Você está na página 1de 27

UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ LICENCIATURA EM

EDUCAÇÃO FISÍCA

IZAMARA SILVA DO NASCIMENTO

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO II: ENSINO MÉDIO

Cruzeiro do Sul Acre


2021
IZAMARA SILVA DO NASCIMENTO

ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO II: ENSINO MÉDIO

Relatório apresentado à Universidade Norte do


Paraná-UNOPAR, como requisito parcial para o
aproveitamento da disciplina de Estágio
Curricular Obrigatório II ensino médio do Curso
de Educação Fisica.

Cruzeiro do Sul Acre


2021
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO..............................................................................................................6
1 LEITURAS OBRIGATÓRIAS..................................................................................7
2 PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP).........................................................8
3 PLANEJAMENTO ANUAL......................................................................................3
4 ABORDAGEM DOS TEMAS TRANSVERSAIS CONTEMPORÂNEOS DA
BNCC......................................................................................................................4
5 PROPOSTA DE ATIVIDADE PARA ABORDAGEM DOS TEMAS
CONTEMPORÂNEOS TRANSVERSAIS DA BNCC.............................................5
6 ATUAÇÃO DO PROFESSOR E SUA INTER-RELAÇÃO COM A EQUIPE
ADMINISTRATIVA E PEDAGÓGICA.....................................................................6
7 METODOLOGIAS ATIVAS COM USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS.................7
8 PROCESSO DE GESTÃO ESCOLAR...................................................................8
9 ATUAÇÃO DA EQUIPE PEDAGÓGICA NO ACOMPANHAMENTO DO
DESENVOLVIMENTO DA DISCIPLINA.................................................................9
10 PLANOS DE AULA...............................................................................................10
11 REGIMENTO ESCOLAR......................................................................................11
12 ATUAÇÃO DA EQUIPE DIRETIVA......................................................................12
13 PLANO DE AÇÃO.................................................................................................13
CONSIDERAÇÕES FINAIS........................................................................................14
REFERÊNCIAS...........................................................................................................15
INTRODUÇÃO

Para uma experiência física com espaço que pretende atuar é necessário
vivenciar o dia a dia da escola nesse sentido o período de estágio traz esta
experiência de como se dar na prática, mais devido os tempo que estamos
enfrentando, devido o covid19 não tem como ter este prazer neste momento. Mas
podemos dizer que o relatório de estágio dos anos iniciais voltada para o ensino
fundamental do curso de educação fisica, apresenta as dimensões norteadoras da
base de ensino médio,contextualizando em leituras obrigatórias os paradigmas da
interdisciplinaridade como um momento articulador no processo de ensino
aprendizagem, na analise sobre o projeto político pedagógico configurado as suas
características e necessidades presente no âmbito escolar, a avaliação sobre o
professor e sua correlação com a equipe administrativa e equipe pedagógica
dentro da instituição de ensino.
Apresentação de uma analise detalhada sobre a experiência de campo no
ensino médio, sendo analisado as leituras obrigatórias, analise do papel do
professor e do ensino fundamental, colaborando com suas principais
características que mensuram suas especificidade, apresentação do conceito
sobre o que é o (PPP) Projeto Político pedagógico, suas importância na Educação
Fundamental, a relevância dos termos transversais na implementações das
instituição do Ensino Fundamental,os pilares das transversalidade da Base
Nacional Comum Curricular (BNCC) e os temas transversais e norteadores do
sistema de ensino, a escolha de uma metodologia mais eficaz para situação
apresentadas a partir das condições existências da instituição de ensino e na
confecção de planos de aula voltada para o ensino médio. O objetivo geral do
relatório do estágio curricular obrigatório II é na apresentação de resultados
contundentes para o funcionamento do ensino dos anos iniciais e os paradigmas
educacionais evidenciados pelo pedagogo em atuação perante o sistema de
ensino.
1 LEITURAS OBRIGATÓRIAS

