Você está na página 1de 7

Além dos desenhos técnicos, o software vem disponibilizando, em suas versões

mais recentes, vários recursos para visualização em diversos formatos. É


amplamente utilizado em arquitetura, design de interiores, engenharia mecânica e
em vários outros ramos da indústria. O AutoCAD é atualmente disponibilizado
apenas em versões para o sistema operacional Microsoft Windows, embora já
tenham sido comercializadas versões para UNIX.

A partir da versão R14 (publicada em 1997) potencializa a expansão de sua


funcionalidade por meio da adição de módulos específicos para desenho
arquitetônico, GIS, controle de materiais, etc. Outra característica marcante do
AutoCAD é o uso de uma linguagem consolidada de scripts, conhecida como
AutoLISP (derivado da linguagem LISP) ou uma variação do Visual Basic.

* AutoCAD Versão 1.0 (Release 1.0) - Dezembro 1982

Dezembro de 82 a Autodesk Lança o AutoCAD v.1.0 (R1). A especificação R1 não


existia, serve apenas como referência.

* AutoCAD Versão 1.2 (Release 2.0) - Abril 1983


* AutoCAD Versão 1.3 (Release 3.0) - Agosto 1983
* AutoCAD Versão 1.4 (Release 4.0) - Outubro 1983
* AutoCAD Versão 2.0 (Release 5.0) - Outubro 1984
* AutoCAD Versão 2.1 (Release 6.0) - Maio 1985

Maio de 85 a Autodesk Lança o AutoCAD v.2.1 (R6) as mudanças no AutoCAD


começam a ser marcantes, pois nesta versão surgia os comandos E-LEV,
VPOINT, HIDE Permitindo extrusões e visualização da plotagem. É nesta versão
que o AutoCAD começa a trabalhar em 3D.

* AutoCAD Versão 2.5 (Release 7.0) - Junho 1986

Junho de 86 a Autodesk Lança o AutoCAD v.2.5 (R7) o espaçamento entre os


lançamentos das atualizações são compensadas pelas evoluções no programa.

* AutoCAD Versão 2.6 (Release 8.0) - Abril 1987

Abril de 87 a Autodesk Lança o AutoCAD v.2.6 (R8) chegam os comandos 3DLINE


(linha 3D), 3DFACE (plano em 3D).

* AutoCAD Release 9.0 - Setembro 1987

Setembro de 87 surge o AutoCAD Release 9, muito semelhante à versão 2.6,


porém com o pull-down menu, o AutoCAD começa ser mais interativo.

* AutoCAD Release 10.0 - Outubro 1988


Outubro de 88 surge o AutoCAD Release 10, O AutoCAD se torna mais
profissional, um novo sistema de coordenadas UCS (User Coordinates System)
novos recursos em 3D comandos como: 3DPOLY, 3DMESH, RULE-SURF,
VIEWPORTS, etc.

* AutoCAD Release 11.0 - Outubro 1990

Outubro de 90 surge o AutoCAD Release 11 para MS-DOS ou UNIX, oferecia


suporte a redes, maior controle das variáveis de dimensionamento. O AutoCAD
começava a se impor como plataforma.

* AutoCAD Release 12.0 - Junho 1992

Junho de 92 surge o AutoCAD Release 12 para MS-DOS ou UNIX, Completo e


estável com muitos recursos em 2D tornou-se padrão no mercado mundial de CAD
confundindo com a própria definição do que é o CAD os recursos em 3D passam a
ser um módulo vendido separado como 3D AME, a adoção de caixas de diálogo
para muitas funções que antes era somente pela linha de comando, tornou muito
mais fácil de trabalhar

* AutoCAD Release 12.1 - Novembro 1993

Março de 93 surge o AutoCAD Release 12 For Windows finalmente é lançado a


sua versão para Windows onde se tornou ainda mais fácil de ser personalizado,
com uma caixa flutuante de ícones trazia para fácil acesso os comandos mais
usados.

* AutoCAD Release 12.2 - Novembro 1993

Novembro de 93 surge o AutoCAD LT For Windows que é basicamente o mesmo


AutoCAD R12, porém com menos recursos, dirigido para pequenos usuários que
procuram um Programa CAD de baixo custo.

