Você está na página 1de 6

1A /11/2018 Revisado item 5.5.

2 FRS LNAG
00 Aprovado FRS LNAG
0A Emissão Inicial RBU LNAG
Rev. Data Descrição Por Aprov.
Nome da Obra

SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE BELO MONTE


XINGU – TERMINAL RIO
Título do Documento

MEMORIAL DESCRITIVO TRAVESSIA SOBRE LE


XINGU (BMTE)

Projetado RBU Classe.Proj. Elétrica Situação. Projeto Executivo


Aprovado LNAG Nº.Projetista - Rev. 1A Folha 1 de 6
Responsável SMMF Nº XRTE XRTE-LE-T01-MD-0032
.

CREA Nº 1981113632
ÍNDICE

1. Objetivo.................................................................................................................3
2. Descrição da travessia..........................................................................................3
3. Localização da travessia.......................................................................................3
4. Critérios de projeto................................................................................................3
4.1. Altura de segurança...................................................................................................3

4.2. Faixa de segurança da LE.........................................................................................3

4.3. Ângulo de cruzamento...............................................................................................3

4.4. Temperatura de Locação...........................................................................................3

5. Características do projeto da LE na travessia.......................................................4


5.1. Estruturas................................................................................................................... 4

5.2. Fundações.................................................................................................................4

5.3. Cabo condutor........................................................................................................... 4

5.4. Cálculos mecânicos dos cabos para o projeto da linha de transmissão.....................4

5.5. Sinalização aérea.......................................................................................................5

6. Referências........................................................................................................... 5

LINHA DO ELETRODO XINGU (XRTE) XRTE-LE-T01-MD-0032

MEMORIAL DESCRITIVO TRAVESSIA SOBRE LE XINGU (BMTE) FOLHA 3 de 6 1A


1. OBJETIVO
1.1. O presente memorial descritivo tem por objetivo apresentar, para aprovação junto a XRTE,
o projeto elaborado para a travessia da Linha do Eletrodo (LE) de Xingu, sobre a Linha de
Eletrodo Xingú (BMTE, no km 28 + 739,84 m da LE Xingu.
2. DESCRIÇÃO DA TRAVESSIA
2.1. A Linha do Eletrodo de Xingu, de propriedade da empresa XRTE, tem início no Pórtico da
Subestação Xingú e término no Casa do Eletrodo de Xingú, ambas situadas no Estado do
Pará.
3. LOCALIZAÇÃO DA TRAVESSIA
3.1. A Linha do Eletrodo Xingú cruza a LE Xingú (BMTE), com um ângulo de 54º 29’ 25”
em relação ao eixo da LE. O cruzamento ocorre entre as estruturas: 28/2 (km
28+468,00 m) e 28/3 (km 28+872,00 m) e o vão entre as mesmas é de 404,00 m,
conforme mostrado no desenho nº XRTE-LE-T01-TR-0032 – TRAVESSIA SOBRE
LINHA DO ELETRODO XINGU (BMTE).
3.2. Coordenada do ponto de cruzamento com a linha de transmissão:

UTM SIRGAS 2000 ( Fuso -22 M)

NORTE ESTE
9.675.039,079 442.661,666

4. CRITÉRIOS DE PROJETO
4.1. Altura de segurança
4.1.1. De conformidade com o Projeto Básico, cujos espaçamentos verticais obedeceram a
NBR 5422, o espaçamento mínimo (cabo condutor - condutor) deverá ser de 1,20 m.
4.1.2. No ponto de cruzamento da travessia, a distância do cabo condutor da LE sobre e os
cabos condutores da Le sob é de 4,20 m, conforme indicado no projeto em anexo,
desenho XRTE-LE-T01-TR-0032.
4.2. Faixa de segurança da LE
4.2.1. A diretriz da LE tem uma faixa de servidão com 20 m de largura, sendo 10 m para cada
lado do eixo da mesma.
4.3. Ângulo de cruzamento
4.3.1. O ângulo de cruzamento mínimo recomendado pela NBR-5422 é de 15°. No ponto de
cruzamento com a LE, o ângulo é 54°29’25”.
4.4. Temperatura de Locação
4.4.1. A temperatura de locação é de 90ºC, a qual inclui o efeito do aquecimento dos cabos
condutores quando do transporte da corrente elétrica de 3445 A.

