Você está na página 1de 11

SUGESTÕES METODOLÓGICAS

CADERNO DO PROFESSOR
9º ANO – Língua Portuguesa

2º BIMESTRE
2021
Prezado (a) Professor (a),
apresentamos o Caderno de Sugestões Metodológicas para o 2º bimestre, elaborado pela Secretaria Municipal de Educação, com o
objetivo de subsidiar o trabalho pedagógico nos anos finais. Aproveitamos para desejar a você um bimestre produtivo e cheio de saúde.
Diante do contexto inédito vivenciado desde 2020, torna-se pertinente a reflexão sobre práticas que emergem nesse cenário, com
vistas ao atendimento de novas demandas educacionais, como, por exemplo, o ensino híbrido, o atendimento remoto e as interações
síncronas e assíncronas.
Ressaltamos que as sugestões aqui apresentadas não esgotam as ações possíveis. A sua ação, professor(a), define o processo.
Como sabemos, os anos finais ensino fundamental são um período em que a escolarização é atravessada pela transição que marca
essa fase da vida dos estudantes. É um momento que exige cuidado especial com as tensões de crianças se constituindo adolescentes.  
No cotidiano escolar, há muitas mudanças. O cenário de vários professores, cada um apresentando um conhecimento específico,
exige do estudante flexibilidade e autonomia, contudo é preciso acompanhar o desenvolvimento do aluno nesses dois aspectos. Desse
modo, as ações integradoras dos diferentes componentes curriculares e o acompanhamento desse aluno são fundamentais. 
Para além disso, o novo cenário que vivemos nos levou a experimentar adaptações, com vistas ao estabelecimento de outras
relações entre professores e estudantes.
Desse modo, para fundamentar a organização do trabalho no segundo bimestre, destacamos ainda alguns pontos: Priorização
Curricular, Calendário Escolar, Acolhimento Permanente, Planejamento e Replanejamento.

2º BIMESTRE /2021
Priorização curricular UNIDADES DE APRENDIZAGEM - 2021
Unidade de Unidade de Unidade de Unidade de
A priorização Curricular abrange todos os componentes Aprendizagem 1 Aprendizagem 2 Aprendizagem 3 Aprendizagem 4
1ºBimestre 2ºBimestre 3ºBimestre 4ºBimestre
curriculares do Ensino Fundamental, 6º ano Carioca, Carioca II Habilidades Habilidades Habilidades Habilidades
1º Semestre 2020 2º Semestre 2020 1º Semestre 2021 2º Semestre 2021
e Educação de Jovens e Adultos, respeitando as
competências habilidades e objetivos de aprendizagem
1º. Semestre 2º. Semestre
relacionados ao Currículo Carioca. 2
O Calendário Escolar

Assim como no primeiro bimestre,


reforçamos a importância de guiar o seu
planejamento pelo calendário.
Importante ressaltar que a
Recuperação, segundo o previsto em
nosso Calendário Escolar 2021, é
paralela ao período escolar, devendo
ocorrer simultaneamente com as
avaliações da aprendizagem ao longo
do período letivo.

Acolhimento permanente

Iniciando o 2º bimestre, torna-se fundamental dar continuidade aos momentos e às atividades de acolhimento, em decorrência do
contexto de pandemia, na tentativa de mitigar e reduzir as desigualdades e dando atenção especial aos alunos. ​

2º BIMESTRE /2021
Dando continuidade às ações do primeiro bimestre ou reavaliando o percurso, é importante saber dos (das) alunos (as):
 quais conhecimentos construíram a respeito dos diferentes componentes curriculares no primeiro bimestre;​
 quais são os interesses e curiosidades que possuem;​
 de que forma realizaram as interações no ensino remoto no 1º bimestre;
 a frequência e realização de atividades durante o primeiro período de 2021.