O planejamento é uma ferramenta de fundamental importância na


organização de qualquer atividade, pois o profissional tem necessidade de planejar
para realizar intervenções com qualidade. O resultado final do planejamento é um
documento que deve definir decisões, objetivos, estratégias, instrumento, recursos
e prazos para o alcance dos resultados, e as principais características que
Modalidade do trabalho: Ensaio teórico Evento: XXII Seminário de Iniciação
Científica podem ser observadas em um planejamento são: Participação,
Objetividade, Coerência, Exequibilidade, Flexibilidade, Continuidade,
Contextualização e Clareza.
O professor que utiliza o planejamento como uma ferramenta no
seu trabalho demonstra interesse em prever e organizar as ações e os processos
que vão acontecer no futuro, aumentando a sua racionalidade e eficácia. Através
dele o professor programa e planeja as atividades que vai propor aos seus alunos
determinando quais os objetivos pretendidos para cada uma delas. Existem três
modalidades de planejamento na área educacional: o plano de ensino, o plano de
aula e o plano da escola. Assim, entender o que é, e como se realiza um
planejamento torna-se importante, para que o professor tenha clareza de como o
mesmo pode auxiliar na organização metodológica dos conteúdos a serem
desenvolvidos nos seus afazeres diários de aula, os quais devem visar o
desenvolvimento e a formação de seus alunos em todos os aspectos. Segundo
Cardoso et al. (2011) o planejamento deve abranger todos os fatores que
influenciam no processo ensino-aprendizagem, como: público alvo, visando
sempre a realidade que os educandos estão inseridos, recursos didáticos,
metodologia a ser aplicada, além de apresentar flexibilidade para contemplar as
situações que ocorrerem durante as aulas. Conforme Vasconcellos (2000, p. 79),
“planejar é antecipar mentalmente uma ação ou um conjunto de ações a serem
realizadas e agir de acordo com o previsto.
Planejar não é, pois, apenas algo que se faz antes de agir, mas é
também agir em função daquilo que se pensa”. O planejamento é algo amplo,
podendo ser compreendido também como o define Vasconcellos (2000, p. 79), o
planejamento enquanto construção-transformação de representações é uma
mediação teórica metodológica para ação, que em função de tal mediação passa a
ser consciente e intencional. Tem por finalidade procurar fazer algo vir à tona, fazer
acontecer, concretizar, e para isto é necessário estabelecer as condições objetivas
e subjetivas prevendo o desenvolvimento da ação no tempo. Segundo a definição
de Vasconcellos (2000), percebe-se que essa metodologia visa organizar as
tarefas, estabelecendo as condições para a realização de ações integradas dentro
de um processo teórico-metodológico. Atualmente vive-se em tempos de
constantes mudanças nos processos da educação como as inúmeras atualizações
da LDB (Lei de Diretrizes e Bases), sendo que a última atualização ocorreu por
meio da lei 12.796, de 4 de abril de 2013, a qual visa buscar melhorias para a
educação e cumprir o direito universal à educação para todos. Com tantas
mudanças a importância de se ter um bom planejamento aumenta, e um professor
de Educação Física ao planejar suas aulas deve ter em mente as seguintes
perguntas: que sujeitos pretendo formar? O sujeito submisso ou critico e/ou
reflexivo? Desta forma surge uma indagação: por onde começar um bom
planejamento? Entende-se que num primeiro momento deve-se conhecer a escola,
seus alunos e o Projeto Político Pedagógico.
Conhecer essa realidade permite planejar estabelecendo formas
que possam levar ao alcance dos objetivos propostos no processo de ensino
aprendizagem. Modalidade do trabalho: Ensaio teórico Evento: XXII Seminário de
Iniciação Científica Conforme Libâneo (1994, p. 222), o planejamento do professor
deve ser “um processo de racionalização, organização e coordenação da ação
docente, articulando a atividade escolar e a problemática do contexto social”. O
planejamento permite ao professor direcionar suas ações, sendo que a ação
docente ganha eficácia na medida em que o professor acumula experiências com
situações de ensino, pois, de acordo com Libâneo (1994, p. 225), “o professor
serve, de um lado, dos conhecimentos do processo didático e das metodologias
específicas das matérias e, de outro, da sua própria experiência prática”. São