* AutoCAD Release 13.0 - Dezembro 1994

Dezembro de 94 surge o AutoCAD Release 13. Inicialmente era tanto para MS-
DOS, Windows e UNIX, mas o que deveria ser um programa polivalente causou
uma grande dor de cabeça aos usuários, pois foi o AutoCAD mais instável de
todos, mas com grandes avanços como a toolbar com funções de acesso rápido,
funções de layers (como por exemplo, ligar/desligar), que antes era somente pela
caixa de diálogo ou linha de comando, a possibilidade de importar figuras nos
formatos GIF, TIFF e BMP, o uso de textos completos e não apenas linhas
individuais (MTEXT), e fontes TrueType incrementaram as opções e corretor
ortográfico foram algumas das inovações. A Autodesk resolve unificar o
lançamento de sua versão principal com a do seu programa mais simples o
AutoCAD LT R13.
* AutoCAD Release 13.1 - Outubro 1995

Outubro de 95 surge o AutoCAD Release 13 for Windows, com uma versão


específica para o Windows 95 tornou-se mais estável. Mas muitos usuários ainda
preferiam o R12.

* AutoCAD Release 14.0 - Março 1997

Março de 97 surge o AutoCAD Release 14 for Windows. Acaba a versão para DOS
e UNIX. Poderoso, oferecendo a estabilidade do R12 e as facilidades do R13, fixa
como a plataforma mais usada no mundo dominando perto dos 70% do mercado
mundial de CAD. Apesar dos recursos 3D evoluírem bastante, a Autodesk, começa
a direcionar os usuários em 3D para ferramentas mais específicas como o
Autodesk Mechanical Desktop já na sua versão 3, mas a evolução das ferramentas
de trabalho em 2D não param de evoluir, modos de seleção são simplificados,
novos comandos como por exemplo: o Autotrack (o Osnap fica mais interativo) o
uso da tecla F3 para ligar/desligar o OSNAP, o sistema de plotagem também
melhora. Sendo possível armazenar as configurações de plotagem num arquivo
externo facilitando a padronização. Surge uma única caixa de diálogo para
configurar o sistema e preferências entre outras benfeitorias.

* AutoCAD Release 14.1 - Junho 1998

Junho de 98 enfim surge o AutoCAD Release 14 na nossa língua! Mas os usuários


experientes de AutoCAD não se interessaram pela versão, pois já estavam
acostumados com os comandos em inglês, juntando a isso uma tradução
duvidosa, como por exemplo: o comando OFFSET, que faz cópias paralelas, tinha
o nome: COPPAR; o comando ARRAY que faz cópias múltiplas, tinha o nome de
MATRIZ. Para os iniciantes seria uma boa opção, mas muito poucas empresas se
dispuseram a comprá-lo.

* AutoCAD 2000 (Release 15.0) - Março 1999

Março de 1999 a Autodesk lança o AutoCAD 2000 (Release 15) como uma
evolução natural do R14 mais poderoso de todas as versões, porém a versão
anterior do AutoCAD é tão eficiente, que grande parte das empresas não fizeram a
actualização, os grandes destaques ficam por conta, da plotagem onde os
parâmetros ficam gravados no próprio desenho, a opção de criar quantos layouts,
forem necessários com parâmetros distintos, o comando DDMODIFY desaparece
e surge o comando PROPERTIES, muito mais completo, podendo alterar, todos os
parâmetros no mesmo local, surge também o DBCONECT, que permite pesquisar
e importar STYLE’s, BLOCK’s e LAYER’s dos desenhos sem abri-los. E a
possibilidade de abrir vários desenhos ao mesmo tempo.

* AutoCAD 2000i (Release 15.1) - Julho 2000


Em Julho de 2000 foi lançado o AutoCAD 2000i (Release 15.1). Esta foi uma
versão baseada na internet, para conseguir o máximo destas ferramentas de
negócios essenciais. Como a plataforma de desenho na internet, o AutoCAD 2000i
ofereceu a base para as soluções Autodesk, servindo para as indústrias de
arquitetura, engenharia, construção, comunicações, governos, utilidade pública,
topografia e manufatura. Combinando o poder do design e a internet em um
software eficiente.

