Você está na página 1de 2

Tema: Rejeitando a autoridade de Jezabel de nossas casas

Texto: Ap. 2:20


Introdução:

I. Os ensinos de Jezabel por meio da Televisão


1ª. Que fique claro que não estou, de forma alguma, afirmando que a passagem de Ap. 2:20 se
refere literalmente a televisão e, sim a uma pessoa que ensinava doutrinas repudiáveis diante de
Deus. Assim iremos abordar resumidamente acerca deste texto para depois ver a similaridade que
tem com o que passa pela tela da televisão.
a) – Quem era Jezabel?
i) – Filha de um rei de Sidom, Etbaal, que o Rei Acabe (Rei do reino do norte) tomou por
mulher – I Rs 17:31
ii) - era ela devota do deus baal – I Rs 17:31, 32; 18:19
iii) - matou os profetas do Senhor Deus de Israel – I Rs 18:4, 13
iv) - odiava o profeta Elias a quem desejava também matar – I Rs 19:1, 2
v) - mulher que instigava Acabe para a prática do mau – I Rs 21:25
vi) – mulher que seduziu o povo de Israel a prática da idolatria – I Rs 18:21; Ap 2:20
vii) – mulher que ensinava o povo de Deus a se prostituir – II Rs 9:30; Ap 2:20
viii) – teve uma morte trágica – II Rs 9:33, 35-37
b) – Os principais ensinos de “Jezabel” por meio dos programas de televisão
i) – incitação para a violência: desenhos – filmes – novelas - reportagens
ii) – incitação ao desprezo a Deus. Qual programa que fala de Deus ou cita sua Palavra?
iii) – incitação à prática depravada do sexo. Neste item está arrancando a inocência das crianças
e estimulando práticas sexuais fora do casamento: adultério – prostituição. Não há censura no que
se passa na TV, desta forma o incentivo a imoralidade está presente: nos filmes – novelas – seriados
– propagandas comerciais – programas de auditórios – músicas de forma geral
iv) – incitação a práticas da idolatria – hoje a maioria das crianças tem um ídolo, pois, a mesma
admira e quer ser igual ou a super-homem, homem-aranha, Batman, Ben-10, máscara, jogador de
futebol; adolescentes têm seu ídolo: um cantor ou cantora, ator ou atriz, um esportista, etc. E
devemos levar em conta que muitas pessoas não conseguem viver sem TV, isto revela uma
dependência, vício, então, denota-se uma idolatria.
v) – incitação à rebeldia – filhos desobedientes; homens e mulheres que se opõem a autoridades
constituídas; negação da existência de Deus ou de que se interessa pelo que acontece na terra.
1. A TV, por meio de programas de entretenimentos, que muitas vezes se diz programa
inofensivo, tem despejado nos lares os ensinos de Jezabel. E o que podemos ou devemos fazer?
1º. Não podemos tolerar estas coisas – “Mas tenho contra ti que toleras Jezabel...”
2º. Filtrar o que vamos assistir. Não podemos ligar a televisão para ver o que está passando e
sim, saber o que queremos assistir. Quando filtramos sabemos que mais de 90% do que passa na TV
não presta. Além dos noticiários, temos documentários.
3º. Não deixar nossos filhos assistirem o que quiserem. E aí está um dos grandes problemas,
pois, muitos pais pensam: e o que vou deixar então meu filho assistir? Praticamente todos os
desenhos não são bons. Aqui vai a pergunta: o que é mais importante cuidar dos afazeres
domésticos ou educar os filhos? É claro que a mulher precisa cuidar da casa em si, mais com
sabedoria divina é possível dar atenção aos filhos até a hora de ir à escola, evitando que os mesmos
sejam instruídos pela televisão.
4º. Viver com temor a Deus – Pv 1:7; Dt 6:13
a. Não por coisas más perante os olhos – Sl 101:3; Mt 6:22, 23
b. Não se assentar na roda dos escarnecedores – Sl 1:1. Ex. de programas: turma do Didi; show
do Tom; a praça é nossa, etc.
c. Não por tropeço na vida das crianças mais leva-las a Deus – Mc 10:14. Deixar uma criança
diante da televisão por horas e assistindo tudo o que não convém à vida cristã é por embaraço na
vida da mesma, além de estar colaborando para que a mesma quando maior rejeite a Deus e sua
Palavra. Cuidado! Dedicamos nossos filhos diante da igreja do Senhor Jesus, perante o ministro
(Pastor, Dirigente da Congregação) e depois o entregamos ao inimigo! Isto não é nada conveniente
e bom.
d. Dedicando o nosso precioso tempo a orar, estudar a bíblia e se envolver na obra do Senhor –
I Ts 5:17; I Co 15:58; Sl 1:2
e. Pois, não há condições de servir a dois senhores – Mt 6:24
5º. Entendendo o conceito de consagração – I Jo 2:15-17
a. Fomos criados por Deus para sermos exclusivamente dele – Gn 1:26-28; 2:7, 16, 17
b. Deus como nosso Criador nos redimiu da condenação para nos tornar, de novo, propriedade
exclusiva dEle – I Pe 2:9
c. “tudo o que há no mundo”, nosso Deus se refere a coisas profanas que não tem conexão,
relação alguma com sua vontade e caráter – I Jo 2:16
d. Ele nos tirou do mundo (sistema profano, secular, materialista, que visa unicamente à
satisfação da carne), estamos nele mais não pertencemos a este sistema – Jo 17:9, 16;
e. Logo, Ele (Deus) nos tornou sagrados – I Co 3:16, 17; I Pe 1:15, 16; I Co 6:19, 20; II Co
6:16, 17