Você está na página 1de 30

Apresentação Direito em Marx

Química Industrial
Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
29 pag.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O Direito de Karl Marx
Prof. René Armand Dentz Junior

Alunos:
Humberto Leite Gramigna
Mateus Marques Oliveira
Rodrigo Souza Teles
Romério Araújo dos Santos
Rubhia M. Maciel de Morais

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Karl Heinrich Marx (1818-1883)
(Reino da Prússia – Inglaterra)

Intelectual e revolucionário
alemão, fundador da doutrina
comunista moderna, que atuou
como economista, filósofo,
historiador, teórico político e
jornalista.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Hegel / Marx
Uniam o Direito ao Estado

Estado respeitável, capaz de manter a ordem

Instrumento de opressão a ser combatido

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
ESTADO

instrumento de dominação de uma


classe sobre a outra

Portanto, o Direito, para existir, supõe uma sociedade


hierarquizada e dividida em classes.

DIREITO arma na luta travada entre capitalistas e


trabalhadores

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Marx e Hegel

Não existe direito sem o Estado


e nem o Estado sem o Direito

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Nova Concepção do Direito
• Metade do Século XIX
• Marx e Engels – dois pensadores
alemães
• Reformadores

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Teoria do Direito de Marx
• Não há teoria específica do Direito

• Crítica ao programa de Gotha (1875), único texto em que


Marx trata do direito

Teoria econômica e filosofia política

Influência no pensamento jurídico

Críticas de Marx ao direito burguês

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Infra-estrutura e Superestrutura

jurídico-política e
ideológica

força de trabalho,
tecnologia,
terras e
conhecimento

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O Direito era essencialmente dependente da
superestrutura, ou seja, era um reflexo das
concepções, das necessidades e ainda, dos
interesses de uma classe dominante, esta
produzida pelo desenvolvimento das forças
produtivas e das relações de produção que
constituem a base econômica do
desenvolvimento social.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O Direito é vontade da classe dominante,
salientando, porém, ser essa vontade elevada
à condição de lei, demonstram que esse é
precisamente o seu traço específico que o
diferencia de todos os demais segmentos da
superestrutura histórico-social, tal como a
política, a religião, a filosofia etc.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Teses fundamentais do
Direito de Marx

1) O determinismo econômico do Direito

2) O caráter classista da lei

3) O desaparecimento da lei na sociedade


comunista

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
1 - Materialismo
O Direito é, antes de tudo, produto de forças
econômicas.

A ordem política, social, religiosa e cultural de


qualquer época é determinada pelo sistema
material de produção, isto é, a vida social tem suas
manifestações causada por fatos econômicos.

Encontra-se ligado à produção material da vida

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
• Acreditava existir uma influência do poder econômico
sobre o Direito, atingindo também a cultura, a história e
as relações sociais. Assim, a dominação econômica de uns
poucos sobre tantos outros se legitima por intermédio de
um Estado de Direito, cujo princípio capital é a lei.
• Em suma, "tanto as relações jurídicas quanto as formas de
Estado não podem ser compreendidas nem por si
mesmas, nem pela chamada revolução geral do espírito
humano, mas antes têm suas raízes nas condições
materiais de existência“.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Direito
• Direito designa “um fenômeno que tem
conexão com outro conjunto de fenômenos
sociais que se inscrevem no contexto do
exercício do poder em uma sociedade”

• Estudo do Direito relacionado a outras


ciências – sobretudo Economia.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Para Marx, a concepção materialista da história
humana é o resultado daquilo que se faz e não o
que se pensa. Ou seja, é tudo que se decide na
práxis, na ação. O homem é aquilo que ele produz.

Portanto o homem não é o que ele crê ou o que a


religião determina, mas, a história do homem se faz
através do seu envolvimento no processo de
produção.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
2 - Caráter classista
Marx considerava que o direito, na sociedade
burguesa, seria sempre um instrumento da
classe dominante; e, na sociedade do que ele
chamou de comunismo superior, o direito
haveria de desaparecer, juntamente com o
Estado.
realidade política reflexo da sociedade civil

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Direito – Regra de conduta coercitiva

• Nasce na ideologia da classe dominante


(burguesia)

• Seja o Direito Lei, jurisprudência ou costume,


está sempre ligado à vontade da classe
dominante oposição do conjunto do
corpo social

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O Direito não é o efeito exclusivo da vontade
da classe econômica dominante, mas a
síntese de um processo de conflito de
interesses entre as classes sociais, que Marx
denominava de luta de classes.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Luta de Classes
Burguesia
detentora dos meios Proletariado
de produção força de trabalho

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
“O direito é um instrumento da
violência, que tem como única
função a ordenação e manutenção
da estrutura econômica de
produção.”
Karl Marx

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Direito como vontade de classe
Capacidade consciente de criar
conceitos, categorias e doutrinas,
interesses e objetivos, valores e
razões, juízos e julgamentos,
voltados a assegurar
sistematicamente o processo de
dominação de classes.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Processo de dominação
Raízes na origem da humanidade

“Direito Escravagista”
“Direito Feudal”
“Direito Burguês ou Capitalista”

manifestações de vontade das classes


dominantes que emergiram vitoriosas

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Document shared on www.docsity.com
Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Direito do justo
O justo, no passado, era a produção
escravagista, a escravidão era uma instituição
justa. Agora, no capitalismo, a escravidão
passa a ser considerada uma instituição
injusta, mas a exploração do trabalho
realizada por meio de um contrato é tida
como justa.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O proletariado, não só
por ser maioria, mas
também por sua vital
participação no
desenvolvimento do
capital, é capaz de
fazer frente aos
detentores não só das
riquezas geradas,
como também do
poder.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
O Estado – “comunidade ilusória”
• A finalidade do Estado é garantir o interesse
comum, mas este é concebido como o
conjunto dos interesses dos indivíduos
proprietários.
• Para Marx, é justamente a união dos
indivíduos que coloca as condições do livre
desenvolvimento.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
3 - Extinção do Direito
Último estágio do comunismo

Extinção da propriedade privada e da


divisão de classe

Desaparecimento do direito assim que desaparecesse a


divisão social do trabalho e a sociedade de classes

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Correntes contrárias

Hans Kelsen, de formação positivista, que


defendeu a teoria pura do Direito, sob o
fundamento de que para a construção de um
conhecimento consistentemente científico o
Direito deve abstrair-se dos aspectos políticos,
morais, econômicos e históricos.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)
Referências Bibliográficas
• MASCARO, Alysson Leandro. O Direito de Marx. In:
Introdução à Filosofia do Direito – dos modernos aos
contemporâneos. São Paulo: Editora Atlas S.A. (2002). Cap 4.
p.116-124.

• RAMOS, Augusto César. O Direito como fenômeno social na


visão de Marx. Jus Navigandi, Teresina, ano 6, n. 52, 1 nov.
2001. Disponível em: <http://jus.com.br/revista/texto/2474>.
Acesso em: 8 mar. 2012.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ericsson-lima-10 (ericssonlima@hotmail.com)

Você também pode gostar