* AutoCAD 2002 (Release 15.2) - Junho 2001

Em Junho de 2001 foi lançado o AutoCAD 2002 (Release 15.2). Como destaques
podemos citar a cota associativa, o novo gerenciamento dos blocos com atributos,
o comando ARRAY ganhou uma caixa de diálogo, capacidade de manipular a
geometria do desenho e visualizar a mudança correspondente imediata na
dimensão ou anotação. Novas ferramentas de layer, de texto e de atributos, entre
outros.

* AutoCAD 2003 (Release 15.3) - Outubro 2002

Esta é uma versão do AutoCAD pouco conhecida do grande público. Foram


comercializadas poucas unidades. Acredita-se que a Autodesk estava utilizando
esta versão como um Beta-teste (mas sem divulgação que era um Beta) para um
futuro lançamento do AutoCAD 2004.

* AutoCAD 2004 (Release 16.0) - Março 2003

Em Março de 2003 foi lançado o AutoCAD 2004 (Release 16.0). Ele é uma
remodelagem do AutoCAD 2002, oferecendo novas e melhoradas funcionalidades
que permitem criar com rapidez, compartilhar com facilidade e administrar com
eficiência. AutoCAD 2004 oferece novas características como ferramentas de
produtividade, uma interface modernizada, e gráficos da apresentação para a
criação dos dados mais rápidos e produtivos. Oferece proteção por senhas,
ferramenta padrão CAD e um formato DWF multifolha, facilitando o
compartilhamento de informação.

* AutoCAD 2005 (Release 16.1) - Março 2004

Em março de 2004 foi lançado o AutoCAD 2005 (Release 16.1). Dentre as


novidades ressaltamos o comando para criar tabelas. Outra inovação é o suporte a
um número ilimitado de Camadas. O novo comando Campo sim-plifica as tarefas
de criar posicionar e editar os textos. Um campo pode ser usado como um
marcador de posição para conteúdos que possam sofrer alterações durante o
projeto.

* AutoCAD 2006 (Release 16.2) - Março 2005


Em março de 2005 foi lançado o AutoCAD 2006 (Release 16.2). A interface foi
melhorada. Inclusão de funcionalidade que permite uma migração das
personalizações, entre versões anteriores do AutoCAD e a nova. Modo de seleção
colorido. Entrada Dinâmica foi projetada para substituir a janela Comando.
Calculadora com inúmeras funções. Melhoras no comando Texto. Tabela com
possibilidade de cálculo. Comando Hachura melhorado. Blocos Dinâmicos. Paletas
de Ferramentas melhoradas.

* AutoCAD 2007 (Release 17.0) - Março 2006

Em Março de 2006, foi lançado o AutoCAD 2007. O novo AutoCAD 2007


disponibiliza novas formas de trabalhar: uma nova forma de conjugar o desenho
2D com o modelo 3D, uma nova forma de projetar, visualizar, apresentar e
documentar. Sucintamente, trata-se do projeto conceitual, que nos permitirá
antever possíveis falhas e, de uma forma ou de outra, tornar-nos mais céleres e
produtivos. Agora com possibilidade de publicar os arquivos de desenho em
formato PDF. Esta versão está orientado a melhorar a capacidade dos projetistas
de criar, navegar e editar um projeto conceitual, apresentar claramente o projeto a
um público não-técnico e posteriormente documentar o projeto com facilidade
utilizando todas as poderosas ferramentas de desenho do AutoCAD. Algumas das
novas funcionalidades do AutoCAD 2007: Ferramentas avançadas de desenho
conceitual que ajudam o usuário a projetar mais facilmente; Comandos avançados
para visualização de projetos; Comandos para criar cortes e fachadas, blocos
dinâmicos e tabelas avançadas; Exporta arquivos DWG de versões anteriores;
Importa arquivos DWF e Gera arquivos PDF entre outras funcionalidades.

* AutoCAD 2008 (Release 17.1) - Março 2007

Em Março de 2007, a Autodesk lançou o AutoCAD 2008.

