Você está na página 1de 7

Relatório: Experimento 7

Procedimento I

Q1 (1,0 ponto) Qual foi o valor medido para o período T’ das oscilações de voltagem no
capacitor e sua respectiva incerteza? Explique como foi realizada a medida através de um
simples diagrama.

𝑻′ = (108 ± 10) μs

Diagrama:

Q2 (1,0 ponto) Apresente os valores medidos com o multímetro para R, L e C.

𝑹 = (105,6 ± 0,1) Ω 𝑳 = (20,5 ± 0,1)mH 𝑪 = (11,51 ± 0,01)nF


2

Q3 (1,0 ponto) Apresente os dados obtidos para |𝑉 (𝑡 )| e 𝑡 na Tabela 1. Anote também as


escalas utilizadas.

Escala vertical: 2V/DIV Escala horizontal: 100μs/DIV

Tabela 1

𝑡 ± 𝜎 (μs) |𝑉 (𝑡 )| ± 𝜎|𝑉 (𝑡 )| (V) ln (|𝑉 (𝑡 )|/1V) 𝜎(ln (|𝑉 (𝑡 )|)

(58 ± 10) (6,2 ± 0,2) 1,82 0,03

(165 ± 10) (3,8 ± 0,2) 1,34 0,05

(271 ± 10) (2,4 ± 0,2) 0,88 0,08

(381 ± 10) (1,4 ± 0,2) 0,34 0,14

(488 ± 10) (0,9 ± 0,2) -0,11 0,22

(596 ± 10) (0,6 ± 0,2) -0,51 0,33

Q4 (1,5 ponto) A função que descreve o decaimento das oscilações da tensão no


capacitor num circuito RLC é dada por:

|𝑉 (𝑡 )| = ∆𝑉𝑒 .

Essa função pode ser linearizada, obtendo-se a relação

A partir dos dados da Tabela 1, faça um gráfico de ln (|𝑉𝐶 (𝑡𝑛 )|/1V) em função de 𝑡𝑛 .

Q5 (1,0 ponto) Utilizando o método dos mínimos quadrados, faça um ajuste linear
do gráfico da questão 4, determinando seus coeficientes linear e angular, assim como
suas incertezas. Não se esqueça das unidades.
3

𝟑
𝒂 = (-4,4676 ± 0,2426) x 𝟏𝟎 MHz = (-4,4676 ± 0,2426) kHz

𝒃 = (2,0789 ± 0,0375)

Q6 (1,0 ponto) A partir dos resultados da Questão 5, determine os valores α de ΔV


e, com suas respectivas incertezas. Indique também as expressões utilizadas para
calcular as incertezas.

𝜶 = (4,5 ± 0,2) kHz 𝜟𝑽 = (7,9 ± 0,3) V

Exp. para 𝝈𝜶 = 𝝈𝒂 Exp. para 𝝈𝜟𝑽 = 𝒆𝒃 × 𝝈𝒃


4

Q7 (1,0 ponto) A partir dos valores de R, L e C, determine o valor nominal de 𝛼 (𝛼 )


e sua incerteza. Indique a expressão utilizada para calcular a incerteza. Compare este
valor nominal com o valor obtido na Questão 6: os valores são compatíveis? Calcule a
discrepância relativa. Ao calcular 𝛼 você considerou a resistência total do circuito?

𝜶𝑵 = (3917 ± 61) Hz

𝝈𝑹𝑻 𝟐 𝑹𝑻 ×𝝈𝑳 𝟐
Expressão para 𝝈𝜶𝑵 = +
𝟐𝑳 𝟐𝑳𝟐

R: Pelo Teste Z, pode-se afirmar que eles são compatíveis para um nível de 3𝝈. A
discrepância relativa entre eles é de 15%. Para o cálculo de 𝜶𝑵 , a resistência total do
circuito foi considerada, sendo 𝑹𝑻 = R + Resistência do gerador + Resistência das
bobinas = 105,6 + 50 + 5. A incerteza considerada à Resistência do gerador foi de
5%. Por fim, 𝑹𝑻 = (160,6 ± 2,5) Ω.

Q8 (1,0 ponto) A partir do valor experimental de 𝛼 obtido na Questão 6, calcule a


constante de tempo 𝜏 = 1⁄𝛼 e sua incerteza. A partir da imagem na tela do
osciloscópio, meça o número N de oscilações e calcule o fator de mérito Q.

Calcule também o fator Q por outras 2 maneiras: a partir dos valores de 𝜔 e 𝛼 e


a partir dos valores de 𝜔 , L e R. Apresente todos os valores e as discrepâncias na
Tabela 2 (considere o último valor como sendo o valor de referência).

𝝉 = (222,22 ± 0,04) μs

𝑵=2

Tabela 2

Parâmetro para o cálculo Q Discrepância (%)

N 6,28 44,57

𝜔 e𝛼 7,23 42,80

𝜔 ,LeR 12,64 -
Procedimento II

Q9 (1,0 ponto) Qual foi o valor medido para a resistência crítica e sua respectiva incer-
teza? Compare com o valor esperado (lembre que no regime crítico 𝛼 = 𝜔 ) Explique o
significado físico da resistência crítica.

Valor medido: 𝑹𝒄𝒓í𝒕𝒊𝒄𝒂 = 2700 Ω

Valor esperado: 𝑹𝒄𝒓í𝒕𝒊𝒄𝒂 = (2669,1 ± 1,2) Ω

R: Comparando o valor medido com o valor esperado, pode-se afirmar que ambos
são compatíveis. Além disso, vale o comentário para o valor medido através do
Tinkercad que não apresenta incerteza, pois as medidas na simulação são
consideradas ideais.
O significado da resistência crítica é o valor máximo que pode ser aplicado no
circuito para que o capacitor carregue no menor tempo possível e sem oscilar.

Q10 (0,5 ponto) O que você observou na tensão do capacitor quando ajustou o
potenciômetro para resistência nula? Era isso que você esperava? Explique!

R: Ao ajustar o potenciômetro para resistência nula, foi possível observar que as


oscilações ainda continuaram amortecidas. Isso deve-se ao fato de existirem ainda
resistências residuais internas no sistema como de fios e dos equipamentos.
O esperado para o circuito com resistência nula era de que fosse criado um
oscilador harmônico simples, sendo assim, um circuito ideal sem resistências, o que
não é possível.
Simulação no Tinkercad

Atividades 1 e 2:

No ponto B, está sendo medida a voltagem relacionada ao capacitor.


As voltagnes medidas no gerador e no ponto B são respectivamente: 𝑽𝑮 = 2,0 V e
𝑽𝑩 = 4,0 V.

Atividades 3 e 4:

Regime Super-crítico - Resistência do potenciômetro = 5,00 kΩ:


Regime Crítico - Resistência do potenciômetro = 2,70 kΩ:

Regime Sub-crítico - Resistência do potenciômetro = 100 Ω:

Você também pode gostar