Você está na página 1de 5

Relações Étnico-Raciais no Brasil

Questão 1

O livro “Casa Grande e Senzala”, de Gilberto Freire, proporcionou um


novo entendimento do processo de miscigenação no Brasil,
desenvolvendo o conceito do mito da democracia racial, em que:
Escolha uma:
a. É confirmado o pensamento eugenista de que a miscigenação
tornou o Brasil um país sem possibilidade de progresso
b. Negros e brancos teriam os mesmo direitos sociais, sendo
excluídos os índios, pela especificidade de articulação desta
população
c. A democracia política e social garantiria a promoção da igualdade
racial
d. A segregação seria uma política pública adequada para um país
miscigenado
e. A miscigenação toma contornos positivos, com ênfase nas
qualidades do povo brasileiro

Questão 2

(Adap. Concurso Público - CETRO - 2008 - SEE-SP) Ao tratarmos da


presença de racismo, preconceito e discriminação nas escolas
brasileiras, é correto afirmar que:
Escolha uma:
a. As formas de discriminação de qualquer natureza têm o seu
nascedouro na escola: o racismo e as desigualdades correntes na
sociedade nascem ali
b. Toda e qualquer reclamação de ocorrência de discriminação e
preconceito no espaço escolar deve ser evitada, pois os protagonistas
dessas situações não são culpados por tais acontecimentos
c. O racismo cultural é considerado mais grave do que as formas de
racismo individual
d. Uma educação antirracista realiza-se com um discurso que respeite
as diferenças raciais
e. A percepção do comportamento discriminatório e do
preconceito racial é central numa análise histórica e sociológica
que tente compreender as relações sociais vivenciadas na escola
Questão 3

Com relação à abordagem do termo “raça” sob uma perspectiva


política, podemos dizer que:
Escolha uma:
a. Diz respeito às cotas separadas para os afrodescendentes, a partir
da aprovação do Estatuto da Igualdade Racial no Brasil
b. Diz respeito aos aspectos físicos, à aparência exterior herdada e
transmitida hereditariamente pelos grupos sociais
c. Quando utilizamos o termo “raça”, estamos sendo racistas
d. Segundo o que estudamos em nossa disciplina, não podemos
utilizar o termo “raça” em hipótese alguma, pois raças humanas não
existem
e. Se trata do uso que a comunidade afrodescendente faz desse
termo na luta por seus direitos e contra toda forma de
discriminação e racismo

Questão 4

Sobre a diáspora vivida pelos negros após sua transferência forçada


ao Brasil, a partir de 1550, avalie as afirmações abaixo e assinale
aquela que melhor descreve esse fenômeno histórico:
Escolha uma:
a. Trata-se do envio de milhares de imigrantes brancos ao Brasil a
partir, principalmente, do início do século XX, para substituir a mão de
obra negra após a abolição da escravatura
b. Foi inegável influência que a cultura brasileira, em formação,
recebeu como herança africana, não só no campo econômico, através
do trabalho escravo e não remunerado, mas nos campos demográfico,
cultural, entre outros
c. Toda a história da África foi sendo apagada dos livros, que
passaram a contar a história apenas sob a perspectiva do branco
colonizador
d. Os quilombos contribuíram como força de resistência negra durante
o período de escravidão, surpreendendo também pela capacidade de
organização e por apresentar uma proposta social e política alternativa
ao modelo colonial
e. Desterrados de seu continente, separados de seus laços de
relação pessoal, ignorantes da língua e dos costumes, o
deslocamento dos negros foi de tal monta que acabou alterando
cores, costumes e a própria estrutura da sociedade local
Questão 5

Em relação aos estereótipos raciais presentes na literatura brasileira,


é Incorreto afirmar que:
Escolha uma:
a. Muitos livros da literatura clássica brasileira ajudaram a manter
intactos os estereótipos de cunho racista
b. Devido ao seu teor considerado racista, um dos livros de Monteiro
Lobato foi vetado pelo MEC (Ministério da Educação), e proibida sua
distribuição nas escolas públicas do país
c. A literatura colaborou também para reforçar piadas e ditos
populares de cunho preconceituoso
d. Não há estudos conclusivos sobre a produção de discursos de
cunho racista na literatura clássica brasileira
e. Os textos de Monteiro Lobato também reproduzem os
estereótipos do negro como submisso e subserviente

