Você está na página 1de 1

LCB3_A

Avó e neto contra vento e areia, de Teolinda Gersão

I - Testa a leitura do conto Avó e neto contra vento e areia, de Teolinda Gersão, assinalando com V
(verdadeira) ou F (falsa) cada uma das seguintes afirmações. Corrige, no teu caderno, as afirmações que
consideraste falsas.

Afirmações V/F
1. A ação do texto decorre numa manhã de verão.
2. Era a primeira vez que o neto, de sete anos, ia à praia com a avó.
3. Ambos partilhavam o mesmo sentimento.
4. A avó não perdia o neto de vista, simplesmente porque o achava muito
parecido com o pai.
5. O facto da mãe do neto lhe confiar a criança despertava, na avó, grande
orgulho.
6. Um dos receios da avó era tornar-se um fardo para a família, quando
deixasse de ser autónoma.
7. Por ser criança e ter, consequentemente, a inconsciência própria de uma
criança, o neto agia irrefletidamente, esquecendo-se, completamente, das
advertências da avó.
8. As saídas com o neto faziam-na viajar ao passado.
9. Perante a constatação da perda dos óculos, a avó reagiu com relativa
naturalidade, não dando grande importância ao sucedido.
10. De repente, a chuva intensa impediu que a avó percebesse qual era o
caminho de regresso.
11. Entretanto, o neto espetou qualquer coisa no pé, não tendo a avó percebido
o que era, tal era a falta dos óculos que perdera.
12. Com o neto ao colo, enfrentando o mau tempo, a determinação sucedeu ao
medo.
13. A situação que agora enfrentava fê-la recuar no tempo, rumo ao passado.
14. Quando o neto avistou o cão do senhor Lourenço, a avó percebeu que jamais
regressariam a casa.
15. Avó e neto seguiram o cão e, passado pouco tempo, estavam em segurança
dentro do café.

II. Nas frases transcritas, associa a palavra sublinhada ao significado que considerares mais adequado ao
sentido do texto.

1. ”(...) em que poderia tornar-se um encargo para os a. sábio, experiente


outros.”(linha 15)
2. ”Era uma sensação de deslumbramento e de b. tornar-se nublado
absoluta segurança.” (l.39)
3. ”(...)eram instantes absolutos, que durariam para c. movimentar-se, produzindo
sempre.”(l.40) ruído agudo, sibilante
4. ”(...) ela se sentia verdadeiramente mestra.”(l.43) d. d. pleno
5. “(...) o balde (...)acabado de encher com e. enredado como um labirinto,
camarinhas.”(l.57) de saída quase impossível
6. (...) o céu se toldou e se levantou cada vez mais f. saliência
vento.”(l. 60)
7. (...) a areia começou a zunir em volta.”(l.62) g. único, superior a todos os
demais
8. Caminhava resoluta, enterrando as sandálias na h. decidido, determinado
areia.”(l. 95)
9. (...) através de um hospital labiríntico.”(l. 102) i. arbusto de folhas rígidas
10. ”Aquela hérnia na coluna podia sair do lugar (...)”(l. j. problema, obrigação
111)