Você está na página 1de 2

HOME > NOTÍCIAS > STEM E STEAM: CIÊNCIAS “DURAS” E CIÊNCIAS “MOLES”. O QUE DE FATO IMPORTA?

STEM E STEAM: CIÊNCIAS “DURAS” E CIÊNCIAS “MOLES”. O QUE DE


FATO IMPORTA?
OS ACADÊMICOS | 01 de dezembro de 2020

Compar ilhar  Compar ilhar  Imprimir 

Leia este ar igo escrito pela Acadêmica Débora Foguel para a coluna Ciência e Matemá ica do Acadêmico Claudio Landim no jornal O Globo:

Na língua inglesa, u ilizamos a acronímia STEM (Science, Technology, Engeneering and


Mathema ics) para designar as disciplinas afeitas às áreas de Ciência, Tecnologia,
Engenharia e Matemá ica, áreas das ciências ditas “duras”. Fala-se também em carreiras e
pro issões STEM em oposição àquelas mais relacionadas às ciências humanas e sociais ou
ciências “moles”.

O termo STEM foi cunhado em 2001 pela Dra Judith a Ramaley, diretora do NSF (Na ional
Science Founda ion – EUA). Na época, alguns educadores americanos estavam preocupados
em ins ituir um ensino de ciência mais contextualizado e cria ivo para os estudantes,
buscando-se trazer problemas reais para dentro da sala de aula. A ideia era se ter um ensino
baseado em problemas e projetos afeitos a cada uma dessas disciplinas, onde os alunos
par icipariam a ivamente da criação de soluções e até de produtos. Havia pouca preocupação
com a forma ou beleza desses produtos, algo que o design incorporou posteriormente. Ou
seja, as artes não estavam incluídas nesse conjunto de disciplinas ou pro issões que
demandavam interesse e preocupação por parte dos gestores e educadores daquele país.

Não consegui apurar exatamente quando e quem foi o visionário, mas em algum momento o termo STEM, muito ques ionado e cri icado,
passou a incluir a letra “A”, passando a STEAM. Esse “A” vem de Arts (Arte). Parecia claro para alguns educadores que, sem as artes e as
humanidades, não se caminharia muito longe. Os defensores do STEAM acreditavam que a inclusão das Artes na formação dos cien istas e
engenheiros aprimorava suas habilidades e imaginação para inovar e criar novos produtos mais belos e atraentes. Portanto, para alguns dos
defensores do STEAM (felizmente, não para todos!!), as artes e as humanidades deveriam estar à serviço disciplinas “duras”, sem
reconhecerem o valor genuíno e precípuo dessas disciplinas e desses conhecimentos. Dizer que as Artes são apenas importantes na
formação de cien istas e engenheiros por esses mo ivos é muito triste e pequeno. As Artes não são cerejas de bolo… São banquetes
completos! Artes e Humanidades são importantes para formação de cidadãos comprome idos com o seu tempo e espaço.

Leia o ar igo na íntegra.

(Débora Foguel para O Globo, 23/11)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

OPORTUNIDADES, OS ACADÊMICOS | 24/05/2021


UFC E UECE OFERTAM ESCOLA DE FÍSICA PARA ALUNOS E PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO; LUIZ DAVIDOVICH
FARÁ A ABERTURA

ATUAÇÃO DA ABC, OS ACADÊMICOS | 23/05/2021


1º BATE-PAPO DA DIÁSPORA CTI BR

ATUAÇÃO DA ABC, OS ACADÊMICOS | 20/05/2021


SAIBA COMO FOI O PRIMEIRO SIMPÓSIO CIENTÍFICO DA ABC

OS ACADÊMICOS | 20/05/2021
CIÊNCIAS EXATAS PARA SALVAR A AMAZÔNIA

OS ACADÊMICOS | 20/05/2021
O MÉDICO DA NATUREZA
 Voltar ao topo

A ACADEMIA MEMBROS NACIONAL INTERNACIONAL NOTÍCIAS EVENTOS


MISSÃO MEMBRESIA WEBINÁRIOS DA ABC ABC EM ORGANISMOS POLITICAS DE CTIE
INTERNACIONAIS
ESTATUTO TITULARES SIMPÓSIOS DE AFILIADOS ATUAÇÃO DA ABC
PARCERIAS
MEMBRESIA AFILIADOS CORONAVÍRUS OS ACADÊMICOS
INTERNACIONAIS
ELEIÇÕES CORRESPONDENTES GRUPOS DE TRABALHO DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

ESTRUTURA ASSOCIADOS DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA OPORTUNIDADES

SOBRE A ABC COLABORADORES PROGRAMAS CIENTÍFICOS TODAS AS NOTÍCIAS

PRÊMIOS INSTITUCIONAIS COOPERAÇÕES

LOGOTIPOS

PUBLICAÇÕES
ESTUDOS ESTRATÉGICOS

DOCUMENTOS

ANAIS DA ABC

INSTITUCIONAIS

CENTENÁRIO

CONTATOS FORNECEDORES TRANSPARÊNCIA

Rua An iló io de Carvalho, 29 - 3º andar - Centro

Rio de Janeiro - RJ, Brasil CEP: 20030-060

Tel.: +55 21 3907-8100

   

Você também pode gostar