3
Planejamento e Replanejamento Pedagógico

O replanejamento das ações pedagógicas, a partir da análise feita ao final do primeiro


bimestre, é um momento muito importante, em que se organiza novamente o processo
pedagógico.
Como recurso para o planejamento, sugerimos o Plano de Atividades Remotas.
O Roteiro de Aprendizagem/Plano de
estudos é fundamentalmente um recurso
Plano de Atividades Remotas
pedagógico que orienta o desenvolvimento das
atividades de ensino-aprendizagem. Ele
Identificação da escola/turma/aluno norteia o planejamento docente e regula o
processo de aprendizagem do aluno, pois
fornece ao estudante informações sobre os
conteúdos curriculares, atividades
pedagógicas, material didático, avaliações,
trabalhos etc.
- Instrumento de fácil compreensão e
com linguagem simples;
- É de fácil acesso e visualização para todos;

2º BIMESTRE /2021
- Gera interesse, organização e autonomia de
estudo;
- Linguagem adequada à faixa etária e
à turma;
- Periodicidade: semanal ou quinzenal.

4
Orientações ao Professor (a)
Ensino Remoto no Fundamental II  Criar diretrizes com regras e expectativas para as aulas e compartilhar com os estudantes;
 Estabelecer movimentos permanentes de escuta dos estudantes;
Com base nos documentos  Propiciar atividades iniciais de “quebra gelo” para favorecer a interação entre o(os) grupo(s) de estudantes;
orientadores da Secretaria Municipal de  Focar na Priorização Curricular;

Educação, sugerimos uma configuração  Elaborar aulas e atividades envolvendo novas ferramentas e metodologias ativas;
 Iniciar o momento síncrono com 5 a 10 minutos de antecedência;
da rotina de atividades, no contexto
 Planejar considerando possíveis eventualidades que exijam replanejamento da aula;
remoto.
 Promover o envolvimento e a interação a cada pequeno período de tempo – por exemplo: a cada cinco minutos - para
É importante ressaltar que devem ser proporcionar engajamento nas atividades;
levadas em consideração experiências,  Aprender e ensinar a utilização de ferramentas tecnológicas e aplicativos;
 Olhar atento ao planejamento de atividades do seu componente curricular junto aos demais, para evitar a sobrecarga
práticas e contextos dos estudantes e dos
de atividades;
professores, entendendo que a elaboração
 Utilizar modelo de sala de aula invertida;
das aulas não acontece da mesma forma  Criar espaços para feedback durante o percurso de aprendizagem, promovendo a personalização e a reflexão sobre a
que no presencial, exigindo um processo prática em tempo real;

de transição para o ambiente digital.  Elaborar a sequência didática para os momentos síncronos e assíncronos;
 Conduzir as sequências de atividades, mantendo a progressão entre elas.

A Gerência de Relações Étnico-Raciais da Secretaria Municipal de Educação criou um site cheio de


novidades para você, professor e professora, que deseja acompanhar os percursos da Educação das
Relações Étnico-Raciais na nossa rede. Nessa nova plataforma você encontrará diferentes recursos

2º BIMESTRE /2021
pedagógicos para desenvolver planos de aula, trabalhos coletivos e pesquisas sobre as culturas africanas,
afro-brasileiras e indígenas. Ela conta com espaços destinados ao compartilhamento e indicação de
materiais, à publicação de artigos e reportagens e à apresentação de projetos e programas que a GERER
tem desenvolvido. Além disso, esse site é um canal de comunicação feito especialmente para manter você
informado(a) sobre as ações que a Gerência tem realizado. Não fique de fora! Vem com a gente. Visite:
https://sites.google.com/view/gerer-sme/in%C3%ADcio?authuser=0 Ou acesse o QR code ao lado para
5
conhecer o nosso trabalho. #GererTáOn.
Caro(as) professores(as) da Rede Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro, sejam bem-vindos(as) ao segundo bimestre de 2021!
Continuaremos conduzindo as sugestões metodológicas a partir das habilidades prioritárias que estão presentes na reorganização curricular, articuladas aos eixos:
oralidade, leitura, escrita e análise linguística. Desejamos que as propostas, aqui reunidas, atendam às suas necessidades e que possam somar aos materiais que você
elaborou e selecionou para seus(suas) aluno(as). Que tenhamos um bimestre de muitos aprendizados!

