Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS


PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO RURAL

DER340 – INTRODUÇÃO À ANTROPOLOGIA DA ALIMENTAÇÃO


Plano de Ensino 2020/1

Professora: Renata Menasche


Caráter: Eletiva
Créditos: 02 (30 horas/ aula)
Nível: mestrado e doutorado
Horário: Sextas-feiras, das 14h00min às 17h00min
Local: Sala Josué de Castro - PGDR/CISADE

Ementa da disciplina: Estudo de teorias e abordagens pertinentes à prática da


investigação antropológica dos fenômenos socioculturais relacionados à alimentação

Objetivos: Tomando como objeto de análise as injunções entre alimentação e


cultura, esta disciplina se propõe a subsidiar projetos, análises e reflexões
concernentes a temas associados aos saberes e práticas da alimentação

Avaliação: A avaliação será realizada ao longo da disciplina, de modo continuado, a


partir da participação nas aulas e nas atividades propostas via Moodle, da
apresentação de seminários e da realização de trabalhos escritos.

Cronograma e distribuição dos conteúdos:

Aula 1: 13 de março (à distância) – Alimentação e cultura: uma introdução ao tema

Aula 2: 20 de março (presencial) – Natureza e cultura, cru e cozido, alimento e


comida

Aula 3: 27 de março (à distância) – Situando os estudos sobre alimentação e


cultura no campo das Ciências Sociais

Aula 4: 03 de abril (presencial) – Escolhas, prescrições e proscrições alimentares: o


lugar da cultura

Aula 5: 10 de abril (à distância) – A construção social do gosto

Aula 6: 17 de abril (presencial) – Comida e identidade: somos o que comemos

Aula 7: 24 de abril (à distância) – O paradoxo do onívoro e a ansiedade diante da


comida

[1º de maio: feriado]

DER340 – Introdução à Antropologia da Alimentação / Plano de Ensino 2020/1 1


Aula 8: 08 de maio (presencial) – Tendências da alimentação contemporânea

Aula 9: 15 de maio (à distância) – A fome, entre a biologia e a cultura

Aula 10: 22 de maio (presencial) – Comida como patrimônio

Referências Bibliográficas:

AMON, Denise; MENASCHE, Renata. Comida como narrativa da memória social.


Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 13-21, 2008.

BARBOSA, Livia. A ética e a estética na alimentação contemporânea. In: THOMÉ


DA CRUZ, Fabiana et al. (Org.). Produção, consumo e abastecimento de
alimentos: desafios e novas estratégias. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2016.

BOURDIEU, Pierre. Gostos de classe e estilos de vida. In: ORTIZ, Renato (Org.).
Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

CONTRERAS H., Jesus. Patrimônio e Globalização: o caso das culturas


alimentares. In: CANESQUI, Ana Maria; GARCIA, Rosa Wanda Diez (Org.).
Antropologia e Nutrição: um diálogo possível. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2005.

DA MATTA, Roberto. Sobre o simbolismo da comida no Brasil. O Correio da


Unesco, Rio de Janeiro, v. 15, n. 7, p. 22-23, 1987.

DOUGLAS, Mary. As abominações do Levítico. In: Pureza e perigo. São Paulo:


Perspectiva, 1976.

FISCHLER, Claude. El (h)omnívoro: el gusto, la cocina y el cuerpo. Barcelona:


Anagrama, 1995.

FREITAS, Maria do Carmo Soares de. Agonia da fome. Salvador: Ed. UFBA, 2003.
GARINE, Igor de. Alimentação, culturas e sociedades. O Correio da Unesco, Rio de
Janeiro, v. 15, n. 7, p. 4-7, 1987.

GIARD, Luce. Cozinhar. In: CERTEAU, Michel de; GIARD, Luce; MAYOL, Pierre. A
invenção do cotidiano: 2. morar, cozinhar. Petrópolis: Vozes, 2002.

GOMES, Laura Graziela; BARBOSA, Livia. Culinária de papel. Estudos Históricos,


Rio de Janeiro, n. 33, p. 3-23, 2004.

GOODY, Jack. Cocina, cuisine y clase: estudio de sociología comparada.


Barcelona: Gedisa, 1995.

HARRIS, Marvin. A mãe vaca. In: Vacas, porcos, guerras e bruxas: os enigmas da
cultura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

DER340 – Introdução à Antropologia da Alimentação / Plano de Ensino 2020/1 2


LÉVI-STRAUSS, Claude. O triângulo culinário. In: SIMONIS, Yvan. Introdução ao
estruturalismo: Claude Lévi-Strauss ou “a paixão do incesto”. Lisboa: Moraes,
1979.

MACIEL, Maria Eunice. Cultura e alimentação ou o que tem a ver os macaquinhos


de Koshima com Brillat-Savarin? Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 7, n.
16, p. 145-156, 2001.

MENASCHE, Renata. Campo e cidade, comida e imaginário: percepções do rural à


mesa. Ruris, Campinas, v. 3, n. 2, p. 195-218, 2009.

MENASCHE, Renata; ALVAREZ; Marcelo; COLLAÇO, Janine. Alimentação e cultura


em suas múltiplas dimensões. In: ___________ (Org.). Dimensões socioculturais
da alimentação. Diálogos latino-americanos. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2012.

MINTZ, Sidney W. Comida e antropologia: uma breve revisão. Revista Brasileira de


Ciências Sociais, São Paulo, v. 16, n. 47, p. 31-41, 2001.

SEYMOUR, Diane. A construção social do gosto. In: SLOAN, Donald (Org.).


Gastronomia, restaurantes e comportamento do consumidor. Barueri (SP):
Manole, 2005.

WOORTMANN, Klaas. O sentido simbólico das práticas alimentares. In: ARAÚJO,


Wilma Maria Coelho; TENSER, Carla Márcia Rodrigues (Org.). Gastronomia: cortes
e recortes. Brasília: SENAC, 2006.

DER340 – Introdução à Antropologia da Alimentação / Plano de Ensino 2020/1 3

Você também pode gostar