolha), tendo como objectivo a
recuperação mínima 95% de propano. Defina o caudal de solvente ideal para o projecto,
sendo que a composição típica da carga de alimentação num caudal total de 1.000 mol/h é
em sequência: 0,02% de N2, 0,8% de C1, 0,08% de C2, 0,07% de C3, 0,02% de n-C4 e
0,01% de n-C5.
a) Descreva toda sequência adoptada na simulação, modelo termodinâmico e as
especificações definidas ao longo do projecto
2
b) Apresente os resultados da simulação em termos de caudal e composição molar para o
produto topo e do fundo
c) Altere o caudal de solvente em 5 pontos e análise os resultados de recuperação. Que
conclusão pode ser tirada em relação a influência do caudal de solvente no projecto.

4. Uma mistura equimolar de n-pentano e benzeno com um caudal de alimentação de 100


mol/s, é separada por extracção liquido-liquido. Esta operação é feita num equipamento
idêntico a uma coluna de destilação, excepto no facto de não existir revaporizador nem
condensador. O extractor está operando a 50ºC e, é requerido uma recuperação de 99,98%
de benzeno. A pureza do extracto é tal que não pode ser maior que 2,5% molar de n-
heptano. O solvente usado é o sulfolane.

a) Determine (simulando no ChemSep), o caudal molar do solvente e o número de


estágios de equilíbrio/ localização do prato de alimentação necessários para os objectivos
de recuperação e pureza especificados acima. Assuma que a operação óptima corresponda
aquela que usa o menor caudal de solvente para razão de alimentação por um número de
estágio específico.

b) Faça uma descrição da sequência seguida na simulação, modelo termodinâmico, e


especificações definidas ao longo do projecto.

5. Pretende-se destilar (usando o ChemSep), à pressão atmosférica, 100 kmol/h de uma


solução, a 25 °C, com fracções molares de 0,3; 0,2; e 0,5 em metanol, etanol e 1-butanol
respectivamente. Deseja-se uma fracção molar de 1-butanol inferior a 0,0001 no destilado
e uma fracção molar de metanol inferior a 0,0001 no resíduo.

a) Estime o número de pratos de equilíbrio e a localização do prato de alimentação para


atingir os objectivos de separação.

b) Que tipo de coluna se trata e como foram definidas as condições de operação.

c) Que modelo termodinâmico deve ser seleccionado.

d) Que especificações são definidas para o topo e o fundo da coluna.

e) Qual é o caudal molar obtido para o 1-butanol e o metanol nas correntes de fundo e
topo respectivamente.

f) Faça uma descrição da sequência seguida na simulação e das especificações definidas


ao longo do seu projecto.

6. Simule no simulador de processos ChemSep, uma coluna de destilação simples com


condensador total (produto líquido), revaporizador parcial (produto líquido),
alimentação no estágio 5 e número total de estágios 10. Para separar uma mistura
binária de água-acetona, com um caudal de alimentação de 1000 kmol/s, sendo 40%
de acetona e 60% de água, em base molar. A pressão é considerada constante ao longo
da coluna (0,9 atm) e a fracção de vapor igual a 0 na alimentação, ou seja, alimentação
de líquido saturado. Use para o pacote termodinâmico a Lei de Raoult/ Antoine/None,
pois trata-se de uma mistura ideal. Considere para as especificações do produto obtido
na coluna, uma razão de refluxo igual a 2 e a fracção molar na base da coluna de

3
acetona com valor de 0,1. Apresente os resultados obtidos da simulação para as
correntes de topo e base em termos de fracção molar de cada componente.

a) Depois de realizar a simulação nas condições padrão descritas acima, efectue


alterações nas variáveis, razão de refluxo (0,5, 2 e 5), tipo de alimentação (0; 0,5 e 1) e
o número de estágio da coluna (8, 10 e 12), com a finalidade de verificar a influência
destas variáveis na composição do topo (fracção molar de acetona). Apresente os
resultados numa tabela e faça a devida discussão e análise.

7. A extracção líquido-líquido é uma técnica que permite separar componentes de uma


mistura líquida colocando-a em contacto com um segundo líquido, no qual é imiscível ou
só parcialmente miscível, e que é capaz de remover selectivamente, um ou mais
compostos da mistura. A separação ocorre devido ao facto de certas substâncias serem
mais solúveis no solvente utilizado do que na solução onde estavam previamente contidos
(alimentação), havendo uma dissolução preferencial destes compostos da solução inicial
para o solvente.
No presente exercício procura-se estudar a extracção do ácido acético (CH3COOH)
existente numa mistura aquosa, utilizando como solvente o benzeno (C6H6). Pretende-
se remover o ácido acético existente numa solução aquosa utilizando o benzeno como
solvente num processo de extracção líquido-líquido. A coluna apresentará 10 pratos
teóricos operando sem gradiente de pressão e à temperatura ambiente. A corrente de
alimentação ao extractor (20ºC e 1 atm), possui um caudal de 100 kg/h, sendo
constituída por uma solução aquosa de ácido acético (HAc) a 40 % (p/p). A corrente
de solvente, contém benzeno puro e é também alimentada ao extractor a 20ºC e 1 atm.

Figura 1. Unidade de extracção em coluna.

7.1 Implemente no simulador Pro/II o processo de extracção simples como o


representado na figura anterior (Figura 1). Como “modelo termodinâmico”
seleccione a equação NRTL.
7.2 Avalie a variação da massa de HAc recuperada através da construção de um
“Estudo de Caso”, para caudais de solvente entre 100 e 6 000 kg/h. Registe os
valores obtidos no quadro seguinte e discuta os resultados.
4
7.3 Mantendo o caudal de solvente constante e igual a 1 000 kg/h, avalie como a
alteração do número de pratos da coluna de extracção influência a recuperação do
ácido na corrente de extracto. Registe no quadro e no gráfico seguintes a
recuperação de ácido acético na corrente de extracto, conseguida para diferentes
valores de número de pratos teóricos da coluna de extracção. Que conclusões retira
dos valores obtidos?

