Você está na página 1de 2

SUPERINTENDÊNCIA UNIDADE HOSPITALAR VETERINÁRIA

UNIVERSITÁRIA
Av. Edmundo Gaievski, 1000
Rodovia PR 182 - Km 466, Realeza/PR - CEP: 85770-000
(46) 3543-8400

Citopatológico

Animal: 453 - Jujuba Peso: 34,000 kg em 16/10/2020


Espécie: Canina Sexo: Fêmea
Raça: Boxer Idade: 9 anos, 9 meses, 11 dias
Pelagem: Marrom Chip: -
Responsável: 385 - Tarcila Rech CPF: 040.132.259-99
Endereço: Rua Santa Maria 2321 - Marchese - Realeza/PR

Resultado
Data 09/11/2020
Número do Laudo 58-20
Data recebimento Material 27/10/2020
Material Recebido PAAF amostra 1
Histórico/Suspeita Clínica
está com inflamação nas mamas inguinais no lado direito há 3-4 meses. Recebeu antiinflamatório carprofeno
durante 15 dias. Notou que reduziu o volume, mas não muito. Machucou o membro torácico direito há um mês
e pouco, quando recebeu antiinflamatório melhorou um pouco, mas não totalmente, está claudicando. Ao
exame clínico observou-se neoformação em M3, M4 e M5 direitas, "em placa", com aumemnto de temperatura
local, lesões semelhantes a dermatite cutânea. tutor relata que o animal não mudou o comportamento, mas
lambe o local. Há aumento de volume no linfonodo poplíteo ipsilateral, assim como no axilar. Nesta região
espessamento de pele e aumento de temperatura. Animal tem ausência de propriocepção e e

DIAGNÓSTICO PRESUNTIVO/ CLÍNICO: Carcinoma inflamatório


Descrição Microscópica (Coloração panótico Rápido)
Amostra com baixa celularidade, elevada presença de eritrócitos. Presença de poucos grupos celulares coesos,
de células redondas, citoplasma escasso e basofílico, alta relação núcleo/citoplasma, núcleo redondo,
cromatina finamente granular, com nucléolo inconspícuo. Raras figuras mitóticas. Há macrocélulas, com
macronúcleos e múltiplos nucléolos evidentes e citoplasma abundante, é células binucleadas. Pleomorfismo
moderado a acentuado. Há grupos de linfócitos perto dos grupos de células epiteliais Presença moderada de
células polimorfonucleares e mononucleares.
Diagnóstico/Conclusão Compatível com Carcinoma
Notas
O exame citológico é sempre recomendado em casos de neoplasias mamárias, pois permite a diferenciação
dos processos inflamatórios e de outras neoplasias que podem ocorrer próximas à mama. As amostras obtidas
por citologia aspirativa por agulha fina (CAAF), em animais com carcinoma inflamatório (suspeita do caso
acima), revelam intenso processo inflamatório composto de neutrófilos e linfócitos e presença de grandes
células epiteliais isoladas ou agrupadas com características citológicas de malignidade. Entretanto, o
diagnóstico só poderá ser definitivo por meio de biopsia incisional e exame histopatológico
A citologia é um exame de triagem, muito usado para diferenciação inflamatória e neoplásica. Ela possui baixa
sensibilidade e representatividade. Logo, para confirmação do diagnóstico sugere-se avaliação histológica e/ou
imuno-histoquímica, uma vez que nos permitem completa avaliação da amostra.
COWELL et al, Diagnóstico citológico e hematologia. 3.ed. São Paulo: MedVet, 2009. 476p.
PEÑA L., SILVÁN G., PÉREZ-ALENZA M.D., NIETO A. & ILLERA J.C. 2003. Steroid hormone profile of canine
inflammatory mammary carcinoma: a preliminary study. Journal of Steroid Biochemical Molecular Biology.
84(2-3):211-216.

Impresso em: 09/11/2020 14:47 Por: Júlia Corrêa de Oliveira Pág. 1 / 2


SUPERINTENDÊNCIA UNIDADE HOSPITALAR VETERINÁRIA
UNIVERSITÁRIA
Av. Edmundo Gaievski, 1000
Rodovia PR 182 - Km 466, Realeza/PR - CEP: 85770-000
(46) 3543-8400

Citopatológico

PÉREZ-ALENZA M.D., JIMÉNEZ A., NIETO A.I. & PEÑA L. 2004. First description of feline inflammatory mammary
carcinoma: clinicopathological and immunohistochemical characteristics of three cases. Breast Cancer
Research. 6(4):300-307.
PÉREZ-ALENZA M.D., TABANERA E. & PEÑA L. 2001. Inflammatory mammary carcinoma in dogs: 33 cases
(1995-1999). Journal of American Veterinary Medical Association. 219(8):1110-1114.

Impresso em: 09/11/2020 14:47 Por: Júlia Corrêa de Oliveira Pág. 2 / 2