Principais habilidades de leitura a serem desenvolvidas nas atividades


 Construir diferentes hipóteses de leitura.
 Compreender o uso expressivo do verbo nos textos lidos.
 Compreender textos não verbais e multimodais, tais como fotos, gráficos, tabelas, tirinhas, propagandas etc.
 Comparar textos estabelecendo relações entre eles (assunto / tema e estrutura) .
 Comparar textos a partir de diferentes critérios: suporte, assunto, linguagem etc.
 Distinguir um fato de uma opinião.
 Estabelecer relações entre as partes de um texto, identificando repetições e substituições que contribuem para a sua continuidade (substantivos, pronomes, palavras e/ou expressões mais
gerais e específicas).
 Identificar relações lógico-discursivas entre partes de um texto, marcadas por recursos coesivos articuladores de relações de sentido (tempo, lugar, causa, dúvida, comparação, conclusão).
 Identificar o assunto e o tema (assunto principal) de um texto, enfoques que desenvolvem o tema (ideias secundárias) e tipos de desfecho do tema desenvolvido.
 Identificar a finalidade (função social) de um texto e seu público-alvo.
 Identificar a organização do texto dramático (prólogo, epílogo, ato, cena, rubrica, indicação de cenário etc).
 Identificar os efeitos de sentido resultantes dos recursos semânticos e morfossintáticos como: denotação / conotação, repetições de palavras/versos, inversões sintáticas, aliterações.
 Identificar as relações de causa e consequência.
 Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um texto.
 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão no texto percebendo o caráter polissêmico de palavras ou expressões e os diferentes significados que podem assumir em contextos diversos.
 Inferir informações implícitas, seguindo as pistas fornecidas pelo texto como um todo.
 Interpretar recursos gráficos não verbais, relacionando-os a outras informações apresentadas em textos verbais e entendendo a combinação desses elementos na construção da
mensagem como um todo.
 Ler com fluência e expressividade textos de diferentes gêneros.
 Localizar informações explícitas, literalmente expressas no texto ou dele parafraseadas.
 Reconhecer as estruturas de textos em prosa e em verso (parágrafos, períodos, orações, estrofes, versos), explicando as diferentes estruturas e o propósito comunicativo dos diferentes
textos.
 Reconhecer efeito de sentido decorrente do uso de recursos ortográficos e morfossintáticos (repetições, alongamentos, períodos curtos e inversões).
 Reconhecer o efeito de sentidos decorrente da escolha de uma palavra ou expressão, inclusive em usos afetivos e/ou pejorativos de diminutivos ou aumentativos, em palavras ou

2º BIMESTRE /2021
expressões intencionalmente grafadas em língua estrangeira, nas figuras de linguagem etc.
 Reconhecer as diferentes partes de uma notícia: título ( ou manchete), subtítulo, lide, corpo da notícia.
 Reconhecer diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos que tratam do mesmo tema, em função das condições de produção e daquelas em que serão recebidos.
 Reconhecer os sinais de pontuação e outras notações como marcas da expressividade em um texto, identificando efeitos de sentido de seus usos.
 Reconhecer na combinação de elementos da linguagem de um texto, efeitos de humor e de ironia, explicando as pistas linguísticas que causam o humor e a ironia do texto.
 Reconhecer no texto publicitário seu caráter injuntivo e/ou persuasivo suas diferentes linguagens, a combinação dos elementos de diferentes linguagens e sua finalidade.
 Reconhecer as relações de coesão e coerência estabelecidas nas circunstâncias indicadas pelo uso de advérbios, conjunções etc.
 Reconhecer a estrutura da narrativa: situação inicial (introdução), complicação (desenvolvimento do conflito gerador e do clímax) e desfecho (conclusão).
 Reconhecer os elementos da narrativa: narrador (foco narrativo), personagens e suas características físicas e psicológicas, tempo/espaço da narrativa, aspectos descritivos do tempo/
espaço da narrativa.
 Valorizar a literatura em sua diversidade cultural como patrimônio artístico da humanidade.
6
SUGESTÕES METODOLÓGICAS
(LINGUAGENS - LÍNGUA PORTUGUESA)
Principais habilidades de oralidade a serem desenvolvidas:
• Participar em situações de interação oral com desenvoltura e autonomia.
• Opinar com coerência sobre assuntos significativos.
Principais habilidades de escrita a serem desenvolvidas:
• Empregar adequadamente os sinais de pontuação, inclusive como marcas de expressividade.
• Planejar a escrita do texto, adequada ao interlocutor e aos objetivos da comunicação, levando com conta: a
finalidade, a circulação, o suporte, a linguagem, o gênero, o tema e o assunto.