Versões AutoCAD LT

Existe também versões do AutoCAD LT, ou lite, light que são mais simplificadas.
Para se avaliar o custo de uma destas versões é aproximadamente. Entre 700 a
800 dólares americanos em comparação ao valor de 3.000 dólares americanos da
versão completa do AutoCAD.

Alternativas

Embora o AutoCAD tenha se consolidado como software padrão mundial na área


de CAD, muitas alternativas em ambiente software proprietário e software livre,
vem também sendo difundidos. Exemplos são o QCad, o Bricscad e o DataCAD,
além do Vector.
AutoCAD 2000
- Processador: Pentium 233 MHz
- 32 MB de memória RAM (recomendado 64 MB)
- Microsoft Windows 98, 2000 e NT 4 (SP3)
Obs.: Se mostra satisfatório em Windows XP, neste caso recomenda-se 256mb ou mais
de memória, e um processador não tão obsoleto, devido exigências do próprio sistema
operacional.

Autocad 2002
- Processador: Pentium 233 MHz (recomendado 450 MHz) ou equivalente.
- 32 MB de memória RAM (recomendado 64 MB)
- Microsoft Windows 98, Windows 2000, Windows NT 4 (SP5),
Obs.: Também apresenta funcionamento em Windows XP, considere as mesmas notas
para a versão 2000.

AutoCAD 2004
- Processador: Pentium III 800 MHz ou compatível
- 128 MB de memória RAM (recomendável 256mb ou mais no caso do Windows XP)
- Microsoft Windows XP, 2000, NT 4 (SP6a)
- Espaço livre para instalação no HD, 300 MB
Obs.: A partir desta versão descontinuaram suporte para Win 98, embora alguns
usuários relatem conseguir utilizar no Windows 98SE.

AutoCAD 2005
- Processador: Pentium III 800 MHz, ou equivalente.
- 256 MB de memória RAM
- Microsoft Windows XP ou 2000
- 300 MB livre no HD, para instalação

AutoCAD 2006
- Processador: Pentium III 800 MHz ou compatível
- Microsoft Windows XP (Com SP1 ou maior) ou Windows 2000 (SP3)
- 512 MB de memória
- 500 MB livre no HD, para instalação

AutoCAD 2007
- Processador: Pentium IV (2.0 GHz acima)
- 512Mb de memória (Recomendado acima de 1Gb RAM para modelagem 3D ou
arquivos grandes)
- Microsoft Windows XP (SP2) ou 2000 (SP3)
- 750 MB de espaço no HD para fazer a instalação.
Obs.: Problemático para rodar no Windows Vista, porém tem Service Pack para tal.

AutoCAD 2008
- Processador: Pentium IV (2.0 GHz acima)
- 512 MB de memória RAM
- Microsoft Windows Vista, XP (SP2), 2000 (SP4)
- 750 MB livre no HD para fazer a instalação
Obs.: No caso do AutoCAD 2008 64 bit, recomenda-se 1GB ou mais de RAM e
processador de 3.0GHz, não podendo este ser instalado em Sistema operacional 32bit
AutoCAD 2009
- Processador: Pentium IV de 2.2 GHz.
- 1 GB de memória (Recomendado 2 GB para modelagem 3D ou para sistema 64 bit)
- Microsoft Windows Vista ou XP (SP2)
- 750 MB de espaço livre no HD para instalar.

AutoCAD 2010
- Processador: Pentium IV (3.0 GHz acima) ou equivalente
- 2 GB de memória
- Microsoft Windows Vista ou XP (SP2)
- 1 GB de espaço no HD, para instalação
Obs.: Recomenda-se para três dimensões, placas profissionais da NVidia e ATI

Algumas considerações finais.


Para versões um pouco mais antigas do AutoCAD, onde pretenda trabalhar no modo
3D, é desejável uma boa placa de vídeo, com pelo menos 128 MB, no caso de versões
mais recentes, pense em placas a partir de 256 MB.
Processadores da linha Celeron, bem como o uso de placas de vídeo onborad
(compartilhando com a RAM), não são boas opções para trabalhos mais pesados.

Você também pode gostar