Você está na página 1de 3

Dons Espirituais II

No estudo anterior vimos o apostolo paulo logo na introdução mostrando a importância


desta carta, (não sejais ignorantes), vimos também o objetivo da carta, combater e
colocar ordem, na igreja acerca dos dons Espirituais principalmente o dom de língua.
Os problemas que aconteciam em corintio estava causando divisão e porfias e desordem
ou seja aquele que via de fora não a olhava como uma agenciadora do evangelho de
Jesus.

Fundo Geográfico

Corintio cidade portuária viam povos de vários locais. A igreja era formada por gentios
de vários locais, já que a cidade era portuária.

Fundo religioso

Ao lado de corintio existia uma cidade chamada delfos, que pratica cultos pagãos sendo
o mais conhecido o templo de apolo, onde uma Sacerdotiza subia ao lugar mais alto do
templo e de lá entrava em transe, e alguns sacerdotes ficavam a tentar descrever o que
ela falava, para passar para os fieis os recados dos Deuses.
Tinha como propósito definido: mostrar para os seus seguidores que ela estava
intimidante ligada a divindade, e assim conseguia certa autoridade em seu meio
religioso.

Fundo cultural

O apostolo Paulo usa um argumento dialético para combater o problema, dos dons em
particular o dom de língua.
Que se resume em aceitar uma idéia a principio. Depois levanta uma idéia maior da que
foi apresentada. E vem destruindo a primeira idéia.

Analisando deste o versículo 8

v.8 – sabedoria (sophia) o mais alto conhecimento, completo para todas as coisas
ciência (gnosis) conhecimento acercadas coisas espirituais.

v.9- fé, curas, maravilhas

fé- todo crente trem o dom da fé, o apostolo separa um grupo e nos mostra que existe
outros que exercitaram esse dom (oração)

cura- (Iama) medicamento, remedio, é arrumar um meio de cura através de


medicamentos, através de remédios (lucas 10.34)

um exemplodeste dom tiago 5.14


chamam os anciões para orar e colocar (elaion) sobre os emfermos ou seja óleo de oliva.
Que era comprado no mercado para lâmpada e remédio.

v.10 – realizações de milagres, curas milagrosas, podemos atribuir aos apostolo, e os


apóstolos atribuíam isso a Deus, e não a eles. Atos 3.12

Profecias – profeta era aquele que anunciava a palavra de Deus.

Dom de discerni os espíritos – é o reconhecimento se aquilo que a pessoa está falando é


proveniente do próprio Deus ou não ( Ijoão 4.1)

Variedades de Línguas
Esse era o objetivo principal de seu discurso,

O apostolo nos mostra que este ato religioso causava diversos problemas que devemos
analisar.

I – é um ato individualista

Ora Jesus sempre nos ensinou que devemos trabalhar em cooperação uns para com os
outros. Não há espaço para individualismo na igreja

I.1 – porque somente a pessoa entende v.2


I.2 – Porque a pessoa edifica a si mesmo.
O ensinamento bíblico é que o homem se edifica a partir de Deus e não a partir dele
próprio ou de atos religiosos. Ipedro 2.5

II – é um ato de menino v.20

Icor 13.11 ; 3.1,2

II.1 – Sem aproveitamento v.6-11

a) porque precisamos da palavra para estar preparados v.8

- para pregar o evangelho v.11


- para estarmos firmados na fé
- para estarmos preparados para o dia do Senhor

II.2 - pois era infrutífero v.14-20

a) para o meu entendimento v.14,15

b) para o meu semelhante v.16,17


- porque ninguém podia instruí-lo desta maneira v. mat 28.19,20
III – é um ato para os incrédulos v.22-25

a palavra que é traduzida por infiéis é apistos que quer dizer incredu-los, o que o
apostolo estava querendo dizer que este sinal é um sinal para os incredu-los, para
aqueles que não tem fé, que não crêem e que precisam estar vendo sinais para
permanecerem na igreja de Jesus Cristo.

Que não crêem somente na palavra

Que acabam causando escândalo para o não-crente

Porém se fizermos um culto com ordem e decência onde é realmente pregado a palavra
de Deus, o não-crente entenderá e se rendará aos pés do senhor e reconhecerá que Jesus
realmente está entre nós. Por que nosso Deus não é Deus de confusão, mas um Deus de
paz.

Você também pode gostar