Você está na página 1de 6

Iodometria – Determinação do teor de hipoclorito em agua sanitária (R6)

Aluna: Marianna Matos


Prof: Prof. Dra. Roseli Martins
Data aula: 14/05/2021
Data entrega: 20/05/2021
INTRODUÇÃO
Em temperatura ambiente o iodo é um sólido escuro que sublima em condições normais formando um gás
de coloração violácea, assim como a coloração de suas soluções em solventes orgânicos. Pouco solúvel em
água, suas soluções aquosas são obtidas através da formação de I3-, em presença de KI, que apresenta
praticamente o mesmo potencial padrão de redução do Iodo (I2). O Iodo atua como agente oxidante moderado
por apresentar um potencial intermediário (+5,4V), oxidando quantitativamente redutores fortes ou sendo
oxidado quantitativamente por espécies oxidantes. Com isso existem métodos para a determinação volumetria
por precipitação através da reação de oxirredução: iodimetria e iodometria. A iodometria é o método indireto,
o iodo é formado em solução levemente ácida ou neutra pela reação de um agente oxidadente com excesso de
iodeto, e em seguida, titulado com solução padronizada de Na2S2O3.

OBJETIVO
Fazer a análise da água sanitária através da prática apresentada de iodometria para determinar o teor de
Hipoclorito de sódio (NaClO) e Cloro (Cl2) em água sanitária, utilizando uma solução padrão de tiossulfato
de sódio (Na2S2O3)

DADOS
MM (KIO3) = 214,02 g/mol
MM (Na2S2O3) = 248,18 g/mol
MM (NaClO) = 74,45 g/mol
MM (Cl2) = 70,90 g/mol
Conc.(KIO3) = 3,6189 g/L
Volume Na2S2O3 gasto na bureta para a padronização = 9,70 mL
Volume Na2S2O3 gasto na titulação da agua oxigenada = 13 mL
Volume da alíquota as solução de KIO3 usada na titulação para padronização de tiossulfato = 10 mL
Volume da alíquota de agua sanitária comercial (2% p/v) para preparar 250 mL de solução 0,05 mol/l =
47mL
Volume da alíquota da amostra diluída de agua sanitária usada na titulação = 10 mL

CÁLCULOS
RESULTADOS E DISCUSSÕES

 Padronização da solução de Tiossulfato de sódio (Na2S2O3)


Titulante: Na2S2O3
Erlenmeyer: 5mL de KIO3 + 50 mL de água destilada + 5 mL KI 20% + 5 mL H2SO4 5%

Antes da titulação:
IO3- + 6 H + 5e  ½ I2 + 3H2O redução
I-  ½ I2 + 1e (x5) oxidação
IO3- + 5 I- + 6H+  3 I2 + 3H2O reação global 1

Durante a titulação:
I2 + 2e  2 I- redução
2 S2O32-  S4O62- + 2e oxidação
I2 + 2 S2O32-  2 I- + S4O62- reação global 2

Reações envolvidas na padronização:


IO3- + 5 I- + 6H+  3 I2 + 3H2O reação global 1
I2 + 2 S2O32-  2 I- + S4O62- reação global 2

Correlacionar o o KIO3 com a solução a ser padronizada de Na2S2O3

1mol de I2 -------- 2 mols de S2O32-


3 mols de I2 ------ 6 mols de S2O32-

Logo: 3I2 + 2 S2O32-  2 I- + S4O62-

Assim: 6 mols de de KIO3 ------- 1 mol de Na2S2O3 *CKIO3 = 3,6189/214,02 = 0,01690g/L


6. CKIO3 x Vol.KIO3 = CNa2S2O3 x Vol.Na2S2O3
6. 0,01690 x 0,01 = CNa2S2O3 x 0,0097
CNa2S2O3 = 0,1045 mol/L

 Determinação do teor de Hipoclorito de sódio (NaClO) e cloro (Cl2) ativo na água sanitária comercial:
Titulante: NaClO
Erlenmeyer: 10 mL de solução diluída da amostra + 25 mL de água destilada + 5 mL da solução de KI 20%
+ 5mL de ácido acético glacial.

Reações:
ClO- + 2I- + 2H+  I2 + Cl- + H2O global 1 - Antes da titulação.
I2 + 2 S2O32-  2 I- + S4O62- global 2 - Durante a titulação.
Preciso correlacionar o NaClO, que é proveniente da amostra, com a solução padronizada do Na2S2O3.

1 mol de ClO- ----------- 1 mol I2


1 mol I2 ------------ 2 mols de S2O32-

Logo:
1 mol I2 ------------ 2 mols de S2O32-
2x CNaClO diluído x V NaClO diluído = CNa2S2O3 x Vol.Na2S2O3
CNaClO diluído x 0,01 = 0,1045 x 0,013 / 2
CNaClO diluído = 0,0679 mol/ L

CNaClO amostra = CNaClO diluído x Fd *Fd = 250mL/ 47mL = 5,319 L


CNaClO amostra = 0,0679 x 5,319
CNaClO amostra = 0,3611 mol/L

CNaClO amostra = 0,3611 x 74,45


CNaClO amostra = 26,88 g/L

CNaClO amostra (%p/v) = 26,88/10


CNaClO amostra (%p/v) = 2,68%

Teor do cloro ativo:

ClO- + Cl-  Cl2 + H2O


1 mol ClO ------- 1 mol Cl2
1 mol/L NaClO ---- 1 mol/L Cl2

CNaClO amostra = CCl2 amostra


0,3611 mol/L = CCl2 amostra

CCl2 amostra = 0,3611 x 70,90


CCl2 amostra = 25,60 g/L

CCl2 amostra (%p/v) = 25,60 g/L / 10


CCl2 amostra (%p/v) = 2,56%
CONCLUSÃO
Com base na amostra de água sanitária, utilizando-se a volumetria de oxirredução com o método da
iodometria, foi possível obter os resultados da padronização do tiossulfato de sódio, onde obteve-se a
concentração de 0,1045 mol/L e a determinação do teor de hipoclorito de sódio e cloro ativo na água
sanitária comercial, que foi de 2,68% e 2,56% respectivamente.

REFERÊNCIAS
BACCAN N., DE ANDRADE J.C, GODINHO O.E.S, BARONE J.S. - Química Analítica Quantitativa
Elementar, 3ª Edição, Brasil: Edgard Blucher, 2001.

PINTO, M.L. C. C; Souza, R. M. Química Analítica Farmacêutica Experimental. 1ª ed. Rio de Janeiro:
UFRJ, 2019 (Apostila)

Você também pode gostar