Professor(a), Iniciamos o material do(a) aluno(a) com uma letra de canção, um samba-enredo, que fala
sobre uma viagem imaginária pelos os encantos do mar para oportunizar o trabalho com a liberdade criativa e
linguagem poética. Sugerimos que ative o conhecimento de mundo dos(as) alunos(as) sobre as belezas e
formas de vida que habitam nos mares e oceanos. Eles/elas já ouviram outros sambas? Reconhecem que os
Página 6 Página 7 sambas-enredo trazem narrativas? Que tal propor um estímulo à imaginária navegação marítima?
Aproveite para mostrar, por meio da leitura do texto 2, como o mar é representado pela plasticidade da
fotografia e em como essa imagem se articula à policromia e à composição das formas, criando diversas
hipóteses de leitura.
Os textos 3 e 4 são poemas e também retomam a temática do mar, cada um a sua forma: uma
declaração ao Rio de Janeiro e um verbete poético. Ambos trazem as subjetividades do eu lírico a serem
percebidas. Repare que as intertextualidades entre os textos devem provocar os olhares e os caminhos de
leitura dos(as) alunos(as).
Sugerimos que explore o ritmo e a sonoridade encadeada pelas rimas, batidas, alongamentos e as
pausas presentes em todos os poemas e na letra de canção. Seria interessante que trabalhasse as diferentes
faces que uma palavra pode assumir, como essa é expressa por alguém e como chega às percepções do
outro. Assim, faz-se importante uma leitura coletiva do texto 1 antes de ser cantado. Após esse momento,
aponte a forma como o intérprete do samba canta, considerando o tom da voz e o encadeamento das rimas
que parecem navegar.
Durante a leitura dos poemas, aproveite para falar sobre a valorização da Literatura e de como a arte com
Página 16

2º BIMESTRE /2021
as palavras transmite sentidos pelos séculos. No trato com a poética, aproveite para relembrar com os(as)
estudantes os conceitos de poema, um texto em versos, e de poesia como aquela que busca nos sensibilizar
por meio das diferentes formas de linguagem. Sugerimos que o trabalho com a palavra poética escrita e falada
Professor(a), caso deseje se expanda e se desdobre em sensiblidades. Relembramos que não apenas os vocábulos tramitem o ritmo,
ler mais sobre poema e poesia, mas também a expressividade dos sinais de pontuação. Em relação ao texto 13, sugerimos que ouça e analise
recomendamos o livro A a letra de canção "metade" de Oswaldo Montenegro, com os(as) seus/suas alunos(as), para a percepção
poesia vai à escola – dialógica com o poema "Traduzir-se" de Ferreira Gullar.
reflexões, comentários e A proposta de produção textual, com base na estrutura do poema de Ferreira Gullar, na página 16, é uma
dicas de atividades de Neusa oportunidade de autoexpressão e de autoconhecimento em versos e estrofes. Sugerimos um diálogo com
Sorrenti. os(as) alunos(as) para que, por meio da voz do eu lírico, digam como se sentem e de quais formas podem
expressar as suas características, personalidades e anseios.
7
SUGESTÕES METODOLÓGICAS
(LINGUAGENS - LÍNGUA PORTUGUESA)