diversos os saberes profissionais que um professor deve ter conhecimento,
podendo a partir deles, estruturar sua docência, no seu modo de ser professor.
Isso implica uma série de conhecimentos, capacidades e habilidades. Não basta
apenas ter conhecimento, é preciso saber de que forma e qual a melhor forma de
se ensinar, relacionando a teoria com a prática, por isso a importância do
planejamento das aulas.
O saber ensinar e ter a plena conscientização de todo o
processo que envolve o ato de ensinar outras pessoas ao longo da carreira
profissional, são alguns dos fatores que diferenciam e valorizam o ser professor
dos demais profissionais. Cabe ao professor, durante a atuação docente, transmitir
aos alunos, saberes e valores, fazendo-os refletir, compreender, interagir,
questionar, criticar e avaliar. Conseguir que os alunos aproveitem o tempo de
ensino no âmbito escolar deve mobilizar a atuação docente. É compromisso do
professor fazer de outras pessoas seres pensantes, críticos, ativos e participativos
e não meros espectadores, contribuindo em todos os aspectos para a melhoria da
sociedade. A Educação Física tem o papel de inserir o educando na cultura
corporal de movimento para que ele possa exercer sua cidadania e usufruir destes
conhecimentos. Para Betti (2002, p. 74), a cultura corporal de movimento tende a
ser socialmente partilhada, quer como prática ativa ou simples informação. Tal
valorização social das práticas corporais de movimento legitimou o aparecimento
da investigação científica e filosófica em torno do exercício, da atividade física, da
motricidade, ou do homem em movimento. Inicialmente restrito ao domínio da
Fisiologia do Exercício, área da Medicina, esse campo de pesquisa está presente
hoje em muitas áreas científicas, como História, Psicologia e Sociologia, além da
Filosofia. A partir dos anos 1960, na Europa e Estados Unidos, em meados da
década de 1980, no Brasil, a Educação Física passa a constituir-se, nas
universidades, como uma área acadêmica organizada em torno da produção e
sistematização desses conhecimentos. Deve-se ter de forma clara que a Educação
Física é antes de tudo uma prática pedagógica, e reconhecê-la desta forma é
fundamental para reconhecer o tipo de relação possível entre a Educação Física e
o saber científico.
A Educação Física tem como centralidade, o interesse no
movimento humano, por isso a importância da investigação científica em torno de
suas práticas para uma melhor qualidade e eficiência no que se refere a cultura
corporal de movimento. Com isso, os diversos conteúdos que compõe os eixos da
Educação Física como os jogos, os esportes, as danças, as lutas e as diversas
formas de ginástica devem estar sempre presentes no âmbito escolar, pois seus
conhecimentos e sua prática influenciam no comportamento dos alunos,
Modalidade do trabalho: Ensaio teórico Evento: XXII Seminário de Iniciação
Científica nos aspectos físicos, cognitivos e afetivos. Através desses conteúdos, é
possível demonstrar que a Educação Física contempla os múltiplos conhecimentos
que proporcionarão experiências diversas no que tange a cultura corporal de
movimento. De acordo com Libâneo (1994, p. 225), “o planejamento não assegura,
por si só, o andamento do processo de ensino”. O professor precisa, então, estar
preparado para eventuais momentos em que seu planejamento necessite ser
modificado, mas sem perder o objetivo ao qual foi pretendido. Assim, o
planejamento das aulas é um instrumento fundamental para o professor elaborar
sua metodologia conforme o objetivo a ser alcançado, tendo que ser
criteriosamente adequado a qualquer contexto, havendo flexibilidade, caso
necessite de alterações. Muitos são os desafios encontrados, mas se o
planejamento surtir efeito para os alunos, fazendo-os pensar e refletir sobre
diversas questões buscando soluções para elas, tornando-os mais críticos e
reflexivos e não submissos nos processos da educação, todo esforço já terá sido
válido, pois o professor terá a certeza que os alunos, não só evoluíram no seu
conhecimento e aprendizagem, mas porque se conscientizaram de que não é só
por ter um professor/orientador presente que eles necessitam aprender, mas que
precisam aprender e melhorar por si próprios.
PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP)

