Você está na página 1de 9

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DE ENSINO RELIGIOSO

1. Conhecer os aspectos estruturantes das diferentes tradições/organizações religiosas e filosofias de vida, a partir de pressupostos científicos,
filosóficos, estéticos e éticos.
2. Compreender, valorizar e respeitar as manifestações religiosas e filosofias de vida, suas experiências e saberes em diferentes tempos, espaços e
territórios.
3. Reconhecer e cuidar de si, do outro, da coletividade e da natureza enquanto expressão de valor da vida.
4. Conviver com a diversidade de crenças, pensamentos, convicções, modos de ser e viver.
5. Analisar as relações entre as tradições religiosas e os campos da cultura, da política, da economia, da saúde, da ciência, da tecnologia e do meio
ambiente.
6. Debater, problematizar e posicionar-se frente aos discursos e práticas de intolerância, discriminação e violência de cunho religioso, de modo a
assegurar os direitos humanos no constante exercício da cidadania e da cultura de paz.

COMPETÊNCIAS GERAIS DA BNCC (FORMAÇÃO INTEGRAL) RELAÇÃO COM OS OBJETOS DE CONHECIMENTO E HABILIDADES
ESPECÍFICAS DA ÁREA

1.Conhecimento — Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente 1. Conhecer os aspectos estruturantes das diferentes
construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e tradições/movimentos religiosos e filosofias de vida, a partir de
explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção pressupostos científicos, filosóficos, estéticos e éticos. Ao promover o
de uma sociedade justa, democrática e inclusiva conhecimento dos aspectos estruturantes das diferentes organizações
religiosas e filosóficas o Ensino Religioso contribui para a valorização dos
conhecimentos produzidos historicamente. O conhecimento religioso,
objeto de estudo da área, está inserido no universo cultural e social, e por
meio de seu estudo objetiva-se a construção de uma sociedade
democrática e republicana que respeita a laicidade do Estado e a
diversidade de pensamento.
2.Pensamento Científico, Crítico e Criativo — Exercitar a curiosidade 5. Analisar as relações entre as tradições religiosas e os campos da cultura,
intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a da política, da economia, da saúde, da ciência, da tecnologia e do meio
investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para ambiente. 6. Debater, problematizar e posicionar-se frente aos discursos e
investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver práticas de intolerância, discriminação e violência de cunho religioso, de
problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos modo a assegurar os direitos humanos no constante exercício da cidadania
conhecimentos das diferentes áreas. e da cultura de paz. O Ensino Religioso tem como fundamentação teórico
metodológica as Ciências da Religião e portanto, ao debater e
problematizar sobre as situações de preconceito ou intolerância de
qualquer natureza, está se despertando nos educandos o espírito crítico e
reflexivo, que leva a elaboração de argumentos mais lógicos coerentes com
a ciência de nossa época, sem desconsiderar a tradição, percebendo as
relações entre as organizações religiosas e os campos da economia, política,
ciência e tecnologia.
3.Repertório Cultural — Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas 1. Conhecer os aspectos estruturantes das diferentes
e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas tradições/movimentos religiosos e filosofias de vida, a partir de
diversificadas da produção artístico-cultural. pressupostos científicos, filosóficos, estéticos e éticos. 2. Compreender,
valorizar e respeitar as manifestações religiosas e filosofias de vida, suas
experiências e saberes, em diferentes tempos, espaços e territórios. Os
saberes produzidos no âmbito da arte e da cultura são essenciais para a
compreensão da diversidade religiosa. Além disso, a utilização dos recursos
artísticos fornece valioso aparato metodológico no processo de ensino e
aprendizagem.
4.Comunicação — Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou 2. Compreender, valorizar e respeitar as manifestações religiosas e
visualmotora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, filosofias de vida, suas experiências e saberes, em diferentes tempos,
bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, espaços e territórios 5. Analisar as relações entre as tradições religiosas e os
para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e campos da cultura, da política, da economia, da saúde, da ciência, da
sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao tecnologia e do meio ambiente. As diferentes formas de linguagens (oral,
entendimento mútuo. escrita, sonora, digital, artística, corporal entre outras...) são recursos
metodológicos que podem auxiliar no protagonismo dos educandos nas
aulas de maneira a auxiliá-los a expressar-se livremente, expondo suas
ideias, respeitando as manifestações diferentes das suas.
5.Cultura Digital - Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de 5. Analisar as relações entre as tradições religiosas e os campos da cultura,
