Você está na página 1de 2

Salmos 42

provavelmente a maior parte destes Salmos (Esses que estão registrados como sendo
dos filhos de Coré) foi escrita por Davi, um homem segundo o coração de Deus, um
homem que havia passado por tantas experiências, seja nos topos das montanhas, seja
em vales profundos; um homem que passara pelo vale da sombra da morte e que esteve
na rocha, na torre, no lugar alto. E dessas diversas experiências com Deus, ele
derramou seu coração em salmos para cantar a Deus. Provavelmente Davi escreveu os
salmos,e deu-os ao mestre de canto para serem colocados em música, os filhos de Coré
os que cantavam na casa de Deus. O Salmo 42 é o primeiro destes salmos dos filhos de
Coré. Ele é um salmo didático. É um salmo que deve nos ensinar e nos instruir nas
coisas de Deus. Ele possui um valor permanente e eterno e é algo que devemos
aprender de coração.
A maioria dos comentaristas crêem que as circunstâncias em que esse salmo foi escrito,
foi quando o filho de Davi, Absalão, se rebelou contra ele usurpando o seu trono. Este
acontecimento está registrado em II Samuel 15. Davi teve que sair as pressas de
Jerusalém. E longe de sua cidade, do seu reino, na profunda tristeza do seu coração ele,
provavelmente, escreveu esse salmo.
É interessante notarmos que o que Davi sentia mais falta não era das regalias que um
Rei possuía, não era de suas riquezas, ou de qualquer outra coisa. Ele sentia falta de
Deus. Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus,
suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando
irei e me verei perante a face de Deus? As minhas lágrimas têm sido o meu
alimento dia e noite, enquanto me dizem continuamente:Onde está o teu Deus?
Lembro-me destas coisas-e dentro de mim me derrama a alma-,de como
passava eu com a multidão de povo e os guiava em procissão à Casa de Deus,
entre gritos de alegria e louvor, multidão em festa. Salmo 42:1-4
Davi queria voltar a Jerusalém, principalmente, porque ali era o lugar de culto, de
sacrifícios, de comunhão com Deus. Era ali que seu povo se reunia para adorar e louvar
a Deus. Ele ansiava retornar desesperadamente, a sua alma chorava por esse momento.
Davi desejava muitíssimo a Deus. E na angústia de sua alma ele tentava consolá-la:
Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim?
Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu.O que
consolava Davi não era a possibilidade de voltar a reinar, não era o seu trono, suas
riquezas, mas, a possibilidade de voltar a louvar ao seu Deus. A possibilidade de
voltar a estar na presença do seu Deus.
………………………………………………………………………………………………………………………………………….
existem os que estão lá fora por motivo de enfermidade talvez em um leito de hospital
ou cativos que queriam estar aqui e existem pessoas que estão mas não queriam estar
pessoas que não fazem mais menção deste momento simbólico.quantos de nós estão
gratos ?
Queridos,quantos de nós desejamos a Deus?Quantos desejamos a sua palavra?Quantos
desejamos estar em sua presença em oração,humilhação,adoração?
Tenho desejado tantas coisas... riquezas, glórias humanas... perdoa-me Senhor!
O nosso problema não é a falta de tempo... que de fato está escasso. Temos que
trabalhar, estudar, cuidar da família... O nosso problema é a falta de desejo por Deus.
NÃO ANSIAMOS MAIS POR SUA PRESENÇA, COMO A CORSA SUSPIRA PELAS

ÁGUAS. Ele repartia do pão e o calice dizendo fazei isto, em memória de

mim.Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a
morte do Senhor, até que venha.O REI ESTÁ VOLTANDO...O REI ESTÁ VOLTANDO...O
REI ESTÁ VOLTANDO enquanto Ele não voltar que venha arder em nossos corações o
desejo de estar em tua presença e sermos gratos por isto.

Você também pode gostar