Principais habilidades de escrita a serem desenvolvidas


• Empregar adequadamente os sinais de pontuação, inclusive como marcas de expressividade.
• Planejar a escrita do texto, adequada ao interlocutor e aos objetivos da comunicação, levando com conta: a
finalidade, a circulação, o suporte, a linguagem, o gênero, o tema e o assunto.
• Produzir textos de base narrativa com a estrutura adequada: -situação inicial; -complicação (conflito gerador
e clímax); - desfecho.

Professor(a), o trecho selecionando da cena de Pluft, o fantasminha, de Maria Clara Machado, também
se relaciona à temática do mar. Aproveite para aguçar essa percepção nos seus/suas alunos(as) que é
essencial no trato com a intertextualidade e a polissemia.
Página 8 Página 9 Realizamos a introdução ao gênero dramático, retomando o teatro da Grécia Antiga com as máscaras que
representam a tragédia e a comédia. Sugerimos que trabalhe a imagem, fale sobre a significação histórica da
representação em cena, ou seja, sobre a possibilidade de alguém viver um personagem. Ressalte que essa é a
admirável magia do teatro: dar vida, corpo e voz a uma outra persona ficcional - saída da escrita para o palco.
Durante a leitura do texto, sugerimos que mostre o respeito aos turnos de fala e às pausas no momento
de dizer o texto, à respiração entre uma palavra e outra para que o(a) aluno(a) ouça o que diz e deguste
interpretar com fluência e expressividade. Lembramos que a leitura de uma peça de teatro requer
dramatização, o que não fazemos quando lemos uma notícia, por exemplo. Haverá, sempre, um jogo entre os
atores! Assim, ao ler o texto com os(as) estudantes, seria interessante experimentar vozes e expressões
faciais.
Sugerimos que explique como é a organização do texto dramático. Esse gênero tem características
específicas, como: ato, cena, rubrica, dentre outros. As rubricas, no texto que estamos nos debruçando, são
Página 10 essenciais porque dialogam com a forma como os personagens vão reagir aos acontecimentos. Essas trazem
informações valiosas que guiam a encenação dos sentimentos expressos nas falas.
O trecho de Pluft não traz a figura do narrador, contudo, sugerimos que diga aos(às) alunos(as) que
Professor(a), caso esse pode atuar, aparecendo fisicamente em cena e/ou por meio de sua voz em off. Sabendo-se que o

2º BIMESTRE /2021
deseje conferir uma outra narrador cênico precisa ter formação em teatro, sua atuação ajuda na potencialização da dramaticidade em
proposta de texto teatral, cena. Ele funciona também como um fio condutor que entrelaça as ações.
recomendamos a leitura A produção textual trata de uma cena teatral curta, com início, meio e fim, baseada no texto lido e
do livro Histórias de interpretado. Para tanto, os(as) estudantes precisam estar familiarizados com o gênero em tela. Dessa forma,
Shakespeare - volume sugerimos que os(as) professores(as) orientem em relação aos sinais de pontuação, à distribuição espacial dos
1, organizado por Charles diálogos, às rubricas, à cena e ao ato, com base nas perguntas norteadoras. Sinalizamos a orientação e um
e Mary Lamb. acompanhamento no planejamento de escrita, reescrita e na revisão final.

• BERTHOLD, Margot. História Mundial do Teatro. São Paulo: Perspectiva, 2010.