O que é o PPP e qual a importância desse documento para o


ambiente escolar? O projeto político pedagógico, é composto de constantes
reflexões que contribuem para que acompanhe a realidade da criança na qual se
encontra inserida, e se adapte ao estabelecer diretrizes de trabalho, podendo ser
modificada sempre que necessária e assim reformar a proposta educativa
praticada na instituição. É uma ferramenta primordial na organização e
direcionamento do ano letivo. Para se administrar uma instituição escolar, requer
planejamento, tempo, colaboração, pessoas envolvidas com o ambiente
educacional e demasiado conhecimento, garantindo um bom desenvolvimento na
educação. A escola tem autonomia para determiná-lo e a estrutura a ser seguida,
sendo revisada pela secretaria de ensino ano a ano.
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento
normativo que define as aprendizagens essenciais que todos os alunos
devem se apropriar na educação básica. Sendo assim, todas as escolas
devem organizar seu currículo a partir desse documento. Com base na
leitura que você realizou como as competências gerais da Educação Básica
se inter-relacionam com o PPP? Se inter-relacionam de forma que uma da
assistência a outra, o PPP se sempre aberto para modificações, e adaptações
desde que, argumentadas e justificadas seus ideais. Respeitando sempre as
necessidades bio-socioafetivas e culturais, utilizando de novas tecnologias no
processo de ensino e aprendizagem, sem perder a idéia inicial da BNCC, que é
colocar a criança como agente ativo da sua própria educação, fazendo com que
ela tenha discernimento e autonomia para identificar problemas, propor soluções,
compreender conceitos, despertar a curiosidade para que possa surgir
perguntas, e assim que a mesma procure por respostas, e outras habilidades.
A avaliação da aprendizagem é um elemento crucial no processo de
ensino e de aprendizagem, visto que oportuniza indícios dos avanços
escolares e dos pontos que precisam ser aperfeiçoados. Com base na
leitura que você realizou do PPP, de que modo a escola apresenta o
processo de avaliação?
O educador desde que entra no ambiente escolar, passa
a ter um olhar avaliativo, tudo para garantir que a criança esteja se
desenvolvendo, é levado em conta a faixa etária e o período em que
estiver matriculada.
Será realizada uma avaliação contínua, a criança será
constantemente acompanhada, mediante registros e comunicação
quando ao desenvolvimento do processo educativo. A avaliação
considerará o desempenho, a capacidade em solucionar problemas
propostos, diagnósticos dos avanços e dificuldades, características
próprias ao processo de aprendizagem, baseia-se em dois pressupostos;
 Observação atenta e criteriosa sobre manifestações de
cada

criança.

 Reflexão sobre o significado dessas manifestações de


acordo com o desenvolvimento da criança.

De acordo com a Proposta Pedagógica da Instituição,


cada criança da Educação Infantil ao 1º Ano do Ensino Fundamental-
Anos Iniciais terá ao final de cada Etapa Letiva uma Ficha de Avaliação e
do Direito de Aprendizagem e Desenvolvimento, na qual contarão
Conceitos/Habilidades referentes aos Campos de Experiência e
Componentes Curriculares propostos pela BNCC (Base Nacional Comum
Curricular).
13

2 ABORDAGEM DOS TEMAS TRANSVERSAIS CONTEMPORÂNEOS DA BNCC

Como podemos entender o termo Transversalidade?

A transversalidade já pertencia aos ideais pedagógicos do início do


século, quando se falava em ensino global, tem a intenção de ligar os
conhecimentos entre sí, sendo uma forma transversal e integradora de diversos
temas. Utilizando da criatividade para vincular os conteúdos com a vida real e
social, resultando assim uma assimilação mais fácil e rápida pelo aluno.

Qual a importância de se trabalhar com os TCTs na escola?

A importância de se trabalhar com os TCTs, é fornecer ao estudante a


melhor condição para que o indivíduo se forme desde a sua fase inicial, assim
ele estará apto, ou então com o mínimo de consciência, para atuar em sociedade
ao longo de seu desenvolvimento. Possibilitando assim uma futura formação
para o trabalho, para a cidadania, democracia, financeira e de conhecimento
cultural, oferecendo uma melhor atuação do individuo em sociedade
Dos TCTs listados, quais podem ser trabalhados de forma transversal
no seu curso de graduação?
Meio Ambiente, Saúde, Economia, Multiculturalismo, Cidadania e Civismo,
Ciência e Tecnologia.
O Guia apresenta uma metodologia de trabalho para o
desenvolvimento dos TCTs, baseado em quatro pilares. Quais são
estes pilares? Comente sua perspectiva sobre essa metodologia.
As metodologias de trabalho apresentadas são;

 Promoção de um processo educativo continuado e do conhecimento


como uma construção coletiva
 Superação da concepção fragmentada do conhecimento para uma
visão sistêmica
 Integração das habilidades e competências curriculares à resolução
de problemas
• Promoção de um processo educativo continuado e do conhecimento
como uma construção coletiva
14