QUESTÃO 7.4: Qual o caudal mínimo de solvente que permite recuperar para a corrente
Extract, 90 % do ácido acético existente na corrente Feed da coluna de extracção?
Como varia esse caudal mínimo com o número de pratos teóricos da coluna?

8. A água residual de um processo de produção de uma resina de fenol-formaldeído,


possui um caudal médio composto por 2 kmol/h de fenol (aproximadamente 9,6 % em
massa) e 98 kmol/h de água. O fenol tem de ser removido antes da água ser lançada no
sistema de colectores. Na corrente de refinado da coluna deve existir um máximo de
0,04 kmol/h de fenol para 98 kmol/h de água. O sistema de tratamento da água
residual consiste numa coluna de extracção líquido-líquido com 3 pratos teóricos,
utilizando tolueno como solvente. Considere todas as correntes de alimentação do
extractor a 1 atm e 20ºC.

5
Figura 2. Diagrama do processo de tratamento da água residual.

O diagrama apresentado na Figura 2 representa o sistema de tratamento da água


residual, no qual é possível identificar uma coluna de destilação atmosférica utilizada
para recuperar o solvente e reciclá-lo à entrada da coluna de extracção. O condensador
da coluna de destilação funciona em modo de condensação total, pretendendo-se
recuperar na corrente de fundo 99 % do fenol com uma pureza mínima de 99 %
(molar). O caudal da corrente de solvente na corrente de refinado exista um máximo
de 0,04 kmol/h de fenol.

8.1. Implemente no simulador Pro/II o diagrama do processo descrito anteriormente e


representado na Figura 2. Utilize como property package a equação NRTL, com as
especificações do modelo de actividade para a fase de vapor descritas pela equação de
Virial.

8.2. Determine qual o caudal mínimo da corrente de solvente que garante a remoção
pretendida do fenol da água residual.

8.3. Qual é o consumo diário de tolueno fresco (corrente Tolueno) do processo?

8.4. Qual deverá ser o número mínimo de pratos teóricos da coluna de destilação para
que a sua razão de refluxo seja inferior a 1?

8.5. Estabeleça uma relação gráfica entre o consumo energético no condensador e no


revaporizador, e o número de pratos teóricos da coluna de destilação.

9. Uma fábrica de champô, necessita produzir dodecil sulfonato de sódio (componente


activo do champô). Uma das matérias-primas do processo é o dodeceno (C12H26),
contendo 3 % em massa de benzeno (C6H6). Identificou-se que o benzeno age como
contaminante, formando o dodecilbenzeno sulfonato de sódio (detergente). Para que o
champô não seja excessivamente contaminado com detergente é necessário baixar a
concentração de benzeno na matéria-prima para 0,01 % em massa.
Mediante o equipamento disponível, a equipa de engenharia de processos chegou à
conclusão que o sistema mais favorável para a eliminação do benzeno, era a absorção
deste numa corrente de ar. O equipamento a utilizar para a remoção do benzeno é
composto por uma coluna de contacto (stripper) com 5 pratos, um compressor
(ventilador) e um arrefecedor. O esquema desta operação está representado na figura
seguinte.
6
Figura 3. Diagrama do processo de remoção do benzeno.

Considere como base de cálculo o tratamento de 500 kg/h de dodeceno (com 3 % de


benzeno) à pressão de 4 atm. O ar atmosférico encontra-se em média a 20ºC. A coluna
funciona em contracorrente e possui uma queda de pressão, entre a base e o topo, de
101,3 kPa (1 atm). Por questões técnicas, a temperatura máxima do ar à entrada da
coluna é de 50ºC.

Descrevem-se seguidamente as principais etapas para implementação da unidade de


absorção no simulador de processos PRO/II.

a) Crie um novo caso no simulador, adicione-lhe as substâncias químicas envolvidas


no processo (C12H26, C6H6 e Ar) e especifique como Property Package para o
sistema a equação GCEOS.

b) Especifique as características das correntes de alimentação do processo (corrente


Ar e corrente Dodeceno+Benzeno), de acordo com as indicações do enunciado.
Atribua um caudal mássico de ar (corrente Ar) igual ao da solução de dodeceno
(500 kg/h), e uma pressão de 4 atm no topo da coluna.

c) Comece por verificar a influência da temperatura na eficiência do processo.


Registe no quadro seguinte os valores de percentagem mássica de benzeno na
corrente de Dodeceno à saída da coluna.

d) Para a temperatura mais favorável (determinada no ponto anterior), faça um estudo


idêntico para a pressão de funcionamento da coluna. Registe os resultados obtidos
de percentagem mássica de benzeno na corrente de Dodeceno à saída da coluna.

7
e) Utilizando as condições de pressão e temperatura mais favoráveis, determine o
caudal mínimo de ar necessário para reduzir a fracção de benzeno até ao valor
máximo de 0,01 % (massa) na corrente dodeceno, à saída da coluna.

f) Supondo que a matéria-prima fornecida semanalmente pode apresentar variações


na fracção mássica de benzeno entre 2 e 4,5 %, apresente graficamente o caudal de
ar necessário para baixar a fracção de benzeno para o valor pretendido. Apresente
o mesmo estudo no que diz respeito aos valores energéticos gastos no compressor
e arrefecedor.

8
9

Você também pode gostar