Você está na página 1de 3

Palco Principal - Como montar o seu Homestudio Page 1 of 3

Como montar o seu Homestudio


TAGS
homestudio MIDI computador esquemas montagens setup

Aqui encontram-se uma variedade de exemplos de como deverá definir e montar o seu Homestudio com um computador,
teclado e guitarra.

Isto é provavelmente o que todas as pessoas querem mesmo saber – como configurar tudo. O problema, do meu ponto de
vista, é que na verdade tudo depende do material que possui e do que está a tentar fazer.

Recebo muitos e-mails de pessoas que me dizem que possuem aquela e a outra componente e não sabem como as ligar
convenientemente. A minha resposta é geralmente esta: “Não sei, como pretende ligá-las?". Por exemplo, se possui uma
mesa de mistura e um processador de efeitos poderá ligá-las de diferentes maneiras consoante o que deseja fazer – isto
aplica-se da mesma forma a componentes (hardware/software) de um computador. Dito isto, existem algumas regras chave
que poderá seguir e o que irá ter de fazer é tentar aplicar o que lhe vou mostrar ao seu próprio equipamento.

Em primeiro lugar se não sabe porque precisa de alguma componente é porque não precisa dela de todo. As mesas de
mistura são um exemplo clássico. Conheço um vasto número de casos em que pessoas acabaram por comprar uma mesa de
mistura apenas porque lhes disseram que iriam precisar - no entanto não fazem a mínima ideia de como manusear uma! Só
irá precisar de uma mesa de mistura se souber o porquê dessa necessidade. Se não tiver a certeza, em principio é porque
não irá precisar de uma. Outra boa dica em relação a mesas de mistura é contar quantas caixas possui que produzam som,
se for apenas o seu PC então não irá necessitar de uma mesa. Se possuir RACKS de sintetizadores hardware e um teclado
Trinity (por exemplo), então irá querer misturar todos esses sons para que saíam através do mesmo par de colunas – irá
necessitar de uma mesa de mistura.

Exemplo 1 – Setup básico


Para poder criar musica no seu computador irá necessitar de uma placa de som. A maioria dos computadores traz incluído
uma placa simples incorporada, que costuma ter uma entrada de microfone, entrada de linha e saída de linha e/ou saída de
speakers. Agora, não pense que por possuir uma placa SoundBlaster 7.1 surround irá conseguir produzir música de
qualidade, talvez funcione para iniciantes, mas com tempo irá descobrir que estas placas possuem limitações frustrantes e se
der o salto para uma placa desenhada para produção musical profissional a sua experiência na produção irá aumentar
exponencialmente.

Um PC, placa de som incorporada, teclado MIDI (opcional) e um par de colunas (podem ser auscultadores)

Legenda desta figura:

1- Ligue um cabo de guitarra à sua guitarra. A guitarra está a ser utilizada como exemplo de um instrumento. Pode ser
qualquer instrumento ou apenas um microfone.
2- A placa de som standard possui entradas mini-jack, por isso em principio terá de usar um adaptador de cabo jack(1/4
inch) para mini-jack (3.5mm).
3- Ligue o cabo com adaptador à entrada de microfone na placa.
4- Teclados MIDI costumam vir equipados com conectividade USB, se este for o seu caso poderá saltar para o ponto 6. Em
caso negativo pegue num cabo MIDI e ligue-o à saída MIDI do teclado.
5- Ao utilizar um adaptador MIDI/Joystick ligue a outra extremidade do cabo MIDI na entrada do joystick. Lembre-se que só
ira usar este processo se o seu teclado MIDI não possuir conectividade USB.
6- Um teclado MIDI com conectividade USB fornece o seu próprio interface MIDI ao um computador. Ligue o cabo USB
entre o teclado e a entrada USB do seu computador, instale os drivers e o teclado ficará ligado ao computador.
7- A saída de linha da placa de som é também uma saída mini-jack, por isso o cabo usado, deverá ter stereo mini-jack numa
extremidade e o tipo de entrada que as suas colunas necessitam do outro.
8- A saída de linha vai até as suas colunas activas (com amplificação) (lado direito e esquerdo). Se as suas colunas são
passivas, ligue o cabo ao amplificador que está por trás delas.

O seu programa de gravação será capaz de gravar a guitarra, e o teclado consegue agora reproduzir sons de um sintetizador

http://palcoprincipal.uol.com.br/artigos/Artigo/como_montar_o_seu_homestudio 3/2/2009
Palco Principal - Como montar o seu Homestudio Page 2 of 3

no seu computador. Todo o som, desde a guitarra aos sintetizadores (por software) irão sair através da saída de linha até as
suas colunas.

Vê, até foi fácil! Ligar cabos áudio é muito simples e poderá adaptar qualquer conector áudio a qualquer outro – mini-jack para
jack, phono para XLR, linha de coluna simples em jacks – conforme o que irá necessitar.

Exemplo 2 – Como utilizar uma mesa de mistura antiga


Como disse anteriormente, não irá necessitar de uma mesa de mistura a não ser que saiba que necessita mesmo de uma,
contudo, é uma das questões que mais vez me é perguntada, por isso aqui vai um exemplo de como deve operar uma
pequena mesa de mistura. O que a mesa de mistura oferece é um número de entradas para microfone e instrumentos mais
alargado não tendo de utilizar a pequena entrada de microfone na placa de som.