Questão 6

A respeito da promulgação de leis antirracistas no Brasil, é incorreto


afirmar que:
Escolha uma:
a. A década de 1990 trouxe grandes avanços nas legislações
antirracistas, ao mesmo tempo em que fez crescer o movimento
negro, que passou a ganhar projeção desde então
b. As leis no Brasil, no tocante às questões étnico-raciais, são
bastante avançadas e consideradas uma das mais modernas do
mundo, embora não sejam plenamente aplicadas
c. Como as leis no Brasil não são cumpridas, a legislação
antirracista teve pequeno impacto na promoção da igualdade
racial no país
d. Foi a partir de 1988, com a nova Constituição brasileira, que o
racismo passou a ser considerado crime
e. Após 1988, o movimento negro se fortaleceu no Brasil,
principalmente por sua autovalorização e sua percepção racializada
de si mesmo e do outro

Questão 7

Podemos considerar, segundo inúmeras pesquisas produzidas pelas


universidades, que os livros didáticos apresentam os seguintes
problemas quando os analisamos segundo uma perspectiva das
relações étnico-raciais e da promoção da igualdade racial:

I- A maioria dos livros didáticos traz uma representação muito


simplificada dos fatos históricos, acabando por estigmatizar ou
caricaturar segmentos sociais como mulheres, negros, idosos e
trabalhadores, por exemplo, colaborando com o reforço de
estereótipos;

II- A invisibilidade desses segmentos sociais desfavorecidos, que


aparecem representados no conjunto dos conteúdos didáticos numa
relação desproporcional àquela existente na sociedade brasileira;

III- A falta de representatividade negra ou de figuras de pessoas


negras desempenhando os mais diversos papéis sociais, por exemplo,
faz com que a criança afrodescendente não tenha parâmetros de
igualdade e diversidade para a construção de sua identidade étnico-
racial.

Estão corretas as alternativas:


Escolha uma:
a. I e III
b. I e II
c. II e III
d. Somente a III
e. I, II e III

Questão 8

O ano de 2011 foi definido como Ano Internacional dos


Afrodescendentes pela Organização das Nações Unidas (ONU). Qual
foi considerada uma das principais intenções para esse lançamento,
segundo o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, em
opinião amplamente divulgada pela grande mídia?
Escolha uma:
a. Despertar, na comunidade internacional, o interesse em
ampliar os direitos fundamentais aos afrodescendentes
b. Combater toda forma de apartheid nos países africanos
c. Fazer um levantamento estatístico em âmbito mundial sobre a
condição social e econômica dos afrodescendentes
d. Promover um debate entre os países desenvolvidos sobre as
diversas formas de racismo presentes nas relações sociais
e. Desconstruir o mito da democracia racial no Brasil
Questão 9

A Constituição Federal de 1988, resultado de um amplo processo de


mobilização popular, resultado da abertura democrática a partir de
1985, define em seu artigo 20, inciso XI, que as terras ocupadas pelos
índios são bens da União, isso significa que:
Escolha uma:
a. Não existem conflitos por terra, uma vez que a União reconhece o
direito do índio à propriedade, sendo responsável por sua
administração
b. As escolas indígenas deverão ser construídas especificamente
nestas terras públicas
c. O Estado (Governo Federal) detém o direito sobre a
propriedade desses territórios
d. As terras indígenas só podem ser comercializadas entre as esferas
públicas: municipal, estadual e federal
e. Os índios são considerados patrimônio histórico da humanidade

Questão 10

Analise as afirmativas abaixo, sobre a Lei 12.288/2010, e assinale a


alternativa incorreta:
Escolha uma:
a. O documento versa sobre os principais direitos garantidos à
população afrodescendente no Brasil
b. Preocupou-se em valorizar a auto definição de cor ou raça, no
sentido de que as pessoas passem a se autodeclarar pretas e pardas,
conforme critérios definidos pelo IBGE
c. Foi a partir da aprovação desta lei que o racismo passa a ser
considerado um crime inafiançável no Brasil
d. Há um capítulo especial no combate às assimetrias de gênero e
raça, dando condições de inclusão especialmente às mulheres negras
e. Foi o resultado de uma ampla e demorada discussão na Câmara e
no Senado, desde 2003, quando foi apresentado o projeto desta lei

Você também pode gostar