Para o contínuo desenvolvimento da educação é de


extrema necessidade a evolução das metodologias, adaptação, novas
ideias de como educar e aprender, e os TCTs mostram uma forma
transversal de se integrar na educação. Estes quatro pilares são
fundamentais, pois essa metodologia contribui para que o professor
possa colocar em pratica o currículo em sala de aula de forma que gere
mais eficácia. Facilitando a compreensão e absorção do estudo pelo
aluno.
12
13
4 - ATUAÇÃO DO PROFESSOR E SUA INTER-RELAÇÃO COM A EQUIPE
ADMINISTRATIVA E PEDAGÓGICA

A BNCC é um documento que regulamente as aprendizagens


essenciais a serem trabalhadas nas escolas públicas e privadas para
garantir os direitos de aprendizagem e desenvolvimento aos alunos.
Qual o principal desafio da atuação do professor dos anos iniciais do
Ensino Fundamenta a partir das regulamentações apresentadas na
BNCC?
Tem alguns anos, o professor tem perdido seu papel de principal
transmissor de conhecimento, tem perdido força. Se antes era somente na
escola que o conhecimento era adquirido, hoje é bem mais acessível, basta
pesquisar sua dúvida, afinal o conhecimento está na palma da mão. Ele tem
deixado de ser o único transmissor, e tem passado a ser o mentor, o mediador, o
tutor. O aluno tem eu protagonismo na história, tem que crias o senso crítico, e a
Base também propõe a maior inserção da tecnologia no processo de ensino e
aprendizagem, de forma que o pedagogo, possa tornar as aulas mais atrativas
para os alunos, e possa aproximar os alunos das novas gerações.

Exemplifique de que maneira a equipe pedagógica poderá orientar o


professor tendo como referência a utilização do Projeto Político
Pedagógico e da Proposta Curricular.
Todo o trabalho da escola segue uma legislação nacional, estadual e
municipal, cabe ao pedagogo ter o domínio sobre esse contexto ligado a
legislação e as politicas educacionais, devem se orientar pela Proposta Curricular
Nacional, que é estabelecida na LDBEN (Lei de Diretrizes e Bases da Educação
Nacional) e pelo PPP (Projeto Politico Pedagógico). A equipe pedagógica pode
auxiliar professores que tenham dificuldades no desenvolvimento de um plano de
aula, estabelece o que e como se ensina, auxilia na forma de avaliação de
aprendizagem, a organização do tempo e o uso do espaço na escola, entre
outros pontos que ajudam o professor a direcionar o seu trabalho. O PPP deve ir
de acordo com a realidade do aluno, e de grande importância que o pedagogo
tenha domínio da teoria que aprendeu no seu curso de pedagogia. A base do
trabalho da escola é o relacionamento interpessoal, as pessoas pensam
diferentes e estão em constante avaliação.
14

No que se refere às atribuições da equipe administrativa, descreva a


importância da relação da direção com a equipe pedagógica para a qualidade
dos processos educativos no contexto escolar.
O papel do diretor é atrelado ao lado pedagógico, a equipe
pedagógica e os professores irão direcionar os conteúdos e as
metodologias que serão utilizadas, o diretor também precisa acompanhar o
processo, as notas, avaliações, questões de evasão, aprovação e a
reprovação. O diretor receberá essa informações através da equipe
pedagógica junto com os professores, e assim estabelecerão estratégias
para aqueles alunos que estão com dificuldades, o diretor será o condutor
dessas ações e, dando suporte administrativo para a implementação das
estratégias elaboradas. Sejam elas com materiais didáticos, melhora na
biblioteca, ou investimentos em metodologias das tecnologias de
informação e educação.
Há metas e objetivos a serem alcançados, e toda a equipe
pedagogia deve fazer parte do plano de ação criado para alcançar essas
metas durante a gestão (democrática). O diretor também conta com o
apoio de órgãos colegiados, conselho escolar, grêmio escolar, a APMF, e
etc., esses órgãos acompanham o trabalho da direção e validam o plano
de ação.
15
16

5 - METODOLOGIAS ATIVAS COM USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS

