Você está na página 1de 39

Questão 1) Uma mola de constante elástica igual a 200 N/m

tem comprimento de 20 cm. Quando submetido a uma força


externa, o comprimento dessa mola passa a ser de 15 cm.
Determine o módulo da força elástica que é exercida pela mola,
quando comprimida em 15 cm.
a) 40 N/m
b) 10 N/m
c) 30 N/m
d) 15 N/m
e) 25 N/m
Gabarito: letra B.
A deformação da mola é medida pela diferença entre o seu
comprimento original e o seu tamanho quando sujeita a uma
força externa. Nesse caso, a elongação da mola é de 5 cm ou
0,05 m. Com base nisso, vamos fazer os cálculos:

Questão 2) Quando comprimida por uma força de 4 N, uma


mola tem o seu comprimento alterado em 1,6 cm (0,016 m). A
constante elástica dessa mola, em N/m, vale cerca de:
a) 6,4 N/m
b) 500 N/m
c) 250 N/m
d) 256 N/m
e) 12,8 N/m
Gabarito: letra C.

Vamos fazer o cálculo de acordo com a lei de Hooke:


Questão 3) Em relação à força elástica, descrita
matematicamente pela lei de Hooke, assinale a
alternativa CORRETA:

a) Quanto maior for a constante elástica de uma mola, menor


será a força necessária para deformá-la.
b) A força elástica é inversamente proporcional à elongação da
mola.
c) A força que é exercida sobre a mola, deformando-a, é igual
à força elástica gerada pela mola.
d) A força elástica tem o seu valor máximo quando a mola
encontra-se em seu formato original.
e) A constante elástica da mola é uma grandeza escalar, medida
em newtons por grama.
Gabarito: letra B.

Vamos analisar as alternativas:


a) Falsa: Quanto menor for a constante elástica de uma mola,
menor será a força necessária para deformá-la.
b) Falsa: A força elástica é diretamente proporcional à
elongação da mola.
c) Verdadeira.
d) Falsa: A força elástica tem o seu valor mínimo quando a
mola encontra-se em seu formato original.
e) Falsa: A constante elástica da mola é uma grandeza escalar,
medida em newtons por metro.
QUESTÃO 1
(UFU) O tiro com arco é um esporte olímpico desde a realização da segunda
olimpíada em Paris, no ano de 1900. O arco é um dispositivo que converte energia
potencial elástica, armazenada quando a corda do arco é tensionada, em energia
cinética, que é transferida para a flecha.

Em um experimento, medimos a força F necessária para tensionar o arco até uma


certa distância x, obtendo os seguintes valores:

F (N) 160,0 320,0 480,0

X (cm) 10 20 30

O valor e unidades da constante elástica do arco são:

a) 16 m/N

b) 1,6 kN/m

c) 35 N/m

d) 5/8.10-2 N/m

QUESTÃO 2
Questão 2 - (Eear) Uma mola está suspensa verticalmente próxima à superfície
terrestre, onde a aceleração da gravidade pode ser adotada como 10 m/s². Na
extremidade livre da mola é colocada uma cestinha de massa desprezível, que será
preenchida com bolinhas de gude, de 15 g cada. Ao acrescentar bolinhas à cesta,
verifica-se que a mola sofre uma elongação proporcional ao peso aplicado. Sabendo-
se que a mola tem uma constante elástica k = 9,0 N/m, quantas bolinhas devem ser
acrescentadas à cesta para que a mola estique exatamente 5 cm?

a) 1

b) 3

c) 5

d) 10

QUESTÃO 3
Sabendo que a constante elástica de uma mola é igual a 350 N/m, determine qual é
a força necessária para que essa mola sofra uma deformação de 2,0 cm.

a) 3,5 N

b) 12 N

c) 7 N

d) 70 N

e) 35 N

QUESTÃO 4
Determine o módulo da constante elástica de uma mola que é deformada em 25 mm
quando puxada com uma força de 2,0 kN.

a) 0,5 N

b) 5,0 N

c) 100 N

d) 50 N

e) 0,05 N

RESPOSTAS
Questão 1
Letra B. Para resolvermos o exercício, basta que consultemos os valores dados
na tabela, que relacionam a força aplicada sobre a mola com a elongação dela
em centímetros. Apenas é necessário que a unidade seja convertida para
metros.
Usando o prefixo k (k = kilo = 10³), podemos reescrever o resultado como 1,6
kN/m.