Um PC, uma placa de som de qualidade com entradas de alta qualidade, um teclado MIDI com os seus próprios sons, uma
guitarra, um microfone e um par de colunas. Veja o esquema seguinte.

1- Ligue um cabo de guitarra à sua guitarra.


2- Ligue o cabo apropriado ao seu microfone
3- Ligar o microfone e guitarra a canais separados da mesa de mistura. Poderá utilizar um pré amplificador separado para a
guitarra e microfone se assim o desejar.
4- O teclado possui entrada/saída MIDI, assim poderá enviar sinal MIDI para o seu computador onde este é gravado, e
depois volta a receber o sinal MIDI do sequenciador para que o sintetizador reproduza os sons (bateria, outros instrumentos
de suporte). Isto assumindo que o teclado possui os seus próprios sons, que planeia usar, caso contrario só irá necessitar da
MIDI OUT.
5- O interface MIDI da placa de som fornece a entrada e saída MIDI. Lembre-se que a saída do teclado é ligado à entrada
na placa de som e vice-versa. Se o teclado possuir conectividade USB, então poderá utilizar essa opção em detrimento do
canal MIDI.
6- Queremos poder ouvir o sintetizador, por isso ligamos a saída de áudio à mesa de mistura.
7- Esta é a parte que as pessoas costumam ter mais problemas. Queremos poder gravar a guitarra e o microfone para o seu
computador. Se usássemos o canal master da mesa de mistura, enquanto estivéssemos a gravar a guitarra estaríamos a
gravar ao mesmo tempo o retorno do sintetizador no mesmo canal. Não queremos que isto aconteça! Na verdade queremos
gravar tudo em diferentes canais e não queremos gravar o sintetizador até que tenhamos a certeza absoluta sobre a
configuração MIDI no software. Então necessitamos de enviar o sinal do microfone e da guitarra para a placa de som por si
próprio. Como fazer isto? Temos de utilizar os SENDS. Todas as mesas de mistura possuem um ou dois SEND auxiliar, por
vezes apelidado de “FX Sends", pois é para essa função que normalmente são usados – enviar o sinal dos canais para os
efeitos. Contudo desta vez vão ser utilizados como uma saída, isto é, e vamos enviar o sinal da guitarra e do microfone
através do SEND para a placa de som. Suba a nível do SEND nos canais da guitarra e do microfone, e faça com que os
SENDS dos restantes canais estejam a 0. Agora poderá ouvir o sintetizador, mas este não será gravado com a guitarra.
8- A saída do aux SEND, idealmente duas para stereo, está ligado na entrada de linha da placa de som.
9- Agora queremos poder ouvir o sinal de guitarra gravado ao mesmo tempo que a saída do sintetizador hardware, por isso
a saída de linha da placa de som necessita de estar ligada à mesa de mistura.
10- Faça com que o SEND do aux nos canais de saída da placa de som estejam a 0 ou poderá obter feedback através do
seu computador.
11- A saída do monitor na mesa de mistura, leva as faixas gravadas do seu computador e da saída do sintetizador e deverá
ser ligada às suas colunas.
12- Todo o som sairá das suas colunas, amplificador ou arranjo de colunas.

Uma boa nota a ter em conta neste ponto, é que, apesar de estar a usar uma mesa de mistura, na verdade não está a
misturar nada. Todo o que tem é uma saída stereo do sintetizador, possivelmente a levar múltiplas faixas de diferentes
instrumentos e a saída stereo do computador, que poderá levar um par de guitarras, voz e harmonia. Então, toda a mistura
necessita de ser efectuada no computador, no Cubase ou programa similar. Tenha também em conta que se a sua mesa de
mistura possuir saídas directas ou de tape (ou ainda busses), então não irá necessitar de auxiliares, simplesmente utilize o
computador como um gravador físico.

Exemplo 3 – Gravar uma banda utilizando o interface de gravação apropriado

http://palcoprincipal.uol.com.br/artigos/Artigo/como_montar_o_seu_homestudio 3/2/2009
Palco Principal - Como montar o seu Homestudio Page 3 of 3

O esquema apresentado de seguida é um óptimo exemplo. O termo placa de som não é obviamente o mais correcto a usar
neste sistema, já que o Firepod é um interface Firewire, contudo vou usar a palavra “placa de som" para cobrir todos os
interfaces áudio, sejam PCI cards, PCMCIA, Firewire ou USB – portanto não fique confuso!

Sumário
Como pode ver pode não necessitar de uma mesa de mistura. O Firepod, por exemplo, fornece todas as entradas e pré
amplificadores que irá necessitar, seja para microfones, guitarras, ou para o que quiser utilizar. Toda a mistura é feita no
computador dentro do seu programa áudio de eleição, resultando numa saída para monitor stereo que leva o sinal até as suas
colunas. Se não lhe agrada a ideia de misturar com um rato então irá ter de entrar no mundo de superfícies de controlo MIDI
onde através de uma superfície de plástico com uma série de botões, faders e knobs, que irá utilizar para controlar a
componente software da mesa de mistura no ecrã – total controlo táctil com faders monitorizados e todo o género de avisos
de luz.

Artigo Original por Robin Vincent

http://palcoprincipal.uol.com.br/artigos/Artigo/como_montar_o_seu_homestudio 3/2/2009