Você está na página 1de 30

COSMETOLOGIA

SHAMPOOS
SABONETES LÍQUIDOS
CONDICIONADORES

Profa. Jucimara R. de Moraes


CABELO
Acúmulo de Impurezas :
Oleosidade
Células mortas descamadas
Resíduos de cosméticos
Sujeiras do ar

Características :
Perdem o brilho
Oleosos
Odor desagradável
Couro cabeludo impregnado
com resíduos deixados por
ingredientes de produtos
convencionais

Bloqueio do folículo e fio do cabelo


por resíduos, detritos e acúmulos
químicos deixados por produtos
convencionais, etc., que podem
inibir o seu crescimento, ou até
mesmo o seu retorno à fase
anágena

Folículo, couro cabeludo e fio de


cabelos desbloqueado, limpo e
purificado, possibilitando o
crescimento de cabelos sadios.
Características dos Shampoos
Boa ação detergente
Não remover a oleosidade natural
Não opacear

Não ressecar

Não ser irritante

pH ≅ 6,0
Componentes dos Shampoos
 Tensoativos Principais
 Co-tensoativos
 Estabilizantes da Espuma
 Opacificantes/ Perolizantes
 Espessantes
 Agentes Condicionantes
 Sobreengordurantes
 Modificadores de pH
 Seqüestrantes
 Conservantes
 Corantes
 Ativos
 Essências
Contribuição tensoativos -
propriedades

Aparência
Espumação

Baixa irritação
Limpeza

Condicionamento do cabelo
TENSOATIVOS
São moléculas anfifílicas, as quais têm a
característica de possuírem solubilidades
diferentes quando presentes em meio
aquoso.
Características

Agente molhante

Agente emulsionante

Detergente

Espumante
Classificação dos Tensoativos
Escala de E.H.L.
0
Hidrofóbica Agentes anti-espumantes (2-3)
3

Agentes emulsionantes (3-6)


6

Dispersível Agentes molhantes e de


9
em água Espalhamento (7-9)

12 Agente emulsionante (8-16)

Detergente (13-15)
15

Hidrofílica
Agente solubilizante (15-18)
18
Classificação dos Tensoativos

De acordo com as características do


grupo polar da molécula:
Aniônicos
Catiônicos

Anfóteros

Não-iônicos
Tensoativos Aniônicos
 Grupamento funcional polar possui carga
negativa quando em solução aquosa.
 Possuem:
Poder de detergência
Formação de espuma (espessa e cremosa)
 Resistentes à presença de sais de Ca e Mg
 Exemplos:
Alquil sulfatos:
 Lauril sulfato: sódio, trietanolamina, amônio
Alquil éter sulfatos
Tensoativos Catiônicos
 Em meio ácido → características catiônicas mais
acentuadas
 Podem apresentar incompatibilidades com:
 Alguns tensoativos aniônicos
 Em pH neutro ou alcalino → compatíveis com os aniônicos.

 Proporcionam
 Aumento de viscosidade
 Condicionamento
 Efeito antiestático

 Cadeia utilizada
 C12-C14 → influenciam na espuma
 C16-C18 → proporcionam emoliência e condicionamento
Tensoativos Anfóteros
 Caráter dependente pH
 Reduz a irritabilidade dos alquil sulfatos, alquil
éter sulfatos e alquil sulfonados.
 Proporciona:
Aumento de viscosidade
Estabilização da espuma
 Podem reagir com alguns tensoativos
aniônicos→ turvação e/ou precipitação
Cocoanfocarboxiglicinato
Cocobetaína
cocoamidopropilbetaína
Tensoativos Não-iônicos
Bons formadores de espuma
Possuem alta solubilidade em meio
alcalino ou ácido
Alta tolerância a eletrólitos
boa capacidade umectante
Doadores de consistência
Aumentam a viscosidade
Alcalonamidas do ac. graxo de côco:
Dietanolamina do ácido graxo de côco
Alquil poliglicosídeos:
Decil poliglicosídeo
Coadjuvantes
Espessantes

Sais

Espessantes Poliméricos
Espessamento
 Tensoativo → solução aquosa → forma micelas →
assumem diferentes tipos de geometria dependendo:

 Tipo de molécula,
 Teor de ativos,
 Presença de eletrólitos → aumentam a força iônica do meio,
diminuindo a solubilidade do tensoativo → alterando as suas
formas originais → compactação dessas micelas, diminuindo a
mobilidade do sistema
 Solventes
 Adição de co-tensoativos

aumento da viscosidade
Seqüestrantes

Aumento da estabilidade

Potencialização do sistema conservante

Principais:

EDTA

Heptanoato de Sódio
Conservantes

Componente bacteriostático

Principais:
Nipagin
Phenonip
Phenova
kathon
 Sobreengordurantes:
Lanolina etoxilada

 Hidrótopos:
Estabilizadores de formulações
Elimina problemas de separação de fases
Potencializa a ação do sistema tensoativo
Aumenta a solubilização dos mesmos em água
Diminui o ponto de turvação
Principais:
Uréia
Tolueno sulfonato de sódio
Redução da viscosidade

Excesso de eletrólitos→ diminuição


drástica da solubilidade do tensoativo em
água → desestabilização das micelas
Adição de:
Solventes
Extratos vegetais
Essências
CONDICIONADOR
Cabelo sofre agressões:
 químicas e físicas → danos a sua estrutura →
dificultando penteabilidade (a úmido e a seco).

Fatores que interferem:


Atividade da glândula sebácea
Shampoo utilizado
Efeito Condicionador

Baseado:
Deposição de componentes funcionais
resistentes ao enxágüe

Principais componentes:
Agentes antiestáticos (catiônicos)
Materiais graxos
Emolientes
Formulação de Condicionador

Catiônico

Álcool graxo

Emoliente

Conservante

Aditivos
Exemplo de Formulação Básica

Você também pode gostar