Questão 2
Letra B. Primeiramente, é necessário identificar que a força que produz a
deformação na mola é a força peso exercida sobre as bolinhas de gude. Dessa
maneira, basta dizermos que peso e força elástica igualam-se quando a mola
encontra-se esticada em 5 cm.

Uma vez que a massa de cada bolinha de gude é igual a 15 g, são necessárias
3 bolinhas.

Questão 3
Letra C. Antes de resolver o exercício usando o módulo da força elástica, é
necessário colocar a deformação da mola, que está em centímetros, em
metros. Depois disso, fazemos o seguinte cálculo:

Questão 4
Letra D. Para resolver essa questão, é necessário prestar atenção
nos prefixos mili e quilo que são utilizados nas grandezas de comprimento e
força, respectivamente (m = 10-3 e k = 103).
Questão 1 — Determine o módulo da deformação sofrida por uma mola
de constante elástica de 200 N/m, quando sujeita a uma força de 50 N.
a) 10,0 m
b) 0,50 m
c) 0,25 m
d) 0,10 m
Resolução:
Vamos utilizar a lei de Hooke para calcular a deformação sofrida por essa
mola.

Com base no cálculo feito na figura acima, é possível perceber que a


deformação sofrida pela mola é de 0,25 m. Dessa maneira, a alternativa
correta é a letra C.
Questão 2 — Uma mola sofre uma deformação de 10 cm (0,1 m) quando
comprimida por uma força de 200 N. Determine a constante elástica dessa
mola.
a) 50 N/m
b) 20 N/m
c) 2000 N/m
d) 500 N/m
Resolução:
Vamos calcular a constante elástica da mola com a lei de Hooke.

Com base no resultado obtido, descobrimos que a constante elástica da


mola é igual a 2000 N/m, logo a alternativa correta é a letra D.
Questão 3 — Uma mola de constante elástica de 500 N/m é pressionada
por uma força de 50 N. Com base nessas informações, calcule qual deverá
ser, em centímetros, a deformação sofrida pela mola em razão da
aplicação dessa força.
a) 100
b) 15
c) 0,1
d) 10
Resolução:
Para calcular a deformação da mola, é necessário utilizar a lei de Hooke e
substituir os dados fornecidos no enunciado do exercício. Observe:

Uma vez que o exercício pediu que determinássemos a deformação da


mola em centímetros, após termos encontrado o resultado de 0,1 m,
tivemos que multiplicá-lo por 100, uma vez que 1 metro tem 100
centímetros. Fazendo isso, descobrimos que a deformação foi de 10 cm,
logo a alternativa correta é a letra D.

-----------------------------------------------------------------XXXXXX-----------------------------------------------

Questão 1

Para proteção e conforto, os tênis modernos são equipados com amortecedores


constituídos de molas. Um determinado modelo, que possui três molas idênticas,
sofre uma deformação de 4 mm ao ser calçado por uma pessoa de 84 kg.
Considerando-se que essa pessoa permaneça parada, a constante elástica de
uma das molas será, em kN/m, de:

a) 35,0

b) 70,0

c) 105,0

d) 157,5

e) 210,0

Resolução

Alternativa correta letra “A”. Primeiramente precisamos saber a qual força peso o
par de tênis está submetido:
P = m.g

P = 84 kg x 10 m/s²

P = 840 N.

Como são ao todo 6 molas (3 em cada tênis), é necessário dividir o peso total por
6, descobrindo assim a quantidade de força que cada mola será capaz de
amortecer:

P = 840 N

Fe = (840 N)/6

Fe = 140 N.

Em outras palavras, esses 140 N (que é a sexta parte do peso total) é a força
elástica aplicada em cada mola, originando assim em uma deformação de 4 mm.
Desse modo, basta utilizar agora a fórmula Fe = k x X da seguinte maneira:

140 N = k x (4,0 x 10–3 m)

k = 140 N/(4,0 x 10–3 m)

k = 35 x 10³ N/m, ou 35 kN/m.

Questão 2

Uma pessoa com massa de 80 Kg está sobre uma plataforma cuja base é formada
por 4 molas idênticas. Calcule a constante elástica das molas, sabendo que as
molas sofreram deformação de 2 cm.

Resolução

Novamente precisamos calcular a força peso impressa pela massa da pessoa:


P = m.g

P = 80 Kg x 10 m/s²

P = 800 N.