As metodologias ativas referem-se a formas de ensinar que


priorizam a atuação do aluno e estimulam o desenvolvimento de suas
competências. Hoje a tecnologia é inserida cada vez mais cedo na vida da
criança, e como o processo educativo é influenciado por todos os âmbitos nos
quais o aluno está inserido, como família, sociedade e as tecnologias, isso
reflete diretamente na sala de aula, pois se torna natural a imersão nas
tecnologias digitais, e para as crianças a aprendizagem por meio dela é
percebida como bastante divertida, por não se tratar de uma aula
‘’tradicional’’.
No entanto, deve-se levar em conta as condições do local de
trabalho, há escolas com mais condições, para inovações na tecnologia, e há
também as menos estruturadas nesse quesito, mas é possível buscar algum
tipo de doação de aparelho de televisão, para proporcionar momentos em que
a criança assista filmes infantis, que passam mensagens educativos para se
trabalhar em sala de aula. O professor pode levar seu computador para sala
de aula, e transmitir através de um Datashow, ou então produzir apenas em
seu computador, mesmo que com a tela pequena, as crianças ficarão
curiosas e comportadas para que todas consigam assistir e escutar.
Se a escola contar com uma sala de informática educativa, é
possível programar uma aula com jogos pedagógicos e educativos, de adição,
subtração, divisão, para ajudar no desenvolvimento das crianças, caso não
seja possível, elaborar uma aula de dança e cantoria, precisará apenas de
um rádio para tocar musicas animadas apropriadas a idade das crianças. A
tecnologia torna as aulas mais atrativas a criança, e não é essencial que seja
em sí os aparelhos tecnológicos, apenas o professor tento acesso fácil a
internet, ele já tem um enorme arsenal de conhecimento, livros
infantis ,atividades de pintura, educacionais, ideias para planejamentos que
inovem na sala de aula, para instigar a criança e fazer com que a mesma se
interesse.
17

3 PLANOS DE AULA

Plano de Aula 1

Série 3°ano
Turma A
Identificação
Período Vespertino
Conteúdo:  Aprendendo a reciclar o lixo

 Perceber a quantidade de lixo que produzimos ao


longo de um dia;
Objetivos:  Conhecer os tipos de lixo;
 Produzir cestos de lixo reciclável para a sala de aula;
 Aprender a separar o lixo da sala de aula;
 Destinar o material para reciclagem.

1. Introduza o assunto questionando seus alunos se tudo


o que jogamos no lixo é realmente lixo.
2. Dê para os alunos um exemplo de um lanche em
algum fast food ou lanchonete que crianças gostem na
Metodologia:
sua cidade, destaque a quantidade de lixo
gerada em apenas uma refeição.
3. Anote no quadro a lista de lixo desse lanche, vocês
devem construir juntos essa lista.
4. Converse sobre a quantidade de lixo gerada em um
dia completo, sobre qual o destino desse lixo e como
isso impacta o meio ambiente.
5. Pergunte se eles sabem o que é reciclagem e se
algum aluno recicla o lixo na sua casa, escute todas
as respostas.
6. Explique o que é reciclagem e como fazer. Fale
também sobre os tipos de lixo que existem: reciclável,
não reciclável e orgânico.
7. Proponha que vocês separem o lixo produzido na sala
de aula por dois dias ou até a próxima aula.
8. Mostre como é a separação em cores das lixeiras,
você pode mostrar numa foto impressão ou projetada
com data show.
9. Proponha que os alunos decorem as caixas de acordo
com as cores, use a tinta branca para escrever o que
cada cor representa.
10. Distribua pela sala as caixas.
11. Pergunte aos alunos como foi para eles pensar no lixo
que produziram durantes esses dias.
18

Se houveram dificuldades, escreva-as no quadro.


Pergunte se alguém tem soluções para as dificuldades
apresentadas, ajude-os a encontrar.
Confira com os alunos a quantidade de lixo produzido nesse
período (leve luvas se necessário).
Converse sobre a quantidade de lixo produzido no curto
espaço de tempo que eles ficam na escola
e como fazer para reduzir o lixo que produzem.
Entregue o lixo reciclável produzido para a cooperativa,
explicando que os cooperativistas vendem aquele lixo para
grandes empresas, sendo esse, muitas vezes, o sustento
daquela família. Assim você estará ensinando aos alunos
que a reciclagem, além de contribuir para o meio ambiente,
ainda pode gerar solidariedade.
Explique que o lixo orgânico pode ir para uma
composteira e retornar ao ambiente como adubo.
Proponha que eles levem a coleta seletiva para todos os
ambientes que frequentam.

