Você está na página 1de 8

EDUCAR PARA PREVENIR

FUTURA
MAMÃE

Medicina Preventiva
A FUTURA
MAMÃE

Parabéns, futura mamãe!

Tão logo se confirme a gravidez, surgirão


mudanças físicas e emocionais que exigem
cuidados especiais.

Desde o início da gestação até o momento do


parto, é importante o acompanhamento em
consultas regulares para que o obstetra avalie
as condições de saúde da mãe e do bebê, por
meio de exames clínicos e laboratoriais.

Nas consultas, serão avaliados o peso corpo-


ral, a pressão arterial, a altura uterina e os bati-
mentos do coração do bebê. Este conjunto de
exames permite realizar diagnósticos e trata-
mentos precoces e reforçar recomendações
para minimizar riscos, sempre visando propor-
cionar uma gestação tranquila e sem maiores
complicações.
RECOMENDAÇÕES GERAIS

t .PEFSF TVBT BUJWJEBEFT GÓTJDBT /ÍP DPSSB


e não faça exercícios abdominais que
comprimam a barriga.

t /ÍP GBÎB FYFSDÓDJPT BFSØCJPT RVF GPSDFN


as articulações, pois elas ficam bastante
amolecidas durante a gestação, favorecendo
quedas e entorses.

t 1SPDVSF DBNJOIBS QFMP NFOPT NFJB IPSB


por dia, num ritmo agradável. É importante
também realizar alongamentos que aumentem
a flexibilidade e a força de alguns músculos
envolvidos no processo gestacional e no
parto.

t1SPDVSFVTBSSPVQBTFTBQBUPTDPOGPSUÈWFJT
Os saltos devem ser grossos e ter de 3 a 4
cm, no máximo, proporcionando estabilidade
e, assim, diminuindo o risco de queda.

t "T DBMDJOIBT EFWFN TFS EF BMHPEÍP F OÍP


apertar a barriga, o sutiã é indispensável.

t/ÍPGVNF BTTVCTUÉODJBTUØYJDBTEPDJHBSSP
poderão atingir o bebê através da placenta.

t6UJMJ[FBQFOBTNFEJDBNFOUPTSFDPNFOEBEPT
pelo seu médico.

t/ÍPUPNFTPMTFNQSPUFÎÍP1SJODJQBMNFOUF
entre as 10 horas e 16 horas. Devido às
ações dos hormônios, podem surgir manchas
principalmente no rosto, no peito e na barriga.
t$VJEFEFTVBIJHJFOFCVDBM QPJTOFTUFQFSÓPEP
há maior facilidade para o aparecimento de
cáries e gengivites. Consulte seu dentista, pelo
menos, no início e no final da gestação.

t/ÍPVTFDSFNFTPVØMFPTOPCJDPFOBBSÏPMB
(parte mais escura das mamas), tome sol nos
mamilos e pratique exercícios para fortalecer
B NVTDVMBUVSB RVF TVTUFOUB BT NBNBT 6TF
sutiãs que proporcionem boa sustentação.

t.BOUFOIBEJFUBSJDBFNýCSBTWFHFUBJTFCFCB
muito líquido para estimular seus intestinos,
que poderão ficar preguiçosos.

t )JHJFOJ[F PT HFOJUBJT DPN TBCPOFUF OFVUSP


após evacuar ou urinar.

t6UJMJ[FQBQFMIJHJÐOJDPEBGSFOUFQBSBUSÈT

t&WJUFCBOIPTEFJNFSTÍPPVEFBTTFOUP

t)ÈVNBVNFOUPOBUVSBMEBTFDSFÎÍPWBHJOBM 
que não deve arder nem coçar, é de cor clara
e não tem mau cheiro. Caso apareça alguma
alteração, fale com seu médico.

t.BOUFOIBBDPMVOBSFUBBPBOEBSFTFOUBS4VBT
costas merecem especial atenção. Ao levantar,
apoie-se transferindo o
peso do corpo para os
braços, e não para a coluna
nem para a barriga.
t 1SPDVSF EFTDBOTBS  FMFWBOEP EF  B 
cm os pés da cama ou o colchão. Se suas
pernas e pés incharem, consulte seu médico
sobre o uso de meias elásticas. Pratique
exercícios adequados para melhorar a
circulação.

t $POUSPMF P BVNFOUP EF QFTP  RVF OÍP EFWFSÈ


VMUSBQBTTBSRVJMPTBPýOBMEBHFTUBÎÍP/PJOÓDJP 
o mais comum é perder peso ou ganhar muito
pouco. Por isso, esse controle precisará ser bastante
intensificado a partir do quinto ou sexto mês.
Cuidado! O aumento excessivo de peso
poderá desencadear diabetes,
pressão alta, cansaço e
mais dores nas costas
e pernas, além de
aumentar o risco
de complicações
no parto.
CUIDE-SE BEM!

Alimente-se bem! Não coma por dois, isso


aumentará seu peso de forma não saudável.
Sua alimentação deverá ser equilibrada: coma
alimentos variados, mas evite gorduras e frituras,
principalmente as de origem animal.

Faça várias refeições por dia, comendo em menor


quantidade a cada três horas, distribuídas em cinco/
seis refeições diárias. Prefira alimentos naturais,
legumes e verduras com o mínimo de tempero.
Coma de três a cinco frutas,
tome de dois a três copos de
leite por dia e bastante água
(entre dois e três litros/dia);
evite refrigerantes. À noite, as
refeições deverão ser mais
leves e a algumas horas
antes de se deitar, para
evitar o refluxo gástrico,
que causa a sensação de
queimação (azia).

Os enjoos são bastante


comuns no início da
gestação e se devem
principalmente às
intensas modificações
hormonais, às quais
o organismo vai se
adaptando ao longo
da gestação.
CENTRAL DE ATENDIMENTO
SÃO PAULO (11) 3660-1020
CAMPINAS (19) 3741-2211
JUNDIAÍ (11) 4527-6205
SANTOS (13) 3229-1503
SOROCABA (15) 3212-9370
BAHIA (71) 2104-3586
MINAS GERAIS (31) 2121-9045
PERNAMBUCO (81) 2121-1073
RIO DE JANEIRO (21) 3984-2955

Para mais informações sobre nossos programas, acesse:

www.intermedica .com.br/qualivida
ANS-nº359017

Você também pode gostar