informação e comunicação, de forma crítica, significativa, reflexiva e ética da política, da economia, da saúde, da ciência, da tecnologia e do meio
nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares), para se comunicar, ambiente. O Ensino Religioso possui em seu rol de objetos de
acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver conhecimento a forma como as organizações religiosas se utilizam das
problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva. mídias e suas tecnologias. E, a inclusão das tecnologias de informação nas
abordagens metodológicas da área contribuem para que os conhecimentos
sejam significativos e façam sentido na realidade dos educandos,
possibilitando o uso conscientes das mídias, evitando a difusão de ideias
preconceituosas ou informações falsas.
6. Trabalho e Projeto de Vida: Valorizar a diversidade de saberes e vivências 2. Compreender, valorizar e respeitar as manifestações religiosas e
culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que possibilitem filosofias de vida, suas experiências e saberes, em diferentes tempos,
entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas espaços e territórios. 5. Analisar as relações entre as tradições religiosas e
alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida. os campos da cultura, da política, da economia, da saúde, da ciência, da
tecnologia e do meio ambiente. 6. Debater, problematizar e posicionar-se
frente aos discursos e práticas de intolerância, discriminação e violência de
cunho religioso, de modo a assegurar os direitos humanos no constante
exercício da cidadania e da cultura de paz. Ao desenvolver atitudes de
respeito e valorização da diversidade os educandos tornamse aptos
atividades coletivas, onde cada vez mais o mundo do trabalho necessita de
pessoas capazes de conviver com a pluralidade religiosa e cultural para
poder desempenhar funções profissionais que requerem o trabalho
conjunto.
7.Argumentação - Argumentar com base em fatos, dados e informações 6. Debater, problematizar e posicionar-se frente aos discursos e práticas de
confiáveis, buscando formular e defender ideias que respeitem e intolerância, discriminação e violência de cunho religioso, de modo a
promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo assegurar os direitos humanos no constante exercício da cidadania e da
responsável em âmbitos local, regional e global. cultura de paz.
Estabelecer argumentações com raciocínio lógico e coerente pautado em
informações fidedignas entendendo a importância dos direitos humanos,
do meio ambiente e da sustentabilidade são um dos motes do Ensino
Religioso escolar pautados em habilidades e competências.
8.Autoconhecimento e Autocuidado - Conhecer-se, valorizar-se e cuidar de 3. Reconhecer e cuidar de si, do outro, da coletividade e da natureza,
sua saúde física e emocional, compreendendo a si mesmo na diversidade enquanto expressão de valor da vida. Considerando o nível de ensino dos
humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e educandos, antes de terem o contato com questões mais complexas do
capacidade para lidar com elas. fenômeno religioso, a BNCC traz tanto competências gerais como
habilidades específicas relacionadas ao autocuidado, ao conhecimento
autocrítica e o reconhecimento da própria identidade e do sentimento de
pertencimento à família, a comunidade e a sociedade.
9.Empatia e Cooperação - Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de 2. Compreender, valorizar e respeitar as manifestações religiosas e
conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao filosofias de vida, suas experiências e saberes, em diferentes tempos,
outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização da espaços e territórios. 4. Conviver com a diversidade de crenças,
diversidade. pensamentos, convicções, modos de ser e viver. A nona competência geral
da BNCC justifica de certa forma a própria existência da área de Ensino
Religioso no currículo, visto a necessidade de se cumprir uma das funções
sociais da escola que é tornar os educandos mais sociáveis, empáticos, que
sabem resolver os conflitos com diálogo e cooperação mútua. Fica evidente
que para trabalharmos esse sujeito integral das competências gerais da
BNCC é contingente alinhar as práticas do ensino religioso com a habilidade
de respeitar os direitos humanos e valorizar a diversidade cultural e
religiosa.
10.Responsabilidade e Cidadania - Agir pessoal e coletivamente com Com relação a décima competência geral da BNCC, podemos relacioná-las a
autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, todas as habilidades específicas do Ensino Religioso. Pois todas elas têm
tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, como propósito desenvolver nos educandos atitudes e valores que
sustentáveis e solidários. contribuíram para seu protagonismo como agentes do exercício da
cidadania. Da LDB à BNCC à área de Ensino Religioso possui o compromisso
com um ensino pautado pela ética e pela democracia, princípios básicos
para o convívio saudável e civilizado.