LINHA DO ELETRODO XINGU (XRTE) XRTE-LE-T01-MD-0032

MEMORIAL DESCRITIVO TRAVESSIA SOBRE LE XINGU (BMTE) FOLHA 4 de 6 1A


5. CARACTERÍSTICAS DO PROJETO DA LE NA TRAVESSIA
5.1. Estruturas
5.1.1. As estruturas utilizadas na travessia são metálicas, treliçadas e autoportantes,
construídas com perfis e chapas de aço com ligações aparafusadas, conforme normas
ASTM A-36, ASTM A-572 GR50, com todas as peças zincadas por imersão à quente.
O dimensionamento das estruturas foi feito de acordo com o Manual ASCE 52 – “Guide
for Design of Steel Transmission Towers”.
5.1.2. A estrutura 28/2 e 28/3 é do tipo SA (Suspensão Autoportante ALTA) com altura de
instalação do condutor de 49,97 m e 48,47 m, respectivamente, e com altura de total
de 51,00 m e 49,50 m, respectivamente. Estas estruturas encontram-se a 271,84 m e a
132,16 m, respectivamente, do cruzamento com a LT.
5.1.3. Os cabos condutores de cada fase serão fixados na torre 28/2 e na torre 28/3 por uma
cadeia de suspensão simples, composta por três isoladores, do tipo concha-bola,
passo de 146 mm, diâmetro de 254 mm e carga de ruptura de 120 kN.
5.2. Fundações
5.2.1. As fundações das estruturas serão do tipo Tubulão ou Sapata, a serem definidas ao
longo do projeto, e executadas em concreto estrutural com fck= 20 Mpa e aço CA50.
5.2.2. As fundações serão projetadas e executadas segundo as normas brasileiras NBR-6118
e NBR-6122, da ABNT.
5.3. Cabo condutor
5.3.1. O cabo condutor é do tipo CA, constituído por 61 fios de alumínio, com as seguintes
características:

Tipo, bitola e código CA 1192 kcmil, Hawthorn


Diâmetro nominal 31,96 mm
Seção total 604,12 mm2
Peso unitário 1,666 kgf/m
Carga de ruptura 9.558 kgf
Módulo de elasticidade final 5.602 kgf/mm2
Coeficiente de dilatação final 23,0 x 10-6 / ºC

5.4. Cálculos mecânicos dos cabos para o projeto da linha de transmissão


a) Cabo condutor:
 Temperatura de maior duração igual a 27°C, sem vento: a tração final do cabo não
ultrapassa a 18% da sua carga de ruptura.

 Temperatura mínima igual a 17°C, sem vento: a tração inicial do cabo não
ultrapassa a 33% da sua carga de ruptura.

 Com vento extremo a 23°C (com pressão de 75 kgf/m² para um período de retorno
de 150 anos), a tração final do cabo não ultrapassa 70% da sua carga de ruptura.

 Para o cálculo da flecha máxima, foi considerado o cabo na temperatura máxima de


90°C final, com creep de 10 anos.

LINHA DO ELETRODO XINGU (XRTE) XRTE-LE-T01-MD-0032

MEMORIAL DESCRITIVO TRAVESSIA SOBRE LE XINGU (BMTE) FOLHA 5 de 6 1A


 Resumo:

Tração em [kgf] (1)


Nota:
1. O valor entre Carregamento
parênteses Cabo CA Hawthorn indica o
percentual da carga
de ruptura 75 kgf/m², 23 °C, final 4.779 (50% CR) do cabo.
s/vento, 17 °C, inicial 3.154 (33% CR)
5.5. s/vento, 20 °C, final 1.721 (18% CR) Sinalização
aérea
5.5.1. As estruturas adjacentes da Linha do Eletrodo Xingú (BMTE) deverão ser sinalizadas
conforme NBR 6535:2005 e Instrução de Sinalização N° LTEL1-X-LT1-0050.
5.5.2. No cruzamento entre as linhas deverão ser instaladas placas de advertência de
travessia conforme a figura B.6 da NBR 6535:2002 e instaladas de acordo com os
procedimentos da BMTE.

6. REFERÊNCIAS
Desenho n° XRTE-LE-T01-TR-0032 – Projeto de Travessia sobre Linha Eletrodo Xingu
(BMTE).

Desenho n° XRTE-ET-T01-PP-0110 – Perfil e Planta.

LINHA DO ELETRODO XINGU (XRTE) XRTE-LE-T01-MD-0032

MEMORIAL DESCRITIVO TRAVESSIA SOBRE LE XINGU (BMTE) FOLHA 6 de 6 1A

Você também pode gostar