Você está na página 1de 2

JOHN WATSON - CONDICIONAMENTO CLÁSSICO (REFLEXO) - BEHAVIORISMO

METODOLÓGICO- Vídeo
Relação estímulo- resposta- condicionamento reflexo, diversidade de comportamento humano é
resultado desse tipo de comportamento.
Cebola- Lágrimas;
Carne- salivação(resposta incondicionada) no cão- a carne é o estímulo incondicionado.
Criar o condicionamento- atrelar o estímulo neutro( não gera resposta no cão- ex sineta),
adestramento.
Deixa de ser neutro e é condicionado.
Condicionamento reflexo- respondente

Prof Timóteo- aula


Conceito de Repressão- prof Crítico do Freud.
Repressão - Todas as formas de manifestações contra o governo e seu regime político era
repreendido pelo uso da força, ordenados pelos líderes dos governos dos países em que tais fatos
ocorriam, inclusive a União Soviética.

Senso de segurança antológica- coisas estáveis, geram menos ansiedade.

Aula – 04-05-2021
John Watson foi um psicólogo norte-americano, nascido 1878 nos Estados Unidos e falecido em
1958. Watson é considerado o pai do Behaviorismo, particularmente a vertente do Behaviorismo
conhecida como Behaviorismo Metodológico que se dedicou basicamente ao estudo das relações
reflexas.
Nesse vídeo, conheceremos o condicionamento reflexo da forma mais simples, acessível e didática
possível. O condicionamento reflexo também é chamado de condicionamento respondente,
condicionamento clássico e condicionamento pavloviano, pois foi o cientista russo Ivan Pavlov
quem o descreveu pela primeira vez.
Estímulo- meio - Luz
Resposta- comportamento- contração da pupila.
Ambiente e organismo.

Aula 11-03-2021
O Behaviorismo compreende uma corrente da psicologia que tenta explicar o comportamento como
influencias dos estímulos do meio. Para esta corrente o ser humano se resume às contingências
observáveis. Se entendermos como os estímulos dados pelo meio influenciam sobre o
comportamento do indivíduo, poderemos interferir neste comportamento, simplesmente pelos
estímulos que atuam sobre o indivíduo. É importante elucidar, que as pesquisas de SkInner foram
experimentais aos quais foram utilizadas como instrumentos cobaias animais como ratos e pombos
(LA ROSA 2003).

https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/psicologia/skinner-e-o-behaviorismo-
psicologia-da-educacao/37952

Behaviorismo metodológico- Watson


Behaviorismo radical- Skinner( nega radicalmente causas mentais, anti-mentalistas), procurando as
verdadeiras causas do comportamento, pensar(fenômeno natural), rompe com Watson.

Tolstói e a personagem Natacha e os vários médicos, sobre o que poderia ser sua enfermidade- cada
doença como um evento único, pois há várias mazelas. Cada ação de um indivíduo é única, tanto
quanto cada evento em Física ou Química o é também. A sabedoria intuitiva dos diagnosticadores
de antigamente foi amplamente substituída pelos processos analíticos da clínica, assim como uma
análise científica do comportamento substituirá finalmente a interpretação pessoal dos exemplos
únicos. Pag 20 Ciência e Comportamento Humano.

O reforço para Skinner consiste em qualquer evento que aumenta a probabilidade da ocorrência de
um determinado comportamento. Vejamos um exemplo: Quando uma criança chora
(comportamento operante) e este choro traz como consequência a presença da mãe ou o colo da
mãe, estas consequências (a mãe ou o colo) são consideradas reforços e como tal retroagem sobre o
comportamento aumentando sua frequência. Vejamos agora como isso funciona na escola: o aluno
fica conversando durante a aula (comportamento operante) e o professor lhe dá atenção (reforço),
estará condicionando este aluno a falar. Em função do que foi exposto pode-se compreender o
primeiro princípio do condicionamento operante: todos aqueles comportamentos que os alunos
emitem e que pretendemos mantê-los devemos então reforçá-los (LA ROSA 2003).
Para que possamos compreender melhor o comportamento operante Bock (1999, p. 61) nos afirma
que "o comportamento operante abrange um leque amplo da atividade humana - dos componentes
do bebê de balbuciar, de agarrar objetos e de olhar os enfeites do berço aos mais sofisticados,
apresentados pelo adulto".
Seguindo com os conceitos devemos entender que o reforço é toda a consequência que, seguida de
uma resposta, modifica a probabilidade futura da ocorrência dessa resposta. O reforço pode ser
positivo ou negativo. O positivo é todo acontecimento ou evento que aumenta a probabilidade
futura da resposta que o produz. O negativo aumenta a probabilidade futura da resposta que o
remove ou atenua. Resumindo o reforçamento positivo oferece alguma coisa ao organismo (gotas
de água com a pressão da barra por exemplo) e o reforçamento negativo possibilita a retirada de
algo indesejável (quando ele bebe água leva um choque, com o tempo deixará de procurar água)
(BOCK1999).