8
SUGESTÕES METODOLÓGICAS
(LINGUAGENS - LÍNGUA PORTUGUESA)

Principais habilidades de oralidade a serem desenvolvidas:


• Utilizar a linguagem adequada à situação de interação, reconhecendo os contextos de uso dos diferentes
registros, respeitando a variante de seus interlocutores.
• Participar de situações de interação oral com desenvoltura e autonomia.
Principais habilidades de escrita a serem desenvolvidas:
• Planejar a escrita do texto, adequada ao interlocutor e aos objetivos da comunicação, levando com conta:
a finalidade, a circulação, o suporte, a linguagem, o gênero, o tema e o assunto.
• Reescrever o texto, levando em conta o proposto na revisão textual.
• Utilizar recursos coesivos articuladores de relações de sentido em produções individuais e/ou coletivas.
Página 12
Página 15
Página 13 Professor(a), no trabalho com o gênero jornalístico, no caso, notícia, reportagem e entrevista, sugerimos
que reflita e chame a atenção dos(as) alunos(as) para os temas dos textos, bem como para a sinalização da
atualidade e a importância/relevância dos fatos narrados. Não se esqueça de distinguir cada gênero
estruturalmente e de falar sobre a finalidade específica no tratamento das informações.
É importante frisar que um fato se difere de uma opinião. O fato é um acontecimento real que não pode
ser alterado. A opinião está ligada à subjetividade, ao que cada pessoa pode imaginar ou até mesmo deduzir
sobre os fatos. Sugerimos que conduza e desdobre a discussão para tratar das “fake news” que devem ser
combatidas e jamais compartilhadas. Ressalte que a pesquisa por uma informação deve sempre ser
realizada em fontes conhecidas e confiáveis. É preciso ficar alerta ao que está sendo dito e/ou ao que está
escrito, sempre desconfiando de algo que pareça muito fora do comum ou absurdo.
Sugerimos que busque outras notícia, reportagens e entrevistas na linha temática proposta para que os
alunos percebam como as diferentes abordagens escritas trazem a mesma informação. Aproveite para
confrontar os textos com leituras críticas de acordo com as condições de produção nas quais foram
Página 17 Página 18 produzidos.
Para as orientações da produções escritas da notícia e reportagem, sugerimos que atente aos
propósitos comunicativos e aos mais variados níveis de implicitude e no trato com a explicitude. Seria

2º BIMESTRE /2021
Professor(a), caso deseje interessante questionar a veracidade e a isenção ou as marcas de impessoalidade, em relação aos eventos
ler mais sobre os gêneros narrados. Sugerimos também que estimule a prática da paráfrase (oral e escrita), fidedigna aos fatos.
jornalísticos, leia o livro No que tange à entrevista, sugerimos que sinalize as características da oralidade (hesitações, pausas,
Gêneros jornalísticos – falas refeitas e a variação linguística). Ressalte a utilização do discurso direto, aliado à dinâmica dos turnos
notícias e cartas de leitor de fala como pontos que serão refletidos na estrutura do texto. Converse com os(as) estudantes sobre a
no ensino fundamental de desenvoltura necessária que deixa - tanto o entrevistado, quanto o entrevistador - mais à vontade para que a
Francisco Alves Filho. conversa tenha fluidez e que isso transpareça no texto escrito. Em todas as produções, ressalte a
necessidade do planejamento, da revisão e do uso dos elementos coesivos.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução de organização de Roxane Rojo e Gláis Sales Cordeiro. Campinas: Mercado das Letras, 2004. 9
SUGESTÕES METODOLÓGICAS
(LINGUAGENS - LÍNGUA PORTUGUESA)

Principais habilidades de escrita a serem desenvolvidas


• Planejar a escrita do texto, adequada ao interlocutor e aos objetivos da comunicação, levando com conta:
a finalidade, a circulação, o suporte, a linguagem, o gênero, o tema e o assunto.
• Empregar adequadamente os sinais de pontuação, inclusive como marcas de expressividade.
• Realizar processo de revisão de textos, verificando a adequação ao leitor e aos objetivos da
comunicação.