Habilidades de Ensino Religioso para o Fundamental I e II


Ensino Religioso – 1º ano
 Identificar e acolher as semelhanças e diferenças entre o eu, o outro e o nós.
 Reconhecer que o seu nome e o das demais pessoas os identificam e os diferenciam.
 Reconhecer e respeitar as características físicas e subjetivas de cada um.
 Valorizar a diversidade de formas de vida.
 Identificar e acolher sentimentos, lembranças, memórias e saberes de cada um.
 Identificar as diferentes formas pelas quais as pessoas manifestam sentimentos, ideias, memórias, gostos e crenças em
diferentes espaços.

Ensino Religioso – 2º ano

 Reconhecer os diferentes espaços de convivência.


 Identificar costumes, crenças e formas diversas de viver em variados ambientes de convivência.
 Identificar as diferentes formas de registro das memórias pessoais, familiares e escolares (fotos, músicas, narrativas, álbuns…).
 Identificar os símbolos presentes nos variados espaços de convivência.
 Identificar, distinguir e respeitar símbolos religiosos de distintas manifestações, tradições e instituições religiosas.
 Exemplificar alimentos considerados sagrados por diferentes culturas, tradições e expressões religiosas.
 Identificar significados atribuídos a alimentos em diferentes manifestações e tradições religiosas.

Ensino Religioso – 3º ano

 Identificar e respeitar os diferentes espaços e territórios religiosos de diferentes tradições e movimentos religiosos.


 Caracterizar os espaços e territórios religiosos como locais de realização das práticas celebrativas.
 Identificar e respeitar práticas celebrativas (cerimônias, orações, festividades, peregrinações, entre outras) de diferentes
tradições religiosas.
 Caracterizar as práticas celebrativas como parte integrante do conjunto das manifestações religiosas de diferentes culturas e
sociedades.
 Reconhecer as indumentárias (roupas, acessórios, símbolos, pinturas corporais) utilizadas em diferentes manifestações e
tradições religiosas.
 Caracterizar as indumentárias como elementos integrantes das identidades religiosas.

Ensino Religioso – 4º ano

 Identificar ritos presentes no cotidiano pessoal, familiar, escolar e comunitário.


 Identificar ritos e suas funções em diferentes manifestações e tradições religiosas.
 Caracterizar ritos de iniciação e de passagem em diversos grupos religiosos (nascimento, casamento e morte).
 Identificar as diversas formas de expressão da espiritualidade (orações, cultos, gestos, cantos, dança, meditação) nas diferentes
tradições religiosas.
 Identificar representações religiosas em diferentes expressões artísticas (pinturas, arquitetura, esculturas, ícones, símbolos,
imagens), reconhecendo-as como parte da identidade de diferentes culturas e tradições religiosas.
 Identificar nomes, significados e representações de divindades nos contextos familiar e comunitário.
 Reconhecer e respeitar as ideias de divindades de diferentes manifestações e tradições religiosas.

Ensino Religioso – 5º ano

 Identificar e respeitar acontecimentos sagrados de diferentes culturas e tradições religiosas como recurso para preservar a
memória.
 Identificar mitos de criação em diferentes culturas e tradições religiosas.
 Reconhecer funções e mensagens religiosas contidas nos mitos de criação (concepções de mundo, natureza, ser humano,
divindades, vida e morte).
 Reconhecer a importância da tradição oral para preservar memórias e acontecimentos religiosos.
 Identificar elementos da tradição oral nas culturas e religiosidades indígenas, afro-brasileiras, ciganas, entre outras.
 Identificar o papel dos sábios e anciãos na comunicação e preservação da tradição oral.
 Reconhecer, em textos orais, ensinamentos relacionados a modos de ser e viver.
Ensino Religioso – 6º ano

 Reconhecer o papel da tradição escrita na preservação de memórias, acontecimentos e ensinamentos religiosos. 