Agora precisamos dividir essa força pela quantidade de molas presente na


plataforma, para descobrirmos a qual força elástica cada mola está sendo
submetida:

P = 800 N

Fe = (800 N)/4

Fe = 200 N.

Após identificarmos o valor nominal da força elástica, que é de 200 N, basta


aplicarmos a fórmula Fe = k x X para acharmos a constante elástica k de cada
mola:

Por último, aplicamos a fórmula da força elástica isolando a constante


elástica. Lembre-se de passar a deformação da mola de centímetros para metros.
Para isso, basta dividir por 100.

Fe = k x X

200 N = k x 0,02 m

k = (200 N)/0,02 m

k = 10 kN/m.

Sendo assim, após a leitura do post fica mais simples de entender o que é força
elástica e como sua fórmula é aplicada. Além disso, vale destacar também que
essa força física ao deslocar um certo objeto de um ponto A até um ponto B
realiza um trabalho mensurável, sendo ele sempre calculado pela fórmula T = Fe
x d.
1.
Com base no gráfico de tensão e deformação dado abaixo, responda se as
alternativas são falsas ou verdadeiras, justificando aquelas que são falsas.
a. ( ) O modulo de elasticidade do material A é maior que o
modulo de elasticidade do material B, porém é menor que o de
C.
b. ( ) O modulo de resistência a tração do material C é maior que
o do material B
c. ( ) O modulo tensão de ruptura de todos os matérias são iguais
d. ( ) Os gráficos parecem demonstrar que os matérias C e B são
dúcteis e o material A é frágil.
e. ( ) Os matérias A, B e C rompem aproximadamente na mesma
deformação, apesar de possuírem tensões de rompimento
diferentes.

a)f

b)v

c)f

d)v

e)v
2.
O diagrama tensão-deformação para o polietileno que é utilizado para revestir
cabos coaxiais é determinado por um ensaio com um corpo de prova com
comprimento de referência de . Se uma carga aplicada ao corpo de prova
desenvolver uma deformação , determine o valor aproximado do comprimento
do corpo de prova medido entre os pontos de referência quando a carga é
removida. Considere que o corpo de prova se recupere elasticamente.
3.A figura apresenta o diagrama tensão-deformação para uma resina de
poliéster. Se a viga for suportada por uma barra e um poste , ambos feitos
desse material, e for submetida à carga , determine o ângulo de inclinação da
viga quando a carga for aplicada. O diâmetro da barra é , e o diâmetro do
poste é .
4.
Com base no gráfico de tensão e deformação dado abaixo, responda se as
alternativas são falsas ou verdadeiras, justificando aquelas que são falsas.

a. ( ) O modulo de elasticidade do material A é maior que o


modulo de elasticidade do material B
b. ( ) A resistência a tração do material B é maior que o de A
c. ( ) Os gráficos parecem demonstrar que ambos os materiais são
frágeis
d. ( ) Os matérias A e B rompem na mesma deformação, apesar
de possuírem tensões de rompimento diferentes.
5.
A imagem abaixo apresenta o diagrama tensão-deformação de um material
dúctil fictício.

Identifique nessa imagem as seguintes propriedades desse material:

Módulo de Elasticidade ;

Limite de Resistência ao Escoamento ;

Limite de Resistência a Tração á;

Tensão de Ruptura .
6.
Ao ser submetido a um ensaio de tração, um corpo de prova de liga de cobre
com comprimento de referência de sofre uma deformação de quando a
tensão é de . Se quando , determine a distância entre os pontos de referência
quando a carga é aliviada.

7.
Com base no gráfico de tensão e deformação dado abaixo, responda se as
alternativas são falsas ou verdadeiras, justificando aquelas que são falsas.

a. ( ) O material B apresenta deformações residuais


b. ( ) Todos os materiais rompem na mesma tensão de ruptura
c. ( ) Os gráficos parecem demonstrar que os materiais C e B são
dúcteis e o material A e D são frágeis.
d. ( ) O Modulo de elasticidade das curvas B e A são iguais.
e. ( ) A zona de estricção é atingida primeiro pelo material D
f. ( ) A tensão máxima é atingida primeiro pelo material B por
apresentar maiores deformações
g. ( ) Um desses gráfico poderia representar facilmente o
comportamento do aço
-----------------

Você também pode gostar