Professor(a), no trabalho com os gêneros Propaganda, Publicidade e Marketing, algumas sugestões podem
ser discutidas e debatidas com os(as) alunos(as), tais como a real necessidade de consumo e o consumismo.
Procure traçar um paralelo entre as duas concepções e traga pontos divergentes. Há a possibilidade de fazer
também uma observação sobre as etapas que, comumente, são utilizadas por um/uma publicitário(a): a
produção e execução dos textos orais, escritos e imagéticos feitos para chamar a atenção a um
Página 19 Página 20 produto/ideia/serviço, persuadir, convencer, atrair novos(as) e outros(as) consumidores(as).
Apresente uma abordagem crítica sobre as motivações que cercam os anúncios e os apelos racionais e
emocionais para alcançar o público adulto e, principalmente, as crianças e adolescentes que ainda não têm
Professor(a), caso deseje autonomia financeira e estão na autorreflexão de quem são, do que gostam e do que precisam. Não se esqueça
saber mais sobre educação e de mencionar a função social, o público-alvo selecionado e os aspectos linguísticos recorrentes nas
o consumo, acesse publicidades, como por exemplo, o modo imperativo, a segunda e terceira pessoas do singular e o pronome de
o QR Code ao lado e confira o tratamento.
programa "Conceito & É viável uma discussão com os(as) alunos(as) sobre outros temas que estão ligados ao mundo publicitário:
Ação", no site da MultRio. a conservação/preservação do meio ambiente, as relações econômicas de compra e venda de produtos, ideias
e serviços, a saúde física e emocional e as influências socioculturais para construir, com eles/elas, as diferentes
e possíveis opiniões e variadas hipóteses de leitura. Sugerimos que, durante a sua exposição, fale sobre como
Professor(a), caso podemos argumentar de forma clara e coerente, pedindo aos estudantes que pratiquem a arte de argumentar na
deseje saber mais sobre defesa e na contrapartida do que estão dizendo. Dessa forma, os(as) alunos(as) podem pesquisar diversas
os gêneros Propaganda, propagandas de que gostaram e as que consideraram ruins, trazendo as suas explicações e argumentações.

2º BIMESTRE /2021
Publicidade e Marketing, Essa é uma oportunidade de também motivar a autonomia e a formulação do pensamento crítico-reflexivo.
recomendamos a leitura Sugerimos que traga outras propagandas de outras regiões do Brasil e até de outros países para
do livro Fronteiras da mostrar como o modo de se elaborar um anúncio pode variar de acordo com o público-alvo e com as culturas de
publicidade: Faces e cada lugar. Por exemplo, podemos dizer que as propagandas brasileiras, diferentemente das norte-
disfarces da linguagem americanas, tendem a focar mais na criatividade, na musicalidade, na exploração artística das imagens e no
persuasiva de Neusa engenho com as palavras.
Demartini Gomes.

• BRAIT, Beth. Práticas discursivas e a esfera publicitária. In: MICHELETTI , Guaraciaba (org.) Enunciação e gêneros discursivos; São Paulo: Cortez, 2008.
• BRASIL, Rita Maria Carneiro. Publicidade: entre a prática e as teorias da comunicação. Tese de doutorado em Comunicação. Universidade de Brasília, 2010. 10
EDUARDO PAES
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

RENAN FERREIRINHA CARNEIRO


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

TERESA COZETTI PONTUAL PEREIRA


SUBSECRETARIA DE ENSINO

MICHELLE VALADÃO VERMELHO ALMEIDA


RENATA SURAIDE SILVA DA CUNHA BRANCO
DANIELLE GONZÁLEZ
COORDENADORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL

DANIELE PERES NUNES


GERÊNCIA DE ANOS FINAIS

LINCOLN MARCO DA SILVA SALLES


ELABORAÇAO DE LÍNGUA PORTUGUESA

GINA PAULA BERNARDINO CAPITÃO MOR


REVISÃO TÉCNICA DE LÍNGUA PORTUGUESA

CRISTINA VARANDAS RUBIM


REVISÃO ORTOGRÁFICA

ANDREA DORIA
DIAGRAMAÇÃO E DESIGN

CONTATOS E/SUBE
Telefones: 2293-3635 / 2976-2558
cefsme@rioeduca.net