 Reconhecer e valorizar a diversidade de textos religiosos escritos (textos do Budismo, Cristianismo, Espiritismo, Hinduísmo,
Islamismo, Judaísmo, entre outros). 
 Reconhecer, em textos escritos, ensinamentos relacionados a modos de ser e viver. 
 Reconhecer que os textos escritos são utilizados pelas tradições religiosas de maneiras diversas.
 Discutir como o estudo e a interpretação dos textos religiosos influenciam os adeptos a vivenciarem os ensinamentos das
tradições religiosas. 
 Reconhecer a importância dos mitos, ritos, símbolos e textos na estruturação das diferentes crenças, tradições e movimentos
religiosos. 
 Exemplificar a relação entre mito, rito e símbolo nas práticas celebrativas de diferentes tradições religiosas.

Ensino Religioso – 7º ano

 Reconhecer e respeitar as práticas de comunicação com as divindades em distintas manifestações e tradições religiosas. 
 Identificar práticas de espiritualidade utilizadas pelas pessoas em determinadas situações (acidentes, doenças, fenômenos
climáticos). 
 Reconhecer os papéis atribuídos às lideranças de diferentes tradições religiosas. 
 Exemplificar líderes religiosos que se destacaram por suas contribuições à sociedade. 
 Discutir estratégias que promovam a convivência ética e respeitosa entre as religiões. 
 Identificar princípios éticos em diferentes tradições religiosas e filosofias de vida, discutindo como podem influenciar condutas
pessoais e práticas sociais. 
 Identificar e discutir o papel das lideranças religiosas e seculares na defesa e promoção dos direitos humanos. 
 Reconhecer o direito à liberdade de consciência, crença ou convicção, questionando concepções e práticas sociais que a
violam.
Ensino Religioso – 8º ano

 Discutir como as crenças e convicções podem influenciar escolhas e atitudes pessoais e coletivas.
 Analisar filosofias de vida, manifestações e tradições religiosas destacando seus princípios éticos. 
 Analisar doutrinas das diferentes tradições religiosas e suas concepções de mundo, vida e morte. Crenças, filosofias de vida e
esfera pública 
 Discutir como filosofias de vida, tradições e instituições religiosas podem influenciar diferentes campos da esfera pública
(política, saúde, educação, economia).
 Debater sobre as possibilidades e os limites da interferência das tradições religiosas na esfera pública. 
 Analisar práticas, projetos e políticas públicas que contribuem para a promoção da liberdade de pensamento, crenças e
convicções. 
 Analisar as formas de uso das mídias e tecnologias pelas diferentes denominações religiosas.

Ensino Religioso – 9º ano

 Analisar princípios e orientações para o cuidado da vida e nas diversas tradições religiosas e filosofias de vida.
 Discutir as diferentes expressões de valorização e de desrespeito à vida, por meio da análise de matérias nas diferentes mídias.
 Identificar sentidos do viver e do morrer em diferentes tradições religiosas, através do estudo de mitos fundantes. 
 Identificar concepções de vida e morte em diferentes tradições religiosas e filosofias de vida, por meio da análise de diferentes
ritos fúnebres.
 Analisar as diferentes ideias de imortalidade elaboradas pelas tradições religiosas (ancestralidade, reencarnação, transmigração
e ressurreição). 
 Reconhecer a coexistência como uma atitude ética de respeito à vida e à dignidade humana.
 Identificar princípios éticos (familiares, religiosos e culturais) que possam alicerçar a construção de projetos de vida. 
 Construir projetos de vida assentados em princípios e valores éticos.
Neste artigo você compreendeu quais são os requisitos que a BNCC impõe para ensino-aprendizado da matéria de Ensino Religioso
aos alunos do Ensino Fundamental I e II.

Você também pode gostar