 Quadro;
Recursos:
 Giz/Pincel;
 6 Caixas de papelão (observe o tamanho da sua sala
de aula, as caixas precisam caber num cantinho sem
ocupar muito espaço de circulação);
 Tinta guache branca, azul, amarela, vermelha, verde,
marrom e cinza;
 Acordo com uma cooperativa de coleta seletiva para
que eles busquem o material na escola ou uma que
você possa levar.

 Peça para que os alunos escrevam e te entreguem


A qual a importância de reciclar e o que eles
Avaliações: aprenderam sobre separar o lixo.

R EscolaEducação.com
Referencias:
19

Plano de aula 2

Série: 1°ano
Identificação:
Turma: B
Período: MATUTINO
Conteúdo:
Brasil – aspectos naturais, humanos e quadro econômico e
político atual.
.

 Dominar o conceito de espaço geográfico brasileiro,


suas diferentes formas de delimitação e
Objetivo: regionalização no país.

 Comparar o significado histórico-geográfico das


organizações políticas e socioeconômica em escala
nacional e estadual.

Apresentação no power point( elaborado pelo professor) sobre os


aspectos econômicos das cinco maiores regiões do Brasil: Região
Sul, Sudeste, Centro-oeste, Norte e Nordeste. O professor  fará a
explicação do conteúdo abordado sanando as dúvidas dos
Metodologia: estudantes, logo após será  registrado o resumo do Power point e

algumas questões na lousa ( elaboradas pelo professor) para os


estudantes copiarem nos cadernos e  a correção das atividades 
será oralmente.

Apresentação no power point ( elaborado pelo professor) sobre os


aspectos naturais do Brasil – tipos de climas,  vegetações e
paisagens brasileiras. O professor  fará a explicação do conteúdo
abordado sanando as dúvidas dos estudantes, logo após o
professor irá registrar o resumo do Power point e algumas questões
na lousa ( elaboradas pelo professor) para os estudantes copiarem
nos cadernos e  a correção das atividades será oralmente.

Após os estudantes deverão assistir vídeos do www.youtube.com


denominados de:
20

Olhar geográfico – aspectos naturais da região nordeste, Seca no


nordeste, fantástico da rede globo-20/01/2013. Em seguida, os
estudantes deverão desenvolver atividades de interpretação dos
vídeos assistidos.

Os estudantes serão divididos em  5 grupos para realizarem


pesquisas sobre aspectos políticos , econômicos e comidas típicas
das regiões estudadas( cada grupo deverá apresentar 3 slides
apenas para a turma). Os estudantes também deverão preparar
dois práticos típicos da região estudada e explicar qual a
importância desse prato ou bebida(sem álcool) para a região.
Faremos a socialização das mesmas em  sala de aula com a
participação de todos.
21

Recursos:
 Quadro e giz
 Bolinhas pequenas de papel (qualquer papel)
 Saquinhos pequenos (de qualquer material)

Avaliação:  O aluno será avaliado de forma contínua no decorrer do


bimestre.

 Todas as atividades desenvolvidas pelo estudante em sala e


a lição de casa serão avaliadas.

 O aluno será avaliado pela participação ativa em sala.

 Avaliação do seminário- coerência nos fatos apresentados.


22
23
24
25

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O trabalho de estagio colaborou no conhecimento sobre os deveres das


equipes diretivas, administrativas e pedagógicas nas instituições escolares, os
documentos essenciais que vão regular a educação e o andamento da instituição, o
uso da transversalidade e tecnologia em sala de aula. A diferença no
desenvolvimento da educação desde o inicio até atualmente uma educação que serve
para promover o desenvolvimento pleno, conhecendo todas as etapas de
desenvolvimento da criança, para incentiva-la a ser pensar, questionar, ser crítica.
Uma boa direção de equipe é essencial para um bom andamento da escola, pois todo
o trabalho não é feito por uma pessoa apenas, e sim por equipes, pedagógicas,
administrativas, funcionários, e a comunidade.
26

REFERÊNCIAS

BNCC-Base Nacional Comum Curricular


EF01GE01
TODA MATERIA. Boitatá. 2010. Disponível em:
<https://www.todamateria.com.br/boitata/>. Acesso em: 11 de set. 2020.

Você também pode gostar